Frederico Varandas - Presidente do Sporting Clube de Portugal

tiagofventura, karraça, Delatio, de_nunes, dharma, Rafa97, GOSTOTANTO (+ 1 Escondidos) e 30 Visitantes estão a ver este tópico.

Ainda não chegou a 1 ano de mandato! E já toda a gente percebeu que não tem as mínimas condições para gerir um clube das distritais, quanto mais o Sporting. Está completamente perdido, se o negócio miserável da venda do Bas Dost ruir será o total descrédito, inacreditável o que se tornou este clube.
Eu sou defensor dos mandatos completos. Defendo que tem de haver tempo para colocar em prática a estratégia pensada. No entanto, não é fácil defender um mandato completo, do, na minha opinião, o pior CD dos últimos 40 anos.

É obra, tendo em conta o histórico presidencial do Sporting Clube de Portugal.  :wall:
Por falar em treinadores, diziam que o Bruno é que tinha dificuldades em manter os treinadores, no entanto com ele em 5 anos  teve 3 treinadores e nunca mudou de treinador com a época a decorrer, com estes bananas mudamos a meio a época passada e já se está a ver que esta época vai acontecer o mesmo. Quem é que lida mal com os treinadores afinal?

Mas então BdC teve 4.
Se Peseiro foi o 1º de FV, Jesualdo foi o 1º de BdC.

O Peseiro foi o primeiro de Varandas é isso?
O peseiro era treinador do Sporting, o Varandas despediu-o quando entrou, o Bruno não despediu o Jesualdo, cumpriu o contrato que tinha até final da época.

Vai para lá disso:

Frederico Varandas: «Peseiro será o meu treinador caso seja eleito»
https://www.sabado.pt/ultima-hora/detalhe/frederico-varandas-peseiro-sera-o-meu-treinador-caso-seja-eleito


“ O meu treinador é Jesualdo Ferreira.” - Bruno de Carvalho, entrevista ao Sábado enquanto candidato.


A lógica é a mesma, Jesualdo e Peseiro não foram escolhas dos Presidentes que entraram, e acabaram despachados e bem em ambos os casos.

Bruno de Carvalho foi apenas responsável por Jardim, Marco Silva e Jesus, Varandas por Keizer até agora, escolhas deles.





A situação não foi assim como falas. Até porque Jesualdo, sabendo que não era apreciado por BdC, quis ir embora, em momento algum foi demitido. BdC falou que Jesualdo era o treinador dele para não promover instabilidade e evitar uma derrocada ainda maior.

Só transcrevi as declarações.

Bruno de Carvalho e Varandas disseram que eram seus treinadores quando na verdade não os queriam, o Jesualdo era uma m****, e não só como treinador diga-se, recebeu proposta para continuar é verdade, mas a proposta foi um convite para sair, não o queriam e bem. Varandas não queria o Peseiro e bem...que também já andava a meter as unhas...para além de ser incompetente. Os substitutos são outra história, Bruno de Carvalho acertou em cheio, para o lado do Varandas a coisa complica-se, não só pelo treinador escolhido.

Agora cada Presidente tem direito a escolher o seu treinador, era o que faltava o Bruno ficar preso a uma escolha do Godinho e o Varandas ficar preso a uma escolha da CG.

A diferença substantiva está no facto de um ter sido despedido e o outro não. E deves incluir o Tiago Fernandes aí na lista, porque ele treina o Sporting porque o Peseiro é despedido sem o CD ter uma solução fechada.

De resto, concordo plenamente que nenhum presidente tenha que ficar "atado" por uma escolha de treinador que não foi a sua. Mas há outra diferença substantiva: o BdC criticou algumas vezes o Jesualdo antes de ser presidente do Sporting. Depois dessas declarações de que iria continuar como treinador e até deixar de o ser nunca mais disse uma palavra contra o homem. E mesmo após isso as relações foram cordiais até o Jesualdo vir meter a colher no caso Carrillo.

O Varandas diz que o Peseiro é o treinador dele para cativar os votos geriátricos e dos embevecidos com o sublime trabalho do "salvador da pátria" Cintra. Toma posse, e um mês depois dá 3 entrevistas seguidas a dizer que lhe vai dar com os pés (uma ao expresso, onde chega a insinuar que ele não é "bom treinador", uma na rádio e o outra no programa onde toda a gente chora). E pior... apesar de já andar a ameaçar com mais de um mês de atecedência, dá-lhe com os pés, e depois não consegue fechar uma solução, e ainda andamos a levar com o filho do Manelinho dos Sarilhos durante três jogos.

