Caso dos Emails: Trafulhices entre FPF/Liga e Benfica

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Tópico aberto só com trafulhices entre dirigentes/organismos da FPF/Liga e Benfica.
« Última modificação: Março 19, 2018, 23:10 pm por hugobrr »
- "Basta que os homens de bem nada façam, para que o mal prevaleça"
- "Prefiro morrer de pé a viver ajoelhado"
- "Pior do que perder é não dar tudo para vencer"
"O Gilberto Madaíl vai pagar mais 50 mil euros pela porta do cavalo" por Domingos Soares de Oliveira

http://misterdocafe.blogspot.pt/2017/12/o-gilberto-madail-vai-pagar-mais-50-mil.html
- "Basta que os homens de bem nada façam, para que o mal prevaleça"
- "Prefiro morrer de pé a viver ajoelhado"
- "Pior do que perder é não dar tudo para vencer"
Que passou-se, isso é tudo falso, é uma cabala :twisted:
Interferência nas convocatórias das selecções jovens...
- "Basta que os homens de bem nada façam, para que o mal prevaleça"
- "Prefiro morrer de pé a viver ajoelhado"
- "Pior do que perder é não dar tudo para vencer"
ponham aqui as trocas de documentos por favor.
Em terra de olho, quem tem cego... Errei!
A 10/07/2008 Prof. Meirim, por intermédio de João Correia, colocava-se ao dispor do estado lampiânico.
- "Basta que os homens de bem nada façam, para que o mal prevaleça"
- "Prefiro morrer de pé a viver ajoelhado"
- "Pior do que perder é não dar tudo para vencer"
"utilizar-mos"?  ::)
"desejar-mos"?  ::)
"Quem, ali do outro lado, tinha definido o ataque ao Benfica como principal instrumento da sua promoção individual, foi corrido pelos que achava serem seus. Espero que este gesto seja o princípio de uma regularização da vivência institucional que deve caracterizar os maiores clubes nacionais" (Luís Filipe Vieira, presidente de SAD acusada de vários crimes no E-Toupeira, explica, a 28-09-2018, o papel de Marta Soares, Henrique Monteiro, Torres Pereira, Sousa Cintra e G71).
Eu, por exemplo, gostei de saber que o José Meirim é o Zeca.  :lol:
Como é possível não estar já a rolar cabeças?!? Como é possível não estar gente dessa já na cadeia?!? Não percebo como não se faz nada!!! É tudo a assobiar para o lado!!! Meu Deus em que m**** de país que eu vivo!!!  :cartao: :cartao: :cartao
E o Sporting é o nosso Grande Amor!!!
Não foi o Gilberto Madail que disse que esta cena dos emails era pior que o apito dourado! Ele lá sabe, ou esqueceu se do que terá feito?
Falta aqui o mail onde o Benfas assume que o Madaíl lhes pagaria 50 mil euros pela porta do cavalo...
"utilizar-mos"?  ::)
"desejar-mos"?  ::)

Um advogado. Sénior, sócio de uma firma. João Correia.

E é isto Portugal. :arrow:
«Já vi o suficiente deste JJ e já lhe tirei as medidas. Com ele, o Sporting não vai a lado nenhum»
@SCP Always in forumscp 22-08-17

Queria aproveitar este momento conturbado e preocupante da vida do nosso Clube para publicamente reconhecer que o amigo tinha toda a razão. Ainda mais do que aquela que na altura todos suponhamos ser possível.
@Toca_do_lobo 18/05/2018
Citar
"Dou a minha palavra de honra que nunca pagámos nada pela porta do cavalo"

Ex-presidente da Federação Portuguesa de Futebol desmente ao DN o alegado mail revelado por Francisco J. Marques no qual Domingos Soares Oliveira garantia que o dirigente tinha acordado pagar mais 50 mil euros relativamente à cedência da Luz para um jogo da seleção

No programa Universo Porto da Bancada, emitido nesta terça-feira no Porto Canal, o diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, mostrou um alegado mail datado de 21 de setembro de 2009 enviado por Domingos Soares de Oliveira a Paulo Gonçalves no qual referia que "GM vai pagar pela porta do cavalo 50k" relativo a um jogo da seleção nacional com a Hungria no Estádio da Luz.

Realce-se que para Francisco J. Marques GM é Gilberto Madaíl, à época presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Pois bem, o antigo dirigente, contactado pelo DN, nega veementemente qualquer pagamento feito à margem da lei.

"Nós nunca pagámos nada no meu tempo pela porta do cavalo, as contas foram sempre auditadas por um auditor externo e aprovadas por unanimidade. Um jogo num estádio do Euro oscilava entre os 150 mil e os 175 mil euros. Admito que por ser o estádio com mais lotação que possa ter excedido um bocadinho esse patamar, mas o que quer que tenha sido acordado ficou tudo contratualizado. Nada pela porta do cavalo, sob minha palavra de honra", começa por dizer Gilberto Madaíl.

