Vídeo Árbitro (VA)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Agora lembrei-me daquele jogo frente à Académica em 2016 onde nos íamos f*** à custa do careca do Cosme. É nestes lances que o VA vem mudar a realidade das coisas, o fora de jogo é uma questão matemática onde a subjetividade não deve existir. É esperar que seja aplicado de uma forma positiva e que se alargue a outras vertentes do jogo, tudo o que possa diminuir o erro humano é bem vindo ao futebol, e isso assusta muita gente.

Esse lance é histórico mas na minha opinião o VAR não ia alterar nada nesse lance porque o Cosme errou propositadamente e terminou com a (péssima) carreira dele, se nesse lance não aceitou a decisão do fiscal também podia não aceitar a decisão do VAR.

Lembro-me perfeitamente desse lance, depois do Patrício sair para socar há uma recarga a bola vai para a pequena área onde está apenas Ewerton e o avançado da académica que saltam ambos à bola e a bola acaba dentro da baliza. O assistente marca fora de jogo ao avançado da académica e bem como se vê nas imagens, mas o Cosme reverte a decisão do fiscal porque quem toca na bola é o Ewerton marcando autogolo.

Das duas uma:

Ou um árbitro com muitos anos de carreira não sabe a regra de fora-de-jogo, em que não é preciso tocar na bola mas apenas interferir no lance e saltar lado a lado com o defesa a disputar a bola é, obviamente, interferir no lance;
Ou rejeitou a opinião do fiscal com o propósito de prejudicar o Sporting.

Quem rejeita a opinião do fiscal também rejeita a opinião do VAR. Não esquecer que o árbitro principal é que decide tudo.

Para já o VAR vai calando a propaganda lampiã... primeiro era a quebra de ritmo, depois era o tempo de decisão, depois era a "confusão" de quem está no estádio e depois era os festejos... Só se festejou 2 minutos depois? Arranjem melhores assistentes que não anulem golos claramente legais...

Eu estive nestes 2 jogos em Alvalade em que o VAR foi decisivo e percebi tudo o que se estava a passar, festejei à mesma e prefiro festejar com delay do que não festejar por erros de arbitragem.

O VAR vai ser giro quando os auxiliares puderem deixar seguir a jogada e depois anular o golo com o VAR no caso de terem decidido mal e optarem por assinalar logo fora-de-jogo para matar a jogada como aconteceu agora ao Bas Dost.

Aqui é que o critério vai ser engraçado de equipa para equipa.

Também pensei logo isso, mas acredito que os fiscais agora sejam treinados para deixar seguir mais uns segundos, enquanto se verifica tudo na TV. Se bem que o do Bas Dost foi bem rápido...
Deixar aqui mais uns registos de azia:




E outra nota, que deixaram no topico dos lampioes, para ir avaliando ao longo da época:
 -VAR na BTV, veremos a isenção.
71%, depois não venham fingir que não votaram Sim.

"Viva o Sporting Clube de Portugal ... É Nosso Outra Vez!" - Presidente Bruno de Carvalho

"Um dia vocês hão-de perceber que o objectivo de Pinto da Costa e do Porto nunca foi destruir o Benfica mas sim o Sporting." - Viridis
O VAR para ser perfeito só precisa que as imagens mostradas ao arbitro e que estão na base das suas decisões sejam mostradas nos ecrãs dos estádios.

Eu sei que nem todos os estádios estão equipados com ecrãs, mas naqueles que existem devia ser obrigatório isto acontecer. Acabava-se com as duvidas. É assim que se passa na NFL.

Já agora e para quem conta no Twitter, o Conselho de Arbitragem criou uma conta nesta rede social especifica para o Video Arbitro onde explica as decisões. Pode ser seguida neste endereço @Videoarbitro. Surge com o nome Projecto@videoarbitro.
O VAR para ser perfeito só precisa que as imagens mostradas ao arbitro e que estão na base das suas decisões sejam mostradas nos ecrãs dos estádios.

Eu sei que nem todos os estádios estão equipados com ecrãs, mas naqueles que existem devia ser obrigatório isto acontecer. Acabava-se com as duvidas. É assim que se passa na NFL.

Já agora e para quem conta no Twitter, o Conselho de Arbitragem criou uma conta nesta rede social especifica para o Video Arbitro onde explica as decisões. Pode ser seguida neste endereço @Videoarbitro. Surge com o nome Projecto@videoarbitro.