Um foi despedido e o outro foi convidado para sair, até porque estranhamente o Jesualdo era bem visto pela massa adepta porque lançou uns putos. O Tiago Fernandes foi o treinador interino e prontamente despachado depois.


Seja como for duas decisões acertadas.

O treinador do mandato do Varandas até agora é o Keizer, correu bem numa fase inicial, duas taças. Agora a coisa não parece muito saudável, a pre época rebentou a relação entre o Keizer e a estrutura e não tarda queimam o Holandês de vez para salvar a pele, não que ele tenha estado bem nesta fase, bem pelo contrário, mas provavelmente é o menos responsável.
Por falar em treinadores, diziam que o Bruno é que tinha dificuldades em manter os treinadores, no entanto com ele em 5 anos  teve 3 treinadores e nunca mudou de treinador com a época a decorrer, com estes bananas mudamos a meio a época passada e já se está a ver que esta época vai acontecer o mesmo. Quem é que lida mal com os treinadores afinal?

Mas então BdC teve 4.
Se Peseiro foi o 1º de FV, Jesualdo foi o 1º de BdC.

O Peseiro foi o primeiro de Varandas é isso?
O peseiro era treinador do Sporting, o Varandas despediu-o quando entrou, o Bruno não despediu o Jesualdo, cumpriu o contrato que tinha até final da época.

Vai para lá disso:

Frederico Varandas: «Peseiro será o meu treinador caso seja eleito»
https://www.sabado.pt/ultima-hora/detalhe/frederico-varandas-peseiro-sera-o-meu-treinador-caso-seja-eleito


“ O meu treinador é Jesualdo Ferreira.” - Bruno de Carvalho, entrevista ao Sábado enquanto candidato.


A lógica é a mesma, Jesualdo e Peseiro não foram escolhas dos Presidentes que entraram, e acabaram despachados e bem em ambos os casos.

Bruno de Carvalho foi apenas responsável por Jardim, Marco Silva e Jesus, Varandas por Keizer até agora, escolhas deles.





A situação não foi assim como falas. Até porque Jesualdo, sabendo que não era apreciado por BdC, quis ir embora, em momento algum foi demitido. BdC falou que Jesualdo era o treinador dele para não promover instabilidade e evitar uma derrocada ainda maior.

Só transcrevi as declarações.

Bruno de Carvalho e Varandas disseram que eram seus treinadores quando na verdade não os queriam, o Jesualdo era uma m****, e não só como treinador diga-se, recebeu proposta para continuar é verdade, mas a proposta foi um convite para sair, não o queriam e bem. Varandas não queria o Peseiro e bem...que também já andava a meter as unhas...para além de ser incompetente. Os substitutos são outra história, Bruno de Carvalho acertou em cheio, para o lado do Varandas a coisa complica-se, não só pelo treinador escolhido.

Agora cada Presidente tem direito a escolher o seu treinador, era o que faltava o Bruno ficar preso a uma escolha do Godinho e o Varandas ficar preso a uma escolha da CG.

A diferença substantiva está no facto de um ter sido despedido e o outro não. E deves incluir o Tiago Fernandes aí na lista, porque ele treina o Sporting porque o Peseiro é despedido sem o CD ter uma solução fechada.

De resto, concordo plenamente que nenhum presidente tenha que ficar "atado" por uma escolha de treinador que não foi a sua. Mas há outra diferença substantiva: o BdC criticou algumas vezes o Jesualdo antes de ser presidente do Sporting. Depois dessas declarações de que iria continuar como treinador e até deixar de o ser nunca mais disse uma palavra contra o homem. E mesmo após isso as relações foram cordiais até o Jesualdo vir meter a colher no caso Carrillo.

O Varandas diz que o Peseiro é o treinador dele para cativar os votos geriátricos e dos embevecidos com o sublime trabalho do "salvador da pátria" Cintra. Toma posse, e um mês depois dá 3 entrevistas seguidas a dizer que lhe vai dar com os pés (uma ao expresso, onde chega a insinuar que ele não é "bom treinador", uma na rádio e o outra no programa onde toda a gente chora). E pior... apesar de já andar a ameaçar com mais de um mês de atecedência, dá-lhe com os pés, e depois não consegue fechar uma solução, e ainda andamos a levar com o filho do Manelinho dos Sarilhos durante três jogos.

