Votação

Quem foi para ti o melhor em campo?

Romain Salin
2 (1.4%)
Stefan Ristovski
0 (0%)
André Pinto
0 (0%)
Tobias Figueiredo
0 (0%)
Bruno César
0 (0%)
Radosav Petrović
0 (0%)
Rodrigo Battaglia
2 (1.4%)
Bryan Ruiz
0 (0%)
Iuri Medeiros
0 (0%)
Alan Ruiz
2 (1.4%)
Seydou Doumbia
81 (57.4%)
Gelson Martins
54 (38.3%)
Daniel Podence
0 (0%)
Marcos Acuña
0 (0%)

Votos totais: 137

Taça de Portugal 2017-18 [Oitavos de Final] Sporting CP 4-0 Vilaverdense [13/12]

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Um brincalhão, o mister.

Eu acho que ele não estava a brincar! Acho que ele estava a referir-se aos próximos sorteios, tendo em conta que o ano passado fomos eliminados em Chaves, e há dois anos fomos eliminados (e roubados) em Braga!

Futurologia?
Futurologia?

Eu também preferia receber o Farense em Alvalade, do que ir ao Rio Ave ou ao dragão!
O melhor vídeo da CMTVlixo: "https://openload.co/embed/K0Spc2tTk0E/" :venia:

André, B.César, Coates, Mathieu, Piccini, Risto, Misic, Lumor, Montero, Doumbia, Wendel, Petrovic, Salin (nenhum formado na Academia) e o único > Palhinha, ...  Nenhum foi Oportunista! A única forma dos empresários não ganharem é Bruno de Carvalho ficar!
Futurologia?

Eu também preferia receber o Farense em Alvalade, do que ir ao Rio Ave ou ao dragão!
Lógico, mas o sorteio já foi? Na liga Europa apanhamos o Astana quando havia lá uns quantos nomes bem mais fortes. E ontem eliminamos o...Vilaverdense, isto depois de nos ter saído uns que já nem me recordo o nome...não se pode dizer que temos tido azar.
Este jogo serviu para ver como as segundas escolhas do Sporting estão bem longe da qualidade e capacidade das primeiras escolhas, espero que as lesões não aparecem porque a qualidade neste plantel é curta.
...não se pode dizer que temos tido azar.

Este ano temos tido a sorte toda!
Mas o Jesus deve andar incrédulo com tanta sorte que já prevê algum azar!
O melhor vídeo da CMTVlixo: "https://openload.co/embed/K0Spc2tTk0E/" :venia:

André, B.César, Coates, Mathieu, Piccini, Risto, Misic, Lumor, Montero, Doumbia, Wendel, Petrovic, Salin (nenhum formado na Academia) e o único > Palhinha, ...  Nenhum foi Oportunista! A única forma dos empresários não ganharem é Bruno de Carvalho ficar!
...não se pode dizer que temos tido azar.

Este ano temos tido a sorte toda!
Mas o Jesus deve andar incrédulo com tanta sorte que já prevê algum azar!

Só pode ser mesmo isso :)
...não se pode dizer que temos tido azar.

Este ano temos tido a sorte toda!
Mas o Jesus deve andar incrédulo com tanta sorte que já prevê algum azar!

Só pode ser mesmo isso :)

Nos últimos anos na Taça, desde que cá está BdC, fomos à Luz, ao Dragão, a Braga e voltámos a receber o Beneficia. Na Champions levámos com Barça e Juve no mesmo grupo depois de na época passada termos levado com Real e BVB. Este ano de facto o sorteio tem sido positivo na Taça e LE. Mas, também é um facto que temos tido mais azar que sorte nos sorteios. :mrgreen:
Mesmo a época passada ter que ir a a Chaves naquela altura do ano, não foi nada simpático. A equipa do Chaves era muito competitiva e a nossa estava meio zombie.
Seja de que maneira for: tenho a certeza absoluta que Marcel Keizer não vai ser treinador do Sporting para a época desportiva 2019/2020.

