Football Manager 2019

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Novo ano, novo jogo...

Para já não se sabe muito acerca desta nova edição do jogo. Sabemos apenas que irá ter uma nova capa (adeus "Manager Man") com um logótipo novo, que o mesmo irá estar com 10% de desconto para quem efectuar a pré-reserva ( :mrgreen: ) e que irá sair no dia 2 de novembro.

Eis o trailer com o, suposto, novo logótipo:


EDIT: Video com todas as mudanças para este novo jogo (ou edição):


« Última modificação: Setembro 28, 2018, 22:07 pm por Xpress Magic »
”Deixe-me fazer uma nota prévia, por ser o sentimento de toda a equipa: nós não temos memória curta e, independentemente das boas ou más acções das pessoas, só temos de dedicar esta vitória ao Presidente Bruno de Carvalho, que esteve sempre connosco e nos apoiou. Somos atletas, estamos sujeitos à crítica, temos de viver com elas, e resta-nos, em campo, dar tudo pelo nosso clube” - Capitão do Andebol do Sporting
Introduziram o VAR neste novo jogo!

Enviado do meu 6045K através do Tapatalk

”Deixe-me fazer uma nota prévia, por ser o sentimento de toda a equipa: nós não temos memória curta e, independentemente das boas ou más acções das pessoas, só temos de dedicar esta vitória ao Presidente Bruno de Carvalho, que esteve sempre connosco e nos apoiou. Somos atletas, estamos sujeitos à crítica, temos de viver com elas, e resta-nos, em campo, dar tudo pelo nosso clube” - Capitão do Andebol do Sporting
Só podia, era incompreensível não acompanharem a introdução do VAR.
"Amanhã, muitos amaldiçoarão o meu nome..."
Só podia, era incompreensível não acompanharem a introdução do VAR.

inb4 "VAR decide sempre a favor da IA"
E como é que vão fazer? Vão causar erros propositadamente para obrigar a intervenção do VAR? Se bem que há ali lances manhosos por vezes.
Uma coisa que podia evoluir no FM era a introdução de gestão de tudo o que está à volta do futebol num clube. Patrocínios, marketing, financiamentos, escolha de equipamentos para a prática desportiva e desenvolvimento de academias etc. Toda esta parte está ainda muito arcaica. O Fifa manager tinha esta vertente interessante, apesar depois do core do jogo ser fraco (simulação e base de dados). Mas era divertido mexer na bilhetica e produtos de merchandise, lembro-me de me entreter nessas coisas à volta do jogo.
Se o FM decidisse implementar isto, depois metiam um extended mode ou um classic mode consoante a forma como os jogadores preferiam simular.
A ausência actual de concorrência está a fazer com que o produto não evolua grande coisa de geração para geração, é pena. Ter um CM ou Fifa manager fazia bem ao FM.
« Última modificação: Setembro 27, 2018, 20:27 pm por i0tech »
Uma coisa que podia evoluir no FM era a introdução de gestão de tudo o que está à volta do futebol num clube. Patrocínios, marketing, financiamentos, escolha de equipamentos para a prática desportiva e desenvolvimento de academias etc. Toda esta parte está ainda muito arcaica. O Fifa manager tinha esta vertente interessante, apesar depois do core do jogo ser fraco (simulação e base de dados). Mas era divertido mexer na bilhetica e produtos de merchandise, lembro-me de me entreter nessas coisas à volta do jogo.
Se o FM decidisse implementar isto, depois metiam um extended mode ou um classic mode consoante a forma como os jogadores preferiam simular.
A ausência actual de concorrência está a fazer com que o produto não evolua grande coisa de geração para geração, é pena. Ter um CM ou Fifa manager fazia bem ao FM.

Mas o objetivo é mesmo só a parte do treinador, sem essa questão da gestão.
«Não é o Sporting que se orgulha do nosso valor. Nós é que nos devemos sentir honrados por ter esta camisola vestida.» - Francisco Stromp
”Deixe-me fazer uma nota prévia, por ser o sentimento de toda a equipa: nós não temos memória curta e, independentemente das boas ou más acções das pessoas, só temos de dedicar esta vitória ao Presidente Bruno de Carvalho, que esteve sempre connosco e nos apoiou. Somos atletas, estamos sujeitos à crítica, temos de viver com elas, e resta-nos, em campo, dar tudo pelo nosso clube” - Capitão do Andebol do Sporting
E como é que vão fazer? Vão causar erros propositadamente para obrigar a intervenção do VAR? Se bem que há ali lances manhosos por vezes.

