Juniores - 2018/2019

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Quais são os jogadores desta equipa que podem chegar aos seniores do Sporting?

Provavelmente nenhum, os grandes craques estão a desiludir em toda a linha.

Siga, sem dramas.
Antes que se valorize em demasia a notícia do Record sobre o Félix Correia, só para clarificar que ele não ficou de fora por causa da renovação (ou ausência dela!) mas sim por motivos disciplinares. Motivos mais que justos, diga-se. Muitos deste que se falam aqui até podem ter mais ou menos qualidade. Em tempos acredito que todos nós tivéssemos visto qualidade acima da média em alguns deles, mas mentalmente estagnaram quase todos. E é algo que já vem de trás. Não é deste ano e nem sequer do anterior. A falta de humildade destes miúdos, a ausência total de noção do que é ser profissional. Desta equipa, muito honestamente, acredito que se queiram dar segundas oportunidades a alguns, mas sem loucuras. Porque quase todos já demonstraram que precisam sair para recuperar a vontade de jogar.
Antes que se valorize em demasia a notícia do Record sobre o Félix Correia, só para clarificar que ele não ficou de fora por causa da renovação (ou ausência dela!) mas sim por motivos disciplinares. Motivos mais que justos, diga-se. Muitos deste que se falam aqui até podem ter mais ou menos qualidade. Em tempos acredito que todos nós tivéssemos visto qualidade acima da média em alguns deles, mas mentalmente estagnaram quase todos. E é algo que já vem de trás. Não é deste ano e nem sequer do anterior. A falta de humildade destes miúdos, a ausência total de noção do que é ser profissional. Desta equipa, muito honestamente, acredito que se queiram dar segundas oportunidades a alguns, mas sem loucuras. Porque quase todos já demonstraram que precisam sair para recuperar a vontade de jogar.

O problema da formação iniciou-se com a entrada da direcção anterior e com as mudanças na parte técnica. Começaram por mandar embora jogadores que entraram pela mão da equipa do Prof. Aurélio Pereira para ir buscar outros destruindo as equipas no seu conjunto. O treinador de então convenceu toda a "malta" que não era preciso a formação para ser campeão. E agora estão ai os resultados.
Antes que se valorize em demasia a notícia do Record sobre o Félix Correia, só para clarificar que ele não ficou de fora por causa da renovação (ou ausência dela!) mas sim por motivos disciplinares. Motivos mais que justos, diga-se. Muitos deste que se falam aqui até podem ter mais ou menos qualidade. Em tempos acredito que todos nós tivéssemos visto qualidade acima da média em alguns deles, mas mentalmente estagnaram quase todos. E é algo que já vem de trás. Não é deste ano e nem sequer do anterior. A falta de humildade destes miúdos, a ausência total de noção do que é ser profissional. Desta equipa, muito honestamente, acredito que se queiram dar segundas oportunidades a alguns, mas sem loucuras. Porque quase todos já demonstraram que precisam sair para recuperar a vontade de jogar.

O problema da formação iniciou-se com a entrada da direcção anterior e com as mudanças na parte técnica. Começaram por mandar embora jogadores que entraram pela mão da equipa do Prof. Aurélio Pereira para ir buscar outros destruindo as equipas no seu conjunto. O treinador de então convenceu toda a "malta" que não era preciso a formação para ser campeão. E agora estão ai os resultados.
Então quais são os jogadores que mandaram embora, onde é que eles estão agora, e quem foram os jogadores que os foram substituir?
"Infelizmente tenho pena que partilhem o amor pelo mesmo clube que eu"
Antes que se valorize em demasia a notícia do Record sobre o Félix Correia, só para clarificar que ele não ficou de fora por causa da renovação (ou ausência dela!) mas sim por motivos disciplinares. Motivos mais que justos, diga-se. Muitos deste que se falam aqui até podem ter mais ou menos qualidade. Em tempos acredito que todos nós tivéssemos visto qualidade acima da média em alguns deles, mas mentalmente estagnaram quase todos. E é algo que já vem de trás. Não é deste ano e nem sequer do anterior. A falta de humildade destes miúdos, a ausência total de noção do que é ser profissional. Desta equipa, muito honestamente, acredito que se queiram dar segundas oportunidades a alguns, mas sem loucuras. Porque quase todos já demonstraram que precisam sair para recuperar a vontade de jogar.