Aliás, vou já meter esta frase na assinatura para poder ser quotado mais tarde.
Citar
Waka Waka

Foi tão natural como tinha que ser, até com aquele assomo de irreverência do Vilaverdense a abrir a partida. Depois, com o passar do tempo, o marcador foi-se avolumando, Doumbia fez um dos hat-trick mais fáceis de sempre e quando Jesus foi ao banco buscar duas jovens feras ficou bem vincada a diferença entre as duas equipas

Percebia-se que o Vilaverdense não encarava este jogo como mais um simples episódio da “festa da Taça”. Dos posts nas redes sociais aos vídeos motivacionais, onde os habitantes de Vila Verde eram protagonistas, nada faltou para deixar o recado bem expresso pela voz do treinador: se houvesse 1% de hipótese de seguirem em frente, seria a esse 1% que se agarrariam (com o extra de cada jogador do Vilaverdense receber 435 euros se vencesse o Sporting).

Tudo isso, mais a apatia inicial dos Leões, resultou num arranque de partida onde o David fez peito ao Golias e tentou ir por ali fora enquanto as pernas estavam frescas. Um remate à figura de Salin foi o melhor que conseguiram antes de recuar linhas e convidarem o Sporting a subir. Acontece que o Sporting também estava num ritmo de “deixa andar que isto mais cedo ou mais tarde resolve-se” e apenas quando a bola chegava aos pés de Iuri Medeiros o ritmo acelerava. Seria, aliás, o médio ofensivo a cortar da direita para dentro e a ensaiar um pontapé em arco que quase deu um daqueles golos que ficam na memória.

Antes disso, Doumbia tinha ameaçado ao cabecear, isolado, à figura do redes, e depois disso o mesmo Doumbia usaria o braço para meter dentro da baliza a bola que tinha embatido na barra, após cabeceamento de Petrovic. Depois seria Alan Ruiz a querer fuzilar o desamparado “portero” e a rematar para o topo sul e Tobias Figueiredo faria a bola beijar o travessão, até que Alan cruzou da direita, Bryan desviou para defesa de Pedro Freitas e, na recarga, Doumbia só teve que ajeitar lá para dentro. 1-0 em cima do intervalo.

Pelo início da segunda parte percebia-se que o golpe tinha sido demasiado duro para os jogadores do Vilaverdense, mas Jorge Jesus não foi de modas: meteu Gelson e Podence no lugar dos dois Ruiz e a equipa do norte passou de convidada a bombo da festa.

Os dois “putos” virariam do avesso a defesa adversária, oferecendo o 2-0 a Doumbia (diz o tal de Nené passou o caminho de volta a espreitar por baixo dos bancos da camioneta, à procura da bola) e, depois, Gelson continuaria a dar espectáculo com um passe belíssimo para Ristovsky cruzar e Doumbia voltar a encostar.

Com tanta prenda, o costa marfinense sentiu-se no dever de retribuir, mais não seja porque é Natal, e decidiu lançar uma correria do desconcertante Gelson; o extremo colocou a bola entre Nené e Rafael Vieira e convidou-os a assistir de camarote a um golo de classe que carimbou a passagem do Sporting aos quartos de final da Taça de Portugal, numa noite onde a festa do futebol português teve um forte perfume africano.



A Tasca do Cherba
Foi preciso entrarem Gelson e Podence para conseguirmos avolumar o resultado, o que face às opções por Bryan na ala esquerda, Alan e um meio campo com Battaglia e Petrovic, acaba por não ser grande novidade. Mesmo contra um Vilaverdense - isto sim é preocupante.

De qualquer forma, objectivo cumprido. Venham os Quartos!

Mvp: Doumbia
Croquetes? Não, obrigado.
Claro que o JJ não estava certamente a incluir os períodos anteriores à sua chegada, mas já estar de peito a feito a gabar a sorte nos sorteios é mesmo típico da conduta do sportinguista comum.

Há um ano fomos a Chaves no pico do Inverno, há 2 a braga no jogo que apresentou Fábio Veríssimo ao mundo, há 3 ao dragão na segunda eliminatória e há 4 à lixeira na terceira. Mas calma que este trajecto está a ser "de borla" e ainda apanhámos o Astana na Liga Europa.

Neste ano não temos tido mais do que a sorte tantas vezes "comum" a outro adversário cá do burgo. Ainda ontem se viu, num dos únicos "azares" dos últimos largos anos e estão borda fora da segunda competição mais importante do panorama nacional.