Isso já é feito.  Muitas das vezes podes criticar o árbitro num certo lance e se a federação ficar em silêncio é porque até tinhas razão.
Agora que mais experientes estejamos, mais conhecimentos tamos, melhor também estamos.
E como é que vão fazer? Vão causar erros propositadamente para obrigar a intervenção do VAR? Se bem que há ali lances manhosos por vezes.

Isso já é feito.  Muitas das vezes podes criticar o árbitro num certo lance e se a federação ficar em silêncio é porque até tinhas razão.
Pois é! Nunca soube se isso era erro do sistema ou se o faziam para dar um ar mais realista à coisa. Venha daí o VAR então :mrgreen:

A data de lançamento está marcada para 2 de Novembro, está quase.
E como é que vão fazer? Vão causar erros propositadamente para obrigar a intervenção do VAR? Se bem que há ali lances manhosos por vezes.

É possível que te apareça uma qualquer opção para reclamar em conjunto com o jogador quando existam dúvidas relativamente ao lance. Não são raros os golos em que o jogador fica "incrédulo" com a decisão do árbitro.

Uma coisa que podia evoluir no FM era a introdução de gestão de tudo o que está à volta do futebol num clube. Patrocínios, marketing, financiamentos, escolha de equipamentos para a prática desportiva e desenvolvimento de academias etc. Toda esta parte está ainda muito arcaica. O Fifa manager tinha esta vertente interessante, apesar depois do core do jogo ser fraco (simulação e base de dados). Mas era divertido mexer na bilhetica e produtos de merchandise, lembro-me de me entreter nessas coisas à volta do jogo.
Se o FM decidisse implementar isto, depois metiam um extended mode ou um classic mode consoante a forma como os jogadores preferiam simular.
A ausência actual de concorrência está a fazer com que o produto não evolua grande coisa de geração para geração, é pena. Ter um CM ou Fifa manager fazia bem ao FM.

A introdução da gestão podia é ser um modo alternativo no qual se assumia a pasta de presidente do clube.

Há algumas coisas no FM que continuam por ser exploradas. Por exemplo, o salário do treinador acaba por ser irrelevante para o jogo. Devia ser possível utilizar o salário para alguma coisa, por exemplo, para comprar atributos e evoluir os atributos de treino.

Outra coisa que acaba por não ser muito bem explorada é o facto de não haver qualquer tipo de evolução na relação da pessoa com o clube. Quando começo uma temporada, basicamente, escolho os poderes que quero ter. Se quiser mandar nos juniores mando, se não quiser delego. Se quiser ser eu a contratar jogadores sou eu que contrato, se não quiser delego.

Por exemplo, começo com uma experiência rudimentar no Sporting CP e tenho logo total capacidade de gestão de um clube até ao ponto que quiser? Acaba por ser um bocado estúpido. A autonomia na construção do plantel, na venda de um determinado jogador, a desnecessidade de relação com a administração são um aspecto um bocado estúpido. Da mesma maneira que são estúpidos determinados limites nessa mesma relação. No meu save do Sporting CP tenho um controlo financeiro brutal, as finanças do clube estão em excelente estado, mas, depois... o Presidente não me deixa contratar mais preparadores. Porque raio posso fazer 40 ou 50 contratações por ano, mas não posso, de seguida, contratar mais preparadores? O Presidente recusa sempre. Pó c****** Ó Bruno!

Um gajo devia chegar a um clube e devia ir ganhando autonomia aos poucos e perdendo autonomia quando não cumprisse.

