Por mim, Bruno fica.

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Por mim também
Sporting good
Dream Team Summer 19: Renan, Rosier, Coates, Mathieu, Acuña, Battaglia, Wendel, Robertone, Raphinha, Camacho, Bas Bost
Vamos ser campeões manos
Acredito que continua.

Se o ponto 1 e 2 passar, o 3 passa por aclamação porque os chulos, tachistas e oportunistas já foram embora no final dos resultados do ponto 2.
Posso por vezes não me rever na postura, mas é deste presidente que o Sporting precisa.

SL

The past is now part of my future,the present is well out of hand Ian Curtis, Heart and Soul
Discordo desta posição e de todo o encadeamento, mas é a SUA posição. Um gajo aceita ou não aceita.

 Obviamente.

 E dentro do possível explicou bem a sua posição. Está dentro do seu direito.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Ontem tivemos aquele tweet do PS a malhar no presidente, e lembrou-me de algo que já venho para falar há algum tempo. A verdade política em relação aos clubes de futebol é esta:

PCP: O Seixal está sob a tutela deles, é um dos rostos do partido. E é neste local que os piolhosos fizeram a sua estrumeira de formação, em que a cãmara nó só lhes deu terrenos, como perdoou impostos e fecha os olhos ao roubo de terrenos camarários contíguos, e ás contrapartidas que o clubzeco se comprometeu a favor.

BE: Esta p*** de m****: http://www.record.pt/multimedia/videos/detalhe/marisa-matias-ultima-boa-piada-que-me-contaram-que-o-sporting-ia-ser-campeao.html

PS: Enquanto na presidência da cãmara de lisboa, não só aprovaram o projecto ilegal da estrumeira, como não ligam ao roubo de terrenos contíguos, como não pagam impostos e perdoam-lhes dívidas. Costa e Centeno pedem bilhetes para uma instituição que é um dos maiores devedores do BES, para se sentar ao lado de um dos maiores devedores do BES.

PSD: Enquanto na presidência da cãmara de lisboa, não só aprovaram o projecto ilegal da estrumeira, como não ligam ao roubo de terrenos contíguos, como não pagam impostos e perdoam-lhes dívidas. No governo, Manuela Ferreira Leite perdou-lhes dívida e no governo de Passos Coelho escondeu a dívida do Beneficia / BES.

CDS: No governo de Passos Coelho, escondeu a dívida do Beneficia / BES.

Isto que me lembre assim de surra. Temos cinco partidos, cada um com vários episódios de apoio ao Benficia. Quanto ao Sporting? Nem um episódio. Quando o Sporting estava para fechar portas, não se ouviu um piu de qualquer um deles.

O que está mal não é os sportinguistas da assembleia / governo não darem apoio ilegal ao Sporting. Neste clube, a maioria tem honra e seriedade, por isso estas coisas são bastante raras (não me lembro de nenhuma). Quem está mal é tudo o que é piolhoso, e quem deu apoio aos piolhosos. Mas não há isenção de culpa dos sportinguistas, porque os piolhosos só fazem o que querem na assembleia / governo porque estes mesmos sportinguistas (e os portistas, e a pastelada e tudo o resto) os deixam.

A inércia dos sportinguistas é tão culpada como a chico-espertice dos lampiões. E se 90% dos que votaram no BdC são inertes, valem muito menos que 90% do que os 10% dos chico-espertos dos croquettes que a única coisa boa que tiveram na vida, foi nascerem do Sporting em vez da escumalha (e bem que podia ser tudo m**** para eles).

Mas qual é a parte que não percebeste que o presidente acha que já não tem 90% nenhuns,  a partir do momento em que se vende uma ideia falaciosa e que VINGOU de golpe estatutário e que não consegue esclarecer e debater em AG?

Repito, NÃO CONSEGUE ESCLARECER E DEBATER EM AG e para isso bastaram Severinos e afins fazerem requerimentos?

BDC não quer mudar a sua postura e para isso precisa de medir o pulso aos sócios. Se estão com ele apesar destes processos de intenção relativamente a golpes contra a democracia que pretendeu dar e da não discussão em AG do trabalho que fez.

Se estão, estão.

Se não estão, não estão.

Fica um Sporting mais forte a quase todos os niveis e essa é a obra que fica.

E depois veremos quem se segue, que certamente não andará em facebooks como BdC, não falará em nádegas e em 3 olhos fechados, coisa que tanto incomoda a tanta gente.

Acaba o incómodo. Simples.


Discordo desta posição e de todo o encadeamento, mas é a SUA posição. Um gajo aceita ou não aceita.

Pois, é o que se diz já há algum tempo, o presidente mentalmente fez tilt.

Quando é afectado por personagens tristes como os que referiu nas tais 2 listas de tal forma que tem de abandonar a AG, é porque realmente mentalmente atingiu o limite.

Ele que confie nos Sportinguistas que votaram nele e sempre o apoiaram, antes de andar amedrontado por meia centena ou centena de tristes.

O que ele fez ao abandonar a AG foi para mim um sinal de desistência e desrespeito por quem sempre o defendeu, SEMPRE (com as críticas necessárias como é normal) e eu sou o primeiro a dizer-lhe para não desistir, que o clube precisa dele, mas se ele chegou ao ponto que não aguenta mais e que já não tem condições mentais para liderar o clube, então que seja honesto com o mundo Sporting e que se comece a preparar o futuro.

E respondam-me à seguinte pergunta, acham que após dia 17, aconteça o que acontecer, saia ou fique, o Bruno vai deixar de ser atacado?