É realmente uma chatice ter que ir a estádios complicados com chuvinha.
O Tobias teve mais uma paragem cerebral. O que lhe deu para abraçar a bola na área? E ao árbitro, para não assinalar penálti?!
O Tobias teve mais uma paragem cerebral. O que lhe deu para abraçar a bola na área? E ao árbitro, para não assinalar penálti?!

o tobias tem uma coisa boa, faz-me rir sempre que joga xD
Os jogadores não comemoraram os golos.
Alguém sabe qual o motivo?
Um jogo de casados contra solteiros na primeira parte. Penso que JJ escalou a equipa dos futuros dispensados para a malta ver que ele tem razão em continuar a não rodar a equipa. aproveitamento perto de 0. Um ou outro pormenor de jogadores capazes mas sem regularidade nos primeiros 45 minutos. Ainda bem que era contra o Vilaverdense. Contra outra equipa com mais andamento, mesmo de Segunda Liga, arriscava-mos a chegar ao intervalo a perder. Uma defesa mole, um meio campo a passo e um ataque trapalhão. Acima de tudo uma falta de intensidade grotesca e nem o facto de saberem ser segundas escolhas/dispensados, os levou a mostrarem-se ao treinador. Muito pouco para quem quer ser jogador do SCP.

A segunda parte melhorou. Entraram dois jovens que só pela atitude competitiva mostraram o porque de serem titulares e o porque de JJ apostar apenas em alguns jovens da formação. O exemplo é claro. Os patinhos feios da academia mostram o que é necessário para serem habitualmente titulares e membros efectivos da equipa. Os outros que sigam o mesmo caminho porque qualidade eles tem. Falta-lhes a mentalidade.

Qual era a música dos Beatles que as claques estavam a cantar no jogo de ontem? Alguém tem o video com o som?
Qual era a música dos Beatles que as claques estavam a cantar no jogo de ontem? Alguém tem o video com o som?
Hey jude - Beatles.

Ficou bastante engraçado, infinitivamente melhor que carreirices ( ou lá quem foi que ele plagiou).
Resultado avolumado frente a um adversário fraco, deu para dar tempo de jogo a alguns elementos menos jogados e tirar alguns apontamentos negativos e positivos. Nos negativos temos Tobias, Alan, Petrovic. Muito passivos, erros individuais, pouca entrega.
Nos positivos temos B. César (deu sempre apoio ao extremo), Iuri (alguns apontamentos de qualidade mas ainda tem de dar mais), Gelson (tem outra velocidade, outra criatividade, é de outra galáxia), Doumbia (não muito participativo mas marcou 3 golos o que é muito bom para aumentar a sua confiança).
Citar
Onze factos rápidos sobre o Sporting-Vilaverdense

O hat-trick de Doumbia, os golos de Gelson e o regresso de Bryan Ruiz à titularidade
- O Sporting está nos quartos de final da Taça de Portugal depois de ter goleado o Vilaverdense por 4-0 e já igualou o que fez na temporada passada, superando a campanha do primeiro ano de Jorge Jesus. Em 2016/17, os leões foram eliminados nos 'quartos' pelo GD Chaves, equipa que já não está na prova. Carlos Ponck, aos 87', marcou o golo que resolveu a questão.

- Depois de passar por três eliminatórias da Taça de Portugal, afastando até o primodivisionário Boavista, o Vilaverdense sai de cena nos oitavos de final da Taça de Portugal. Foi a terceira derrota da temporada para os minhotos, que já haviam perdido dois jogos para o campeonato, e o segundo em que não marcaram golos, depois do empate a zero com o FC Vizela em setembro.

- Rodrigo Battaglia é o jogador do Sporting com mais partidas em 2017/18, somando 25 jogos em 26 possíveis. Segue-se Gelson Martins, com 24, no segundo lugar, enquanto o terceiro (23 jogos disputados) é partilhado por Rui Patrício, Bas Dost e Bruno Fernandes. Apesar de Battaglia ser o líder de jogos, Patrício é o jogador com mais minutos (2070), seguido de Coates (1980 em 22 jogos) e Gelson Martins (1927).

- A última vez que o Sporting foi eliminado da Taça de Portugal por uma equipa de divisões inferiores foi em 2003/04, quando o Vitória de Setúbal (equipa da Segunda Liga nesse ano) foi ao Estádio José Alvalade vencer por 1-0, golo de Orestes. Os leões, orientados por Fernando Santos, apresentaram uma equipa com João Vieira Pinto, Pedro Barbosa, Paulo Bento e Liedson no onze inicial, mas os sadinos de Carlos Carvalhal, com Meyong no ataque, foram mais fortes. Desde então, o Sporting conseguiu sempre superar as formações de outros escalões na prova rainha.

