Troféu 5 Violinos 2017 - Sporting.C.P x ACF.Fiorentina - 29-07-2017 - 18:00

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

   Olha, o Jubas já tem calções pretos...
Tão bom! Somos enormes!



Movimento PSN "Por um Sporting sem notáveis"

"Um em cada três lampiões é tão burro com os outros dois" Carlos Dolbeth
Download Transmissão Jogo


1ª Parte - https://we.tl/neE156L3HZ

2ª Parte - https://we.tl/iYff2EniU8

Inclui entrega do troféu.

____________________________________________________________

@Pleka7
@metacool
@PauloMoura1999
@Avioncito
@paranoidandroid


Um abraço a todos os Leões, apesar de uma vitoria pela margem minima, temos que nos unir, para mais uma época!

Muito obrigado, @Levezinho91, e enorme abraço também para ti que juntos consigamos o que todos ambicionamos. :great:
23-03-2013 O dia mais feliz da minha vida como sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem-haja Presidente!
23-06-2018 O pior dia da minha vida como sportinguista. Após campanha orquestrada entre lampiões, croquetes e comunicação social, cai o melhor Presidente da história do clube. Obrigado do fundo do coração Presidente por ter trazido um orgulho e alegria que estavam esmagados no meu coração para mim será eterno.
E com muito atraso...aqui vi vai a minha apreciação.

Jogo com um boa equipa, em clima de festa, celebrando de forma muito digna um acontecimento muito triste, a morte de um jovem que ao que tudo indica só cometeu um crime, gostar do Sporting e da Fiorentina.
Jesus não inventou, e fez bem, William Carvalho a central foi uma delícia, Guardiola tem razão, qualquer bom jogador joga a central.
Tal como contra o Mónaco viu-se uma equipa muito preocupada com os momentos defensivos, chegando a defender dom duas linhas de 5, muito juntas. A equipa parece necessitar de mais tempo, para preparar os movimentos ofensivos, mas não há o próximo jogo vêm já aí.
Uma nota, Não gosto de ver defender os cantos com os 11 dentro da área, embora a equipa tenha saído a jogar rápido algumas vezes, o problema foi a decisão no último terço (que horror pareço um comentador da bola).

Os que mais me impressionaram

Piccini - Muito bem, gostei imenso, não estava muito convencido, mas fez um belo jogo, um dos melhores em campo.
William Carvalho - Gardiola estás cego, este menino é um jogador como tu gostas, qualquer grande equipa devia ter um William Carvalho.
Acuña - Técnica (sim técnica), um jogador de equipa, com processos muito simples, podemos ter aqui um caso sério.
Battaglia - Muito bem, um seis diferente de William, mas jogou muito bem.
Bruno Fernandes - Pareceu um pouco nervoso, falhando até alguns passes que não é normal falhar.
Coentrão -Começa a ganhar condição física, e a mostrar porque chegou a ser o dono da posição no Real Madrid. Se não houver problemas físicos, vai deixar saudades.
Podence - Sempre batalhador, uma dor de cabeça, por pouco não ficávamos com 12 após as substituições, o baixinho não queria sair. ahahaha.
Jonathan Silva - A renovação parece que lhe fez bem, gostei.
Doumbia - Gostava de o ter visto a começar de início, com a equipa titular, para ver o seu desempenho, é um jogador mais talhado para transições rápidas.
Alan Ruiz - O pior Alan que já vi, parece que desaprendeu tudo, tem agora um vício horrível, quer receber as bolas de costas, os adversários rapidamente se apercebem, e roubam-lhe a bola. Parece um corpo estranho na equipa. Tem já um considerável número de "admiradores" na bancada, o que ainda vai ajudar à festa.

Os jogos  sério vão começar. Vai ser preciso muito trabalho. O Sporting não parte da pole position. O "campeão" e o FCP, que já no ano passado tinha um grande plantel, parece-me que partem à nossa frente.
O SPORTING é NOSSO !!!
É o NOSSO SPORTING !!
Porque quando um treinador entra num clube, a menos que faça uma revolução completa de alto a baixo, o que tu vês no 1º ano desse clube, é ainda o «dedo» do treinador anterior. Repara no que aconteceu com o Marco Silva: o que tu viste, foi ainda o trabalho do Leonardo Jardim.

Nem vou aos pormenores tipo rendimento dos jogadores ou a influência do João Mário. Mas o Sporting do Marco Silva era bola em profundidade. O Sporting do Jota no primeiro ano era futebol apoiado. Alguma vez aquele primeiro ano do Jota foi trabalho do Marco Silva? Tem dó.


Então, ele desaprendeu?!...

Eu não sou um defensor do Marco Silva (muito pelo contrário, pois quando saiu, já foi tarde), mas se no 1º ano do JJ, se jogava «futebol apoiado», porque raio estamos a ir de cavalo para burro? E não venhas cá com a história da revolução de jogadores e plantéis, porque quem põe e dispõe na formação dos plantéis (ao contrário da era Marco Silva, que tinha que trabalhar com aquilo que a Academia fornecia), é o presidente e fundamentalmente, o JJ. Quem é então o responsável de termos ido de cavalo para burro? Porque é que estamos hoje piores do que estávamos no 1º ano do JJ?

Tem tu dó...   :arrow:

Ah sim? Então quem é que os meteu a jogar jogo interior? O Leonardo Jardim e ficou essa maravilha durante dois anos? Uma pena que o João Mário estava a comer choco frito e o Bryan Ruiz ainda andava por outro lado, senão até te dava razão.

O jogo apoiado era feito com a ajuda do João Mário que é falso ala e foi substituído pelo Gelson que é extremo puro. e com o Bryan Ruiz que estava em boa forma enquanto que na segunda época esteve em má forma. Junta-se a isso uma diferença na dupla atacante e o futebol praticado teve de ser adaptado.

Não gostas de ouvir, isso é-me indiferente. Mas podes responder à questão. Se não foi o JJ a meter o Sporting a jogar futebol apoiado, então quem foi?


Tu é que não ouves (ou estás a fazer de conta que não ouves) e continuas a fugir à questão essencial:

Se o Sporting jogou o futebol «maravilhoso» que jogou e isso se deve ao JJ, como explicas esta debacle? O que é que a originou? Isso é que interessa abordar e não andar a bater pívias a grilos com questões de jogadores que ocupavam determinadas posições e depois se foram embora e blábláblá, e depois outros foram adaptados e blábláblá... Isso tudo não passa de chafurdar na marmelada.

Olha, só te faço duas perguntas: achas, ou não achas que o JJ beneficiou do «colinho» e dos «túneis», nos anos em que foi campeão?... Beneficiou, não beneficiou? E lembras-te dos camiões de dinheiro que os merdosos gastaram (paralelamente a dominarem o sistema), para se assegurarem que eram campeões?... Lembras-te, não te lembras? Então, agora tenta lá fazer um pequeno exercício mental e perceber quais seriam os resultados do JJ nos merdosos, se nada disso tivesse acontecido... Não seriam exactamente os mesmos, pois não? Pois!...

O que me interessa a mim, é o que eu vejo (que pelos vistos, é diferente daquilo que vês). E o que eu vejo, é falta de organização, falta de planificação, falta de mecanização, futebol duvidoso, etc. Parece que vocês se esquecem que o Sporting não tem o sistema do seu lado (nem quero que tenha) e também não tem os mesmos camiões de dinheiro, para o JJ ter os mesmos caprichos que tinha quando estava do outro lado.

Mas eu já expliquei, a equipa mudou. Saiu Slimani, saiu Teo, saiu João Mário, Bryan Ruiz esteve fraco. Só aqui está a frente de ataque titulares toda. Slimani e João Mário foram bem substituídos, mas por jogadores diferentes que por serem diferentes significa que a equipa joga diferente, o que leva a que *drum roll* a dinâmica de jogo seja diferente.

Sim, o JJ beneficiou da estrutura dos piolhosos, mas isso não invalida o facto de ser um óptimo treinador. E sim, o Beneficia gastou dinheiro em camiões de jogadores, mas daí a dizeres que a culpa é do JJ vai uma grande distância. Eles têm 500M€ de passivo não é por causa do JJ, e continuam a gastar rios de dinheiro mesmo sem ele por lá.

O que eu vejo no Sporting é uma equipa com vários elementos novos a titular, e que é normal levar algum tempo a ir ao sítio. Acuña à esquerda, Podence / Doumbia ao meio, Fernandes ao centro, mais laterais novos e um central. Estão aqui seis elementos novos, e vieram para titulares. E não são camião de jogadores nenhum, vieram para lugares fracos da equipa. E relembrar, são sete (mais alguns para suplentes), é metade da equipa.

Aliás, toda a gente reclamava dos "afilhados" do Jota, que ele punha a jogar mesmo que não prestassem: Semedo, Zeegelaar, Schelotto, BRuiz (pela péssima época que teve), Alan Ruiz. Mas quase todos os novos elementos vieram para o lugar desses "afilhados", os tais que o JJ tinha fetiche e que jogavam sempre. Então mas... pois. Vocês andam ao sabor do vento.

O único dos "afilhados" que ficou foi o Alan Ruiz, que foi quem para além de Dost conseguiu marcar vários golos na época passada. Ainda se lê aqui um choro por causa da preferência do JJ pelo Alan Ruiz, quando há muito que o Podence o ultrapassou na hierarquia e em minutos jogados. Um mar de críticas porque o JJ gosta do BRuiz e não pode ser, não gosta da formação, não gosta do jogador português, não gosta de jogadores baixinhos; depois vai-se a ver e foi o Podence, um tuga da formação com um 1.60m que ganhou o lugar ao último dos "afilhados".

São críticas e mais críticas sem qualquer tipo de valor. O Doumbia devia jogar a 2o avançado e blah blah, mas a verdade é que suplente do PL só existe ele, portanto não tem sentido apostar nele a 2o avançado por agora. O Beto e o Paulo Oliveira pediram para sair, qual é a responsabilidade do treinador nisto exactamente? Depois a conversa do camião de jogadores, mas todos eles à excepção de um estão a mostrar ser upgrades ao que tínhamos quer na primeira quer na segunda linha. Se calhar daqui a uns meses até podem ser críticas válidas, mas neste momento não são. E futurologias é com os pombos.