 O Presidente sentiu que está sozinho nesta guerra, olhou para trás e viu uma parede branca. É este o contexto. Se isso vale uma época desportiva, no fim veremos quais são as consequências, por agora é demasiado cedo. Verdade que alguma paz agora era o ideal, mas paz e Sporting andam de costas voltadas há décadas.

 Isto é claro. O Presidente meteu em cima da mesa os seus termos. Nós agora vamos, em Assembleia Geral, dizer quais são os nossos termos. Simples. Se estiverem alinhados com os do Presidente, continuaremos em frente com este líder. Caso contrário, o Sporting tem maturidade suficiente para aceitar as consequências das suas decisões e agir em conformidade.

 Erro comete o Presidente em continuar como as coisas estão. Atingiu um ponto de saturação, cada um tem o seu limite e o do Presidente é aparentemente este. No que toca aos inimigos internos. Aos externos, para esse tem toda a paciência do Mundo (dito pelo próprio). Quer poder continuar de acordo com as suas ideias, de acordo com o que entende ser o mais adequado, nós vamos decidir. E que bom que isso é, poder decidir.

 Democracia é isto. Nem sempre as opções são as melhores, são o que são. Se queremos democracia, então em democracia resolveremos / definiremos o futuro. Se quiserem um regime extremo, aí nem precisam de sair do conforto do sofá, é como alguém decidir que é e siga para bingo.

 Vota de acordo com as tuas ideias, princípios e consciência. Estarás sempre certo.

Sentiu, sentiu mal, tem 90% ou perto disso a apoiá-lo.

Tem inimigos? Tem e eu conheço vários, não precisava de fazer um post com o nome de alguns, com quem discuti muita vez na net (em defesa do Sporting e do BdC). E vai continuar a tê-los passado dia 17, quer queira quer não. Não é a mudança de estatutos que vai alterar isso.

Não aguenta mais? Então com muita pena minha, o melhor será abandonar o cargo. Seja verdadeiro com os sócios e diga que a sua vida pessoal não aguenta mais isto. Eu sinceramente sempre pensei que tinha força para aguentar, mas o próprio "gosta" de dar força aos seus inimigos, de criar conflitos, quer ter mais tranquilidade, mas o próprio provoca essa intranquilidade. Mas não se esqueça uma coisa, o mal está feito, será sempre reconhecido pelas pessoas e se sair desta maneira, será ainda mais atacado e gozado no futuro.

Mas qual é a parte que não percebeste que o presidente acha que já não tem 90% nenhuns,  a partir do momento em que se vende uma ideia falaciosa e que VINGOU de golpe estatutário e que não consegue esclarecer e debater em AG?

Repito, NÃO CONSEGUE ESCLARECER E DEBATER EM AG e para isso bastaram Severinos e afins fazerem requerimentos?

BDC não quer mudar a sua postura e para isso precisa de medir o pulso aos sócios. Se estão com ele apesar destes processos de intenção relativamente a golpes contra a democracia que pretendeu dar e da não discussão em AG do trabalho que fez.

Se estão, estão.

Se não estão, não estão.

Fica um Sporting mais forte a quase todos os niveis e essa é a obra que fica.

E depois veremos quem se segue, que certamente não andará em facebooks como BdC, não falará em nádegas e em 3 olhos fechados, coisa que tanto incomoda a tanta gente.

Acaba o incómodo. Simples.


Discordo desta posição e de todo o encadeamento, mas é a SUA posição. Um gajo aceita ou não aceita.
Primeiro, não sei como é que o presidente olha para trás e vê uma parede branca - É o único elemento desta direcção? Não há apoio interno? Não votámos numa lista? Para onde mando o CV?

Realista é ver que isso foi uma desculpa para justificar algo muito mais desconcertante: As mudanças nos estatutos do clube.

Segundo, essa do "Se estão, estão.", eu não estou no Sporting por alguém. Estou pelo clube. Dia 17 não tem nada a ver com BdC, mas sim com o mais importante deste clube: Os nossos estatutos, que nos definem como sócios de uma instituição que nos pertence. Nunca se pode reduzir isso a um simples "ou estão com ele ou não", mas que é isto? O gajo chegava lá e rasgava com tudo, "ou estão ou não!!".

BdC defende que sem estas alterações, não têm forma como presidir o Sporting. Mas porquê? Quais são as responsabilidades de um presidente, afinal? Só há uma razão para afirmar isto: Expulsar quem não lhe convém (a mim também não me dão muito jeito cá estarem, uns até mereciam ser corridos), mas daí dar carte blanche à direcção (e a direcções futuras!! Algo que muitos esquecem!!) para expulsar sócios?? Eu não sei como se pode decidir assim tão fácil numa decisão tão grande, sem raciocinar o que está realmente a ser pedido!

Ao pessoal que leu o que está a ser proposto e consegue decidir ali, logo a pronto, que apoia incondicionalmente… Só dá para entender se houver de facto um culto de personalidade. Só pode. Desculpem, ler aquelas propostas e não ter consideração pelo que elas representam, não para esta direcção, mas para qualquer outras futuras direcções e representantes máximos do nosso clube… De nós, como associados… Isto para mim é psicótico.


Mas qual é a parte que não percebeste que o presidente acha que já não tem 90% nenhuns,  a partir do momento em que se vende uma ideia falaciosa e que VINGOU de golpe estatutário e que não consegue esclarecer e debater em AG?

Repito, NÃO CONSEGUE ESCLARECER E DEBATER EM AG e para isso bastaram Severinos e afins fazerem requerimentos?

