Resultados dos 3 grandes em 2017/18

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Resultados Q1 - PREVISÕES
(assinalei as diversas alterações no post, relativamente à ultima versão, em azul ou verde ou vermelho)

Cá estou eu com o novo tópico das contas para esta época - 2017/18

Desta vez vou ver se faço algo mais simples, até porque os grandes textos podem ser lidos no tópico do ano passado.

Já acrescentei os resultados previstos para o FCP e SLB e comparação com o Sporting. O FCP e SLB não declaram os resultados trimestrais, pelo que isto é um exercio que faço inferindo esses números dos últimos resultados (2x semestrais e 4x trimestrais de 2014/15).

Receitas
Este 1ºQ correu muito bem ao Sporting por via da principal fonte de receitas dos clubes, as vendas de jogadores. Vendemos 30M - Adrien 20, Zeegelar 3, Schelotto 2,2, Paulo Oliveira 3,5, Ewerton 0,8.
Tivemos também 16M de UEFA, nosso recorde absoluto.
Todas as restantes rúbricas de proveitos vão aumentar ligeiramente.

O Porto voltou a vender pouco no 1ºQ, à semalhança do ano passado. Por um lado por estratégia, sai mais um all-in num ano em que só 1 ou 2 equipa vão à Champions, por outro lado quase esgotaram o stock de jogadores para compor o resultado do ano passado em "só" 35M negativos, por exemplo Ruben Neves já entrou no ano passado. O FCP tem que fazer trimestralmente 24M em receitas extras (UEFA, jogadores) para ficar no zero.
Fez 14M de UEFA e 5M liquidos de jogadores - total de 19M, por isso 5M abaixo da linha de água, é esse o RAI esperado.
As restantes receitas operacionais devem aumentar, na proporção do Sporting. São clubes muito próximos em termos de receitas, com o FCP a desequilibrar porque por norma faz muito mais dinheiro na UEFA.

Já o SLB vendeu novamente bem (Nelson Semedo) e mais ou menos (Mitroglou), e novamente não foram apenas euromendes e as receitas da UEFA compõem um também bom quarter.
As restantes receitas operacionais devem também aumentar, na proporção do Sporting.


Custos operacionais
No Sporting os custos com pessoal (anuais) vão passar para 74M/ano (+10M), portanto mais 3M este quarter (total de 28M no Q1).
No Porto os custos operacionais devem descer, devido a menos vencimentos (-5M). Total de 30M no Q1.
O SLB deve aumentar também, os custos com pessoal (anuais), para a casa dos 80M. Total de 32M no Q1. (+5)

Resultados operacionais antes de jogadores
Sporting, +7,5M, em linha com o ano passado.
Porto, +3,3M, melhor que o ano passado em que tinham feito -7M.
SLB, +6,0M

Amortizações
No Sporting vão dar um salto também, no Q anterior e neste vamos duplicar o nosso ativo. Compras nestes 2 quarters, ou seja no defeso, de 33M incluindo comissões. Também em linha com o passado, mas o nosso ativo com jogadores finalmente começa a crescer (coisa boa) mas as amortizações também (coisa má). Estimo que as amortizações trimestrais passem portanto de 3M para 5M.

Já o Porto, apesar do aperto que têm, mantiveram algum despesismo em jogadores. Compraram 30M na 2ª parte do ano anterior mas venderam muita gente, pelo que as amortizações devem baixar um pouco (9M/trimestre) mas ainda muito acima do Sporting (5M/tri).

No SLB, penso que irão aumentar; as saídas foram quase todas de jogadores da formação ou com baixo custo de compra excetuando Mitroglu; e entretanto entrou o habitual camião de jogadores - uns 30M. A amortização trimestral deve andar nos 12M

Vendas de jogadores
O Sporting vendeu (30-2) 28M líquidos (Ewerton, Zeegelar, Schelotto, Adrien Silva, Paulo Oliveira)
O Porto vendeu 8M  (Martins Indi e uns trocos mais do Danilo do Manchester) e custos disto de 3,2M apenas, em linha com as vendas do ano passado (40% de margem).
O SLB vendeu Nelson Semedo e Mitroglou, resultado líquido deverá ter sido uns 35M.