O problema da formação iniciou-se com a entrada da direcção anterior e com as mudanças na parte técnica. Começaram por mandar embora jogadores que entraram pela mão da equipa do Prof. Aurélio Pereira para ir buscar outros destruindo as equipas no seu conjunto. O treinador de então convenceu toda a "malta" que não era preciso a formação para ser campeão. E agora estão ai os resultados.

Começaram com a direção anterior? Então entre 2009 e 2013 estava tudo óptimo com a formação em Alcochete?!?...
Campo Grande paga a traidores.
Antes que se valorize em demasia a notícia do Record sobre o Félix Correia, só para clarificar que ele não ficou de fora por causa da renovação (ou ausência dela!) mas sim por motivos disciplinares. Motivos mais que justos, diga-se. Muitos deste que se falam aqui até podem ter mais ou menos qualidade. Em tempos acredito que todos nós tivéssemos visto qualidade acima da média em alguns deles, mas mentalmente estagnaram quase todos. E é algo que já vem de trás. Não é deste ano e nem sequer do anterior. A falta de humildade destes miúdos, a ausência total de noção do que é ser profissional. Desta equipa, muito honestamente, acredito que se queiram dar segundas oportunidades a alguns, mas sem loucuras. Porque quase todos já demonstraram que precisam sair para recuperar a vontade de jogar.
É precisamente isso!!
Antes que se valorize em demasia a notícia do Record sobre o Félix Correia, só para clarificar que ele não ficou de fora por causa da renovação (ou ausência dela!) mas sim por motivos disciplinares. Motivos mais que justos, diga-se. Muitos deste que se falam aqui até podem ter mais ou menos qualidade. Em tempos acredito que todos nós tivéssemos visto qualidade acima da média em alguns deles, mas mentalmente estagnaram quase todos. E é algo que já vem de trás. Não é deste ano e nem sequer do anterior. A falta de humildade destes miúdos, a ausência total de noção do que é ser profissional. Desta equipa, muito honestamente, acredito que se queiram dar segundas oportunidades a alguns, mas sem loucuras. Porque quase todos já demonstraram que precisam sair para recuperar a vontade de jogar.
Tudo dito!!
Também me parece.

Tou farto de alertar o pessoal para nao colocar jogador algum acima do Sporting pk o resultado é esse mesmo
Uma geração que foi campeã de juvenis, iniciados e (creio) infantis, simplesmente esquecem-se de saber jogar à bola quando fazem 18 anos? Óbvio que não. Juntar uma gestão de porcaria (como tem sido habitual desde há vários anos a esta parte, parece haver um muro de betão armado a separar a equipa sub23 / B dos juniores) a um treinador que é um dinossauro ultrapassado (pagava para ver um treino desta equipa) ia sempre dar este resultado: um cocktail de m****

Se fosse assim tão simples tinhas depois equipas nos seniores compostas por 80% de formação.Era sempre a vingar até esse escalão...se o futebol fosse assim tão simples!Era bom era...

O processo evolutivo de um jogador não é certo, a resposta que dão em certos patamares competitivos é altamente variável.

Tu podes ter jogadores que nunca deste nada por eles em certos escalões e de repente num contexto competitivo determinado destaca-se de outros que outrora todos lhes vaticinavam futuros brilhantes(e esses flopam por completo).

Falta melhor direcção nesta equipa, mas o Lima não pode servir de desculpa para tudo.A qualidade individual de muitos destes miúdos é altamente baixa.

Um melhor treinador pode resolver muitos problemas, mas quando a qualidade individual é baixa não existe milagres(pode disfarçar muita coisa, mas a qualidade essa não dá para esconder).

Eu não falei de futebol sénior, falei dos juniores, onde uma queda destas é inexplicável. Só se o sucesso inicial tivesse sido feito à base de catanados, mas não foi o caso.

Perdes o Gonçalo Costa, que era um lateral do caneco numa equipa que não tem mais nenhum lateral de jeito. Perdes o Tiago Djaló, que creio que ainda fez a fase final do título de juvenis com este grupo. Perdes o rendimento do Diogo Brás que não cresceu como o esperado (pés na terra...). Juntas a isso teres deixado de ter um grande treinador (João Couto) para passar a ter treinadores medianos/medíocres (não só o Lima, isto já vinha mal) e tens o resultado. Milagres não há.

