A Homosexualidade e o Forum?

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Ninguém nasce homossexual. Temos muitos milhões de anos de experiência que nos dizem que a biologia previligia espécies heterossexuais.

Continuam a nascer indivíduos homossexuais nas mais variadas espécies animais, incluindo o homem.

É um fenómeno, reitero, epigenético. Muitas destas situações são transportadas pelo cromossoma X e passadas de mãe para filha, manifestando-se nos homens. Daí que a fórmula de selecção natural não resulte como esperado e se busquem explicações apenas focadas na educação.

E qual é a evidência cientifica por trás disso?

É dos temas mais polémicos da humanidade. Há muita coisa sobre isso.

Também existem vários estudos que indicam para um aumento enorme na homossexualidade a nível mundial coincidente com uma baixa generalizada dos níveis médios de testosterona em cerca de 20% no homem do mundo civilizado.

E uma propaganda agressiva de transformação da homossexualidade numa opção e a sua equiparação à heterossexualidade tem levado à popularização como moda.

Num inquérito recente, apenas 48% dos jovens da Geração Millennial (no Reino Unido?) se declararam completamente heterossexuais. Nos outros 52% a respostas variavam de totalmente homossexuais a bi-curiosos. É fancy.
Para mim é simples: Quanto mais panascas melhor... mais gajas ficam.

Nada contra, totalmente a favor!  :mrgreen:


Exacto. :mrgreen:

Cada um que faça o que quiser sexualmente, quero lá saber. Tenho é pouca paciência para os sensiveis que não aguentam uma piada, mas isso é independente da orientação sexual. Quanto ao movimento em si, acho ridiculo e contraditório em quase todos os seus momentos. A de quererem obliterar o género biologico então, absurdo, se eu estou a falar com um gajo trato-o pelo masculino, mas felizmente essa treta ainda não chegou a portugal, no Canada por exemplo está no extremo do ridiculo...pessoas que querem ser tratadas no plural, gajos que querem ser tratados feminino e mais mil e uma coisas...até fizeram disso lei.

Para mim é simples: Quanto mais panascas melhor... mais gajas ficam.

Nada contra, totalmente a favor!  :mrgreen:


Exacto. :mrgreen:

Cada um que faça o que quiser sexualmente, quero lá saber. Tenho é pouca paciência para os sensiveis que não aguentam uma piada, mas isso é independente da orientação sexual. Quanto ao movimento em si, acho ridiculo e contraditório em quase todos os seus momentos. A de quererem obliterar o género biologico então, absurdo, se eu estou a falar com um gajo trato-o pelo masculino, mas felizmente essa treta ainda não chegou a portugal, no Canada por exemplo está no extremo do ridiculo...pessoas que querem ser tratadas no plural, gajos que querem ser tratados feminino e mais mil e uma coisas...até fizeram disso lei.

:arrow:

O movimento em si foi necessário para o desmurunamento de muros, mas hoje talvez tenha chegado demasiado longe ou ainda estamos numa fase muito prematura para isso. Agora uma coisa é certa para mim e tecnicamente fazendo parte da comunidade LGBT (tou na categoria do B), eu não concordo com este tipo de.... Sei lá o que é isto.





Recomendo ver isto se te intressa o assunto

Eu já tinha visto esse documentário à algum tempo e não deixa de ser verdadeiro, pelo menos todos os episódios que vi foram interessantes e nenhuma das pessoas (tanto do lado da ciência, como dos do lado das ciências sociais)  conseguiu chegar a uma resposta conclusiva ainda que as pessoas ligadas a verdadeiros métodos cientificos estejam mais perto da verdade do que aqueles 4 idiotas das organizações LGBT ou que estudam ciência social.