Um foi despedido e o outro foi convidado para sair, até porque estranhamente o Jesualdo era bem visto pela massa adepta porque lançou uns putos. O Tiago Fernandes foi o treinador interino e prontamente despachado depois.


Seja como for duas decisões acertadas.

O treinador do mandato do Varandas até agora é o Keizer, correu bem numa fase inicial, duas taças. Agora a coisa não parece muito saudável, a pre época rebentou a relação entre o Keizer e a estrutura e não tarda queimam o Holandês de vez para salvar a pele, não que ele tenha estado bem nesta fase, bem pelo contrário, mas provavelmente é o menos responsável.

Já nada é estranho nos gostos da massa adepta do Sporting. Já se sabe há muito tempo que temos mau gosto.

Quem não se lembra do "Jesualdo ou o caos!"?
Criou as condições para que Bas Dost não pudesse ficar, mas também não se mostra capaz de o conseguir vender.
Todos os dias de Presidência Varandista causam mais e mais dano ao coração sportinguista.
Isto é de rir… dia 17 manda cá para fora um comunicado ridículo a informar que tinham chegado a um principio de acordo para a venda do Bas Dost, na véspera de um jogo com o braguilha.

Hoje já andam a dizer que afinal não sai, que o empresário quer euros, que o Bas Dost não quer sair, que os colegas querem que fique etc. Pelo meio mandam uma propaganda a informar quanto se ganha pela transferência somados aos ordenados que se poupam (coisa nunca antes vista…).

Começa a ficar claro que o comunicado de dia 17 foi para tomar o pulso aos adeptos. Como a esmagadora maioria das reações foram negativas (quer pelo timing, quer pelo facto de ser um avançado de 30golos/época, quer pelos valores, quer pela incapacidade do treinador em retirar o potencial do avançado, etc) se calhar vão recuar. Pelo meio ainda mandaram areia para os olhos dos sócios e adeptos com a rábula dos valores de venda+poupanças.

Cada vez soa mais a empurrão deliberado, tal como foi feito com Montero, Nani e Matheus. Só que, ao que parece, o holandês não estará pelos ajustes e a operação propagandística de dia 17 também não lhes correu bem.
Por falar em treinadores, diziam que o Bruno é que tinha dificuldades em manter os treinadores, no entanto com ele em 5 anos  teve 3 treinadores e nunca mudou de treinador com a época a decorrer, com estes bananas mudamos a meio a época passada e já se está a ver que esta época vai acontecer o mesmo. Quem é que lida mal com os treinadores afinal?

Mas então BdC teve 4.
Se Peseiro foi o 1º de FV, Jesualdo foi o 1º de BdC.

O Peseiro foi o primeiro de Varandas é isso?
O peseiro era treinador do Sporting, o Varandas despediu-o quando entrou, o Bruno não despediu o Jesualdo, cumpriu o contrato que tinha até final da época.

Vai para lá disso:

Frederico Varandas: «Peseiro será o meu treinador caso seja eleito»
https://www.sabado.pt/ultima-hora/detalhe/frederico-varandas-peseiro-sera-o-meu-treinador-caso-seja-eleito


“ O meu treinador é Jesualdo Ferreira.” - Bruno de Carvalho, entrevista ao Sábado enquanto candidato.


A lógica é a mesma, Jesualdo e Peseiro não foram escolhas dos Presidentes que entraram, e acabaram despachados e bem em ambos os casos.

Bruno de Carvalho foi apenas responsável por Jardim, Marco Silva e Jesus, Varandas por Keizer até agora, escolhas deles.





A situação não foi assim como falas. Até porque Jesualdo, sabendo que não era apreciado por BdC, quis ir embora, em momento algum foi demitido. BdC falou que Jesualdo era o treinador dele para não promover instabilidade e evitar uma derrocada ainda maior.

Só transcrevi as declarações.