BDC não quer mudar a sua postura e para isso precisa de medir o pulso aos sócios. Se estão com ele apesar destes processos de intenção relativamente a golpes contra a democracia que pretendeu dar e da não discussão em AG do trabalho que fez.

Se estão, estão.

Se não estão, não estão.

Fica um Sporting mais forte a quase todos os niveis e essa é a obra que fica.

E depois veremos quem se segue, que certamente não andará em facebooks como BdC, não falará em nádegas e em 3 olhos fechados, coisa que tanto incomoda a tanta gente.

Acaba o incómodo. Simples.


Discordo desta posição e de todo o encadeamento, mas é a SUA posição. Um gajo aceita ou não aceita.

Pois, é o que se diz já há algum tempo, o presidente mentalmente fez tilt.

Quando é afectado por personagens tristes como os que referiu nas tais 2 listas de tal forma que tem de abandonar a AG, é porque realmente mentalmente atingiu o limite.

Ele que confie nos Sportinguistas que votaram nele e sempre o apoiaram, antes de andar amedrontado por meia centena ou centena de tristes.

O que ele fez ao abandonar a AG foi para mim um sinal de desistência e desrespeito por quem sempre o defendeu, SEMPRE (com as críticas necessárias como é normal) e eu sou o primeiro a dizer-lhe para não desistir, que o clube precisa dele, mas se ele chegou ao ponto que não aguenta mais e que já não tem condições mentais para liderar o clube, então que seja honesto com o mundo Sporting e que se comece a preparar o futuro.

E respondam-me à seguinte pergunta, acham que após dia 17, aconteça o que acontecer, saia ou fique, o Bruno vai deixar de ser atacado?

Não. Mas fico a sentir que dei o meu melhor para ele sentir que tem mais condições, e mais força. Isso basta-me.
Como é a ele que quero dar apoio, assim farei.Além disso, como não estou na cadeira dele, tenho consciência de mil e uma coisas que não devo saber.
Não é nada complicado para mim.
Percebo tudo o que tens dito, mas temos personalidades diferentes.
"If you can survive disappointment, nothing can beat you."

(...) But my dreams have been stolen away.
Claro que nao vai deixar de ser atacado por todos os lados e enquanto vir que atrás só tem uma parede porque o exército é de tijolos, vai continuar a fazer tilt ... Muito aguenta ele.

Mas qual é a parte que não percebeste que o presidente acha que já não tem 90% nenhuns,  a partir do momento em que se vende uma ideia falaciosa e que VINGOU de golpe estatutário e que não consegue esclarecer e debater em AG?

Repito, NÃO CONSEGUE ESCLARECER E DEBATER EM AG e para isso bastaram Severinos e afins fazerem requerimentos?

BDC não quer mudar a sua postura e para isso precisa de medir o pulso aos sócios. Se estão com ele apesar destes processos de intenção relativamente a golpes contra a democracia que pretendeu dar e da não discussão em AG do trabalho que fez.

Se estão, estão.

Se não estão, não estão.

Fica um Sporting mais forte a quase todos os niveis e essa é a obra que fica.

E depois veremos quem se segue, que certamente não andará em facebooks como BdC, não falará em nádegas e em 3 olhos fechados, coisa que tanto incomoda a tanta gente.

Acaba o incómodo. Simples.


Discordo desta posição e de todo o encadeamento, mas é a SUA posição. Um gajo aceita ou não aceita.

Pois, é o que se diz já há algum tempo, o presidente mentalmente fez tilt.

Quando é afectado por personagens tristes como os que referiu nas tais 2 listas de tal forma que tem de abandonar a AG, é porque realmente mentalmente atingiu o limite.

Ele que confie nos Sportinguistas que votaram nele e sempre o apoiaram, antes de andar amedrontado por meia centena ou centena de tristes.

O que ele fez ao abandonar a AG foi para mim um sinal de desistência e desrespeito por quem sempre o defendeu, SEMPRE (com as críticas necessárias como é normal) e eu sou o primeiro a dizer-lhe para não desistir, que o clube precisa dele, mas se ele chegou ao ponto que não aguenta mais e que já não tem condições mentais para liderar o clube, então que seja honesto com o mundo Sporting e que se comece a preparar o futuro.

E respondam-me à seguinte pergunta, acham que após dia 17, aconteça o que acontecer, saia ou fique, o Bruno vai deixar de ser atacado?
Moutinho.

Viste o discurso de abertura do homem?

Ele estava furioso.

E porque? Pá, ele tem tiques ditatoriais, é arrogante e mal educado, mas porra, nunca ninguém em Portugal, no que aos clubes de futebol diz respeito, valorizou a informação que deve ser dada aos sócios.

Os sócios efectivamente contam.

E o que nós fomos fazer? Montamos uma história sobre golpes estatutários e perpetuação de poder.

Nós, não os 10%. Nós, sportinguistas.

E depois a AG corre como correu, a reboque de Severinos e afins.

O CD retira os pontos e acaba a AG. Não foi isto?

Quanto ao q vai acontecer ou não, caso BdC fique...

É claro q vai ser atacado.

Mas com uma resposta dos sócios do clube relativamente a matéria estatutária que não mexendo muito no regulamento disciplinar, mexe alguma coisa.

E também num contexto em que a queda de BdC depende de... 25%. Está à mão de semear.

 O Presidente sentiu que está sozinho nesta guerra, olhou para trás e viu uma parede branca. É este o contexto. Se isso vale uma época desportiva, no fim veremos quais são as consequências, por agora é demasiado cedo. Verdade que alguma paz agora era o ideal, mas paz e Sporting andam de costas voltadas há décadas.

