Luís Maximiano

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Um empréstimo na Liga seria sempre a prioridade, o mais difícil é encontrar quem lhe queira dar a mão e lhe permitir ser habitualmente titular. Havendo essa possibilidade, nem pensaria duas vezes.

Também para lhe dar essa visibilidade, talvez fosse bom ter direito a fazer um ou dois jogos na equipa principal ainda esta época.

 Como alguém já disse por aqui, era útil termos boas relações com um / dois clubes onde pudéssemos rodar alguns dos nossos melhores atletas oriundos da formação e garantir que seriam apostas. Sem esse tipo de relação, fica mais complicado encontrar uma boa equipa que garanta a titularidade a um jovem guarda-redes. O empréstimo só faz sentido se for para ser titular, se é para andar a ser suplente, mais vale ficar por cá. Há imensas equipas de futebol, quando queremos realmente, conseguimos encontrar uma boa equipa para colocar um jogador. Seja cá no burgo, seja aqui ao lado ou seja noutro campeonato. É definir com o atleta o que se pretende para o futuro e agir em conformidade. 
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Um empréstimo na Liga seria sempre a prioridade, o mais difícil é encontrar quem lhe queira dar a mão e lhe permitir ser habitualmente titular. Havendo essa possibilidade, nem pensaria duas vezes.

Também para lhe dar essa visibilidade, talvez fosse bom ter direito a fazer um ou dois jogos na equipa principal ainda esta época.

 Como alguém já disse por aqui, era útil termos boas relações com um / dois clubes onde pudéssemos rodar alguns dos nossos melhores atletas oriundos da formação e garantir que seriam apostas. Sem esse tipo de relação, fica mais complicado encontrar uma boa equipa que garanta a titularidade a um jovem guarda-redes. O empréstimo só faz sentido se for para ser titular, se é para andar a ser suplente, mais vale ficar por cá. Há imensas equipas de futebol, quando queremos realmente, conseguimos encontrar uma boa equipa para colocar um jogador. Seja cá no burgo, seja aqui ao lado ou seja noutro campeonato. É definir com o atleta o que se pretende para o futuro e agir em conformidade.

Já nem equaciono o empréstimo do Max para a próxima temporada. Atacava a próxima época com três guarda-redes: contratava um, ficava com o Salin e ficava com o Max.

O Salin fazia banco. O guarda-redes que contratava ficava como titular nos jogos da Liga. O Max fazia TODOS os jogos das Taças e fazia ainda alguns na Liga Europa. No resto do tempo, fazia os jogos dos sub-23 (TODOS).