PS - Dito isto, o Bernardo Sousa ainda pode dar jogador e quanto ao Brás... (ainda) depende dele. Os centrais não evoluíram como o esperado, mas merecem uma segunda oportunidade. O Rodrigo Fernandes e o Félix são interessantes e no próximo ano já devem estar nos sub-23, mas estão uns furos abaixo dos últimos júniores de primeiro ano que foram titulares neste escalão (nomeadamente Tiago Djaló e Rafael Leão). O resto pode até progredir para os sub-23 -- nomeadamente o Bavikson, o Fati, o Edmílson Santos, o Tiago Rodrigues -- mas não chegará aos A, nem vale a pena ter essa ilusão.

Adenda - Quanto ao William, não era bem assim @Alexandre10. Ou melhor, não estás inteiramente errado mas é um caso completamente aparte. Nos juvenis o William era tido como um jogador de grande qualidade e talento. Muito mesmo. Aconteceu que teve uma lesão que fez com que jogasse menos e evoluísse menos do que o esperado no escalão de júniores e não fosse tido tão em conta como outros jogadores, que vinham de ritmo e andamento superior. Mas o talento técnico estava lá, era notório pelo menos desde os juvenis. Simplesmente evidenciou-se pouco nos júniores. Também não havia jogos televisionados (pelo menos a esta regularidade), o que dificultava a análise dos jogadores. Um caso com algumas semelhanças é o Jovane. Embora não seja de todo do mesmo nível, de modo algum, era um jogador que até se lesionar no primeiro ano de júnior era visto de uma forma e com a lesão e depois com o tempo de paragem passou a ser visto de outra. Esta segunda ainda faz com que alguns tenham preconceitos para com um jogador que antes da lesão (mas aí se calhar não o seguiriam, não sei) era dos mais promissores da sua geração e de gerações próximas.
« Última modificação: Abril 15, 2019, 02:30 am por Ehrmantraut »
Antes que se valorize em demasia a notícia do Record sobre o Félix Correia, só para clarificar que ele não ficou de fora por causa da renovação (ou ausência dela!) mas sim por motivos disciplinares. Motivos mais que justos, diga-se. Muitos deste que se falam aqui até podem ter mais ou menos qualidade. Em tempos acredito que todos nós tivéssemos visto qualidade acima da média em alguns deles, mas mentalmente estagnaram quase todos. E é algo que já vem de trás. Não é deste ano e nem sequer do anterior. A falta de humildade destes miúdos, a ausência total de noção do que é ser profissional. Desta equipa, muito honestamente, acredito que se queiram dar segundas oportunidades a alguns, mas sem loucuras. Porque quase todos já demonstraram que precisam sair para recuperar a vontade de jogar.

O problema da formação iniciou-se com a entrada da direcção anterior e com as mudanças na parte técnica. Começaram por mandar embora jogadores que entraram pela mão da equipa do Prof. Aurélio Pereira para ir buscar outros destruindo as equipas no seu conjunto. O treinador de então convenceu toda a "malta" que não era preciso a formação para ser campeão. E agora estão ai os resultados.

Começaram com a direção anterior? Então entre 2009 e 2013 estava tudo óptimo com a formação em Alcochete?!?...