O antigo dirigente explica que não faz "a mínima ideia do que é que o Dr. Domingos Soares Oliveira se está a referir". E complementa: "Comigo foi sempre tudo feito às claras. Não havia porta do cavalo, nem porta do burro. Garanto, pela felicidade dos meus filhos, que nunca fizemos nenhum pagamento pela porta do cavalo. Não tínhamos sacos azuis nem nada disso."

A finalizar, Gilberto Madaíl deixa um convite ao seu sucessor: "Há na Cidade do Futebol cópia dos contratos que fizemos. Se o Dr. Fernando Gomes quiser pode mostrar."

DN
Citar
"Dou a minha palavra de honra que nunca pagámos nada pela porta do cavalo"

Ex-presidente da Federação Portuguesa de Futebol desmente ao DN o alegado mail revelado por Francisco J. Marques no qual Domingos Soares Oliveira garantia que o dirigente tinha acordado pagar mais 50 mil euros relativamente à cedência da Luz para um jogo da seleção

No programa Universo Porto da Bancada, emitido nesta terça-feira no Porto Canal, o diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, mostrou um alegado mail datado de 21 de setembro de 2009 enviado por Domingos Soares de Oliveira a Paulo Gonçalves no qual referia que "GM vai pagar pela porta do cavalo 50k" relativo a um jogo da seleção nacional com a Hungria no Estádio da Luz.

Realce-se que para Francisco J. Marques GM é Gilberto Madaíl, à época presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Pois bem, o antigo dirigente, contactado pelo DN, nega veementemente qualquer pagamento feito à margem da lei.

"Nós nunca pagámos nada no meu tempo pela porta do cavalo, as contas foram sempre auditadas por um auditor externo e aprovadas por unanimidade. Um jogo num estádio do Euro oscilava entre os 150 mil e os 175 mil euros. Admito que por ser o estádio com mais lotação que possa ter excedido um bocadinho esse patamar, mas o que quer que tenha sido acordado ficou tudo contratualizado. Nada pela porta do cavalo, sob minha palavra de honra", começa por dizer Gilberto Madaíl.

O antigo dirigente explica que não faz "a mínima ideia do que é que o Dr. Domingos Soares Oliveira se está a referir". E complementa: "Comigo foi sempre tudo feito às claras. Não havia porta do cavalo, nem porta do burro. Garanto, pela felicidade dos meus filhos, que nunca fizemos nenhum pagamento pela porta do cavalo. Não tínhamos sacos azuis nem nada disso."

A finalizar, Gilberto Madaíl deixa um convite ao seu sucessor: "Há na Cidade do Futebol cópia dos contratos que fizemos. Se o Dr. Fernando Gomes quiser pode mostrar."

DN

Bom, o homem jura pela felicidade dos filhos.......alguém sabe se ele é pai?
Citar
"Dou a minha palavra de honra que nunca pagámos nada pela porta do cavalo"

Ex-presidente da Federação Portuguesa de Futebol desmente ao DN o alegado mail revelado por Francisco J. Marques no qual Domingos Soares Oliveira garantia que o dirigente tinha acordado pagar mais 50 mil euros relativamente à cedência da Luz para um jogo da seleção

No programa Universo Porto da Bancada, emitido nesta terça-feira no Porto Canal, o diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, mostrou um alegado mail datado de 21 de setembro de 2009 enviado por Domingos Soares de Oliveira a Paulo Gonçalves no qual referia que "GM vai pagar pela porta do cavalo 50k" relativo a um jogo da seleção nacional com a Hungria no Estádio da Luz.

Realce-se que para Francisco J. Marques GM é Gilberto Madaíl, à época presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Pois bem, o antigo dirigente, contactado pelo DN, nega veementemente qualquer pagamento feito à margem da lei.

"Nós nunca pagámos nada no meu tempo pela porta do cavalo, as contas foram sempre auditadas por um auditor externo e aprovadas por unanimidade. Um jogo num estádio do Euro oscilava entre os 150 mil e os 175 mil euros. Admito que por ser o estádio com mais lotação que possa ter excedido um bocadinho esse patamar, mas o que quer que tenha sido acordado ficou tudo contratualizado. Nada pela porta do cavalo, sob minha palavra de honra", começa por dizer Gilberto Madaíl.

O antigo dirigente explica que não faz "a mínima ideia do que é que o Dr. Domingos Soares Oliveira se está a referir". E complementa: "Comigo foi sempre tudo feito às claras. Não havia porta do cavalo, nem porta do burro. Garanto, pela felicidade dos meus filhos, que nunca fizemos nenhum pagamento pela porta do cavalo. Não tínhamos sacos azuis nem nada disso."