 Isto é claro. O Presidente meteu em cima da mesa os seus termos. Nós agora vamos, em Assembleia Geral, dizer quais são os nossos termos. Simples. Se estiverem alinhados com os do Presidente, continuaremos em frente com este líder. Caso contrário, o Sporting tem maturidade suficiente para aceitar as consequências das suas decisões e agir em conformidade.

 Erro comete o Presidente em continuar como as coisas estão. Atingiu um ponto de saturação, cada um tem o seu limite e o do Presidente é aparentemente este. No que toca aos inimigos internos. Aos externos, para esse tem toda a paciência do Mundo (dito pelo próprio). Quer poder continuar de acordo com as suas ideias, de acordo com o que entende ser o mais adequado, nós vamos decidir. E que bom que isso é, poder decidir.

 Democracia é isto. Nem sempre as opções são as melhores, são o que são. Se queremos democracia, então em democracia resolveremos / definiremos o futuro. Se quiserem um regime extremo, aí nem precisam de sair do conforto do sofá, é como alguém decidir que é e siga para bingo.

 Vota de acordo com as tuas ideias, princípios e consciência. Estarás sempre certo.

Sentiu, sentiu mal, tem 90% ou perto disso a apoiá-lo.

Tem inimigos? Tem e eu conheço vários, não precisava de fazer um post com o nome de alguns, com quem discuti muita vez na net (em defesa do Sporting e do BdC). E vai continuar a tê-los passado dia 17, quer queira quer não. Não é a mudança de estatutos que vai alterar isso.

Não aguenta mais? Então com muita pena minha, o melhor será abandonar o cargo. Seja verdadeiro com os sócios e diga que a sua vida pessoal não aguenta mais isto. Eu sinceramente sempre pensei que tinha força para aguentar, mas o próprio "gosta" de dar força aos seus inimigos, de criar conflitos, quer ter mais tranquilidade, mas o próprio provoca essa intranquilidade. Mas não se esqueça uma coisa, o mal está feito, será sempre reconhecido pelas pessoas e se sair desta maneira, será ainda mais atacado e gozado no futuro.

Mas qual é a parte que não percebeste que o presidente acha que já não tem 90% nenhuns,  a partir do momento em que se vende uma ideia falaciosa e que VINGOU de golpe estatutário e que não consegue esclarecer e debater em AG?

Repito, NÃO CONSEGUE ESCLARECER E DEBATER EM AG e para isso bastaram Severinos e afins fazerem requerimentos?

BDC não quer mudar a sua postura e para isso precisa de medir o pulso aos sócios. Se estão com ele apesar destes processos de intenção relativamente a golpes contra a democracia que pretendeu dar e da não discussão em AG do trabalho que fez.

Se estão, estão.

Se não estão, não estão.

Fica um Sporting mais forte a quase todos os niveis e essa é a obra que fica.

E depois veremos quem se segue, que certamente não andará em facebooks como BdC, não falará em nádegas e em 3 olhos fechados, coisa que tanto incomoda a tanta gente.

Acaba o incómodo. Simples.


Discordo desta posição e de todo o encadeamento, mas é a SUA posição. Um gajo aceita ou não aceita.
Primeiro, não sei como é que o presidente olha para trás e vê uma parede branca - É o único elemento desta direcção? Não há apoio interno? Não votámos numa lista? Para onde mando o CV?

Realista é ver que isso foi uma desculpa para justificar algo muito mais desconcertante: As mudanças nos estatutos do clube.

Segundo, essa do "Se estão, estão.", eu não estou no Sporting por alguém. Estou pelo clube. Dia 17 não tem nada a ver com BdC, mas sim com o mais importante deste clube: Os nossos estatutos, que nos definem como sócios de uma instituição que nos pertence. Nunca se pode reduzir isso a um simples "ou estão com ele ou não", mas que é isto? O gajo chegava lá e rasgava com tudo, "ou estão ou não!!".

BdC defende que sem estas alterações, não têm forma como presidir o Sporting. Mas porquê? Quais são as responsabilidades de um presidente, afinal? Só há uma razão para afirmar isto: Expulsar quem não lhe convém (a mim também não me dão muito jeito cá estarem, uns até mereciam ser corridos), mas daí dar carte blanche à direcção (e a direcções futuras!! Algo que muitos esquecem!!) para expulsar sócios?? Eu não sei como se pode decidir assim tão fácil numa decisão tão grande, sem raciocinar o que está realmente a ser pedido!

Ao pessoal que leu o que está a ser proposto e consegue decidir ali, logo a pronto, que apoia incondicionalmente… Só dá para entender se houver de facto um culto de personalidade. Só pode. Desculpem, ler aquelas propostas e não ter consideração pelo que elas representam, não para esta direcção, mas para qualquer outras futuras direcções e representantes máximos do nosso clube… De nós, como associados… Isto para mim é psicótico.
Fala-me dessas propostas. E da nova arbitrariedade nos estatutos q não existe agora.

E já agora, mostra-me onde ele disse q não tem condições para governar o clube sem estas propostas aprovadas.

Isto para não falarmos de factos alternativos.

 O Presidente sentiu que está sozinho nesta guerra, olhou para trás e viu uma parede branca. É este o contexto. Se isso vale uma época desportiva, no fim veremos quais são as consequências, por agora é demasiado cedo. Verdade que alguma paz agora era o ideal, mas paz e Sporting andam de costas voltadas há décadas.