Também convinha encontrar uma solução para que os clubes adversários não acabassem. Acaba por ser um bocado estúpido a completa ausência de evolução dos rivais e das equipas menores. Aliás, no meu save o Benfica vai acompanhando qualquer coisinha, mas o Porto anda a competir com o Guimarães que se tem estabelecido ao nível do Porto (fica-me com 3 emprestados e com os que eu não gosto).
E como é que vão fazer? Vão causar erros propositadamente para obrigar a intervenção do VAR? Se bem que há ali lances manhosos por vezes.

É possível que te apareça uma qualquer opção para reclamar em conjunto com o jogador quando existam dúvidas relativamente ao lance. Não são raros os golos em que o jogador fica "incrédulo" com a decisão do árbitro.

Uma coisa que podia evoluir no FM era a introdução de gestão de tudo o que está à volta do futebol num clube. Patrocínios, marketing, financiamentos, escolha de equipamentos para a prática desportiva e desenvolvimento de academias etc. Toda esta parte está ainda muito arcaica. O Fifa manager tinha esta vertente interessante, apesar depois do core do jogo ser fraco (simulação e base de dados). Mas era divertido mexer na bilhetica e produtos de merchandise, lembro-me de me entreter nessas coisas à volta do jogo.
Se o FM decidisse implementar isto, depois metiam um extended mode ou um classic mode consoante a forma como os jogadores preferiam simular.
A ausência actual de concorrência está a fazer com que o produto não evolua grande coisa de geração para geração, é pena. Ter um CM ou Fifa manager fazia bem ao FM.

A introdução da gestão podia é ser um modo alternativo no qual se assumia a pasta de presidente do clube.

Há algumas coisas no FM que continuam por ser exploradas. Por exemplo, o salário do treinador acaba por ser irrelevante para o jogo. Devia ser possível utilizar o salário para alguma coisa, por exemplo, para comprar atributos e evoluir os atributos de treino.

Outra coisa que acaba por não ser muito bem explorada é o facto de não haver qualquer tipo de evolução na relação da pessoa com o clube. Quando começo uma temporada, basicamente, escolho os poderes que quero ter. Se quiser mandar nos juniores mando, se não quiser delego. Se quiser ser eu a contratar jogadores sou eu que contrato, se não quiser delego.


Por exemplo, começo com uma experiência rudimentar no Sporting CP e tenho logo total capacidade de gestão de um clube até ao ponto que quiser? Acaba por ser um bocado estúpido. A autonomia na construção do plantel, na venda de um determinado jogador, a desnecessidade de relação com a administração são um aspecto um bocado estúpido. Da mesma maneira que são estúpidos determinados limites nessa mesma relação. No meu save do Sporting CP tenho um controlo financeiro brutal, as finanças do clube estão em excelente estado, mas, depois... o Presidente não me deixa contratar mais preparadores. Porque raio posso fazer 40 ou 50 contratações por ano, mas não posso, de seguida, contratar mais preparadores? O Presidente recusa sempre. Pó c****** Ó Bruno!

Um gajo devia chegar a um clube e devia ir ganhando autonomia aos poucos e perdendo autonomia quando não cumprisse.

Também convinha encontrar uma solução para que os clubes adversários não acabassem. Acaba por ser um bocado estúpido a completa ausência de evolução dos rivais e das equipas menores. Aliás, no meu save o Benfica vai acompanhando qualquer coisinha, mas o Porto anda a competir com o Guimarães que se tem estabelecido ao nível do Porto (fica-me com 3 emprestados e com os que eu não gosto).

 :arrow: :arrow: para o negrito.
E como é que vão fazer? Vão causar erros propositadamente para obrigar a intervenção do VAR? Se bem que há ali lances manhosos por vezes.

É possível que te apareça uma qualquer opção para reclamar em conjunto com o jogador quando existam dúvidas relativamente ao lance. Não são raros os golos em que o jogador fica "incrédulo" com a decisão do árbitro.

Uma coisa que podia evoluir no FM era a introdução de gestão de tudo o que está à volta do futebol num clube. Patrocínios, marketing, financiamentos, escolha de equipamentos para a prática desportiva e desenvolvimento de academias etc. Toda esta parte está ainda muito arcaica. O Fifa manager tinha esta vertente interessante, apesar depois do core do jogo ser fraco (simulação e base de dados). Mas era divertido mexer na bilhetica e produtos de merchandise, lembro-me de me entreter nessas coisas à volta do jogo.
Se o FM decidisse implementar isto, depois metiam um extended mode ou um classic mode consoante a forma como os jogadores preferiam simular.
A ausência actual de concorrência está a fazer com que o produto não evolua grande coisa de geração para geração, é pena. Ter um CM ou Fifa manager fazia bem ao FM.