Resultados financeiros
O Sporting deverá manter o ritmo de -1,2M.
O Porto deverá ter -4,4M - estão perto do valor do SLB.
O SLB deverá manter uns -4,8M no trimestre.

Resultados antes de impostos (RAI)
Começamos portanto o ano "a abrir" com +29M RAI, o que irá sendo "comido" ao longo do ano porque no resto do ano temos um défice trimestral (sem champions e sem venda jogadores) de 15M, logo sem mais UEFA e sem mais vendas de jogadores acabariamos o ano com -15M. É impossivel prever quanto haverá de um e de outro, por isso podemos apenas especular que o Sporting venderá na proporção do que precise, sendo que em ano de Mundial até pode optar por fazer como há 2 anos, assumir o prejuizo para vender a duplicar no ano (trimestre) seguinte.

Já o Porto também começa negativo, -5M, o que é péssimo num trimestre que normalmente todos os grandes conseguem fazer muito lucro por via de vendas de jogadores e UEFA. Já o ano passado tinham arrancado com -19M.
Agora têm todos os trimestres que compensar 24M. Vão chegar a Q2 com uns -20M acumulados.

O SLB começa bem o ano, com +24M.

Risco financeiro
Valor que cada clube tem que fazer em receitas extraordinárias, ou seja sem UEFA nem vendas de jogadores
Sporting: 15M/trimestre = 58M/ano.
FCP= 24M/trimestre = 97M/ano.
SLB= 23M/trimestre = 94M/ano.

O Sporting já fez 43M dos 60M que precisa em todo o ano, faltam 17M.

O FCP fez apenas 19M de um total de 97M que precisa, faltam ainda 78M; mas o FCP tem a vantagem de provavelmente se ir qualificar para os 1/8 da Champions (mais uns 10M de receitas só aqui).

O SLB já fez 47M dos 94M que necessita. Como ponto negativo, não irão fazer muito mais nas competições europeias, e terão que ir buscar o resto a jogadores. Faltam outros 47M.

« Última modificação: Novembro 09, 2017, 00:16 am por alemid »
« Última modificação: Outubro 30, 2017, 15:05 pm por alemid »
« Última modificação: Outubro 30, 2017, 15:05 pm por alemid »
« Última modificação: Outubro 30, 2017, 15:05 pm por alemid »
32 visitantes @alemid ...

tudo a cuscar ... só amanhã sai o RCs detalhado do Lamps... :lol: :lol: :rotfl:


Actualizado : 34  :lol:
Actualizado : 36 ..
Obrigado pelo excelente trabalho!!
#NasciLeaoNaoNasciLampiao
Então idealmente deveriamos ter um orçamento com o pessoal em cerca de 50 milhões para sem vendas de jogadores e com o dinheiro da UEFA ter saldo zero, certo?
Então idealmente deveriamos ter um orçamento com o pessoal em cerca de 50 milhões para sem vendas de jogadores e com o dinheiro da UEFA ter saldo zero, certo?
Não, ainda abaixo disso.

Em grandes números temos, anual (previsão minha para esta época)
Vendas exceto UEFA: 70M
Custos operacionais: -110M (salários de 75M)
Resultado operacional antes de jogadores: -40M
Amortizações jogadores -20M
Juros -5M
RAI: -65M - este é o nosso "risco", ou seja quando começamos o ano estamos logo a levar -65M. Depois temos que recuperar isto com UEFA e vendas de jogadores.

Por isso para responder à tua pergunta, com 20M de UEFA e 50M de custos salários jogadores ainda dava -20M de RAI:
Vendas 70+20 = 90
Custos -85M - saldo +5
Amortiz. -20
Juros -5
RAI = -20M

Teriamos ainda que vender 20M de jogadores


« Última modificação: Outubro 30, 2017, 17:06 pm por alemid »
Por acaso ainda é um pouco pior, uma vez que a Market Pool da Champions também são mais uns 2 ou 3M que estava a contar nas "vendas" e que dependem da performance europeia, por isso o nosso "risco" deve incluir mais esses 2-3M.
Obrigado!