 Isto é claro. O Presidente meteu em cima da mesa os seus termos. Nós agora vamos, em Assembleia Geral, dizer quais são os nossos termos. Simples. Se estiverem alinhados com os do Presidente, continuaremos em frente com este líder. Caso contrário, o Sporting tem maturidade suficiente para aceitar as consequências das suas decisões e agir em conformidade.

 Erro comete o Presidente em continuar como as coisas estão. Atingiu um ponto de saturação, cada um tem o seu limite e o do Presidente é aparentemente este. No que toca aos inimigos internos. Aos externos, para esse tem toda a paciência do Mundo (dito pelo próprio). Quer poder continuar de acordo com as suas ideias, de acordo com o que entende ser o mais adequado, nós vamos decidir. E que bom que isso é, poder decidir.

 Democracia é isto. Nem sempre as opções são as melhores, são o que são. Se queremos democracia, então em democracia resolveremos / definiremos o futuro. Se quiserem um regime extremo, aí nem precisam de sair do conforto do sofá, é como alguém decidir que é e siga para bingo.

 Vota de acordo com as tuas ideias, princípios e consciência. Estarás sempre certo.

Sentiu, sentiu mal, tem 90% ou perto disso a apoiá-lo.

Tem inimigos? Tem e eu conheço vários, não precisava de fazer um post com o nome de alguns, com quem discuti muita vez na net (em defesa do Sporting e do BdC). E vai continuar a tê-los passado dia 17, quer queira quer não. Não é a mudança de estatutos que vai alterar isso.

Não aguenta mais? Então com muita pena minha, o melhor será abandonar o cargo. Seja verdadeiro com os sócios e diga que a sua vida pessoal não aguenta mais isto. Eu sinceramente sempre pensei que tinha força para aguentar, mas o próprio "gosta" de dar força aos seus inimigos, de criar conflitos, quer ter mais tranquilidade, mas o próprio provoca essa intranquilidade. Mas não se esqueça uma coisa, o mal está feito, será sempre reconhecido pelas pessoas e se sair desta maneira, será ainda mais atacado e gozado no futuro.

Mas qual é a parte que não percebeste que o presidente acha que já não tem 90% nenhuns,  a partir do momento em que se vende uma ideia falaciosa e que VINGOU de golpe estatutário e que não consegue esclarecer e debater em AG?

Repito, NÃO CONSEGUE ESCLARECER E DEBATER EM AG e para isso bastaram Severinos e afins fazerem requerimentos?

BDC não quer mudar a sua postura e para isso precisa de medir o pulso aos sócios. Se estão com ele apesar destes processos de intenção relativamente a golpes contra a democracia que pretendeu dar e da não discussão em AG do trabalho que fez.

Se estão, estão.

Se não estão, não estão.

Fica um Sporting mais forte a quase todos os niveis e essa é a obra que fica.

E depois veremos quem se segue, que certamente não andará em facebooks como BdC, não falará em nádegas e em 3 olhos fechados, coisa que tanto incomoda a tanta gente.

Acaba o incómodo. Simples.


Discordo desta posição e de todo o encadeamento, mas é a SUA posição. Um gajo aceita ou não aceita.
Primeiro, não sei como é que o presidente olha para trás e vê uma parede branca - É o único elemento desta direcção? Não há apoio interno? Não votámos numa lista? Para onde mando o CV?

Realista é ver que isso foi uma desculpa para justificar algo muito mais desconcertante: As mudanças nos estatutos do clube.

Segundo, essa do "Se estão, estão.", eu não estou no Sporting por alguém. Estou pelo clube. Dia 17 não tem nada a ver com BdC, mas sim com o mais importante deste clube: Os nossos estatutos, que nos definem como sócios de uma instituição que nos pertence. Nunca se pode reduzir isso a um simples "ou estão com ele ou não", mas que é isto? O gajo chegava lá e rasgava com tudo, "ou estão ou não!!".

BdC defende que sem estas alterações, não têm forma como presidir o Sporting. Mas porquê? Quais são as responsabilidades de um presidente, afinal? Só há uma razão para afirmar isto: Expulsar quem não lhe convém (a mim também não me dão muito jeito cá estarem, uns até mereciam ser corridos), mas daí dar carte blanche à direcção (e a direcções futuras!! Algo que muitos esquecem!!) para expulsar sócios?? Eu não sei como se pode decidir assim tão fácil numa decisão tão grande, sem raciocinar o que está realmente a ser pedido!

Ao pessoal que leu o que está a ser proposto e consegue decidir ali, logo a pronto, que apoia incondicionalmente… Só dá para entender se houver de facto um culto de personalidade. Só pode. Desculpem, ler aquelas propostas e não ter consideração pelo que elas representam, não para esta direcção, mas para qualquer outras futuras direcções e representantes máximos do nosso clube… De nós, como associados… Isto para mim é psicótico.
Fala-me dessas propostas. E da nova arbitrariedade nos estatutos q não existe agora.

E já agora, mostra-me onde ele disse q não tem condições para governar o clube sem estas propostas aprovadas.

Isto para não falarmos de factos alternativos.

Citar
Fala-me dessas propostas. E da nova arbitrariedade nos estatutos q não existe agora.
O ponto mais importante, que já referi hoje no camarote,

Código: [Seleccione]
Artigo 28º

(Sanções disciplinares)

i) [NOVO] Praticar actos ou adoptar comportamentos, no âmbito da actividade de grupos reconhecidos ou identificados com o Sporting Clube de Portugal, ofensivos ou injuriosos de qualquer membro dos Órgãos Sociais do Sporting Clube de Portugal, ou em violação dos deveres previstos nos presentes estatutos.