A introdução da gestão podia é ser um modo alternativo no qual se assumia a pasta de presidente do clube.

Há algumas coisas no FM que continuam por ser exploradas. Por exemplo, o salário do treinador acaba por ser irrelevante para o jogo. Devia ser possível utilizar o salário para alguma coisa, por exemplo, para comprar atributos e evoluir os atributos de treino.

Outra coisa que acaba por não ser muito bem explorada é o facto de não haver qualquer tipo de evolução na relação da pessoa com o clube. Quando começo uma temporada, basicamente, escolho os poderes que quero ter. Se quiser mandar nos juniores mando, se não quiser delego. Se quiser ser eu a contratar jogadores sou eu que contrato, se não quiser delego.

Por exemplo, começo com uma experiência rudimentar no Sporting CP e tenho logo total capacidade de gestão de um clube até ao ponto que quiser? Acaba por ser um bocado estúpido. A autonomia na construção do plantel, na venda de um determinado jogador, a desnecessidade de relação com a administração são um aspecto um bocado estúpido. Da mesma maneira que são estúpidos determinados limites nessa mesma relação. No meu save do Sporting CP tenho um controlo financeiro brutal, as finanças do clube estão em excelente estado, mas, depois... o Presidente não me deixa contratar mais preparadores. Porque raio posso fazer 40 ou 50 contratações por ano, mas não posso, de seguida, contratar mais preparadores? O Presidente recusa sempre. Pó c****** Ó Bruno!

Um gajo devia chegar a um clube e devia ir ganhando autonomia aos poucos e perdendo autonomia quando não cumprisse.

Também convinha encontrar uma solução para que os clubes adversários não acabassem. Acaba por ser um bocado estúpido a completa ausência de evolução dos rivais e das equipas menores. Aliás, no meu save o Benfica vai acompanhando qualquer coisinha, mas o Porto anda a competir com o Guimarães que se tem estabelecido ao nível do Porto (fica-me com 3 emprestados e com os que eu não gosto).
Pois, há 'n' coisas que podiam aos poucos ser implementadas e não o são porque não há concorrência e portanto quem quer este tipo de jogo tem que se sujeitar ao que tem. O FM está a precisar que alguém faça o que eles fizeram ao CM... Um concorrente a aparecer em força com grandes inovações e que leva o outro a adaptar-se ou morrer.

Ps: eu uma vez irritei-me com o c****** do Bruno por causa dos preparadores. Ganhei a champions, tinha 200M para gastar em jogadores e o c***** do Mão de vaca do Bruno não me deixava especializar a equipa técnica. Fui até ao fim das queixas e ele despediu-me por isso. No mês seguinte a ganhar a champions mesmo!
« Última modificação: Setembro 28, 2018, 14:13 pm por i0tech »

Ps: eu uma vez irritei-me com o c****** do Bruno por causa dos preparadores. Ganhei a champions, tinha 200M para gastar em jogadores e o c***** do Mão de vaca do Bruno não me deixava especializar a equipa técnica. Fui até ao fim das queixas e ele despediu-me por isso. No mês seguinte a ganhar a champions mesmo!

O FM tem vários problemas desses. Um forced script adaptado a um simulador de futebol.
Hexacampeão Europeu, com lucros de largas centenas de milhões de euros e não consigo segurar os melhores jogadores porque estou no tecto máximo daquilo que lhes posso oferecer. Anda um gajo a fazer scout, a gastar tempo a por os meninos a top e depois é um filme de terror para os segurar. E com staff/estádio upgrades, etc, a mesma coisa. Por mais dinheiro que tenhas, o jogo não te deixa fazer certas coisas. É frustrante.