Estou para perceber qual é o vosso problema (neste momento) mesmo. Estás a dizer que eu não estou a ver, e realmente não estou. Por agora não há nada para ver. Quanto ao dizeres que não estou a equacionar que o Sporting não tem colinho, tem paciência mas eu nunca vou ser parte do grupo que exige que o Sporting jogue 10x que o adversário para que os roubos não tenham influência.


Tanta confusão e tanto enrolamento, só para não chegar a uma conclusão que para mim me parece óbvia e evidente: JJ é já o treinador mais caro da história do Sporting (relação entre aquilo que ganhou em termos de títulos e aquilo que auferiu como vencimento, nestas 2 épocas) e com ele, dificilmente conseguiremos ser campeões. E isto não tem nada a ver com qualquer aversão ao treinador, por este ou por aquele motivo, até porque inicialmente, também o apoiava a 100%, mas com o passar do tempo, comecei a ver coisas óbvias que vocês se recusam a ver/admitir.

O JJ é consederado por muitos como «o mestre da táctica». Se ele é o mestre da táctica, então, uma das características de um mestre da táctica, será a de saber que jogadores há de pedir e para que posições os vai pedir, ou queres-me dizer que  Slimani, Teo e João Mário, são absolutamente insubstituíveis? Então, ele não sabe que tipo de jogadores tem de pedir ao presidente para ter um plantel e um 11 (já não digo superior, mas pelo menos igual) ao que tinha quando praticava esse tal futebol de encher o olho? Depois, pede jogadores para determinadas posições e anda a experimentá-los em várias outras posições? Mas isto cabe na cabeça de alguém? Ele não deveria conhecer já os jogadores que quer? A mim não me interessa que os merdosos tenham um passivo muito superior ao nosso e se o JJ contribuiu ou não para isso. O que me interessa constatar, infelizmente, é que um dos factores que proporcionou que ele tivesse tido êxito lá, foram os muitos milhões que foram torrados em jogadores e isso, seguramente ele não vai ter cá.

Não entendes qual é o nosso problema? É simples: quem desconfia do JJ, sabe analisar todas as contingências que envolvem o treinador do Sporting, junta os factos e os acontecimentos e não navega à vista, nem tem uma visão monocromática relativamente aos jogos e às exibições. Não existe só o «agora»; existe o «antes» e o «agora», que devem ser interligados como as peças de um puzzle. Chama-se a isso «lógica dedutiva».

P: Quando JJ foi campeão nos merdosos, não beneficiou do «colinho»?
R: Sim

P: Quando o JJ foi campeão nos merdosos, não beneficiou de camiões de jogadores pagos a peso de ouro?
R: Sim

P: Não dominando o Sporting o sistema, o JJ está a ter o mesmo êxito que teve nos merdosos?
R: Não

P: Não podendo o Sporting esbanjar as toneladas de €€€ que os merdosos esbanjaram com o JJ está ele a ter o mesmo êxito que teve nos merdosos?
R: Não


.............................................


P: Não está esta pré-época a ter os mesmos contornos da época anterior, em termos de preparação?
R: Sim

P: Conseguimos ser campeões na época passada, apesar da miserável pré época que fizemos?
R: Não


Por tudo isto, acreditar que podemos ser campeões com JJ, só por mero «wishful thinking». E atenção, que eu já nem sequer quero entrar na polémica que já me chegou aos ouvidos que já há jogadores do Sporting (dos que já foram emprestados e dos que ficaram no plantel) que já querem ver o JJ pelas costas...

Sim, o JJ é o treinador mais caro do Sporting. Mas para quem refila sobre dinheiro gasto em entulho em vez de gasto em jogadores a sério, não tens de refilar sobre isto. Mais vale pagar aquele dinheiro por ele, do que gastar em treinadores aprendizes de feiticeiro. E já agora, o Jardim bazou porque lhe pagavam mais ao fim do mês. Queres um treinador bom, tens de pagar.

Slimani, João Mário, Teo, não são insubstituíveis, mas os dois primeiros foram vendidos por 70M€ em conjunto e o terceiro só não é um jogador bem mais caro do que foi porque é maluco. Têm a sua qualidade bem estampado na etiqueta de preço, por isso seria difícil substituir esses jogadores por preços mais baixos, se assim não fosse os clubes que os cá vieram buscar por x tinham ido buscar esses jogadores substitutos por x - y. No entanto, o scouting do Sporting até conseguiu colmatar 2/3 saídas, uma por 1/3 do preço e outra a custo zero.

Agora a segunda parte, que não podes baralhar e dar de novo. Tu estavas a refilar que o Sporting jogou diferente do ano 1 para o ano 2 do JJ, e por isso deste o mérito do primeiro a progenitor desconhecido e a culpa do segundo ao JJ. Mas o que eu te disse e eu nem sei de absolutismos, mas isto é o que está correcto, é que os jogadores fulcrais da equipa do ano 1 e do ano 2 mudaram, por isso é normal que a dinâmica de jogo é diferente. Os jogadores foram bem substituídos (bom, o 2o avançado nem por isso), o problema foi que a equipa completa não conseguiu absorver essa diferença a 100% (ainda se fizeram bons jogos).

Se existe o antes e o agora, então tens de admitir que o primeiro ano do JJ foi bom. É que até agora não conseguiste explicar a quem mais se deve o bom futebol praticado da 1a época. Quanto ao "lógica dedutiva", estou a ver que aprendeste alguma coisa nas aulas de filosofia do 12o ano. Mas a lógica dedutiva não é usada desta forma que estás a usar, porque as afirmações que utilizas não são verdade. Todas as frases que usas têm algum grau de mentira nelas.

Qanto ao passado: O JJ beneficiou do colinho quando estava no Beneficia, mas não foi só por isso que ganhou. O JJ beneficiou dos camiões jogadores pagos a peso de ouro, mas não foi só por isso que ganhou. O Sporting não ganhou o campeonato há dois anos, e não foi por causa de não ter colinho (com o futebol praticado não era preciso colinho nenhum) ou porque não teve camiões jogadores, mas sim porque o Beneficia foi levado num altar. Por fim, o insucesso do Jota no Sporting e o sucesso do Beneficia sem Jota não se deve aos camiões de jogadores.

Quanto ao futuro: A pré-época deste ano em nada tem a ver com a do ano passado. Há aqui muita gente que se esqueceu dos cabazes que se levaram e como a maioria dos jogadores que fizeram a pré-época não ficaram para fazer a época também. Este ano houve resultados negativos, mas nada a ver com as mãos cheias do ano passado, e os reforços estão a ser integrados com meses de antecedência antes do início da época.

Os jogadores emprestados pelo JJ que estão chateados, suponhamos que isso é verdade. Esses têm que aprender a respeitar as hierarquias do clube. Primeiro está o presidente (que escolheu o treinador) e depois está o treinador que os mete a fazer o trabalho deles, e finalmente estão os capitães de equipa e só depois é que eles têm voto na matéria. São todos miudos de 20 anos que ainda não provaram nada na vida, porque é que a avaliação deles é mais importante do que a de todos os que estão acima deles? Pois, não é. É que se ainda fosse um jogador com provas dadas a fazer a cama ao treinador, aí aceita-se. Agora miúdos que nem o lugar na equipa A ainda conquistaram? Sim, tem dó.



Estás a fazer uma enorme confusão.

Eu nunca me opus a que se fosse buscar o JJ, com o pretexto de que mais valia apostar num grande treinador para valorizar os jogadores da Academia, ou outros jogadores jovens de qualidade que entretanto fossem contratados. Aliás, eu já referi que no início acreditava em JJ, só que o problema, foi que fui observando um conjunto de coisas que não me agradaram.

Depois, tal como o treinador, também nunca me opus a que se fizessem contratações cirúrgicas, em vez de camionetas de morcelada para assar. Eu prefiro que se gastem 20 milhões em 2 grandes jogadores que podem constituir mais-valias e ajudar a equipa a ser campeã, do que 20 enchidos que depois terão de ser emprestados em Janeiro, ou postos a andar no final da época. O problema, é que nada do inicialmente programado, está a acontecer, ou seja, até à presente data, aquilo que JJ está a fazer, poderia ser perfeitamente feito por um treinador bem mais barato e em relação aos jogadores que o treinador já indicou e que o Sporting foi contratar, a maior parte é mesmo chouriçada.

Em relação ao êxito do 1º ano do JJ, já tive oportunidade de explicar: enquanto o dedo dele não se fez sentir a 100%, o trabalho que se viu, foi o que vinha de trás - é sempre assim com qualquer treinador e com qualquer transição, a menos que o futebol seja tão mau, tão mau, tão mau, que haja necessidade de uma revolução e de uma ruptura. Por vezes, isso acontece, mas de um modo geral, um treinador quando chega a um clube, nunca leva a cabo uma ruptura a 100% com o pré-existente. Recupera os jogadores psicologicamente e aproveita o que de bom já foi feito. Já vi que estás a tentar passar uma esponja na responsabilidade do JJ em todas as contratações/dispensas que foram efectuadas desde que ele entrou no clube. Se a  responsabilidade do Sporting não conseguir ter pelo menos a mesma bitola de qualidade (já nem sequer digo melhor) que demonstrou quando ele entrou, então, a responsabilidade é de quem? Se ele não conseguiu tirar o rendimento desejado dos jogadores que ele próprio indicou que fossem contratados, a responsabilidade é de quem? Do pai Natal? Estás a esquecer-te que lhe foi entregue todo o edifício do futebol (desde as camadas mais jovens até aos seniores) e os resultados estão à vista.

A minha lógica não foi estudada no 12º ano, nem está incorrecta - falhaste em tudo. Diz-me lá que partes do silogismo estão erradas. É mentira que o JJ foi campeão à custa do sistema e das fortunas gastas em jogadores? É mentira que vindo para o Sporting, não estamos a conseguir tirar o mesmo rendimento do JJ, não tendo nós o sistema e as carradas de dinheiro para gastar? Então, não sei onde está a tal grau de mentira, nem porque é que o tal raciocínio dedutivo não pode ser usado. É claro que poderão existir outras leituras, como por exemplo dizer que não foi só através do colinho e do investimento em jogadores que o JJ conseguiu títulos, mas elas não são evidentes. O que é empiricamente evidente, é que houve colinho e houve muito dinheiro do outro lado e deste lado, sem colinho e sem dinheiro, não houve resultados - isso é o que podemos constatar; o resto, é deitarmo-nos a adivinhar. Dizer que o JJ também ganhou devido à sua qualidade como treinador, sem termos elementos que o comprovem, faz-me lembrar aquela anedota em que o cientista maluco arranca as asas à mosca, e depois ao pedir à mosca para voar e constatar que ela não voa, deduz que sem asas, a mosca fica surda.

