Arbitragem 2017/2018 - Lances da Jornada

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.









As lamparinas foram beneficiadas como fcp...e bem!

De que é que estás a falar? Do clássico ?

sim...o fora de jogo foi deplorável!

É assim, na minha opinião pessoal, eu considero que os dois clubes foram favorecidos e prejudicados ao longo do jogo. No entanto, quem costuma analisar os lances é o @HULK VERDE , que, corrige-me se estiver errado Hulk, considerou que existiram diversos lances a favorecer uns e outros. Que é que tu achas dos outros lances do jogo, @de_nunes ?

Eu vinha de Alvalade e quando parei em Vendas Novas a comer a bifana da ordem...já estava na 2 parte e as lamparinas levaram uma banhada como é normal...o que me ocorre é o lance do fora de jogo que não houve...também não posso falar muito mais, como referi na 1 parte vinha em viagem, mas acho que não houve lances duvidosos, mas confesso não sei precisar...não me ocorre nada, sei que falaram de uma expulsão mas não sei o lance.

Neste tópico, acho que o Hulk deixou os vídeos de quase todos os lances de dúvida. Se procurares pela análise do jogo dele ficas logo com uma ideia do que foi a arbitragem, e olha que o meu parceiro é fiável  :lol: . Se tiveres tempo, depois diz-me alguma coisa.
   O clássico jogo do empurra... já foi chão que deu uvas.

   É um dos jogos, como já frisaram noutro tópico, que ainda não viu o relatório oficial sair à luz do dia...

   Quanto ao que se passou em campo, há uma equipa que foi beneficiada em mais lances, e é claro que foi a equipa visitante.

   Mas, como disse o @AndreCruzomago e bem, fazendo uma análise imparcial há também um lance inicial que poderia colocar a equipa da casa a jogar com menos 1 (Jorge Sousa nem sequer admoestou o jogador, ou seja, errou e favoreceu a equipa da casa), e depois sim houve uma série de decisões em sentido contrário: 1 penalti muito provável e outro evidente, portanto 2 lances de grande penalidade, o fora-de-jogo inexistente (quase 3 metros !!!), que foi o erro mais grosseiro, o mesmo critério disciplinar mole para as duas equipas (que apertou no fim expulsando Zivkovic em poucos minutos, e bem, mas que deveria ter sido constante, o que teria resultado na expulsão quer de Felipe, quer de Luisão)...

...e depois ainda há a confusão junto ao banco, que por ser literalmente fora das 4 linhas, por assim dizer, se torna um imbróglio à margem do jogo, apesar de no contexto deste. Burburinho, empurrões, mandar vir, tudo espremido resultou na expulsão do director-geral do futebol da equipa visitante.

   Portanto, na minha opinião, e não querendo tomar partido, a equipa mais beneficiada foi a equipa visitante, mas se me disserem que o empate é aceitável, eu não posso dizer que é errado, face ao que foi o papel dos guarda-redes nesse jogo - sem sombra de dúvida os melhores em campo, Varela e Zé Sá, por muito que me venham com histórias que foi um grande jogo de futebol, disputado, e que foram os jogadores de campo os protagonistas, o que eu vi foi os dois jovens guarda-redes a imporem-se quase sempre nos lances de perigo, mesmo que revelando ainda alguma falta de experiência ou de calo em jogos destes.

   É verdade que existem 2 - 3 lances escandalosos de erros de avaliação técnica de Jorge Sousa, prejudiciais a uma equipa, e mais 1 ou 2 lances, que todos somados aumentariam o número de cartões amarelos e vermelhos exibidos (neste caso às duas equipas).

   Portanto a arbitragem foi o pior do jogo, o futebol jogado foi mediano/medíocre e valeu apenas por ver os guarda-redes a fazerem o seu papel - e bem, manter as balizas fechadas.
 
 há também um lance inicial que poderia colocar a equipa da casa a jogar com menos 1 (Jorge Sousa nem sequer admoestou o jogador, ou seja, errou e favoreceu a equipa da casa

E isso influenciaria muito o resto do jogo. Eu acho que o jogo foi um grande salgalhada, que não merece sequer uma análise tão profunda quanto a nossa, que desperdício de tempo e energia  :mrgreen: . Mas em geral, acredito que o empate seja mesmo o mais aceitável.
   Taça da Liga/CTT 2017/2018 - 2.ª jornada (fase de grupos)

   Benfica - Braga [20.09.2017]
   Manuel Oliveira e a sua equipa de arbitragem começaram a falhar muito cedo na partida. Aos 6 minutos a bola chegou a entrar na baliza do Benfica (ao que consta, alegadamente), mas o lance foi invalidado por pretenso fora-de-jogo, e assinalada a falta anterior, de André Almeida sobre Inácio, que não tinha assinalado por lei da vantagem. Pouco depois, um fora-de-jogo de Jonas (12) que ficou por assinalar, num lance de perigo que poderia ter gerado uma vantagem de 2 a 0 (que chegou depois). Ainda antes do intervalo, Paulinho foi derrubado por Jonas (64), lesionou-se e teve de ser substituído, mas não consta que tenha sido assinalada qualquer falta, muito menos sanção disciplinar. Na 2.ª parte há o lance mais escandaloso, onde Diogo Gonçalves (75), o homem mais adiantado, parte cerca de um metro à frente do último defesa, sem ser assinalado o respectivo fora-de-jogo. Todos estes erros foram em benefício da equipa da casa.
   (critérios muito favoráveis ao Benfica, que foi imune a sanções disciplinares e a foras-de-jogo grosseiros em lances que podiam ter resultado em golo, mas que o futebol do Portimonense sobre contrariar e atenuar, equilibrando o jogo)


Estádio do Sport Lisboa e Benfica
Taça da Liga - Grupo A - 1ª Jornada
20-12-2017 19:15
Árbitro: Manuel Oliveira (AF Porto)
Árbitros Assistentes: Tiago Leandro e Nélson Cunha
4º árbitro: José Laranjeira
21355 espectadores

   3 cartões amarelos para a equipa do Portimonense, um em cada tempo e outro nos descontos finais: Rossell (38), Inácio (64) e já no fim a Pedro Sá (90+5), todos bem exibidos. Folha limpa para o Benfica, desta vez na Taça da Liga CTT.

   Sporting CP - União da Madeira [20.12.2017]
   Vasco Santos conseguiu, juntamente com os seus assistentes, realizar um bom desempenho em Alvalade. Não exibiu cartões, ficando talvez um por mostrar a Piccini (22), num corte em tackle mais impetuoso, mas manteve a tolerância e a coerência durante todo o jogo, conseguindo chegar ao fim sem precisar de os puxar do bolso. Os assistentes tiveram igualmente uma elevada percentagem de acerto na análise das linhas de fora-de-jogo, errando somente no lance de Luan (71), que se isolou na área mas rematou por cima da baliza.
   (arbitragem bem conseguida, quase sem erros, e bem auxiliada pelos árbitros assistentes)


Estádio José Alvalade
Taça da Liga - Grupo B - 2ª Jornada
20-12-2017 21:15
Árbitro: Vasco Santos (AF Porto)
Árbitros Assistentes: Luciano Maia e Sérgio Jesus
4º árbitro: Abel Silva
8713 espectadores

   Jogo sem registo disciplinar, ficando talvez um cartão amarelo ou outro por mostrar. Aceita-se o critério porque esses lances ocasionais foram a excepção à regra, e o jogo foi disputado correctamente pelas 2 equipas.

   FC Porto - Rio Ave [21.12.2017]
   Nuno Almeida fez um jogo relativamente bem conseguido, com um critério discutível em alguns lances, como no eventual penalti de Nadjack (31), que falhou o cabeceamento tendo a bola embatido na sua mão, ou no penalti assinalado a favor do FC Porto (90), com falta de Pelé sobre Aboubakar ainda fora da grande-área. Os auxiliares estiveram bem na grande maioria dos lances de dúvida de fora-de-jogo, com uma ou outra excepção sem grande relevância nem particularmente grosseira.
   (arbitragem q.b. num jogo que teve algum grau de exigência na avaliação de alguns lances mais complicados ou difíceis de analisar)


Estádio do Dragão
Taça da Liga - Grupo D - 1ª Jornada
21-12-2017 21:15
Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve)
Árbitros Assistentes: António Godinho e Paulo Ramos
4º árbitro: Sérgio Piscarreta
27911 espectadores

   Nuno Almeida acabou o jogo tendo mostrado 5 cartões amarelos e 2 vermelhos (1 por acumulação), sendo o único amarelo da 1.ª parte exibido a Soares (40), numa entrada por trás às pernas de João Novais, sem intenção de jogar a bola. No 2.º tempo começou por admoestar Pelé (50), e, após exibir o 2.º cartão amarelo, expulsou Danilo (66 e 80). Mostrou depois amarelo a Yuri Ribeiro (84) e vermelho directo a Pelé (90), como resultado do lance em que perseguia o isolado Aboubakar e lhe pisou o tornozelo, ainda fora da grande-área.
« Última modificação: Dezembro 23, 2017, 19:22 pm por HULK VERDE »
   Taça da Liga/CTT 2017/2018 - 3.ª jornada (fase de grupos)

   Belenenses - Sporting CP [29.12.2017]
   João Pinheiro fez uma arbitragem um pouco frouxa e intermitente, nomeadamente no capítulo do critério disciplinar aplicado (ou não). Verdade seja dita que os seus auxiliares também não o ajudaram muito, mas esporadicamente foi o próprio árbitro a errar ao não seguir as suas indicações. Yebda fez inúmeras faltas, mais uma vez, como é habitual quando defronta o Sporting, cortou bolas com o braço, pisou inclusivamente o tendão de Aquiles de Battaglia (42), sem intenção de jogar a bola, e conseguiu acabar o jogo sem qualquer admoestação - o que é incrível. O que não se pode criticar é o critério na análise dos lances em que se pediu grande penalidade, para as duas equipas. Bas Dost saltou sobre Pereirinha (25), que não se encolheu e contrariou o movimento do avançado holandês, sem lugar a marcação de qualquer falta. Depois Piccini não deixou passar Benny (38), impondo o físico e ganhando-lhe a posição na grande-área do Sporting. Na 2.ª parte Coates cortou a bola sem qualquer contacto intencional com o braço (66), em deslize no centro da grande-área. E o mesmo jogador não fez qualquer falta sobre Maurides (79), quando ambos se desequilibraram e caíram na mesma área. Uma arbitragem correcta quando os lances foram analisados nas grande-áreas, portanto, no entanto desacertada no resto do campo, penalizando-a.
   (arbitragem fraquinha, com lapsos técnicos e disciplinares, porém acertada nos lances de dúvida nas duas grande-áreas, mandando sempre seguir o jogo sem assinalar penaltis que não existiram)


Estádio do Restelo
Taça da Liga - Grupo B - 3ª Jornada
29-12-2017 19:15
Árbitro: João Pinheiro (AF Braga)
Árbitros Assistentes: Nuno Eiras e Bruno Rodrigues
4º árbitro: Bruno Rebocho
6897 espectadores

   O critério disiciplinar foi contemplativo e parcimonioso, sobretudo na 1.ª parte, em que não foram exibidos quaisquer cartões. No 2.º tempo, o primeiro dos dois jogadores da equipa da casa a ser amarelado foi André Sousa (72), por agarrar William Carvalho e travar a sua progressão. O outro foi Nuno Tomás (87), por entrada dura sobre Gélson Martins. O único jogador leonino a ver cartão, já nos descontos de tempo, foi Acuña (90+2), por se envolver numa discussão e protestar, após sofrer falta junto à bandeirola de canto, no ataque. Desta vez não houve lugar para "decisões salomónicas".