A finalizar, Gilberto Madaíl deixa um convite ao seu sucessor: "Há na Cidade do Futebol cópia dos contratos que fizemos. Se o Dr. Fernando Gomes quiser pode mostrar."

DN

Bom, o homem jura pela felicidade dos filhos.......alguém sabe se ele é pai?
Se o Madaíl dá a palavra de honra... eu acredito!!  :rotfl: :rotfl: :rotfl:
Pergunta: Cor?
Joaquim Agostinho: Verde. Porque representa a natureza e eu sou um homem da terra. E branco. Porque é a cor da pureza, da simplicidade. E também porque são as cores do Sporting.
Pergunta: Uma conclusão para a vida...
Joaquim Agostinho: Que a vida é curta, que se nasce, que se vive e que se morre depressa e por isso é aproveitar todos os minutos para amar o nosso semelhante como a nós mesmos e partir tranquilamente, sem queixas, orgulhoso de ter amado e de ter sido amado.
Citar
"Dou a minha palavra de honra que nunca pagámos nada pela porta do cavalo"

Ex-presidente da Federação Portuguesa de Futebol desmente ao DN o alegado mail revelado por Francisco J. Marques no qual Domingos Soares Oliveira garantia que o dirigente tinha acordado pagar mais 50 mil euros relativamente à cedência da Luz para um jogo da seleção

No programa Universo Porto da Bancada, emitido nesta terça-feira no Porto Canal, o diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, mostrou um alegado mail datado de 21 de setembro de 2009 enviado por Domingos Soares de Oliveira a Paulo Gonçalves no qual referia que "GM vai pagar pela porta do cavalo 50k" relativo a um jogo da seleção nacional com a Hungria no Estádio da Luz.

Realce-se que para Francisco J. Marques GM é Gilberto Madaíl, à época presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Pois bem, o antigo dirigente, contactado pelo DN, nega veementemente qualquer pagamento feito à margem da lei.

"Nós nunca pagámos nada no meu tempo pela porta do cavalo, as contas foram sempre auditadas por um auditor externo e aprovadas por unanimidade. Um jogo num estádio do Euro oscilava entre os 150 mil e os 175 mil euros. Admito que por ser o estádio com mais lotação que possa ter excedido um bocadinho esse patamar, mas o que quer que tenha sido acordado ficou tudo contratualizado. Nada pela porta do cavalo, sob minha palavra de honra", começa por dizer Gilberto Madaíl.

O antigo dirigente explica que não faz "a mínima ideia do que é que o Dr. Domingos Soares Oliveira se está a referir". E complementa: "Comigo foi sempre tudo feito às claras. Não havia porta do cavalo, nem porta do burro. Garanto, pela felicidade dos meus filhos, que nunca fizemos nenhum pagamento pela porta do cavalo. Não tínhamos sacos azuis nem nada disso."

A finalizar, Gilberto Madaíl deixa um convite ao seu sucessor: "Há na Cidade do Futebol cópia dos contratos que fizemos. Se o Dr. Fernando Gomes quiser pode mostrar."

DN

Bom, o homem jura pela felicidade dos filhos.......alguém sabe se ele é pai?

Se ele jurasse pelo malte do whisky que bebe eu acreditava nele!
Vou ser sincero: acredito nele. ele não sabia era que foi encaminhado "para a porta do cavalo". Não fazia a mínima ideia com quem estava a lidar.
"If you can survive disappointment, nothing can beat you."

(...) But my dreams have been stolen away.
Vou ser sincero: acredito nele. ele não sabia era que foi encaminhado "para a porta do cavalo". Não fazia a mínima ideia com quem estava a lidar.

Para o que dizes ser verdade, era falsificaçao em cima de desfalque e fuga aos impostos.

xi! onde para a policia c@r@llh0!!
Em terra de olho, quem tem cego... Errei!
Em Janeiro de 2009, 17 meses antes de se tornar Presidente da Liga, o actual presidente da FPF, Fernando Gomes, à data Administrador da SAD do FC Porto, já se mostrava muito prestável para com o SLB, enviando dicas sobre tributações, não parecendo que tal lhe tenha sido solicitado...
- "Basta que os homens de bem nada façam, para que o mal prevaleça"
- "Prefiro morrer de pé a viver ajoelhado"
- "Pior do que perder é não dar tudo para vencer"
Pergunta: Cor?
Joaquim Agostinho: Verde. Porque representa a natureza e eu sou um homem da terra. E branco. Porque é a cor da pureza, da simplicidade. E também porque são as cores do Sporting.
Pergunta: Uma conclusão para a vida...
Joaquim Agostinho: Que a vida é curta, que se nasce, que se vive e que se morre depressa e por isso é aproveitar todos os minutos para amar o nosso semelhante como a nós mesmos e partir tranquilamente, sem queixas, orgulhoso de ter amado e de ter sido amado.