Ainda assim não acredito muito que a homossexualidade seja uma escolha e não algo não possa ser inato, pelo menos a minha experiência de vida contradiz aquela teoria de que a maioria dos homossexuais sente-se atraído por pessoas do mesmo sexo por causa abusos sexuais ou porque tiveram uma infância com ausências Masculinas/Femininas, ou casos de Gender Dysphoria. A verdade é que apesar de eu acreditar que só existem 2 géneros (e acho que a questão transsexual devia ser aprofundada, apesar de acreditar que na maioria dos casos podia se evitar muito sofrimento com terapias), eu acredito que o desenvolvimento hormonal na determinação do género do bebé na gestação pode vir a ser fundamental para a sua orientação sexual.

Existem muitos homossexuais que podiam digamos assim passar por hetero, mas eu já notei que muitos gays que são afeminados vulgo "Bichonas" tendem a ter pouca barba mesmo que a deixem crescer, poucos pelos no corpo, ancas mais largas, vozes menos graves. Também já vi uns poucos de afeminados que eram heterossexuais pelo que apesar de género =/= sexualidade, acredito que haja tendências devido a evolução darwiana. Não sou daqueles idiotas que acha que todos são bissexuais inatos e que a sociedade os faz escolher o lado hetero, acho sim que existe tendência na espécie humana para se sentir atraído romantica e fisicamente pelas pessoas do sexo oposto por questões de reprodução e evolução, e quanto mais na gestação um feto/bebé receber hormonas relacionadas com sexo aposto mais probabilidade terá ele de ser de uma orientação sexual diferente da Heterossexualidade.

A homossexualidade e a disforia sexual são epigenéticas.

Factores externos promovem um desencadear de reacções bioquímicas durante a gravidez que acordam determinadas mutações genéticas e alteram a actividade neuronal nas áreas do cérebro do feto que gerem a atracção sexual.

Existem estatísticas clínicas bem estudadas sobre isso. Infelizmente é politicamente incorrecto falar disso.

Houve aumentos enormes na homossexualidade entre homens cujas mães estiveram expostas a quantidades anormais de stress durante bombardeamentos na II Guerra Mundial.

As descargas anormais de hormonas nas grávidas promovem alterações significativas nos "neural pathways" dos fetos. Essas alterações são observáveis na actividade neurológica em PET scans. A resposta neurológica de um homossexual genuíno a estímulos gráficos masculinos é visivelmente semelhante à resposta de uma mulher.

Isto é claro uma machadada brutal tanto nas crenças da generalidade dos conservadores como na esquerda moderna, nos pós-marxistas e nos SJW/Crybullies.

A homossexualidade é simplesmente um fenómeno anómalo da Natureza. Não é um pecado nem uma virtude tal como não o são o daltonismo ou o hipertireoidismo.

Não é uma escolha nem uma opção como querem impor os lunáticos trotskyistas, que usam todos os fenómenos desviados do padrão como arma de arremesso político.

Tanta palavra para no fim não dizeres nada.
Em que é que ficamos?




Sent from my iPhone using Tapatalk

Não disse nada?

Desculpa lá se não tomei uma posição ideológica ou moralizadora ao descrever que a homossexualidade é apenas um fenómeno biológico como qualquer outro mas que, por ser fracturante, é usado como arma de arremesso política.

Não sou da área de letras/direito/política. Limitei-me a falar da observação científica, lamento que essa linguagem seja aborrecida e não diga nada a uma boa parte das pessoas.

Não adicionou muito à conversa.
Para além da bicada "à esquerda", mesmo que englobando os conservadores. (naquela de tentar meter tudo no mesmo saco, tipo Nazis vs Antifas)

Homosexualidade até podia ser algo que se colecionava com Ovos Kinder, que continuaria a achar que deveriam ter os mesmos direitos e deveres que todos nós que não colecionamos Ovos Kinder.

São usados como arma de arremesso, porque muitas coisas são usadas contra eles como arma de arremesso.

Ser branco, negro ou asiatico também uma variaçao genetica, mas pelos vistos só os brancos é que se podem queixar de lhes arremessarem argumentos.
"O bom ambiente é sempre necessário, mas só acredito em bons grupos quando existem vitórias. No dia em que existir no Sporting um bom grupo e não existirem vitórias é porque são todos uns bons rapazes e andam aqui a enganar o Clube. Quando não se ganha, as pessoas têm de estar chateadas.