Bruno de Carvalho e Varandas disseram que eram seus treinadores quando na verdade não os queriam, o Jesualdo era uma m****, e não só como treinador diga-se, recebeu proposta para continuar é verdade, mas a proposta foi um convite para sair, não o queriam e bem. Varandas não queria o Peseiro e bem...que também já andava a meter as unhas...para além de ser incompetente. Os substitutos são outra história, Bruno de Carvalho acertou em cheio, para o lado do Varandas a coisa complica-se, não só pelo treinador escolhido.

Agora cada Presidente tem direito a escolher o seu treinador, era o que faltava o Bruno ficar preso a uma escolha do Godinho e o Varandas ficar preso a uma escolha da CG.

A diferença substantiva está no facto de um ter sido despedido e o outro não. E deves incluir o Tiago Fernandes aí na lista, porque ele treina o Sporting porque o Peseiro é despedido sem o CD ter uma solução fechada.

De resto, concordo plenamente que nenhum presidente tenha que ficar "atado" por uma escolha de treinador que não foi a sua. Mas há outra diferença substantiva: o BdC criticou algumas vezes o Jesualdo antes de ser presidente do Sporting. Depois dessas declarações de que iria continuar como treinador e até deixar de o ser nunca mais disse uma palavra contra o homem. E mesmo após isso as relações foram cordiais até o Jesualdo vir meter a colher no caso Carrillo.

O Varandas diz que o Peseiro é o treinador dele para cativar os votos geriátricos e dos embevecidos com o sublime trabalho do "salvador da pátria" Cintra. Toma posse, e um mês depois dá 3 entrevistas seguidas a dizer que lhe vai dar com os pés (uma ao expresso, onde chega a insinuar que ele não é "bom treinador", uma na rádio e o outra no programa onde toda a gente chora). E pior... apesar de já andar a ameaçar com mais de um mês de atecedência, dá-lhe com os pés, e depois não consegue fechar uma solução, e ainda andamos a levar com o filho do Manelinho dos Sarilhos durante três jogos.

Um foi despedido e o outro foi convidado para sair, até porque estranhamente o Jesualdo era bem visto pela massa adepta porque lançou uns putos. O Tiago Fernandes foi o treinador interino e prontamente despachado depois.


Seja como for duas decisões acertadas.

O treinador do mandato do Varandas até agora é o Keizer, correu bem numa fase inicial, duas taças. Agora a coisa não parece muito saudável, a pre época rebentou a relação entre o Keizer e a estrutura e não tarda queimam o Holandês de vez para salvar a pele, não que ele tenha estado bem nesta fase, bem pelo contrário, mas provavelmente é o menos responsável.

Já nada é estranho nos gostos da massa adepta do Sporting. Já se sabe há muito tempo que temos mau gosto.

Quem não se lembra do "Jesualdo ou o caos!"?

Pois é a isso que me refiro. Jesualdo ou o caos  :mrgreen:

E temos uma rábula mais recente, Tiago Fernandes o novo Mourinho.  :lol:
Por falar em treinadores, diziam que o Bruno é que tinha dificuldades em manter os treinadores, no entanto com ele em 5 anos  teve 3 treinadores e nunca mudou de treinador com a época a decorrer, com estes bananas mudamos a meio a época passada e já se está a ver que esta época vai acontecer o mesmo. Quem é que lida mal com os treinadores afinal?

Mas então BdC teve 4.
Se Peseiro foi o 1º de FV, Jesualdo foi o 1º de BdC.

O Peseiro foi o primeiro de Varandas é isso?
O peseiro era treinador do Sporting, o Varandas despediu-o quando entrou, o Bruno não despediu o Jesualdo, cumpriu o contrato que tinha até final da época.

Vai para lá disso:

Frederico Varandas: «Peseiro será o meu treinador caso seja eleito»
https://www.sabado.pt/ultima-hora/detalhe/frederico-varandas-peseiro-sera-o-meu-treinador-caso-seja-eleito


“ O meu treinador é Jesualdo Ferreira.” - Bruno de Carvalho, entrevista ao Sábado enquanto candidato.


A lógica é a mesma, Jesualdo e Peseiro não foram escolhas dos Presidentes que entraram, e acabaram despachados e bem em ambos os casos.

Bruno de Carvalho foi apenas responsável por Jardim, Marco Silva e Jesus, Varandas por Keizer até agora, escolhas deles.





