[Discussão] Antiguidade de sócio e número de votos

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.


Totalmente contra alterações dos escalões actuais.

1- Nunca 1 sócio = 1 voto

2- Nunca 1 sócio B = 1 sócio A

3- A quota do SCP são 12€ !!!
(Não metade)

4- a maioria dos Sócios e maior peso em qq votação está nos Socios com 15(5 votos) a 20 anos sócio ( 23% total de votos)

5 - o peso em votos até aos 15 anos (1a5votos) de associado ultrapassa os 50%

6 - conversas de 1 vs 21 é só estupido qd apenas existe 1 associado com 21 votos

7- mesmo dos 15 aos 21 votos estamos a falar de apenas 2% do Total de votos o que demonstra a treta dos “velhos” seres não pensantes que impõem a sua vontade.

7 - premiar 10 em 10 com 1 voto seria retirar peso sim aos sócios com menos anos e não o contrário.

8- 5 Socios apenas com apenas 1 ano (5 anos quotas) são iguais a 1 com 45 anos lealdade.

9 - impensável abrir a possibilidade que 10.000 Novos Socios com 1 ano e de quota B (750.000€ de um estado Lampião ou qq outro) decidissem o futuro do SCP vs 10.000 Socios que sempre e durante largos anos (bons e maus momentos) foral fiéis e Leais ao Sporting.

10- 5 Socios apenas com apenas 1 ano (5 anos quotas) são iguais a 1 com 45 anos lealdade.

11- os sistema actual premeia mais os Socios com menos anos de associado e foi o sistema q permitiu q BdC fosse eleito.

12-os resultados desta eleição demonstra que a média foi de 4,5 votos (não 12/14 ou 19/20 votos)

13- a diferença do valor médio entre os candidatos foi de 1 voto por sócio não 5 ou 10.

sejam é Socios A e paguem as quotas independentemente de qq Treinador , Presidente , resultados ...
É óbvio que o modelo actual é altamente desproporcional e injusto.

Pegando nos dados da AG de 23 de junho, sem ter em conta o sentido de voto, apenas os escalões dos votantes, n.º de votos e a quantidade de boletins, fiz o seguinte quadro:


Retiro algumas notas:
- O intervalo entre os escalões dos 1 aos 5 votos conteve 58,9% dos votantes. No entanto só se traduziu em 31,5% dos votos;
- Se todos os sócios com entre 6 e 10 votos combinassem entre si em que opção votar, decidiriam logo a votação, pois somariam 50,9% dos votos, pese embora representarem apenas 33,9% dos votantes ( mais ou menos um terço);
- Dos 11 aos 15 votos, apesar de serem 8.67 vezes menos votantes que os do primeiro intervalo (1 aos 5 votos), representam sensivelmente metade dos votos destes;
- Parece-me óbvio que o poder está quase todo entre os sócios com 6 e 10 votos, mesmo que estes sejam uma minoria. Isto porque este grupo alia um número ainda considerável de votantes e um já muito considerável número de votos. Enquanto os mais novos são mais numerosos, a sua quantidade de votos relegam-nos para uma situação de minoria nas urnas. Já os mais velhos, mesmo com números bastante reduzidos, ainda conseguem ter algum peso eleitoral nas urnas graças aos seu número de votos ridículo.

Como podem ver, também fiz uma estimativa colocando em prática o modelo atrás mencionado do 1 voto por década. Os resultados são um pouco melhores, mas penso que não colocam ainda justiça na proporção dos votos.

Isto foi para a AG Destitutiva, se arranjarem para a AG Eleitoral não me importo de fazer exercício semelhante para ver se há aqui alguma tendência.

Quanto a outros pontos do teu post, não tenho comigo os dados das quotizações por categoria de sócio, mas os B ( nos quais eu me insiro, neste momento por opção) em teoria parecem-me ser uma boa solução para angariar sócios que, com quotas mais caras, nunca seriam sócios. Mesmo que menos que os A, mais vale o dinheiro que pagam com as quotas do que não receber nada desse bolo, além de que gosto do principio de que não devemos alienar do clube sócios com menor capacidade económica.

