Futebol Feminino --nova treinadora Susana Cova

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Não estou a ver o Braga a perder pontos com as outras equipas, basicamente teremos de ganhar por 3 de diferença em Braga, quase impossível.
Pode ser que um alinhamento cósmico faça com que elas percam um jogo fácil.
5 golos!!!! 5!!!! devia guardar alguns para quem mereça levar naquele pacote!!
continuamos na luta, mas marcar 3 golos ao braga torna se uma aventura ^-^
I'm an atheist, but God willing, someday I'll change.

HATTRICK GAME and DAYZ are vicious!!

"LET THE FEVER RISE "
A Rita fontemanha?

Julgo que jogou ontem pela equipa B...

Ui a sério? Podia não ser chamada por gestão do plantel como aconteceu com outras. Agora ir logo jogar pra B é estranho.

Sem nada de anormal é a nossa lateral suplente.

p.s: a juntar ao ultimo post do insta, passa-se alguma coisa?
« Última modificação: Fevereiro 10, 2019, 18:41 pm por C.Alves10 »
Pode ser que um alinhamento cósmico faça com que elas percam um jogo fácil.

Eu diria que o alinhamento vai ter de ser no jogo contra nós. Bora Capeta.

Ui a sério? Podia não ser chamada por gestão do plantel como aconteceu com outras. Agora ir logo jogar pra B é estranho.

Sem nada de anormal é a nossa lateral suplente.

O jogo de ontem contra o Sintrense definiu a passagem à segunda fase, talvez por isso tenham feito "descer" algumas jogadoras da equipa principal.

Um dos golos foi marcado pela Nadine Cordeiro.

Já contra o Pego, antes do Natal, jogaram algumas jogadoras da equipa principal, entre elas a Fontemanha e a Nadine.

Ui a sério? Podia não ser chamada por gestão do plantel como aconteceu com outras. Agora ir logo jogar pra B é estranho.

Sem nada de anormal é a nossa lateral suplente.

O jogo de ontem contra o Sintrense definiu a passagem à segunda fase, talvez por isso tenham feito "descer" algumas jogadoras da equipa principal.

Um dos golos foi marcado pela Nadine Cordeiro.

Já contra o Pego, antes do Natal, jogaram algumas jogadoras da equipa principal, entre elas a Fontemanha e a Nadine.

Ok, não sabia disso  :great: Acho estranho porque por ex contra o benfica nunca o fizeram. E mesmo assim não acho as nossas laterais da B más para colocar a Fontemanha no mesmo saco que a Nadine. Uma é para continuar cá pro ano, a outra logo se vê mas ainda é nova e por isso para ganhar uns minutos justifica-se a descida.

Ok, não sabia disso  :great: Acho estranho porque por ex contra o benfica nunca o fizeram. E mesmo assim não acho as nossas laterais da B más para colocar a Fontemanha no mesmo saco que a Nadine. Uma é para continuar cá pro ano, a outra logo se vê mas ainda é nova e por isso para ganhar uns minutos justifica-se a descida.


Pois, estive a ver e da equipa principal jogaram apenas a Nadine e a Fontemanha.

Isto considerando a Bruna Costa como da equipa B, uma vez que ela tem jogado lá desde o início.

Ok, não sabia disso  :great: Acho estranho porque por ex contra o benfica nunca o fizeram. E mesmo assim não acho as nossas laterais da B más para colocar a Fontemanha no mesmo saco que a Nadine. Uma é para continuar cá pro ano, a outra logo se vê mas ainda é nova e por isso para ganhar uns minutos justifica-se a descida.


Pois, estive a ver e da equipa principal jogaram apenas a Nadine e a Fontemanha.

Isto considerando a Bruna Costa como da equipa B, uma vez que ela tem jogado lá desde o início.

Sendo assim não faz muito sentido. A Fontemanha é para estar com a equipa A, sempre.

Bruna e Nadine podem e devem jogar pela B.

Ui a sério? Podia não ser chamada por gestão do plantel como aconteceu com outras. Agora ir logo jogar pra B é estranho.

Sem nada de anormal é a nossa lateral suplente.

O jogo de ontem contra o Sintrense definiu a passagem à segunda fase, talvez por isso tenham feito "descer" algumas jogadoras da equipa principal.

Um dos golos foi marcado pela Nadine Cordeiro.