Por último, quando eu digo que a pré-época está a ter os mesmos contornos da pré-época anterior, é óbvio que estou a falar dos mesmos problemas e das mesmas dificuldades observadas; não estou a dizer que jogámos com os mesmos adversários e tivemos os mesmos resultados. Há que saber interpretar correctamente aquilo que se lê

Já vi que se na próxima época, as coisas começarem a dar para o torto (espero bem que não), a culpa vai ser de tudo e de todos, menos do verdadeiro responsável.
As mulheres são como as piscinas: o seu custo de manutenção é muito elevado e não é compensado pelo tempo que passamos dentro delas.

Um homem é como um soalho flutuante: se for bem montado, pode ser pisado durante mais de 30 anos.
Porque quando um treinador entra num clube, a menos que faça uma revolução completa de alto a baixo, o que tu vês no 1º ano desse clube, é ainda o «dedo» do treinador anterior. Repara no que aconteceu com o Marco Silva: o que tu viste, foi ainda o trabalho do Leonardo Jardim.

Nem vou aos pormenores tipo rendimento dos jogadores ou a influência do João Mário. Mas o Sporting do Marco Silva era bola em profundidade. O Sporting do Jota no primeiro ano era futebol apoiado. Alguma vez aquele primeiro ano do Jota foi trabalho do Marco Silva? Tem dó.


Então, ele desaprendeu?!...

Eu não sou um defensor do Marco Silva (muito pelo contrário, pois quando saiu, já foi tarde), mas se no 1º ano do JJ, se jogava «futebol apoiado», porque raio estamos a ir de cavalo para burro? E não venhas cá com a história da revolução de jogadores e plantéis, porque quem põe e dispõe na formação dos plantéis (ao contrário da era Marco Silva, que tinha que trabalhar com aquilo que a Academia fornecia), é o presidente e fundamentalmente, o JJ. Quem é então o responsável de termos ido de cavalo para burro? Porque é que estamos hoje piores do que estávamos no 1º ano do JJ?

Tem tu dó...   :arrow:

Ah sim? Então quem é que os meteu a jogar jogo interior? O Leonardo Jardim e ficou essa maravilha durante dois anos? Uma pena que o João Mário estava a comer choco frito e o Bryan Ruiz ainda andava por outro lado, senão até te dava razão.

O jogo apoiado era feito com a ajuda do João Mário que é falso ala e foi substituído pelo Gelson que é extremo puro. e com o Bryan Ruiz que estava em boa forma enquanto que na segunda época esteve em má forma. Junta-se a isso uma diferença na dupla atacante e o futebol praticado teve de ser adaptado.

Não gostas de ouvir, isso é-me indiferente. Mas podes responder à questão. Se não foi o JJ a meter o Sporting a jogar futebol apoiado, então quem foi?


Tu é que não ouves (ou estás a fazer de conta que não ouves) e continuas a fugir à questão essencial:

Se o Sporting jogou o futebol «maravilhoso» que jogou e isso se deve ao JJ, como explicas esta debacle? O que é que a originou? Isso é que interessa abordar e não andar a bater pívias a grilos com questões de jogadores que ocupavam determinadas posições e depois se foram embora e blábláblá, e depois outros foram adaptados e blábláblá... Isso tudo não passa de chafurdar na marmelada.

Olha, só te faço duas perguntas: achas, ou não achas que o JJ beneficiou do «colinho» e dos «túneis», nos anos em que foi campeão?... Beneficiou, não beneficiou? E lembras-te dos camiões de dinheiro que os merdosos gastaram (paralelamente a dominarem o sistema), para se assegurarem que eram campeões?... Lembras-te, não te lembras? Então, agora tenta lá fazer um pequeno exercício mental e perceber quais seriam os resultados do JJ nos merdosos, se nada disso tivesse acontecido... Não seriam exactamente os mesmos, pois não? Pois!...

O que me interessa a mim, é o que eu vejo (que pelos vistos, é diferente daquilo que vês). E o que eu vejo, é falta de organização, falta de planificação, falta de mecanização, futebol duvidoso, etc. Parece que vocês se esquecem que o Sporting não tem o sistema do seu lado (nem quero que tenha) e também não tem os mesmos camiões de dinheiro, para o JJ ter os mesmos caprichos que tinha quando estava do outro lado.

Mas eu já expliquei, a equipa mudou. Saiu Slimani, saiu Teo, saiu João Mário, Bryan Ruiz esteve fraco. Só aqui está a frente de ataque titulares toda. Slimani e João Mário foram bem substituídos, mas por jogadores diferentes que por serem diferentes significa que a equipa joga diferente, o que leva a que *drum roll* a dinâmica de jogo seja diferente.

Sim, o JJ beneficiou da estrutura dos piolhosos, mas isso não invalida o facto de ser um óptimo treinador. E sim, o Beneficia gastou dinheiro em camiões de jogadores, mas daí a dizeres que a culpa é do JJ vai uma grande distância. Eles têm 500M€ de passivo não é por causa do JJ, e continuam a gastar rios de dinheiro mesmo sem ele por lá.

O que eu vejo no Sporting é uma equipa com vários elementos novos a titular, e que é normal levar algum tempo a ir ao sítio. Acuña à esquerda, Podence / Doumbia ao meio, Fernandes ao centro, mais laterais novos e um central. Estão aqui seis elementos novos, e vieram para titulares. E não são camião de jogadores nenhum, vieram para lugares fracos da equipa. E relembrar, são sete (mais alguns para suplentes), é metade da equipa.

Aliás, toda a gente reclamava dos "afilhados" do Jota, que ele punha a jogar mesmo que não prestassem: Semedo, Zeegelaar, Schelotto, BRuiz (pela péssima época que teve), Alan Ruiz. Mas quase todos os novos elementos vieram para o lugar desses "afilhados", os tais que o JJ tinha fetiche e que jogavam sempre. Então mas... pois. Vocês andam ao sabor do vento.

O único dos "afilhados" que ficou foi o Alan Ruiz, que foi quem para além de Dost conseguiu marcar vários golos na época passada. Ainda se lê aqui um choro por causa da preferência do JJ pelo Alan Ruiz, quando há muito que o Podence o ultrapassou na hierarquia e em minutos jogados. Um mar de críticas porque o JJ gosta do BRuiz e não pode ser, não gosta da formação, não gosta do jogador português, não gosta de jogadores baixinhos; depois vai-se a ver e foi o Podence, um tuga da formação com um 1.60m que ganhou o lugar ao último dos "afilhados".

São críticas e mais críticas sem qualquer tipo de valor. O Doumbia devia jogar a 2o avançado e blah blah, mas a verdade é que suplente do PL só existe ele, portanto não tem sentido apostar nele a 2o avançado por agora. O Beto e o Paulo Oliveira pediram para sair, qual é a responsabilidade do treinador nisto exactamente? Depois a conversa do camião de jogadores, mas todos eles à excepção de um estão a mostrar ser upgrades ao que tínhamos quer na primeira quer na segunda linha. Se calhar daqui a uns meses até podem ser críticas válidas, mas neste momento não são. E futurologias é com os pombos.

Estou para perceber qual é o vosso problema (neste momento) mesmo. Estás a dizer que eu não estou a ver, e realmente não estou. Por agora não há nada para ver. Quanto ao dizeres que não estou a equacionar que o Sporting não tem colinho, tem paciência mas eu nunca vou ser parte do grupo que exige que o Sporting jogue 10x que o adversário para que os roubos não tenham influência.


Tanta confusão e tanto enrolamento, só para não chegar a uma conclusão que para mim me parece óbvia e evidente: JJ é já o treinador mais caro da história do Sporting (relação entre aquilo que ganhou em termos de títulos e aquilo que auferiu como vencimento, nestas 2 épocas) e com ele, dificilmente conseguiremos ser campeões. E isto não tem nada a ver com qualquer aversão ao treinador, por este ou por aquele motivo, até porque inicialmente, também o apoiava a 100%, mas com o passar do tempo, comecei a ver coisas óbvias que vocês se recusam a ver/admitir.

O JJ é consederado por muitos como «o mestre da táctica». Se ele é o mestre da táctica, então, uma das características de um mestre da táctica, será a de saber que jogadores há de pedir e para que posições os vai pedir, ou queres-me dizer que  Slimani, Teo e João Mário, são absolutamente insubstituíveis? Então, ele não sabe que tipo de jogadores tem de pedir ao presidente para ter um plantel e um 11 (já não digo superior, mas pelo menos igual) ao que tinha quando praticava esse tal futebol de encher o olho? Depois, pede jogadores para determinadas posições e anda a experimentá-los em várias outras posições? Mas isto cabe na cabeça de alguém? Ele não deveria conhecer já os jogadores que quer? A mim não me interessa que os merdosos tenham um passivo muito superior ao nosso e se o JJ contribuiu ou não para isso. O que me interessa constatar, infelizmente, é que um dos factores que proporcionou que ele tivesse tido êxito lá, foram os muitos milhões que foram torrados em jogadores e isso, seguramente ele não vai ter cá.

Não entendes qual é o nosso problema? É simples: quem desconfia do JJ, sabe analisar todas as contingências que envolvem o treinador do Sporting, junta os factos e os acontecimentos e não navega à vista, nem tem uma visão monocromática relativamente aos jogos e às exibições. Não existe só o «agora»; existe o «antes» e o «agora», que devem ser interligados como as peças de um puzzle. Chama-se a isso «lógica dedutiva».

P: Quando JJ foi campeão nos merdosos, não beneficiou do «colinho»?
R: Sim

P: Quando o JJ foi campeão nos merdosos, não beneficiou de camiões de jogadores pagos a peso de ouro?
R: Sim

P: Não dominando o Sporting o sistema, o JJ está a ter o mesmo êxito que teve nos merdosos?
R: Não

P: Não podendo o Sporting esbanjar as toneladas de €€€ que os merdosos esbanjaram com o JJ está ele a ter o mesmo êxito que teve nos merdosos?
R: Não


.............................................