Acho então absurdo os valores com a massa salarial. Mais razão tenho quando devemos apostar mais na formação, num Palhinha em detrimento de um Petro, ou de um Podence em detrimento do gabado Pity ou de um Domingos em vez de um Douglas. Mal por mal ficamos com os nossos, bem por bem ficamos com os nossos.
Está tudo encaminhado para termos mais um ano positivo, estando apenas a uma mera limpeza de entulho + venda do Carlos Mane, logo no primeiro trimestre, o que é bastante positivo.
Urge despachar Petrovic, Douglas, Bryan Ruiz para aliviar a folha salarial, que de facto é um pouco alta, embora perceba a aposta num contexto em que o benfica se encontra na véspera de um dos maiores escândalos de futebol a nível mundial, e o porto com restrições no âmbito FPF. Mas para o ano, só um clube tem passagem directa para a Liga dos Campeões, e convém preparar-nos tb para o pior.
É importantíssimo também conseguir dinheiro com naming rights do estádio. Seria uma receita de 5M€/anuais que dariam bastante jeito.
Mais uma vez, parabéns ao Alemid pela iniciativa.
Está tudo encaminhado para termos mais um ano positivo, estando apenas a uma mera limpeza de entulho + venda do Carlos Mane, logo no primeiro trimestre, o que é bastante positivo.
Urge despachar Petrovic, Douglas, Bryan Ruiz para aliviar a folha salarial, que de facto é um pouco alta, embora perceba a aposta num contexto em que o benfica se encontra na véspera de um dos maiores escândalos de futebol a nível mundial, e o porto com restrições no âmbito FPF. Mas para o ano, só um clube tem passagem directa para a Liga dos Campeões, e convém preparar-nos tb para o pior.
É importantíssimo também conseguir dinheiro com naming rights do estádio. Seria uma receita de 5M€/anuais que dariam bastante jeito.
Mais uma vez, parabéns ao Alemid pela iniciativa.

Concordo, mas acrescento que alem da 'limpeza de entulho' e preciso ter mao, e nao substituir o entulho que sai por novo entulho.

(gostava de ver o mane regressar, e fazer uns jogos, mas concordo que seria a venda mais facil da epoca. Sem afetar o plantel)
#NasciLeaoNaoNasciLampiao
Li algumas referencias a uma possivel venda do Mane no primeiro trimestre. Wishful thinking ou leram algo de concreto sobre isto?
Li algumas referencias a uma possivel venda do Mane no primeiro trimestre. Wishful thinking ou leram algo de concreto sobre isto?

Ha uma opcao de compra de 15M acho. O emprestimo foi de duas epocas, e esta é a segunda epoca.
Na minha opiniao, se nao fosse a lesao, ate acredito que exercessem a opcao ja em Janeiro, com ele lesionado tanto tempo, acredito mais que o queiram ver jogar uns meses, e depois no fim da epoca compram-no.
#NasciLeaoNaoNasciLampiao
Alemid, no ultimo ano o saldo operacional do Sporting com receitas uefa é negativo em cerca de 16 milhoes. Achas que vai aumentar tanto esta época?

Ps: enganei me. Cerca de 45 milhões negativos sem transferencias.
« Última modificação: Novembro 04, 2017, 12:01 pm por Abelixander »
Alemid, no ultimo ano o saldo operacional do Sporting com receitas uefa é negativo em cerca de 16 milhoes. Achas que vai aumentar tanto esta época?

Ps: enganei me. Cerca de 45 milhões negativos sem transferencias.
@Abelixander , sim é a rondar os 42M
Números do ano passado:
Resultados operacionais antes de jogadores: -17M
Amortizações -18M
Resultados financeiros -7M
Seria portanto -42M se não considerarmos as transferências. Este é o valor liquido que temos que fazer em venda de jogadores, e lá está, foi o João Mário e o Slimani, um para abater o prejuizo, outro para dar o lucro dos 35M

No próximo ano vai piorar porque aumentamos 15M nos salários e não aumentamos tanto as receitas operacionais. Mas vamos ter uma "boa" UEFA que compensa um pouco, não tudo.
Ou seja gastamos demasiado para o que produzimos dentro de campo. Ou se muda quem gere os jogadores ou corta-se nos mesmos.

Espero não voltar aos tempos das constantes dezenas de milhões de prejuízo nos R&C sem resultados desportivos que os acompanhem.
Podemos voltar ao tempo dos 30M de gastos em salários. Ficamos em 2º lugar. Ficas bem assim?