Resultados dos 3 grandes em 2016/17

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

POST #1 - INTRODUÇÃO

Abri este tópico porque em breve deverão ser divulgados os resultados relativos ao 1º trimestre desta época. Reservei 20 posts para poder ao longo da época colocar aqui os resultados de cada SAD, além das previsões da evolução de cada sociedade. Podem comentar sempre que quiserem, mas reservei estes 1os 20 posts para que fique tudo organizado no inicio do tópico.

Pressupostos:
- vou analisar os resultados dos 3 grandes
- em cada análise haverá: previsão dos resultados para esse trimestre; resultados reais; comentários e comparações
- os números são sempre baseados nos R&C de cada clube. As previsões são também baseadas nos mesmos, embora obviamente com base nos dados que possuo que nem sempre são totais; serão uma boa aproximação ao real, mas com óbvias diferenças face ao real

Indice:
Post 1 - regras gerais

Post 2 - introdução ao Q1
Post 3 - previsões resultados SCP no Q1 + resultados REAIS
Post 4 - previsões resultados SAD vermelha no Q1
Post 5 - previsões resultados SAD azul no Q1
Post 6 - conclusões do Q1 (previsões)

Post 7 - introdução ao Q2
Post 8 - previsões resultados SCP no Q2 e no 1º semestre
Post 9 - previsões resultados SAD vermelha no Q2 e no 1º semestre
Post 10 - previsões resultados SAD azul no Q2 e no 1º semestre
Post 11 - conclusões Q1+Q2 / 1º SEMESTRE
« Última modificação: Fevereiro 12, 2017, 16:21 pm por alemid »
POST #2 - Primeiro Trimestre (Q1) - Julho, Agosto, Setembro

Este 1º trimestre é normalmente o mais "importante", ou seja aquele que vai ditar como vai decorrer a época.
- É nele que normalmente se fazem as maiores vendas e as maiores compras de jogadores.
- Das compras e vendas decorre também a evolução dos 2 maiores custos dos clubes: salários e amortizações do plantel. Com a agravante que, o que correr de bem ou de mau (sobretudo de mau) terá duração contínua de 4 ou 5 anos.
- Aqui também se disputa a competição mais importante em termos de receitas (Champions, UEFA League), pelo que os resultados desportivos da mesma têm um impacto fortíssimo nos proveitos.
- É aqui que dependendo do ânimo/esperança de cada clube se fazem as maiores vendas de merchandising, lugares de época, e até bilheteiras de início de época.

Um bom 1ºT significa um bom lucro proveniente da venda de jogadores, que dará para fazer um bom resultado no fim do ano. Um 1ºT sem vendas significativas significa, no contexto deficitário das nossas SAD's, uma obrigatoriedade de vender e Janeiro ou no fim do ano, ou então um prejuízo. 
« Última modificação: Novembro 28, 2016, 23:10 pm por alemid »
POST #3 - SPORTING CLUBE DE PORTUGAL - 1º TRIMESTRE

O Sporting tem oscilado nos resultados dos últimos anos, intercalando excelentes resultados (+22M há 2 épocas) com péssimos (-32M na época passada). Contudo isto acaba por ser uma consequência de a época acabar em JUN mas o mercado de transferências fechar em AGO. Assim, as vendas que o Sporting fez de João Mário, Slimani e Naldo só contam para esta época. Se, imaginemos, João Mário tivesse sido vendido pelo mesmo valor de 40M em JUN, o resultado da época passada deveria ser ligeiramente positivo. Portanto o mau resultado da época passada vai ser compensado por um resultado brutal neste Q1 (talvez o melhor resultado de sempre de um único trimestre das SAD's em Portugal?).

Passemos aos números (PREVISÃO + REAL).
Vendas e prestações de serviços (incluindo loja verde e restantes vendas de merchandising, direta ou indiretamente através do retalho de lojas de terceiros; patrocinios e publicidade; royalties; bilheteira; direitos de TV). Ou seja todas as vendas excetuando jogadores e Champions. Mas inclui o Market Pool (receitas de TV da UEFA.

O ano passado fizemos 13,8M nestes items. Este ano, deveremos ter maior receitas em bilheteira (estádios com mais público), em merchandising, com o novo patrocinador das camisolas (que não existia em Q1 do ano passado), no PPTV que aumentou 2M/trimestre. Por outro lado vão diminuir as receitas de bilheteira da champions (o ano passado tivemos a pré-eliminatória, 0,3M de receita, este ano esse valor foi zero), e não tivemos o torneio na África do Sul que foi 0,8M, este ano teremos um market pool superior. No final acho que devemos aumentar 3M aqui, prevejo 17M de receitas (excetuando a Champions, abaixo).
Citar
REAL:
16,7M vendas e prestação serviços
0,9M outras receitas
17,6M de receitas - excelente comportamento da SAD, ainda acima (+0,7) das minhas minhas previsões. A continuar!

Champions/UEFA: prémio de presença na fase de grupos, 4,2M (os 12,7M correspondentes ao prémio são divididos proporcionalmente, 2 jogos em 6 neste Q1, 4/6 no Q2), 2 jogos realizados, 1V1D, significa um extra de 1,5M. Total 5,7M.
Citar
REAL: 14,6M prémios UEFA.
Este foi um dos pontos de maior discórdia entre os vários colegas que aqui postaram a sua visão das contas do SCP. No final, o Sporting acabou por não fazer a vontade a nenhum de nós: registaram aqui a totalidade da receita com o prémio da entrada da CL. OK, é a realidade, mas não me importava que tivesse guardado parte disto para melhorar um bocado o previsivel resultado negativo de Q2.

Rendimentos/ganhos operacionais: 22,7M
Citar
REAL: 32,2M. Num trimestre fizemos quase metade da receita do ano passado (68,6M). MUITO BOM.

Custos: aqui entram os custos com as mercadorias vendidas, FSE (fornecimentos e serviços externos, incluindo por exemplo custos de organização dos jogos, viagens, manutenção, vigilância, limpeza, refeições, assistentes dos jogos, eletricidade, advogados, seguros, combustíveis, publicidade, rendas etc); entram os salários e encargos, que são o maior custo que a SAD do Sporting tem; amortizações de equipamentos em geral.

Custos mercadorias: 0.6M (era bom que crescesse muito, significava que havia muitas vendas)
FSE: 5M (valor que tem crescido paulatinamente, era 4M há 1 ano)
Pessoal: Aqui é a maior incógnita de todos os números que vou apresentar neste post. Não conhecemos os salários dos novos jogadores e dos que sairam. Sabemos que sairam 5 jogadores (JM, Slimani, Labiad, Naldo, Mané) mas entraram 14, além de algumas renovações salariais (Adrien?). Temo que esta rúbrica possa dar um salto muito grande. Estava em 13M no último trimestre, e em 11,7 há 1 ano. Poderá saltar para 15M? Repito, é uma incógnita.
Depreciações excetuando plantel: 1,1M
Outros gastos e perdas: 0,7M (rúbrica que oscila muito, poderá ser isto como 0,4 ou 1,1M).
Gastos e perdas operacionais antes de jogadores: 22,4M
Citar
REAL:
Custos mercadorias: 1,4M custo mercadorias (como as vendas aumentaram, esta componente também aumentou, bastante acima do que tinha previsto)
FSE: 4,3M (aumento ligeiro, é bom, melhor que a minha previsão)
Pessoal: 15,1M. Aqui foi infelizmente o sitio onde acertei e que era o meu maior receio. Aumento brutal de custos com salários.
Depreciações excetuando plantel: 1,2M
Outros gastos e perdas: 1,5M, muito acima do que tinha previsto
Gastos e perdas operacionais antes de jogadores: 24,5M, mais 2,1M do que tinha previsto

Resultados operacionais sem transações com jogadores: +0,3M
Citar
REAL: +7,7M

Amortizações do plantel. O Sporting é o clube que tem esta rúbrica mais controlada, um valor bastante baixo, devido a ter ativos que na contabilidade estão a valor zero ou muito baixo: todos os jogadores que vieram da formação; além que as nossas compras nos últimos anos andaram no máximo na casa dos 3,5M. Isto fazia que esta rúbrica tivesse apenas um valor de 8,1M no total do ano passado (SLB e FCP deverão ter valores superiores a 30M nesta rúbrica). Contudo isto mudou bastante este ano. O Sporting contratou em Q4 e agora em Q1 cerca de 32M de EUR. As vendas e fim de contratos (Labyad...) não compensam muito este valor. Assumindo que os contratos são de 4 ou 5 anos, vamos fazer uma média de 4,5 anos, o que dá um valor de 7M adicionais por ano (ou seja, quase duplica; ainda fica muito distante dos adversários mas é um aumento significativo). Trimestralmente, 1,7M adicionais. Prevejo para este Q1, -3,7M, a que junto mais 0,5 para imparidades. Total: -4,2M
Citar
REAL: 3,3M. Muito bom não termos saltado para os 4M como eu tinha previsto!

