Os Álbuns da minha vida.

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Penso que falta um tópico assim, no fórum.
De à uns anos a esta parte, não consigo ouvir música em shuffle, tenho que ouvir um álbum na íntegra, e certamente há mais como eu. Que falam, não das músicas das bandas, mas dos álbuns (e do seu ano, edições).
Penso que pode ser um bom tópico para descobrir novas bandas e, principalmente, novos álbuns.

Vou falar de um dos meus álbuns:

Mezzanine - Massive Attack 10/10


Considero um totalmente álbum completo. Com uma variação de ritmos, e tom musical (suave ou negro), em que se valoriza a experimentação. Consegue explorar diferentes relações do mundo, de uma maneira quase abstrata. É tenebroso e sonhador ao mesmo tempo, e consegue partir para a complexidade a partir da simplicidade. A forma como o álbum começa, "Angel", é o inicio de uma viagem com duas paragens. Na minha opinião, a força deste álbum está, exactamente, na transição entre as paragens ("Exchange"). E torna-o, assim, equilibradíssimo.
Para mim é a melhor referência de produção, concessão e do trip-hop/rock alternativo.



Desde há algum tempo, que deixei de ouvir apenas um género. Oiço maioritariamente hip hop mas gosto de quase todos os estilos de música. Não escolher apenas um álbum, portanto, vou deixar aqui os 5 álbuns da minha vida.

1. 2014 Forest Hills Drive (J. COLE)



Não há uma música que eu não goste, são poucos os álbuns em que isso me acontece. É mesmo um 10/10. Sem margem para dúvidas, o meu álbum preferido. O J. Cole, na minha opinião, é o melhor rapper da atualidade (é discutível, óbvio, mas foi quem me fez gostar deste género musical, ouvir com atenção e acompanhar o movimento). Também colocaria aqui o 4 Your Eyez Only mas não vou repetir artistas.

2. Unknown Pleasures (JOY DIVISION)



Um dos melhores álbuns de sempre. Uma pena o Ian Curtis ter tido o fim que teve, tão novo. Um dos grandes génios da música. A New Dawn Fades é, provavelmente, a minha música preferida. Arrepiante, então quando ele diz "A loaded gun won't set you free, so you say", sabendo que morreu como morreu...chills

3. Ballbreaker (AC/DC)



AC/DC foi a banda que mais me marcou. Ali entre os 12 e os 16 anos só ouvia AC/DC, praticamente. Não é que este álbum seja o melhor deles, porque não é, mas como foi o único deles que eu comprei em formato físico acabou por ser o que eu mais ouvi. Saudades de me fechar no quarto e ficar horas a ouvir este álbum, naqueles momentos pseudo-depressivos de puto. Bateu forte uma nostalgia, agora...

4. My Beautiful Dark Twisted Fantasy (KANYE WEST)



O Kanye é um génio, digam o que disserem. Tão versátil e tão diferente mas sempre tão bom. E o My Beautiful Dark Twisted Fantasy é ouro puro, melhor álbum dele muito fácil, para mim.

5. Life After Death (BIGGIE)



O Biggie é o melhor rapper de sempre. Não é o Tupac, não é o Kendrick, não é o Nas, não é o Slick Rick, não é nenhum desses, na minha opinião. Biggie Smalls, 4 sure. Escolher o álbum dele que mais gosto não é uma tarefa fácil, gosto tanto do Life After Death como do Ready to Die, mas decidi optar por este. Qualquer um deles, no entanto, é uma masterpiece.
Find what you love and let it kill you.
Assim alguns de cabeça:
The Wall - Pink Floyd
Sgt Pepper's Lonely Hearts Club Band - Beatles
Essential - Bob Dylan
By the way & Californication - Red Hot Chili Peppers
A Night At The Opera - Queen
Chico Buarque de Hollanda - Chico Buarque