A situação não foi assim como falas. Até porque Jesualdo, sabendo que não era apreciado por BdC, quis ir embora, em momento algum foi demitido. BdC falou que Jesualdo era o treinador dele para não promover instabilidade e evitar uma derrocada ainda maior.

Só transcrevi as declarações.

Bruno de Carvalho e Varandas disseram que eram seus treinadores quando na verdade não os queriam, o Jesualdo era uma m****, e não só como treinador diga-se, recebeu proposta para continuar é verdade, mas a proposta foi um convite para sair, não o queriam e bem. Varandas não queria o Peseiro e bem...que também já andava a meter as unhas...para além de ser incompetente. Os substitutos são outra história, Bruno de Carvalho acertou em cheio, para o lado do Varandas a coisa complica-se, não só pelo treinador escolhido.

Agora cada Presidente tem direito a escolher o seu treinador, era o que faltava o Bruno ficar preso a uma escolha do Godinho e o Varandas ficar preso a uma escolha da CG.

A diferença substantiva está no facto de um ter sido despedido e o outro não. E deves incluir o Tiago Fernandes aí na lista, porque ele treina o Sporting porque o Peseiro é despedido sem o CD ter uma solução fechada.

De resto, concordo plenamente que nenhum presidente tenha que ficar "atado" por uma escolha de treinador que não foi a sua. Mas há outra diferença substantiva: o BdC criticou algumas vezes o Jesualdo antes de ser presidente do Sporting. Depois dessas declarações de que iria continuar como treinador e até deixar de o ser nunca mais disse uma palavra contra o homem. E mesmo após isso as relações foram cordiais até o Jesualdo vir meter a colher no caso Carrillo.

O Varandas diz que o Peseiro é o treinador dele para cativar os votos geriátricos e dos embevecidos com o sublime trabalho do "salvador da pátria" Cintra. Toma posse, e um mês depois dá 3 entrevistas seguidas a dizer que lhe vai dar com os pés (uma ao expresso, onde chega a insinuar que ele não é "bom treinador", uma na rádio e o outra no programa onde toda a gente chora). E pior... apesar de já andar a ameaçar com mais de um mês de atecedência, dá-lhe com os pés, e depois não consegue fechar uma solução, e ainda andamos a levar com o filho do Manelinho dos Sarilhos durante três jogos.

Um foi despedido e o outro foi convidado para sair, até porque estranhamente o Jesualdo era bem visto pela massa adepta porque lançou uns putos. O Tiago Fernandes foi o treinador interino e prontamente despachado depois.


Seja como for duas decisões acertadas.

O treinador do mandato do Varandas até agora é o Keizer, correu bem numa fase inicial, duas taças. Agora a coisa não parece muito saudável, a pre época rebentou a relação entre o Keizer e a estrutura e não tarda queimam o Holandês de vez para salvar a pele, não que ele tenha estado bem nesta fase, bem pelo contrário, mas provavelmente é o menos responsável.

Já nada é estranho nos gostos da massa adepta do Sporting. Já se sabe há muito tempo que temos mau gosto.

Quem não se lembra do "Jesualdo ou o caos!"?

Se bem me recordo, foi-lhe (ao Jesualdo) proposto outro cargo que não o de treinador. E que este não aceitou, porque queria continuar a treinar. Posso estar enganado...

Mas não invalida que a estratégia do Varandas ao que treinadores diz respeito é caótica! Diz o que não deve quando herda o Peseiro, despede-o na altura errada e sem o susbtituto preparado, escolhe uma verdadeira incognita e compõe o  ramalhete com considerações estapafurdias, aproveitou-se do bom inicio para se auto-promover quando mandava a prudencia (!) que esperasse algum tempo, enfiou a cabeça na areia com a hipervalorização das taças ignorando os vários sinais que já se viam a km's de distância, e agora... antevejo eu, vai despedi-lo brevemente mandando mais uma época às urtigas e, sendo fiel a ele mesmo, fazendo exatamente o contrário do que diz!

Topo di gama num rooftop proximo.
Aka PALHAÇO  Dakine

Até agora andas a comer grosso, maninho, é o que acontece quando se passa para o lado dos losers, o Sporting vai continuar lá no topo na luta, é lidar.
Que p*** de amadorismo.  :wall:
Por falar em treinadores, diziam que o Bruno é que tinha dificuldades em manter os treinadores, no entanto com ele em 5 anos  teve 3 treinadores e nunca mudou de treinador com a época a decorrer, com estes bananas mudamos a meio a época passada e já se está a ver que esta época vai acontecer o mesmo. Quem é que lida mal com os treinadores afinal?