Vendas de jogadores: João Mário (40), Slimani (30), Naldo (4,5). Empréstimos de Mané, Teo, Ewerton, Walisson e outros (2,5M). Total de 77M de vendas/empréstimos. Mas este valor há que abater comissões e valor do imobilizado, e ainda o facto de haver valores a pagar a terceiros por deterem partes dos passes dos jogadores. Estimo tudo isto em 16,3M. Valor liquido das vendas, 60,7M.
Citar
REAL: 59,6M.


Outros Gastos não Recorrentes. Aqui entra o "caso Doyen". O Sporting perdeu em tribunal e reclamou, mas foi obrigado a constituir uma provisão (ou seja, assumir um possivel custo) de 12M de EUR, mais os juros que somam +/- 50mil EUR por mês. Teremos assim aqui -0,15M.
Citar
REAL: 0M. O Sporting optou por colocar isto noutra rúbrica (talvez custos financeiros)

Resultados operacionais: +56,7M
Citar
REAL: 64M. A maior parte desta diferença vem de se ter considerado 100% do premio da CL já neste Q, em vez de separar em 2 como esperávamos.


Custos financeiros. Sabe-se que fruto da renegociação da dívida financeira ocorrida no início do mandato, o Sporting tem excelentes condições no que se refere a juros. Contudo, à medida que o sufoco financeiro vai diminuindo, as condições vão piorando. Passamos de 1,1M há  2 épocas para 5,7 no ano passado. Este ano a tendência deve-se manter. Previsão Q1: -1,5M
Citar
REAL: 1,1M. Muito bom!


Demonstração de Resultados Q1 (ESTIMATIVA):
Vendas/prest.serviços: 22,7M
Custos: 22,4M
Resultado operacional sem jogadores +0,3M
Amortiz.jogadores  -4,2M
Vendas jogadores 60,7M
Gastos n/recorrentes -0,2M
Resultados operacionais: +56,7M
Result financeiros -1,5M
Resultados PREVISTOS Q1 antes de impostos: 55,2M
Provavelmente o melhor resultado de sempre, num trimestre, de qualquer SAD em Portugal.


Citar
RESULTADOS REAIS Q1:
Vendas/prest.serviços: 32,2M
Custos: 24,5M
Resultado operacional sem jogadores +7,7M
Amortiz.jogadores  -3,3M
Vendas jogadores +59,6M
Gastos n/recorrentes 0M
Resultados operacionais: +64,0M
Result financeiros -1,1M
Resultados REAIS Q1 antes de impostos: +62,9M
Repito, PROVAVELMENTE O MELHOR RESULTADO DE SEMPRE NUM TRIMESTRE DUMA SAD EM PORTUGAL



Outros indicadores:
Valor para atingir o break even/ano(*): 16M - 28,3M = 12,3M/trimestre; multiplicando por 4 = 50M/ano
(*) valor de vendas "garantidas" (ou seja retirando a UEFA e as vendas de jogadores) - custos totais
O Sporting já garantiu, para atingir estes 50M: 12M+1,5 champions (4 no Q1, 8 no Q2, 1,5 por 1V); 60M de vendas de jogadores. Total de 73,5M. Está assim assegurado um ano positivo. No fim de Q1, estamos 23,5M acima de zero.

Citar

Valor para atingir o break even/ano: 50M/ano
O Sporting já garantiu, para atingir estes 50M: 14,6M champions; 59,6M de vendas de jogadores. Total de 74,2M. Está assim assegurado um ano positivo.
« Última modificação: Fevereiro 11, 2017, 19:39 pm por alemid »
POST #4 - Aquela SAD de vermelho - 1º TRIMESTRE
[Nota: os resultados aqui apresentados representam a visão "consolidada", que inclui, além da SAD, o Estádio, BTV, Clinica, Seguros].

Da nota de cima retira-se que nem sempre os numeros são comparáveis com outros clubes. Por exemplo o Sporting não tem o Estádio junto da SAD. Por isso quando a SAD vermelha apresenta certas vendas muito acima dos concorrentes, apresenta também custos acima dos mesmos.

Outra nota tem a ver com este Q1, em que pela primeira vez vai aparecer o novo contrato de transmissão televisiva, e a passagem dos direitos de transmissão da BTV para a NOS. Estes 2 pontos farão com que não haja comparação direta entre Q1 e Q4 da época anterior, nem em valor nem na forma como se vai distribuir esse valor por estas 2 rúbricas. Sabemos que o contrato tem um valor global, para 10 anos, de 400M, mas que serão distribuidos "de forma progressiva", pelo que este 1º ano pode valer 25, 30 ou 35M; ninguém sabe. Como também não se sabe bem que valor fica como "transmissões TV" e que parte fica como "direitos TV". Nem ainda se os custos da BTV irão diminuir, e em que montantes, por alguma sinergia encontrada ou alguma tarefa que passe a ser suportada pela NOS.

Há ainda uma diferença curiosa para com o SCP: o relatório da SAD vermelha não inclui vendas (contas 71x), nem os respetivos custos (contas 61x-CMVMC), de merchadising. Provavelmente terão isto noutra sociedade não consolidada (clube vermelho?) ou entao totalmente externalizados (a Adidas toma conta das vendas e paga um royalty à SAD). Quem me consegue esclarecer?

Dito isto..
Esta SAD tem apresentado bons resultados nos últimos anos: 7M há 2 épocas, 20M na época passada. Muito sustentado naquilo que são os "abonos de familia" dos clubes portuguesas, ou seja presenças nas champions (vão com 6 presenças consecutivas na fase de grupos) e vendas de jogadores.

Passemos aos números (PREVISÃO).
Vendas e prestações de serviços (patrocinios e publicidade; royalties; bilheteira; direitos de TV). Vendas da BTV, do Estádio e ds outras sociedades. Ou seja todas as vendas excetuando jogadores e Champions. Não inclui, ou pelo menos não é visivel, a venda de merchadising (camisolas e etc).

Em anos anteriores têm feito no Q1 19M e 20M. Este ano como já referi não se sabe exatamente o impacto que vai ter o contrato com a NOS. Eu penso que eles deverão começar com um valor nos 32M/ano, mas quem sabe?
Nesses anos apresentaram no Q1, 7M de receitas de TV. Saltariam assim para 8M. Será?
Tiveram no ano passado 3M de cachet da digressão pelos EUA/Mexico, este ano esse valor vai descer (para 1M?). Tudo o resto se deve manter ou até subir ligeiramente. Vou ser "otimista" e meter aqui 25M EUR neste Q1.

Champions: prémio de presença na fase de grupos, 12,7M/3 = 4,2M. 2 jogos, 1E1D, são 0,5M. Total de 4,7M no Q1.

Rendimentos/ganhos operacionais: 29,7M

Custos: aqui entram os FSE (fornecimentos e serviços externos, incluindo por exemplo custos de organização dos jogos, viagens, manutenção, vigilância, limpeza, refeições, assistentes dos jogos, eletricidade, advogados, seguros, combustíveis, publicidade, rendas etc); entram os salários e encargos, que são sempre um dos maiores cursos; amortizações de equipamentos em geral. Não entram como já referi os custos com mercadorias.

Custos mercadorias: 0M
FSE: 9,5M (valor que tem crescido paulatinamente, era 8M há 1 ano)
Pessoal: Aqui é a maior incógnita de todos os números que vou apresentar neste post. Não conhecemos os salários dos novos jogadores e dos que sairam. Há imensos jogadores a sair e entrar, seja para o quadro da equipa A, equipa B ou os múltiplos emprestados que têm em Portugal e estrangeiro. Considerando só a equipa principal, no Q4 e Q1 sairam Renato, Gaitán, Nelson Oliveira, Carcela, Bebé (destes só Gaitán devia ter um salário muito elevado). Entraram 9 jogadores, dos quais alguns que devem vir com salários elevados (Rafa, Carrillo). Esta rúbrica estava em 17M no último trimestre, e em 12,4(!!!) há 1 ano. Apostava aqui numa subida para 18.5M. Mas repito, é uma incógnita.
Depreciações excetuando plantel: 3,7M
Outros gastos e perdas: 0,5M (rúbrica que oscila muito, poderá ser isto como 0,4 ou 1,0M).
Gastos e perdas operacionais antes joagdores: 32,2M

Resultados operacionais antes de transações com jogadores: 29,7-32,2M=-2,5M

Amortizações do plantel da SAD vermelha. Esta é a rúbrica de maior custo desta SAD, representando 30M há 2 épocas e 37M na anterior. Este aumento deve-se à compra de jogadores de elevado valor de aquisição. Trimestralmente, o custo andou na casa dos 7-8M no ano passado e passou para 12,8M no Q4; entretanto no Q4 entraram 3 jogadores no valor de 15M, mais 2 renovações (devem ter ficado pelos 5M); já em Q1 desta época entraram mais 6 jogadores por um valor global de mais de 40M. Nestes 2 trimestres temos entáo um aumento de imobilizado de 60M, o que dá (utilizando uma média de 4.5 anos de amortizaçao) de 13M de EUR/ano de amortizações, ou 3M/trimestre. Como sairam jogadores, este valor desce (vamos "chutar" 1M). Somando aos 8,4M do Q3, eu apostaria em passarem para Q1 em 10,7M e mais 0,5M para imparidades.