P: Não está esta pré-época a ter os mesmos contornos da época anterior, em termos de preparação?
R: Sim

P: Conseguimos ser campeões na época passada, apesar da miserável pré época que fizemos?
R: Não


Por tudo isto, acreditar que podemos ser campeões com JJ, só por mero «wishful thinking». E atenção, que eu já nem sequer quero entrar na polémica que já me chegou aos ouvidos que já há jogadores do Sporting (dos que já foram emprestados e dos que ficaram no plantel) que já querem ver o JJ pelas costas...

Sim, o JJ é o treinador mais caro do Sporting. Mas para quem refila sobre dinheiro gasto em entulho em vez de gasto em jogadores a sério, não tens de refilar sobre isto. Mais vale pagar aquele dinheiro por ele, do que gastar em treinadores aprendizes de feiticeiro. E já agora, o Jardim bazou porque lhe pagavam mais ao fim do mês. Queres um treinador bom, tens de pagar.

Slimani, João Mário, Teo, não são insubstituíveis, mas os dois primeiros foram vendidos por 70M€ em conjunto e o terceiro só não é um jogador bem mais caro do que foi porque é maluco. Têm a sua qualidade bem estampado na etiqueta de preço, por isso seria difícil substituir esses jogadores por preços mais baixos, se assim não fosse os clubes que os cá vieram buscar por x tinham ido buscar esses jogadores substitutos por x - y. No entanto, o scouting do Sporting até conseguiu colmatar 2/3 saídas, uma por 1/3 do preço e outra a custo zero.

Agora a segunda parte, que não podes baralhar e dar de novo. Tu estavas a refilar que o Sporting jogou diferente do ano 1 para o ano 2 do JJ, e por isso deste o mérito do primeiro a progenitor desconhecido e a culpa do segundo ao JJ. Mas o que eu te disse e eu nem sei de absolutismos, mas isto é o que está correcto, é que os jogadores fulcrais da equipa do ano 1 e do ano 2 mudaram, por isso é normal que a dinâmica de jogo é diferente. Os jogadores foram bem substituídos (bom, o 2o avançado nem por isso), o problema foi que a equipa completa não conseguiu absorver essa diferença a 100% (ainda se fizeram bons jogos).

Se existe o antes e o agora, então tens de admitir que o primeiro ano do JJ foi bom. É que até agora não conseguiste explicar a quem mais se deve o bom futebol praticado da 1a época. Quanto ao "lógica dedutiva", estou a ver que aprendeste alguma coisa nas aulas de filosofia do 12o ano. Mas a lógica dedutiva não é usada desta forma que estás a usar, porque as afirmações que utilizas não são verdade. Todas as frases que usas têm algum grau de mentira nelas.

Qanto ao passado: O JJ beneficiou do colinho quando estava no Beneficia, mas não foi só por isso que ganhou. O JJ beneficiou dos camiões jogadores pagos a peso de ouro, mas não foi só por isso que ganhou. O Sporting não ganhou o campeonato há dois anos, e não foi por causa de não ter colinho (com o futebol praticado não era preciso colinho nenhum) ou porque não teve camiões jogadores, mas sim porque o Beneficia foi levado num altar. Por fim, o insucesso do Jota no Sporting e o sucesso do Beneficia sem Jota não se deve aos camiões de jogadores.

Quanto ao futuro: A pré-época deste ano em nada tem a ver com a do ano passado. Há aqui muita gente que se esqueceu dos cabazes que se levaram e como a maioria dos jogadores que fizeram a pré-época não ficaram para fazer a época também. Este ano houve resultados negativos, mas nada a ver com as mãos cheias do ano passado, e os reforços estão a ser integrados com meses de antecedência antes do início da época.

Os jogadores emprestados pelo JJ que estão chateados, suponhamos que isso é verdade. Esses têm que aprender a respeitar as hierarquias do clube. Primeiro está o presidente (que escolheu o treinador) e depois está o treinador que os mete a fazer o trabalho deles, e finalmente estão os capitães de equipa e só depois é que eles têm voto na matéria. São todos miudos de 20 anos que ainda não provaram nada na vida, porque é que a avaliação deles é mais importante do que a de todos os que estão acima deles? Pois, não é. É que se ainda fosse um jogador com provas dadas a fazer a cama ao treinador, aí aceita-se. Agora miúdos que nem o lugar na equipa A ainda conquistaram? Sim, tem dó.



Estás a fazer uma enorme confusão.

Eu nunca me opus a que se fosse buscar o JJ, com o pretexto de que mais valia apostar num grande treinador para valorizar os jogadores da Academia, ou outros jogadores jovens de qualidade que entretanto fossem contratados. Aliás, eu já referi que no início acreditava em JJ, só que o problema, foi que fui observando um conjunto de coisas que não me agradaram.

Depois, tal como o treinador, também nunca me opus a que se fizessem contratações cirúrgicas, em vez de camionetas de morcelada para assar. Eu prefiro que se gastem 20 milhões em 2 grandes jogadores que podem constituir mais-valias e ajudar a equipa a ser campeã, do que 20 enchidos que depois terão de ser emprestados em Janeiro, ou postos a andar no final da época. O problema, é que nada do inicialmente programado, está a acontecer, ou seja, até à presente data, aquilo que JJ está a fazer, poderia ser perfeitamente feito por um treinador bem mais barato e em relação aos jogadores que o treinador já indicou e que o Sporting foi contratar, a maior parte é mesmo chouriçada.

Em relação ao êxito do 1º ano do JJ, já tive oportunidade de explicar: enquanto o dedo dele não se fez sentir a 100%, o trabalho que se viu, foi o que vinha de trás - é sempre assim com qualquer treinador e com qualquer transição, a menos que o futebol seja tão mau, tão mau, tão mau, que haja necessidade de uma revolução e de uma ruptura. Por vezes, isso acontece, mas de um modo geral, um treinador quando chega a um clube, nunca leva a cabo uma ruptura a 100% com o pré-existente. Recupera os jogadores psicologicamente e aproveita o que de bom já foi feito. Já vi que estás a tentar passar uma esponja na responsabilidade do JJ em todas as contratações/dispensas que foram efectuadas desde que ele entrou no clube. Se a  responsabilidade do Sporting não conseguir ter pelo menos a mesma bitola de qualidade (já nem sequer digo melhor) que demonstrou quando ele entrou, então, a responsabilidade é de quem? Se ele não conseguiu tirar o rendimento desejado dos jogadores que ele próprio indicou que fossem contratados, a responsabilidade é de quem? Do pai Natal? Estás a esquecer-te que lhe foi entregue todo o edifício do futebol (desde as camadas mais jovens até aos seniores) e os resultados estão à vista.

A minha lógica não foi estudada no 12º ano, nem está incorrecta - falhaste em tudo. Diz-me lá que partes do silogismo estão erradas. É mentira que o JJ foi campeão à custa do sistema e das fortunas gastas em jogadores? É mentira que vindo para o Sporting, não estamos a conseguir tirar o mesmo rendimento do JJ, não tendo nós o sistema e as carradas de dinheiro para gastar? Então, não sei onde está a tal grau de mentira, nem porque é que o tal raciocínio dedutivo não pode ser usado. É claro que poderão existir outras leituras, como por exemplo dizer que não foi só através do colinho e do investimento em jogadores que o JJ conseguiu títulos, mas elas não são evidentes. O que é empiricamente evidente, é que houve colinho e houve muito dinheiro do outro lado e deste lado, sem colinho e sem dinheiro, não houve resultados - isso é o que podemos constatar; o resto, é deitarmo-nos a adivinhar. Dizer que o JJ também ganhou devido à sua qualidade como treinador, sem termos elementos que o comprovem, faz-me lembrar aquela anedota em que o cientista maluco arranca as asas à mosca, e depois ao pedir à mosca para voar e constatar que ela não voa, deduz que sem asas, a mosca fica surda.

Por último, quando eu digo que a pré-época está a ter os mesmos contornos da pré-época anterior, é óbvio que estou a falar dos mesmos problemas e das mesmas dificuldades observadas; não estou a dizer que jogámos com os mesmos adversários e tivemos os mesmos resultados. Há que saber interpretar correctamente aquilo que se lê

Já vi que se na próxima época, as coisas começarem a dar para o torto (espero bem que não), a culpa vai ser de tudo e de todos, menos do verdadeiro responsável.

Como tudo na vida, não se pode agradar a 100%. O que interessa é que as coisas boas são mais do que a coisas más. Até ver, o saldo do JJ no Sporting até é positivo. Já se luta por troféus, já se pratica bom futebol. já se valorizam jogadores, etc. Um ano correr mal acontece, especialmente no contexto em que estava o Sporting há quatro anos.

Quanto ao plantel, fala-se com muita leviandade deste assunto. O Sporting tem um problema grave (que o Porco e o Beneficia têm este ano), que é não ter banco. Há um 11 titular e mais 1-2 reforços, depois o resto não presta. Foi assim com Jardim, foi assim com o Silva, é assim com JJ. E 12-13 jogadores não dá para jogar com consistência, porque para isso tens de ter diversidade e rotatividade. Já o Jota quando estava nos piolhosos tinha 11 titular e suplentes, e se não jogasse o Matic jogava o Manel, e quando até o Manel foi vendido, já estava um José referenciado. E é isso uma das razões pela qual o barril de vinho tinto que lá meteram a treinador consegue ter mão naquela equipa, porque tinha muitas opções e muita qualidade (e mesmo saindo um ou outro, houve sempre os seguintes na calha). Portanto é preciso rechear o plantel com boas opções, quer para o 11 titular quer para o banco, acho que aqui concordamos todos.

E esse problema grave não é fácil de resolver, são logo 10 jogadores e isso custa dinheiro. Toda a gente concorda que é preferível gastar 10M€ num bom jogador do que 1M€ em dez incógnitas. O problema é que não há 100M€ para dar para compor o banco de uma equipa que luta por títulos. E não é com miúdos sem rotação que vais conseguir, os miúdos precisam de jogar para ter experiência e evoluírem (claro que há excepções tipo o Gelson, mas têm de ser foras de série). É veres que quando o Sporting conseguiu ter dinheiro, gastou várias tranches de valor significativo em jogadores que parecem que vão fazer a diferença (no ano passado dois - Coates e Dost, este ano outros dois - Acuña, Fernandes). Quando há dinheiro, em geral compra-se bem. Quer dizer algo, não?