Enviado do meu SM-G935F através do Tapatalk

Pergunta: Cor?
Joaquim Agostinho: Verde. Porque representa a natureza e eu sou um homem da terra. E branco. Porque é a cor da pureza, da simplicidade. E também porque são as cores do Sporting.
Pergunta: Uma conclusão para a vida...
Joaquim Agostinho: Que a vida é curta, que se nasce, que se vive e que se morre depressa e por isso é aproveitar todos os minutos para amar o nosso semelhante como a nós mesmos e partir tranquilamente, sem queixas, orgulhoso de ter amado e de ter sido amado.
"Eu posso não ter escrito SPORTINGUISTA na testa mas tenho no coração"
Que tópico bom para passar um tempo nesta entrada de ano.  :)

Toda a minha vida foi música e quem me conhece sabe isso.
Mas para resumir, deixo alguns assim de cabeça, que me marcaram ao longo da vida. E sei que estou a esquecer muitos, mas estas coisas são assim.
Como bom Sportinguista, também na música sou muito eclético.

Sem qualquer tipo de ordenação a não ser a que vem à memória:


The Doors - The Doors

John Coltrane - A Love Supreme

Pink Floyd - The Dark Side of The Moon

Anderson, Bruford, Wakeman, Howe – An Evening Of Yes Music

Charles Mingus - Mingus Ah Um

Jimi Hendrix Experience - Electric Ladyland

Carmel - The drum is everything

Tom Waits - Blue Valentine

David Sylvian - Gone to Earth

Pink Floyd - Meddle

Talking Heads -    Remain in light

Emerson, Lake & Palmer - Trilogy

The Feelies - Crazy Rhythms

Prince - Sign'O'the Times

Paul Weller - Paul Weller

Tom Waits - Swordfishtrombones

Natalie Merchant - The house carpenter's daughter




'Sporting tem 106 anos' - Henrique Monteiro, nomeado para a comissão de fiscalização por JMS - 05/06/2018

"Faço um apelo ao meu querido amigo Luís Filipe Vieira: por favor tenha calma porque nós ainda vamos a tempo de salvar o Sporting e o meu amigo não nos vai fazer essa desfeita" - Dionísio Castro - Junho 2018
O álbum que acompanhou a minha adolescencia:
Alchemy - Dire Straits
Porra são tantos que vou ter de ir ver para não me esquecer de nenhum :mrgreen: Para começar a soundtrack de todos os meus velhinhos jogos de Playstation são todos álbuns da minha vida :)

AC/DC - Back in Black
After Forever - Prison of Desire
Arch Enemy - Doomsday Machine
Editors - An End Has a Start
Epica - Divine Conspiracy; Phantom Agony
Guns N Roses - Appetite for Destruction
Iron Maiden - Number of the Beast; Powerslave
Kamelot - Black Halo
Mastodon - Blood Mountain; Crack the Skye
Metallica - Ride the Lightning; Master of Puppets
Nightwish - Oceanborn; Century Child; Once
Pantera - Cowboys from Hell
Sabaton - Art of War
Sirenia - At Sixes and Sevens
Sonata Arctica - Ecliptica; Winterheart's Guild

E muitos tiveram que ficar de fora, senão nunca mais acabava :P
"All of my songs can only be composed of the greatest of pains;
Every single word can only be born of the greatest of wishes;
I wish I had one more night to live"
Bom tópico, recentemente também comecei a largar as playlists e a ouvir mais álbuns na íntegra. Sempre os ouvi mas agora faço-o com muito mais frequência. Aqui vão alguns que mais me marcaram (assim de cabeça):
Radiohead - In Rainbows
The Cure - Disintegration
Slowdive - Souvlaki
Sigur Ros - Agaetis Byrjun
Pink Floyd - Dark Side of the Moon
Joy Division - Unknown Pleasures
Arcade Fire - Neon Bible
Grateful Dead - American Beauty
Tame Impala - Lonerism
Sonic Youth - Daydream Nation
Nine Inch Nails - The Downward Spiral
Rush - 2112
The Smiths - The Queen is Dead

Continua a partilhar álbuns @Kronos, gostei do que ouvi  :great:
Continua a partilhar álbuns @Kronos, gostei do que ouvi  :great:

Se gostaste desse, aconselho-te 3 (dois na onda do que eu postei e um mais seguindo-me pela tua excelente lista)
De dizer para já, que são três álbuns que têm sido muito mal tratados, não pela crítica mas pelo desconhecimento mais geral. Principalmente o último, que, para mim está no top 3 de melhores álbuns de 2014.