- As equipas do terceiro escalão não costumam sair de Alvalade sem sofrer muitos golos. O jogo com o Vilaverdense foi a sétima receção consecutiva do Sporting a formações que atuam no Campeonato de Portugal (ou equivalente anterior) que terminou com o conjunto verde e branco a marcar, pelo menos, quatro golos: Louletano, 4-0 (2007/08); GD Lagoa, 4-0 (2007/08); GD Mafra, 4-3 (2009/10); Alba, 8-1 (2013/14); FC Famalicão, 4-0 (2014/15); Praiense, 5-1 (2016/17); Vilaverdense, 4-0 (2017/18).

- Gelson Martins marcou o sétimo golo da temporada, igualando os registos de 2015/16 (42 jogos) e 2016/17 (44 jogos). O internacional português faturou o mesmo número de vezes que nas duas últimas temporadas em pouco mais de metade dos jogos (24), o que torna muito provável que Gelson estabeleça um novo recorde na carreira - para isso, precisa apenas de marcar mais um golo até ao fim da época

- Desde 2011 que Seydou Doumbia não marcava um hat-trick. Foi a 28 de outubro, para a Liga Russa, quando o CSKA Moscovo recebeu e bateu o Spartak Nalchik por 4-0, e o avançado fez três golos nos últimos dez minutos, assegurando os três pontos e somando golos àquela que foi a melhor temporada da carreira, com 33 tentos. Foi também a estreia de Doumbia a marcar no Estádio José Alvalade.

- O hat-trick de Doumbia foi o primeiro de um jogador do Sporting na Taça de Portugal desde 2013, quando Fredy Montero fez o mesmo na goleada por 8-1 ante o Alba, na terceira eliminatória. Nesse jogo, foram titulares pelo Sporting nomes como Marcos Rojo, Rinaudo, Vítor Silva ou Gérson Magrão e, a poucos minutos dos 90', um avançado estreou-se a marcar de leão ao peito: Islam Slimani.

- Jorge Jesus tem tido como hábito a gestão da equipa na Taça de Portugal em 2017/18, pelo que foram vários os jogadores que já tiveram minutos na prova, mas há três que se destacam por terem sido titulares nas três eliminatórias já disputadas pelo Sporting: Ristovski, Petrovic e Bruno César.

- Depois de ter regressado ao plantel e ao ativo, Bryan Ruiz foi titular pela primeira vez desde maio, quando esteve no onze inicial da derrota com o Belenenses na 33ª jornada da Liga em 2016/17. Afastado da equipa no início da temporada, o costa-riquenho voltou a ser opção para Jesus, que tem contado com ele nas últimas partidas.

- Doumbia ultrapassou Bas Dost no que diz respeito a minutos necessários para fazer um golo. O holandês tem um golo marcado a cada 115 minutos esta época, enquanto o ex-FC Basileia passou a faturar a cada 99 minutos. Contudo, à frente dos dois avançados estão dois jovens leões. João Palhinha aparece na segunda posição com um golo a cada 65 minutos e Rafael Leão, ainda júnior, é o líder, com um golo a cada 20 minutos. Ainda assim, a estatística é algo enganadora, dado que Palhinha apenas realizou três jogos em 2017/18 (tendo marcado dois golos contra a ARC Oleiros) e Rafael Leão somou precisamente 20 minutos pela equipa principal, tendo sido o suficiente para marcar um golo (também contra a ARC Oleiros).

Bancada
Os jogadores não comemoraram os golos.
Alguém sabe qual o motivo?

Acho que não havia Prémio de Jogo para os jogadores do Sporting!
Estou a brincar, mas o CMlixo é capaz de usar a minha dica para fazerem amanhã capaz do jornal.

Talvez tenha sido por estarem a jogar com uma equipa de um divisão menor, do estilo, é quase obrigação ganharmos e marcarmos golos!
O melhor vídeo da CMTVlixo: "https://openload.co/embed/K0Spc2tTk0E/" :venia:

André, B.César, Coates, Mathieu, Piccini, Risto, Misic, Lumor, Montero, Doumbia, Wendel, Petrovic, Salin (nenhum formado na Academia) e o único > Palhinha, ...  Nenhum foi Oportunista! A única forma dos empresários não ganharem é Bruno de Carvalho ficar!