João Benedito
Ninguém nasce homossexual. Temos muitos milhões de anos de experiência que nos dizem que a biologia previligia espécies heterossexuais.

Continuam a nascer indivíduos homossexuais nas mais variadas espécies animais, incluindo o homem.

É um fenómeno, reitero, epigenético. Muitas destas situações são transportadas pelo cromossoma X e passadas de mãe para filha, manifestando-se nos homens. Daí que a fórmula de selecção natural não resulte como esperado e se busquem explicações apenas focadas na educação.

E qual é a evidência cientifica por trás disso?

É dos temas mais polémicos da humanidade. Há muita coisa sobre isso.

Também existem vários estudos que indicam para um aumento enorme na homossexualidade a nível mundial coincidente com uma baixa generalizada dos níveis médios de testosterona em cerca de 20% no homem do mundo civilizado.

E uma propaganda agressiva de transformação da homossexualidade numa opção e a sua equiparação à heterossexualidade tem levado à popularização como moda.

Num inquérito recente, apenas 48% dos jovens da Geração Millennial (no Reino Unido?) se declararam completamente heterossexuais. Nos outros 52% a respostas variavam de totalmente homossexuais a bi-curiosos. É fancy.

Confesso que não sou especialista do assunto, mas duvido mesmo muito que a homossexualidade seja uma caracteristica inata. Simplesmente a natureza e a seleção natural não o permitiriam. Parece-me muito mais plausível a ideia de que é algo comportamental e que se desenvolve durante a adolescencia, quando começa a parte sexual a desenvolver-se.

Aliás, tenho alguns amigos e conhecidos homossexuais e que partilham todos um traço comum: problemas com os pais, desde crianças. Não estou a pegar neste pequeno universo e querer generalizar. Mas a minha ideia é que grande parte da homossexualidade dos últimos tempos tem-se desenvolvido principalmente porque que a tenta reprimir.
50% nature / 50% nurture
Para mim é simples: Quanto mais panascas melhor... mais gajas ficam.

Nada contra, totalmente a favor!  :mrgreen:


Exacto. :mrgreen:

Cada um que faça o que quiser sexualmente, quero lá saber. Tenho é pouca paciência para os sensiveis que não aguentam uma piada, mas isso é independente da orientação sexual. Quanto ao movimento em si, acho ridiculo e contraditório em quase todos os seus momentos. A de quererem obliterar o género biologico então, absurdo, se eu estou a falar com um gajo trato-o pelo masculino, mas felizmente essa treta ainda não chegou a portugal, no Canada por exemplo está no extremo do ridiculo...pessoas que querem ser tratadas no plural, gajos que querem ser tratados feminino e mais mil e uma coisas...até fizeram disso lei.

Para mim é simples: Quanto mais panascas melhor... mais gajas ficam.

Nada contra, totalmente a favor!  :mrgreen:


Exacto. :mrgreen:

Cada um que faça o que quiser sexualmente, quero lá saber. Tenho é pouca paciência para os sensiveis que não aguentam uma piada, mas isso é independente da orientação sexual. Quanto ao movimento em si, acho ridiculo e contraditório em quase todos os seus momentos. A de quererem obliterar o género biologico então, absurdo, se eu estou a falar com um gajo trato-o pelo masculino, mas felizmente essa treta ainda não chegou a portugal, no Canada por exemplo está no extremo do ridiculo...pessoas que querem ser tratadas no plural, gajos que querem ser tratados feminino e mais mil e uma coisas...até fizeram disso lei.

:arrow:

O movimento em si foi necessário para o desmurunamento de muros, mas hoje talvez tenha chegado demasiado longe ou ainda estamos numa fase muito prematura para isso. Agora uma coisa é certa para mim e tecnicamente fazendo parte da comunidade LGBT (tou na categoria do B), eu não concordo com este tipo de.... Sei lá o que é isto.





