Nemanja Gudelj

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Citar

PESEIRO ‘APERTA’ COM GUDELJ
SPORTING 13:16
Por
Rui Baioneta
Foi, a par de Diaby, uma das últimas contratações do Sporting para a temporada que agora começou e, fruto dos poucos treinos que tinha até à paragem nos campeonatos para os compromissos das seleções, o médio Namanja Gudelj, de 26 anos, ainda não se estreou de leão ao peito.

 

Mas isso pode estar para breve e ninguém estranhará se acontecer já domingo, quando o Sporting receber o Marítimo em jogo da 1.ª jornada da fase de grupos da Taça da Liga.

 

Isto porque a equipa técnica dos leões dedicou especial atenção ao jogador no sentido de lhe transmitir as ideias que tem para ele em prol da equipa. Nemanja Gudelj, que foi emprestado aos leões pelos chineses do Guangzhou Evergrande até junho de 2019, é médio defensivo e sobre ele, em condições normais, recairá a responsabilidade de substituir William Carvalho, transferido, como se sabe, para os espanhóis do Bétis de Sevilha.

 

E, sabendo-se da importância da posição 6, José Peseiro quer que o jogador esteja perfeitamente identificado com as suas ideias antes de o lançar às feras e, pelos dados recolhidos por A BOLA, a resposta do futebolista tem sido verdadeiramente positiva.


A Bola
nao sei porquê mas o primeiro jogo sai sempre muito bem, pelo menos costuma sair...depois vem o segundo e as coisas ja nao correm tao bem...eu punha o rapaz a jogar o seu primeiro jogo contra o braga..just a hintch  :mrgreen:
I'm an atheist, but God willing, someday I'll change.

HATTRICK GAME and DAYZ are vicious!!

"LET THE FEVER RISE "
Se está fisicamente apto, logicamente que tem que ser utilizado na Taça da Liga. É uma competição para jogadores ganharem ritmo e prepararem-se para as competições a sério.

Campo Grande paga a traidores.
Nem vai calçar. Temos o super Batata e o vice capitán Suores Frios para o meio campo. Para além disso, comete diabruras de rematar fora da área, algo impensável no football do Sportém. Piorando ainda mais a coisa, não gosta de frango assado.
"É um bom jogador, mas o plantel está fechado." - Sousa Cintra sobre Mark Knopfler, guitarrista e vocalista da banda Dire Straits.

Elevação e boas maneiras, o importante não é vencer, é participar e saber perder. Por um sporting diferente!
O irmao dele foi contratado pelo Guimaraes

Nao sei se e novidade ou nao
Citar

«MAL POSSO ESPERAR POR JOGAR PELO SPORTING»
SPORTING 20:02
Por
Redação
Foi dos últimos reforços do Sporting, garantido por empréstimo do Guangzhou Evergrande, da China. Nemanja Gudelj, 26 anos, diz agora estar pronto para poder estrear-se de leão ao peito.

«Estou em forma e muito entusiasmado. Mal posso esperar por jogar pelo Sporting, não só por mim, mas pelas pessoas. Quero retribuir em campo tudo o que fizeram por mim», disse o médio sérvio, em entrevista à Sporting TV.

«Quando cheguei ao clube, senti um ambiente acolhedor de todas as pessoas, inclusivamente de quem não conhecia. A primeira coisa que pensei foi ‘quero retribuir o carinho que me dão», explicou Gudelj, que diz preferir jogar na posição 8: «Na posição 6, normalmente, quando a equipa ataca, tens de ficar a segurar a defesa, enquanto a 8 podes ir ao ataque e estar na defesa e gosto de fazer as duas coisas.»

«Sou um jogador forte que gosta de chutar para marcar golos, porque uma das minhas qualidades é o remate de longa distância, acho que 80 por cento dos golos que marquei foram de fora da área», aproveitou ainda para se definir , desvendando também que escolheu o número 86 porque é o mesmo que o irmão utiliza no V. Guimarães.