1º John Frusciante - Empyrean (2009) 8/10

Devo dizer que tenho mixedfeelings em relação ao John Frusciante. Eu acho que ele é um génio musical (a par de muito, mas muito poucos). Este álbum, que para mim, é um excelente momento de iluminação do seu génio, marca também o total afastamento dos RHCP. O inicio do álbum deixa qualquer um de rastos, "Before the Beginning" é uma obra de Arte. Já era conhecido pelos seus solos de guitarra, mas esta música é, toda ela, perfeita. O crescendo da música é um total 'heargasm', e sem qualquer letra, estabelece uma profundidade assustadora, profundidade essa que também é visivel na música Dark/Light (esta, parece um grito de Deus, não sei explicar melhor). Este albúm é a ponte perfeita do rock para o progessivo/experimental. Não dou um 10 a este álbum porque, sente-se que falta qualquer coisa, e nem sei o que é. Dá-me, também a impressão que é longo demais. Penso que é o álbum mais interessante dele, e deixa uma qualquer sensação de liberdade. O meu próximo vinil.





2º Andy Stott - Luxury Problems (2012) 8.5/10
Luxury Problems, fala de uma visão de Andy Stott para o futuro. O loop e o materialismo, são claramente o ponto mais forte do album. É uma odisseia de sensações de futuro, em que se consegue juntar vários géneros diferentes no mesmo albúm (hip-hop, tecnho, ópera). Dá a ideia, que nunca termina o albúm, mas isso não é mau. Torna este albúm super consistente, vive dos seus contrastes e da repetição. Em termos de produção é algo também muito bem conseguido, aliás ele é produtor. Não há letra praticamente, o albúm vive do ambiente que cria. É um must.
Acho que é o wet-dream de albúm para fones.




3º Wildest Dreams - Wildest Dreams (2014) 7.5/10

O albúm foi produzido em apenas 4 dias, com o DJ Harvey, as letras não são boas, mas o som é algo novo nos dias de hoje. Traz uma memória de um tempo passado, mas faz-lo de uma maneira tão recente. Tem tantas referências (as mais claras são The Doors, Hendrix e Led Zeppelin) e traz o lado da loucura ao rock. Atualmente é raro, vermos isso. Muitos são loucos, mas falta alguma espontaneidade, e este albúm é essa espontaneidade. Recomendo vivamente duas músicas 'yes we can' e 'off the limp'. Parece eterno.

(álbum não disponível na totalidade no yt, procura playlists)
Desde há algum tempo, que deixei de ouvir apenas um género. Oiço maioritariamente hip hop mas gosto de quase todos os estilos de música. Não escolher apenas um álbum, portanto, vou deixar aqui os 5 álbuns da minha vida.
Os de hip-hop que puseste aí são excelentes!  :great:
Também concordo sobre o Biggie ser o maior, não há comparação com o Tupac sequer. O Tupac é bom, mas o Biggie faz o hip-hop parecer fácil e smooth. É, também o melhor exemplo de old-school. Ele tem o flow natural. É as raízes do hip-hop de hoje.


Para mim o melhor albúm de hip-hop

VA - A Psych Tribute to the Doors (2014)  7,5/10

Um Álbum bom de rock progressivo de tributo aos The Doors. É um misto de inovação e influência da própria obra dos The doors, a partir de covers. Com uma escolha muito acertada na listagem das músicas. O começo e o fim são muito próximos dos The Doors, e o meio do álbum mais virado para a experimentação. Alguns covers deste álbum (à excepção do Riders of the Storm, que considero o pior e que em suma não acrescenta, trazem um lado novo à obra deles. As músicas "The Crystal Ship" e "The Soft Parade" são do melhor que se pode fazer atualmente, no que diz respeito a individualidade com influências. "L.A. Woman" é um cover genial! Consegue ser um bom resumo, da obra deles, com uma abordagem diferente.
As falhas deste álbum traduz-se na forma como, em certa medida, algumas músicas apenas resultam porque foi muito bem escolhida a ordem de músicas. Fora essa escolha, as músicas são autênticos flops, ou mantêm-se muito perto das originais ou não faz jus a elas (exs. "Riders on the Storm", "Light my Fire", "The End")
Overall, um bom albúm.




