Gelson Martins

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Vai acabar na Tailândia
Vagandas e a sua medalha no museu
cabeça, membros e pernas = Varandas 2018
Parabens pelos primeiros 18 minutos, encheste o campo.

Traidor
Ir a uma final e não jogar, é como ir a uma casa de meninas e não furnicar. Espero que a tua carreira  agora seja sempre a descer...e que o karma trate do teu destino.
Para o ano está no wolves ou no fifica.

A partir do momento em que rescindiu, isso é irrelevante. O importante é que se consiga levar a acção a bom porto e recebermos o valor da cláusula. Depois como é que o Atlético pede ao Tio Mendes para os desentalarem, é lá com eles.
2 secas ontem em Vigo,incha porco! E jogares? Olha que o Simeone nao e para brincadeiras se achas que o que aconteceu na Academia traz suores frios entao com o Simeone tens muitos suores frios pela frente e ainda ha membros da frente atleti bem activos por essas bandas que tem um po tremendo a jogadores de cor...
G71 a escória do Sporting.

A 5ª coluna que só sabe destruir o Sporting , agora e sempre.

Piores que lampiões.
O Jovane já tem
1penalt
1assist
1golo

Em 3 jogos como... suplente
Só espero que todos os jogos que ele faça, sejam com esta qualidade!



Com ou sem amigo Vagandas!
CONTRA TUDO E CONTRA TODOS! SPORTING SEMPRE!
Citar
Sporting pede mais tempo para contestar ação de Gelson Martins
SAD solicitou ao TAD a extensão do período de resposta ao pedido de indemnização do extremo

A SAD do Sporting solicitou ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) o prolongamento do prazo para contestar a ação colocada por Gelson Martins, apurou Record. Dia 3 de setembro, a sociedade leonina foi citada para responder ao "pedido de arbitragem voluntária" que foi apresentado pelo ex-extremo leonino no TAD, na sequência da rescisão de contrato alegando justa causa. No entanto, os responsáveis do clube verde e branco entendem que será necessário o alargamento do prazo, de forma a preparar de forma conveniente a sustentabilidade da contestação leonina.

Na prática, a SAD do Sporting quer mais tempo para refutar as exigências de Gelson Martins, que pede
que lhe sejam pagos 3,45 M€. Numa fase inicial, o processo foi desencadeado pelos leões, que a 13 de agosto invocaram, perante a FIFA, uma resolução do contrato sem justa causa. Os responsáveis leoninos querem a condenação solidária do jogador e do clube (neste caso específico, o At. Madrid) e exigem o pagamento de uma indemnização de 105 milhões de euros, mais juros, por entenderem que as razões apresentadas pelo jogador não sustentam o pedido a razão para ter rescindido o seu vínculo contratual, na sequência dos acontecimentos registados em Alcochete.

No total, recorde-se, o Sporting está a cerca de 220 milhões de euros pelas rescisões de contrato de Rui Patrício (Wolverhampton), Daniel Podence (Olympiacos) e Gelson Martins, que abandonaram Alvalade sem haver consentimento para a mudança. Os três processos foram remetidos para a Câmara de Resolução de Litígios da FIFA. Os valores estão no Relatório e Contas e a ação mais relevante em todo o processo diz respeito a Gelson e ao Atlético Madrid, clube com o qual o extremo se vinculou até 2023, depois de rescindir o contrato de trabalho com a SAD do Sporting.

Record
Citar
Sporting pede mais tempo para contestar ação de Gelson Martins
SAD solicitou ao TAD a extensão do período de resposta ao pedido de indemnização do extremo

A SAD do Sporting solicitou ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) o prolongamento do prazo para contestar a ação colocada por Gelson Martins, apurou Record. Dia 3 de setembro, a sociedade leonina foi citada para responder ao "pedido de arbitragem voluntária" que foi apresentado pelo ex-extremo leonino no TAD, na sequência da rescisão de contrato alegando justa causa. No entanto, os responsáveis do clube verde e branco entendem que será necessário o alargamento do prazo, de forma a preparar de forma conveniente a sustentabilidade da contestação leonina.

Na prática, a SAD do Sporting quer mais tempo para refutar as exigências de Gelson Martins, que pede
que lhe sejam pagos 3,45 M€. Numa fase inicial, o processo foi desencadeado pelos leões, que a 13 de agosto invocaram, perante a FIFA, uma resolução do contrato sem justa causa. Os responsáveis leoninos querem a condenação solidária do jogador e do clube (neste caso específico, o At. Madrid) e exigem o pagamento de uma indemnização de 105 milhões de euros, mais juros, por entenderem que as razões apresentadas pelo jogador não sustentam o pedido a razão para ter rescindido o seu vínculo contratual, na sequência dos acontecimentos registados em Alcochete.