Já contra o Pego, antes do Natal, jogaram algumas jogadoras da equipa principal, entre elas a Fontemanha e a Nadine.

Ok, não sabia disso  :great: Acho estranho porque por ex contra o benfica nunca o fizeram. E mesmo assim não acho as nossas laterais da B más para colocar a Fontemanha no mesmo saco que a Nadine. Uma é para continuar cá pro ano, a outra logo se vê mas ainda é nova e por isso para ganhar uns minutos justifica-se a descida.

Não me parece que isso seja assim tão linear, o orçamento do Sporting SAD para o ano vai ter de baixar, uma não ida consecutiva a Champions vai ter consequências e diz-me a racionalidade e a lógica que o orçamentondo do Futebol Feminino não vai aumentar, restam portanto duas opções partindo desse pressuposto:

a) Continuamos com um projecto romântico de aposta quase total na jogadora portuguesa ajudando o Futebol Feminino Nacional e a FPF em particular e corremos o risco de começar a ver os outros a levantar as taças um pouco como se passava na equipa principal masculina ao longo dos anos.

b) Existe um corte com o lado romântico do Futebol Feminino pelo menos para já visto que o volume de jogadoras portuguesas com qualidade acima da média ainda é curto e partimos para a optimização de recursos vulgo usar melhor o orçamento disponível no sentido de se criar a equipa mais forte e competitiva possível sem nunca deixar de lado a aposta na formação pensando também a médio/longo prazo na sustentabilidade da secção e ai vão surgir decisões pouco compreensíveis e pouco consensuais a primeira vista para o adepto comum.

O que não vai acontecer certamente é pedirem-se reforços constantemente e não existirem saídas, isso seria o melhor dos 2 Mundos mas ai o orçamento quase que teria de aumentar 50 por cento, com a redução de receita na SAD e com o motor do clube a precisar de uma autêntica revolução não estou a ver como isso seja exequível.
« Última modificação: Fevereiro 11, 2019, 10:12 am por UnderDgun »
Haja ou não aumento do orçamento a aposta na jogadora portuguesa tem de diminuir se queremos continuar a ser competitivos.

Jogadoras portuguesas que sejam mais-valias imediatas e que não estejam no Braga e nos lamps são poucas : a Andreia Norton, a Jéssica, a Dolores e a Neto.

Só se te estiveres a referir a uma diminuição de gastos nas equipas de formação, por exemplo, acabando com a equipa B.

Aí já entramos por um caminho que não consigo defender, principalmente devido à FPF não dar indícios de que vai alterar o campeonato de juniores para futebol de 11 (a meu ver inexplicavelmente, a falta de jogadoras de alguns clubes do interior poderia ser solucionável, aliás o Sporting já propôs várias ideias para que ninguém saia prejudicado com essa evolução do campeonato).

O ideal seria o futebol feminino começar a gerar receitas próprias para sustentar uma parte do orçamento e estar menos dependente do sucesso ou insucesso do futebol masculino e consequentemente do orçamento da SAD, contudo acredito não ser fácil isso acontecer.

Bilhetes pagos iria afastar ainda mais os adeptos (já não basta jogarmos praticamente num deserto a vários quilómetros de Alvalade), merchandising também acredito ser complicado arranjar muitos adeptos que comprem, vendas de jogadoras é também uma realidade ainda pouco usual por cá.

Uma solução mais engenhosa que poderia permitir arranjar alguma receita seriam escolas academia Sporting (para além de permitirem aumentar a rede de recrutamento), desde que fossemos capazes de atrair muitas miúdas.

Não vão ser tempos fáceis, os lamps vão entrar contudo e sem aumentarmos o orçamento vamos ter de ser muito criteriosos no scouting para arranjar talento barato.

Ganhar por 3 em Braga não é impossível. Se calhar é mais fácil do que ganhar por dois e recuperar 24 golos em 5 jogos.
Ganhar por 3 em Braga não é impossível. Se calhar é mais fácil do que ganhar por dois e recuperar 24 golos em 5 jogos.

O Nacenal da Madera tem equipa de gajas?

Ui a sério? Podia não ser chamada por gestão do plantel como aconteceu com outras. Agora ir logo jogar pra B é estranho.

Sem nada de anormal é a nossa lateral suplente.