O duo Godinho Lopes e Bruno Carvalho arrasaram com a nossa formação.
Hoje em dia nos 20 maiores talentos de cada geração, apenas um ou dois estão no Sporting enquanto que há dez anos atrás mais de metade andavam por Alcochete.
É lamentável a forma como tem sido tratada uma das melhores formações do mundo. Até o Braga hoje em dia trabalha melhor a formação que o Sporting.
Esperemos que o Frederico consiga inverter esta espiral destrutiva.
Perdes o Gonçalo Costa, que era um lateral do caneco numa equipa que não tem mais nenhum lateral de jeito. Perdes o Tiago Djaló, que creio que ainda fez a fase final do título de juvenis com este grupo. Perdes o rendimento do Diogo Brás que não cresceu como o esperado (pés na terra...). Juntas a isso teres deixado de ter um grande treinador (João Couto) para passar a ter treinadores medianos/medíocres (não só o Lima, isto já vinha mal) e tens o resultado. Milagres não há.
Sim, e a somar a esses perdes durante o decorrer da competição Brás, Sousa, Felix e Rodrigo Fernandes, todos em final de contrato e já sem foco ou interesse no clube. Falha grave não se ter resolvido esta situação. São provavelmente os 4 melhores jogadores dos juniores
Antes que se valorize em demasia a notícia do Record sobre o Félix Correia, só para clarificar que ele não ficou de fora por causa da renovação (ou ausência dela!) mas sim por motivos disciplinares. Motivos mais que justos, diga-se. Muitos deste que se falam aqui até podem ter mais ou menos qualidade. Em tempos acredito que todos nós tivéssemos visto qualidade acima da média em alguns deles, mas mentalmente estagnaram quase todos. E é algo que já vem de trás. Não é deste ano e nem sequer do anterior. A falta de humildade destes miúdos, a ausência total de noção do que é ser profissional. Desta equipa, muito honestamente, acredito que se queiram dar segundas oportunidades a alguns, mas sem loucuras. Porque quase todos já demonstraram que precisam sair para recuperar a vontade de jogar.

O problema da formação iniciou-se com a entrada da direcção anterior e com as mudanças na parte técnica. Começaram por mandar embora jogadores que entraram pela mão da equipa do Prof. Aurélio Pereira para ir buscar outros destruindo as equipas no seu conjunto. O treinador de então convenceu toda a "malta" que não era preciso a formação para ser campeão. E agora estão ai os resultados.

Começaram com a direção anterior? Então entre 2009 e 2013 estava tudo óptimo com a formação em Alcochete?!?...

O duo Godinho Lopes e Bruno Carvalho arrasaram com a nossa formação.
Hoje em dia nos 20 maiores talentos de cada geração, apenas um ou dois estão no Sporting enquanto que há dez anos atrás mais de metade andavam por Alcochete.
É lamentável a forma como tem sido tratada uma das melhores formações do mundo. Até o Braga hoje em dia trabalha melhor a formação que o Sporting.
Esperemos que o Frederico consiga inverter esta espiral destrutiva.

Ai é? não tens acompanhado os juvenis, pois não? E mesmo os iniciados?
Antes que se valorize em demasia a notícia do Record sobre o Félix Correia, só para clarificar que ele não ficou de fora por causa da renovação (ou ausência dela!) mas sim por motivos disciplinares. Motivos mais que justos, diga-se. Muitos deste que se falam aqui até podem ter mais ou menos qualidade. Em tempos acredito que todos nós tivéssemos visto qualidade acima da média em alguns deles, mas mentalmente estagnaram quase todos. E é algo que já vem de trás. Não é deste ano e nem sequer do anterior. A falta de humildade destes miúdos, a ausência total de noção do que é ser profissional. Desta equipa, muito honestamente, acredito que se queiram dar segundas oportunidades a alguns, mas sem loucuras. Porque quase todos já demonstraram que precisam sair para recuperar a vontade de jogar.

O problema da formação iniciou-se com a entrada da direcção anterior e com as mudanças na parte técnica. Começaram por mandar embora jogadores que entraram pela mão da equipa do Prof. Aurélio Pereira para ir buscar outros destruindo as equipas no seu conjunto. O treinador de então convenceu toda a "malta" que não era preciso a formação para ser campeão. E agora estão ai os resultados.

Começaram com a direção anterior? Então entre 2009 e 2013 estava tudo óptimo com a formação em Alcochete?!?...

O duo Godinho Lopes e Bruno Carvalho arrasaram com a nossa formação.
Hoje em dia nos 20 maiores talentos de cada geração, apenas um ou dois estão no Sporting enquanto que há dez anos atrás mais de metade andavam por Alcochete.
É lamentável a forma como tem sido tratada uma das melhores formações do mundo. Até o Braga hoje em dia trabalha melhor a formação que o Sporting.
Esperemos que o Frederico consiga inverter esta espiral destrutiva.

Ai é? não tens acompanhado os juvenis, pois não? E mesmo os iniciados?