A linguagem é extremamente vaga, obviamente com o objectivo de deixar qualquer decisão no mundo da interpretação, mas a partir do momento que isto se torne uma arma dos estatutos, as direcções ganham muito poder. Eu não consigo ler isto e apoiar, seja de que forma for.

Citar
E já agora, mostra-me onde ele disse q não tem condições para governar o clube sem estas propostas aprovadas.

Isto é sério? O homem disse que se demitia caso isto não passasse. Então um presidente abandona o cargo por decisões , dos sócios, que não afectam a sua forma de presidir?

Ainda mais ridículo, para além das alterações nos estatutos, é que ainda temos de voltar a validar a direcção, um ano depois de lhe dar o maior voto de confiança que tenho memória no nosso clube, em largos, largos anos? Mas como é que eu não me devo sentir gozado por isto tudo? Tendo em conta a dedicação, tempo, e dinheiro que já investi neste clube? E quanto disso foi investido nesta direcção?

 O Presidente sentiu que está sozinho nesta guerra, olhou para trás e viu uma parede branca. É este o contexto. Se isso vale uma época desportiva, no fim veremos quais são as consequências, por agora é demasiado cedo. Verdade que alguma paz agora era o ideal, mas paz e Sporting andam de costas voltadas há décadas.

 Isto é claro. O Presidente meteu em cima da mesa os seus termos. Nós agora vamos, em Assembleia Geral, dizer quais são os nossos termos. Simples. Se estiverem alinhados com os do Presidente, continuaremos em frente com este líder. Caso contrário, o Sporting tem maturidade suficiente para aceitar as consequências das suas decisões e agir em conformidade.

 Erro comete o Presidente em continuar como as coisas estão. Atingiu um ponto de saturação, cada um tem o seu limite e o do Presidente é aparentemente este. No que toca aos inimigos internos. Aos externos, para esse tem toda a paciência do Mundo (dito pelo próprio). Quer poder continuar de acordo com as suas ideias, de acordo com o que entende ser o mais adequado, nós vamos decidir. E que bom que isso é, poder decidir.

 Democracia é isto. Nem sempre as opções são as melhores, são o que são. Se queremos democracia, então em democracia resolveremos / definiremos o futuro. Se quiserem um regime extremo, aí nem precisam de sair do conforto do sofá, é como alguém decidir que é e siga para bingo.

 Vota de acordo com as tuas ideias, princípios e consciência. Estarás sempre certo.

Sentiu, sentiu mal, tem 90% ou perto disso a apoiá-lo.

Tem inimigos? Tem e eu conheço vários, não precisava de fazer um post com o nome de alguns, com quem discuti muita vez na net (em defesa do Sporting e do BdC). E vai continuar a tê-los passado dia 17, quer queira quer não. Não é a mudança de estatutos que vai alterar isso.

Não aguenta mais? Então com muita pena minha, o melhor será abandonar o cargo. Seja verdadeiro com os sócios e diga que a sua vida pessoal não aguenta mais isto. Eu sinceramente sempre pensei que tinha força para aguentar, mas o próprio "gosta" de dar força aos seus inimigos, de criar conflitos, quer ter mais tranquilidade, mas o próprio provoca essa intranquilidade. Mas não se esqueça uma coisa, o mal está feito, será sempre reconhecido pelas pessoas e se sair desta maneira, será ainda mais atacado e gozado no futuro.

Mas qual é a parte que não percebeste que o presidente acha que já não tem 90% nenhuns,  a partir do momento em que se vende uma ideia falaciosa e que VINGOU de golpe estatutário e que não consegue esclarecer e debater em AG?

Repito, NÃO CONSEGUE ESCLARECER E DEBATER EM AG e para isso bastaram Severinos e afins fazerem requerimentos?

BDC não quer mudar a sua postura e para isso precisa de medir o pulso aos sócios. Se estão com ele apesar destes processos de intenção relativamente a golpes contra a democracia que pretendeu dar e da não discussão em AG do trabalho que fez.

Se estão, estão.

Se não estão, não estão.

Fica um Sporting mais forte a quase todos os niveis e essa é a obra que fica.

E depois veremos quem se segue, que certamente não andará em facebooks como BdC, não falará em nádegas e em 3 olhos fechados, coisa que tanto incomoda a tanta gente.

Acaba o incómodo. Simples.


Discordo desta posição e de todo o encadeamento, mas é a SUA posição. Um gajo aceita ou não aceita.

Concordo com muito do que dizes mas aqui não tens razão. Não conseguio debater por ter um PMAG incompetente. Isto com relatos de pessoas totalmente confiáveis aqui do fórum.

Não foi pelos croquetes que não se votou na última AG. Foi pelo PMAG e pela péssima organização.

Ah e por mim também fica que vou lá dar os meus votos.
« Última modificação: Fevereiro 06, 2018, 21:32 pm por Veks »
"They are rage: brutal, without mercy. But you. You will be worse. Rip and tear, until it is done."
Claro que nao vai deixar de ser atacado por todos os lados e enquanto vir que atrás só tem uma parede porque o exército é de tijolos, vai continuar a fazer tilt ... Muito aguenta ele.

Então 50 pessoas ou 100, uma clara minoria, uma parede como ele disse é que interessa, o resto do muro que representa a maior parte dos Sportinguistas não interessa.

Aguenta muito? Pois aguenta, mas foi esse o cargo que quis e ele sabe bem os conflitos que se mete, ou devia saber.



Moutinho.

Viste o discurso de abertura do homem?

Ele estava furioso.

E porque? Pá, ele tem tiques ditatoriais, é arrogante e mal educado, mas porra, nunca ninguém em Portugal, no que aos clubes de futebol diz respeito, valorizou a informação que deve ser dada aos sócios.