Muito mais importante que isso(imo) era a divulgação das comunicações feitas entre o suporte de VAR e o arbitro(no final de cada partida claro).
Mas não há a possibilidade dos 2 árbitros que estão no video árbitro comunicarem directamente com o árbitro que tá em campo sem este ter e ir ver as imagens e perder 2 minutos a meter o bedelho? Se isto fosse feito em 20 segundos máximo tinha-se uma decisão.
Mas não há a possibilidade dos 2 árbitros que estão no video árbitro comunicarem directamente com o árbitro que tá em campo sem este ter e ir ver as imagens e perder 2 minutos a meter o bedelho? Se isto fosse feito em 20 segundos máximo tinha-se uma decisão.
O problema não é esse. O problema é que o operador de video EVS tem que compilar videos dos lances duvidosos constantemente e isso ainda demora uns segundos. Não é tão fácil como se pensa. Imagina que o operador VA é um gajo que faz os replays na TV (porque é mesmo).

Depois pega no princípio que tens de escolher o melhor video de 8 câmaras. Por norma deduzo que o VA vá trabalhar mais com as duas câmaras de fora de jogo e com as câmaras de linha de fundo, podendo ficar as mini cameras, colocadas atrás das balizas, como backup em lances perto da pequena área. Ainda tens a câmara que fica colocada ao lado da master (que dá o jogo) e que é utilizada para planos curtos do homem que tem a bola. Isto num jogo dos três grandes, que tem um total de 13 câmaras (10 normais e 3 mini CAMS).

Agora imagina um jogo entre 2 grandes, que por norma tem 24 câmaras incluindo a omnicam (planos aéreos).

Qualquer duvida estou a à disposição do tópico.
Sinto-me na obrigação de vir a público dizer que enfiar uma lanterna no cú não torna ninguém num iluminado. E sim, sou formado em Luminotecnia.
 Acho piada as pessoas criticarem o vídeo árbitro por demorar X minutos a se tomar uma decisão, no desporto que se promove mais o anti jogo e as perdas de tempo. Anda tudo muito preocupado com as quebras de jogo agora...
Pode ser que estas demoras sejam benéficas no sentido de evoluir para um jogo apenas com tempo efectivo.

Cada vez que a há um livre ou assim para-se o jogo (para foras e cantos não seria preciso). E no final (podiam ser apenas 40 minutos) o árbitro apitava dizendo que o jogo terminava quando a bola sair a próxima vez.
there's someone in my head but it's not me.
No Twitter criado falam em 1min 18 seg, na capa do Nojo "quase 2 min"  :think:


Esforço, Dedicação, Devoção e Golo
É nestes lances que o VA vem mudar a realidade das coisas
Nesse caso não mudaria nada porque o arbitro ia parar o lance antes da bola entrar (apitou antes do Ruiz rematar). E assim sendo, não há video-arbitro que valha. Aconteceu isto no sábado, o Bas Dost ia-se isolando na cara do GR e o lance foi parado por suposto fora de jogo, que não existiu como se viu na repetição. Se o Bas Dost calha a ficar com a bola e marcar golo, nada feito. Tivemos sorte no caso do golo que acabou por ser validado uma vez que o arbitro só teve tempo de meter a boca no apito 1 milésimo de segundo depois da bola entrar. Está aqui um grande problema que os arbitros se vão ter que ajustar, é deixar passar qualquer lance de mínimo fora de jogo que lhes pareça. Até um metro eles devem deixar seguir, se depois der golo, o VAR anula. Se não der golo, siga o jogo e bola para a frente, menos uma perda de tempo!


E há outro problema possível, se por exemplo o arbitro não tivesse recebido logo a informação, ou o GR da Fiorentina tivesse sido rato e seguido o lance com o livre, nada feito também. Já vi alguns lances de possível análise de VAR em que o arbitro deixou logo seguir o jogo após saída da bola de jogo (casos de possível penalty especificamente). Depois de reposta em jogo também nada feito. São este pormenores que os árbitros precisam rapidamente de se adaptar.

Nota final, o VAR só está a provar o quão roubado é o nosso clube pela escumalha das galinhas apitadoras. Impressionante, dois jogos e já dois golos. Estamos a caminhar para entrar no guiness como equipa com melhor média de interferência positiva do VAR.
« Última modificação: Julho 30, 2017, 17:58 pm por i0tech »
O VA já se justificou nestes últimos jogos mas eu pergunto o seguinte.

Ex. Do. Jogo com A Fiorentina. O. Bás dost não estava em. Fora. De jogo é. Marcou golo. O boneco recebeu a. Informação do VA e validou o golo.

O que teria sido se o bás não tivesse rematado a baliza por ouvir o apito do árbitro depois da indicação do auxiliar?
Teria sido um. Fora de. Jogo. Mal assinalado mas. Sem. Co sequências no jogo.