Depois há os contingentes todos a juntar a isto, o facto da estrutura do Sporting ser muito nova (só tem 2-3 anos porque antes eram os Carlos Freitas desta vida que faziam o scouting), os erros de casting normais que existem em todos os planteis (os piolhosos terem errado no Hermes não faz tanta diferença porque têm o Grimaldo e o Eliseu, por exemplo), as saídas que ninguém esperava (Beto e Oliveira, que davam qualidade ao banco, por exemplo - e neste caso nem renderam nada, substituem-se comum saco de caramelos?). E conjugar isto tudo e tudo bater certo como é? Fácil?

E continuas a não responder quem fez o trabalho que o JJ herdou. É relembrar que o Jardim também tinha Dier, Montero, Rojo, Cédric, e Silva tinha Cédric, Nani, Carrilho; nos seus 11 titulares, mas JJ já não os teve (e nenhum, NENHUM foi bem substituído). É relembrar que 11 titular do Jardim, só Patrício, William, Adrien e Slimani chegaram em condições ao JJ (Jefferson morreu para o futebol com o Marco Silva, o Montero já estava na sua fase inconstante); e que do Marco Silva, não herdou absolutamente nada (o Carrilho armou a burra). E desses quatro que o JJ herdou, cá no fórum dizia-se que o André Martins era melhor que o Adrien e que o Slimani tinha sido bem vendido por 10M€, que nunca valeria mais que isso. JJ potenciou esses jogadores (tal como fez em inúmeros jogadores quando estava na estrumeira, fez do João Mário um belíssimo jogador que rendeu 40M€ (não me digas que foi o Couceiro ou o Marquinho que o potenciou e o JJ herdou), fez do Slimani ainda mais goleador e "triplicou" o valor dele em apenas um ano. Vendeu-se o Semedo por 15M€, o Gelsinho anda a meter as cabecinhas loucas de muita estrangeirada, e JJ foi alguém que reconheceu o valor do Podence quando muitos não o faziam (e desdenhavam o JJ ter interesse nele porque é baixo, tuga, e da formação). Isso do herdar jogadores faz ainda menos sentido quando notas que o JJJ ficou na 2a época com esses 3 dos 4 jogadores que "herdou" do Jardim / Silva (e o quarto foi substituído por um com maior rendimento pessoal até) e mesmo assim fez uma época miserável (se calhar o mau mesmo foi a saída do Teo).

Os jogadores que o JJ escolheu o quê? O Coates / Bryan Ruiz / Dost foram escolhido por ele, o Semedo / Gelson foi potenciado por ele. Depois tens o Zeegelaar e o Schelotto juntos não custaram um Porche Carrera todo quitado, é disto que estás a falar? Epá, a sério? Claro que tens erros de casting, se calhar até demais, mas não pagaste quase nada por eles. E se me vieres com a tanga que preferes pagar 10M€ para teres bons jogadores, já te expliquei diz-me lá onde vais arranjar 20M€ para comprar dois laterais? E não esquecer todos os outros jogadores que foram precisos, como um MD, um MO, dois alas, SA e PL. Achas que se o JJ tivesse essa liberdade para escolher um lateral, ia pedir um desempregado para adaptar?

Eu compreendo que não se concorde com a venda de x ou a vinda de y. Eu também nunca percebi porque se vendeu o Naldo ou se emprestou o Medeiros no ano transacto (não me custa ver porque os miúdos deste ano foram emprestados, eram todos muito verdes). Há cenas muito difíceis de perceber. Mas também é preciso ver que as pessoas não são infalíveis. E como se não bastasse todas estas dificuldades, o Sporting não tem dinheiro e está inserido num autêntico lamaçal que é o futebol português. E não venhas com tangas que é preciso exigência e o ***, porque se fosse tão simples como vocês queriam há muito que o Braguilha era o terceiro grande e o Guimarães o segundo.

Quanto ás filosofias. É mentira que o JJ foi campeão apenas por causa do #colinho, sim. Não é evidente? Mas estás a gozar com quem? Até no ano em que perdeu tudo os piolhosos jogavam um excelente futebol. É isso é uma falácia sim, estás a tomar o todo pela parte, e isso até tem nome. E claro que foi preciso investir em bons jogadores para ser campeão nos piolhosos, iam jogar com o quê? E isso é normal no Sporting também, mesmo com boa formação. Ias substituir o Slimani por um iniciado? Claro que tiveste de investir, e vais continuar de investir. Mas também vais continuar a substituir Carrilhos por "custos zero" João Mários e Gelsinhos. Qual é a desgraça mesmo?

Os problemas e as dificuldades da época anterior foi a falta de alternativas ao Adrien (que não esteve praticamente a época toda, e esteve lesionado muitas vezes ao longo da época), que metade dos titulares saiu nos últimos dias, que para 2/3 do plantel final não esteve na pré-época sequer. Que é que isso tem a ver com o que se passa agora? Absolutamente nada. A entrada de muitos jogadores também aconteceu na primeira época (cinco titulares, Naldo, Pereira, João Mário, Bryan Ruiz, Teo Gutierrez). e não foi por isso que deixou de correr bem.

O meu problema não é criticarem o JJ. O meu problema é exigirem-lhe perfeição e fazerem dele a raiz de todos os males. Pessoalmente, acho que o JJ errou em muitas coisas. Mas para muita gente (incluindo tu), ele não faz nada bem. Isso sim é o problema.
« Última modificação: Agosto 02, 2017, 08:03 am por radicalhighway »
Citar
Sporting pouco oleado no ataque mas de grande Battaglia no meio-campo

O Sporting melhorou nos aspetos defensivos: bem Battaglia na ajuda ao setor recuado que contou com William em bom nível
A vitória do Sporting pela margem mínima frente a uma Fiorentina com menos dias de preparação revelou alguma falta de entrosamento ofensivo de uma equipa que ainda depende muito das diabruras de Gelson Martins e de Daniel Podence que, no entanto, se têm revelado inconsequentes na materialização dessas investidas em golos num ataque onde parece não haver espaço para Bas Dost e Seydou Doumbia simultaneamente. Mas há aspetos positivos a extrair desta vitória no Troféu Cinco Violinos: uma exibição de encher o olho de Rodrigo Battaglia, a adaptação de William Carvalho a central correu bem e – caso fique em Alvalade – pode reacender a chama do sistema de três centrais, um Piccini sólido a defender com uma ou outra incursão interessante ao ataque e Fábio Coentrão que mostrou estar a elevar os índices de confiança.

O Sporting entrou bem e com Gelson Martins em destaque. O atacante está a atravessar um bom momento de forma depois de já ter estado em grande nível frente a AS Mónaco e a Vitória de Guimarães e apareceu solto a deambular pelo ataque leonino onde criou inúmeros problemas à defensiva italiana, ora com slaloms individuais ora com progressões apoiadas em tabelas com os colegas de ataque de onde sobressaiu, também, o pequeno Daniel Podence que, com a imprevisibilidade que o caracteriza, conseguiu muitas vezes ludibriar os opositores, faltando-lhes, a Gelson e a Podence, uma maior efetividade no momento de decisão em zonas perto da baliza adversária. E nota-se ainda que há a melhorar a sincronização nos movimentos dos elementos do ataque verde e branco.

Com uma semana para o início da competição oficial – o Sporting defronta o Aves no domingo –, Jorge Jesus deu mais uma indicação de que Bas Dost e Doumbia não terão lugar no mesmo onze, pelo menos, por agora e tudo leva a crer que será Podence a jogar no apoio ao ponta-de-lança holandês na primeira jornada da Liga na Vila das Aves.

Rodrigo Battaglia dominou o espaço central

Em plano de evidência esteve Rodrigo Battaglia, principalmente nas tarefas de apoio à dupla de centrais, mas também nos momentos em que o Sporting pretendeu sair da pressão alta que a Fiorentina criou e que Battaglia conseguiu, quase sempre, resolver com mestria e classe e com tempo ainda de mostrar as qualidades já evidenciadas quando ao serviço de outros clubes por que passou em Portugal: facilidade em queimar linhas com a bola controlada.

A necessidade em adaptar William Carvalho a defesa central, dada a onda de impedimentos que abalou o setor defensivo da equipa orientada por Jorge Jesus, pode ter surgido em boa altura para o treinador do Sporting por duas razões: não só a equipa vê alargado o leque de opções no momento de construção a partir de zonas recuadas vendo reduzida a dependência no médio mais recuado para essa tarefa, como acrescenta experiência e tranquilidade a um setor a atravessar um momento complicado. A opção dos três centrais pode ganhar força na cabeça de Jorge Jesus.

Fábio Coentrão mostrou-se num patamar interessante, principalmente na primeira parte, a aparecer confiante e a envolver-se com qualidade nas manobras ofensivas da equipa, especialmente porque conta com o apoio de Marcus Acuña, que continua a demonstrar um grande sentido coletivo e competitivo.

Na lateral-direita, Piccini surgiu um pouco mais solto relativamente às últimas partidas e mostrou-se sólido ao fechar os espaços interiores na defensiva verde e branca.

Negativamente, e uma vez mais, destacou-se Tobias Figueiredo. O central não conseguiu resolver com clareza os lances a que foi chamado a intervir e criou a sensação de que o plantel do Sporting será curto na posição de defesa-central.

Bancada
Quanto mais leio aqui, mais me convenço que vi outro jogo, que não o que o resto do pessoal viu.
Aliás. vários jogos, pois em todos vi o mesmo problema, um ataque quase inexistente, coisa que mais ninguém parece ter visto.
Inexistente porquê, se até se chegou à área adversária? Por isso mesmo, porque chegar lá, chegou-se, mas a partir daí, nicles. Remates, contaram-se pelos dedos, oportunidades flagrantes idem.
Não chega!

A equipa italiana alinhou com um meio campo reforçadíssimo, pelo ganhou imensos lances e chegou muitas vezes à nossa área. Mas criou pouco perigo. Não esteve portanto melhor que nós, dirão, mas, com tão poucos avançados (um e meio, os números 9 e 11, este algo longe da acção), era natural.
Já nós, até tínhamos avançados adiantados, mas, cadê os remates e as oportunidades?
Além do ataque miserável, o número de passes falhados é no mínimo preocupante.

Quero no entanto salientar uma enorme melhoria em relação a épocas anteriores: Os remates adversários são quase todos interceptados à nascença pelos pés dos nossos defesas. É um regalo ver aquela muralha!
« Última modificação: Agosto 04, 2017, 14:47 pm por one_o_six »
«Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»
Quanto mais leio aqui, mais me convenço que viu outro jogo, que não o que o resto do pessoal viu.
Aliás. vários jogos, pois em todos vi o mesmo problema, um ataque quase inexistente, coisa que mais ninguém parece ter visto.
Inexistente porquê, se até se chegou à área adversária? Por isso mesmo, porque chegar lá, chegou-se, mas a partir daí, nicles. Remates, contaram-se pelos dedos, oportunidades flagrantes idem.
Não chega!