A Bola

Citar

"Sou exigente. Aprendi que nada cai do céu"

Futebolista sérvio falou à Sporting TV

Nemanja Gudelj foi reforço do Sporting no mercado de transferência, mas os adeptos leoninos ainda não tiveram oportunidade de ver o sérvio atuar. Em declarações à Sporting TV, o médio descreveu o que melhor faz em campo. "Nunca gosto de falar sobre mim, mas costumo sublinhar o quanto trabalho dentro de campo para ajudar os meus companheiros. Sou um jogador forte, que chuta à baliza, porque uma das minhas melhores qualidades é o remate de meia distância. 80% dos meus golos foram marcados de fora da área. Posso correr mais na posição oito, enquanto como seis preciso de segurar a defesa quando a equipa está a atacar, já que sou um dos primeiros obstáculos no momento da perda de bola. A oito participo mais ofensiva e defensivamente, e permite-me rematar com maior regularidade. Rematador? Tive de praticar, todos os dias. Já nasci com jeito para o remate, o que ajuda, mas ao início rematava com força e sem direção. Um dia disseram-me para colocar menos 10% na potência e mais 10% na direção. Tive retorno... Se tiver espaço a 20 metros da baliza vou rematar, de certeza."

O jogador, que chegou do campeonato chinês, lembra que aprendeu por todo o lado por onde passou e que já conhece um pouco do futebol português. "Da Holanda aprendi os aspetos técnico-táticos que se trabalham desde muito cedo. Estou sempre disposto a ouvir os conselhos dos treinadores e tive excelentes como Advocaat, De Boer... Sou exigente. Aprendi que nada cai do céu. Na China foi tudo muito novo. Gosto de aventuras e não tenho medo. Claro que tive dificuldades, mas o futebol é bom. São competitivos. Na primeira temporada no Tianjin Teda trabalhei com o míster Jaime Pacheco. Depois no Guangzhou Evergrande tudo atinge níveis de excelência. Aprendi diferentes formas de ver o jogo. Futebol português? Há quatro ou cinco clubes que mostram uma atitude positiva. Já vi alguns encontros e estou impressionado. Joguei contra Bas Dost na Holanda. É a definição perfeita de um avançado holandês.."

Gudelj lembra que falou com Peseiro quando ainda estava na China e que tem apreciado os treinos do português. "Falei com o treinador quando ainda estava na China. Ele ligou-me. Conversámos para que pudesse conhecê-lo melhor e ao Sporting. Foi muito simpático. Gosto do facto de saber o que quer e de fazer tudo o que pode para alcançar os seus objetivos. Também tenho gostado dos treinos porque não são muito longos, mas são bastante intensos. A qualidade do treino é elevada. Quero ser recordado como um bom jogador, que ajudou a equipa a ser campeã. Só posso prometer que vou dar o meu melhor", rematou.

O Jogo
O irmao dele foi contratado pelo Guimaraes

Nao sei se e novidade ou nao

Já tinha sido contratado antes dele vir para nós  :great:
"My coach said I ran like a girl, I said if he could run a little faster he could too."
O irmao dele foi contratado pelo Guimaraes

Nao sei se e novidade ou nao

Já tinha sido contratado antes dele vir para nós  :great:

E o puto tinha uma ginga do caraças.


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk
Citar
Gudelj: «Não é fácil cozinhar para mim»
Médio sérvio é bastante preocupado com a alimentação

Nemanja Gudelj admitiu que desde tenra idade sonhou ser futebolista profissional. "Na escola, com quatro/cinco anos, o meu pai já era o meu ídolo. Adoro a rotina de ir todos os dias para os treinos da manhã e esse género de hábitos", explicou o sérvio, que mostra levar a sua profissão bem a sério. "Se sou bastante preocupado com a alimentação? Digamos que não é fácil cozinharem para mim", pormenorizou.

O médio ex-Guangzhou Evergrande, que revelou que no balneário é tratado por 'Némá' ou Gudjohnsen (por Jefferson), comparou ainda o Sporting ao Ajax. "Vê-se que há muitos bons jogadores de nível mundial que foram formados aqui. Não é coincidência", referiu.