Vendas de jogadores: conseguiram fazer 19M com alienação de jogadores pouco importantes (Nelson Oliveira, Carcela, Bebé) e ainda Sidnei (Corunha) e o que ganharam no André Gomes ir para o Barcelona. Não sei o custo com comissões nem o que saiu do ativo, mas vou colocar 1/3, ou seja 8M. Vou ainda somar 5M nos proveitos dos diversos empréstimos, costumam fazer uma boa nota nisto (Talisca e outros). Valor líquido das vendas = +19+5-8=16M

Custos financeiros. Sabe-se que a SAD vermelha é a que tem o maior endividamento e por isso os maiores custos financeiros, foram acima dos 21M no ano passado. Mas estão a diminuir, fruto de passagem para empréstimos obrigacionistas e acredito que também com a descida da EURIBOR e dos spreads. Aponto para 20M no ano, ou 5M no Q1. Têm também uns +0,5M de proveitos fruto de serem donos das outras sociedades, que dao lucro.

Demonstração de Resultados Q1 (ESTIMATIVA):
Vendas: 29,7M (+7M que nós)
Custos: 32,2M (+10M que nós)
Resultado operacional sem jogadores -2,5M (-3M que nós)
Amortiz.jogadores  -11,2 (-7M que nós)
Vendas jogadores 16M (-44M que nós)
Resultados operacionais: +2,3M
Result financeiros -4,5M
Resultados PREVISTOS Q1 antes de impostos: -2,2M

Um trimestre ligeiramente negativo, em que fizeram alguns bons valores com venda de entulho" e empréstimos.  A dependência de resultados de vendas e champions aumentou e aproxima-se daquela que tinha a SAD azul quando começou a perder a cabeça.

Nota adicional para a incerteza dos números que apresentei, devido aos já referidos contratos da NOS.

Outros indicadores:
Valor para atingir o break even/ano(*): 25M - 47,9M = 22,9M/trimestre; multiplicando por 4 = 92M/ano
(*) valor de vendas "garantidas" (ou seja retirando a UEFA e as vendas de jogadores) - custos totais
A SAD vermelha já garantiu, para atingir estes 100M: 12M+0,5 champions (4 no Q1, 8 no Q2, 0,5 por 1E); 16M de vendas de jogadores. Total de 32,5M. Estão 59M abaixo de zero.
« Última modificação: Novembro 28, 2016, 23:55 pm por alemid »
POST #5 - Aquela SAD de azul- 1º TRIMESTRE
[Nota: os resultados aqui apresentados representam a visão "consolidada", que inclui, além da SAD, o Estádio e outras sociedades menores].

Da nota de cima retira-se que nem sempre os numeros são comparáveis com outros clubes. Por exemplo o Sporting não tem o Estádio junto da SAD.

Esta SAD tem apresentado dados inconstantes, alternando prejuizos brutais com bons resultados: +20M há 2 anos, -57; no ano passado. A tendência, pelos enormes custos com pessoal e plantel extremamente valorizado contabilisticamente (e portanto com enormes amortizações mensais), é para que os maus resultados se mantenham, podendo ser contrariados por boas campanhas da Champions e boas vendas, algo que os azuis fazem com regularidade.

Passemos aos números (PREVISÃO).
Vendas e prestações de serviços (patrocinios e publicidade; royalties; bilheteira; direitos de TV). Vendas da BTV, do Estádio e ds outras sociedades. Ou seja todas as vendas excetuando jogadores e Champions.

Em anos anteriores têm feito no Q1 15 a 16M.  Este ano o ânimo é menor, prevendo-se um arranque de época com menos força e sem o efeito de entradas de jogadores sonantes. Vou manter o valor do ano passado 16M EUR neste Q1.

Champions: pré-qualificação, 2M. Prémio de presença na fase de grupos, 12,7M/3 = 4,2M. 2 jogos, 1E1D, são 0,5M. Total de 6,7M no Q1.

Rendimentos/ganhos operacionais: 22,9M

Custos: aqui entram os custos com as mercadorias vendidas, FSE (fornecimentos e serviços externos, incluindo por exemplo custos de organização dos jogos, viagens, manutenção, vigilância, limpeza, refeições, assistentes dos jogos, eletricidade, advogados, seguros, combustíveis, publicidade, rendas etc); entram os salários e encargos, que são sempre um dos maiores cursos; amortizações de equipamentos em geral.

Custos mercadorias: 1M (menos vendas que no ano passado, logo menos custos)
FSE: 9,5M
Pessoal: Aqui é a maior incógnita de todos os números que vou apresentar neste post. Não conhecemos os salários dos novos jogadores e dos que sairam. No Q4 e Q1 entraram mais jogadores (Felipe, João Teixeira, Boly, Telles, Depoitre, Oliver, Jota) do que sairam (Maicon, Licá, Aboubakar, Suk), acredito que tenham uma ligeira subida, para 18,5M.
Depreciações excetuando plantel: 1M
Outros gastos e perdas: 0,5M (rúbrica que oscila muito, poderá ser isto como 0,3 ou 1,1M).
Gastos e perdas operacionais antes joagdores: 30,5M

Resultados operacionais antes de transações com jogadores: 22,9-30,5M=-7,6M

Amortizações do plantel da SAD azul. Esta rúbrica representou 31M/ano nas 2 últimas épocas e nesta vai aumentar. Esta SAD praticamente não vendeu jogadores (apenas Maicon no fim da época passada) e entraram muitos jogadores: Felipe, João Teixeira, Boly, Telles, Depoitre, mais a compra de Layún. O valor exato não é claro, uma vez aos 31,2M declarados têm que ser somadas quase sempre enormes valores de comissões (desconhecidas neste momento). Vou apontar para 35M. Amortizações anuais adicionais (utilizando 4,5 anos) de 7,8M, ou 1,9M/trimestre. Devem subir para 10M EUR

Vendas de jogadores: aquele que é o grande "abono de familia", com vendas de dezenas de milhões ano após ano, passou este Q1 apenas pela venda de Licá por 0,3M! Além disso fizeram bons empréstimos (Aboubakar, Suk). Vou contar 5M nesta rúbrica.

Custos financeiros. A SAD do fcp tem aumentado o endividamento, passou de 13,8 para 14,5M/ano de juros. Este ano deve manter o ritmo. Vou considerar 4M nesta rúbrica no Q1.

Demonstração de Resultados Q1 (ESTIMATIVA):
Vendas: 22,9M (igual a nós)
Custos: 30,5M (+8M que nós)
Resultado operacional sem jogadores -7,6M (-8M que nós)
Amortiz.jogadores  -10,0 (-6M que nós)
Vendas jogadores 5M (-55M que nós)
Resultados operacionais: -5,0M
Result financeiros -4,0M
Resultados PREVISTOS Q1 antes de impostos: -16,6M

Um trimestre muito negativo, na linha do que já vinha do ano passado. Sem vendas os resultados serão sempre maus (últimos 3 trimestres foram -27, -20, -20, agora -16. Ou seja, no último ano tiveram o fantástico resultado de -83,6M!!!!!!!).

Outros indicadores:
Valor para atingir o break even/ano(*): 16,2M - 44,5M = -28,3M/trimestre; multiplicando por 4 = 113M/ano
(*) valor de vendas "garantidas" (ou seja retirando a UEFA e as vendas de jogadores) - custos totais
A SAD azul já garantiu, para atingir estes 113M: 2+12M+0,5 champions; 5M de vendas de jogadores. Total de 19,5M. Estão 93,5M abaixo de zero.

« Última modificação: Novembro 29, 2016, 12:03 pm por alemid »
POST #6 - Conclusões Q1

Previsões
Previsões do Q1 segundo os 3 posts anteriores.
Valores arredondados ao milhão

Vendas excetuando UEFA
SCP 17M
slb 25M (+8M que o SCP)
fcp 16M (-1M)
slb é a SAD que fatura mais, porque efetivamente tem mais público e melhores contratos, melhor estratégia comercial, mas também por ter aqui a BTV, Estádio e outros.

Receitas UEFA
SCP 6M
slb 5M (-1)
FCP 7M (+1)

Total receitas
SCP 23M
slb 30M (+7)
fcp 23M (=)
slb é a SAD que fatura mais pelo que já se disse em cima

Custos FSE
SCP 5M
slb 10M (+5)
fcp 10M (+5)
SCP bem aqui, slb e fcp gastam o dobro. Se no caso de slb justifica-se parcialmente porque são serviços para cobrir mais vendas que fazem, no caso de fcp só se justificam pela cultura da comissão que está implementada neste clube.

Custos com pessoal
SCP 15M
slb 19M (+4M)
fcp 19M (+4M)
slb e fcp com custos enormes nesta rúbrica, SCP um pouco abaixo mas com tendência de aumento.
Há 2 grandes desequilibrios "operacionais" entre SCP e os seus 2 rivais: salários e amortizações. Este é o 1º.