Ele tem razão. Os Presidentes que passaram pelo clube nos últimos 10 anos têm estado mais preocupados em distribuir tachos na Academia do que em fazer evoluir a mesma.

Antes que se valorize em demasia a notícia do Record sobre o Félix Correia, só para clarificar que ele não ficou de fora por causa da renovação (ou ausência dela!) mas sim por motivos disciplinares. Motivos mais que justos, diga-se. Muitos deste que se falam aqui até podem ter mais ou menos qualidade. Em tempos acredito que todos nós tivéssemos visto qualidade acima da média em alguns deles, mas mentalmente estagnaram quase todos. E é algo que já vem de trás. Não é deste ano e nem sequer do anterior. A falta de humildade destes miúdos, a ausência total de noção do que é ser profissional. Desta equipa, muito honestamente, acredito que se queiram dar segundas oportunidades a alguns, mas sem loucuras. Porque quase todos já demonstraram que precisam sair para recuperar a vontade de jogar.

O problema da formação iniciou-se com a entrada da direcção anterior e com as mudanças na parte técnica. Começaram por mandar embora jogadores que entraram pela mão da equipa do Prof. Aurélio Pereira para ir buscar outros destruindo as equipas no seu conjunto. O treinador de então convenceu toda a "malta" que não era preciso a formação para ser campeão. E agora estão ai os resultados.

Começaram com a direção anterior? Então entre 2009 e 2013 estava tudo óptimo com a formação em Alcochete?!?...

O duo Godinho Lopes e Bruno Carvalho arrasaram com a nossa formação.
Hoje em dia nos 20 maiores talentos de cada geração, apenas um ou dois estão no Sporting enquanto que há dez anos atrás mais de metade andavam por Alcochete.
É lamentável a forma como tem sido tratada uma das melhores formações do mundo. Até o Braga hoje em dia trabalha melhor a formação que o Sporting.
Esperemos que o Frederico consiga inverter esta espiral destrutiva.

Ai é? não tens acompanhado os juvenis, pois não? E mesmo os iniciados?

Ele tem razão. Os Presidentes que passaram pelo clube nos últimos 10 anos têm estado mais preocupados em distribuir tachos na Academia do que em fazer evoluir a mesma.



Isso dos tachos não sei. Provavelmente tens melhores informações do que eu. A verdade é que BdC acabou com muitos tachos (que por acaso agora até estão de volta). Até existiu uma pequena revolução quando o Manuel Fernandes foi despedido (grande erro o seu regresso)...

O que não posso aceitar é que se diga que não existe talento. O próprio presidente fez essa afirmação e isso é inaceitável. Existe talento em todos os escalões. Miguel Luis, Jovane, Bragança, Elves ou Paz nos Sub 23. Brás, Bernardo, Rodrigo ou Felix nos Juniores. Mas é nos Juvenis e Iniciados onde temos mais quantidade. Por exemplo é habitual serem chamados perto 10 atletas à seleção de Sub 17.
Antes que se valorize em demasia a notícia do Record sobre o Félix Correia, só para clarificar que ele não ficou de fora por causa da renovação (ou ausência dela!) mas sim por motivos disciplinares. Motivos mais que justos, diga-se. Muitos deste que se falam aqui até podem ter mais ou menos qualidade. Em tempos acredito que todos nós tivéssemos visto qualidade acima da média em alguns deles, mas mentalmente estagnaram quase todos. E é algo que já vem de trás. Não é deste ano e nem sequer do anterior. A falta de humildade destes miúdos, a ausência total de noção do que é ser profissional. Desta equipa, muito honestamente, acredito que se queiram dar segundas oportunidades a alguns, mas sem loucuras. Porque quase todos já demonstraram que precisam sair para recuperar a vontade de jogar.

O problema da formação iniciou-se com a entrada da direcção anterior e com as mudanças na parte técnica. Começaram por mandar embora jogadores que entraram pela mão da equipa do Prof. Aurélio Pereira para ir buscar outros destruindo as equipas no seu conjunto. O treinador de então convenceu toda a "malta" que não era preciso a formação para ser campeão. E agora estão ai os resultados.

Começaram com a direção anterior? Então entre 2009 e 2013 estava tudo óptimo com a formação em Alcochete?!?...