Mas então BdC teve 4.
Se Peseiro foi o 1º de FV, Jesualdo foi o 1º de BdC.

O Peseiro foi o primeiro de Varandas é isso?
O peseiro era treinador do Sporting, o Varandas despediu-o quando entrou, o Bruno não despediu o Jesualdo, cumpriu o contrato que tinha até final da época.

Vai para lá disso:

Frederico Varandas: «Peseiro será o meu treinador caso seja eleito»
https://www.sabado.pt/ultima-hora/detalhe/frederico-varandas-peseiro-sera-o-meu-treinador-caso-seja-eleito


“ O meu treinador é Jesualdo Ferreira.” - Bruno de Carvalho, entrevista ao Sábado enquanto candidato.


A lógica é a mesma, Jesualdo e Peseiro não foram escolhas dos Presidentes que entraram, e acabaram despachados e bem em ambos os casos.

Bruno de Carvalho foi apenas responsável por Jardim, Marco Silva e Jesus, Varandas por Keizer até agora, escolhas deles.





A situação não foi assim como falas. Até porque Jesualdo, sabendo que não era apreciado por BdC, quis ir embora, em momento algum foi demitido. BdC falou que Jesualdo era o treinador dele para não promover instabilidade e evitar uma derrocada ainda maior.

Só transcrevi as declarações.

Bruno de Carvalho e Varandas disseram que eram seus treinadores quando na verdade não os queriam, o Jesualdo era uma m****, e não só como treinador diga-se, recebeu proposta para continuar é verdade, mas a proposta foi um convite para sair, não o queriam e bem. Varandas não queria o Peseiro e bem...que também já andava a meter as unhas...para além de ser incompetente. Os substitutos são outra história, Bruno de Carvalho acertou em cheio, para o lado do Varandas a coisa complica-se, não só pelo treinador escolhido.

Agora cada Presidente tem direito a escolher o seu treinador, era o que faltava o Bruno ficar preso a uma escolha do Godinho e o Varandas ficar preso a uma escolha da CG.

A diferença substantiva está no facto de um ter sido despedido e o outro não. E deves incluir o Tiago Fernandes aí na lista, porque ele treina o Sporting porque o Peseiro é despedido sem o CD ter uma solução fechada.

De resto, concordo plenamente que nenhum presidente tenha que ficar "atado" por uma escolha de treinador que não foi a sua. Mas há outra diferença substantiva: o BdC criticou algumas vezes o Jesualdo antes de ser presidente do Sporting. Depois dessas declarações de que iria continuar como treinador e até deixar de o ser nunca mais disse uma palavra contra o homem. E mesmo após isso as relações foram cordiais até o Jesualdo vir meter a colher no caso Carrillo.

O Varandas diz que o Peseiro é o treinador dele para cativar os votos geriátricos e dos embevecidos com o sublime trabalho do "salvador da pátria" Cintra. Toma posse, e um mês depois dá 3 entrevistas seguidas a dizer que lhe vai dar com os pés (uma ao expresso, onde chega a insinuar que ele não é "bom treinador", uma na rádio e o outra no programa onde toda a gente chora). E pior... apesar de já andar a ameaçar com mais de um mês de atecedência, dá-lhe com os pés, e depois não consegue fechar uma solução, e ainda andamos a levar com o filho do Manelinho dos Sarilhos durante três jogos.

Um foi despedido e o outro foi convidado para sair, até porque estranhamente o Jesualdo era bem visto pela massa adepta porque lançou uns putos. O Tiago Fernandes foi o treinador interino e prontamente despachado depois.


Seja como for duas decisões acertadas.

O treinador do mandato do Varandas até agora é o Keizer, correu bem numa fase inicial, duas taças. Agora a coisa não parece muito saudável, a pre época rebentou a relação entre o Keizer e a estrutura e não tarda queimam o Holandês de vez para salvar a pele, não que ele tenha estado bem nesta fase, bem pelo contrário, mas provavelmente é o menos responsável.

Já nada é estranho nos gostos da massa adepta do Sporting. Já se sabe há muito tempo que temos mau gosto.