Outros custos operacionais (CMVMC, depreciações excl plantel, outros)
SCP 2M
slb 4M (+2)
fcp 3M (+1)
Rúbrica que reflecte o que já se disse nas diversas notas anteriores

Total custos operacionais
SCP 22M
slb 32M (+10)
fcp 31M (-9)
Rúbrica que reflecte o que já se disse nas diversas notas anteriores

Resultados operacionais antes de operações com jogadores
SCP +0
slb -3
fcp -8
Aqui percebe-se que o SCP está equilbrado, slb e fcp desequilibrados, sobretudo este último que não tem o mesmo mercado que slb e tem um desequilibrio bastante maior: fatura ao nível do SCP e tem custos ao nível do slb - o pior dos 2 mundos

Custos com amortizações de jogadores
SCP 4
slb 11 (+7)
fcp 10 (+6)
SCP com valores perfeitamente sustentáveis (*), slb e fcp nem por isso. Nesta rúbrica, anualmente, o SCP está 25-30M mais competitivo (financeiramente) que os seus rivais. slb costumam estar em valores próximos mas a situação financeira complicada da SAD azul levou a investir "só" 30M (valor ao nível do SCP) enquanto que a SAD vermelha investiu 60M(!!!), o que fez com que desse um salto e ultrapassasse os nortenhos.
Há 2 grandes "desequilíbrios operacionais" entre SCP e os seus 2 rivais: salários e amortizações. Este é o 2º.

Vendas (líquidas de comissões e outros custos incl baixa do valor do imobilizado) + empréstimos
SCP 61M
slb 16M (45)
fcp 5M (+56)
O SCP pela primeira vez superou largamente os seus rivais e por via disso vai ter um resultado fabuloso. slb fez um defeso interessante, em que não desisnvestiu de jogadores (bem pelo contrário) e que despachou algum entulho pelo valor de 24M (liquido 16M). Já no fcp não se entende a estratégia de não vender ninguém, provocando o maior prejuizo de sempre de uma SAD em Portugal.

Resultados operacionais
SCP +57
slb +2 (-55)
fcp -13 (-70)

Custos financeiros
SCP -2M
slb -5M (+3)
fcp -4M (+2)
Já foi mais que falada a boa situação de SCP face ao slb e fcp, e também já foram explicadas as razões.

Resultados antes de Impostos
SCP +55M
slb -2M (+57)
fcp -17M (+62)
SCP com um grande resultado que lhe garante a época 2016/17 positiva, fruto de grandes vendas e em segundo plano de uma gestão com custos mais baixos. fcp a pagar os custos de não ter vendido e de ter feito um all-in que já vinha de há uma década mas que se aprofundou desde os últimos 3 anos. slb a trilhar o mesmo caminho que o fcp, com os mesmos custos que aqueles, mas com mais receitas operacionais e com mais vendas de jogadores.

(*) a questão das amortizações é uma das maiores contradições das SADs em contraponto com qualquer outra sociedade.
Vejamos, a SAD do Sporting tem amortizações de 4M/trimestre face aos 11/12 dos rivais. Esta é uma consequência direta do ativo líquidos do plantel do SCP valer apenas 1/3 do dos seus rivais! Ou seja, é bom ou é mau? Normalmente numa empresa ter ativos elevados é bom. Mas no plantel de uma SAD significa que se teve que investir forte para comprar aqueles jogadores (sbl, fcp) e não que se tem uma equipa baseada na formação (SCP). Ou seja o SCP, mantendo a presente opção de apostar na formação, terá sempre um plantel menos valioso contabilisticamente, comparado com os rivais. A isto acresce que o nosso plantel tem menos jogadores (cerca de 20 no total). Ou seja, gerir bem tem como consequência que um dos indicadores mais importantes seja mal avaliado. É uma contradição.

Já gerir pelo modelo slb/fcp (comprar jogadores caros para empolar o ativo, aumentar o fosso "vendas menos compras" e portanto aumentar os resultados) tem como consequência a médio prazo este valor absurdo de amortizações que pesam muito nos resultados. Está dependente de vender aqueles jogadores por somas sempre muito elevadas, nem que seja a clubes sempre do mesmo circuito.
« Última modificação: Novembro 29, 2016, 16:40 pm por alemid »
POST #7 - Segundo Trimestre (Q2) - Outubro, Novembro, Dezembro

Este 2º trimestre é o mais previsível.
-Já sabemos como correu o início de época em termos de vendas de bilhetes, como está o ânimo da equipa e dos adeptos.
-Não há, normalmente, vendas nem compras de jogadores.
- já sabemos aproximadamente o custo com amortizações e salários, que são os mais pesados nos clubes
-A única incógnita costumam ser os resultados nas competições europeias, que significam milhões pelas vitórias e passagem às fases seguintes das provas.

Por isso a probabilidade de acertarmos nas contas é elevada. Falhar por 2 ou 3M no máximo nos números será o expectável.

Tipicamente os Q2 são amplamente deficitários. Não há receitas extraordinárias e os clubes tugas nem sempre conseguem a passagem à fase seguinte das competições europeias. Não é o que aconteceu este ano com os nossos rivais, que vão compor o resultado face aos resultados da champions. Já para o Sporting, um redondo zero, nem um ponto conquistado, nem uma passagem à UEFA.

« Última modificação: Fevereiro 12, 2017, 05:31 am por alemid »
POST #8 - SPORTING CLUBE DE PORTUGAL - 2º TRIMESTRE


Passemos aos números (PREVISÃO + REAL).
Vendas e prestações de serviços (incluindo loja verde e restantes vendas de merchandising, direta ou indiretamente através do retalho de lojas de terceiros; patrocinios e publicidade; royalties; bilheteira; direitos de TV). Ou seja todas as vendas excetuando jogadores e Champions. Mas inclui o Market Pool (receitas de TV da UEFA).

Em anos anteriores: 13,3M; 15,2M. Este valor no ano passado teve um valor record, a não repetir, porque foi quando se renegociou o contrato com a PPTV, e que apesar de ter sido distribuido por toda a época, teve um valor extra no Q2. Isso explica não irmos conseguir um valor mais elevado, apesar de um crescimento expectável em todas as rúbricas.
Previsão: 14,1M

Citar
REAL:

Champions/UEFA: como "comemos" todo o prémio da entrada na Champions no Q1 (ao contrário do que deviamos ter feito, deviamos ter guardado um bocado para este trimestre que já sabiamos ir ser mau), e como a carreira foi péssima, zero pontos e não apuramento nem sequer para a UEFA, este valor deverá ser um redondo zero. Previsão: 0,0M

Citar
REAL:

Rendimentos/ganhos operacionais: 14,1M

Citar
REAL:

Custos: aqui entram os custos com as mercadorias vendidas, FSE (fornecimentos e serviços externos, incluindo por exemplo custos de organização dos jogos, viagens, manutenção, vigilância, limpeza, refeições, assistentes dos jogos, eletricidade, advogados, seguros, combustíveis, publicidade, rendas etc); entram os salários e encargos, que são o maior custo que a SAD do Sporting tem; amortizações de equipamentos em geral.

Custos mercadorias: 0.6M
FSE: 5,0M
Pessoal: 15,9M
Depreciações excetuando plantel: 1,1M
Provisões e perda imparidades excl plantel: 0,8M
Outros gastos e perdas: 1,8M
Gastos e perdas operacionais antes de jogadores: 25,2M

Citar
REAL:

Resultados operacionais sem transações com jogadores: -11M
Aqui um esperado resultado operacional que confirma o que já se sabe: sem receitas extraordinárias o saldo do Sporting é negativo, fortemente negativo.
Q1: +7,7; Q2: -11; acumulado no semestre: -3,4M. Com a Champions, mesmo uma champions fraquinha, quase compomos o resultado.

Citar
REAL:

Amortizações do plantel. O Sporting é o clube que tem esta rúbrica mais controlada, um valor bastante baixo, devido a ter ativos que na contabilidade estão a valor zero ou muito baixo: todos os jogadores que vieram da formação.
Contudo, ao contrário das épocas anteriores de seva extrema nas aquisições, neste defeso compramos 31M de jogadores, pelo que esta rúbrica deu um salto já no trimestre anterior (de valores abaixo de 2M/trimestre para 3,3M). Agora o salto continuará, até porque as maiores compras deram-se em Agosto e por isso apenas foram refletidas em 2 dos 3 meses do trimestre passado.
Total: -4,0M

Citar
REAL:

Vendas de jogadores
Previsão: 0M.

Citar
REAL:

Resultados operacionais: -15M
Q1: +64M; Q2: -15; acumulado no semestre: +49M. Ainda um resultado muito bom, mas que continuará a descer no resto do ano.

Citar
REAL:

Custos financeiros. Sabe-se que fruto da renegociação da dívida financeira ocorrida no início do mandato, o Sporting tem excelentes condições no que se refere a juros.
Previsão: -1,3. Este valor já inclui os juros a pagar à Doyen por estarmos sempre a atrasar o pagamento.