O duo Godinho Lopes e Bruno Carvalho arrasaram com a nossa formação.
Hoje em dia nos 20 maiores talentos de cada geração, apenas um ou dois estão no Sporting enquanto que há dez anos atrás mais de metade andavam por Alcochete.
É lamentável a forma como tem sido tratada uma das melhores formações do mundo. Até o Braga hoje em dia trabalha melhor a formação que o Sporting.
Esperemos que o Frederico consiga inverter esta espiral destrutiva.

Ai é? não tens acompanhado os juvenis, pois não? E mesmo os iniciados?

Ele tem razão. Os Presidentes que passaram pelo clube nos últimos 10 anos têm estado mais preocupados em distribuir tachos na Academia do que em fazer evoluir a mesma.



Isso dos tachos não sei. Provavelmente tens melhores informações do que eu. A verdade é que BdC acabou com muitos tachos (que por acaso agora até estão de volta). Até existiu uma pequena revolução quando o Manuel Fernandes foi despedido (grande erro o seu regresso)...

O que não posso aceitar é que se diga que não existe talento. O próprio presidente fez essa afirmação e isso é inaceitável. Existe talento em todos os escalões. Miguel Luis, Jovane, Bragança, Elves ou Paz nos Sub 23. Brás, Bernardo, Rodrigo ou Felix nos Juniores. Mas é nos Juvenis e Iniciados onde temos mais quantidade. Por exemplo é habitual serem chamados perto 10 atletas à seleção de Sub 17.


O godinho flopes foi incompetente em TUDO. A formação deu as últimas e os olheiros ficaram durante muito tempo sem qualquer verba. Os "talentos" foram obviamente pescados por outros nessa altura. Foi com a anterior direcção que se tentou mudar o rumo dos acontecimentos. Verbas foram disponibilizadas e vários "talentos" foram parar ao Sporting. A equipa dos Juvenis é exemplo disso.
Isto são os factos.

Para conseguir os melhores é preciso TRABALHAR e dar condições a quem trabalha para convencer os talentos a viram para o Sporting.

Adenda - Quanto ao William, não era bem assim @Alexandre10. Ou melhor, não estás inteiramente errado mas é um caso completamente aparte. Nos juvenis o William era tido como um jogador de grande qualidade e talento. Muito mesmo. Aconteceu que teve uma lesão que fez com que jogasse menos e evoluísse menos do que o esperado no escalão de júniores e não fosse tido tão em conta como outros jogadores, que vinham de ritmo e andamento superior. Mas o talento técnico estava lá, era notório pelo menos desde os juvenis. Simplesmente evidenciou-se pouco nos júniores. Também não havia jogos televisionados (pelo menos a esta regularidade), o que dificultava a análise dos jogadores. Um caso com algumas semelhanças é o Jovane. Embora não seja de todo do mesmo nível, de modo algum, era um jogador que até se lesionar no primeiro ano de júnior era visto de uma forma e com a lesão e depois com o tempo de paragem passou a ser visto de outra. Esta segunda ainda faz com que alguns tenham preconceitos para com um jogador que antes da lesão (mas aí se calhar não o seguiriam, não sei) era dos mais promissores da sua geração e de gerações próximas.

Por um comentário de um user anterior pode-se ver que não inventei nada(e é uma opinião sustentada por um acompanhamento in loco da formação nessa altura, foram dezenas de jogos ao vivo que vi nessa época), era simplesmente a realidade na altura.

William não era o jogador mais apreciado até na própria Academia pois não havia uma crença tremenda nele.

Havia uma carrada de miúdos à sua frente que lhes vaticinavam maior futuro, no fim acabou por ser aquele que menos davam por ele a ser o mais bem sucedido(uma história mais que vista e revista no futebol e formação dos clubes).

Claro que como já disse poderia haver uma ou outra pessoa que acreditava nele(existem tantos tipos tão fraquinhos tanto neste escalão como nos sub 23 que possuem tantos fãs...arrisco me a dizer que se procuramos bem deve haver um fã pelo menos por cada um destes miúdos que compõem estes planteis) isso não está em discussão sequer(falo de uma opinião geral, não uma opinião minoritária).