Quem não se lembra do "Jesualdo ou o caos!"?

Se bem me recordo, foi-lhe (ao Jesualdo) proposto outro cargo que não o de treinador. E que este não aceitou, porque queria continuar a treinar. Posso estar enganado...

Mas não invalida que a estratégia do Varandas ao que treinadores diz respeito é caótica! Diz o que não deve quando herda o Peseiro, despede-o na altura errada e sem o susbtituto preparado, escolhe uma verdadeira incognita e compõe o  ramalhete com considerações estapafurdias, aproveitou-se do bom inicio para se auto-promover quando mandava a prudencia (!) que esperasse algum tempo, enfiou a cabeça na areia com a hipervalorização das taças ignorando os vários sinais que já se viam a km's de distância, e agora... antevejo eu, vai despedi-lo brevemente mandando mais uma época às urtigas e, sendo fiel a ele mesmo, fazendo exatamente o contrário do que diz!

Qualquer época do SCP, com Varandas ao leme, já está por esse motivo mandada às urtigas.
Tem provado ser um incapaz.
Desafio aqui quem quiser a enumerar-me as virtudes do Varandas e o ganho do SCP com ele na presidência.
Este fim de semana fui com os miúdos ver o Rei Leão.
Scar, um tipo sem escrúpulos, alia-se com as hienas para matar o irmão (Mufasa) e o sobrinho (Simba), uma golpada para poder herdar o trono de Rei da Selva. No entanto Simba sobrevive ao ataque, faz novos amigos e cresce bem, graças a uma dieta com doses cavalares de insectos e outros invertebrados.  As consequências das políticas irresponsáveis do reinado de Scar são desastrosas, a savana fica sem recursos, dizimada pelas hienas e pelos abutres. Simba, já adulto, volta para reclamar o trono, vence Scar, que derrotado acaba por ser comido pelas hienas.
A paz e a prosperidade voltam à savana.
Hakuna matata (não te preocupes).
Frederico Varandas recusa pagar um milhão de euros para saída de Bas Dost
20 ago, 2019 - 07:41 • Redação

De forma inesperada, a saída do avançado holandês de Alvalade emperrou.

Afinal, pode ainda não ser desta que o avançado holandês Bas Dosta, de 30 anos, sai do clube de Alvalade.

O agente do jogador pede um milhão de euros pela sua saída, mas o presidente dos leões recusou.

Os representantes de Bas Dost alegam a falta de acordo salarial entre o jogador e o Eintracht para justificar o impasse na conclusão do negócio, mas segundo o jornal O JOGO, a questão de fundo é outra.

Gunther Neuhaus, agente de Bas Dost, estará a reclamar junto do Sporting um milhão de euros, correspondentes a 500 mil euros por época que receberia, se o jogador se mantivesse em Alvalade até junho de 2021.

Frederico Varandas não estará disposto a suportar esse custo e, por esse motivo, a transferência continua por se concretizar, numa altura em que o Sporting procura realizar um encaixe financeiro que lhe permita abater a dívida de 40,4 milhões de euros à banca

Os alemães só esperam até ao fim da semana para conhecer o desfecho da segunda novela deste verão no Sporting.


NANANA BAS DOST!NANANA BAS DOST!NANANA BAS DOST!NANANA BAS DOST!  :clap: :clap: :clap: :clap: :clap:
23-03-2013 O dia mais feliz da minha vida como sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem-haja Presidente!
23-06-2018 O pior dia da minha vida como sportinguista. Após campanha orquestrada entre lampiões, croquetes e comunicação social, cai o melhor Presidente da história do clube. Obrigado do fundo do coração Presidente por ter trazido um orgulho e alegria que estavam esmagados no meu coração para mim será eterno.
Hoje é feriado para aqueles 5/6 users do costume.
Bolas que o Sporting tem sempre um azar com jogadores e respetivos empresários. Atenção, é apenas azar e nunca incompetência!
Bom comunicado. A mostrar quem manda.
O Sporting tem uma história trágico-cómica no que diz respeito a treinadores, e até com treinadores que nem sequer chegaram a sentar o cu em Alvalade. Não é de hoje. Tenho 36 anos, e lembro-me de um punhado de bons treinadores no Sporting, e em quase todos os casos, acabaram em processos surreais (como saíram e o que aconteceu depois).