Citar
REAL:


Demonstração de Resultados Q2 (ESTIMATIVA):
Vendas/prest.serviços: 14,1M
Custos: -25,2M
Resultado operacional sem jogadores -11M
Amortiz.jogadores  -4M
Vendas jogadores 0M
Resultados operacionais: -15M
Result financeiros -1,3M
Resultados PREVISTOS Q2 antes de impostos: -16,3M

Citar
RESULTADOS REAIS Q2:

Demonstração de Resultados Q1+Q2 - 1º SEMESTRE (ESTIMATIVA):
Vendas/prest.serviços: 46,3M
Custos: -49,7M
Resultado operacional sem jogadores -3,4M
Amortiz.jogadores  -7,3M
Vendas jogadores +59,6M
Resultados operacionais: +48,9M
Result financeiros -2,4M
Resultados PREVISTOS Q1+Q2 (1º SEMESTRE) antes de impostos: +46,5M

Citar
RESULTADOS REAIS Q1+Q2 - 1º SEMESTRE:


Outros indicadores:
(1) "vendas operacionais" do ano, ou seja todas as vendas da operação normal excetuando jogadores e champions: 62M
(2) "custos operacionais" do ano, ou seja todos os custos que o clube vai ter: -118M
(3) "saldo operacional" do ano, (1)-(2): -56M - este é o valor que o Sporting tem que fazer neste ano de receitas extraordinárias: champions e vendas jogadores
(4) saldo até agora (31.DEZ) receitas extraordinárias: 74M
(5) quanto nos falta para termos o ano positivo: já ultrapassamos em 18M. O ano vai ser positivo, mesmo sem considerar mais vendas que possam ocorrer ainda em Janeiro e em Junho

Citar
REAL:
« Última modificação: Fevereiro 12, 2017, 15:46 pm por alemid »
POST #9 - Aquela SAD de vermelho - 2º TRIMESTRE
[Nota: os resultados aqui apresentados representam a visão "consolidada", que inclui, além da SAD, o Estádio, BTV, Clinica, Seguros].
[Nota 2: estes cromos esconderam as contas do Q1. Apesar de serem uma sociedade em bolsa, os investidores que se lixem e que fiquem sem visibilidade durante 1 ano do que vai sucedendo...enfim...]

Da nota 1 de cima retira-se que nem sempre os numeros são comparáveis com outros clubes. Por exemplo o Sporting não tem o Estádio junto da SAD. Por isso quando a SAD vermelha apresenta certas vendas muito acima dos concorrentes, apresenta também custos acima dos mesmos.

Outra nota tem a ver com o novo contrato de transmissão televisiva, e a passagem dos direitos de transmissão da BTV para a NOS. Estes 2 pontos farão com que não haja comparação direta entre Q1 e Q4 da época anterior, nem em valor nem na forma como se vai distribuir esse valor por estas 2 rúbricas. Sabemos que o contrato tem um valor global, para 10 anos, de 400M, mas que serão distribuidos "de forma progressiva", pelo que este 1º ano pode valer 25, 30 ou 35M; ninguém sabe. Como também não se sabe bem que valor fica como "transmissões TV" e que parte fica como "direitos TV". Nem ainda se os custos da BTV irão diminuir, e em que montantes, por alguma sinergia encontrada ou alguma tarefa que passe a ser suportada pela NOS.

Há ainda uma diferença curiosa para com o SCP: o relatório da SAD vermelha não inclui vendas (contas 71x), nem os respetivos custos (contas 61x-CMVMC), de merchadising. Há um contrato com a Adidas em que estes exploram a loja vermelha e pagam um royalty à SAD.

Dito isto..
Esta SAD tem apresentado bons resultados nos últimos anos: 7M há 2 épocas, 20M na época passada. Muito sustentado naquilo que são os "abonos de familia" dos clubes portuguesas, ou seja presenças nas champions (vão com 6 presenças consecutivas na fase de grupos) e vendas de jogadores.

Passemos aos números (PREVISÃO Q2).
Vendas e prestações de serviços (patrocinios e publicidade; royalties; bilheteira; direitos de TV). Vendas da BTV, do Estádio e ds outras sociedades. Ou seja todas as vendas excetuando jogadores e Champions.

Em anos anteriores têm feito no Q2 à volta de 23M. Com o contrato da NOS é dificil acertar no novo número. Vou subir para 24M

Champions: prémio de presença na fase de grupos, 12,7M/3*2 = 8,4M. 4 jogos, 2V1E1D, são 4,5M. Total de 12,9M no Q2.
Dúvida: onde entra o prémio por passagem à fase seguinte? Penso que apenas no próximo trimestre.

Rendimentos/ganhos operacionais: 36,9M

Custos: aqui entram os FSE (fornecimentos e serviços externos, incluindo por exemplo custos de organização dos jogos, viagens, manutenção, vigilância, limpeza, refeições, assistentes dos jogos, eletricidade, advogados, seguros, combustíveis, publicidade, rendas etc); entram os salários e encargos, que são sempre um dos maiores cursos; amortizações de equipamentos em geral. Não entram como já referi os custos com mercadorias.

Custos mercadorias: 0M
FSE: 10,5M (valor que tem crescido paulatinamente, era 9,5M há 1 ano)
Pessoal: Aqui é a maior incógnita de todos os números que vou apresentar neste post. Não conhecemos os salários dos novos jogadores e dos que sairam. Há imensos jogadores a sair e entrar, seja para o quadro da equipa A, equipa B ou os múltiplos emprestados que têm em Portugal e estrangeiro. Considerando só a equipa principal, no Q4 e Q1 sairam Renato, Gaitán, Nelson Oliveira, Carcela, Bebé (destes só Gaitán devia ter um salário muito elevado). Entraram 9 jogadores, dos quais alguns que devem vir com salários elevados (Rafa, Carrillo). Aposto aqui numa subida para 18.5M. Mas repito, é uma incógnita.
Depreciações excetuando plantel: 3,7M
Outros gastos e perdas: 0,5M (rúbrica que oscila muito, poderá ser isto como 0,4 ou 1,0M).
Gastos e perdas operacionais antes jogadores: 33,2M

Resultados operacionais antes de transações com jogadores em Q2: +3,7M
Resultados operacionais antes de transações com jogadores no SEMESTRE: +1,2M - é muito bom, sim senhor. Bendita Champions! Ou melhor, acendam velinhas ao Dynamo de Kiev, que vos ofereceu 6 pontos e roubou pontos aos vossos adversários.

Amortizações do plantel da SAD vermelha. Esta é a rúbrica de maior custo desta SAD, representando 30M há 2 épocas e 37M na anterior. Este aumento deve-se à compra de jogadores de elevado valor de aquisição. Trimestralmente, o custo andou na casa dos 7-8M no ano passado e passou para 12,8M no Q4; entretanto no Q4 entraram 3 jogadores no valor de 15M, mais 2 renovações (devem ter ficado pelos 5M); já em Q1 desta época entraram mais 6 jogadores por um valor global de mais de 40M. Nestes 2 trimestres temos entáo um aumento de imobilizado de 60M, o que dá (utilizando uma média de 4.5 anos de amortizaçao) de 13M de EUR/ano de amortizações, ou 3M/trimestre. Como sairam jogadores, este valor desce (vamos "chutar" 1M). Somando aos 8,4M do Q3, eu apostaria em passarem para Q2 em 10,7M e mais 0,5M para imparidades.

Vendas de jogadores: 0M

Resultados operacionais incluindo plantel no Q2: -11,2M
Resultados operacionais incluindo plantel no Semestre: -6,4M

Custos financeiros. Sabe-se que a SAD vermelha é a que tem o maior endividamento e por isso os maiores custos financeiros, foram acima dos 21M no ano passado. Mas estão a diminuir, fruto de passagem para empréstimos obrigacionistas e acredito que também com a descida da EURIBOR e dos spreads. Aponto para 20M no ano, ou 5M no Q1. Têm também uns +0,5M de proveitos fruto de serem donos das outras sociedades, que dao lucro.

Demonstração de Resultados Q1+Q2 - 1º SEMESTRE (ESTIMATIVA):
Vendas: 66,6M
Custos: 65,4M
Resultado operacional sem jogadores +1,2M
Amortiz.jogadores -22,4
Vendas jogadores +16M
Resultados operacionais: -5,2M
Result financeiros -9M
Resultados PREVISTOS Q1+Q2 (1º SEMESTRE) antes de impostos: -14,2M

Um trimestre claramente negativo (-12M), mesmo tendo excelentes resultados na Champions (estou a assumir que o prémio de passagem aos 1/8 da champions só entra em Q3). A dependência de resultados de vendas e champions aumentou e aproxima-se daquela que tinha a SAD azul quando começou a perder a cabeça.

Nota adicional para a incerteza dos números que apresentei, devido aos já referidos contratos da NOS.

Outros indicadores:
(1) "vendas operacionais" do ano, ou seja todas as vendas da operação normal excetuando jogadores e champions: 98M
(2) "custos operacionais" do ano, ou seja todos os custos que o clube vai ter: -192M
(3) "saldo operacional" do ano, (1)-(2): -94M - este é o valor que a SAD vermelha tem que fazer neste ano de receitas extraordinárias: champions e vendas jogadores
(4) saldo até agora (31.DEZ) receitas extraordinárias: +34M
(5) quanto lhes falta para terem o ano positivo: 60M. Daqui, já fizeram o prémio da champions (alguém sabe quanto é o prémio + jogos de presença nos 1/8?) e em Janeiro terão as 2 vendas do Guedes e do miudo do Wolverhampton.