A opinião geral sobre o William não era famosa, ainda para mais quando se comparava com a opinião que havia de alguns colegas seus na altura(até troncos como o Baldé eram mais apreciados...).


Pode ser que aconteça o mesmo nesta equipa de Juniores, e se aproveite o atleta que menos se espera dele(não sei quem será francamente).Porque daqueles que lhes vaticinam grande futuro...

Adenda - Quanto ao William, não era bem assim @Alexandre10. Ou melhor, não estás inteiramente errado mas é um caso completamente aparte. Nos juvenis o William era tido como um jogador de grande qualidade e talento. Muito mesmo. Aconteceu que teve uma lesão que fez com que jogasse menos e evoluísse menos do que o esperado no escalão de júniores e não fosse tido tão em conta como outros jogadores, que vinham de ritmo e andamento superior. Mas o talento técnico estava lá, era notório pelo menos desde os juvenis. Simplesmente evidenciou-se pouco nos júniores. Também não havia jogos televisionados (pelo menos a esta regularidade), o que dificultava a análise dos jogadores. Um caso com algumas semelhanças é o Jovane. Embora não seja de todo do mesmo nível, de modo algum, era um jogador que até se lesionar no primeiro ano de júnior era visto de uma forma e com a lesão e depois com o tempo de paragem passou a ser visto de outra. Esta segunda ainda faz com que alguns tenham preconceitos para com um jogador que antes da lesão (mas aí se calhar não o seguiriam, não sei) era dos mais promissores da sua geração e de gerações próximas.

Exato...volto a referir. William era de longe o melhor jogador sub17 da sua geração (1992). Titularissimo da seleção nacional e jogador dessa geração de 1992 com mais convocatórias de longe.

Não me recordo da duração da lesão que referes e admito que a mesma tenha atrasado a sua evolução. No entanto, enquanto junior de primeiro ano foi quase sempre (se não mesmo sempre) titular na fase final em que fomos campeões. Continuou a ser chamado à seleção de sub18 e sub19 e dividiu o protagonismo no seu segundo ano de Júnior com o Zezinho que entretanto contratamos.

Para terminar, William, apesar de ter jogado poucos minutos, estreou-se pela nossa equipa A ainda quando era sub19. Se não estou em erro num jogo em Guimarães.


Sent from my iPad using Tapatalk

Adenda - Quanto ao William, não era bem assim @Alexandre10. Ou melhor, não estás inteiramente errado mas é um caso completamente aparte. Nos juvenis o William era tido como um jogador de grande qualidade e talento. Muito mesmo. Aconteceu que teve uma lesão que fez com que jogasse menos e evoluísse menos do que o esperado no escalão de júniores e não fosse tido tão em conta como outros jogadores, que vinham de ritmo e andamento superior. Mas o talento técnico estava lá, era notório pelo menos desde os juvenis. Simplesmente evidenciou-se pouco nos júniores. Também não havia jogos televisionados (pelo menos a esta regularidade), o que dificultava a análise dos jogadores. Um caso com algumas semelhanças é o Jovane. Embora não seja de todo do mesmo nível, de modo algum, era um jogador que até se lesionar no primeiro ano de júnior era visto de uma forma e com a lesão e depois com o tempo de paragem passou a ser visto de outra. Esta segunda ainda faz com que alguns tenham preconceitos para com um jogador que antes da lesão (mas aí se calhar não o seguiriam, não sei) era dos mais promissores da sua geração e de gerações próximas.

Exato...volto a referir. William era de longe o melhor jogador sub17 da sua geração (1992). Titularissimo da seleção nacional e jogador dessa geração de 1992 com mais convocatórias de longe.

Não me recordo da duração da lesão que referes e admito que a mesma tenha atrasado a sua evolução. No entanto, enquanto junior de primeiro ano foi quase sempre (se não mesmo sempre) titular na fase final em que fomos campeões. Continuou a ser chamado à seleção de sub18 e sub19 e dividiu o protagonismo no seu segundo ano de Júnior com o Zezinho que entretanto contratamos.

Para terminar, William, apesar de ter jogado poucos minutos, estreou-se pela nossa equipa A ainda quando era sub19. Se não estou em erro num jogo em Guimarães.