Recomendo ver isto se te intressa o assunto

Eu já tinha visto esse documentário à algum tempo e não deixa de ser verdadeiro, pelo menos todos os episódios que vi foram interessantes e nenhuma das pessoas (tanto do lado da ciência, como dos do lado das ciências sociais)  conseguiu chegar a uma resposta conclusiva ainda que as pessoas ligadas a verdadeiros métodos cientificos estejam mais perto da verdade do que aqueles 4 idiotas das organizações LGBT ou que estudam ciência social.

Ainda assim não acredito muito que a homossexualidade seja uma escolha e não algo não possa ser inato, pelo menos a minha experiência de vida contradiz aquela teoria de que a maioria dos homossexuais sente-se atraído por pessoas do mesmo sexo por causa abusos sexuais ou porque tiveram uma infância com ausências Masculinas/Femininas, ou casos de Gender Dysphoria. A verdade é que apesar de eu acreditar que só existem 2 géneros (e acho que a questão transsexual devia ser aprofundada, apesar de acreditar que na maioria dos casos podia se evitar muito sofrimento com terapias), eu acredito que o desenvolvimento hormonal na determinação do género do bebé na gestação pode vir a ser fundamental para a sua orientação sexual.

Existem muitos homossexuais que podiam digamos assim passar por hetero, mas eu já notei que muitos gays que são afeminados vulgo "Bichonas" tendem a ter pouca barba mesmo que a deixem crescer, poucos pelos no corpo, ancas mais largas, vozes menos graves. Também já vi uns poucos de afeminados que eram heterossexuais pelo que apesar de género =/= sexualidade, acredito que haja tendências devido a evolução darwiana. Não sou daqueles idiotas que acha que todos são bissexuais inatos e que a sociedade os faz escolher o lado hetero, acho sim que existe tendência na espécie humana para se sentir atraído romantica e fisicamente pelas pessoas do sexo oposto por questões de reprodução e evolução, e quanto mais na gestação um feto/bebé receber hormonas relacionadas com sexo aposto mais probabilidade terá ele de ser de uma orientação sexual diferente da Heterossexualidade.

A homossexualidade e a disforia sexual são epigenéticas.

Factores externos promovem um desencadear de reacções bioquímicas durante a gravidez que acordam determinadas mutações genéticas e alteram a actividade neuronal nas áreas do cérebro do feto que gerem a atracção sexual.

Existem estatísticas clínicas bem estudadas sobre isso. Infelizmente é politicamente incorrecto falar disso.

Houve aumentos enormes na homossexualidade entre homens cujas mães estiveram expostas a quantidades anormais de stress durante bombardeamentos na II Guerra Mundial.

As descargas anormais de hormonas nas grávidas promovem alterações significativas nos "neural pathways" dos fetos. Essas alterações são observáveis na actividade neurológica em PET scans. A resposta neurológica de um homossexual genuíno a estímulos gráficos masculinos é visivelmente semelhante à resposta de uma mulher.

Isto é claro uma machadada brutal tanto nas crenças da generalidade dos conservadores como na esquerda moderna, nos pós-marxistas e nos SJW/Crybullies.

A homossexualidade é simplesmente um fenómeno anómalo da Natureza. Não é um pecado nem uma virtude tal como não o são o daltonismo ou o hipertireoidismo.

Não é uma escolha nem uma opção como querem impor os lunáticos trotskyistas, que usam todos os fenómenos desviados do padrão como arma de arremesso político.

Eu tenho em querer que boa parte dos Conservadores são anti-gay marriage por motivos religiosos, pelo menos a maior parte dos líder ou personalidades ligadas ao Conservadorismo são bastante religiosas (pelos standards dos dias de hoje).