   Vitória de Setúbal - Benfica [29.09.2017]
   Num jogo sem casos polémicos, Luís Ferreira conseguiu ter um desempenho correcto e aceitável, mesmo com uma ou outra falha sua e dos seus auxiliares, como por exemplo o cabeceamento de Gonçalo Paciência (10), que saiu ao lado da baliza, onde o avançado vitoriano parece partir em posição adiantada relativamente ao último defesa adversário, ou o lance do mergulho de Eliseu (23) após sentir um toque de Gonçalo Paciência nas suas costas, sem intensidade suficiente para o fazer cair. Num jogo que ficou marcado pelas lesões de Svilar (31), no lance do golo sofrido, em que embateu com a cabeça no poste, e Nenê Bonilha, cerca de 10 minutos após, por cair mal sobre o braço, a arbitragem acabou por passar incólume. Ambos foram substituídos e depois levados de ambulância para o hospital.
   (arbitragem conseguida, sem grande brilhantismo e também sem erros de palmatória, apesar de alguns lapsos)


Estádio do Bonfim
Taça da Liga - Grupo A - 3ª Jornada
29-12-2017 21:15
Árbitro: Luís Ferreira (AF Braga)
Árbitros Assistentes: Paulo Miranda e Inácio Pereira
4º árbitro: André Narciso
2736 espectadores

   4 cartões amarelos para a equipa visitante, um ainda no 1.º tempo: Filipe Augusto (24), num carrinho que atingiu André Sousa. Na 2.ª parte, Eliseu (64), que abalroou Arnold quando este o pregou ao relvado e o ia ultrapassar em sprint, a Samaris (82) por travar um ataque, e já no fim a Zivkovic, por falta anti-desportiva (90+3), todos bem exibidos. Já do lado da equipa da casa, apenas o guarda-redes Pedro Trigueira (90) viu a cartolina amarela, por demorar a bater o pontapé de baliza.

   Paços de Ferreira - FC Porto [30.12.2017]
   Bruno Esteves conseguiu realizar uma arbitragem positiva com poucos erros de avaliação, e foi bem coadjuvado pelos seus auxiliares. Bem nos vários critérios, técnicos e disciplinares. Talvez se tenha deixado levar pelo teatro subsequente no lance em que acabou por exibir o cartão vermelho, quase a acabar o jogo.
   (arbitragem sem grandes sobressaltos, adequada ao que se passou em campo)


Estádio Capital do Móvel
Taça da Liga - Grupo D - 3ª Jornada
30-12-2017 20:15
Árbitro: Bruno Esteves (AF Setúbal)
Árbitros Assistentes: Rui Cidade e Rui Teixeira
4º árbitro: Cláudio Pereira
5227 espectadores

   Bruno Esteves acabou o jogo tendo mostrado 5 cartões, 4 amarelos a jogadores do Paços de Ferreira e 1 vermelho directo a um jogador do FC Porto, todos na 2.ª parte do desafio. O primeiro deles recaiu sobre  Miguel Vieira (54). Já nos últimos 10 minutos de tempo regulamentar, começaram a sair os restantes cartões, em catadupa, primeiro Mateus Silva (81) e Gian (83), e depois a Herrera (88), por cotovelada na cara de Andrézinho, num lance em que o jogador pacense foi também admoestado com cartão amarelo, por ter agarrado o médio mexicano e impedido a sua progressão, espoletando o gesto agressivo que aproveitou para teatralizar, dando-lhe uma fraqueza alguns instantes depois do contacto do braço com a sua face.
« Última modificação: Janeiro 02, 2018, 20:52 pm por HULK VERDE »
   Liga NOS 2017/2018 - 16.ª jornada

   Feirense - FC Porto [03.01.2018]
   O desempenho de Fábio Veríssimo foi fraco, com erros de avaliação grosseiros, e um critério disciplinar oscilante, muito aquém do dos seus auxiliares, que avaliaram bem os lances de fora-de-jogo. O primeiro erro notório foi atribuir cartão amarelo a Alex Kakuba (31), quando este poderia perfeitamente ter visto o vermelho directo ao atingir Brahimi no abdómen com o joelho. Bem ao dar a lei da vantagem, que depois revogou erradamente após o remate para fora na sequência, quando devia apenas ter admoestado o jogador pela agressão cometida, expulsando-o. De recordar que Kakuba foi opção de última hora no onze titular do Feirense, substituindo Tiago Gomes. No lance que envolveu João Silva e Marcano (53) na grande-área da equipa da casa, decidiu nada assinalar, aceitando-se a decisão, pois o jogador do FC Porto entrou de rompante e com o pé em riste sobre a bola dividida, seguindo-se depois o inevitável contacto entre ambos, com a queda do central espanhol. Já no lance de Soares (78), pisado ainda antes de entrar na grande-área, e projectando-se para dentro desta, decidiu erradamente, pois além de ser falta para livre, que não assinalou, interrompeu o jogo para admoestar o avançado brasileiro com cartão amarelo, por simulação. A expulsão de Felipe (84) aceita-se, por acumulação de cartões amarelos, já depois de ter desfeito a igualdade. O jogo tornou-se a partir daí quebrado, com várias interrupções, com a equipa visitante a jogar com o cronómetro e a queimar tempo, e com um desconto de tempo dado pelo árbitro de 6 minutos, que foram ultrapassados em cerca de minuto e meio. No último livre do jogo a beneficiar o Feirense, já com vários excessos, objectos e cadeiras a voar para o relvado, no limite dos nervos e da paciência dos adeptos, permitiu que os jogadores na barreira da equipa visitante se adiantassem antes do mesmo ser executado, apitando para o final sem mandar repetir. Arbitragem polémica, num jogo que se tornou complicado de gerir, e onde, por entre decisões acertadas, houve algumas de bradar aos céus.
   (arbitragem com alguns erros técnicos, critério disciplinar igualmente errático, aquém do desempenho dos auxiliares de campo)



   Foram exibidos quatro amarelos a jogadores do Feirense, dois em cada tempo: Alex Kakuba (31), Tiago Silva (38) e depois Luís Aurélio (52) e Hugo Seco (62). Cinco cartões amarelos para jogadores do FC Porto, a saber:  Felipe (29 e 84), culminando com o cartão vermelho, Soares (78), José Sá (90+3) e Marcano (90+6).

   Vídeo-árbitro: Bruno Paixão e Venâncio Tomé não corrigiram nenhuma das decisões erradas de Fábio Veríssimo, sendo por isso penalizados, em grau ligeiramente inferior a este.

   Benfica - Sporting [03.01.2018]
   A arbitragem de Hugo Miguel não foi perfeita, e cometeu alguns erros logo ao início, por exemplo na falta por assinalar de Sálvio sobre Fábio Coentrão (3), e num ou outro lançamento lateral mal atribuído; no entanto reequilibrou-se no desenrolar da partida, e conseguiu gerir o jogo, intervindo pontualmente. Os seus auxiliares estiveram em bom plano, apesar do lance que antecede o lance do golo do Sporting suscitar dúvidas quanto à posição ligeiramente adiantada de Acuña, que estava do lado oposto ao do árbitro auxiliar - a FIFA recomenda que em caso de dúvida, o jogo prossiga sem interrupção. Não se deixou levar pelas reclamações de Jonas (34) quando este rematou dentro da grande-área contra a cabeça de Fábio Coentrão, tendo a bola posteriormente resvalado no seu braço, nem quando o mesmo aconteceu com a bola a embater no tronco de Piccini (60), desta vez sem que o avançado brasileiro tenha reclamado qualquer infracção. Do mesmo modo, considerou não haver qualquer braço na bola de William Carvalho (74), quando este disputou o lance com Jiménez na grande-área, após uma série de ressaltos, com a bola a cair entre os dois, na luta por ganhar vantagem posicional. No lance da grande penalidade evidente de Battaglia (89) foi peremptório, assinalando prontamente o desvio intencional com a mão do argentino. Foi bastante contido na exibição de cartões, que só puxou do bolso após mais de uma hora transcorrida, num jogo que teve um ou outro lance ríspido, nomeadamente Fejsa (55 e 63), que lhe poderiam ter valido a expulsão (fosse por acumulação de 2 amarelos - só exibiu na 2.ª falta - fosse por vermelho directo na entrada dura sobre Bruno Fernandes). Tudo somado, uma arbitragem não isenta de erros, mas bem conseguida, porque soube segurar o jogo e aplicar correctamente as suas regras nos lances mais difíceis e polémicos - ou pelo menos, na grande maioria deles.
   (arbitragem com um início titubeante mas que soube afirmar-se e conduzir o jogo de forma lúcida, apesar do critério disciplinar ligeiro; bem nas decisões mais difíceis)



   Num total de 3 cartões amarelos, todos exibidos na 2.ª parte, um único cartão amarelo exibido a jogadores do Benfica, Fejsa (64), e dois cartões amarelos exibidos a jogadores do Sporting: Coates (69) e Bruno César (86).

   Vídeo-árbitro: Tiago Martins e Pedro Mota não interferiram nas decisões da equipa de arbitragem de campo nem a contrariam, dando-lhe razão nas mais polémicas, apesar de alguns lances por eles revistos, com a contestação dos da casa. Hugo Miguel não as reverteu, assumindo as decisões tomadas por ele e os seus auxiliares.
« Última modificação: Janeiro 04, 2018, 03:21 am por HULK VERDE »
Citar
   Liga NOS - 16.ª jornada
   (números totais)


   Golos

   Sporting: 10 assinalados contra e a favor 33 / 1 mal assinalados contra e a favor 0 / 1 por assinalar contra e a favor 1
   FC Porto: 8 assinalados contra e a favor 41 / 0 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   Benfica  : 11 assinalados contra e a favor 38 / 0 mal assinalados contra e a favor 3 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   
   Penaltis

   Sporting: 2 assinalados contra e a favor 4 / 0 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 4
   FC Porto: 0 assinalados contra e a favor 2 / 0 mal assinalados contra e a favor 0 / 2 por assinalar contra e a favor 4
   Benfica  : 1 assinalados contra e a favor 5 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 5 por assinalar contra e a favor 0

   Offsides

   Sporting: 39 assinalados contra e a favor 19 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 0 por assinalar contra e a favor 1
   FC Porto: 44 assinalados contra e a favor 15 / 1 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   Benfica  : 37 assinalados contra e a favor 42 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 1 por assinalar contra e a favor 0

   Faltas

   Sporting: 245 faltas cometidas e sofridas 273 / 15,3 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 17,1
   FC Porto: 249 faltas cometidas e sofridas 243 / 15,6 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 15,2
   Benfica  : 275 faltas cometidas e sofridas 224 / 17,2 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 14,0

   Cartões

   Sporting: 29 (+0) atribuídos contra e a favor 37 (+1) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+0) por atribuir contra e a favor 0 (+2)
   FC Porto: 32 (+2) atribuídos contra e a favor 45 (+3) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+4) por atribuir contra e a favor 0 (+1)
   Benfica  : 29 (+1) atribuídos contra e a favor 31 (+2) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+8) por atribuir contra e a favor 0 (+2)

   Média de faltas por cartão dos adversários dos grandes

   Sporting: 273/37 = 1 cartão amarelo a cada 7,4 faltas dos adversários. (+ 1 vermelho por acumulação)
   FC Porto: 243/45 = 1 cartão amarelo a cada 5,4 faltas dos adversários. (+3 vermelhos por acumulação)
   Benfica  : 224/31 = 1 cartão amarelo a cada 7,2 faltas dos adversários. (+1 vermelho directo + 1 vermelho por acumulação)

   Média de faltas por cartão dos grandes

   Sporting: 245/29 = 1 cartão amarelo a cada 8,4 faltas.
   FC Porto: 249/32 = 1 cartão amarelo a cada 7,8 faltas. (+2 vermelhos por acumulação)
   Benfica  : 275/29 = 1 cartão amarelo a cada 9,5 faltas. (+1 vermelho por acumulação)

   Folha Disciplinar

   Sporting: 1 folha limpa contra e a favor 1 / 6 1 amarelo contra e a favor 3 / 6 2 amarelos contra e a favor 1
                                                                             0 1 vermelho contra e a favor 1 / 0 2 vermelhos contra e a favor 0
   FC Porto: 0 folha limpa contra e a favor 2 / 4 1 amarelo contra e a favor 2 / 4 2 amarelos contra e a favor 3
                                                                             2 1 vermelho contra e a favor 3 / 0 2 vermelhos contra e a favor 0
   Benfica  : 2 folha limpa contra e a favor 3 / 3 1 amarelo contra e a favor 3 / 5 2 amarelos contra e a favor 5
                                                                             1 1 vermelho contra e a favor 2 / 0 2 vermelhos contra e a favor 0

   Castigos / suspensões

   Sporting: 1 jogador
   n.º castigos (x1): Bruno César (x1)
   n.º de jogos (x1): Bruno César (x1)

   FC Porto: 4 jogadores [4 expulsões perdoadas: Maxi Pereira (x1) e Felipe (x3)]
   n.º castigos (x4): Danilo (x1); Corona (x1); Herrera* (x1); Felipe (x1)
   n.º de jogos (x5): Danilo (x1); Corona (x1); Herrera (x2); Felipe (x1)

   Benfica  : 3 jogadores [8 expulsões perdoadas: Eliseu (x2), Pizzi (x1), Luisão (x2), Salvio (x1), Jonas (x1), Fejsa (x1)]
   n.º castigos (x3): Zivkovic (x1); Samaris* (x1); Fejsa (x1)
   n.º de jogos (x4): Zivkovic (x1); Samaris (x2); Fejsa (x1)

   *castigados em jogos da Taça da Liga/CTT



   Liga NOS - 16.ª jornada
   (árbitros & VAR)


   Liga NOS -   1.ª jornada [Desportivo das Aves 0-2 Sporting CP / FC Porto 4-0 Estoril-Praia / Benfica 3-1 Braga]
                                             Tiago Martins & João Pinheiro / Hugo Miguel & Luís Ferreira / Carlos Xistra & Fábio Veríssimo

   Liga NOS -   2.ª jornada [Sporting CP 1-0 Vitória de Setúbal / Tondela 0-1 FC Porto / Chaves 0-1 Benfica]
                                 Bruno Paixão & Hugo Miguel / Fábio Veríssimo & Hélder Malheiro / Jorge Sousa & Tiago Martins

   Liga NOS -   3.ª jornada [Vitória de Guimarães 0-5 Sporting CP / Benfica 5-0 Belenenses / FC Porto 3-0 Moreirense]
                                                         Hugo Miguel & Jorge Sousa / Rui Costa & Vasco Santos / Manuel Oliveira & Tiago Martins

   Liga NOS -   4.ª jornada [Rio Ave 1-1 Benfica / Sporting CP 2-1 Estoril-Praia / Braga 0-1 FC Porto]
                            Hugo Miguel & Fábio Veríssimo / Luís Godinho & Tiago Martins / Carlos Xistra & Bruno Esteves

   Liga NOS -   5.ª jornada [Feirense 2-3 Sporting CP / Benfica 2-1 Portimonense / FC Porto 3-0 Chaves]
                    Artur Soares Dias & Tiago Martins / Gonçalo Martins & Fábio Veríssimo / Rui Oliveira  & Hugo Miguel

   Liga NOS -   6.ª jornada [Sporting CP 2-0 Tondela / Boavista 2-1 Benfica / Rio Ave 1-2 FC Porto]
                    Manuel Oliveira & Tiago Martins / Artur Soares Dias & Bruno Esteves / Jorge Sousa & Luís Godinho

   Liga NOS -   7.ª jornada [FC Porto 5-2 Portimonense / Moreirense 1-1 Sporting CP / Benfica 2-0 Paços de Ferreira]
                                      Luís Ferreira & Jorge Sousa / Luís Godinho & João Pinheiro / Carlos Xistra & Hugo Miguel

   Liga NOS -   8.ª jornada [Sporting CP 0-0 FC Porto / Marítimo 1-1 Benfica]
                                    Carlos Xistra & Hugo Miguel / Jorge Sousa & Luís Godinho

   Liga NOS -   9.ª jornada [FC Porto 6-1 Paços de Ferreira / Desportivo das Aves 1-3 Benfica / Sporting CP 5-1 Chaves]
                                 Manuel Oliveira & Fábio Veríssimo / Nuno Almeida & Vítor Ferreira / Rui Costa & Bruno Esteves

   Liga NOS - 10.ª jornada [Benfica 1-0 Feirense / Rio Ave 0-1 Sporting CP / Boavista 0-3 FC Porto]
                    Luis Godinho & Carlos Xistra / Jorge Sousa & João Capela / Hugo Miguel & Tiago Martins

   Liga NOS - 11.ª jornada [FC Porto 2-0 Belenenses / Vitória de Guimarães 1-3 Benfica / Sporting CP 2-2 Braga]
                   Fábio Veríssimo & Luis Ferreira / Artur Soares Dias & Hélder Malheiro / Carlos Xistra & Rui Costa
   
   Liga NOS - 12.ª jornada [Desportivo das Aves 1-1 FC Porto / Paços de Ferreira 1-2 Sporting CP / Benfica 6-0 Vitória de Setúbal]
                                                         Rui Costa & Bruno Esteves / Tiago Martins & Carlos Xistra / Luís Godinho & João Pinheiro

   Liga NOS - 13.ª jornada [Sporting CP 1-0 Belenenses / FC Porto 0-0 Benfica]
                                      Nuno Almeida & Luís Godinho / Jorge Sousa & Hugo Miguel

   Liga NOS - 14.ª jornada [Benfica 3-1 Estoril-Praia / Boavista 1-3 Sporting CP / Vitória de Setúbal 0-5 FC Porto]
                     João Pinheiro & Manuel Oliveira / Luís Godinho & Vasco Santos / Tiago Martins & Rui Oliveira

   Liga NOS - 15.ª jornada [Sporting CP 2-0 Portimonense / Tondela 1-5 Benfica / FC Porto - Marítimo]
                                 João Capela & Carlos Xistra / Tiago Martins & Hélder Malheiro / Manuel Mota & António Nobre

   Liga NOS - 16.ª jornada [Feirense 1-2 FC Porto / Benfica 1-1 Sporting CP]
                       Fábio Veríssimo & Bruno Paixão / Hugo Miguel & Tiago Martins

Vamos à análise da 16ª jornada, em que o todos os grandes estiveram envolvidos em polémica em relação às arbitragens.

PORTO, ou Ursos

Pontos atuais: 42
Pontos reais: 40  ( por favorecimento  :mais: real em dois pontos frente ao Belenenses (C), na 11ª jornada )

Neste jogo, o Porto foi, inclusive, prejudicado, por exemplo naquele lance do Kakuba , no entanto, venceu à mesma, por isso, nada a dizer.

Agora vou fazer uma análise conjunta ao Sporting e ao Benfica, pois jogaram juntos.

SPORTING:
Pontos atuais:40
Pontos reais:40 (tendo nós sido possivelmente prejudicados em  :menos: 2 pontos frente ao Moreirense (F) na 7ª jornada )

BENFICA, ou Enfique
Pontos atuais:37
Pontos reais:32 ( devido ao favorecimento  :mais: em 1 ponto contra o Rio Ave (F) na 4ª jornada e contra o Feirense (C) em mais  :mais: 2 pontos na 10ª jornada. É ainda possível o favorecimento em 2 pontos frente ao Portimonense (C), na 5ª jornada. Na jornada 14ª, (C) frente ao Estoril, foram favorecidos, de modo efetivo, em 2 pontos  )

Neste jogo, houve muita polémica, e vemos muita gente a afirmar que o Sporting foi peremptoriamente favorecido, no entanto, não parece que isso tenha acontecido. Os supostos penaltys de modo algum tinham que ser marcados, até me rio quando vejo benfiquistas a dizer: " Ficaram 5 penaltys por marcar pó Venfique! "  :lol: . Quanto ao lance do 1º golo, a mim, parece-me claro que o Acuña ali, estava em fora-de-jogo, mas isso é com a linha virtual, o árbitro não ia adivinhar e o VAR só pode atuar com certezas do que está a fazer, pelo que se entende. Eu diria que, neste jogo, houve um favorecimento possível para o SCP por causa deste lance, mas, tendo em conta o facto do Fejsa poder muito bem ter sido expulso quer por acumulação de cartões, quer por vermelho direto, as duas equipas foram algo beneficiadas, ainda que não de modo indubitável, ao longo do jogo, logo, nada a dizer.

Fora isso, destacar que, por aquilo que se vê, o SCP podia ter uma vantagem muito maior em relação ao SLB e talvez pudesse estar os mesmos pontos do FCP. Quanto ao Benfica, claro que a minha visão pode ser diferente da dos outros, mas que o Sporting ia ter mais pontos de vantagem, quer fossem 2,3,4 ou 5, ai ia ia. Não se esqueçam desse facto, pensem bem, e Saudações Leoninas a todos!

   Liga NOS 2017/2018 - 17.ª jornada
   
   Moreirense - SL Benfica [07.01.2018]   
   O árbitro Manuel Mota fez uma arbitragem discreta, alguns lapsos técnicos, invariavelmente o critério foi largo, mais em benefício do Benfica que da equipa de Moreira de Cónegos, que mesmo jogando em casa foi pouco aguerrida e algo macia (veja-se o 2.º golo sofrido, que sentenciou a partida). Foi um jogo mole em que o árbitro aproveitou para passear pelo relvado e aqui e ali fazer o seu trabalho.
   (arbitragem sem casos graves, mas com erros menores favoráveis ao Benfica, bastante inócua disciplinarmente)



   Critério disciplinar muito contemplativo, apesar de não ter havido lances ríspidos. O único cartão amarelo exibido pelo árbitro recaiu sobre Sagna (48), por falta sobre Grimaldo. Folha limpa para o Benfica.

   Vídeo-árbitro: Luís Godinho e Valter Rufo passaram por fora do jogo, sem se fazerem notar.

   Sporting CP - Marítimo [07.01.2018]
   Carlos Xistra realizou uma boa arbitragem, sem erros crassos com influência no resultado. Critério disciplinar muito contido, num jogo que foi disputado com correcção, com uma ou outra excepção à regra. Os dois únicos erros que merecem referência foram a jogada de ataque interrompida ao Sporting, por pretenso domínio com o braço de Ristovski (27), quando o lateral controlou a bola com o peito e a face, e a falta não assinalada de William (67) sobre Fabrício Baiano, junto à linha lateral, no meio-campo. De resto, apenas algumas falhas menores e sem relevância.
   (arbitragem tranquila e acertada, com poucos erros, critério disciplinar folgado mas ajustado ao que se passou em campo)



   O único cartão exibido caiu para o lado do Marítimo: Fabrício Baiano (61), após um corte despropositado junto à linha lateral, fazendo uma tesoura a Podence. Folha limpa para o Sporting.

   Vídeo-árbitro: A dupla composta por Bruno Esteves e o auxiliar Rui Cidade não teve qualquer participação ou influência, num jogo sem casos em que não houve necessidade da sua intervenção.

   FC Porto - Vitória de Guimarães [07.01.2018]
   Artur Soares Dias realizou uma arbitragem mediana, não isenta de erros, alguns dos quais polémicos porque em lances disputados nas grande-áreas. Apesar de manter um critério técnico relativamente consistente, foi muito mais expansivo nos momentos em que teve de punir disciplinarmente os jogadores da equipa visitante que os da equipa da casa, os quais poupou, mesmo quando ao intervalo, a perder por 0-1, o pressionaram e reclamaram das suas decisões, cercando-o. No fim, uma arbitragem fraquinha mas suficiente, mais penalizadora com os visitantes que com os da casa, mesmo considerando que no golo inaugural da partida, alcançado por Raphinha (22), este pode estar adiantado no momento em que a bola lhe é passada, por poucos milímetros.
   (arbitragem suficiente, alguns erros e critério disciplinar dual, tímida perante os excessos dos jogadores do FC Porto)



   3 cartões amarelos exibidos ao Vitória de Guimarães, Rafael Miranda (35), Hurtado (41), por demora a bater um pontapé de canto (!), e Marcos Valente (74), já no segundo tempo. O FC Porto acabou o jogo com a folha disciplinar em branco.

   Vídeo-árbitro: António Nobre e seu auxiliar Pedro Martins não se fizeram notar, nem nos lances de possível penalti, coadjuvando sempre a decisão de deixar seguir da equipa de campo.
« Última modificação: Janeiro 08, 2018, 00:25 am por HULK VERDE »
Citar
   Liga NOS - 17.ª jornada
   (números totais)


   Golos

   Sporting: 10 assinalados contra e a favor 38 / 1 mal assinalados contra e a favor 0 / 1 por assinalar contra e a favor 1
   FC Porto: 10 assinalados contra e a favor 45 / 0 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   Benfica  : 11 assinalados contra e a favor 40 / 0 mal assinalados contra e a favor 3 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   
   Penaltis

   Sporting: 2 assinalados contra e a favor 4 / 0 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 4
   FC Porto: 0 assinalados contra e a favor 2 / 0 mal assinalados contra e a favor 0 / 2 por assinalar contra e a favor 4
   Benfica  : 1 assinalados contra e a favor 5 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 5 por assinalar contra e a favor 0

   Offsides

   Sporting: 41 assinalados contra e a favor 19 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 0 por assinalar contra e a favor 1
   FC Porto: 46 assinalados contra e a favor 15 / 1 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   Benfica  : 39 assinalados contra e a favor 44 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 1 por assinalar contra e a favor 0

   Faltas

   Sporting: 258 faltas cometidas e sofridas 288 / 15,2 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 16,9
   FC Porto: 263 faltas cometidas e sofridas 262 / 15,5 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 15,4
   Benfica  : 283 faltas cometidas e sofridas 242 / 16,6 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 14,2

   Cartões

   Sporting: 29 (+0) atribuídos contra e a favor 38 (+1) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+0) por atribuir contra e a favor 0 (+2)
   FC Porto: 32 (+2) atribuídos contra e a favor 48 (+3) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+4) por atribuir contra e a favor 0 (+1)
   Benfica  : 29 (+1) atribuídos contra e a favor 32 (+2) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+8) por atribuir contra e a favor 0 (+2)

   Média de faltas por cartão dos adversários dos grandes

   Sporting: 288/38 = 1 cartão amarelo a cada 7,6 faltas dos adversários. (+ 1 vermelho por acumulação)
   FC Porto: 262/48 = 1 cartão amarelo a cada 5,5 faltas dos adversários. (+3 vermelhos por acumulação)
   Benfica  : 242/32 = 1 cartão amarelo a cada 7,6 faltas dos adversários. (+1 vermelho directo + 1 vermelho por acumulação)

   Média de faltas por cartão dos grandes

   Sporting: 258/29 = 1 cartão amarelo a cada 8,9 faltas.
   FC Porto: 263/32 = 1 cartão amarelo a cada 8,2 faltas. (+2 vermelhos por acumulação)
   Benfica  : 283/29 = 1 cartão amarelo a cada 9,8 faltas. (+1 vermelho por acumulação)

   Folha Disciplinar

   Sporting: 1 folha limpa contra e a favor 2 / 6 1 amarelo contra e a favor 4 / 6 2 amarelos contra e a favor 1
                                                                             0 1 vermelho contra e a favor 1 / 0 2 vermelhos contra e a favor 0
   FC Porto: 0 folha limpa contra e a favor 3 / 4 1 amarelo contra e a favor 2 / 4 2 amarelos contra e a favor 3
                                                                             2 1 vermelho contra e a favor 3 / 0 2 vermelhos contra e a favor 0
   Benfica  : 2 folha limpa contra e a favor 4 / 3 1 amarelo contra e a favor 4 / 5 2 amarelos contra e a favor 5
                                                                             1 1 vermelho contra e a favor 2 / 0 2 vermelhos contra e a favor 0

   Castigos / suspensões

   Sporting: 1 jogador
   n.º castigos (x1): Bruno César (x1)
   n.º de jogos (x1): Bruno César (x1)

   FC Porto: 4 jogadores [4 expulsões perdoadas: Maxi Pereira (x1) e Felipe (x3)]
   n.º castigos (x4): Danilo (x1); Corona (x1); Herrera* (x1); Felipe (x1)
   n.º de jogos (x5): Danilo (x1); Corona (x1); Herrera (x2); Felipe (x1)

   Benfica  : 3 jogadores [8 expulsões perdoadas: Eliseu (x2), Pizzi (x1), Luisão (x2), Salvio (x1), Jonas (x1), Fejsa (x1)]
   n.º castigos (x3): Zivkovic (x1); Samaris* (x1); Fejsa (x1)
   n.º de jogos (x4): Zivkovic (x1); Samaris (x2); Fejsa (x1)

   *castigados em jogos da Taça da Liga/CTT



   Liga NOS - 17.ª jornada
   (árbitros & VAR)


   Liga NOS -   1.ª jornada [Desportivo das Aves 0-2 Sporting CP / FC Porto 4-0 Estoril-Praia / Benfica 3-1 Braga]
                                             Tiago Martins & João Pinheiro / Hugo Miguel & Luís Ferreira / Carlos Xistra & Fábio Veríssimo

   Liga NOS -   2.ª jornada [Sporting CP 1-0 Vitória de Setúbal / Tondela 0-1 FC Porto / Chaves 0-1 Benfica]
                                 Bruno Paixão & Hugo Miguel / Fábio Veríssimo & Hélder Malheiro / Jorge Sousa & Tiago Martins

   Liga NOS -   3.ª jornada [Vitória de Guimarães 0-5 Sporting CP / Benfica 5-0 Belenenses / FC Porto 3-0 Moreirense]
                                                         Hugo Miguel & Jorge Sousa / Rui Costa & Vasco Santos / Manuel Oliveira & Tiago Martins

   Liga NOS -   4.ª jornada [Rio Ave 1-1 Benfica / Sporting CP 2-1 Estoril-Praia / Braga 0-1 FC Porto]
                            Hugo Miguel & Fábio Veríssimo / Luís Godinho & Tiago Martins / Carlos Xistra & Bruno Esteves

   Liga NOS -   5.ª jornada [Feirense 2-3 Sporting CP / Benfica 2-1 Portimonense / FC Porto 3-0 Chaves]
                    Artur Soares Dias & Tiago Martins / Gonçalo Martins & Fábio Veríssimo / Rui Oliveira  & Hugo Miguel

   Liga NOS -   6.ª jornada [Sporting CP 2-0 Tondela / Boavista 2-1 Benfica / Rio Ave 1-2 FC Porto]
                    Manuel Oliveira & Tiago Martins / Artur Soares Dias & Bruno Esteves / Jorge Sousa & Luís Godinho

   Liga NOS -   7.ª jornada [FC Porto 5-2 Portimonense / Moreirense 1-1 Sporting CP / Benfica 2-0 Paços de Ferreira]
                                      Luís Ferreira & Jorge Sousa / Luís Godinho & João Pinheiro / Carlos Xistra & Hugo Miguel

   Liga NOS -   8.ª jornada [Sporting CP 0-0 FC Porto / Marítimo 1-1 Benfica]
                                    Carlos Xistra & Hugo Miguel / Jorge Sousa & Luís Godinho

   Liga NOS -   9.ª jornada [FC Porto 6-1 Paços de Ferreira / Desportivo das Aves 1-3 Benfica / Sporting CP 5-1 Chaves]
                                 Manuel Oliveira & Fábio Veríssimo / Nuno Almeida & Vítor Ferreira / Rui Costa & Bruno Esteves

   Liga NOS - 10.ª jornada [Benfica 1-0 Feirense / Rio Ave 0-1 Sporting CP / Boavista 0-3 FC Porto]
                    Luis Godinho & Carlos Xistra / Jorge Sousa & João Capela / Hugo Miguel & Tiago Martins

   Liga NOS - 11.ª jornada [FC Porto 2-0 Belenenses / Vitória de Guimarães 1-3 Benfica / Sporting CP 2-2 Braga]
                   Fábio Veríssimo & Luis Ferreira / Artur Soares Dias & Hélder Malheiro / Carlos Xistra & Rui Costa
   
   Liga NOS - 12.ª jornada [Desportivo das Aves 1-1 FC Porto / Paços de Ferreira 1-2 Sporting CP / Benfica 6-0 Vitória de Setúbal]
                                                         Rui Costa & Bruno Esteves / Tiago Martins & Carlos Xistra / Luís Godinho & João Pinheiro

   Liga NOS - 13.ª jornada [Sporting CP 1-0 Belenenses / FC Porto 0-0 Benfica]
                                      Nuno Almeida & Luís Godinho / Jorge Sousa & Hugo Miguel

   Liga NOS - 14.ª jornada [Benfica 3-1 Estoril-Praia / Boavista 1-3 Sporting CP / Vitória de Setúbal 0-5 FC Porto]
                     João Pinheiro & Manuel Oliveira / Luís Godinho & Vasco Santos / Tiago Martins & Rui Oliveira

   Liga NOS - 15.ª jornada [Sporting CP 2-0 Portimonense / Tondela 1-5 Benfica / FC Porto - Marítimo]
                                 João Capela & Carlos Xistra / Tiago Martins & Hélder Malheiro / Manuel Mota & António Nobre

   Liga NOS - 16.ª jornada [Feirense 1-2 FC Porto / Benfica 1-1 Sporting CP]
                       Fábio Veríssimo & Bruno Paixão / Hugo Miguel & Tiago Martins
   
   Liga NOS - 17.ª jornada [Moreirense 0-2 Benfica / Sporting CP 5-0 Marítimo / FC Porto 4-2 Vitória de Guimarães]
                          Manuel Mota & Luís Godinho / Carlos Xistra & Bruno Esteves / Artur Soares Dias & António Nobre

Aqui fica a análise de mais uma jornada, a 17ª, uma jornada que marca a viragem da 1ª para a 2ª volta. Esta jornada, ao contrário da última, foi bem mais calma. Vou começar, obviamente, pelo nosso grande amor!

SPORTING
Pontos atuais:43
Pontos reais:43 ( tendo sido possivelmente prejudicada em :menos: dois pontos , contra o Moreirense, fora, na 7ª jornada )

Jornada calma. Talvez fossemos prejudicados mas apenas em um ou outro lance absolutamente irrelevante, ainda para mais tendo em conta o belo resultado que alcançamos.

Benfica, ou Lavandaria
Pontos atuais:40
Pontos reais: 35 ( devido ao favorecimento  :mais: em 1 ponto contra o Rio Ave (F) na 4ª jornada e contra o Feirense (C) em mais  :mais: 2 pontos na 10ª jornada. É ainda possível o favorecimento em 2 pontos frente ao Portimonense (C), na 5ª jornada. Na jornada 14ª, (C) frente ao Estoril, foram favorecidos, de modo efetivo, em 2 pontos  )

Não se passou nada de especial a nível da arbitragem nesta jornada. Mais uma vez, lembro: podíamos estar muito bem, muito facilmente, não a 3 mas sim a 6,7,8,9,10 pontos de vantagem, na minha ótica 8 ...

Porto, ou Bonecada
Pontos atuais: 45
Pontos reais: 43 ( por favorecimento  :mais: real em dois pontos frente ao Belenenses (C), na 11ª jornada )


Jornada calma, também. Nesta jornadas é frustrante fazer este trabalho  :lol:. Até pode haver fora-de-jogo do Raphinha no golo mas, tendo em conta o 4-2, não podemos dizer que foi relevante.

Qualquer dúvida ou sugestão, podem perguntar aqui ou por mensagem, quer a mim quer ao @HULK VERDE  . Também aceitamos sugestões e material extra, se acharem por bem  :great: !

Saudações Leoninas!


« Última modificação: Janeiro 10, 2018, 14:50 pm por AndreCruzomago »
   Taça de Portugal/Placard - 1/4 de final

   Cova da Piedade - Sporting CP [10.01.2018]
   A equipa de arbitragem liderada por Rui Costa cometeu erros desnecessários ao longo do desafio e apresentou um critério técnico questionável. Começaram cedo os lapsos, por exemplo no canto por assinalar a favor do Cova da Piedade, após o ataque finalizado por Robson (11), que falhou o alvo, mas cujo remate enrolado ressaltou em Fábio Coentrão, o que fez a bola ganhar efeito e ainda roçar o poste por fora antes de sair. Apesar de alguns outros lapsos aqui e ali, a 1.ª parte nem teve grandes sobressaltos nas intervenções arbitrais. O pior chegaria na 2.ª metade, em que assinalou penalti peremptoriamente contra o Sporting CP (57), por entender que houve mão na bola, mas na área contrária não conseguiu descortinar nenhuma infracção em 3 ou 4 lances, alguns deles por motivos semelhantes, outros por obstruções e bloqueios aos atacantes, como no lance em que Bruno Fernandes (66) foi travado. Rui Costa foi igual a si mesmo e teve uma prestação aquém da mediania, cumprindo apenas os mínimos, conseguindo não ter efeitos demasiado nocivos para a verdade desportiva, apesar da sua inclinação para a deturpar.
   (arbitragem fraca, critério disciplinar vago, assim como o relativo à marcação de grandes penalidades, ainda mais ténue)


Estádio do Bonfim
Taça de Portugal - 1/4 Final - 1/4 Final
10-01-2018 20:30
Árbitro: Rui Costa (AF Porto)
Árbitros Assistentes: Rui Licínio e Nuno Manso
4º árbitro: Hélder Malheiro
3500 espectadores

   3 cartões amarelos exibidos, todos na 2.ª parte. Um penalizando André Pinto (58), pelo penalti que lhe foi atribuído, e dois cartões amarelos exibidos a jogadores do Cova da Piedade, já nos últimos dez minutos; Adilson (84) e Soares (90+2).

   Moreirense - FC Porto [11.01.2018]
   Manuel Oliveira, árbitro nomeado da AF do Porto, conduziu o jogo de forma muito peculiar, evitando sempre assinalar faltas à equipa visitante perto da sua área e apitando várias faltas favoráveis à mesma equipa no reduto do Moreirense. Tendência que se foi acentuando ao longo do jogo. Quanto a lances polémicos, para além da dualidade de critérios que penalizou a equipa da casa em inúmeros lances, existiu a queda de Hernâni (50) na área do Moreirense, tocado quando se elevou para cabecear a bola, lance sem qualquer perigo em que se pediu penalti, quando nem sequer a bola estava controlada e o jogador se deslocava, de costas para a baliza, para o limite da área, do lado direito do ataque. O árbitro não assinalou qualquer infracção, assim como 15 minutos depois, onde o mesmo jogador (65) aproveitou mais uma perda de bola para se projectar para o chão.
   (arbitragem fraca com critério técnico e disciplinar favorável à equipa visitante)


Estádio Com. Joaquim Almeida Freitas
Taça de Portugal - 1/4 Final - 1/4 Final
11-01-2018 20:30
Árbitro: Manuel Oliveira (AF Porto)
Árbitros Assistentes: Pedro Ribeiro e Tiago Leandro
4º árbitro: Vasco Santos
4154 espectadores

   Foram exibidos dois amarelos a jogadores do Moreirense, já no 2.º tempo: Koffi (56) e Iago (79). Folha limpa para jogadores do FC Porto.
« Última modificação: Janeiro 18, 2018, 09:38 am por HULK VERDE »
   Liga NOS 2017/2018 - 18.ª jornada
   
   Braga - SL Benfica [13.01.2018]
   Artur Soares Dias fez uma arbitragem muito errática, com várias falhas técnicas e disciplinares, e o seu critério na exibição de cartões foi permissivo. Erros muito frequentes da equipa de arbitragem. Quanto ao lance mais polémico, um penalti não assinalado sobre Jonas (47), há que referir que existiu um fora-de-jogo que o precedeu do avançado brasileiro, bastante evidente, pois encontrava-se isolado no centro da grande-área, e que não foi assinalado. Por outro lado, já no último quarto de hora da partida, Rúben Dias empurrou Diego Sousa (82), num lance para a marcação de grande penalidade, desta vez a favor do Braga, que perdia por 1-2. Para além da tolerância no critério disciplinar a algumas faltas merecedoras de cartão amarelo de jogadores da equipa visitante, uma delas na origem do lance do 3.º golo da equipa visitante, de André Almeida sobre o seu homónimo Horta (90), que até podia ser expulso pois já tinha sido amarelado, pouco mais há a destacar da arbitragem realizada, bastante aquém do mínimo exigível a um árbitro internacional que é considerado oficialmente dos melhores actualmente em actividade.
   (arbitragem bastante fraca, permeada com erros técnicos e disciplinares do árbitro e dos auxiliares)


Fora-de-jogo não assinalado a Jonas, que precede o lance do penalti que ficou por assinalar sobre o mesmo jogador (47)


    Numa equipa do Braga pouco agressiva, apesar das inúmeras perdas de bola e do caudal de jogo permitido do adversário, 2 jogadores viram o cartão amarelo: Ricardo Esgaio (41), o único cartão que o árbitro exibiu na 1.ª parte, e João Carlos Teixeira (85). Ao Benfica, foram exibidos 3 cartões, André Almeida (52), Pizzi (56) e Fejsa (89). O sérvio conseguiu mais uma fez fazer mais do que uma falta para cartão amarelo e evitar a expulsão, e o próprio lateral direito português também escapou de boa. Apesar de vários lances destes, a contenção do árbitro não originou males maiores nem que o jogo se tornasse demasiado quezilento e os ânimos se exaltassem.

   Vídeo-árbitro: Luís Godinho e Valter Rufo nunca se pronunciaram contra as decisões da equipa de campo de forma perceptível, nem por esta foram solicitados a fim de esclarecer quer os lances de grande penalidade que ficaram por marcar, uma para cada lado, quer o fora-de-jogo de Jonas (47) que precedeu o lance de grande penalidade cometida pelo Braga, nem interferiu no seu critério técnico e disciplinar - e tanto que haveria por corrigir...

   Sporting CP - Desportivo das Aves [14.01.2018]
   João Pinheiro pautou-se por uma arbitragem de bom nível, quase irrepreensível, mesmo considerando o lance de possível grande penalidade sobre Bas Dost (61), em que o benefício da dúvida ao critério do árbitro tem de ser considerado. Com uma ou outra falha que possa ter havido no resto do jogo, sobretudo na 1.ª parte, em que Gelson Martins foi bastante fustigado e inclusivamente assistido (7), sem que pelo menos 2 faltas que sofreu fossem assinaladas, o árbitro e os seus auxiliares permitiram o normal desenrolar do jogo, que foi bem disputado e não teve lances demasiado agressivos nem quezílias de qualquer espécie.
   (arbitragem bem conseguida, com poucos erros técnicos e disciplinares, aceitando-se as decisões críticas nas grande-áreas pois existem dúvidas nos lances não assinalados, pouco claros, e o único assinalado foi evidente)



   Jogo correcto de parte a parte, sem qualquer registo disciplinar para ambas as equipas.

   Vídeo-árbitro: A dupla Jorge Sousa e João Bessa Silva solicitou a análise do lance em que Bas Dost (61) caiu na grande-área após ter sido empurrado pelas costas, que após observação do vídeo pelo árbitro principal, e por aparentemente não haver repetição suficientemente esclarecedora, não teve qualquer provimento, prevalecendo o seu critério. Aceita-se a decisão do árbitro, mas as dúvidas permanecem nesse lance. No outro lance de penalti reclamado, desta vez na área do Sporting, envolvendo Alexandre Guedes e Fábio Coentrão (35), a equipa de campo não entendeu que houvesse falta, e o VAR nada relatou. Já o penalti assinalado sobre Gélson Martins (50) foi corroborado pelo VAR, que cumpriu bem a sua função.

   Estoril-Praia - FC Porto [15.01.2018 - 1.ª parte]
   Vasco Santos conduziu a primeira parte sem grandes sobressaltos, o pior chegou ao intervalo com os adeptos visitantes a abandonarem a bancada para o relvado, pela sensação de instabilidade e por suspeita de dano estrutural e eventual possibilidade de colapso, apesar de alguns espectadores terem referido a intenção das forças da autoridade de os conduzirem para o exterior do estádio passando por baixo da estrutura.
   (arbitragem aceitável, suspendendo o jogo por falta de condições regulamentares ao intervalo)


Estádio da Amoreira ao intervalo do jogo, após o abandono da bancada pelos espectadores que ocuparam o relvado


   Na 1.ª parte foi exibido um cartão amarelo a cada equipa, Diego Reyes (16) e Renan (42).

   Vídeo-árbitro: Luís Ferreira e o assistente Paulo Miranda não fizeram qualquer intervenção digna de registo, nos 45 minutos disputados.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

   Estoril-Praia - FC Porto [21.02.2018- 2.ª parte]
   Vasco Santos e os auxiliares conseguiram na segunda parte arrasar por completo a sua prestação 38 dias atrás, começando logo com o golo do empate do FC Porto (53). Um livre batido para grande-área com Soares e mais dois jogadores azuis a partirem em fora-de-jogo, o avançado brasileiro a fazer-se ao lance de cabeça, e o guarda-redes Renan a ser iludido pelo seu movimento, com a bola a acabar dentro da baliza. O golo não só foi validado pela equipa de campo, como pelo próprio VAR, ficando indelevelmente manchada a arbitragem com um erro grosseiro e clamoroso que passou em claro. A partir daí, vários erros disciplinares, com permissividade perante as faltas e obstruções anti-desportivas da equipa visitante. Logo a seguir, Sérgio Oliveira (54) cortou a bola com o braço e após perder o ressalto fez obstrução clara, falta que o árbitro assinalou mas não puniu disciplinarmente, tal como a obstrução de Soares a Renan (62), impedido de lançar o ataque. Marega caiu na grande-área, após ter sido desarmado no ombro-a-ombro com Halliche (66), sem qualquer falta. O lance mais crispado envolveu Brahimi e Victor Andrade (69), após este ter sido travado por Diogo Dallot quando saía em corrida para o contra-ataque, ficando o cartão amarelo por exibir ao autor da falta, já que os primeiros foram admoestados com cartão amarelo por se envolverem em picardia, tendo o árbitro sido benévolo.
   (arbitragem que descambou nos segundos 45 minutos, erro grave no lance do golo do empate do FC Porto, que nem o VAR corrigiu, critério disciplinar pouco rigoroso)


Fora-de-jogo não assinalado a Soares no lance do golo do empate (53)


   Na 2.ª parte saíram novamente 2 cartões amarelos, um para cada lado, Brahimi e Victor Andrade (69), precisamente na altercação que ambos tiveram, e que lhes poderia ter valido o vermelho directo, se o árbitro tivesse sido rigoroso. No somatório das 2 partes, separadas por mais de cinco semanas, 2 cartões amarelos para cada equipa.

   Vídeo-árbitro: Nos 45 minutos disputados da 2.ª parte Luís Ferreira e o assistente Paulo Miranda falharam redondamente, e logo no lance do golo do empate do FC Porto, em que foram incapazes de verificar que havia 3 jogadores em fora-de-jogo no momento que o livre é batido, um deles fazendo-se à bola e enganando o guarda-redes do Estoril-Praia. Falha clamorosa do vídeo-árbitro, do árbitro principal e do assistente, que conjuntamente com os outros erros da equipa de campo mancham o seu desempenho 38 dias depois de se ter disputado a 1.ª parte desta partida, interrompida ao intervalo.
« Última modificação: Fevereiro 28, 2018, 13:18 pm por HULK VERDE »
Ora boa noite a todos ! Vim agora de Avioncito fazer a análise da jornada 18  :P !

Começando pelo nosso clube:

SPORTING:

Pontos atuais: 46
Pontos reais: 46 ( tendo sido possivelmente prejudicado em :menos: dois pontos , contra o Moreirense, fora, na 7ª jornada )

Creio que neste jogo houve alguns momentos dúbios, como o @HULK VERDE explicou, mas nada decisivo até porque foram de parte a parte e estiveram longe de serem escandalosos. Nada a relatar.

Benfica, ou Máfia

Pontos atuais: 43
Pontos reais: 36 (  ( devido ao favorecimento  :mais: em 1 ponto contra o Rio Ave (F) na 4ª jornada e contra o Feirense (C) em mais  :mais: 2 pontos na 10ª jornada. É ainda possível o favorecimento em 2 pontos frente ao Portimonense (C). 18ª frente ao Braga (F) foram favorecidos em dois pontos também de modo efetivo. Na jornada 14ª, (C) frente ao Estoril, foram favorecidos, de modo efetivo, em 2 pontos. )

E continua este campeonato a favorecer claramente o clube de sempre, e eu a ter que acrescentar mais um jogo nas notas sobre o Beneficia. Pois desta feita, ficou um penalty por marcar, aos 82 minutos, sobre o Dyego Sousa, pelo R. Dias, a favor do Braga, quando estava 2-1. Pois no caso do penalty ser convertido, ficava nada mais nada menos que 3-2. Pois curiosamente, o próprio 3-1 foi precedido de falta para amarelo e vermelho de André Almeida. Por tudo isto, parece claro que não fossem os árbitros, o resultado poderia ter sido, vá, diferente  :lol: . Oh @HULK VERDE , tu não tens vídeo do lance do penalty sobre o Dyego Sousa ?

Porto, ou Clube de Chá

Pontos atuais: 45 ( ter em conta que têm menos um jogo )
Pontos reais: 43 ( por favorecimento  :mais: real em dois pontos frente ao Belenenses (C), na 11ª jornada )

Eh pah, este jogo já teve palhaçada suficiente para ainda ter havido uma arbitragem escandalosa apenas em 45 minutos  :lol: . Falamos mais tarde, quando este jogo for completado ( se é que vai ser ... ).


De notar que, estaríamos em 1º lugar. Não esquecer. E com cerca de 10 pontos de vantagem em relação ao Benfica. 10pontos...


Saudações Leoninas!

« Última modificação: Fevereiro 01, 2018, 19:43 pm por AndreCruzomago »
Citar
   Liga NOS - 18.ª jornada
   (números totais)

   * falta contabilizar o jogo Estoril-Praia - FC Porto

   Golos

   Sporting: 10 assinalados contra e a favor 41 / 1 mal assinalados contra e a favor 0 / 1 por assinalar contra e a favor 1
   FC Porto: 10 assinalados contra e a favor 45 / 0 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   Benfica  : 12 assinalados contra e a favor 43 / 0 mal assinalados contra e a favor 3 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   
   Penaltis

   Sporting: 2 assinalados contra e a favor 5 / 0 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 5
   FC Porto: 0 assinalados contra e a favor 2 / 0 mal assinalados contra e a favor 0 / 2 por assinalar contra e a favor 4
   Benfica  : 1 assinalados contra e a favor 5 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 6 por assinalar contra e a favor 1

   Offsides

   Sporting: 42 assinalados contra e a favor 22 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 0 por assinalar contra e a favor 1
   FC Porto: 46 assinalados contra e a favor 15 / 1 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   Benfica  : 40 assinalados contra e a favor 47 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 2 por assinalar contra e a favor 0

   Faltas

   Sporting: 272 faltas cometidas e sofridas 303 / 15,1 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 16,8
   FC Porto: 263 faltas cometidas e sofridas 262 / 15,5 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 15,4
   Benfica  : 296 faltas cometidas e sofridas 255 / 16,4 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 14,2

   Cartões

   Sporting: 29 (+0) atribuídos contra e a favor 38 (+1) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+0) por atribuir contra e a favor 0 (+2)
   FC Porto: 32 (+2) atribuídos contra e a favor 48 (+3) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+4) por atribuir contra e a favor 0 (+1)
   Benfica  : 32 (+1) atribuídos contra e a favor 34 (+2) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+8) por atribuir contra e a favor 0 (+2)

   Média de faltas por cartão dos adversários dos grandes

   Sporting: 303/38 = 1 cartão amarelo a cada 8,0 faltas dos adversários. (+ 1 vermelho por acumulação)
   FC Porto: 262/48 = 1 cartão amarelo a cada 5,5 faltas dos adversários. (+3 vermelhos por acumulação)
   Benfica  : 255/34 = 1 cartão amarelo a cada 7,5 faltas dos adversários. (+1 vermelho directo + 1 vermelho por acumulação)

   Média de faltas por cartão dos grandes

   Sporting: 272/29 = 1 cartão amarelo a cada 9,4 faltas.
   FC Porto: 263/32 = 1 cartão amarelo a cada 8,2 faltas. (+2 vermelhos por acumulação)
   Benfica  : 296/32 = 1 cartão amarelo a cada 9,3 faltas. (+1 vermelho por acumulação)

   Folha Disciplinar

   Sporting: 2 folha limpa contra e a favor 3 / 6 1 amarelo contra e a favor 4 / 6 2 amarelos contra e a favor 1
                                                                             0 1 vermelho contra e a favor 1 / 0 2 vermelhos contra e a favor 0
   FC Porto: 0 folha limpa contra e a favor 3 / 4 1 amarelo contra e a favor 2 / 4 2 amarelos contra e a favor 3
                                                                             2 1 vermelho contra e a favor 3 / 0 2 vermelhos contra e a favor 0
   Benfica  : 2 folha limpa contra e a favor 4 / 3 1 amarelo contra e a favor 4 / 5 2 amarelos contra e a favor 6
                                                                             1 1 vermelho contra e a favor 2 / 0 2 vermelhos contra e a favor 0

   Castigos / suspensões

   Sporting: 1 jogador
   n.º castigos (x1): Bruno César (x1)
   n.º de jogos (x1): Bruno César (x1)

   FC Porto: 4 jogadores [4 expulsões perdoadas: Maxi Pereira (x1) e Felipe (x3)]
   n.º castigos (x4): Danilo (x1); Corona (x1); Herrera* (x1); Felipe (x1)
   n.º de jogos (x5): Danilo (x1); Corona (x1); Herrera (x2); Felipe (x1)

   Benfica  : 4 jogadores [8 expulsões perdoadas: Eliseu (x2), Pizzi (x1), Luisão (x2), Salvio (x1), Jonas (x1), Fejsa (x1)]
   n.º castigos (x4): Zivkovic (x1); Samaris* (x1); Fejsa (x1); André Almeida (x1)
   n.º de jogos (x5): Zivkovic (x1); Samaris (x2); Fejsa (x1); André Almeida (x1)

   *castigados em jogos da Taça da Liga/CTT



   Liga NOS - 18.ª jornada
   (árbitros & VAR)


   Liga NOS -   1.ª jornada [Desportivo das Aves 0-2 Sporting CP / FC Porto 4-0 Estoril-Praia / Benfica 3-1 Braga]
                                             Tiago Martins & João Pinheiro / Hugo Miguel & Luís Ferreira / Carlos Xistra & Fábio Veríssimo

   Liga NOS -   2.ª jornada [Sporting CP 1-0 Vitória de Setúbal / Tondela 0-1 FC Porto / Chaves 0-1 Benfica]
                                 Bruno Paixão & Hugo Miguel / Fábio Veríssimo & Hélder Malheiro / Jorge Sousa & Tiago Martins

   Liga NOS -   3.ª jornada [Vitória de Guimarães 0-5 Sporting CP / Benfica 5-0 Belenenses / FC Porto 3-0 Moreirense]
                                                         Hugo Miguel & Jorge Sousa / Rui Costa & Vasco Santos / Manuel Oliveira & Tiago Martins

   Liga NOS -   4.ª jornada [Rio Ave 1-1 Benfica / Sporting CP 2-1 Estoril-Praia / Braga 0-1 FC Porto]
                            Hugo Miguel & Fábio Veríssimo / Luís Godinho & Tiago Martins / Carlos Xistra & Bruno Esteves

   Liga NOS -   5.ª jornada [Feirense 2-3 Sporting CP / Benfica 2-1 Portimonense / FC Porto 3-0 Chaves]
                    Artur Soares Dias & Tiago Martins / Gonçalo Martins & Fábio Veríssimo / Rui Oliveira  & Hugo Miguel

   Liga NOS -   6.ª jornada [Sporting CP 2-0 Tondela / Boavista 2-1 Benfica / Rio Ave 1-2 FC Porto]
                    Manuel Oliveira & Tiago Martins / Artur Soares Dias & Bruno Esteves / Jorge Sousa & Luís Godinho

   Liga NOS -   7.ª jornada [FC Porto 5-2 Portimonense / Moreirense 1-1 Sporting CP / Benfica 2-0 Paços de Ferreira]
                                      Luís Ferreira & Jorge Sousa / Luís Godinho & João Pinheiro / Carlos Xistra & Hugo Miguel

   Liga NOS -   8.ª jornada [Sporting CP 0-0 FC Porto / Marítimo 1-1 Benfica]
                                    Carlos Xistra & Hugo Miguel / Jorge Sousa & Luís Godinho

   Liga NOS -   9.ª jornada [FC Porto 6-1 Paços de Ferreira / Desportivo das Aves 1-3 Benfica / Sporting CP 5-1 Chaves]
                                 Manuel Oliveira & Fábio Veríssimo / Nuno Almeida & Vítor Ferreira / Rui Costa & Bruno Esteves

   Liga NOS - 10.ª jornada [Benfica 1-0 Feirense / Rio Ave 0-1 Sporting CP / Boavista 0-3 FC Porto]
                    Luis Godinho & Carlos Xistra / Jorge Sousa & João Capela / Hugo Miguel & Tiago Martins

   Liga NOS - 11.ª jornada [FC Porto 2-0 Belenenses / Vitória de Guimarães 1-3 Benfica / Sporting CP 2-2 Braga]
                   Fábio Veríssimo & Luis Ferreira / Artur Soares Dias & Hélder Malheiro / Carlos Xistra & Rui Costa
   
   Liga NOS - 12.ª jornada [Desportivo das Aves 1-1 FC Porto / Paços de Ferreira 1-2 Sporting CP / Benfica 6-0 Vitória de Setúbal]
                                                         Rui Costa & Bruno Esteves / Tiago Martins & Carlos Xistra / Luís Godinho & João Pinheiro

   Liga NOS - 13.ª jornada [Sporting CP 1-0 Belenenses / FC Porto 0-0 Benfica]
                                      Nuno Almeida & Luís Godinho / Jorge Sousa & Hugo Miguel

   Liga NOS - 14.ª jornada [Benfica 3-1 Estoril-Praia / Boavista 1-3 Sporting CP / Vitória de Setúbal 0-5 FC Porto]
                     João Pinheiro & Manuel Oliveira / Luís Godinho & Vasco Santos / Tiago Martins & Rui Oliveira

   Liga NOS - 15.ª jornada [Sporting CP 2-0 Portimonense / Tondela 1-5 Benfica / FC Porto - Marítimo]
                                 João Capela & Carlos Xistra / Tiago Martins & Hélder Malheiro / Manuel Mota & António Nobre

   Liga NOS - 16.ª jornada [Feirense 1-2 FC Porto / Benfica 1-1 Sporting CP]
                       Fábio Veríssimo & Bruno Paixão / Hugo Miguel & Tiago Martins
   
   Liga NOS - 17.ª jornada [Moreirense 0-2 Benfica / Sporting CP 5-0 Marítimo / FC Porto 4-2 Vitória de Guimarães]
                          Manuel Mota & Luís Godinho / Carlos Xistra & Bruno Esteves / Artur Soares Dias & António Nobre

   Liga NOS - 18.ª jornada [Braga 1-3 Benfica / Sporting CP 3-0 Desportivo das Aves / Estoril 1-0 FC Porto*]
                    Artur Soares Dias & Luís Godinho / João Pinheiro & Jorge Sousa / Vasco Santos & Luís Ferreira
 
          * resultado ao intervalo
« Última modificação: Janeiro 18, 2018, 10:14 am por HULK VERDE »
   Liga NOS 2017/2018 - 19.ª jornada

   Vitória de Setúbal - Sporting CP [19.01.2018]
   Fábio Veríssimo conseguiu arbitrar este jogo sem dar muito nas vistas, apesar de alguns erros repartidos com os seus auxiliares, nomeadamente o lançamento lateral favorável ao Sporting que foi atribuído ao Vitória de Setúbal (6), ou o fora-de-jogo mal assinalado a Bas Dost (55). Se na primeira parte não exibiu cartões, já na 2.ª foi buscar o amarelo ao bolso sete vezes. Quanto ao lance do penalti (90+3), já no fim, a decisão aceita-se, ficando a dúvida se Edinho estava em jogo no momento do passe em profundidade que o isolou.
   (arbitragem positiva, com alguns erros e um critério disciplinar ajustado)



   O primeiro jogador a ser admoestado com a cartolina amarela do Sporting foi Coates (50), já na 2.ª parte. No final do jogo também Mathieu (90+3), pelo penalti cometido, e Coentrão (90+4), pelos protestos subsequentes, foram penalizados. O Vitória teve quatro jogadores amarelados, Tomás Podstawski (55), José Semedo (57), André Pedrosa (59) e Patrick (78).

   Vídeo árbitro: António Nobre e Pedro Martins raramente se fizeram notar, limitando-se a confirmar o golo do Sporting e já no fim o penalti assinalado pelo árbitro principal favorável ao Vitória de Setúbal.

   FC Porto - Tondela [19.01.2018]
   Luís Godinho não fez uma arbitragem isenta de erros, pelo contrário. Existem alguns lances passíveis de grande penalidade na grande-área do Tondela, nomeadamente o de Joãozinho sobre Corona (30) e também o controlo de bola com o braço de Y. Osório (61), já na 2.ª parte. Já o golo anulado a Brahimi (74) tem razão de ser, pois Marega, que o assistiu, estava adiantado no momento em que recebeu o passe. Critério disciplinar muito macio, contemplativo, sobretudo perante as faltas da equipa da casa, nomeadamente o amarelo que ficou por mostrar a Marcano (20).
   (arbitragem débil, alguns erros técnicos e fraco critério disciplinar, um ou dois lances de possível penalti a favor do FC Porto por marcar)



   Apenas um cartão amarelo foi exibido, recaindo sobre Pedro Nuno (62), do Tondela.

   Vídeo árbitro: Artur Soares Dias e Rui Licínio pronunciaram-se apenas e só para invalidar o golo de Brahimi (73), por fora-de-jogo de Marega na jogada, e bem. No entanto, nos lances de possível grande penalidade não interpelaram o árbitro, o que deviam ter feito.

   Chaves - Benfica [20.01.2018]
   Bruno Esteves realizou uma arbitragem suficiente, sem que tivesse de exibir qualquer cartão durante o jogo, ainda assim este manteve-se disputado sem excessos de agressividade. Os lances mais polémicos ocorreram todos na grande-área do Chaves. Em todos esses lances de dúvida, deixou seguir, erradamente no lance em que o avançado brasileiro do Benfica foi pisado dentro da grande-área do adversário (80), o único penalti evidente que ficou por marcar. Quanto aos auxiliares, apenas a ressalvar o possível fora-de-jogo de Jonas (44), que passou em claro, sem consequências para o resultado.
   (arbitragem q.b., apesar das dúvidas num ou outro lance na grande área flaviense, critério disciplinar inexistente)




   Não foram exibidos quaisquer cartões neste desafio.

   Vídeo árbitro: Vasco Santos e Luciano Maia fizeram a sua primeira intervenção após o lance em que Domingos Duarte interceptou para canto a bola que se dirigia para Salvio (21), dentro da grande-área do Chaves, corroborando a decisão de Bruno Esteves ao assinalar pontapé de canto. Já antes houve um lance entre Jonas e Djavan (16) que foi interpretado como disputa corpo-a-corpo legal. O avançado brasileiro, porém, foi pisado por Bressan (80), sem qualquer reparo do VAR, ficando um penalti por assinalar.
« Última modificação: Janeiro 21, 2018, 16:25 pm por HULK VERDE »
Citar
   Liga NOS - 19.ª jornada
   (números totais)

   * falta contabilizar o jogo Estoril-Praia - FC Porto

   Golos

   Sporting: 11 assinalados contra e a favor 42 / 1 mal assinalados contra e a favor 0 / 1 por assinalar contra e a favor 1
   FC Porto: 10 assinalados contra e a favor 46 / 0 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   Benfica  : 12 assinalados contra e a favor 46 / 0 mal assinalados contra e a favor 3 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   
   Penaltis

   Sporting: 3 assinalados contra e a favor 5 / 0 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 5
   FC Porto: 0 assinalados contra e a favor 2 / 0 mal assinalados contra e a favor 0 / 2 por assinalar contra e a favor 5
   Benfica  : 1 assinalados contra e a favor 5 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 6 por assinalar contra e a favor 2

   Offsides

   Sporting: 43 assinalados contra e a favor 23 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 0 por assinalar contra e a favor 1
   FC Porto: 47 assinalados contra e a favor 15 / 1 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   Benfica  : 40 assinalados contra e a favor 48 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 2 por assinalar contra e a favor 0

   Faltas

   Sporting: 292 faltas cometidas e sofridas 321 / 15,4 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 16,9
   FC Porto: 274 faltas cometidas e sofridas 278 / 15,2 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 15,4
   Benfica  : 312 faltas cometidas e sofridas 263 / 16,4 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 13,8

   Cartões

   Sporting: 32 (+0) atribuídos contra e a favor 42 (+1) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+0) por atribuir contra e a favor 0 (+2)
   FC Porto: 32 (+2) atribuídos contra e a favor 49 (+3) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+4) por atribuir contra e a favor 0 (+1)
   Benfica  : 32 (+1) atribuídos contra e a favor 34 (+2) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+8) por atribuir contra e a favor 0 (+2)

   Média de faltas por cartão dos adversários dos grandes

   Sporting: 321/42 = 1 cartão amarelo a cada 7,6 faltas dos adversários. (+ 1 vermelho por acumulação)
   FC Porto: 278/49 = 1 cartão amarelo a cada 5,7 faltas dos adversários. (+3 vermelhos por acumulação)
   Benfica  : 263/34 = 1 cartão amarelo a cada 7,7 faltas dos adversários. (+1 vermelho directo + 1 vermelho por acumulação)

   Média de faltas por cartão dos grandes

   Sporting: 292/32 = 1 cartão amarelo a cada 9,1 faltas.
   FC Porto: 274/32 = 1 cartão amarelo a cada 8,6 faltas. (+2 vermelhos por acumulação)
   Benfica  : 312/32 = 1 cartão amarelo a cada 9,8 faltas. (+1 vermelho por acumulação)

   Folha Disciplinar

   Sporting: 2 folha limpa contra e a favor 3 / 6 1 amarelo contra e a favor 4 / 6 2 amarelos contra e a favor 1
                                                                             0 1 vermelho contra e a favor 1 / 0 2 vermelhos contra e a favor 0
   FC Porto: 0 folha limpa contra e a favor 4 / 4 1 amarelo contra e a favor 3 / 4 2 amarelos contra e a favor 3
                                                                             2 1 vermelho contra e a favor 3 / 0 2 vermelhos contra e a favor 0
   Benfica  : 3 folha limpa contra e a favor 5 / 3 1 amarelo contra e a favor 4 / 5 2 amarelos contra e a favor 6
                                                                             1 1 vermelho contra e a favor 2 / 0 2 vermelhos contra e a favor 0

   Castigos / suspensões

   Sporting: 1 jogador
   n.º castigos (x1): Bruno César (x1)
   n.º de jogos (x1): Bruno César (x1)

   FC Porto: 4 jogadores [4 expulsões perdoadas: Maxi Pereira (x1) e Felipe (x3)]
   n.º castigos (x4): Danilo (x1); Corona (x1); Herrera* (x1); Felipe (x1)
   n.º de jogos (x5): Danilo (x1); Corona (x1); Herrera (x2); Felipe (x1)

   Benfica  : 4 jogadores [8 expulsões perdoadas: Eliseu (x2), Pizzi (x1), Luisão (x2), Salvio (x1), Jonas (x1), Fejsa (x1)]
   n.º castigos (x4): Zivkovic (x1); Samaris* (x1); Fejsa (x1); André Almeida (x1)
   n.º de jogos (x5): Zivkovic (x1); Samaris (x2); Fejsa (x1); André Almeida (x1)

   *castigados em jogos da Taça da Liga/CTT



   Liga NOS - 19.ª jornada
   (árbitros & VAR)


   Liga NOS -   1.ª jornada [Desportivo das Aves 0-2 Sporting CP / FC Porto 4-0 Estoril-Praia / Benfica 3-1 Braga]
                                             Tiago Martins & João Pinheiro / Hugo Miguel & Luís Ferreira / Carlos Xistra & Fábio Veríssimo

   Liga NOS -   2.ª jornada [Sporting CP 1-0 Vitória de Setúbal / Tondela 0-1 FC Porto / Chaves 0-1 Benfica]
                                 Bruno Paixão & Hugo Miguel / Fábio Veríssimo & Hélder Malheiro / Jorge Sousa & Tiago Martins

   Liga NOS -   3.ª jornada [Vitória de Guimarães 0-5 Sporting CP / Benfica 5-0 Belenenses / FC Porto 3-0 Moreirense]
                                                         Hugo Miguel & Jorge Sousa / Rui Costa & Vasco Santos / Manuel Oliveira & Tiago Martins

   Liga NOS -   4.ª jornada [Rio Ave 1-1 Benfica / Sporting CP 2-1 Estoril-Praia / Braga 0-1 FC Porto]
                            Hugo Miguel & Fábio Veríssimo / Luís Godinho & Tiago Martins / Carlos Xistra & Bruno Esteves

   Liga NOS -   5.ª jornada [Feirense 2-3 Sporting CP / Benfica 2-1 Portimonense / FC Porto 3-0 Chaves]
                    Artur Soares Dias & Tiago Martins / Gonçalo Martins & Fábio Veríssimo / Rui Oliveira  & Hugo Miguel

   Liga NOS -   6.ª jornada [Sporting CP 2-0 Tondela / Boavista 2-1 Benfica / Rio Ave 1-2 FC Porto]
                    Manuel Oliveira & Tiago Martins / Artur Soares Dias & Bruno Esteves / Jorge Sousa & Luís Godinho

   Liga NOS -   7.ª jornada [FC Porto 5-2 Portimonense / Moreirense 1-1 Sporting CP / Benfica 2-0 Paços de Ferreira]
                                      Luís Ferreira & Jorge Sousa / Luís Godinho & João Pinheiro / Carlos Xistra & Hugo Miguel

   Liga NOS -   8.ª jornada [Sporting CP 0-0 FC Porto / Marítimo 1-1 Benfica]
                                    Carlos Xistra & Hugo Miguel / Jorge Sousa & Luís Godinho

   Liga NOS -   9.ª jornada [FC Porto 6-1 Paços de Ferreira / Desportivo das Aves 1-3 Benfica / Sporting CP 5-1 Chaves]
                                 Manuel Oliveira & Fábio Veríssimo / Nuno Almeida & Vítor Ferreira / Rui Costa & Bruno Esteves

   Liga NOS - 10.ª jornada [Benfica 1-0 Feirense / Rio Ave 0-1 Sporting CP / Boavista 0-3 FC Porto]
                    Luis Godinho & Carlos Xistra / Jorge Sousa & João Capela / Hugo Miguel & Tiago Martins

   Liga NOS - 11.ª jornada [FC Porto 2-0 Belenenses / Vitória de Guimarães 1-3 Benfica / Sporting CP 2-2 Braga]
                   Fábio Veríssimo & Luis Ferreira / Artur Soares Dias & Hélder Malheiro / Carlos Xistra & Rui Costa
   
   Liga NOS - 12.ª jornada [Desportivo das Aves 1-1 FC Porto / Paços de Ferreira 1-2 Sporting CP / Benfica 6-0 Vitória de Setúbal]
                                                         Rui Costa & Bruno Esteves / Tiago Martins & Carlos Xistra / Luís Godinho & João Pinheiro

   Liga NOS - 13.ª jornada [Sporting CP 1-0 Belenenses / FC Porto 0-0 Benfica]
                                      Nuno Almeida & Luís Godinho / Jorge Sousa & Hugo Miguel

   Liga NOS - 14.ª jornada [Benfica 3-1 Estoril-Praia / Boavista 1-3 Sporting CP / Vitória de Setúbal 0-5 FC Porto]
                     João Pinheiro & Manuel Oliveira / Luís Godinho & Vasco Santos / Tiago Martins & Rui Oliveira

   Liga NOS - 15.ª jornada [Sporting CP 2-0 Portimonense / Tondela 1-5 Benfica / FC Porto - Marítimo]
                                 João Capela & Carlos Xistra / Tiago Martins & Hélder Malheiro / Manuel Mota & António Nobre

   Liga NOS - 16.ª jornada [Feirense 1-2 FC Porto / Benfica 1-1 Sporting CP]
                       Fábio Veríssimo & Bruno Paixão / Hugo Miguel & Tiago Martins
   
   Liga NOS - 17.ª jornada [Moreirense 0-2 Benfica / Sporting CP 5-0 Marítimo / FC Porto 4-2 Vitória de Guimarães]
                          Manuel Mota & Luís Godinho / Carlos Xistra & Bruno Esteves / Artur Soares Dias & António Nobre

   Liga NOS - 18.ª jornada [Braga 1-3 Benfica / Sporting CP 3-0 Desportivo das Aves / Estoril 1-0 FC Porto*]
                    Artur Soares Dias & Luís Godinho / João Pinheiro & Jorge Sousa / Vasco Santos & Luís Ferreira

   Liga NOS - 19.ª jornada [Vitória de Setúbal 1-1 Sporting CP / FC Porto 1-0 Tondela / Benfica 3-0 Chaves]
                              Fábio Veríssimo & António Nobre / Luís Godinho & Artur Soares Dias / Bruno Esteves & Vasco Santos
 
          * resultado ao intervalo
Fica aqui a análise da 19ª jornada em que, infelizmente, perdemos pontos contra o Setúbal.

SPORTING
Pontos atuais: 47
Pontos reais: 47 ( tendo sido possivelmente prejudicado em :menos: dois pontos , contra o Moreirense, fora, na 7ª jornada )

O penalty foi, aparentemente, limpo, e não fomos nem prejudicados ou favorecidos especificamente noutras situações. Nada a dizer, infelizmente, o resultado foi o que sabemos ...

BENFICA, ou Mini-Cartel
Pontos atuais:46
Pontos reais:39 (  devido ao favorecimento  :mais: em 1 ponto contra o Rio Ave (F) na 4ª jornada e contra o Feirense (C) em mais  :mais: 2 pontos na 10ª jornada. É ainda possível o favorecimento em 2 pontos frente ao Portimonense (C). Na 18ª frente ao Braga (F) foram favorecidos em dois pontos de modo efetivo. Na jornada 14ª, (C) frente ao Estoril, foram favorecidos, de modo efetivo, em 2 pontos )

Resultado justo, até desta vez, curiosamente, o Benfica foi um pouco prejudicado com aquele penalty sobre o Jonas que não foi assinalado.