E apesar de já não jogar faz uns anos, tive problemas destes em várias edições do FM.
"Não é o Sporting que se orgulha do nosso valor. Nós é que nos devemos sentir honrados por ter esta camisola vestida."
Francisco Stromp
Primeiro post actualizado com novo video!
”Deixe-me fazer uma nota prévia, por ser o sentimento de toda a equipa: nós não temos memória curta e, independentemente das boas ou más acções das pessoas, só temos de dedicar esta vitória ao Presidente Bruno de Carvalho, que esteve sempre connosco e nos apoiou. Somos atletas, estamos sujeitos à crítica, temos de viver com elas, e resta-nos, em campo, dar tudo pelo nosso clube” - Capitão do Andebol do Sporting
Estou tentado em comprar o FM, parece-me que vai estar brutal.

Saudades das noitadas a jogar isto. Na altura (não que seja muito velho, atenção :mrgreen:), conhecia as jovens promessas todas!
Pelo que percebi as maiores alterações deste ano foram o treino e as tácticas.
"Football is part of I, When I play the world wakes up around me"-Bob Marley
E como é que vão fazer? Vão causar erros propositadamente para obrigar a intervenção do VAR? Se bem que há ali lances manhosos por vezes.

É possível que te apareça uma qualquer opção para reclamar em conjunto com o jogador quando existam dúvidas relativamente ao lance. Não são raros os golos em que o jogador fica "incrédulo" com a decisão do árbitro.

Uma coisa que podia evoluir no FM era a introdução de gestão de tudo o que está à volta do futebol num clube. Patrocínios, marketing, financiamentos, escolha de equipamentos para a prática desportiva e desenvolvimento de academias etc. Toda esta parte está ainda muito arcaica. O Fifa manager tinha esta vertente interessante, apesar depois do core do jogo ser fraco (simulação e base de dados). Mas era divertido mexer na bilhetica e produtos de merchandise, lembro-me de me entreter nessas coisas à volta do jogo.
Se o FM decidisse implementar isto, depois metiam um extended mode ou um classic mode consoante a forma como os jogadores preferiam simular.
A ausência actual de concorrência está a fazer com que o produto não evolua grande coisa de geração para geração, é pena. Ter um CM ou Fifa manager fazia bem ao FM.

A introdução da gestão podia é ser um modo alternativo no qual se assumia a pasta de presidente do clube.

Há algumas coisas no FM que continuam por ser exploradas. Por exemplo, o salário do treinador acaba por ser irrelevante para o jogo. Devia ser possível utilizar o salário para alguma coisa, por exemplo, para comprar atributos e evoluir os atributos de treino.

Outra coisa que acaba por não ser muito bem explorada é o facto de não haver qualquer tipo de evolução na relação da pessoa com o clube. Quando começo uma temporada, basicamente, escolho os poderes que quero ter. Se quiser mandar nos juniores mando, se não quiser delego. Se quiser ser eu a contratar jogadores sou eu que contrato, se não quiser delego.


Por exemplo, começo com uma experiência rudimentar no Sporting CP e tenho logo total capacidade de gestão de um clube até ao ponto que quiser? Acaba por ser um bocado estúpido. A autonomia na construção do plantel, na venda de um determinado jogador, a desnecessidade de relação com a administração são um aspecto um bocado estúpido. Da mesma maneira que são estúpidos determinados limites nessa mesma relação. No meu save do Sporting CP tenho um controlo financeiro brutal, as finanças do clube estão em excelente estado, mas, depois... o Presidente não me deixa contratar mais preparadores. Porque raio posso fazer 40 ou 50 contratações por ano, mas não posso, de seguida, contratar mais preparadores? O Presidente recusa sempre. Pó c****** Ó Bruno!

Um gajo devia chegar a um clube e devia ir ganhando autonomia aos poucos e perdendo autonomia quando não cumprisse.

Também convinha encontrar uma solução para que os clubes adversários não acabassem. Acaba por ser um bocado estúpido a completa ausência de evolução dos rivais e das equipas menores. Aliás, no meu save o Benfica vai acompanhando qualquer coisinha, mas o Porto anda a competir com o Guimarães que se tem estabelecido ao nível do Porto (fica-me com 3 emprestados e com os que eu não gosto).

 :arrow: :arrow: para o negrito.