- Robson - despedido por Cintra em primeiro lugar no campeonato, depois de uma eliminação na UEFA, sai para o Porto para ser campeão, o Sporting com um dos melhores planteis de que me lembro - ERRO HISTÓRICO
- Josic - bom treinador, e talvez aquele que verdadeiramente mais apostou em miúdos, foi aliás fundamental a preparar as bases da quebra do jejum;
- Inácio - campeão - mas que entra no inicio da época depois do despedimento do inenarrável Materazzi - numa escolha sem sentido que viria a fazer escola na Dinastia - e que pega num grupo de jogadores e os transforma numa equipa. No ano seguinte, fruto de mais uma polémica e aberta uma crise diretiva tudo se desmorona, o Inácio sai… Mourinho é despedido da lampionagem pelo Vilavinho (para ir buscar o Toni… bons tempos esses dos lampiões  :lol:), alguém no Sporting decidiu que Mourinho poderia ser o futuro, e os nossos adeptos diferentes e como sempre, os "zero ídolos", os "trves" mais Sportinguistas do que todos os outros, impedem tal heresia porque… Mourinho tinha dado chocolate no Sporting com o João Tomás, a lixeira. O que revela bem da acefalia de uma boa parte de alguns adeptos, bem como a cobardia e incapacidade de liderança da dita estrutura. Mais um ERRO HISTÓRICO.
- Boloni - campeão - mais uma escolha na altura duvidosa, mas que beneficiou do despejar de dinheiro que foi feito na equipa nesse ano, e um conjunto de condições que nos próximos 50 anos não teremos novamente - o benfica em implosão dispensa JVP, o insucesso de Jardel no Gala, uma contratação rara de um avançado com um potencial tremendo na altura por muito dinheiro Niculae, e uma equipa que misturava alguns veteranos habituados a ganhar com alguma miudagem. O treinador não era nada do outro mundo, mas era competente e inteligente. No ano seguinte mais um ara kiri, com um Jardel em tilt (muito por causa do filho da p*** do Veiga - começava ai a desenhar-se a estratégia de domínio do orelhas) e uma estrutura incapaz de gerir esse e outros problemas.
- Leonardo Jardim - uma escolha acertadíssima, que infelizmente não se prolongou no tempo fruto do seu próprio sucesso. Gostaria hoje de o ter a treinar o Sporting.
- Jesus - apesar de tudo, e do filho da p*** que demonstrou ser na fase final da sua ligação com o Sporting, e apesar dos apesares, Jesus foi um all in que só não deu frutos na primeira época porque esse campeonato nos foi sonegado escandalosamente pelos bois pretos. Curiosamente, essa foi a única época onde se conseguiu fazer aquilo que era preciso para manter Jesus focado e capaz de chegar ao sucesso sem colinho: meter-lhe uma trela e fazê-lo trabalhar com as condições que existiam. Assim que se lhe deu rédea larga, borrou a pintura toda, e no final ajudou a afundar o presidente que apostou nele, quase cegamente.

E é esta a história dos bons treinadores que passaram pelo Sporting, nos ultimos 30 anos.
Es um banana do *** oh Vagandas.........
Este fim de semana fui com os miúdos ver o Rei Leão.
Scar, um tipo sem escrúpulos, alia-se com as hienas para matar o irmão (Mufasa) e o sobrinho (Simba), uma golpada para poder herdar o trono de Rei da Selva. No entanto Simba sobrevive ao ataque, faz novos amigos e cresce bem, graças a uma dieta com doses cavalares de insectos e outros invertebrados.  As consequências das políticas irresponsáveis do reinado de Scar são desastrosas, a savana fica sem recursos, dizimada pelas hienas e pelos abutres. Simba, já adulto, volta para reclamar o trono, vence Scar, que derrotado acaba por ser comido pelas hienas.
A paz e a prosperidade voltam à savana.
Hakuna matata (não te preocupes).

Grande alegoria...tudo dito!! :venia:
Pergunta… foi por isto que o Bruno Fernandes também não saiu? :think:

Será que contrato o assinado aquando do regresso "sem melhorias nem contrapartidas" é afinal assim tão bom que o gajo está cá melhor do que num grande campeonato?

O Dost e o empresário dele pelos vistos acham isso. Gostava de perguntar ao empresário do Bruno Fernandes.