« Última modificação: Fevereiro 12, 2017, 14:19 pm por alemid »
POST #10 - Aquela SAD de azul- 2º TRIMESTRE
[Nota: os resultados aqui apresentados representam a visão "consolidada", que inclui, além da SAD, o Estádio e outras sociedades menores].
[Nota 2: estes cromos esconderam as contas do Q1. Apesar de serem uma sociedade em bolsa, os investidores que se lixem e que fiquem sem visibilidade durante 1 ano do que vai sucedendo...enfim...]

Da nota 1 de cima retira-se que nem sempre os numeros são comparáveis com outros clubes. Por exemplo o Sporting não tem o Estádio na SAD.

Esta SAD tem apresentado dados inconstantes, alternando prejuizos brutais com bons resultados: +20M há 2 anos, -57; no ano passado. A tendência, pelos enormes custos com pessoal e plantel extremamente valorizado contabilisticamente (e portanto com enormes amortizações mensais), é para que os maus resultados se mantenham, podendo ser contrariados por boas campanhas da Champions e boas vendas, algo que os azuis fazem com regularidade. No Q1 começaram "em grande", com um valor estimado de -16,6M

Passemos aos números (PREVISÃO Q2).
Vendas e prestações de serviços (patrocinios e publicidade; royalties; bilheteira; direitos de TV). Vendas das diversas sociedades. Ou seja todas as vendas excetuando jogadores e Champions.

Em anos anteriores fizeram no Q2 16 e 15M.  Este ano o ânimo é menor, prevendo-se um arranque de época com menos força e sem o efeito de entradas de jogadores sonantes. Vou colocar um valor de 15,3M

Champions: prémio de presença na fase de grupos, 12,7M/3*2 = 8,4M. 4 jogos, 3V1E, são 5M. Excelentes resultados, mais uma vez a champions a salvá-los de uma pancada ainda maior que a que já estão a sentir. Total de 13,4M Q2. O prémio de passagem aos 1/8 vou incluir no Q3.

Rendimentos/ganhos operacionais: 28,7M



Custos: aqui entram os custos com as mercadorias vendidas, FSE (fornecimentos e serviços externos, incluindo por exemplo custos de organização dos jogos, viagens, manutenção, vigilância, limpeza, refeições, assistentes dos jogos, eletricidade, advogados, seguros, combustíveis, publicidade, rendas etc); entram os salários e encargos, que são sempre um dos maiores cursos; amortizações de equipamentos em geral.

Custos mercadorias: 0,8M 
FSE: 10M
Pessoal: Aqui é a maior incógnita de todos os números que vou apresentar neste post. Não conhecemos os salários dos novos jogadores e dos que sairam. No Q4 e Q1 entraram mais jogadores (Felipe, João Teixeira, Boly, Telles, Depoitre, Oliver, Jota) do que sairam (Maicon, Licá, Aboubakar, Suk), acredito que tenham uma ligeira subida, para 18,5M.
Depreciações excetuando plantel: 1M
Outros gastos e perdas: 0,5M (rúbrica que oscila muito, poderá ser isto como 0,3 ou 1,1M).
Total custos: -30,8M

Resultados operacionais antes de transações com jogadores no Q2: 28,7-30,8M=-2,1M.

Resultados operacionais antes de transações com jogadores no SEMESTRE: -9,7M. Aqui começa o 1º desequilibrio face aos seus adversários, que estão ambos em terreno positivo. A SAD azul vive acima das suas possibilidades, começando logo pelo exagero da folha salarial. Não fosse uma champions fantástica que ainda por cima incluiu o "bónus" da pré-eliminatória, e estariamos a falar de pelo menos mais 15M de prejuizo. Este ano foi mesmo o chamado "all in", e acabaram por safar-se. Ou seja, acabaram por ter um buraco menor do que poderia ter sido. Mas não deixa de ser um buraco "Titanic like".

Amortizações do plantel da SAD azul. Esta rúbrica representou 31M/ano nas 2 últimas épocas e nesta vai aumentar. Esta SAD praticamente não vendeu jogadores (apenas Maicon no fim da época passada) e entraram muitos jogadores: Felipe, João Teixeira, Boly, Telles, Depoitre, mais a compra de Layún. O valor exato não é claro, uma vez aos 31,2M declarados têm que ser somadas quase sempre enormes valores de comissões (desconhecidas neste momento). Vou apontar para 35M. Amortizações anuais adicionais (utilizando 4,5 anos) de 7,8M, ou 1,9M/trimestre. Devem subir para 10M EUR

Vendas de jogadores: 0M

Custos financeiros. A SAD do fcp tem aumentado o endividamento, passou de 13,8 para 14,5M/ano de juros. Este ano deve manter o ritmo. Vou considerar 4M nesta rúbrica no Q2.

Demonstração de Resultados Q2 (ESTIMATIVA):
Vendas: 28,7M
Custos: -30,8M
Resultado operacional sem jogadores -2,1M
Amortiz.jogadores  -10,0
Vendas jogadores 0M
Resultados operacionais: -12,1M
Result financeiros -4,0M
Resultados PREVISTOS Q2 antes de impostos: -16,1M. No trimestre anterior foi -16,6M, por isso estão no caminho certo :)

Demonstração de Resultados Q1+Q2 - 1º SEMESTRE (ESTIMATIVA):
Vendas: 51,6M
Custos: 61,3M
Resultado operacional sem jogadores -9,7M
Amortiz.jogadores -20M
Vendas jogadores +5M
Resultados operacionais: -24,7M
Result financeiros -8M
Resultados PREVISTOS Q1+Q2 (1º SEMESTRE) antes de impostos: -32,7M

Um trimestre claramente negativo (-16M), a somar ao anterior em montante semelhante. E na linha do que já vinha do ano passado.
Últimos 5 trimestres: -27, -20, -20, -16, -16.
Q3, com as compras que fizeram, vendas que não fizeram e uma champions em que não deverão voltar a ter o jackpot, vai aumentar ainda mais o buraco, que está lindo e felizmente em crescendo.

Outros indicadores:
(1) "vendas operacionais" do ano, ou seja todas as vendas da operação normal excetuando jogadores e champions: 63M
(2) "custos operacionais" do ano, ou seja todos os custos que o clube vai ter: -178M
(3) "saldo operacional" do ano, (1)-(2): -115M - este é o valor que a SAD azul tem que fazer neste ano de receitas extraordinárias: champions e vendas jogadores
(4) saldo até agora (31.DEZ) receitas extraordinárias: +25M
(5) quanto lhes falta para terem o ano positivo: 90M. Daqui, já fizeram o prémio da champions (5,5M) mas ao contrário dos vermelhos não venderam ninguém, pelo contrário até compraram. Prevê-se a venda de 2 ou 3 ativos no final da época, vamos ver quanto é que o Mendes os ajuda no carrossel habitual. Mas mesmo essas vendas não vão ser suficientes para evitarem ter um buraco novamente grande esta época.
« Última modificação: Fevereiro 15, 2017, 16:23 pm por alemid »
POST #11 - Conclusões Q1+Q2 / 1º SEMESTRE

Previsões
Previsões do Q1+Q2 (1º SEMESTRE) segundo os 3 posts anteriores.
Valores arredondados ao milhão

Vendas excetuando UEFA
SCP 32M
slb 49M (+17M que o SCP)
fcp 21M (= ao SCP)
slb é a SAD que fatura mais, porque efetivamente tem mais público e melhores contratos, melhor estratégia comercial, mas também por ter aqui a Estádio e outras sociedades. fcp e SCP estão equiparados. O Sporting tem potencial de crescimento, se começar a ganhar consistentemente.

Receitas UEFA
SCP 15M
slb 18M (+3)
FCP 20 (+5)

Total receitas
SCP 50M
slb 65M (+16)
fcp 61M (+12)
SCP atrás dos rivais por menor dimensão (slb) e piores resultados desportivos (fcp, slb)

Custos FSE
SCP 9M
slb 20M (+11)
fcp 20M (+10)
SCP bem aqui, slb e fcp gastam o dobro. Se no caso de slb justifica-se parcialmente porque são serviços para cobrir mais vendas que fazem, no caso de fcp só se justificam pela cultura da comissão que está implementada neste clube.

Custos com pessoal
SCP 31M
slb 37M (+6M)
fcp 37M (+6M)
slb e fcp com custos enormes nesta rúbrica, SCP um pouco abaixo mas com tendência de aumento.
Há 2 grandes desequilibrios "operacionais" entre SCP e os seus 2 rivais: salários e amortizações. Este é o 1º. Mas é um desequilibrio que já foi maior. o Sporting entrou por um caminho perigoso e não tem as mesmas almofadas e proteções que os seus adversários têm. Espero que o desenvestimento em Janeiro (Q3) tenha permitido aliviar a folha salarial e não se volte a este registo.