Os sócios efectivamente contam.

E o que nós fomos fazer? Montamos uma história sobre golpes estatutários e perpetuação de poder.

Nós, não os 10%. Nós, sportinguistas.

E depois a AG corre como correu, a reboque de Severinos e afins.

O CD retira os pontos e acaba a AG. Não foi isto?

Quanto ao q vai acontecer ou não, caso BdC fique...

É claro q vai ser atacado.

Mas com uma resposta dos sócios do clube relativamente a matéria estatutária que não mexendo muito no regulamento disciplinar, mexe alguma coisa.

E também num contexto em que a queda de BdC depende de... 25%. Está à mão de semear.

Eu sobre a AG não posso comentar muito, estive nos Açores de férias, o que sei li aqui, vi em videos e li na CS.

Sim também achei que ele estava furioso e concordo que houve exagero por parte dos Sportinguistas sobre a mudança estatuária, mas era preciso mais tempo para as discutir, especialmente sobre um tema como castigos e expulsões de sócios.

Não sei o que se passou realmente lá com os Severinos e por aí, mas duvido e pelo que me disseram a maior parte dos Sportinguistas não estava ao lado do Severino.

Duvido muito que tenha sido assim tão grave que seja normal que o Bruno tenha abandonado tudo e todos, e acredito perfeitamente que o Jaime Marta esteve mal.

O BdC tem de explicar o porquê de ser tão importante estas mudanças estatutárias neste momento, porque a meu ver, mesmo que elas sejam aceites, as pessoas de que se ele queixou de o atacarem, vão continuar a atacar.

Ou acha que após estas propostas serem aceites já pode ir ao café à vontade? Já não vai ser insultado na internet e ao vivo? Não vai continuar a ter aquelas personagens infelizes a inventar mentiras sobre ele e a dizer que ele é um Vale e Azevedo?

E como eu digo, mesmo que não sejam aceites, mesmo que ele se demita, acha que o pessoal o esquece assim de um dia para o outro? Não, se for preciso ainda vai ser mais insultado, mais gozado e vão inventar ainda mais mentiras sobre ele.
Só tenho pena é que se tenha feito da AG de votação dos estatutos, um dia de reeleições.

Eu não cedo a chantagens e no dia 17, se votar, votarei de acordo com a minha opinião sobre os 3 pontos, pois é assim que uma democracia deve ser. Não vou pôr de lado o meu direito de voto.

Se BdC não consegue aguentar até ao fim da época por causa destes estatutos, então que saia. O SCP é dos sócios e dos adeptos, só elegemos quem quisermos e só faz falta quem cá está. Não entendo esta cultivação do medo...
Mérito para o BDC, que apareceu num momento pós-crise e equilibrou o clube em termos financeiros e desportivos mas se estamos dependentes de BdC para ter um Sporting capaz de lutar por títulos e financeiramente saudável, então nem vale a pena...


 O Presidente sentiu que está sozinho nesta guerra, olhou para trás e viu uma parede branca. É este o contexto. Se isso vale uma época desportiva, no fim veremos quais são as consequências, por agora é demasiado cedo. Verdade que alguma paz agora era o ideal, mas paz e Sporting andam de costas voltadas há décadas.

 Isto é claro. O Presidente meteu em cima da mesa os seus termos. Nós agora vamos, em Assembleia Geral, dizer quais são os nossos termos. Simples. Se estiverem alinhados com os do Presidente, continuaremos em frente com este líder. Caso contrário, o Sporting tem maturidade suficiente para aceitar as consequências das suas decisões e agir em conformidade.

 Erro comete o Presidente em continuar como as coisas estão. Atingiu um ponto de saturação, cada um tem o seu limite e o do Presidente é aparentemente este. No que toca aos inimigos internos. Aos externos, para esse tem toda a paciência do Mundo (dito pelo próprio). Quer poder continuar de acordo com as suas ideias, de acordo com o que entende ser o mais adequado, nós vamos decidir. E que bom que isso é, poder decidir.

 Democracia é isto. Nem sempre as opções são as melhores, são o que são. Se queremos democracia, então em democracia resolveremos / definiremos o futuro. Se quiserem um regime extremo, aí nem precisam de sair do conforto do sofá, é como alguém decidir que é e siga para bingo.

 Vota de acordo com as tuas ideias, princípios e consciência. Estarás sempre certo.

Sentiu, sentiu mal, tem 90% ou perto disso a apoiá-lo.

Tem inimigos? Tem e eu conheço vários, não precisava de fazer um post com o nome de alguns, com quem discuti muita vez na net (em defesa do Sporting e do BdC). E vai continuar a tê-los passado dia 17, quer queira quer não. Não é a mudança de estatutos que vai alterar isso.

Não aguenta mais? Então com muita pena minha, o melhor será abandonar o cargo. Seja verdadeiro com os sócios e diga que a sua vida pessoal não aguenta mais isto. Eu sinceramente sempre pensei que tinha força para aguentar, mas o próprio "gosta" de dar força aos seus inimigos, de criar conflitos, quer ter mais tranquilidade, mas o próprio provoca essa intranquilidade. Mas não se esqueça uma coisa, o mal está feito, será sempre reconhecido pelas pessoas e se sair desta maneira, será ainda mais atacado e gozado no futuro.

Mas qual é a parte que não percebeste que o presidente acha que já não tem 90% nenhuns,  a partir do momento em que se vende uma ideia falaciosa e que VINGOU de golpe estatutário e que não consegue esclarecer e debater em AG?