A equipa italiana alinhou com um meio campo reforçadíssimo, pelo ganhou imensos lances e chegou muitas vezes à nossa área. Mas criou pouco perigo. Não esteve portanto melhor que nós, dirão, mas, com tão poucos avançados (um e meio, os números 9 e 11, este algo longe da acção), era natural.
Já nós, até tínhamos avançados adiantados, mas, cadê os remates e as oportunidades?
Além do ataque miserável, o número de passes falhados é no mínimo preocupante.

Quero no entanto salientar uma enorme melhoria em relação a épocas anteriores: Os remates adversários são quase todos interceptados à nascença pelos pés dos nossos defesas. É um regalo ver aquela muralha!

Concordo e já vem da época passada. Há um bloqueio em rematar. Remata-se muito pouco. Ataca-se sempre em construção apoiada, raramente fazemos um verdadeiro contra-ataque, percebe-se que há pouca tendência para centrar para a área. Passa-se a bola, vê-se um jogador frente à baliza e em vez de tentar rematar, tenta novamente passar para o colega, às vezes, com muito pior posição de finalização.
Porque quando um treinador entra num clube, a menos que faça uma revolução completa de alto a baixo, o que tu vês no 1º ano desse clube, é ainda o «dedo» do treinador anterior. Repara no que aconteceu com o Marco Silva: o que tu viste, foi ainda o trabalho do Leonardo Jardim.

Nem vou aos pormenores tipo rendimento dos jogadores ou a influência do João Mário. Mas o Sporting do Marco Silva era bola em profundidade. O Sporting do Jota no primeiro ano era futebol apoiado. Alguma vez aquele primeiro ano do Jota foi trabalho do Marco Silva? Tem dó.


Então, ele desaprendeu?!...

Eu não sou um defensor do Marco Silva (muito pelo contrário, pois quando saiu, já foi tarde), mas se no 1º ano do JJ, se jogava «futebol apoiado», porque raio estamos a ir de cavalo para burro? E não venhas cá com a história da revolução de jogadores e plantéis, porque quem põe e dispõe na formação dos plantéis (ao contrário da era Marco Silva, que tinha que trabalhar com aquilo que a Academia fornecia), é o presidente e fundamentalmente, o JJ. Quem é então o responsável de termos ido de cavalo para burro? Porque é que estamos hoje piores do que estávamos no 1º ano do JJ?

Tem tu dó...   :arrow:

Ah sim? Então quem é que os meteu a jogar jogo interior? O Leonardo Jardim e ficou essa maravilha durante dois anos? Uma pena que o João Mário estava a comer choco frito e o Bryan Ruiz ainda andava por outro lado, senão até te dava razão.

O jogo apoiado era feito com a ajuda do João Mário que é falso ala e foi substituído pelo Gelson que é extremo puro. e com o Bryan Ruiz que estava em boa forma enquanto que na segunda época esteve em má forma. Junta-se a isso uma diferença na dupla atacante e o futebol praticado teve de ser adaptado.

Não gostas de ouvir, isso é-me indiferente. Mas podes responder à questão. Se não foi o JJ a meter o Sporting a jogar futebol apoiado, então quem foi?


Tu é que não ouves (ou estás a fazer de conta que não ouves) e continuas a fugir à questão essencial:

Se o Sporting jogou o futebol «maravilhoso» que jogou e isso se deve ao JJ, como explicas esta debacle? O que é que a originou? Isso é que interessa abordar e não andar a bater pívias a grilos com questões de jogadores que ocupavam determinadas posições e depois se foram embora e blábláblá, e depois outros foram adaptados e blábláblá... Isso tudo não passa de chafurdar na marmelada.

Olha, só te faço duas perguntas: achas, ou não achas que o JJ beneficiou do «colinho» e dos «túneis», nos anos em que foi campeão?... Beneficiou, não beneficiou? E lembras-te dos camiões de dinheiro que os merdosos gastaram (paralelamente a dominarem o sistema), para se assegurarem que eram campeões?... Lembras-te, não te lembras? Então, agora tenta lá fazer um pequeno exercício mental e perceber quais seriam os resultados do JJ nos merdosos, se nada disso tivesse acontecido... Não seriam exactamente os mesmos, pois não? Pois!...

O que me interessa a mim, é o que eu vejo (que pelos vistos, é diferente daquilo que vês). E o que eu vejo, é falta de organização, falta de planificação, falta de mecanização, futebol duvidoso, etc. Parece que vocês se esquecem que o Sporting não tem o sistema do seu lado (nem quero que tenha) e também não tem os mesmos camiões de dinheiro, para o JJ ter os mesmos caprichos que tinha quando estava do outro lado.

Mas eu já expliquei, a equipa mudou. Saiu Slimani, saiu Teo, saiu João Mário, Bryan Ruiz esteve fraco. Só aqui está a frente de ataque titulares toda. Slimani e João Mário foram bem substituídos, mas por jogadores diferentes que por serem diferentes significa que a equipa joga diferente, o que leva a que *drum roll* a dinâmica de jogo seja diferente.

Sim, o JJ beneficiou da estrutura dos piolhosos, mas isso não invalida o facto de ser um óptimo treinador. E sim, o Beneficia gastou dinheiro em camiões de jogadores, mas daí a dizeres que a culpa é do JJ vai uma grande distância. Eles têm 500M€ de passivo não é por causa do JJ, e continuam a gastar rios de dinheiro mesmo sem ele por lá.

O que eu vejo no Sporting é uma equipa com vários elementos novos a titular, e que é normal levar algum tempo a ir ao sítio. Acuña à esquerda, Podence / Doumbia ao meio, Fernandes ao centro, mais laterais novos e um central. Estão aqui seis elementos novos, e vieram para titulares. E não são camião de jogadores nenhum, vieram para lugares fracos da equipa. E relembrar, são sete (mais alguns para suplentes), é metade da equipa.

Aliás, toda a gente reclamava dos "afilhados" do Jota, que ele punha a jogar mesmo que não prestassem: Semedo, Zeegelaar, Schelotto, BRuiz (pela péssima época que teve), Alan Ruiz. Mas quase todos os novos elementos vieram para o lugar desses "afilhados", os tais que o JJ tinha fetiche e que jogavam sempre. Então mas... pois. Vocês andam ao sabor do vento.

O único dos "afilhados" que ficou foi o Alan Ruiz, que foi quem para além de Dost conseguiu marcar vários golos na época passada. Ainda se lê aqui um choro por causa da preferência do JJ pelo Alan Ruiz, quando há muito que o Podence o ultrapassou na hierarquia e em minutos jogados. Um mar de críticas porque o JJ gosta do BRuiz e não pode ser, não gosta da formação, não gosta do jogador português, não gosta de jogadores baixinhos; depois vai-se a ver e foi o Podence, um tuga da formação com um 1.60m que ganhou o lugar ao último dos "afilhados".

São críticas e mais críticas sem qualquer tipo de valor. O Doumbia devia jogar a 2o avançado e blah blah, mas a verdade é que suplente do PL só existe ele, portanto não tem sentido apostar nele a 2o avançado por agora. O Beto e o Paulo Oliveira pediram para sair, qual é a responsabilidade do treinador nisto exactamente? Depois a conversa do camião de jogadores, mas todos eles à excepção de um estão a mostrar ser upgrades ao que tínhamos quer na primeira quer na segunda linha. Se calhar daqui a uns meses até podem ser críticas válidas, mas neste momento não são. E futurologias é com os pombos.

Estou para perceber qual é o vosso problema (neste momento) mesmo. Estás a dizer que eu não estou a ver, e realmente não estou. Por agora não há nada para ver. Quanto ao dizeres que não estou a equacionar que o Sporting não tem colinho, tem paciência mas eu nunca vou ser parte do grupo que exige que o Sporting jogue 10x que o adversário para que os roubos não tenham influência.


Tanta confusão e tanto enrolamento, só para não chegar a uma conclusão que para mim me parece óbvia e evidente: JJ é já o treinador mais caro da história do Sporting (relação entre aquilo que ganhou em termos de títulos e aquilo que auferiu como vencimento, nestas 2 épocas) e com ele, dificilmente conseguiremos ser campeões. E isto não tem nada a ver com qualquer aversão ao treinador, por este ou por aquele motivo, até porque inicialmente, também o apoiava a 100%, mas com o passar do tempo, comecei a ver coisas óbvias que vocês se recusam a ver/admitir.

O JJ é consederado por muitos como «o mestre da táctica». Se ele é o mestre da táctica, então, uma das características de um mestre da táctica, será a de saber que jogadores há de pedir e para que posições os vai pedir, ou queres-me dizer que  Slimani, Teo e João Mário, são absolutamente insubstituíveis? Então, ele não sabe que tipo de jogadores tem de pedir ao presidente para ter um plantel e um 11 (já não digo superior, mas pelo menos igual) ao que tinha quando praticava esse tal futebol de encher o olho? Depois, pede jogadores para determinadas posições e anda a experimentá-los em várias outras posições? Mas isto cabe na cabeça de alguém? Ele não deveria conhecer já os jogadores que quer? A mim não me interessa que os merdosos tenham um passivo muito superior ao nosso e se o JJ contribuiu ou não para isso. O que me interessa constatar, infelizmente, é que um dos factores que proporcionou que ele tivesse tido êxito lá, foram os muitos milhões que foram torrados em jogadores e isso, seguramente ele não vai ter cá.

Não entendes qual é o nosso problema? É simples: quem desconfia do JJ, sabe analisar todas as contingências que envolvem o treinador do Sporting, junta os factos e os acontecimentos e não navega à vista, nem tem uma visão monocromática relativamente aos jogos e às exibições. Não existe só o «agora»; existe o «antes» e o «agora», que devem ser interligados como as peças de um puzzle. Chama-se a isso «lógica dedutiva».

P: Quando JJ foi campeão nos merdosos, não beneficiou do «colinho»?
R: Sim

P: Quando o JJ foi campeão nos merdosos, não beneficiou de camiões de jogadores pagos a peso de ouro?
R: Sim

P: Não dominando o Sporting o sistema, o JJ está a ter o mesmo êxito que teve nos merdosos?
R: Não

P: Não podendo o Sporting esbanjar as toneladas de €€€ que os merdosos esbanjaram com o JJ está ele a ter o mesmo êxito que teve nos merdosos?
R: Não


.............................................