O jogo de ontem contra o Sintrense definiu a passagem à segunda fase, talvez por isso tenham feito "descer" algumas jogadoras da equipa principal.

Um dos golos foi marcado pela Nadine Cordeiro.

Já contra o Pego, antes do Natal, jogaram algumas jogadoras da equipa principal, entre elas a Fontemanha e a Nadine.

Ok, não sabia disso  :great: Acho estranho porque por ex contra o benfica nunca o fizeram. E mesmo assim não acho as nossas laterais da B más para colocar a Fontemanha no mesmo saco que a Nadine. Uma é para continuar cá pro ano, a outra logo se vê mas ainda é nova e por isso para ganhar uns minutos justifica-se a descida.

Não me parece que isso seja assim tão linear, o orçamento do Sporting SAD para o ano vai ter de baixar, uma não ida consecutiva a Champions vai ter consequências e diz-me a racionalidade e a lógica que o orçamentondo do Futebol Feminino não vai aumentar, restam portanto duas opções partindo desse pressuposto:

a) Continuamos com um projecto romântico de aposta quase total na jogadora portuguesa ajudando o Futebol Feminino Nacional e a FPF em particular e corremos o risco de começar a ver os outros a levantar as taças um pouco como se passava na equipa principal masculina ao longo dos anos.

b) Existe um corte com o lado romântico do Futebol Feminino pelo menos para já visto que o volume de jogadoras portuguesas com qualidade acima da média ainda é curto e partimos para a optimização de recursos vulgo usar melhor o orçamento disponível no sentido de se criar a equipa mais forte e competitiva possível sem nunca deixar de lado a aposta na formação pensando também a médio/longo prazo na sustentabilidade da secção e ai vão surgir decisões pouco compreensíveis e pouco consensuais a primeira vista para o adepto comum.

O que não vai acontecer certamente é pedirem-se reforços constantemente e não existirem saídas, isso seria o melhor dos 2 Mundos mas ai o orçamento quase que teria de aumentar 50 por cento, com a redução de receita na SAD e com o motor do clube a precisar de uma autêntica revolução não estou a ver como isso seja exequível.


Percebo completamente o teu ponto de vista. Mas como disse a Fontemanha não era umas das jogadoras que riscava, acho uma opção bastante válida para manter no plantel tanto pelo que ela dá dentro como fora de campo. Sem contar com as mais novitas eu mantinha estas portuguesas: Patrícia Morais, Carole Costa, Rita Fontemanha, Joana Marchão, Tatiana Pinto, Fátima Pinto, Ana Borges e Diana Silva. Que deduzo que sejam as mais "caras".
De estrangeiras, a Nevena sem dúvida é para ficar. A Capeta, a Bruna, a Joaninha e a Inês não me parece que tenham custos elevados para já. E o resto via-se.
Tínhamos um plantel com inferior orçamento ao Braga na primeira temporada e acho que foi esse lado romântico que nos deu o campeonato e Taça. Mas a partir desta base temos de procurar melhorar.
« Última modificação: Fevereiro 11, 2019, 20:45 pm por C.Alves10 »
A Fontemanha tem contrato até 2022. É uma jogadora útil e acredito que deve ser das mais respeitadas lá dentro. Tem um peso salarial assim tão significativo para que se pense em mandá-la embora?

Claro que o ideal era conseguir receitas que permitissem um aumento orçamental. Mas não será com certeza com esta política de comunicação, que em vez de chamar as pessoas só as afasta. Assim não há milagres, é impossível pensar em receitas de bilheteira e em patrocínios melhores que o que já temos.
Jogo da taça dá na CM TV
Jogo da taça dá na CM TV

Péssima noticia! Lamento, mas de mim não irão ter audiências!
”Deixe-me fazer uma nota prévia, por ser o sentimento de toda a equipa: nós não temos memória curta e, independentemente das boas ou más acções das pessoas, só temos de dedicar esta vitória ao Presidente Bruno de Carvalho, que esteve sempre connosco e nos apoiou. Somos atletas, estamos sujeitos à crítica, temos de viver com elas, e resta-nos, em campo, dar tudo pelo nosso clube” - Carlos Carneiro

"O adversário pensa que vem jogar contra 7 e encontra 2600" - Hugo Canela

DA RAÇA QUE NUNCA VERGA!

Apesar da croquetada e Varandetes.