Quanto aos esquerdistas "pos marxistas" e "trotskyistas", a maioria baseia-se em ciências sociais porque talvez para eliminar as diferenças entre os generos, numa tentativa de mundo igualitário, uma espécie de utopia que não passa disso mesmo. 
O @JLeonino vira para esses lados, mas não é por isso que lhe deixo de mostrar respeito.
O @JLeonino vira para esses lados, mas não é por isso que lhe deixo de mostrar respeito.
A tua vida de hetero é que não tem corrido nada bem, pois não?
O @JLeonino vira para esses lados, mas não é por isso que lhe deixo de mostrar respeito.
A tua vida de hetero é que não tem corrido nada bem, pois não?
 :lol:

Não tenciono explorar novos horizontes.
G71 a escória do Sporting.

A 5ª coluna que só sabe destruir o Sporting , agora e sempre.

Piores que lampiões.
@RFR finalmente um tópico onde podes-te mostrar ao mundo sem complexos.
Eu, se fosse gaja, era fufa.

Nada tenho contra as opções sexuais de cada um, contando que respeitem a minha.

Uma das poucas coisas perniciosas relacionadas com a afirmação dos direitos dos homossexuais, prende-se com o quererem impingir-me que não basta tolerar, sendo quase necessário ter um comportamento incentivador.

Cada um faz o que quer. Não me obriguem é educar um filho meu sob o lema das virtudes da homossexualidade.
"Players lose you games, not tactics. There's so much crap talked about tactics by people who barely know how to win at dominoes." - Brian Clough

"He is a perfect illustration of my constant theme about assembling a team of imperfect players who compliment each other perfectly. Unless he is surrounded by team mates who recognise his strenghts and cover for his weaknesses, his special goal scoring ability will go largely untapped. He needs to to be in the right place at the right time!" - Bob Paisley on John Wark
Grande acto de coragem do Adolfo Mesquita Nunes, ainda para mais sendo do partido mais conservador com assento na AR, se existe actividade em que a homossexualidade é tabu é no sistema político por motivos óbvios, o político ideal por norma é um tipo clássico, Homem de Família que transmite confiança a um eleitorado que no seu inconsciente pode vetar todo o estereótipo que fuja desse classicismo principalmente em Portugal onde as gerações mais velhas têm uma grande dose de homofobia, não é por acaso que mesmo noutros países os políticos tentam esconder ao máximo a sua preferência sexual por receio de que essa assumpção possa ter efeitos negativos nas suas vidas e nas suas carreiras.

Chapeau Adolfo.
Grande acto de coragem do Adolfo Mesquita Nunes, ainda para mais sendo do partido mais conservador com assento na AR, se existe actividade em que a homossexualidade é tabu é no sistema político por motivos óbvios, o político ideal por norma é um tipo clássico, Homem de Família que transmite confiança a um eleitorado que no seu inconsciente pode vetar todo o estereótipo que fuja desse classicismo principalmente em Portugal onde as gerações mais velhas têm uma grande dose de homofobia, não é por acaso que mesmo noutros países os políticos tentam esconder ao máximo a sua preferência sexual por receio de que essa assumpção possa ter efeitos negativos nas suas vidas e nas suas carreiras.

Chapeau Adolfo.

Penso que esse padrão começa a alterar-se. Acho que atualmente e no futuro se sentirá ainda mais, a nível político, quem faz parte de uma "minoria" tem um certo, vamos chamar, "charme político". Não estou a querer dizer se foi ou não uma jogada política, pouco me interessa, mas um partido como o CDS ter uma mulher ao comando e um gay como vice... dá um certo "charme político".

A nível pessoal, não me aquece nem arrefece. Só vejo ser humanos, mas sei que para o resto da população pode ter alguma influência.
Adolfo Mesquita Yannopoulos
Assunção Coulter
:D
Acho que atualmente e no futuro se sentirá ainda mais, a nível político, quem faz parte de uma "minoria" tem um certo, vamos chamar, "charme político". Não estou a querer dizer se foi ou não uma jogada política, pouco me interessa, mas um partido como o CDS ter uma mulher ao comando e um gay como vice... dá um certo "charme político".

A nível pessoal, não me aquece nem arrefece. Só vejo ser humanos, mas sei que para o resto da população pode ter alguma influência.