Quando o pai virou seu... treinador

Gudelj iniciou a sua carreira no NAC Breda, da Holanda, e no clube foi mesmo treinado pelo seu pai, Nebojsa Gudelj, também ele antigo jogador de futebol. "Não é algo que aconteça todos os dias, mas sou suficientemente profissional para separar as coisas. Ao início confesso que era estranho chamar-lhe treinador dentro do campo. Depois, tornou-se normal. Nunca puderam dizer que jogava por culpa do meu pai, pois já tinha sido importante para o clube na época anterior. Atualmente, continua a ligar-me sempre depois dos jogos. Se não estiver lá, liga-me", explicou o médio, recordando as corridas com o pai na floresta, ainda muito novo. "Aprendi que nada cai do céu", confessou, agradecido.


Gudelj: «Uma das minhas principais qualidades é o remate de meia distância»
Sérvio assume preferência pela posição oito e diz que oitenta por cento dos golos foram de fora da área

Nemanja Gudelj foi o último reforço a ser apresentado e ainda não jogou com a camisola verde e branca, mas explica que uma das suas grandes virtudes é o remate. "Nunca gosto de falar sobre mim, mas costumo sublinhar o quanto trabalho dentro de campo para ajudar os meus companheiros. Sou um jogador forte, que chuta à baliza, porque uma das minhas melhores qualidades é o remate de meia distância. Oitenta por cento dos meus golos foram marcados de fora da área", reconheceu o sérvio, em entrevista ao 'Jornal Sporting', revelando preferência pela posição 'oito'.

"Posso correr mais jogando aí, enquanto que como 'seis' preciso de segurar a defesa quando a equipa está a atacar, já que sou um dos primeiros obstáculos no momento de perda da bola. A 'oito' participo mais ofensivamente e defensivamente. E, claro, permite-me rematar com maior regularidade. São esses motivos."

Ser lembrado pelo título

Gudelj, de 26 anos, ainda está a adaptar-se à nova realidade, mas revela já ser conhecedor das responsabilidades do Sporting. Por isso, não hesita em apontar a forma como pretende ser lembrado pelos adeptos. "Como um bom jogador, que ajudou a equipa a ser campeã. Não posso prometer nada, a não ser que vou dar o meu melhor", vincou o jogador, contratado ao Guangzhou Evergrande, deixando ainda elogios ao técnico José Peseiro e aos seus métodos de treino.

"Falei com ele quando ainda estava na China. Ele ligou-me. Conversámos para que pudesse conhecê-lo melhor e ao Sporting. Gosto do facto de saber o que quer e de fazer tudo o que pode para alcançar os seus objetivos. Também tenho gostado dos treinos, porque não são muito longos, mas são bastante intensos. A qualidade do treino é elevada", admitiu.

«Não é fácil cozinhar para mim

Nemanja Gudelj admitiu que desde tenra idade sonhou ser futebolista profissional. "Na escola, com quatro/cinco anos, o meu pai já era o meu ídolo. Adoro a rotina de ir todos os dias para os treinos da manhã e esse género de hábitos", explicou o sérvio, que mostra levar a sua profissão bem a sério. "Se sou bastante preocupado com a alimentação? Digamos que não é fácil cozinharem para mim", pormenorizou.

O médio ex-Guangzhou Evergrande, que revelou que no balneário é tratado por 'Némá' ou Gudjohnsen (por Jefferson), comparou ainda o Sporting ao Ajax. "Vê-se que há muitos bons jogadores de nível mundial que foram formados aqui. Não é coincidência", referiu.

Quando o pai virou seu... treinador

Gudelj iniciou a sua carreira no NAC Breda, da Holanda, e no clube foi mesmo treinado pelo seu pai, Nebojsa Gudelj, também ele antigo jogador de futebol. "Não é algo que aconteça todos os dias, mas sou suficientemente profissional para separar as coisas. Ao início confesso que era estranho chamar-lhe treinador dentro do campo. Depois, tornou-se normal. Nunca puderam dizer que jogava por culpa do meu pai, pois já tinha sido importante para o clube na época anterior. Atualmente, continua a ligar-me sempre depois dos jogos. Se não estiver lá, liga-me", explicou o médio, recordando as corridas com o pai na floresta, ainda muito novo. "Aprendi que nada cai do céu", confessou, agradecido.