Terão que os jogadores ter a indicação de. No caso de. Dúvida na área rematar em. É. Tentarem fazer golo?
Há outro aspecto que tem que ser analisado no futuro:
- ver se estes gajos que cometem erros graves, como este fiscal de linha, são penalizados fortemente na avaliação. É  que por exemplo neste lance, o Dost estava 1 metro em jogo! É um erro de análise grave que tem de ser penalizado.
Bruno Fernandes que me perdoe, mas este "VAR" é a CONTRATAÇÃO do Sporting para este ano
Há outro aspecto que tem que ser analisado no futuro:
- ver se estes gajos que cometem erros graves, como este fiscal de linha, são penalizados fortemente na avaliação. É  que por exemplo neste lance, o Dost estava 1 metro em jogo! É um erro de análise grave que tem de ser penalizado.

Eu estava em linha e vi logo claramente que ele estava em jogo. Este é dos tais casos em que custa a acreditar que o fiscal se tenha enganado.
A maior prova da falta de seriedade da imprensa lampiã e dos seus adeptos é estarem contra o video-arbitro...
uma ferramenta que repõem a verdade e diminui o erro...

qualquer pessoa minimamente inteligente percebe isto, o que é um minuto para visualizar um lance? há jogadores a perderem muito mais do que isso a executar lances livre, cantos e lançamentos laterais...

O video-árbitro mete medo a quem tem perfeita noção que o Sporting será o clube mais beneficiado desta situação.

porque a partir de agora os realizadores dos jogos passam a ter influência nas arbitragens, uma repetição é o suficiente para forçar um arbitro a ter que corrigir um lance quer tenha visto ou não, deixa de haver desculpas, golos mal anulados, mal validados, penálties, agressões...

inclusivamente acho que com o actual video-arbitro deveria haver maior tolerância com o fora-de-jogo, em vez de se cortar as jogadas que sejam mais difíceis de analisar seria preferível deixar seguir e depois ver a repetição para não acontecer como no ultimo jogo em que há um lance em profundidade no ataque do Sporting em que o bas Dost estava isolado em linha e foi mal invalidado pelo fiscal... como é lógico depois de interrompida a jogada não é possível voltar atrás, por isso o procedimento correcto deveria ser deixar seguir, e depois dependendo se dá golo ou não, analisar o lance para o anular recorrendo ao video-árbitro.

veremos como corre o primeiro ano, mas para já ainda vamos beneficiar disto porque a máfia do futebol ainda vai ter que elaborar um plano para contornar esta introdução.
O VA já se justificou nestes últimos jogos mas eu pergunto o seguinte.

Ex. Do. Jogo com A Fiorentina. O. Bás dost não estava em. Fora. De jogo é. Marcou golo. O boneco recebeu a. Informação do VA e validou o golo.

O que teria sido se o bás não tivesse rematado a baliza por ouvir o apito do árbitro depois da indicação do auxiliar?
Teria sido um. Fora de. Jogo. Mal assinalado mas. Sem. Co sequências no jogo.

Terão que os jogadores ter a indicação de. No caso de. Dúvida na área rematar em. É. Tentarem fazer golo?

Isso realmente é o que preocupa. Os lances deveriam decorrer sempre, mesmo com fora de jogo sinalizado e depois se desse golo, então seria analisado pelo VAR. Da forma que as coisas estão, realmente podem surgir lances é que o árbitro apita e o jogador desiste logo de disputar o lance e depois confirmar-se que a situação era legal, mas não devolve a "justiça" ao jogo.

Por exemplo, um lance em que o jogador isola-se perante o GR e é invalidado pelo fiscal, depois vai-se a ver no VAR e o jogador parte de situação legal, nunca mas nunca vamos saber se o lance dava golo ou não! É um situação que deveria haver uma regra, deixar o lance decorrer e se desse golo então ver se realmente o golo era legal. Acredito com o passar de tempo, corrijam esta situação. Eu prevejo que no futuro os fiscais de linha possam ter apenas um desempenho "mínimo" nos jogos e por mim tudo bem, só fazem m****!
E o Sporting é o nosso Grande Amor!!!
Não se justifica é parar tanto tempo para lances óbvios como o do jogo com a Fiorentina. Aquilo bastava o árbitro receber indicação de que não houve fora de jogo e assinalava logo o golo. Se o fora de jogo fosse duvidoso aí é que o árbitro poderia ir conferir a um ecrã para dar a última sentença.

Não se justifica é parar tanto tempo para lances óbvios como o do jogo com a Fiorentina. Aquilo bastava o árbitro receber indicação de que não houve fora de jogo e assinalava logo o golo. Se o fora de jogo fosse duvidoso aí é que o árbitro poderia ir conferir a um ecrã para dar a última sentença.

Segundo o que li, houve dúvidas ( ? ) por parte dos tipos que estavam no VAR. Não se percebe, certo?