P: Não está esta pré-época a ter os mesmos contornos da época anterior, em termos de preparação?
R: Sim

P: Conseguimos ser campeões na época passada, apesar da miserável pré época que fizemos?
R: Não


Por tudo isto, acreditar que podemos ser campeões com JJ, só por mero «wishful thinking». E atenção, que eu já nem sequer quero entrar na polémica que já me chegou aos ouvidos que já há jogadores do Sporting (dos que já foram emprestados e dos que ficaram no plantel) que já querem ver o JJ pelas costas...

Sim, o JJ é o treinador mais caro do Sporting. Mas para quem refila sobre dinheiro gasto em entulho em vez de gasto em jogadores a sério, não tens de refilar sobre isto. Mais vale pagar aquele dinheiro por ele, do que gastar em treinadores aprendizes de feiticeiro. E já agora, o Jardim bazou porque lhe pagavam mais ao fim do mês. Queres um treinador bom, tens de pagar.

Slimani, João Mário, Teo, não são insubstituíveis, mas os dois primeiros foram vendidos por 70M€ em conjunto e o terceiro só não é um jogador bem mais caro do que foi porque é maluco. Têm a sua qualidade bem estampado na etiqueta de preço, por isso seria difícil substituir esses jogadores por preços mais baixos, se assim não fosse os clubes que os cá vieram buscar por x tinham ido buscar esses jogadores substitutos por x - y. No entanto, o scouting do Sporting até conseguiu colmatar 2/3 saídas, uma por 1/3 do preço e outra a custo zero.

Agora a segunda parte, que não podes baralhar e dar de novo. Tu estavas a refilar que o Sporting jogou diferente do ano 1 para o ano 2 do JJ, e por isso deste o mérito do primeiro a progenitor desconhecido e a culpa do segundo ao JJ. Mas o que eu te disse e eu nem sei de absolutismos, mas isto é o que está correcto, é que os jogadores fulcrais da equipa do ano 1 e do ano 2 mudaram, por isso é normal que a dinâmica de jogo é diferente. Os jogadores foram bem substituídos (bom, o 2o avançado nem por isso), o problema foi que a equipa completa não conseguiu absorver essa diferença a 100% (ainda se fizeram bons jogos).

Se existe o antes e o agora, então tens de admitir que o primeiro ano do JJ foi bom. É que até agora não conseguiste explicar a quem mais se deve o bom futebol praticado da 1a época. Quanto ao "lógica dedutiva", estou a ver que aprendeste alguma coisa nas aulas de filosofia do 12o ano. Mas a lógica dedutiva não é usada desta forma que estás a usar, porque as afirmações que utilizas não são verdade. Todas as frases que usas têm algum grau de mentira nelas.

Qanto ao passado: O JJ beneficiou do colinho quando estava no Beneficia, mas não foi só por isso que ganhou. O JJ beneficiou dos camiões jogadores pagos a peso de ouro, mas não foi só por isso que ganhou. O Sporting não ganhou o campeonato há dois anos, e não foi por causa de não ter colinho (com o futebol praticado não era preciso colinho nenhum) ou porque não teve camiões jogadores, mas sim porque o Beneficia foi levado num altar. Por fim, o insucesso do Jota no Sporting e o sucesso do Beneficia sem Jota não se deve aos camiões de jogadores.

Quanto ao futuro: A pré-época deste ano em nada tem a ver com a do ano passado. Há aqui muita gente que se esqueceu dos cabazes que se levaram e como a maioria dos jogadores que fizeram a pré-época não ficaram para fazer a época também. Este ano houve resultados negativos, mas nada a ver com as mãos cheias do ano passado, e os reforços estão a ser integrados com meses de antecedência antes do início da época.

Os jogadores emprestados pelo JJ que estão chateados, suponhamos que isso é verdade. Esses têm que aprender a respeitar as hierarquias do clube. Primeiro está o presidente (que escolheu o treinador) e depois está o treinador que os mete a fazer o trabalho deles, e finalmente estão os capitães de equipa e só depois é que eles têm voto na matéria. São todos miudos de 20 anos que ainda não provaram nada na vida, porque é que a avaliação deles é mais importante do que a de todos os que estão acima deles? Pois, não é. É que se ainda fosse um jogador com provas dadas a fazer a cama ao treinador, aí aceita-se. Agora miúdos que nem o lugar na equipa A ainda conquistaram? Sim, tem dó.



Estás a fazer uma enorme confusão.

Eu nunca me opus a que se fosse buscar o JJ, com o pretexto de que mais valia apostar num grande treinador para valorizar os jogadores da Academia, ou outros jogadores jovens de qualidade que entretanto fossem contratados. Aliás, eu já referi que no início acreditava em JJ, só que o problema, foi que fui observando um conjunto de coisas que não me agradaram.

Depois, tal como o treinador, também nunca me opus a que se fizessem contratações cirúrgicas, em vez de camionetas de morcelada para assar. Eu prefiro que se gastem 20 milhões em 2 grandes jogadores que podem constituir mais-valias e ajudar a equipa a ser campeã, do que 20 enchidos que depois terão de ser emprestados em Janeiro, ou postos a andar no final da época. O problema, é que nada do inicialmente programado, está a acontecer, ou seja, até à presente data, aquilo que JJ está a fazer, poderia ser perfeitamente feito por um treinador bem mais barato e em relação aos jogadores que o treinador já indicou e que o Sporting foi contratar, a maior parte é mesmo chouriçada.

Em relação ao êxito do 1º ano do JJ, já tive oportunidade de explicar: enquanto o dedo dele não se fez sentir a 100%, o trabalho que se viu, foi o que vinha de trás - é sempre assim com qualquer treinador e com qualquer transição, a menos que o futebol seja tão mau, tão mau, tão mau, que haja necessidade de uma revolução e de uma ruptura. Por vezes, isso acontece, mas de um modo geral, um treinador quando chega a um clube, nunca leva a cabo uma ruptura a 100% com o pré-existente. Recupera os jogadores psicologicamente e aproveita o que de bom já foi feito. Já vi que estás a tentar passar uma esponja na responsabilidade do JJ em todas as contratações/dispensas que foram efectuadas desde que ele entrou no clube. Se a  responsabilidade do Sporting não conseguir ter pelo menos a mesma bitola de qualidade (já nem sequer digo melhor) que demonstrou quando ele entrou, então, a responsabilidade é de quem? Se ele não conseguiu tirar o rendimento desejado dos jogadores que ele próprio indicou que fossem contratados, a responsabilidade é de quem? Do pai Natal? Estás a esquecer-te que lhe foi entregue todo o edifício do futebol (desde as camadas mais jovens até aos seniores) e os resultados estão à vista.

A minha lógica não foi estudada no 12º ano, nem está incorrecta - falhaste em tudo. Diz-me lá que partes do silogismo estão erradas. É mentira que o JJ foi campeão à custa do sistema e das fortunas gastas em jogadores? É mentira que vindo para o Sporting, não estamos a conseguir tirar o mesmo rendimento do JJ, não tendo nós o sistema e as carradas de dinheiro para gastar? Então, não sei onde está a tal grau de mentira, nem porque é que o tal raciocínio dedutivo não pode ser usado. É claro que poderão existir outras leituras, como por exemplo dizer que não foi só através do colinho e do investimento em jogadores que o JJ conseguiu títulos, mas elas não são evidentes. O que é empiricamente evidente, é que houve colinho e houve muito dinheiro do outro lado e deste lado, sem colinho e sem dinheiro, não houve resultados - isso é o que podemos constatar; o resto, é deitarmo-nos a adivinhar. Dizer que o JJ também ganhou devido à sua qualidade como treinador, sem termos elementos que o comprovem, faz-me lembrar aquela anedota em que o cientista maluco arranca as asas à mosca, e depois ao pedir à mosca para voar e constatar que ela não voa, deduz que sem asas, a mosca fica surda.

Por último, quando eu digo que a pré-época está a ter os mesmos contornos da pré-época anterior, é óbvio que estou a falar dos mesmos problemas e das mesmas dificuldades observadas; não estou a dizer que jogámos com os mesmos adversários e tivemos os mesmos resultados. Há que saber interpretar correctamente aquilo que se lê

Já vi que se na próxima época, as coisas começarem a dar para o torto (espero bem que não), a culpa vai ser de tudo e de todos, menos do verdadeiro responsável.

Como tudo na vida, não se pode agradar a 100%. O que interessa é que as coisas boas são mais do que a coisas más. Até ver, o saldo do JJ no Sporting até é positivo. Já se luta por troféus, já se pratica bom futebol. já se valorizam jogadores, etc. Um ano correr mal acontece, especialmente no contexto em que estava o Sporting há quatro anos.

Quanto ao plantel, fala-se com muita leviandade deste assunto. O Sporting tem um problema grave (que o Porco e o Beneficia têm este ano), que é não ter banco. Há um 11 titular e mais 1-2 reforços, depois o resto não presta. Foi assim com Jardim, foi assim com o Silva, é assim com JJ. E 12-13 jogadores não dá para jogar com consistência, porque para isso tens de ter diversidade e rotatividade. Já o Jota quando estava nos piolhosos tinha 11 titular e suplentes, e se não jogasse o Matic jogava o Manel, e quando até o Manel foi vendido, já estava um José referenciado. E é isso uma das razões pela qual o barril de vinho tinto que lá meteram a treinador consegue ter mão naquela equipa, porque tinha muitas opções e muita qualidade (e mesmo saindo um ou outro, houve sempre os seguintes na calha). Portanto é preciso rechear o plantel com boas opções, quer para o 11 titular quer para o banco, acho que aqui concordamos todos.

E esse problema grave não é fácil de resolver, são logo 10 jogadores e isso custa dinheiro. Toda a gente concorda que é preferível gastar 10M€ num bom jogador do que 1M€ em dez incógnitas. O problema é que não há 100M€ para dar para compor o banco de uma equipa que luta por títulos. E não é com miúdos sem rotação que vais conseguir, os miúdos precisam de jogar para ter experiência e evoluírem (claro que há excepções tipo o Gelson, mas têm de ser foras de série). É veres que quando o Sporting conseguiu ter dinheiro, gastou várias tranches de valor significativo em jogadores que parecem que vão fazer a diferença (no ano passado dois - Coates e Dost, este ano outros dois - Acuña, Fernandes). Quando há dinheiro, em geral compra-se bem. Quer dizer algo, não?