Record


Esta Sofia Oliveira está gira à brava.
Um belo naco!

Acho que ainda é sub23 ... deixem lá a rapariga completar a formação em paz e sem pressão mediática ...  :)

Esta Sofia Oliveira está gira à brava.
Um belo naco!

Acho que ainda é sub23 ... deixem lá a rapariga completar a formação em paz e sem pressão mediática ...  :)
Muito gira e já mostra boa qualidade jornalística.

Esta Sofia Oliveira está gira à brava.
Um belo naco!

Acho que ainda é sub23 ... deixem lá a rapariga completar a formação em paz e sem pressão mediática ...  :)
Muito gira e já mostra boa qualidade jornalística.

Ri.
O N'Jie é um jogador com técnica.

Esta Sofia Oliveira está gira à brava.
Um belo naco!

Acho que ainda é sub23 ... deixem lá a rapariga completar a formação em paz e sem pressão mediática ...  :)

Aceitava na boa recebê-la por empréstimo. Podia perfeitamente garantir que lhe daria muitos minutos de jogo e voltaria ao Sporting muito melhor.

Esta Sofia Oliveira está gira à brava.
Um belo naco!

Acho que ainda é sub23 ... deixem lá a rapariga completar a formação em paz e sem pressão mediática ...  :)
Muito gira e já mostra boa qualidade jornalística.

Ri.
X2 ahahah deixa la ver o instagram dela se confirma isso

Esta Sofia Oliveira está gira à brava.
Um belo naco!

Acho que ainda é sub23 ... deixem lá a rapariga completar a formação em paz e sem pressão mediática ...  :)
Muito gira e já mostra boa qualidade jornalística.

Ri.

Eu ontem segui a entrevista do início ao fim. Valeu pelo entrevistado, Gudelj, que dos três interlocutores, apesar de ser o único que não era jornalista, foi aquele que mais contribuiu para o sucesso da mesma.

Eu até vou dar de barato o emprego precário do inglês (especialmente dela), porque senão seria uma critica demasiado extensa, e também a bitola da Sporting TV não é a da BBC. Mas eu não quero acreditar que finalizada a entrevista, qualquer um deles tenha achado que fizeram um bom trabalho. A condução da conversa foi gerida catastroficamente. A gaja, a dada altura, faz-lhe uma pergunta sobre comida. Dizendo que não era fácil cozinhar para ele, a convidá-lo a desenvolver mais o tema. O Gudelj acabou por dar uma resposta mais vaga e telegráfica.

Ao invés de explorarem um pouco mais o tópico (apesar de ser acessório, não deixa de suscitar algum interesse), o parceiro dela (o Labreca) muda completamente o sentido da entrevista com uma pergunta sobre as suas expectativas para o que aí vem. Com a agravante de terem colocado perguntas idênticas, em diferentes momentos, alterando apenas a ordem das palavras.

Eu geralmente não papo muito destas entrevistas, porque nós, tugas, temos sempre a tendência de esmagar os jogadores com aqueles perguntas saloias sobre o Clube. Quase que a obrigar os gajos a dizer que queriam muito vir para o Sporting, e que foi a primeira opção e estão impressionadíssimos. A típica conversa para boi dormir, que embala os adeptos (os poucos que ainda vão caindo), e que não serve para nada. Serve, serve para encher chouriços.
Isto é a morte do artista. É uma versão melhorada do Torsiglieri, mas para um Sporting campeão não chega.

"All the people that was rooting on me to fail, at the end of the day they have to wake up tomorrow and have the same life that they had before they woke up today," James said. | "Lebron is not as good as Michael Jordan ? C´mon! Lebron is in a class by himself!" O.Robertson said.

Esta Sofia Oliveira está gira à brava.
Um belo naco!

Acho que ainda é sub23 ... deixem lá a rapariga completar a formação em paz e sem pressão mediática ...  :)
No caso da Sofia, dispenso análises jornalísticas, valores mais altos se levantam. Sendo sub23, ainda melhor