Por último, relativamente à justiça de um sócio de 45 anos de fidelização ser equiparado a um com 5 acho isso mais uma questão ideológica que outra coisa. Por exemplo, se um pai registar como sócio um filho à nascença ele com 30 anos terá 30 anos de sócio, 8 votos, ao passo que uma pessoa que se regista como sócia aos 25 anos ( quando atinge independência financeira), aos 30 terá 3 votos. Quem me garante que o primeiro sócio é mais válido e mais fiel ao clube? Até pelo contrário, o segundo sócio tomou iniciativa por si mesmo de se registar, o que só por si quer dizer muito.

O ideal para mim seria sempre um sócio, um voto. Mas como não se pode ir do 8 ao 80 num momento para o outro, urge debater uma solução intermédia que agrade a gregos e a troianos.
« Última modificação: Setembro 10, 2018, 16:24 pm por PauloSCP »
Como se vê por alguns dos posts anteriores, com diferentes propostas de relação entre nº de anos de sócio e nº de votos, é este outro problema da majoração de votos: é que enquanto tal aberração existir, nunca ninguém estará satisfeito, porque as possibilidades de proporção são inumeráveis. Quase se pode dizer que é possível arranjar uma proposta diferente por cada sócio. E tal como em 2011 se fizeram as alterações por se achar que o sistema era desproporcional, daqui a 5 anos poderá igualmente achar-se que o sistema é desproporcional e sempre se andará com avanços e recuos, à mercê da conjuntura e inclusivamente correndo-se o risco de essas alterações se operarem de forma calculista e desonesta para servir os interesses do status quo e de quem tem poder para controlar o sufrágio de tais alterações.

A única via que nunca geraria sentimento de insatisfação ou de desproporcionalidade é aquela que se usa num sistema genuinamente democrático: 1 pessoa = 1 voto. Mais objetivo e racional do que isto é impossível.
Imaginando esta situação, nasce um bebé, é inscrito como sócio (conta para o número de sócios):
1 aos 6 anos: 0€ de quotas
6 a 12 anos: 3€/mês de quotas (234€ total)
12 aos 18 anos: 4€/mês (312€ total)
Total de votos aos 20 anos: 6 votos

1 sócio tipo B, paga 9 anos de quotas (702€) tem 1 voto.
Citação de: Vitor Ferreira
Só pessoas estúpidas, intelectualmente desonestas e cegas é que estão neste momento com Bruno de Carvalho, qualquer pessoa meramente inteligente (...)
Citação de: Jaime Marta Soares
Vai poder candidatar-se! Não tem nenhuma outra situação que não seja, se tiver as cotas em dia e se for essa a sua vontade, candidatar-se.
Imaginando esta situação, nasce um bebé, é inscrito como sócio (conta para o número de sócios):
1 aos 6 anos: 0€ de quotas
6 a 12 anos: 3€/mês de quotas (234€ total)
12 aos 18 anos: 4€/mês (312€ total)
Total de votos aos 20 anos: 6 votos

1 sócio tipo B, paga 9 anos de quotas (702€) tem 1 voto.


1 sócio B pra ter 3 votos tem de fazer 20 anos.

Sócio A: tem de ter os mesmos 20 anos para ter 6 votos.
Citação de: desconfiado em Hoje às 22:55
"O jogo de hoje mostra claramente o porquê de o sporting não ganhar um campeonato há 16 anos e ter estado outros 18 sem o ganhar. Jogo completamente encomendado. Bastou o sporting ter 1 hipótese em 100 de roubar a champions ao foculporto que logo a "fruta" entrou em acção. Expulsão completamente exagerada e propositada. Mas atenção a culpa não é só do "sistema".Também é nossa. Somos um clube "sem tomates". Um clube de "varandetes". Qualquer "pressãozita" ou qualquer "roubo" que nos façam que abrimos logo as p**** das pernas e o foculporto.Hoje fomos completamente sodomizados em Alvalade e nós deixamos porque não temos espinha.É por isto que nunca seremos campeões."
Como está não é apenas vergonhoso, é anti-democrático.

Ridículo que um velhadas qualquer com 70 anos, que não tem nem de perto nem de longe a informação que eu tenho sobre a vida diária do clube, tenha 20 votos oh c****** e eu só tenha 3 ou 4.

É um sócio, um voto. Ou quanto muito reduzir monstruosamente a disparidade. Como disseram aí para cima já aceitava bem, 1 voto ao fim de 12 meses e mais 1 voto por cada 10 anos de associação.