Sent from my iPad using Tapatalk

Deixo um texto escrito em Abril 2011 pelo CM aquando da estreia de William pela equipa A:

“O médio, de apenas 18 anos, trabalhou ao longo da semana passada com o plantel sénior e impressionou quer a equipa técnica quer os colegas, que muitas vezes o compararam a Vieira, internacional francês do Man. City. Dono de uma estampa física impressionante (1,87 m), William tanto pode actuar a trinco como a médio-centro, fazendo a ligação entre a defesa e o ataque. Evoluído tecnicamente, forte no jogo aéreo e com facilidade de remate, é, a par do guineense Zezinho, uma das maiores esperanças da Academia, onde chegou com 14 anos, oriundo do Mira--Sintra. Na altura, foi Nani quem lhe ligou para o convencer a optar pelo Sporting em detrimento do Benfica, que também o pretendia.”


Sent from my iPad using Tapatalk

Adenda - Quanto ao William, não era bem assim @Alexandre10. Ou melhor, não estás inteiramente errado mas é um caso completamente aparte. Nos juvenis o William era tido como um jogador de grande qualidade e talento. Muito mesmo. Aconteceu que teve uma lesão que fez com que jogasse menos e evoluísse menos do que o esperado no escalão de júniores e não fosse tido tão em conta como outros jogadores, que vinham de ritmo e andamento superior. Mas o talento técnico estava lá, era notório pelo menos desde os juvenis. Simplesmente evidenciou-se pouco nos júniores. Também não havia jogos televisionados (pelo menos a esta regularidade), o que dificultava a análise dos jogadores. Um caso com algumas semelhanças é o Jovane. Embora não seja de todo do mesmo nível, de modo algum, era um jogador que até se lesionar no primeiro ano de júnior era visto de uma forma e com a lesão e depois com o tempo de paragem passou a ser visto de outra. Esta segunda ainda faz com que alguns tenham preconceitos para com um jogador que antes da lesão (mas aí se calhar não o seguiriam, não sei) era dos mais promissores da sua geração e de gerações próximas.

Por um comentário de um user anterior pode-se ver que não inventei nada(e é uma opinião sustentada por um acompanhamento in loco da formação nessa altura, foram dezenas de jogos ao vivo que vi nessa época), era simplesmente a realidade na altura.

William não era o jogador mais apreciado até na própria Academia pois não havia uma crença tremenda nele.

Havia uma carrada de miúdos à sua frente que lhes vaticinavam maior futuro, no fim acabou por ser aquele que menos davam por ele a ser o mais bem sucedido(uma história mais que vista e revista no futebol e formação dos clubes).

Claro que como já disse poderia haver uma ou outra pessoa que acreditava nele(existem tantos tipos tão fraquinhos tanto neste escalão como nos sub 23 que possuem tantos fãs...arrisco me a dizer que se procuramos bem deve haver um fã pelo menos por cada um destes miúdos que compõem estes planteis) isso não está em discussão sequer(falo de uma opinião geral, não uma opinião minoritária).

A opinião geral sobre o William não era famosa, ainda para mais quando se comparava com a opinião que havia de alguns colegas seus na altura(até troncos como o Baldé eram mais apreciados...).


Pode ser que aconteça o mesmo nesta equipa de Juniores, e se aproveite o atleta que menos se espera dele(não sei quem será francamente).Porque daqueles que lhes vaticinam grande futuro...

O Bernardo Sousa não te entusiasma?  :inde:
Perdes o Gonçalo Costa, que era um lateral do caneco numa equipa que não tem mais nenhum lateral de jeito. Perdes o Tiago Djaló, que creio que ainda fez a fase final do título de juvenis com este grupo. Perdes o rendimento do Diogo Brás que não cresceu como o esperado (pés na terra...). Juntas a isso teres deixado de ter um grande treinador (João Couto) para passar a ter treinadores medianos/medíocres (não só o Lima, isto já vinha mal) e tens o resultado. Milagres não há.
Sim, e a somar a esses perdes durante o decorrer da competição Brás, Sousa, Felix e Rodrigo Fernandes, todos em final de contrato e já sem foco ou interesse no clube. Falha grave não se ter resolvido esta situação. São provavelmente os 4 melhores jogadores dos juniores
Ai é?
Rua com eles. Estao a fazer o que no clube?