Repito, NÃO CONSEGUE ESCLARECER E DEBATER EM AG e para isso bastaram Severinos e afins fazerem requerimentos?

BDC não quer mudar a sua postura e para isso precisa de medir o pulso aos sócios. Se estão com ele apesar destes processos de intenção relativamente a golpes contra a democracia que pretendeu dar e da não discussão em AG do trabalho que fez.

Se estão, estão.

Se não estão, não estão.

Fica um Sporting mais forte a quase todos os niveis e essa é a obra que fica.

E depois veremos quem se segue, que certamente não andará em facebooks como BdC, não falará em nádegas e em 3 olhos fechados, coisa que tanto incomoda a tanta gente.

Acaba o incómodo. Simples.


Discordo desta posição e de todo o encadeamento, mas é a SUA posição. Um gajo aceita ou não aceita.
Primeiro, não sei como é que o presidente olha para trás e vê uma parede branca - É o único elemento desta direcção? Não há apoio interno? Não votámos numa lista? Para onde mando o CV?

Realista é ver que isso foi uma desculpa para justificar algo muito mais desconcertante: As mudanças nos estatutos do clube.

Segundo, essa do "Se estão, estão.", eu não estou no Sporting por alguém. Estou pelo clube. Dia 17 não tem nada a ver com BdC, mas sim com o mais importante deste clube: Os nossos estatutos, que nos definem como sócios de uma instituição que nos pertence. Nunca se pode reduzir isso a um simples "ou estão com ele ou não", mas que é isto? O gajo chegava lá e rasgava com tudo, "ou estão ou não!!".

BdC defende que sem estas alterações, não têm forma como presidir o Sporting. Mas porquê? Quais são as responsabilidades de um presidente, afinal? Só há uma razão para afirmar isto: Expulsar quem não lhe convém (a mim também não me dão muito jeito cá estarem, uns até mereciam ser corridos), mas daí dar carte blanche à direcção (e a direcções futuras!! Algo que muitos esquecem!!) para expulsar sócios?? Eu não sei como se pode decidir assim tão fácil numa decisão tão grande, sem raciocinar o que está realmente a ser pedido!

Ao pessoal que leu o que está a ser proposto e consegue decidir ali, logo a pronto, que apoia incondicionalmente… Só dá para entender se houver de facto um culto de personalidade. Só pode. Desculpem, ler aquelas propostas e não ter consideração pelo que elas representam, não para esta direcção, mas para qualquer outras futuras direcções e representantes máximos do nosso clube… De nós, como associados… Isto para mim é psicótico.
Fala-me dessas propostas. E da nova arbitrariedade nos estatutos q não existe agora.

E já agora, mostra-me onde ele disse q não tem condições para governar o clube sem estas propostas aprovadas.

Isto para não falarmos de factos alternativos.

Citar
Fala-me dessas propostas. E da nova arbitrariedade nos estatutos q não existe agora.
O ponto mais importante, que já referi hoje no camarote,

Código: [Seleccione]
Artigo 28º

(Sanções disciplinares)

i) [NOVO] Praticar actos ou adoptar comportamentos, no âmbito da actividade de grupos reconhecidos ou identificados com o Sporting Clube de Portugal, ofensivos ou injuriosos de qualquer membro dos Órgãos Sociais do Sporting Clube de Portugal, ou em violação dos deveres previstos nos presentes estatutos.

A linguagem é extremamente vaga, obviamente com o objectivo de deixar qualquer decisão no mundo da interpretação, mas a partir do momento que isto se torne uma arma dos estatutos, as direcções ganham muito poder. Eu não consigo ler isto e apoiar, seja de que forma for.

Citar
E já agora, mostra-me onde ele disse q não tem condições para governar o clube sem estas propostas aprovadas.

Isto é sério? O homem disse que se demitia caso isto não passasse. Então um presidente abandona o cargo por decisões , dos sócios, que não afectam a sua forma de presidir?

Ainda mais ridículo, para além das alterações nos estatutos, é que ainda temos de voltar a validar a direcção, um ano depois de lhe dar o maior voto de confiança que tenho memória no nosso clube, em largos, largos anos? Mas como é que eu não me devo sentir gozado por isto tudo? Tendo em conta a dedicação, tempo, e dinheiro que já investi neste clube? E quanto disso foi investido nesta direcção?



É extremamente vaga? Que difere das alíneas b) e d) do mesmo número em termos de potencial discricionariedade?

Inclui "grupos". Apenas e só. É esta a bandeira da falta de liberdade de expressão que aí vem?

Diz-me que há mais qualquer coisa. Tem que haver.

BdC não disse q não consegue governar o clube sem isto aprovado.

Depois da AG, não quer. A decisão q te cabe a ti, é simples.

@Veks

Não é a minha leitura. Nem do presidente, cono é óbvio. Que a MAG não fez o seu trabalho é uma coisa. Outra, é o aproveitamento desse mau trabalho por uns.

Mas vamos fingir que os Severinos e afins nada tiveram a ver com a coisa.

BdC não disse q não consegue governar o clube sem isto aprovado.

Depois da AG, não quer. A decisão q te cabe a ti, é simples.


De qualquer forma, consiga, não consiga, queira, não queira, demite-se... :inde:
Por mim, espero muito que fique. Obrigado pelo excelente texto, @Lion73 ! :great:
Por mim, fica. Porque, apesar de não concordar com muitas das suas atitudes, reconheço o seu caráter e mérito pelo que fez pelo Sporting Clube de Portugal internamente.
I hear the lion's roar. Loud and clear.