 :arrow:
Isto. Hoje em dia é moda, fica bem, devo dizer é que não esperava este tipo de jogada política vinda dali, pessoalmente não gosto do CDS nem vou passar a gostar por causa disto. Mas que é capaz de conseguir alguns votos nas gerações mais novas obcecadas com o politicamente correcto, digo, obrigatório isso não tenho dúvidas.
Adolfo Mesquita Yannopoulos
Assunção Coulter
:D
 :lol:
Porra, não compares o adolfo a essa criatura
Est tópico é dos mais confusos que deve existir no fórum. Supostamente é dedicado a entender como diz o título "A homosexualidade e o fórum" e o pessoal termina num montão de coisas sem muito sentido ou entra em exageros e deturpações.

Das coisas que mais me faz confusão é meter a questão de identidade de género neste tópico, deveria ter o seu próprio tópico separado. A maioria dos homosexuais não tem problemas com identificação de género é um outro debate sinceramente que ao trazê-lo para aqui só vão complicar mais ainda um tema por si mistificado até não mais. A maioria dos homens e mulheres homosexuais não tem problemas com a sua identificação de género. Existe um debate que procura argumentar a existência de mais géneros ou não. Excelente que se faça mas não misturemos tudo por que vão é complicar tudo ainda mais. Mas dizer para quem anda aqui a dizer que é fancy, que é de millenials e cool andar a questionar quer sexualidade quer identidade de género não conhece a história da humanidade. Os comportamentes e atitudes que temos como tradicionais são recentes e sinceramente um tanto exclusivas a outras culturas do planeta. Nas Américas havia o conceito de vários géneros há séculos, na Àsia e Oceania igual, o mesmo se aplica a sexualidade e sua aceitação social. Quem quer fazer disto uma fad não sabe do que fala na perspectiva da humanidade.

Sobre a homosexualidade ser mal vista e descriminada em Portugal ou no fórum, é óbvio que o é. Não a associariamos a lampiões se fosse algo positivo. Não fariamos bocas e provocações de homosexualidade se fosse algo bem visto, por que não chamamos a ninguém de hetero da mesma maneira que nas américas se chama ao pessoal de índio como algo negativo, de selvagem ou ignorante.

As paradas que se vê não conheço quem as apoie ou pelo menos certos comportamentos sexuais que lá se passam e não me parece que sejam representativos da população LBGT+.Eu seguramente não o sou mas também não vou dizer que isso é quem esta comunidade é porque era mentir.

Por fim tocar só nessa do politicamente correcto. Será que ter algum politico que seja gay é politicamente correcto ou será simplesmente um politico que acontece se gay? O pessoal com essa do politicamente correcto é mais obcecado com gays em situações de destaque social que os próprios gays... No final de contas não sei ainda de muitos politicos, empresários ou pessoas com real poder social, económico ou politico advir do facto de serem gays e suposta consequência desse mitológico "politicamente correcto". Fosse o politicamente correcto tão poderoso teriamos uma fonte de gays por aí a brotar gente em busca de posições de poder. Só que isso não passa, por que o politicamente correcto é uma treta, é um não argumento em geral usado sem sentido nenhum, um vazio que raramente vejo bem aplicado. Fosse tudo tão idealizado como quem diz isso faz parecer não haveria coming outs, não haveria mais suicidios em lgbt+ que em heteros, não haveria gozos nem provocações, não haveria homofobia, não haveria medo de admitir ou ter que comunicar a quem quer que seja a sua sexualidade não hetero. O pessoal que fala que "ah é só uma piada, têm que ter pele mais dura". Pois entendo, também entendo que falamos em geral do grupo com maior taxa de suicidio em jovens e jovens adultos, altas taxas de violências etc e que na volta, só na volta poderiamos reservar o nosso direito a piadas para não contribuir para um clima negativo que leva a pessoas a por fim às suas vidas. Não duvido que a seu tempo e espaço haverá espaço para piadas mas enquanto se verificar que o meu discurso vem por gasolina a um grupo já por si ferido, prefiro calar-me e deixar as pessoas perderem o estigma ao invés de o alimentar.
Estatutos: Artigo 3º 1 - O SPORTING CLUBE DE PORTUGAL É UMA UNIDADE INDIVISÍVEL CONSTÍTUIDA PELA TOTALIDADE DOS SEUS ASSOCIADOS.
____________________________________________
Os 10 Mandamentos do Sportinguista por Salazar  Carreira
http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=%22Os_dez_mandamentos_do_Sportinguista%22
Est tópico é dos mais confusos que deve existir no fórum. Supostamente é dedicado a entender como diz o título "A homosexualidade e o fórum" e o pessoal termina num montão de coisas sem muito sentido ou entra em exageros e deturpações.