O voto não deveria ficar limitado a 1 pelas razões que conhecemos mas a diferença tem de ser reduzida. Esse modelo que exemplificas por mim seria o ideal. No máximo dos máximos só chegava aos 10 votos por pessoa. E essa já tinha de ter uns 50 anos de sócio e por aí parava.
« Última modificação: Setembro 10, 2018, 21:50 pm por C.Alves10 »
1 voto por cada década de sócio para escalão A.
1 voto por cada duas décadas de sócio para escalão B.

Escalão A, como actualmente, começaria logo com 2 votos e aos 90 anos de sócio ficaria com 10 votos.
Escalão B, como actualmente, começaria com 1 voto e aos 90 anos de sócio chegaria ao limite com 5 votos.

Penso que assim já conferiria alguma justiça, embora o ideal mesmo seria um sócio, um voto.



Pegando neste post, era o que idealizava.  :great:
Como é óbvio só irão mudar os estatutos dos sócios quando este tipo de votação já não der jeito, é por isso que vão começar a fazer um lobby semelhante aos corruptos com os Núcleos para poderem continuar a ter poder de votação, cabe a nós e aos dirigentes dos núcleos impedir que tal aconteça.


Burros D'Ouro: @pimparel - 2 | @greenjam - 3 | @m1950 - 1 | @dakine - 1
Não faz sentido a diferença entre sócio A e B, até porque já há essas diferenças no acesso ao estádio.
Temos o ridículo de um sócio B com 3 anos logo já pagou mais em valor e tempo de quotas que um A com 1 ano, e tem menos votos.
Total descriminação e violadora dos estatutos.
Artigo 3°
2 – No SPORTING CLUBE DE PORTUGAL não se faz distinção de ascendência, género, raça, língua, território de
origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica ou condição social, sendo únicos
critérios de qualificação dos sócios a respectiva antiguidade, os galardões atribuídos e a contribuição que derem ao
Clube.

Por mim seria um sócio 1 voto, mas pelo menos atenuar estas diferenças sem qualquer porpocao e sentido, ou A e B igual, ou pelo menos o B, aumentar progressivamente a cada 5 anos tal como o A, isto e haver um limite talvez nos 10 votos no máximo.
E ainda há também os sócios C e D... Tb muito injusticados em valor e antiguidade.
Bruno de Carvalho o meu Presidente!
Viva o Sporting Clube de Portugal!
Sócio desde 1994!
1 sócio = 1 voto

E só podem votar se estiverem 5 anos ininterruptos a pagar as quotas.

Ou, aumentar 1 voto a cada 10 anos ou 15 anos, não a cada 5.

Mudem, porque como está é inconcebível





Os mandatos não são para cumprir, os mandatos são para ser honrados. E quando não se honra aquilo para que se foi mandatado, não devem ser nada cumpridos. Devem ser interrompidos, como é lógico
Com este sistema atual, a velhada ta sempre a encravar o clube! Não conseguem ter outra visão moderna e para a frente. Sempre a travar e a estragar tudo..

Eu recusei me a ir votar. Depois do que fizeram ao presidente bruno de carvalho, jamais poderia ir legitimar o golpe! Nunca! Sou homem de 1 cara só!
1 sócio, 1 voto.


Que arranjem outras formas de compensar os mais velhos.

Basicamente quem tem mais poder económico tem mais poder de decisão, a isso não chamo democracia, chamo compra.


Obrigado g~"71%"
« Última modificação: Setembro 27, 2018, 02:37 am por Mocito »
Será sequer possível passar para um sistema de um sócio = um voto (ou então como uma progressão muito gradual como sugeriram acima, com o máximo possível ser 6 ou 7 votos)? Uma alteração dessas teria sempre de ser aprovada em AG, e os dinossauros iriam cair em peso a impedir que essa mudança acontecesse.

De qualquer forma com esta direção é estar a alimentar cenários irrealistas, tendo eles sido eleitos graças a essa disparidade no número de votos jamais mexeriam uma palha neste sistema.

Clube completamente minado, e eu cada vez mais alheado do mesmo.

O Bruno de Carvalho fez a proposta e conseguiu a mudança para o sistema que temos agora. Antes de ser presidente.
Era muito pior, lembram-se?
#NasciLeaoNaoNasciLampiao
Já estive em ambos os lados desta barricada.
E, neste assunto, provavelmente mudo de opiniao outra vez...
Há argumentos convincentes de ambos os lados.

Neste momento, se votasem numa AG 1 socio 1 voto, aceitava.

Teria de fazer alteraçoes aos escaloes, no entanto. E acho que essas propostas de alteracao de escaloes, mais que a mudanca do numero de votos, é que faria alguns socios descontentes.

A minha premisssa ja agora, é sempre em benefecio do clube. Pois somos socios para ajudar o Sporting, e nao ao contrario.

Mudava as categorias da seguinte maneira: Todos os socios seriam cat A por defeito. Quem morasse a mais de 100KM de Lx podia optar por ser Cat. B com metade da quota. Mas para ter acesso a GB teria de ser obrigatoriamente Cat A.

Socios de nucleo pagariam mais um ou dois euros por mes - dependendo da Cat, para ajudar o nucleo.

Criava categorias especiais temporarias, para socios em dificuldade que nao pudessem pagar quotas. Podiam suspender o pagamento por alguns meses.

E um voto para cada socio, apos o primeiro ano de quotas.

A antiguidade daria direito a descontos maiores na LV, a experiencias com as modalidades e futebol. Convites especiais para jogos. Etc.

#NasciLeaoNaoNasciLampiao
 Um sócio, um voto.

 A antiguidade é somente a antiguidade, mais anos de sócios, mais anos de Sporting e de prazer em acompanhar o clube.

..., e também mais anos a ter direito a participar em eleições no SCP.

No entanto, não considero o atual sistema como antidemocrático ou não democrático, porquanto há um processo eleitoral que permite a substituição dos dirigentes e em que todos os sócios são chamados a participar... Não é propriamente uma questão de democracia mas sim de justiça, de equilíbrio justo entre os sócios..., e o que me parece é que não é justo, não se justifica uma diferenciação tão acentuada..., porque depois corre-se o risco da lista vencedora ter o apoio de um número de sócios significativamente menor do que a segunda mais votada... E foi mesmo isso o que aconteceu nas últimas eleições.

Não digo 1 sócio 1 voto... Mas aqueles que pagam quotas iguais deveriam ter o mesmo nº de votos... Isso julgo correto, ou seja justo... Todavia, várias categorias de sócio não vejo problema nisso, tudo depende dos benefícios que cada um quer ter enquanto sócio. 
« Última modificação: Setembro 27, 2018, 13:24 pm por Erdos »
"É fraqueza entre ovelhas ser Leão." (Lusíadas, I-68)
 Um sócio, um voto.

 A antiguidade é somente a antiguidade, mais anos de sócios, mais anos de Sporting e de prazer em acompanhar o clube.

..., e também mais anos a ter direito a participar em eleições no SCP.

No entanto, não considero o atual sistema como antidemocrático ou não democrático, porquanto há um processo eleitoral que permite a substituição dos dirigentes e em que todos os sócios são chamados a participar... Não é propriamente uma questão de democracia mas sim de justiça, de equilíbrio justo entre os sócios..., e o que me parece é que não é justo, não se justifica uma diferenciação tão acentuada..., porque depois corre-se o risco da lista vencedora ter o apoio de um número de sócios significativamente menor do que a segunda mais votada... E foi mesmo isso o que aconteceu nas últimas eleições.

Não digo 1 sócio 1 voto... Mas aqueles que pagam quotas iguais deveriam ter o mesmo nº de votos... Isso julgo correto, ou seja justo... Todavia, várias categorias de sócio não vejo problema nisso, tudo depende dos benefícios que cada um quer ter enquanto sócio.

Gostei  :great:
#NasciLeaoNaoNasciLampiao
Acho que haver número de votos diferente por causa de anos de associado algo natural.

Agora, uma escala de 1 - 20 (acho que é este o máximo) simplesmente não.
O que acho é que os sócios deveriam mexer-se quanto a isto.

Levar isto à MAG. Mesmo que não aprovem, o ónus de rejeitarem debate não se livram.

Quer queiram quer não, está a haver uma guerra geracional em surdina. O vencedor, pela lei da natureza, será sempre a geração mais jovem, mas estaremos nós dispostos a esperar 20/30 anos? Em que estado estará o clube nessa altura quando votações de gente desinformada se sucederem umas às outras?

A verdade é que em 7 anos nunca houve vontade nenhuma em levar isto para debate.

A Verdade é que a alteração foi feita em 2011

A verdade é que nessa altura foi retirado bem mais de 30% do peso dos sócios mais antigos

E aumentado o peso dos sócios até aos 5 anos.

O resto apenas lenga lenga dos adeptos atrás do teclado que ou não são Socios sequer (como se assiste aqui no fórum) ou preferem por escolha própria não ser Socios A.

Mas depois umas minis , Gins ou redBulls ou Tabaco, isso é todos os dias .

Tens aqui a alteração.
https://www.supersporting.net/antiguidade-perde-o-posto/

Bem verdade. E eu ouvi alguns desses filhos da p*** desses velhos a referirem isso mesmo como motivo para destituírem o presidente eleito.

Eu tenho 46 anos de sócio e tenho muitos, muitos votos. Portanto, estou totalmente à vontade para afirmar que a minha situação é uma aberração completa. E depois ainda falam de "vontade democrática" dos sócios. Lata do cacete.
Depois da discussão sobre o Henrique Monteiro, e da possibilidade de qualquer pessoa se tornar sócia num ano, não pagar quotas e no futuro manter a antiguidade pagando as quotas (não mostrando lealdade, nem apoio no dia a dia do clube, mas sim aproveitamento, pagando quotas só quando lhe convém), vim aqui abrir novamente a discussão e apoiar a democracia no clube (1 pessoa = 1 voto).

Totalmente contra alterações dos escalões actuais.

1- Nunca 1 sócio = 1 voto
1 sócio = 1 pessoa = 1 voto
2- Nunca 1 sócio B = 1 sócio A
1 sócio A vota após 1 ano, sócio B pode só ter direito a voto passado mais do que um ano.
3- A quota do SCP são 12€ !!!
(Não metade)
Existe várias quotas, neste momento 1 bébé ao nascer já conta para a antiguidade e aos 20 anos pode ter 5 votos, e não pagou os 12€ de quotas!!!
4- a maioria dos Sócios e maior peso em qq votação está nos Socios com 15(5 votos) a 20 anos sócio ( 23% total de votos)
Usando os dados das últimas eleições, a maioria dos sócios tem apenas 1 voto (27.74%), mas pouco mais que 1/3 desses votantes (10.07% dos sócios têm 5 votos) já conseguem quase o dobro dos votos (12.54% dos sócios com 5 votos contra 6.91% dos sócios com 1 voto).
Face a esta discrepância, muitos sócios com 1/2 votos acabam por não ir votar (é onde existe maior abstenção) devido a que o seu voto quase não conta...
5 - o peso em votos até aos 15 anos (1a5votos) de associado ultrapassa os 50%
Novamente mentira, 1 a 5 votos é apenas 43.46% dos votos, no entanto são 73.06%!!! dos sócios.
6 - conversas de 1 vs 21 é só estupido qd apenas existe 1 associado com 21 votos
[/quota]
Essa conversa é só para mostrar a disparidade que pode existir, e não que o número de pessoas com 20 ou mais votos vão fazer diferença.
7- mesmo dos 15 aos 21 votos estamos a falar de apenas 2% do Total de votos o que demonstra a treta dos “velhos” seres não pensantes que impõem a sua vontade.
2.26%, mas estás a falar de pessoas com mais de 65 anos de sócio, que caso se tenham feito de sócios apenas aos 18 anos já passa a esperança média de vida em Portugal!
7 - premiar 10 em 10 com 1 voto seria retirar peso sim aos sócios com menos anos e não o contrário.
Premiar de 10 em 10 ano não faz muito sentido, 1º porque devia ser 1 sócio = 1 voto (democracia), e depois porque uma pessoa com 9 anos não deveria ter menos regalias do que alguém com 10 anos.
8- 5 Socios apenas com apenas 1 ano (5 anos quotas) são iguais a 1 com 45 anos lealdade.
[/quota]
5 sócios são 5 pessoas, 1 sócio com 45 anos de sócio continua a ser 1 pessoa.
9 - impensável abrir a possibilidade que 10.000 Novos Socios com 1 ano e de quota B (750.000€ de um estado Lampião ou qq outro) decidissem o futuro do SCP vs 10.000 Socios que sempre e durante largos anos (bons e maus momentos) foral fiéis e Leais ao Sporting.
Não se pode inventar sócios, 1 sócio = 1 pessoa, essa pessoa tem que existir, logo isto é ao contrário, porque não podes pactuar com 10000 pessoas num crime, é impossível esconder, já pactuar com poucas que se façam de sócios agora para no futuro tomar posse do clube face a esta falha já é muito fácil de fazer.
10- 5 Socios apenas com apenas 1 ano (5 anos quotas) são iguais a 1 com 45 anos lealdade.
Outra vez?
11- os sistema actual premeia mais os Socios com menos anos de associado e foi o sistema q permitiu q BdC fosse eleito.
Mais uma mentira, o Bruno de Carvalho foi sempre eleito democraticamente, ou seja, pela maioria dos sócios e não apenas dos votos, o Godinho Lopes e o Varandas é que não (curiosamente nos 2 há dúvidas se não houve manipulação de resultados).
12-os resultados desta eleição demonstra que a média foi de 4,5 votos (não 12/14 ou 19/20 votos)
Média de quase 5 votos é tudo menos democrático!
13- a diferença do valor médio entre os candidatos foi de 1 voto por sócio não 5 ou 10.
É impossível prever qual seriam os resultados numas eleições democráticas, até porque a abstenção podia mudar imenso, principalmente das pessoas que agora têm menos votos.
sejam é Socios A e paguem as quotas independentemente de qq Treinador , Presidente , resultados ...
Nem toda a gente é de Lisboa e nem todos têm possibilidades pessoais e financeiras para poder ser sócio A e usufruir das regalias adicionais, como exemplo o Porto é 1 pessoa = 1 voto e existe 2 tipos de sócio, o tipo "B" é praticamente igual ao que havia no Sporting, ou seja, para quem vive longe do Porto.

É difícil convencer as pessoas a perderem regalias em termos de votos (e por isso quem tem mais votos vai sempre votar contra a democratização), e por isso deve-se ir alterando aos poucos para que vá sendo aceite, mas vai ser benéfico para o clube ter 1 sócio = 1 voto, claro que é preciso criar outro tipo de regalias para quem for leal.
Citação de: Vitor Ferreira
Só pessoas estúpidas, intelectualmente desonestas e cegas é que estão neste momento com Bruno de Carvalho, qualquer pessoa meramente inteligente (...)
Citação de: Jaime Marta Soares
Vai poder candidatar-se! Não tem nenhuma outra situação que não seja, se tiver as cotas em dia e se for essa a sua vontade, candidatar-se.
Eu sempre disse que nao conseguia ver um caminho facil neste assunto.

Acho que antes de se falar de mudar os votos de cada socio, é preciso acabar com as injustiças.
Coisas como um bebe que adquire antiguidade e chega aos 18 anos com uma catrafoada de votos sem a devida proporcionalidade em contribuicoes monetarias. É que isto arruina completamente o argumento que socos com mais tempo de socio tem direito a mais votos.

Por isso eu mudava o factor de atribuicao de votos para a contribuicao monetaria, e nao a antiguidade, e por exemplo e atribuia um voto extra de 1000 em 1000 euros de quotas pagas. (calculadas pela inflacao claro...)
#NasciLeaoNaoNasciLampiao
Atualmente tenho direito a 1 voto. Só daqui a 7 anos é que passarei a ter 2. Por mim era mudar. 10 anos é muito. Mudem os escalões para uma coisa mais equilibrada.
Citação de: desconfiado em Hoje às 22:55
"O jogo de hoje mostra claramente o porquê de o sporting não ganhar um campeonato há 16 anos e ter estado outros 18 sem o ganhar. Jogo completamente encomendado. Bastou o sporting ter 1 hipótese em 100 de roubar a champions ao foculporto que logo a "fruta" entrou em acção. Expulsão completamente exagerada e propositada. Mas atenção a culpa não é só do "sistema".Também é nossa. Somos um clube "sem tomates". Um clube de "varandetes". Qualquer "pressãozita" ou qualquer "roubo" que nos façam que abrimos logo as p**** das pernas e o foculporto.Hoje fomos completamente sodomizados em Alvalade e nós deixamos porque não temos espinha.É por isto que nunca seremos campeões."