Guns n' Roses - Use Your Illusion I & II
Pearl Jam - Ten
Metallica - Metallica
AC/DC - Live
Nirvana - Nevermind
Green Day - Dookie
Off Spring - Smash
Smashing Pumpkins - Mellon Collie and the Infinite Sadness
Limp Bizkit - Chocolate Starfish...

...
Police - Outlandos d’Amour
Police - Regatta de Blanc
Police - Zenyatta Mondatta
Police - Ghost in the Machine
Police - Sinchronicity
Supertramp - Crime of the Century
The Tubes - Remote Control
The Tubes - The Completion Backward Principle
Bruce Springsteen - Born in the USA
The Clash - London Calling
Michael Jackson - Thriller
Pink Floyd - The Dark Side of the Moon
Joe Jackson - Steppin’Out
The Cult - Pure Cult
Van Halen - Jump
RHCP - Mother’s Milk
Oasis - What’s the Story (Morning Glory)
Blur - 13
U2 - The Unforgettable Fire
Thin Lizzy - The Boys are Back in Town
Stevie Wonder - Songs in the Key of Life
Soundgarden - Superunknown
Stone Temple Pilots - Core
Alice In Chains - Dirt
Pearl Jam - Ten
« Última modificação: Janeiro 09, 2018, 22:59 pm por Hemgê »
Guns N Roses - todos  :mrgreen:
Iron Maiden - Number of the Beast
AC/DC - Back in Black
Van Halen - 1984
Silence 4 - Silence becomes it
Xutos e Pontapés  - 88
Queen - Greatest hits 1 e 2

Ainda há mais , estes foram os que me vieram agora há cabeça  :beer:
Hum, difícil.

Mas The Doors, Strange Days e LA Woman pelos Doors, Dark Side of the Moon, WYWH e The Wall dos Pink Floyd, Nevermind do Nirvana, Greatest Hits I e II dos Queen, Forever Changes dos Love, Are you Experienced e Electric Ladyland do Jimi Hendrix, Revolver, Sgt Peppers, White Album e Abbey Road dos Beatles, Funeral e Reflektor dos Arcade Fire ou os primeiros 4 albuns dos Coldplay estão entre os meus favoritos.

Não sei se deva incluir o Black Album e o Master of Puppets na lista......  :think:
 
Sem ordem de preferência...

- U2 - Unforgettable Fire
- Iron Maiden - Somewhere in Time
- Iron Maiden - Powerslave
- Iron Maiden - Piece of Mind
- Pink Floyd - The Final Cut
- Pink Floyd - The Wall
- Pink Floyd - The dark side of the moon
- Radiohead - OK Computer
- Supertramp - Paris
- Roger Waters - A pros and cons of hitch hiking
- Xutos & Pontapés - 88
- Rush - Hold your fire
- Marillion - Misplaced Childhood
- Guns'n'Roses - Appetite for destruction
- Def Leppard - Hysteria
- Lloyd Cole and The Comotions - Mainstream
- The Stone Roses - The Stone Roses
- Oasis - (What's the story) Morning Glory
- James - Seven
@PJM  e @Kalinka  , boas escolhas  :beer:
Maltinha do rock , yei  :victory:  :lol:
Sinto-me peixe fora de água... Tenho gostos muito peculiares dos albums que foram mesmo especiais para mim.
Bem, mando esta, e fujo.
Disclaimer: todas as imagens de emails são fictícias, inúteis, e de fonte secundária.

"If you can survive disappointment, nothing can beat you."

(...) But my dreams have been stolen away.