Das coisas que mais me faz confusão é meter a questão de identidade de género neste tópico, deveria ter o seu próprio tópico separado. A maioria dos homosexuais não tem problemas com identificação de género é um outro debate sinceramente que ao trazê-lo para aqui só vão complicar mais ainda um tema por si mistificado até não mais. A maioria dos homens e mulheres homosexuais não tem problemas com a sua identificação de género. Existe um debate que procura argumentar a existência de mais géneros ou não. Excelente que se faça mas não misturemos tudo por que vão é complicar tudo ainda mais. Mas dizer para quem anda aqui a dizer que é fancy, que é de millenials e cool andar a questionar quer sexualidade quer identidade de género não conhece a história da humanidade. Os comportamentes e atitudes que temos como tradicionais são recentes e sinceramente um tanto exclusivas a outras culturas do planeta. Nas Américas havia o conceito de vários géneros há séculos, na Àsia e Oceania igual, o mesmo se aplica a sexualidade e sua aceitação social. Quem quer fazer disto uma fad não sabe do que fala na perspectiva da humanidade.

Sobre a homosexualidade ser mal vista e descriminada em Portugal ou no fórum, é óbvio que o é. Não a associariamos a lampiões se fosse algo positivo. Não fariamos bocas e provocações de homosexualidade se fosse algo bem visto, por que não chamamos a ninguém de hetero da mesma maneira que nas américas se chama ao pessoal de índio como algo negativo, de selvagem ou ignorante.

As paradas que se vê não conheço quem as apoie ou pelo menos certos comportamentos sexuais que lá se passam e não me parece que sejam representativos da população LBGT+.Eu seguramente não o sou mas também não vou dizer que isso é quem esta comunidade é porque era mentir.

Por fim tocar só nessa do politicamente correcto. Será que ter algum politico que seja gay é politicamente correcto ou será simplesmente um politico que acontece se gay? O pessoal com essa do politicamente correcto é mais obcecado com gays em situações de destaque social que os próprios gays... No final de contas não sei ainda de muitos politicos, empresários ou pessoas com real poder social, económico ou politico advir do facto de serem gays e suposta consequência desse mitológico "politicamente correcto". Fosse o politicamente correcto tão poderoso teriamos uma fonte de gays por aí a brotar gente em busca de posições de poder. Só que isso não passa, por que o politicamente correcto é uma treta, é um não argumento em geral usado sem sentido nenhum, um vazio que raramente vejo bem aplicado. Fosse tudo tão idealizado como quem diz isso faz parecer não haveria coming outs, não haveria mais suicidios em lgbt+ que em heteros, não haveria gozos nem provocações, não haveria homofobia, não haveria medo de admitir ou ter que comunicar a quem quer que seja a sua sexualidade não hetero. O pessoal que fala que "ah é só uma piada, têm que ter pele mais dura". Pois entendo, também entendo que falamos em geral do grupo com maior taxa de suicidio em jovens e jovens adultos, altas taxas de violências etc e que na volta, só na volta poderiamos reservar o nosso direito a piadas para não contribuir para um clima negativo que leva a pessoas a por fim às suas vidas. Não duvido que a seu tempo e espaço haverá espaço para piadas mas enquanto se verificar que o meu discurso vem por gasolina a um grupo já por si ferido, prefiro calar-me e deixar as pessoas perderem o estigma ao invés de o alimentar.

Bom post  :great: