Arbitragem 2017/2018 - Lances da Jornada

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

@AndreCruzomago  :great:

Para a proxima epoca, posso tentar fazer o mesmo e tentar analisar certas tendencias nas nomeacoes.

Tambem seria interessante fazer a estatistica dos observadores.

Tenho outras estatisticas e comparacoes ao nivel dos momentos dos golos M/S do Sporting, minutos jogados, titulares, suplente utilizado etc.. Mas isso no fim da epoca aparece nos almanaques.
Comparativos de resultados e pontuacoes  de varias epocas.
Sou um "maluco" dos resultados etc... no excel. Futebol nacional, principais ligas e selecoes, CM, CE, TAN, Copa America,  Asia...
 :-[
Podíamos discutir isso, mas quem manda aqui neste estabelecimento é o @HULK VERDE  :lol: . Esta época já não vale a pena não é, mas seria bom fazermos isso na próximo, se o nosso projeto continuar a existir  :great: . Que me dizes ?
"Foi uma época excelente, se tivéssemos ganho o campeonato ganhávamos tudo!" , Rogério Alves.
   Eu não mando no estabelecimento. Sempre houve abertura para que quem quisesse participar o fizesse. Por mim, não há qualquer obstáculo a que possam na próxima época fazer um tópico na sequência deste, com as alterações que pretenderem.

   Fica o testemunho passado, e entregue em boas mãos, uma vez que o @jcsc tem as suas bases de dados organizadas e gosta de apurar estatísticas, e o @AndreCruzomago tem a vontade e gosto por analisar as jornadas, avaliar as incidências e pesar a influência dos casos nos resultados e nas pontuações e classificações.

   Se houver continuidade, mesmo que de forma diferente, destes relatórios e destas análises de dados e estatística, poderemos depois comparar a evolução dos vários factores ao longo das épocas, e perceber melhor a influência que têm determinados parâmetros, ou os que são mais significativos e determinantes. E o que se pode fazer para melhorar nas tendências negativas, ou combatê-las. Se são naturais e/ou têm razão de ser ou se revelam adulteração ou manipulação.

   Deixo uma sugestão, colocar em cada jogo um link com a ficha de jogo, na página oficial da Liga (apesar de não ter alguns dados, como os foras-de-jogo, é mais fidedigna nos dados que tem; além disso contém os links directos para os vídeos dos lances - não sei se dos casos).

   Posso dizer que deu bastante trabalho organizar os links para os casos do jogo, as imagens e os vídeos dos lances embutidos, a listagem das folhas disciplinares, a avaliação dos jogos, dos árbitros e dos VAR (alguns mais do que outros, pelas incidências).

   O que faltou foi a contabilidade dos cartões amarelos por atribuir e dos mal atribuidos, e não contei os cartões vermelhos mal atribuidos, como por exemplo o cartão vermelho por acumulação mostrado a Petrovic, que não está contabilizado como mal atribuido.

   Seria uma extensa lista, nomeadamente relativamente aos cartões amarelos, e seria preciso ver com atenção todos os jogos, do princípio ao fim, além de ser uma análise mais subjectiva e sujeita à interpretação e critério do árbitro, em cada desafio. Fiquei-me pela contagem dos cartões vermelhos atibuidos e dos que ficaram por atribuir, e referências a expulsões por segundo cartão amarelo por mostrar.

   Mas penso que valeu a pena, mesmo que os resultados possam não ser perfeitos e exactos, são suficientemente demonstrativos e servem para o que se pretende: ter uma ideia aproximada do que é o produto das arbitragens dos jogos dos 3 grandes, de forma objectiva; e também analisar com a subjectividade inerente o que ficou por assinalar, ou foi mal assinalado, ou seja, os erros de arbitragem. O reflexo desses erros na pontuação e classificação foi o que o meu companheiro @AndreCruzomago fez, utilizando os dados por mim observados, recolhidos, depurados e analisados.

   Cá estaremos para contribuir e/ou acompanhar o tópico da próxima época. Têm total liberdade para poderem criar o tópico à vossa maneira, assim poupo umas belas horas (dias) a queimar pestana. :great:
« Última modificação: Maio 12, 2018, 15:43 pm por HULK VERDE »
   Liga NOS 2017/2018 - 34.ª jornada
   
   Vitória de Guimarães - FC Porto [12.05.2018]
   A arbitragem de João Capela foi demasiado inócua, num jogo sem grandes desequilíbrios e casos bicudos, porém disputado com alguma rispidez, à qual fez vista grossa, com um critério disciplinar quase ausente. Interveio pouco no jogo, e deixou passar um ou outro lance de dúvida, dando indicação para seguir a jogar. Arbitragem ligeira que quis evitar interferências num jogo não muito complicado, mas ainda assim disputado.
   (arbitragem contemplativa, critério disciplinar permissivo, lance de dúvida na área do FC Porto, em que Marcano controlou a bola com o braço)



   1 único cartão amarelo, exibido já quase no fim a Jubal (90+1), do Vitória de Guimarães. O FC Porto acabou o jogo com a folha disciplinar em branco, tal como no jogo da primeira volta entre as duas equipas.

   Vídeo-árbitro: Vasco Santos e seu auxiliar Sérgio Jesus não intervieram em nenhum lance duvidoso, deixando as decisões para o árbitro de campo.

   SL Benfica - Moreirense [13.05.2018]   
   O árbitro Fábio Veríssimo teve um jogo exigente pela frente, que começou com alguns lances de contacto dentro das grande-áreas, por ele desvalorizadas e que também os assistentes e o VAR não consideraram motivo para grande-penalidade. A primeira decisão questionável foi o cartão amarelo mostrado a Luisão (41), travando a progressão de Ronaldo Peña, embalado de trás numa saída rápida para o contra-ataque após recuperar a bola, e prestes a isolar-se perante Varela, que ceifou já quase à entrada da grande-área. Já na 2.ª parte, o corte com o braço de  Alfa Semedo (50), após cruzamento de Grimaldo já dentro da grande-área, não deixou muitas dúvidas, acabando por ser assinalado e confirmado pelo VAR. Não se poupando aos cartões, o árbitro conseguiu realizar uma arbitragem aceitável, apesar de não isenta de falhas.
   (arbitragem com alguns lances de contacto nas grande-áreas, que quer a equipa de campo quer o VAR não consideraram para penalti, critério disciplinar adequado, contestável relativamente à cor do cartão exibido a Luisão)



   Três cartões amarelos mostrados a jogadores do Benfica: Zivkovic (38), Luisão (41), ambos na 1.ª parte, e Salvio (84), já perto do fim do jogo. Quatro cartões amarelos exibido pelo árbitro ao Moreirense, a Ângelo Neto (23), o primeiro do jogo, e na 2.ª parte a Pierre Sagna (63), Ronaldo Peña (64) e Tozé (73). 

   Vídeo-árbitro: Manuel Oliveira e Pedro Ribeiro não interpelaram o árbitro em nenhum lance, acatando o seu critério e as suas decisões. Apenas intervieram para confirmar a grande penalidade assinalada por mão na bola de Alfa Semedo (50).

   Sporting CP - Marítimo [13.05.2018]
   Jorge Sousa realizou uma arbitragem tecnicamente correcta, mas foi demasiado passivo a gerir o andamento do jogo, com complacência para as muitas paragens que os jogadores do Marítimo impuseram a fim de baixar o ritmo, recuperar e sobretudo queimar tempo útil. Ao nível do critério disciplinar, sem que praticamente o jogo tivesse entradas que merecessem punição, aceita-se por aí ausência de cartões, mas exigia-se menos brandura para o anti-jogo constante da equipa da casa. No geral, uma arbitragem passiva e pouco disciplinadora, que não ajudou a dinamizar o jogo, e sim a quebrá-lo e pará-lo, tendência que se foi evidenciando e reforçando ao longo do tempo, e que ficou explícita no pouco tempo de descontos que foi dado no final, e no escasso tempo que foi jogado.
   (arbitragem muito contemplativa com o baixo ritmo e as constantes pausas da equipa da casa, sobretudo na 2.ª parte, com um critério disciplinar permissivo, sem qualquer cartão exibido, num jogo sem erros técnicos relevantes)



   Folha limpa para Marítimo e Sporting, apesar das paragens constantes para queimar tempo dos jogadores da equipa insular.

   Vídeo-árbitro: António Nobre e o auxiliar Pedro Martins não tiveram muito trabalho, num jogo sem erros técnicos grosseiros. O pouco que fizeram foi validar os golos, que não levantaram dúvidas a ninguém.
« Última modificação: Maio 14, 2018, 18:55 pm por HULK VERDE »
Citar
   Liga NOS - 34.ª jornada
   (números totais)


   Golos

   Sporting: 24 assinalados contra e a favor 63 / 1 mal assinalados contra e a favor 0 / 2 por assinalar contra e a favor 2
   FC Porto: 19 assinalados contra e a favor 82 / 0 mal assinalados contra e a favor 1 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   Benfica  : 22 assinalados contra e a favor 80 / 0 mal assinalados contra e a favor 3 / 1 por assinalar contra e a favor 0
   
   Penaltis

   Sporting: 6 assinalados contra e a favor 7 / 1 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 12
   FC Porto: 0 assinalados contra e a favor 4 / 0 mal assinalados contra e a favor 0 / 5 por assinalar contra e a favor 5
   Benfica  : 1 assinalados contra e a favor 11 / 0 mal assinalados contra e a favor 3 / 7 por assinalar contra e a favor 3

   Offsides

   Sporting: 73 assinalados contra e a favor 37 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 0 por assinalar contra e a favor 1
   FC Porto: 67 assinalados contra e a favor 27 / 1 mal assinalados contra e a favor 0 / 0 por assinalar contra e a favor 0
   Benfica  : 58 assinalados contra e a favor 89 / 0 mal assinalados contra e a favor 2 / 2 por assinalar contra e a favor 0

   Faltas

   Sporting: 520 faltas cometidas e sofridas 584 / 15,3 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 17,2
   FC Porto: 565 faltas cometidas e sofridas 531 / 16,6 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 15,6
   Benfica  : 532 faltas cometidas e sofridas 490 / 15,6 média de faltas por jogo cometidas e sofridas 14,4

   Cartões

   Sporting: 67 (+4) atribuídos contra e a favor 77 (+2) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+0) por atribuir contra e a favor 0 (+3)
   FC Porto: 61 (+2) atribuídos contra e a favor 85 (+6) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+5) por atribuir contra e a favor 0 (+1)
   Benfica  : 60 (+1) atribuídos contra e a favor 80 (+5) / 0 (+0) mal atribuídos contra e a favor 0 (+0) / 0 (+10) por atribuir contra e a favor 0 (+2)

   Média de faltas por cartão dos adversários dos grandes

   Sporting: 584/77 = 1 cartão amarelo a cada 7,6 faltas dos adversários. (+2 vermelhos por acumulação + 2 vermelhos directos pós-jogo)
   FC Porto: 531/85 = 1 cartão amarelo a cada 6,2 faltas dos adversários. (+4 vermelhos por acumulação + 2 vermelhos directos)
   Benfica  : 490/80 = 1 cartão amarelo a cada 6,1 faltas dos adversários. (+3 vermelhos directos + 2 vermelhos por acumulação)

   Média de faltas por cartão dos grandes

   Sporting: 520/67 = 1 cartão amarelo a cada 7,8 faltas. (+4 vermelhos por acumulação)
   FC Porto: 565/61 = 1 cartão amarelo a cada 9,3 faltas. (+2 vermelhos por acumulação + 1 vermelho directo pós-jogo)
   Benfica  : 532/60 = 1 cartão amarelo a cada 8,9 faltas. (+1 vermelho por acumulação)

   Folha Disciplinar

   Sporting: 6 folha limpa contra e a favor 5 / 10 1 amarelo contra e a favor 6 / 7 2 amarelos contra e a favor 4
                                                                             2 1 vermelho contra e a favor 2 / 1 2 vermelhos contra e a favor 0
   FC Porto: 0 folha limpa contra e a favor 7 / 7 1 amarelo contra e a favor 7 / 10 2 amarelos contra e a favor 9
                                                                             2 1 vermelho contra e a favor 4 / 0 2 vermelhos contra e a favor 1
   Benfica  : 4 folha limpa contra e a favor 5 / 7 1 amarelo contra e a favor 4 / 14 2 amarelos contra e a favor 9
                                                                             1 1 vermelho contra e a favor 5 / 0 2 vermelhos contra e a favor 0

   Castigos / suspensões

   Sporting: 8 jogadores
   n.º castigos (x10): Bruno César (x1); Fábio Coentrão (x2); Acuña** (x2); Mathieu (x1); Petrovic (x1); Gelson (x1); Bruno Fernandes (x1); Piccini (x1)
   n.º de jogos (x10): Bruno César (x1); Fábio Coentrão (x2); Acuña (x2); Mathieu (x1); Petrovic (x1); Gelson (x1); Bruno Fernandes (x1); Piccini (x1)

   FC Porto: 6 jogadores [5 expulsões perdoadas: Maxi Pereira (x1); Felipe (x3) e Dalot (x1)]
   n.º castigos (x7): Danilo (x1); Corona (x1); Herrera* (x1); Felipe (x2); José Sá (x1); Marcano (x1)
   n.º de jogos (x8): Danilo (x1); Corona (x1); Herrera (x2); Felipe (x2); José Sá (x1); Marcano (x1)

   Benfica  : 6 jogadores [12 expulsões perdoadas: Eliseu (x2), Pizzi (x1), Luisão (x3), Salvio (x1), Jonas (x1), Fejsa (x1), Rúben Dias (x3)]
   n.º castigos (x6): Zivkovic (x1); Samaris* (x1); Fejsa (x1); André Almeida (x1); Pizzi (x1); Jardel (x1);
   n.º de jogos (x7): Zivkovic (x1); Samaris (x2); Fejsa (x1); André Almeida (x1); Pizzi (x1); Jardel (x1)

   *castigado em jogo da Taça da Liga/CTT
  **castigado em jogo da Taça de Portugal/Placard



   Liga NOS - 34.ª jornada
   (árbitros & VAR)


   Liga NOS -   1.ª jornada [Desportivo das Aves 0-2 Sporting CP / FC Porto 4-0 Estoril-Praia / Benfica 3-1 Braga]
                                             Tiago Martins & João Pinheiro / Hugo Miguel & Luís Ferreira / Carlos Xistra & Fábio Veríssimo

   Liga NOS -   2.ª jornada [Sporting CP 1-0 Vitória de Setúbal / Tondela 0-1 FC Porto / Chaves 0-1 Benfica]
                                 Bruno Paixão & Hugo Miguel / Fábio Veríssimo & Hélder Malheiro / Jorge Sousa & Tiago Martins

   Liga NOS -   3.ª jornada [Vitória de Guimarães 0-5 Sporting CP / Benfica 5-0 Belenenses / FC Porto 3-0 Moreirense]
                                                         Hugo Miguel & Jorge Sousa / Rui Costa & Vasco Santos / Manuel Oliveira & Tiago Martins

   Liga NOS -   4.ª jornada [Rio Ave 1-1 Benfica / Sporting CP 2-1 Estoril-Praia / Braga 0-1 FC Porto]
                            Hugo Miguel & Fábio Veríssimo / Luís Godinho & Tiago Martins / Carlos Xistra & Bruno Esteves

   Liga NOS -   5.ª jornada [Feirense 2-3 Sporting CP / Benfica 2-1 Portimonense / FC Porto 3-0 Chaves]
                    Artur Soares Dias & Tiago Martins / Gonçalo Martins & Fábio Veríssimo / Rui Oliveira  & Hugo Miguel

   Liga NOS -   6.ª jornada [Sporting CP 2-0 Tondela / Boavista 2-1 Benfica / Rio Ave 1-2 FC Porto]
                    Manuel Oliveira & Tiago Martins / Artur Soares Dias & Bruno Esteves / Jorge Sousa & Luís Godinho

   Liga NOS -   7.ª jornada [FC Porto 5-2 Portimonense / Moreirense 1-1 Sporting CP / Benfica 2-0 Paços de Ferreira]
                                      Luís Ferreira & Jorge Sousa / Luís Godinho & João Pinheiro / Carlos Xistra & Hugo Miguel

   Liga NOS -   8.ª jornada [Sporting CP 0-0 FC Porto / Marítimo 1-1 Benfica]
                                    Carlos Xistra & Hugo Miguel / Jorge Sousa & Luís Godinho

   Liga NOS -   9.ª jornada [FC Porto 6-1 Paços de Ferreira / Desportivo das Aves 1-3 Benfica / Sporting CP 5-1 Chaves]
                                 Manuel Oliveira & Fábio Veríssimo / Nuno Almeida & Vítor Ferreira / Rui Costa & Bruno Esteves

   Liga NOS - 10.ª jornada [Benfica 1-0 Feirense / Rio Ave 0-1 Sporting CP / Boavista 0-3 FC Porto]
                    Luis Godinho & Carlos Xistra / Jorge Sousa & João Capela / Hugo Miguel & Tiago Martins

   Liga NOS - 11.ª jornada [FC Porto 2-0 Belenenses / Vitória de Guimarães 1-3 Benfica / Sporting CP 2-2 Braga]
                   Fábio Veríssimo & Luis Ferreira / Artur Soares Dias & Hélder Malheiro / Carlos Xistra & Rui Costa
   
   Liga NOS - 12.ª jornada [Desportivo das Aves 1-1 FC Porto / Paços de Ferreira 1-2 Sporting CP / Benfica 6-0 Vitória de Setúbal]
                                                         Rui Costa & Bruno Esteves / Tiago Martins & Carlos Xistra / Luís Godinho & João Pinheiro

   Liga NOS - 13.ª jornada [Sporting CP 1-0 Belenenses / FC Porto 0-0 Benfica]
                                      Nuno Almeida & Luís Godinho / Jorge Sousa & Hugo Miguel

   Liga NOS - 14.ª jornada [Benfica 3-1 Estoril-Praia / Boavista 1-3 Sporting CP / Vitória de Setúbal 0-5 FC Porto]
                     João Pinheiro & Manuel Oliveira / Luís Godinho & Vasco Santos / Tiago Martins & Rui Oliveira

   Liga NOS - 15.ª jornada [Sporting CP 2-0 Portimonense / Tondela 1-5 Benfica / FC Porto - Marítimo]
                                 João Capela & Carlos Xistra / Tiago Martins & Hélder Malheiro / Manuel Mota & António Nobre

   Liga NOS - 16.ª jornada [Feirense 1-2 FC Porto / Benfica 1-1 Sporting CP]
                       Fábio Veríssimo & Bruno Paixão / Hugo Miguel & Tiago Martins
   
   Liga NOS - 17.ª jornada [Moreirense 0-2 Benfica / Sporting CP 5-0 Marítimo / FC Porto 4-2 Vitória de Guimarães]
                          Manuel Mota & Luís Godinho / Carlos Xistra & Bruno Esteves / Artur Soares Dias & António Nobre

   Liga NOS - 18.ª jornada [Braga 1-3 Benfica / Sporting CP 3-0 Desportivo das Aves / Estoril 1-3 FC Porto]
                    Artur Soares Dias & Luís Godinho / João Pinheiro & Jorge Sousa / Vasco Santos & Luís Ferreira

   Liga NOS - 19.ª jornada [Vitória de Setúbal 1-1 Sporting CP / FC Porto 1-0 Tondela / Benfica 3-0 Chaves]
                              Fábio Veríssimo & António Nobre / Luís Godinho & Artur Soares Dias / Bruno Esteves & Vasco Santos
   
   Liga NOS - 20.ª jornada [Belenenses 1-1 Benfica / Moreirense 0-0 FC PortoSporting CP 1-0 Vitória de Guimarães]
                           Bruno Paixão & Rui Oliveira / Luís Ferreira & Manuel Oliveira / Luís Godinho & Hugo Miguel

   Liga NOS - 21.ª jornada [Benfica 5-1 Rio Ave / FC Porto 3-1 Braga / Estoril-Praia 2-0 Sporting CP]
                   Manuel Oliveira & Vítor Ferreira / Hugo Miguel & Nuno Almeida / Manuel Mota & Luís Ferreira

   Liga NOS - 22.ª jornada [Portimonense 1-3 Benfica / Chaves 0-4 FC Porto / Sporting CP 2-0 Feirense]
                        Carlos Xistra & Rui Oliveira / Artur Soares Dias & Manuel Mota / Luís Ferreira & Manuel Oliveira
   
   Liga NOS - 23.ª jornada [Benfica 4-0 Boavista / FC Porto 5-0 Rio Ave / Tondela 1-2 Sporting CP]
                   Tiago Martins & Hélder Malheiro / Carlos Xistra & Rui Oliveira / João Capela & Bruno Esteves

   Liga NOS - 24.ª jornada [Paços de Ferreira 1-3 Benfica / Portimonense 1-5 FC Porto / Sporting CP 1-0 Moreirense]
                                  Fábio Veríssimo & Bruno Esteves / Jorge Sousa & Hugo Miguel / Tiago Martins & Carlos Xistra

   Liga NOS - 25.ª jornada [FC Porto 2-1 Sporting CP / Benfica 5-0 Marítimo]
                          Artur Soares Dias & João Pinheiro / Hélder Malheiro & António Nobre

   Liga NOS - 26.ª jornada [Benfica 2-0 Desportivo das Aves / Paços de Ferreira 1-0 FC Porto / Chaves 1-2 Sporting CP]
                                                         Rui Costa & Rui Oliveira / Bruno Paixão & Carlos Xistra / Hugo Miguel & Fábio Veríssimo

   Liga NOS - 27.ª jornada [Feirense 0-2 Benfica / FC Porto 2-0 Boavista / Sporting CP 2-0 Rio Ave]
                   Manuel Mota & Hélder Malheiro / Manuel Oliveira & Bruno Esteves / Rui Costa & António Nobre

   Liga NOS - 28.ª jornada [Benfica 2-0 Vitória de Guimarães / Braga 1-0 Sporting CP / Belenenses 2-0 FC Porto]
                             Carlos Xistra & Fábio Veríssimo / Luís Godinho & João Pinheiro / Hugo Miguel & Artur Soares Dias

   Liga NOS - 29.ª jornada [Vitória de Setúbal 1-2 Benfica / FC Porto 2-0 Desportivo das Aves / Sporting CP 2-0 Paços de Ferreira]
                                             Luís Godinho & Hugo Miguel / Nuno Almeida & Vasco Santos / Bruno Esteves & Hélder Malheiros

   Liga NOS - 30.ª jornada [Benfica 0-1FC Porto  / Belenenses 3-4 Sporting CP]
                  Artur Soares Dias & Tiago Martins / Bruno Paixão & João Capela

   Liga NOS - 31.ª jornada [Estoril-Praia 1-2 Benfica / Sporting CP 1-0 Boavista / FC Porto 5-1 Vitória de Setúbal]
                  Hugo Miguel & Gonçalo Martins / Fábio Veríssimo & Vasco Santos / João Pinheiro & Rui Costa

   Liga NOS - 32.ª jornada [Benfica 2-3 Tondela / Portimonense 1-2 Sporting CP / Marítimo 0-1 FC Porto]
                   Nuno Almeida & Vítor Ferreira / Manuel Oliveira & Bruno Esteves / Carlos Xistra & António Nobre

   Liga NOS - 33.ª jornada [Sporting CP 0-0 Benfica / FC Porto 2-1 Feirense]
                                  Carlos Xistra & Hugo Miguel / Luís Godinho & Manuel Oliveira

   Liga NOS - 34.ª jornada [Vitória de Guimarães 0-1 FC Porto / Benfica 1-0 Moreirense / Marítimo 2-1 Sporting CP]
                                         João Capela & Vasco Santos / Fábio Veríssimo & Manuel Oliveira / Jorge Sousa & António Nobre
   Resumo final:

Citar
   Liga NOS - 34.ª jornada
   (números totais)


   Penaltis contra: 6 > 1 > 0
   Penaltis  favor: 11 > 7 > 4
   Saldo Penaltis:  10 > 4 > 1

   Faltas cometidas: 565 > 532 > 520
   Faltas sofridas    : 584 > 531 > 490

   Faltas cometidas p/ jogo: 16,6 > 15,6 > 15,3
   Faltas sofridas   p/ jogo : 17,2 > 15,6 > 14,4

   Cartões grandes: 67 (+4) > 61 (+2) > 60 (+1)
   Cartões advers.: 85 (+6) > 80 (+5) > 77 (+2)

   Faltas por cartão amarelo grandes: 9,3 > 8,9 > 7,8
   Faltas por cartão amarelo advers.: 7,6 > 6,2 > 6,1
Boa noite a todos os sportinguistas,
Peço desculpas por este atraso ( de uma semana ) no postar da análise da 34ª, e última, jornada. Mas como decerto compreenderão, os acontecimentos recentes no nosso clube não nos deixam sequer pensar nas nossas responsabilidades, por vezes até nas mais sérias ( trabalho, família ). No entanto, irei postar a última análise do ano e irei também olhar aquilo que foi a época toda, e a influência das arbitragens nesta liga. Daí tirarei algumas conclusões que quero partilhar com todos. Para já, comecemos com o nosso clube:

SPORTING!:
Pontos atuais(finais):78
Pontos reais:79( tendo possivelmente prejudicado em dois pontos, fora, na jornada 7, frente ao Moreirense. Foi prejudicado em menos 1 ponto, de modo efetivo, contra o Porto, na jornada 25, fora. Fomos possivelmente prejudicados em 2 pontos, na 33ª jornada, frente ao SLB, em casa.

Vimos muitas situações em que o Marítimo queimou tempo, e o árbitro deixou a situação arrastar-se ao longo de jogo, e tudo isto saiu em prejuízo do Sporting. Mas não me parece um fator decisivo, e no restante, o árbitro esteve bem, então, nada a dizer.



Benfica, ou Assassinos
Pontos atuais(finais):81
Pontos reais:71(devido ao favorecimento   em 1 ponto contra o Rio Ave (F) na 4ª jornada e contra o Feirense (C) em mais   2 pontos na 10ª jornada, de modo efetivo. É ainda possível o favorecimento em 2 pontos frente ao Portimonense (C). Na 18ª frente ao Braga (F) foram favorecidos em dois pontos de modo efetivo. Na jornada 14ª, (C) frente ao Estoril, foram favorecidos, de modo efetivo, em 2 pontos. Foram beneficiados de modo efetivo em 1 ponto na jornada 20 (F) contra o Belenenses. Na jornada 29, fora, com o Setúbal, foram beneficiados efetivamente em 2 pontos. Foram possivelmente beneficiados contra nós, na jornada 33, fora, em 2 pontos)

Foi uma arbitragem bastante permissiva, no entanto, o critério foi mantido de lado a lado e o penalty é bem assinalado. É isso.




Porto, ou Caumpiões
Pontos atuais(finais):88
Pontos reais:84( por favorecimento   real em dois pontos frente ao Belenenses (C), na 11ª jornada. Na jornada 22 (F) contra o Chaves foram possivelmente beneficiados em 2 pontos. Na 18ª jornada, (F), contra o Estoril, foram possivelmente beneficiados em 2 pontos. Contra o Sporting, na jornada 25, em casa, foram beneficiados em 2 pontos, de modo efetivo. Foram possivelmente beneficiados em 2 pontos na jornada 27, em casa, contra o Boavista.)

Existiram alguns lances de dúvida, mas nada de especial ou transcendente.




Esta última jornada foi bastante, bastante calma.
No entanto, este ano, mesmo com o VAR, que francamente melhorou as arbitragens em Portugal, como pudemos assistir ao longo da época, as arbitragens alteraram sim a classificação da liga. Claramente, o Benfica foi o clube mais beneficiado, o Porto nalguns momentos também o foi e os árbitros foram relativamente neutros connosco, se bem que prejudicaram mais do que ajudaram ( prejudicaram pouco, não ajudaram em nada  :mrgreen: ).
Analisando os dados dos penaltys, percebemos esta tendência: subtraindo aos penaltys a favor os penaltys contra, o saldo é 10 para o Benfica, 4 para o Porto e 1 para o Sporting. Como fomos vendo ao longo da época, muitos penaltys foram mal assinalados, e a tendência era mais uma vez favorecer o Benfica.
Olhando aos cartões, o que mais me salta à vista é que o Sporting efetivamente foi o clube que menos faltas cometeu e mais faltas sofreu, no entanto foi o clube que mais cartões viu e o grande cujos adversários viram menos cartões.
Nós somos também o clube que menos faltas necessita para ver um amarelo, e cujos adversários mais faltas precisam.
Estas tendências são todas bastante estranhas, e sempre a prejudicar um clube, o Sporting.
Noutra perspetiva temos o Porto. É o clube que comete mais faltas, e apesar de não estar claro nas estatísticas, creio que ao longo da época a equipa do norte teve momentos em que tiveram carta branca para dar aso à sua agressividade. Não vou considerar isso um fator decisivo, mas creio que o Porto, na história dos cartões e faltas, foi o clube mais favorecido.
Mas o mais importante, realizando uma análise jornada a jornada, é que o Benfica foi de longe, o clube com mais decisões erradas a seu favor, e não preciso de explicar porquê. Foram beneficiados efetivamente em 10 pontos e possivelmente em 4. Eu diria que se os árbitros tivessem atuado como manda a lei o Benfica tinha ficado em 4º à vontade e arredado da luta pelo título aí desde a 20ª jornada, na qual já iam com um somatório de pontos efetivos ( favorecimento ) de 8 pontos ... 8 pontos!
Quanto ao Porto, assistimos aquilo que é o normal num clube grande e influente, que ainda para mais domina os jogos: ser ligeiramente favorecido. De modo efetivo considero que foram favorecidos em 4 pontos, possível em 4, mas considero isto a norma num clube grande. Agora mais anormal foi a permissividade com a sua agressividade ao longo da época, mas acho que, como já referi , isso não é extremamente decisivo.
Já o Sporting, enquanto ovelha negra do futebol nacional, foi possivelmente prejudicado em 4 pontos e efetivamente em 1 ponto. Mas lá está, o mal está no favorecimento aos outros, e não no prejudicar do Sporting.

Resumindo, a tabela classificativa ficaria:

1º PORTO: 84 pontos
2º SPORTING:79 pontos
3º BRAGA: 75 pontos ( vou usar o número de pontos com que concluíram o campeonato )
4º BENFICA: 71 pontos

Olhando a isto, o Porto seria na mesma campeão, e sim, foi-o com bastante justiça, o Sporting passaria ao 2º lugar, e o Benfica ao 4º.

Ou seja se as arbitragens fossem justas, a situação do Sporting, Braga e Benfica estaria bastante diferente.
Começando pelo Sporting, continuríamos a ter jogado um futebol miserável, JJ continua a ser um tanto quanto incompetente, enfim, os problemas futebolísticos estavam lá mas, será que a nossa situação seria a mesma? Será que tudo isto se teria despoletado? Será que o dinheiro da Champions não iria ajudar-nos? Claro que sim, nem preciso de responder.
O Braga também estaria numa situação diferente, pois teria ficado no pódio e seria um orgulho para o clube, mas as alterações mais radicais seriam no Benfica, que estaria num pandemónio geral depois de ter ficado em 4º lugar no campeonato, depois da participação europeia que teve, não tendo ganho nada em Portugal. Obviamente que os jogadores iriam desvalorizar e o rival iria estar muito, mas muito mais frágil, contrastando connosco.

Agoram vão-me dizer: o polvo, e os seus tentáculos na arbitragem, não influenciaram, mesmo com o VAR, a situação do futebol nacional e a classificação do campeonato!? Claro que sim, e o nosso clube foi extremamente prejudicado esta época, devido ao favorecimento absurdo que foi feito aos seus maiores rivais!

Fora isso, aviso desde já, que tenho vontade de continuar com este projeto para o ano. Houve falhas: eu atrasava-me várias vezes, antes de mais nada. Claro que temos uma vida, mas há mínimos, e talvez os tenha falhado.
Depois, claro que o nosso trabalho, é amador, não é perfeito. Eu, e o @HULK VERDE , erramos, as nossas análises têm falhas, pura e simplesmente. No entanto, acontece que consideramos ( e acho que o fórum também ) que este trabalho, mesmo com algumas falhas, vai sempre ser essencial para os foristas entenderem o que se passa no nosso campeonato, nas nossas arbitragens, e o peso delas no futebol nacional! Este tópico teve 21 mil visualizações, e francamente, acho que isso diz alguma coisa! Talvez milhares de pessoas tenham visto este tópico, mas por mim, pretendo que este tópico chegue a muita mais gente!
Para isso eu acho que, temos que realmente repensar não o conteúdo das nossas análises, mas a forma, a projeção, para isto chegar a mais pessoas, para informar mais pessoas, sendo que com isso, viria também a responsabilidade de melhorar um pouco o próprio conteúdo!
Em suma, este trabalho já é fantástico e extraordinário, mesmo com as suas falhas, e dou os meus parabéns ao @HULK VERDE , que decerto já passou horas e horas frente a um computador, esta época, a informar os foristas e os Sportinguistas, sendo um mero adepto! Eu gasto 30min por semana e já me queixo, imagino o trabalho que ele faz! Então os meus parabéns, a ele e a mim, porque, mesmo com as nossas falhas, fizemos algo de uma boa dimensão e importantíssimo!
Agora, por mim, eu posso participar num novo projeto, no ano vindouro, mas tenho que ter o apoio de alguém, e seria bom existir uma melhor envolvência do fórum nesse mesmo projeto.
Por isso, se alguém tiver uma ideia, ou sugestão, ou se discordar do impacto/qualidade que vejo/vemos neste trabalho, manfeste-se agora, pois pretendo continuar com isto e para isso preciso de todos vocês ( @HULK VERDE espero uma resposta tua homem! )
Saudações Leoninas!
André.
"Foi uma época excelente, se tivéssemos ganho o campeonato ganhávamos tudo!" , Rogério Alves.
   Taça de Portugal/Placard 2017/2018 - Final

   Desportivo das Aves - Sporting [20.05.2018]
   Tiago Martins foi o árbitro nomeado para a final da Taça de Portugal e acabou por sair-se bem, com um desempenho coerente e sem erros dignos de registo. Disciplinarmente contido na 1.ª parte, começou a exibir cartões com maior incidência a partir da hora de jogo. Tecnicamente esteve muito atento às faltas cometidas, marcando 19 ao Aves e 8 ao Sporting. Os seus auxiliares não cometeram erros graves, apenas erros de avaliação menores como o lançamento que Battaglia ganhou e foi atribuído ao adversário (36), ou a bola que Fábio Coentrão não deixou sair totalmente (62), numa incursão ofensiva junto à linha lateral. Sem casos polémicos, o lance que talvez tenha gerado mais protestos foi o da queda de Ristovski na área do adversário (92), mas mesmo nesse a decisão de deixar seguir foi correcta. Também no 2.º golo de Alexandre Guedes, este pisou o pé de Gelson Martins após lhe ficar com a bola, lance revisto pelo VAR, que não considerou falta - o jogador do Sporting não soltou a bola, exagerou nos dribles em zona proibida e acabou por deixar o seu opositor tirar-lhe a bola e lançar o contra-ataque. Gestão bem feita do tempo de jogo, com os 10 minutos atribuídos de descontos (3 na 1.ª parte, 7 na 2.ª), devido às várias interrupções e paragens, quase todas provocadas por jogadores do Desportivo das Aves, com o guarda-redes Quim à cabeça, assistido por duas vezes e a obrigar o relógio a parar. Em resumo, uma arbitragem que se portou bem, num teste relativamente fácil, apesar de ser um jogo de final da Taça, em que não houve casos bicudos ou lances difíceis de analisar.
   (arbitragem sem grandes percalços, com alguns erros menosprezáveis, que a nível disciplinar começou por repreender com advertências verbais e à medida que o jogo avançou recorreu aos cartões amarelos)


Estádio Nacional
Taça de Portugal - Final
20-05-2018 17:15
Árbitro: Tiago Martins
Árbitros Assistentes: André Campos e Pedro Mota
Vídeo-árbitros: Artur Soares Dias e Rui Licínio
4º árbitro: Bruno Paixão
37593 espectadores

   Na 1.ª parte o árbitro exibiu apenas um cartão amarelo, já à beira do intervalo, a Amilton (43), punido por tackle a ceifar por trás Fábio Coentrão, que perseguia. Na 2.ª parte o critério disciplinar tornou-se mais interventivo, com o árbitro a exibir 5 cartões na última meia-hora de jogo. Os jogadores admoestados foram Ponck (59), que entrou perigosamente às pernas de Bas Dost, derrubando-o; Vítor Gomes (59), por falta dura; Mama Baldé e Acuña (82) - o único para o lado do Sporting CP - por se envolverem em picardia; e finalmente Nildo (90), por falta na pressão ofensiva.

   Vídeo-árbitro: Artur Soares Dias e o auxiliar Rui Licínio tiveram poucas ocorrências para intervir e se fazerem notar, mas ainda chegaram a interromper o jogo por breves segundos, confirmando que não tinha havido penalti na grande-área do Aves, pois a bola rematada embateu no braço de Mathieu (45+3). No lance em que Ristovski caiu dentro da grande-área do Desportivo das Aves (92), acataram a decisão do árbitro e não deram qualquer sinal. Confirmaram também a inexistência de fora-de-jogo de Alexandre Guedes em ambos os golos (16, 72), e a inexistência de falta de Montero no golo de honra leonino (85). Concluindo, acabaram por dar razão à equipa de campo em todas as decisões que analisaram, e neste caso, bem.
« Última modificação: Maio 23, 2018, 00:46 am por HULK VERDE »
   Resumo final:

Citar
   Liga NOS - 34.ª jornada
   (números totais)


   Penaltis contra: 6 > 1 > 0
   Penaltis  favor: 11 > 7 > 4
   Saldo Penaltis:  10 > 4 > 1

   Faltas cometidas: 565 > 532 > 520
   Faltas sofridas    : 584 > 531 > 490

   Faltas cometidas p/ jogo: 16,6 > 15,6 > 15,3
   Faltas sofridas   p/ jogo : 17,2 > 15,6 > 14,4

   Cartões grandes: 67 (+4) > 61 (+2) > 60 (+1)
   Cartões advers.: 85 (+6) > 80 (+5) > 77 (+2)

   Faltas por cartão amarelo grandes: 9,3 > 8,9 > 7,8
   Faltas por cartão amarelo advers.: 7,6 > 6,2 > 6,1

Estes números são bem esclarecedores.
Dos 3 grandes somos os que cometemos menos faltas e os que sofremos mais, mas somos os que vemos mais cartões e os nossos adversários os que recebem menos.
Nos penáltis o saldo do SLMerda é 10 (apenas um penálti contra) e o nosso 1 (seis pénaltis contra).

Corruptos!
Uma grande diferença nas arbitragens do Sporting para Benfica e Porto é a facilidade com que se mostram cartões aos leões quando comparado com os outros dois e por outro lado a permissividade com as faltas que os pequenos fazem é muito maior contra o Sporting. Contra os outros dois é fácil mostrar cartões aos pequenos.