No total, recorde-se, o Sporting está a cerca de 220 milhões de euros pelas rescisões de contrato de Rui Patrício (Wolverhampton), Daniel Podence (Olympiacos) e Gelson Martins, que abandonaram Alvalade sem haver consentimento para a mudança. Os três processos foram remetidos para a Câmara de Resolução de Litígios da FIFA. Os valores estão no Relatório e Contas e a ação mais relevante em todo o processo diz respeito a Gelson e ao Atlético Madrid, clube com o qual o extremo se vinculou até 2023, depois de rescindir o contrato de trabalho com a SAD do Sporting.

Record

isto é o começo para aceitar uns trocos.
30 milhões para cima é o que exijo. Curiosamente era também o que exigia pelo William, que tal como o Patrício e ao contrário do Gelson, foi titular no Mundial e foi titular no Europeu no qual nos sagrámos campeões.
Record fala que os lampiões de Espanha estão dispostos a pagar 22M + 10M por este Judas. Certinho que o Varandas vai baixar as calças.
Esforço, Dedicação, Devoção e Glória. Eis o nosso SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!
Citar

Atlético Madrid disposto a acordo por Gelson Martins
Colchoneros querem evitar litígio e admitem repetir proposta recusada por Cintra

Novo presidente, nova tentativa. O Atlético Madrid está disposto a chegar a acordo com o Sporting por Gelson Martins e, sabe Record, admite apresentar a Frederico Varandas a proposta recusada por Sousa Cintra. O processo deve ter desenvolvimentos em breve.

As negociações pelo extremo, de 23 anos, fracassaram no final de julho, depois de Sousa Cintra manter a exigência em valores a rondar os 50 milhões de euros. Como o nosso jornal noticiou então, o antigo presidente da SAD só aceitava baixar, no limite, até aos 45 milhões, montante que ficava muito aquém da última oferta do Atlético Madrid. Os colchoneros começaram por propor 15 milhões de euros mas, num segundo momento, subiram a parada para os 22 milhões, por uma percentagem do passe que poderia ser negociada entre os 60 e os 70%. Mais de metade dos 22 milhões referidos seriam pagos a pronto, razão pela qual a recusa de Cintra causou divisões internas na SAD, uma vez que existia uma corrente que defendia que essa proposta já seria aceitável e o Sporting estava a necessitar da entrada de dinheiro ‘fresco’ nos cofres. Foi por esse motivo que Cintra ainda tentou reatar as negociações, sem sucesso porém, já que a corda partiu mesmo, e em poucas horas.

Além do valor fixo, o Atlético Madrid poderia pagar mais 10 milhões em variáveis: 5 M€ resultariam de objetivos acessíveis e os restantes 5 M€ ficariam dependentes de vitórias na liga espanhola e/ou na Champions. O acordo permitiria ainda ao Sporting ser recompensado (no valor correspondente à percentagem do passe de que fosse proprietário) se o Atleti recebesse uma proposta igual ou superior a 60 milhões de euros. A cláusula já seria válida em janeiro e vigoraria a partir daí em todas as janelas de mercado durante os cinco anos de contrato de Gelson.

São estes os valores com que Frederico Varandas deverá, agora, ser confrontado, na certeza de que existe recetividade do Atlético Madrid para negociar. A prioridade é evitar um litígio que se pode eternizar na FIFA e no Tribunal Arbitral do Desporto.

Processos em curso na FIFA e no TAD

Sporting e Gelson Martins já têm ações em curso na FIFA e no Tribunal Arbitral do Desporto. O jogador recorreu ao TAD e pede à SAD uma indemnização de 3,45 milhões de euros. Os leões, como Record noticiou, pediram o alargamento do prazo para contestarem este processo. Na FIFA, entretanto, foi o próprio Sporting a requerer a condenação solidária de Gelson e do Atlético Madrid, exigindo 105 milhões de euros.

Patrício também é prioritário

A SAD do Sporting tem vários dossiês para resolver em relação à matéria das rescisões, já que Rui Patrício, Rafael Leão, Daniel Podence e Rúben Ribeiro, além de Gelson Martins, saíram dos leões sem qualquer acordo. É de esperar que em breve as negociações sejam retomadas, pois é intenção da administração chegar a um entendimento que permita ao Sporting ser recompensado. O caso de Rui Patrício, tal como o de Gelson, é prioritário dado o montante envolvido. O Wolverhampton, recorde-se, acertou a transferência por 18 milhões de euros, mas à última hora a direção de Bruno de Carvalho cancelou o negócio. No entanto, Patrício assinou mesmo pelos ingleses. A SAD vai também tentar chegar a acordo com Lille e Olympiacos, por Leão e Podence. O processo de Rúben Ribeiro aguarda clarificação.


Record
Citar

Atlético Madrid disposto a acordo por Gelson Martins
Colchoneros querem evitar litígio e admitem repetir proposta recusada por Cintra

Novo presidente, nova tentativa. O Atlético Madrid está disposto a chegar a acordo com o Sporting por Gelson Martins e, sabe Record, admite apresentar a Frederico Varandas a proposta recusada por Sousa Cintra. O processo deve ter desenvolvimentos em breve.