PORTO, ou Amigos do Portimonense
Pontos atuais: 48 ( ter em conta que têm menos um jogo )
Pontos reais: 46  ( por favorecimento  :mais: real em dois pontos frente ao Belenenses (C), na 11ª jornada )

Parecido com o Benfica, talvez o Porto possa ter sido prejudicado mas em geral a arbitragem não influenciou o resultado.

Enfim, jornada bem calma ao nível arbitrário. Nada mais a dizer. Qualquer dúvida ou sugestão, podem falar comigo e/ou com o @HULK VERDE .

Saudações Leoninas!


« Última modificação: Fevereiro 01, 2018, 19:44 pm por AndreCruzomago »
   Taça da Liga/CTT 2017/2018 - 1/2 final

   Sporting - FC Porto [24.01.2018]
   Nuno Almeida e a sua equipa de campo, composta de árbitros auxiliares e também de árbitros de baliza, prestaram um péssimo serviço à arbitragem e mantiveram o fraco prestígio que esta competição tem nesse capítulo, com uma dualidade de critérios técnicos e disciplinares constante, ao longo de toda a partida, e quase sempre favorecendo a equipa azul e branca. Do rol de erros, que quase todos passaram em claro ao VAR, excepto o lance do golo anulado - e bem - a Soares (36), fica o penalti por marcar logo aos 5 minutos de jogo cometido por Danilo, a agarrar ostensivamente Bas Dost no centro da área, em posição privilegiada para cabecear a bola que vinha na sua direcção. Foi o mote para o descalabro, que passou por várias faltas por assinalar e cartões por atribuir contra o FC Porto, e muitas faltas mal assinaladas contra o Sporting, que inclusivamente acabou com mais um cartão amarelo na folha disciplinar. Mas aqui fica a listagem de alguns desses lances clamorosos, por incrível que pareça, incompleta:

5 Penalti evidente de Danilo sobre o isolado Bas Dost, nem falta nem cartão vermelho

13 Felipe travou Gélson, falta assinalada, mas nada de cartão amarelo

15 Herrera abalroou Rúben Ribeiro, falta por assinalar

16 Soares empurrou adversário e domina a bola com o braço - falta assinalada, nada de cartão amarelo

18 Alex Telles deu com a mão na cara de Gélson - falta assinalada, o cartão ficou no bolso

22 Sérgio Oliveira levou a mão à cara de Bruno Fernandes - árbitro mandou seguir, imediatamente depois marcou a falta e deu livre para o FC Porto, no último terço do terreno

31 Felipe empurrou Rúben Ribeiro - árbitro mandou seguir (antes marcou do outro lado empurrão de Coentrão em Marega, em circunstâncias semelhantes)

34 Soares travou Rúben Ribeiro - árbitro marcou a falta mas esqueceu-se do cartão amarelo

36 Soares marcou em fora-de-jogo - ninguém viu, só o VAR já depois dos festejos e da bola ao centro

37 Soares em fora-de-jogo - assinalado, mas pontapeou depois a bola para a bancada

40 Marega abalroou Coentrão - falta assinalada, mas esqueceu-se do cartão amarelo

43 Falta de William sobre Herrera? - árbitro assinalou e deu o 1.º cartão amarelo do jogo, travando um contra-ataque do Sporting (não é perceptível nas imagens qualquer falta, a haver foi de Herrera após falhar o passe e entregar a bola à defesa do Sporting)

49 Óliver deu uma cotovelada no rosto de Battaglia, depois de este o tirar do lance com um cabrito - falta assinalada, o vermelho ficou no bolso do árbitro

52 Piccini viu cartão amarelo, mas imediatamente antes Brahimi fez falta sobre Bruno Fernandes

53 Óliver travou a saída de Rúben Ribeiro à saída da área do Sporting - cartão amarelo exibido (seria no mínimo o 2.º, no máximo já nem em campo estava)

55 Fora-de-jogo a Soares

58 Marcano saltou sobre Dost e deu-lhe com o cotovelo na cabeça - falta assinalada, mas não no imediato, só passados alguns segundos e outra falta sobre Rúben Ribeiro no meio-campo

62 Falta sobre Rúben Ribeiro? Nada. Faz de conta.

68 Falta de Acuña ao ganhar a bola a Ricardo, em lance aéreo - até o comentador Bruno Pratas, que desprezou o penalti aos 5 minutos e só o reconheceu ao intervalo, e só viu o fora-de-jogo no golo anulado após a decisão do VAR na repetição, disse que não havia qualquer falta. Acuña ficava isolado do lado esquerdo do ataque.

71 Falta de Herrera sobre Rúben Ribeiro, não assinalada. Este ficou caído no centro do campo, a bola foi colocada fora, depois devolvida pelo Sporting

72 Ricardo agarrou Coentrão, depois de ultrapassado. A falta anti-desportiva foi assinalada, faltou o amarelo regulamentar

74 Fábio Coentrão levou amarelo por travar ataque do FC Porto

75 Marega apertou o pescoço a Coentrão, Nuno Almeida deu-lhe amarelo

86 Falta sobre Bas Dost em disputa de bola aérea, o árbitro marcou ao contrário

   Portanto, um apanhado que peca por defeito de vários lances em que a equipa beneficiada foi a equipa azul e branca, entre outros que estão ilustrados nas imagens ou nos excertos de vídeo compilados abaixo. Arbitragem aberrante, para dizer o mínimo. Ao todo, 53 faltas assinaladas, 28 ao Sporting, quando o desfasamento deveria ser pronunciado, assim como os cartões exibidos em maior número, mas penalizando a equipa que mais faltas cometeu e que inclusivamente agrediu os jogadores adversários várias vezes: o FC Porto.
   (péssima arbitragem, desigualdade de critérios técnico e disciplinar extremamente favorável à equipa azul e branca, a roçar os limites negativos)


Penalti evidente não assinalado a Danilo sobre Bas Dost (5)

Fora-de-jogo de Soares (36), na desmarcação para o golo posteriormente anulado (in Fórum SCP, @Pawn_pt)

Pisadela de Felipe a Rúben Ribeiro, caído após falta de Herrera

Óliver Torres atinge com o cotovelo Battaglia, após toque em habilidade do argentino (49) (in Fórum SCP, @paufaria )

Apertão de Marega ao pescoço de Fábio Coentrão (76), que lhe valeu cartão amarelo, quando foi agressão para cartão vermelho

Resumo das faltas cometidas por Felipe, sem qualquer punição disciplinar (in Mister do Café)

Resumo das faltas cometidas por Soares, sem qualquer punição disciplinar (in Mister do Café)

Agressões de Alex Telles, Sérgio Oliveira e Óliver Torres, sem qualquer punição disciplinar (in Mister do Café)

Estádio Municipal de Braga
Taça da Liga - 1/2 Final - 1/2 Final
24-01-2018 20:45
Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve)
Árbitros Assistentes: António Godinho e Paulo Ramos
Árbitros de Baliza: Bruno Esteves e Hélder Malheiro
Vídeo Árbitro: Artur Soares Dias e Rui Licínio
4º árbitro: Bruno Jesus
26536 espectadores

    Três cartões amarelos para jogadores do Sporting, o primeiro ainda na 1.ª parte: William Carvalho (45), Piccini (53) e Fábio Coentrão (74). Dois cartões amarelos para jogadores do FC Porto, todos na 2.ª parte: Óliver (55) e Marega (76).

   Vídeo-árbitro: Artur Soares Dias e Rui Licínio, tal como o árbitro principal, o auxiliar e o árbitro de baliza, deixaram passar em claro a grande penalidade evidente cometida por Danilo (5) sobre Bas Dost, logo a abrir o jogo. Erro clamoroso. Na outra decisão em que tiveram influência determinante no desenrolar do jogo, após revisão do lance do tento de Soares (36), decidiram bem pelo anulamento do golo, por fora-de-jogo do avançado portista no momento em que se isolou. De resto, deixou passar em claro inúmeras agressões de jogadores do FC Porto, penalizadas ou não pela equipa de campo. Acabou por ser o elo menos fraco de toda a equipa de arbitragem, ainda assim a sua prestação ficou muito aquém do exigível.
« Última modificação: Março 18, 2018, 19:28 pm por HULK VERDE »
   Taça da Liga/CTT 2017/2018 - final

   Sporting - Vitória de Setúbal [27.01.2018]
   Rui Costa e seus árbitros assistentes, desta vez sem o auxílio dos árbitros de baliza (e o jeito que teriam dado, caso lá estivessem e não apenas a fazer figura de corpo presente), voltaram a fazer um jogo muito aquém das suas responsabilidades, com uma dualidade de critérios técnicos e disciplinares muito complacente com a equipa sadina. Foi assim no golo de Gonçalo Paciência (4), em que ninguém viu, ou ninguém quis ver, o empurrão a Coates que o tirou da jogada, apesar do enguiço da defesa leonina. Ao longo de toda a primeira parte assistiu-se quase sempre a um jogo partido e de pouca qualidade, com o árbitro a ser permissivo. João Teixeira travou a saída de Montero (14) para o ataque, mas não foi admoestado e apenas advertido. Rúben Ribeiro caiu na grande-área do Vitória de Setúbal, mas sem qualquer motivo para marcação de grande penalidade - bem a decisão de mandar seguir. Arnold cometeu falta sobre Coentrão (45+2) à beira do intervalo, pontapeando-o por trás, e também não viu qualquer cartão. Já no 2.º tempo, o Sporting foi atrás do golo que lhe permitisse retomar a discussão do troféu, sofrendo inúmeras faltas, algumas não assinaladas, outras por punir com amarelo, culminando com o penalti cometido por Podstawski (76) que passaria em claro não fosse a intervenção do VAR, sendo o jogador poupado à expulsão (seria ele o único a falhar a grande penalidade, rematando à barra, no desempate final).
   (arbitragem deplorável, tanto pela incapacidade em ajuizar e punir disciplinarmente alguns lances, decisivos, como pelo tempo de descontos atribuído no final, após inúmeras paragens, por anti-jogo do Vitória de Setúbal, e inclusive no recurso ao vídeo-árbitro)


Momento da defesa de Trigueira após recarga de Fábio Coentrão (75), imediatamente antes
do penalti cometido por Podstawski após nova recarga de Bas Dost (in Fórum SCP, @Ferrari)

Estádio Municipal de Braga
Taça da Liga - Final - Final
27-01-2018 20:45
Árbitro: Rui Costa (AF Porto)
Árbitros Assistentes: Nuno Manso e Tiago Costa
Árbitros de Baliza: (não houve)
Vídeo Árbitro: Joãao Pinheiro e Nuno Eiras
4º árbitro: Manuel Oliveira
24137 espectadores

    Três cartões amarelos para jogadores do Sporting, o primeiro ainda na 1.ª metade: Coates (30), William Carvalho (51), ambos por falta ao meio-campo a travar saídas para o ataque, e Acuña (72), por protestar a atribuição de um lançamento lateral após disputa de bola com Arnold. Os jogadores do Vitória de Setúbal viram seis cartões: Semedo (18), por falta sobre Mathieu ainda na 1.ª parte, o guarda-redes Pedro Trigueira (67), por demora a repor a bola em jogo no pontapé de baliza, Podstawski (79), 5 minutos depois de ter cortado com a mão sobre a linha de golo o remate de Bas Dost, Vasco Fernandes (89), que também demorou a repor a bola jogável em livre, Edinho (90) e Arnold (90+5), por chutar a bola para a bancada com o jogo já interrompido, passando impune nas muitas faltas que fez ao longo do jogo.

   Vídeo-árbitro: João Pinheiro e Nuno Eiras, assim como o árbitro principal e o auxiliar, não consideraram o empurrão ostensivo de Gonçalo Paciência (4) sobre Coates, logo no início da partida, e que colocou o Vitória de Setúbal em vantagem no marcador, prevalecendo o critério da equipa de campo. Na outra decisão em que tiveram influência determinante no desenrolar do jogo, após revisão do lance do corte com a mão de Podstawski sobre a linha de golo, no seguimento do cabeceamento de Bas Dost (76), perante a incapacidade da equipa de campo assinalar a infracção e punir o jogador, alertaram-a para a infracção motivadora de grande penalidade. Rui Costa dirigiu-se ao monitor a meio-campo, a fim de observar o registo vídeo do lance, e depois de alguns minutos de impasse após a infracção, apontou para a marca de grande penalidade. Acabou por ser o VAR a salvar a face da equipa de arbitragem nomeada para a Final da Taça da Liga/CTT 2017-2018.
« Última modificação: Março 18, 2018, 19:28 pm por HULK VERDE »