Outros custos operacionais (CMVMC, depreciações excl plantel, outros)
SCP 10M
slb 8M (-1)
fcp 5M (+5)

Total custos operacionais
SCP 50M
slb 65M (+16)
fcp 61M (+12)
Rúbrica que reflecte o que já se disse nas diversas notas anteriores

Resultados operacionais antes de operações com jogadores
SCP +3
slb +1
fcp -10
Aqui percebe-se que o SCP e slb estão equilbrados, fcp desequilibrado.
fcp fatura ao nível do SCP e tem custos ao nível do slb - o pior dos 2 mundos

Custos com amortizações de jogadores
SCP 7
slb 22 (+15)
fcp 20 (+13)
SCP com valores perfeitamente sustentáveis (*), slb e fcp nem por isso. Nesta rúbrica, anualmente, o SCP está 25-30M mais competitivo (financeiramente) que os seus rivais.
A situação financeira complicada da SAD azul levou a investir "só" 30M neste defeso (valor ao nível do SCP) enquanto que a SAD vermelha investiu 60M(!!!), o que fez com que desse um salto e ultrapassasse os nortenhos.
Há 2 grandes "desequilíbrios operacionais" entre SCP e os seus 2 rivais: salários e amortizações. Este é o 2º.

Vendas de jogadores (líquidas de comissões e outros custos incl baixa do valor do imobilizado) + empréstimos
SCP 60M
slb 16M (-44 que o SCP)
fcp 5M (-55 que o SCP)
O SCP pela primeira vez superou largamente os seus rivais e por via disso vai ter um resultado excelente. slb fez um defeso interessante, em que não desinvestiu de jogadores (bem pelo contrário) e que despachou algum entulho pelo valor de 24M (liquido 16M). Em Q3 voltarão ao registo de grandes vendas e também algumas compras. Já no fcp não se entende a estratégia de não vender ninguém, provocando o maior prejuizo de sempre de uma SAD em Portugal, algo que continua e se agravará em Q3.

Resultados operacionais
SCP +49
slb -5 (-54)
fcp -25 (-74)

Custos financeiros
SCP -2M
slb -9M (+7)
fcp -8M (+6)
Já foi mais que falada a boa situação de SCP face ao slb e fcp, e também já foram explicadas as razões.

Resultados antes de Impostos
SCP +47M
slb -14M (-61)
fcp -33M (-80)
SCP com um grande resultado que lhe garante a época 2016/17 positiva, fruto de grandes vendas e em segundo plano de uma gestão com custos mais baixos. fcp a pagar os custos de não ter vendido e de ter feito um all-in que já vinha de há uma década mas que se aprofundou desde os últimos 3 anos. slb a trilhar o mesmo caminho que o fcp, com os mesmos custos que aqueles, mas com mais receitas operacionais e com mais vendas de jogadores.

(*) a questão das amortizações é uma das maiores contradições das SADs em contraponto com qualquer outra sociedade "normal".
Vejamos, a SAD do Sporting tem amortizações de 3,5M/trimestre face aos 10/11 dos rivais. Esta é uma consequência direta do ativo líquido do plantel do SCP valer apenas 1/3 do dos seus rivais! Ou seja, é bom ou é mau? Normalmente numa empresa ter ativos elevados é bom. Mas no plantel de uma SAD significa que se teve que investir forte para comprar aqueles jogadores (slb, fcp) e não que se tem uma equipa baseada na formação (SCP). Ou seja o SCP, mantendo a presente opção de apostar na formação, terá sempre um plantel menos valioso contabilisticamente, comparado com os rivais. Ou seja, gerir bem tem como consequência que um dos indicadores mais importantes seja mal avaliado. É uma contradição.

Já gerir pelo modelo slb/fcp (comprar jogadores caros para empolar o ativo, aumentar o fosso "vendas menos compras" e portanto aumentar os resultados) tem como consequência a médio prazo este valor absurdo de amortizações que pesam muito nos resultados. Está dependente de vender aqueles jogadores por somas sempre muito elevadas, nem que seja a clubes sempre do mesmo circuito.
« Última modificação: Fevereiro 12, 2017, 16:21 pm por alemid »
Não postar por favor! - reservado
POST #13 - SPORTING CLUBE DE PORTUGAL - ANUAL
(estive hoje e ontem a ver se conseguia acabar isto de forma a sair antes dos resultados. Cheguei a casa e li no Record que sairam os resultados.  :wall: O resultado anual do SCP foram +30M, a minha previsão era 35M como se pode ver agora abaixo, os resultados reais vou ver a seguir)


Passemos aos números (PREVISÃO).
Vendas/Prest Serviços 58M
Outros rend 19M (inclui champions)
TOTAL VENDAS 77M

Citar
REAL:
Vendas/Prest Serviços 61M  ;D
Outros rend 19M (inclui champions) 19M  :great:

CMVMC 3M
FSE 21M
Pessoal 63M
Deprec.excl.plantel 5M
Prov/impar excl.plantel 4M
Outros 5M
TOTAL CUSTOS OPERACIONAIS 99M

Citar
REAL:
CMVMC 2M   ;D
FSE 18M  ;D
Pessoal 64M  ???
Deprec.excl.plantel 5M  :great:
Prov/impar excl.plantel 3M  ;D
Outros 4M  ;D
TOTAL CUSTOS OPERACIONAIS 97M   :naughty:

RESULT OPERACIONAL -22M

Citar
REAL:
RESULT OPERACIONAL -17M   :naughty:

Amortiz plantel -13M
Vendas plantel +95M
Gastos plantel -16M
RESULT PLANTEL +66M

Citar
REAL
Amortiz plantel -18M  ^-^
Vendas plantel +93M    :clap:
Gastos plantel -15M  :great:
RESULT PLANTEL +60M    :clap:

RESULT OPERACIONAIS +43M
Citar
REAL
RESULT OPERACIONAIS +43M  :great:

RESULT FINAN -8M
Citar
REAL
RESULT FINAN -7M  :clap:

RAI +35M
Citar
RAI +35M  :dance: :dance: :dance:

Mais ou menos o que se esperava. Já se sabia que iamos dar lucro, após as vendas de Slimani, João Mário, e a Champions.
Sabiamos também que os custos com pessoal iam aumentar e que as amortizações do plantel também, porque estamos a investir mais em melhores jogadores e mais caros tanto no momento da compra como no salário.
No final do ano ainda vendemos o Ruben e mais uns trocos.

+35M é excelente (afinal é 30M), acho que o nosso recorde, nada mais do que o esperado. Comprava-se a necessidade fatal de vender jogadores para ter zero de lucro, uma vez que o défice trimestral anda na casa dos 10M-12M - necessidade de fazer 40M em jogadores + champions.


« Última modificação: Outubro 26, 2017, 18:05 pm por alemid »
Post #14 - resultados anuais (previstos)
Citar
(REAIS)
dos vermelhuscos

Há alguns números "estranhos" no R&C apresentado no 1º semestre. Por exemplo, num contexto de crescimento conseguiram descer os FSE e as amortizações exceto plantel.
Mas passsando por cima disso...
Citar
REAL
Pois...chegando ao fim do ano lá tiveram que declarar o real, e portanto subida nos FSE e amortizações. Curiosamente se tivessem estes custos mais aproximados aos que seria suposto, os resultados no 1º semestre seriam perto de zero ou ate negativos. Cheira tanto a martelanço nesse 1º semestre...


Previsões ÉPOCA 2016/17

Na minha opinião estes tipos finalmente vão conseguir um grande resultado. Não apenas porque se fartaram de vender jogadores (140M!) mas sobretudo porque a maior parte das vendas foi sobre jogadores 100% deles, muitos deles com pouco peso nos ativos, logo, mesmo pagando muitas comissões, o valor das vendas vai ser muito mais liquido. Além de que pela 1ª vez não contra-balançaram com compras mendesianas (o mais surpreendente neste defeso).

Citar
REAL:
Bateu certo em parte. O que foi declarado de vendas foi 123M, e descontaram "apenas" custos de vendas de 20M.
 Mas por outro lado voltaram a aumentar amortizações e perdas

Assim, prevejo recorde de lucros (66M), e como estamos a falar de dinheiro verdadeiro que não vem dos habituais valências e atléticos, vão também conseguir dar uma boa martelada no passivo e sobretudo da dívida.

Citar
REAL
Afinal os lucros foram "só" de 45M, o que continua a ser excelente mas muito abaixo do previsto. Tiveram que vender 120M para conseguir 45, o que logo à partida indica que estão 80M "abaixo de água" e que os têm que fazer todos os anos

Relativamente à dívida, passaram muito da mesma dos bancos para obrigações, com correspondente descida dos custos.



Prest.Serv 90M
UEFA 31M (inclui market share)
Prest.Serv 90M
Outros rend 7M
TOTAL REND SEM JOGADORES 127M
Citar
REAL
Estes cromos decidiram mudar completamente a estrutura da DR, apresentando um formato novo e incomparável com anos anteriores (ou melhor, é comparável mas é preciso ir buscar o detalhe às notas explicativas, não está logo na DR.

UEFA 32M (inclui market share)
Direitos TV 39M
Patrocinadores 22M
Receitas jogos 24M
Outros 11M
TOTAL REND SEM JOGADORES 128M
Vendas perto da minha previsão.