Depois há os contingentes todos a juntar a isto, o facto da estrutura do Sporting ser muito nova (só tem 2-3 anos porque antes eram os Carlos Freitas desta vida que faziam o scouting), os erros de casting normais que existem em todos os planteis (os piolhosos terem errado no Hermes não faz tanta diferença porque têm o Grimaldo e o Eliseu, por exemplo), as saídas que ninguém esperava (Beto e Oliveira, que davam qualidade ao banco, por exemplo - e neste caso nem renderam nada, substituem-se comum saco de caramelos?). E conjugar isto tudo e tudo bater certo como é? Fácil?

E continuas a não responder quem fez o trabalho que o JJ herdou. É relembrar que o Jardim também tinha Dier, Montero, Rojo, Cédric, e Silva tinha Cédric, Nani, Carrilho; nos seus 11 titulares, mas JJ já não os teve (e nenhum, NENHUM foi bem substituído). É relembrar que 11 titular do Jardim, só Patrício, William, Adrien e Slimani chegaram em condições ao JJ (Jefferson morreu para o futebol com o Marco Silva, o Montero já estava na sua fase inconstante); e que do Marco Silva, não herdou absolutamente nada (o Carrilho armou a burra). E desses quatro que o JJ herdou, cá no fórum dizia-se que o André Martins era melhor que o Adrien e que o Slimani tinha sido bem vendido por 10M€, que nunca valeria mais que isso. JJ potenciou esses jogadores (tal como fez em inúmeros jogadores quando estava na estrumeira, fez do João Mário um belíssimo jogador que rendeu 40M€ (não me digas que foi o Couceiro ou o Marquinho que o potenciou e o JJ herdou), fez do Slimani ainda mais goleador e "triplicou" o valor dele em apenas um ano. Vendeu-se o Semedo por 15M€, o Gelsinho anda a meter as cabecinhas loucas de muita estrangeirada, e JJ foi alguém que reconheceu o valor do Podence quando muitos não o faziam (e desdenhavam o JJ ter interesse nele porque é baixo, tuga, e da formação). Isso do herdar jogadores faz ainda menos sentido quando notas que o JJJ ficou na 2a época com esses 3 dos 4 jogadores que "herdou" do Jardim / Silva (e o quarto foi substituído por um com maior rendimento pessoal até) e mesmo assim fez uma época miserável (se calhar o mau mesmo foi a saída do Teo).

Os jogadores que o JJ escolheu o quê? O Coates / Bryan Ruiz / Dost foram escolhido por ele, o Semedo / Gelson foi potenciado por ele. Depois tens o Zeegelaar e o Schelotto juntos não custaram um Porche Carrera todo quitado, é disto que estás a falar? Epá, a sério? Claro que tens erros de casting, se calhar até demais, mas não pagaste quase nada por eles. E se me vieres com a tanga que preferes pagar 10M€ para teres bons jogadores, já te expliquei diz-me lá onde vais arranjar 20M€ para comprar dois laterais? E não esquecer todos os outros jogadores que foram precisos, como um MD, um MO, dois alas, SA e PL. Achas que se o JJ tivesse essa liberdade para escolher um lateral, ia pedir um desempregado para adaptar?

Eu compreendo que não se concorde com a venda de x ou a vinda de y. Eu também nunca percebi porque se vendeu o Naldo ou se emprestou o Medeiros no ano transacto (não me custa ver porque os miúdos deste ano foram emprestados, eram todos muito verdes). Há cenas muito difíceis de perceber. Mas também é preciso ver que as pessoas não são infalíveis. E como se não bastasse todas estas dificuldades, o Sporting não tem dinheiro e está inserido num autêntico lamaçal que é o futebol português. E não venhas com tangas que é preciso exigência e o ***, porque se fosse tão simples como vocês queriam há muito que o Braguilha era o terceiro grande e o Guimarães o segundo.

Quanto ás filosofias. É mentira que o JJ foi campeão apenas por causa do #colinho, sim. Não é evidente? Mas estás a gozar com quem? Até no ano em que perdeu tudo os piolhosos jogavam um excelente futebol. É isso é uma falácia sim, estás a tomar o todo pela parte, e isso até tem nome. E claro que foi preciso investir em bons jogadores para ser campeão nos piolhosos, iam jogar com o quê? E isso é normal no Sporting também, mesmo com boa formação. Ias substituir o Slimani por um iniciado? Claro que tiveste de investir, e vais continuar de investir. Mas também vais continuar a substituir Carrilhos por "custos zero" João Mários e Gelsinhos. Qual é a desgraça mesmo?

Os problemas e as dificuldades da época anterior foi a falta de alternativas ao Adrien (que não esteve praticamente a época toda, e esteve lesionado muitas vezes ao longo da época), que metade dos titulares saiu nos últimos dias, que para 2/3 do plantel final não esteve na pré-época sequer. Que é que isso tem a ver com o que se passa agora? Absolutamente nada. A entrada de muitos jogadores também aconteceu na primeira época (cinco titulares, Naldo, Pereira, João Mário, Bryan Ruiz, Teo Gutierrez). e não foi por isso que deixou de correr bem.

O meu problema não é criticarem o JJ. O meu problema é exigirem-lhe perfeição e fazerem dele a raiz de todos os males. Pessoalmente, acho que o JJ errou em muitas coisas. Mas para muita gente (incluindo tu), ele não faz nada bem. Isso sim é o problema.



Continuas a tentar tapar o sol com a peneira e a desviar as atenções do essencial com muita conversa para boi dormir. Choras constantemente o facto de termos perdido grandes jogadores, mas se formos alinhar pelo teu choradinho, então, sempre que uma equipa tem que vender 1 ou 2 grandes jogadores, já não pode lutar pelo título na época seguinte e desce de divisão. Meu caro, todas as equipas vendem jogadores a outros clubes (sejam essas vendas forçadas ou não). «O mestre da táctica» tem obrigação de conhecer as características dos jogadores que tem no plantel e indicar aqueles que o poderão substituir. Se não é capaz, então, é um mestre da táctica de meia-tijela. Se venderes um jogador por 30 M, podes perfeitamente ir buscar um jogador de qualidade similar por 10 - 15 M, se fores um bom conhecedor do mercado. Não vais, porque o «mestre da táctica», afinal não conhece o mercado assim tão bem. Tu falas como se o responsável pela trampa que andamos a contratar, fosse do Pai Natal ou do Homem-Aranha.

Eu nunca critiquei nenhum treinador (fosse ele quem fosse) por perder jogos ou campeonatos a jogar bem. Se uma equipa joga futebol de qualidade e não consegue ganhar, é do senso comum que o problema reside noutra área que não a parte técnico-táctica, ou não será assim? Eu assisti aos maiores roubos de que há memória no futebol português durante o final da década de 80 e toda a década de 90, quando o Sporting tinha grandes equipas e mesmo assim, não conseguia ganhar, mas aí, o problema estava mais que identificado. Se o JJ, com tudo a favor (dinheiro + sistema)  e ainda por cima a jogar bom futebol, não conseguiu ser campeão, então, ainda pior. O que é que era necessário mais para ele ser campeão nos outros 3 anos (vá lá, pelo menos, 2), se tinha tudo! Absolutamente tudo! a favor??... Só me estás a dar ainda mais razão sobre a opinião que eu tenho relativamente a JJ.

Tu gostas muito é de andar à à volta da maionese. Eu sou uma pessoa de lógica e como tu já deves saber, a lógica é uma ciência. Tudo aquilo de que falas, são meras teses e opiniões pessoais e subjectivas. Aquilo que me preocupa, são os factos e são precisamente esses factos preocupantes que me levam a concluir que o JJ está a caminho de ser o maior flop do clube e do futebol português. Tudo o resto, são opiniões e discussões que vamos tendo aquim, no Fórum, mas o que me interessa verdadeiramente, é isto:



FACTOS NOS MERDOSOS:

- Foi beneficiado pelo colinho & túneis em todos os anos que lá esteve. É mentira?
- Foi beneficiado pelos rores de dinheiro que o traficante de pneus colocou à disposição dele para comprar jogadores. É mentira?
- Mesmo assim, era criticado pelos adeptos merdosos, quer técnica, quer tacticamente. É mentira?
- Mesmo assim (sistema + dinheiro), dos 6 anos que lá esteve, só conseguiu ser campeão em 3. É mentira?



FACTOS NO SPORTING:

- Conseguiu herdar do treinador anterior (que nem era grande espingarda), uma equipa relativamente organizada e motivada. É mentira?
- Na 2ª época, já o futebol não era o mesmo, porque ele mixordou tudo. É mentira?
- Contam-se pelas mãos dos dedos, os jogos de qualidade, com organização e consistência a que assistimos, na época passada. É mentira?
- Manda vir camiões de jogadores (muitos deles sem qualidade), para depois, alguns serem despachados ou emprestados. É mentira?
- Apesar dos jogadores serem escolhidos por ele, testa-os noutras posições que não são as posições de origem. É mentira?
- Na época passada (quando já deveríamos começar a ver o dedo dele a 100%), ficámos atrás dos nossos 2 rivais. É mentira?
- O normal, é um treinador fazer a sua carreira num clube em crescendo (a partir do 1º ano, já conhece melhor os jogadores que tem e as pessoas com quem trabalha no dia a dia), mas no Sporting, está a ir de cavalo para burro. É mentira?
- Neste momento, é já o treinador mais caro do futebol português, se entrarmos em linha de conta com o rácio provas ganhas/ordenado auferido. É mentira?


Por tudo isto, sou obrigado a concluir que muito dificilmente JJ poderá ter sucesso no Sporting. Posso estar enganado? Em bem gostava que sim, mas infelizmente, acerto 80 a 90% das vezes que emito uma opinião aqui no Fórum e esse é o meu grande receio.

Não se trata de exigir que ele seja perfeito. Trata-se isso sim, de exigir que ele demonstre todas as qualidades(?) com que vem rotulado e isso não se está a ver, nem de perto, nem de longe.

As mulheres são como as piscinas: o seu custo de manutenção é muito elevado e não é compensado pelo tempo que passamos dentro delas.

Um homem é como um soalho flutuante: se for bem montado, pode ser pisado durante mais de 30 anos.