O problema é a (falta de) inteligência artificial do jogo.

Se não tiveres o puder de contratações e assim, podem-te lixar um save com uma decisão estupida (por exemplo vender um gajo que tu uses por baixos valores)
E como é que vão fazer? Vão causar erros propositadamente para obrigar a intervenção do VAR? Se bem que há ali lances manhosos por vezes.

É possível que te apareça uma qualquer opção para reclamar em conjunto com o jogador quando existam dúvidas relativamente ao lance. Não são raros os golos em que o jogador fica "incrédulo" com a decisão do árbitro.

Uma coisa que podia evoluir no FM era a introdução de gestão de tudo o que está à volta do futebol num clube. Patrocínios, marketing, financiamentos, escolha de equipamentos para a prática desportiva e desenvolvimento de academias etc. Toda esta parte está ainda muito arcaica. O Fifa manager tinha esta vertente interessante, apesar depois do core do jogo ser fraco (simulação e base de dados). Mas era divertido mexer na bilhetica e produtos de merchandise, lembro-me de me entreter nessas coisas à volta do jogo.
Se o FM decidisse implementar isto, depois metiam um extended mode ou um classic mode consoante a forma como os jogadores preferiam simular.
A ausência actual de concorrência está a fazer com que o produto não evolua grande coisa de geração para geração, é pena. Ter um CM ou Fifa manager fazia bem ao FM.

A introdução da gestão podia é ser um modo alternativo no qual se assumia a pasta de presidente do clube.

Há algumas coisas no FM que continuam por ser exploradas. Por exemplo, o salário do treinador acaba por ser irrelevante para o jogo. Devia ser possível utilizar o salário para alguma coisa, por exemplo, para comprar atributos e evoluir os atributos de treino.

Outra coisa que acaba por não ser muito bem explorada é o facto de não haver qualquer tipo de evolução na relação da pessoa com o clube. Quando começo uma temporada, basicamente, escolho os poderes que quero ter. Se quiser mandar nos juniores mando, se não quiser delego. Se quiser ser eu a contratar jogadores sou eu que contrato, se não quiser delego.


Por exemplo, começo com uma experiência rudimentar no Sporting CP e tenho logo total capacidade de gestão de um clube até ao ponto que quiser? Acaba por ser um bocado estúpido. A autonomia na construção do plantel, na venda de um determinado jogador, a desnecessidade de relação com a administração são um aspecto um bocado estúpido. Da mesma maneira que são estúpidos determinados limites nessa mesma relação. No meu save do Sporting CP tenho um controlo financeiro brutal, as finanças do clube estão em excelente estado, mas, depois... o Presidente não me deixa contratar mais preparadores. Porque raio posso fazer 40 ou 50 contratações por ano, mas não posso, de seguida, contratar mais preparadores? O Presidente recusa sempre. Pó c****** Ó Bruno!

Um gajo devia chegar a um clube e devia ir ganhando autonomia aos poucos e perdendo autonomia quando não cumprisse.

Também convinha encontrar uma solução para que os clubes adversários não acabassem. Acaba por ser um bocado estúpido a completa ausência de evolução dos rivais e das equipas menores. Aliás, no meu save o Benfica vai acompanhando qualquer coisinha, mas o Porto anda a competir com o Guimarães que se tem estabelecido ao nível do Porto (fica-me com 3 emprestados e com os que eu não gosto).

 :arrow: :arrow: para o negrito.

O problema é a (falta de) inteligência artificial do jogo.

Se não tiveres o puder de contratações e assim, podem-te lixar um save com uma decisão estupida (por exemplo vender um gajo que tu uses por baixos valores)

Mas isso também acontece na realidade.
Mais novidades reveladas:









”Deixe-me fazer uma nota prévia, por ser o sentimento de toda a equipa: nós não temos memória curta e, independentemente das boas ou más acções das pessoas, só temos de dedicar esta vitória ao Presidente Bruno de Carvalho, que esteve sempre connosco e nos apoiou. Somos atletas, estamos sujeitos à crítica, temos de viver com elas, e resta-nos, em campo, dar tudo pelo nosso clube” - Capitão do Andebol do Sporting