CMVMC 0M
FSE -35M
Pessoal -62M
Amortix excl plantel -11M
Imparidades excl plantel +4M
Outros -2M
TOTAL GASTOS SEM JOGADORES 106M

Citar
REAL
CMVMC 0M
FSE -37M
Pessoal -75M
Amortix excl plantel -11M
Imparidades excl plantel 0M
Outros -2M
TOTAL GASTOS SEM JOGADORES 124M
Este valor foi muito mais elevado que a minha previsão, o que é bom sinal. Está aqui parte da "culpa" de eu ter falhado os resultados deles por 21M. Salários foram muito mais elevados que o previsto, passaram a ser a SAD com maiores custos com colaboradores. Parte poderá ser de prémios de renovação, prémios pelas competições, mas isto é assustador para eles. No ano anteriores, as SADs gastavam aqui (SCP, bbb, ppp): 49M, 62M, 76M. Este ano passou para 64M, 75M, 73M, ou seja +15M, +13M, -2M.
RESULTADOS OPERACIONAIS SEM JOGADORES: +22M
(grande resultado, btw)

Citar
REAL
RESULTADOS OPERACIONAIS SEM JOGADORES: +4M
Continua a ser um bom resultado, deixou de ser "grande" resultado. Este ano, sem a mama dos 31M da Champions, já vão levar no pelo forte e feito nos resultados operacionais.

Amortiz plantel -42M
Vendas jogadores +139M
Custos vendas jogadores -35M
RESULTADOS JOGADORES +62M

Citar
REAL
Amortiz plantel -44M
Vendas jogadores +123M
Custos vendas jogadores -20M
RESULTADOS JOGADORES +59M
Em ano de "desinvestimento" voltaram a aumentar as amortizações, mais 7M que o ano passado. Rafa, Jimenez (50%), Carrillo e outros custo zero todos significaram uns 52M de investimentos no total. "Desinvestimento".
RESULTADOS OPERACIONAIS +83M
Citar
REAL
RESULTADOS OPERACIONAIS +63M
RESULT FINANC -18M
Citar
REAL
RESULT FINANC -18M
Tanto rollover da divida, tanta coisa com os empréstimos obrigacionaistas a baixar a dívida e no final vai dar ao mesmo...
RAI +66M
Citar
REAL
RAI +45M
A diferença nas minhas contas foi assim de 21M menos do que previ. Fruto de muitos mais custos operacionais.

Prevejo ainda uma descida interessante do passivo (uns 40M?), dos empréstimos (-20M?). Se isto não acontecer é muito estranho.
Citar
Afinal coisas estranhas aconteceram  :lol:
Aumentos nos custos com salários e com as amortizações. Só baixaram 17M o passivo (mas oo passivo de per si não quer dizer muita coisa). Já no que respeita aos empréstimos bancários e obrigacionistas, tinham 310M (156M exigiveis a curto prazo - até 1 ano), passaram a ter 281M, descida portanto de 29M. Não lhes correu mal, como era suposto não ter corrido após terem vendido que nem desalmados, e desta vez com dinheiro real e não apenas Euromendes.



Citar
Risco financeiro destes senhores tendo em consideração estas contas, ou seja, o dinheiro que eles têm que fazer em UEFA e vendas de jogadores para conseguirem atingir o ponto zero: 89M
(Sporting: -58M; funcp: -107M)

Como neste ano previsivelmente farão uns 18M na UEFA, ficam a faltar 71M, por isso teremos um novo festival de vendas. Já venderam Nelson Semedo (31M) e Mitroglou (15M), líquido isto deverá render uns 35M, ficam a faltar mais outro tanto. Mas já vimos o que lhes provocou, em termos competitivos, o desfalque que fizeram na equipa.



« Última modificação: Novembro 07, 2017, 23:33 pm por alemid »
Post #15 - resultados anuais (previstos) dos azulecos
(correção alertada pelo @NosferatuMan : venda de Ruben Neves foi feita já na época seguinte)

Previsões ÉPOCA 2016/17

Estes são uma festa. já sabemos que estão com a corda na garganta, fruto de anos de investimento desesperado, plantéis desajustados entre qualidade e custo, negócios estranhos com empresários estranhos. Agora estão a pagar. Sabemos que têm que vender até fartar senão têm enormes prejuizos.

Após o 1º semestre pareciam ir no mesmo rumo. 29M de prejuizo a somar aos 57 da época anterior. UEFA em cima por causa do fair play financeiro. E mudaram efetivamente, tiveram que vender muito mas mesmo assim não foi suficiente. Vendendo 53M no 2º semestre e mesmo assim não conseguiram ficar no positivo sequer nos resultados com jogadores no ano (-2M). 44; negativos não é para todos, especialmente dos -57M do ano passado. Cai também por terra o argumento do diretor financeiro de que tiveram resultado negativo no ano passado por terem segurado as "pérolas" mas que se as vendesse faziam 100M. Fizeram metade disso e tiveram um resultado quase apenas 14M "melhor". Estão no caminho certo, estes. E foi pena a Champions, de quase eliminados para 28M, tinha sido lindo se não tinham esse dinheiro.

Citar
REAL: na realidade venderam 60M no 2º semestre (e não 53M).
Correção posterior (obrigado @Calado e @Tarântula) ainda incluiram a venda do Ruben Neves, que foi anunciada pela CS já em Julho, ainda como tendo sido feita em Junho. São uns 15M que metem ainda no R&C do ano passado e sem o qual muito provavelmente quebravam o FPF!!! A parte boa é que ficam com menos números para a próxima época.

Vendas 5M
Prest.Serv (excl UEFA) 63M
UEFA 28M (inclui market share)
Outros rend 1M
TOTAL REND SEM JOGADORES 98M

Citar
REAL:
Vendas 5M
Prest.Serv (excl UEFA) 62M
UEFA 31M (inclui market share)
Outros rend 1M
TOTAL REND SEM JOGADORES 99M

Fizeram vendas dentro da minha previsão. O grande ano na UEFA, rendeu-lhes 31M, é algo que lhes deu o balão de oxigénio que faltou no ano anterior (tinham feito 12M).

CMVMC 3M
FSE 38M
Pessoal 78M
Amortiz excl plantel 4M
Imparidades excl plantel 0M
Outros -2M
TOTAL GASTOS SEM JOGADORES -125M

Citar
REAL
CMVMC 3M
FSE 39M
Pessoal 73M
Amortiz excl plantel 4M
Imparidades excl plantel 0M
Outros -2M
TOTAL GASTOS SEM JOGADORES -122M

Muito perto da minha previsão, apenas falhei por 3M no pessoal, conseguiram cortar mais do que previ. A natureza gastadora continuou mesmo num ano de crise, apenas desceram os 3M do pessoal que já referi.

RESULTADOS OPERACIONAIS SEM JOGADORES: -27M
Citar
REAL:
RESULTADOS OPERACIONAIS SEM JOGADORES: -23M

Amortiz plantel -38M
Vendas jogadores +57M
Custos vendas jogadores -21M
RESULTADOS JOGADORES -2M
Citar
REAL
Amortiz plantel -37M
Vendas jogadores +65M
Custos vendas jogadores -23M
RESULTADOS JOGADORES +5M
Aqui foi onde conseguiram resultado de jeito, venderam bastante e com algum lucro. Mas aqui dá para ver como estão desafasados, eles tinham previsto no orçamento que iriam fazer 115M de vendas com 68M de lucro (59%), a realidade ficou-se por 65M de vendas com 41M de lucro (63%). Com a agravante de terem tido que meter o Ruben Neves nas contas deste ano para "só" terem um prejuizo de 35M, teriam sido de 50M sem esta venda!!!

RESULTADOS OPERACIONAIS -29M
Citar
REAL:
RESULTADOS OPERACIONAIS -18M
RESULT FINANC -14M
Citar
REAL:
RESULT FINANC -16M
Este é um número interessante. Fruto dos prejuizos sucessivos, tiveram que começar a pedir mais dinheiro à banca e sobretudo adiantamento sobre receitas. O valor dos juros tem aumentado todos os anos e já está muito perto dos lamps.
RAI -44M
Citar
REAL
RAI -34M
Falhei por 10M! 1M em receitas a mais, 3M em custos a menos, e 6M em resultados com jogadores (este é o mais difícl de prever, nunca se sabe exatamente o valor de comissões, custos ocultos, prémios de assinatura e amortizações já incorridas.
Estes estão definitivamente no caminho certo! Pró ano há mais!

Citar
Risco financeiro, sem receitas nenhumas de UEFA e jogadores: -107M!!!
Se fizerem novamente uns 30M na UEFA (estão no bom caminho), faltam 77M. Como têm um lucro de 60% nas vendas de jogadores, terão que vender aproximadamente 120M. Não têm jogadores para isso tudo. Prevê-se novo prejuizo brutal. Mas já farei essa simulação em breve.


« Última modificação: Novembro 08, 2017, 17:50 pm por alemid »
Não postar por favor! - reservado
Não postar por favor! - reservado
Não postar por favor! - reservado
Não postar por favor! - reservado
Não postar por favor! - reservado