As negociações pelo extremo, de 23 anos, fracassaram no final de julho, depois de Sousa Cintra manter a exigência em valores a rondar os 50 milhões de euros. Como o nosso jornal noticiou então, o antigo presidente da SAD só aceitava baixar, no limite, até aos 45 milhões, montante que ficava muito aquém da última oferta do Atlético Madrid. Os colchoneros começaram por propor 15 milhões de euros mas, num segundo momento, subiram a parada para os 22 milhões, por uma percentagem do passe que poderia ser negociada entre os 60 e os 70%. Mais de metade dos 22 milhões referidos seriam pagos a pronto, razão pela qual a recusa de Cintra causou divisões internas na SAD, uma vez que existia uma corrente que defendia que essa proposta já seria aceitável e o Sporting estava a necessitar da entrada de dinheiro ‘fresco’ nos cofres. Foi por esse motivo que Cintra ainda tentou reatar as negociações, sem sucesso porém, já que a corda partiu mesmo, e em poucas horas.

Além do valor fixo, o Atlético Madrid poderia pagar mais 10 milhões em variáveis: 5 M€ resultariam de objetivos acessíveis e os restantes 5 M€ ficariam dependentes de vitórias na liga espanhola e/ou na Champions. O acordo permitiria ainda ao Sporting ser recompensado (no valor correspondente à percentagem do passe de que fosse proprietário) se o Atleti recebesse uma proposta igual ou superior a 60 milhões de euros. A cláusula já seria válida em janeiro e vigoraria a partir daí em todas as janelas de mercado durante os cinco anos de contrato de Gelson.

São estes os valores com que Frederico Varandas deverá, agora, ser confrontado, na certeza de que existe recetividade do Atlético Madrid para negociar. A prioridade é evitar um litígio que se pode eternizar na FIFA e no Tribunal Arbitral do Desporto.

Processos em curso na FIFA e no TAD

Sporting e Gelson Martins já têm ações em curso na FIFA e no Tribunal Arbitral do Desporto. O jogador recorreu ao TAD e pede à SAD uma indemnização de 3,45 milhões de euros. Os leões, como Record noticiou, pediram o alargamento do prazo para contestarem este processo. Na FIFA, entretanto, foi o próprio Sporting a requerer a condenação solidária de Gelson e do Atlético Madrid, exigindo 105 milhões de euros.

Patrício também é prioritário

A SAD do Sporting tem vários dossiês para resolver em relação à matéria das rescisões, já que Rui Patrício, Rafael Leão, Daniel Podence e Rúben Ribeiro, além de Gelson Martins, saíram dos leões sem qualquer acordo. É de esperar que em breve as negociações sejam retomadas, pois é intenção da administração chegar a um entendimento que permita ao Sporting ser recompensado. O caso de Rui Patrício, tal como o de Gelson, é prioritário dado o montante envolvido. O Wolverhampton, recorde-se, acertou a transferência por 18 milhões de euros, mas à última hora a direção de Bruno de Carvalho cancelou o negócio. No entanto, Patrício assinou mesmo pelos ingleses. A SAD vai também tentar chegar a acordo com Lille e Olympiacos, por Leão e Podence. O processo de Rúben Ribeiro aguarda clarificação.


Record

É nestes momentos que acho que quem escreve estes textos está tão toldado por clubite que não se importa de fazer figura de urso só para mandar mais uma bicada ao clube rival...

Primeiro começa por dizer que a corda "partiu" do lado do Atlético(!), depois, como o Sporting coloca o caso no TAD, já diz que podemos reiniciar as negociação porque "existe a abertura por parte dos de Madrid para negociar"!

Não há qualque esforço para não nos colar uma atitude subserviente e passiva, rebaixando-nos e consequentemente ao futebol Português.


22 + 10 para dar a ideia que é um bom negocio.

10 esses que nunca na vida os veremos.
"Para mim , o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres , mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre!" - Ivone De Franceschi
Nao pode haver negociacao qualquer com o Patetico! Assinaram com o jogador a revelia do SCP aproveitando a deixa agora amanhem-se!! Presidente se e homem com coluna nem pense em baixar as calcas a clubes do chulo do Mendes Wolves e Patetico!!
Ridicula esta "proposta" do patetico. Espero que o Varandas não vá nestas mer*** , é para isto até ao fim com isto
E esperar pela conclusão deste caso?
Não,espécular é que tem piada  :lol:
“There seems to be this snobbery around football that everyone has to play the most entertaining football" 
Gary Neville dixit
football
Tens toda a razao alias os pasquins ficaram todos lixados quando ate o Sousa Cintra nao quis mais conversas so estavam a espera das eleicoes para vir tocar neste assunto ganhasse quem ganhasse