Lampionices/Toupeirices - Parte V

0 Membros e 5 Visitantes estão a ver este tópico.

 :rotfl: :rotfl: isto não existe! ...  :inde:

Citar
O Benfica tem desde o início deste ano uma nova ramificação dentro do departamento clínico. Esta é exclusivamente dedicada à antidopagem e tem na coordenação Luís Horta, que foi, entre outros, presidente do ADoP (Autoridade Antidopagem de Portugal) entre 2009 e 2014. Ao que Record apurou, não é um simples trabalho de consultoria, assumindo-se a antidopagem como um braço bem definido no universo clínico do emblema da Luz, liderado pelo espanhol Lluís Til.

Clínico no Hospital Curry Cabral, Luís Horta, 60 anos, tem agora no Benfica como principal objetivo a área da formação no âmbito da antidopagem, sendo que o seu raio de ação abrange todos os departamentos: atletas (do futebol de formação, futebol profissional e também todas as modalidades), médicos e até fisioterapeutas ou preparadores físicos. No caso dos jovens, falamos em todos os escalões de formação, com Luís Horta a dividir a sua atenção entre o Seixal – ali está ‘sediado’ o futebol – e o Estádio da Luz, onde são trabalhadas as restantes modalidades.

http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/novo-departamento-para-antidopagem.html

A coisa é simples , estão a tentar dobrar a autoridade anti-dopagem nacional.

Com uma secção própria de anti-dopagem estão a dizer à propria autoridade , vocês não precisam de nos controlar , já nos controlamos a nós proprios.

E tambem o objectivo deve ser não serem surpreendidos por qualquer controlo surpresa e continuar a saber dos controlos por antecipação , para quem até sabe de antemão dos controlos da UEFA , os nacionais serão "peanuts".

É aqui que entra o Luís Horta terá grandes conhecimentos na ADOP , aliás foi lá o presidente , mais uma vez o trafico de influências em acção , para saber algo antecipadamente e tambem para haver logo controlo de danos de algo que possa saír cá para fora.
« Última modificação: Fevereiro 13, 2018, 14:21 pm por Green Lion 1906 »
Este linchamento que fizeram ao Bruno de Carvalho não é possível num estado democrático.

Enganem-se e continuem a acreditar que isto é uma democracia se isso vos ajuda a dormir melhor à noite.
 :rotfl: :rotfl: isto não existe! ...  :inde:

Citar
O Benfica tem desde o início deste ano uma nova ramificação dentro do departamento clínico. Esta é exclusivamente dedicada à antidopagem e tem na coordenação Luís Horta, que foi, entre outros, presidente do ADoP (Autoridade Antidopagem de Portugal) entre 2009 e 2014. Ao que Record apurou, não é um simples trabalho de consultoria, assumindo-se a antidopagem como um braço bem definido no universo clínico do emblema da Luz, liderado pelo espanhol Lluís Til.

Clínico no Hospital Curry Cabral, Luís Horta, 60 anos, tem agora no Benfica como principal objetivo a área da formação no âmbito da antidopagem, sendo que o seu raio de ação abrange todos os departamentos: atletas (do futebol de formação, futebol profissional e também todas as modalidades), médicos e até fisioterapeutas ou preparadores físicos. No caso dos jovens, falamos em todos os escalões de formação, com Luís Horta a dividir a sua atenção entre o Seixal – ali está ‘sediado’ o futebol – e o Estádio da Luz, onde são trabalhadas as restantes modalidades.

http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/novo-departamento-para-antidopagem.html

A coisa é simples , estão a tentar dobrar a autoridade anti-dopagem nacional.

Com uma secção própria de anti-dopagem estão a dizer à propria autoridade , vocês não precisam de nos controlar , já nos controlamos a nós proprios.

E tambem o objectivo deve ser não serem surpreendidos por qualquer controlo surpresa e continuar a saber dos controlos por antecipação , para quem até sabe dos controlos da UEFA , os nacionais são "peanuts".

É aqui que entra o Luís Horta terá grandes conhecimentos na ADOP , aliás foi lá o presidente , mais uma vez o trafico de influências em acção , para saber algo antecipadamente e tambem para haver logo controlo de danos de algo que possa saír cá para fora.

Certíssimo. Mas não é nada supreendente, ou caso para se dizer "até nisto". É um modus operandi, da cabecinha do "primeiro ministro".
Disclaimer: todas as imagens de emails são fictícias, inúteis, e de fonte secundária.

"If you can survive disappointment, nothing can beat you."

(...) But my dreams have been stolen away.
 :rotfl: :rotfl: isto não existe! ...  :inde:

Citar
O Benfica tem desde o início deste ano uma nova ramificação dentro do departamento clínico. Esta é exclusivamente dedicada à antidopagem e tem na coordenação Luís Horta, que foi, entre outros, presidente do ADoP (Autoridade Antidopagem de Portugal) entre 2009 e 2014. Ao que Record apurou, não é um simples trabalho de consultoria, assumindo-se a antidopagem como um braço bem definido no universo clínico do emblema da Luz, liderado pelo espanhol Lluís Til.

Clínico no Hospital Curry Cabral, Luís Horta, 60 anos, tem agora no Benfica como principal objetivo a área da formação no âmbito da antidopagem, sendo que o seu raio de ação abrange todos os departamentos: atletas (do futebol de formação, futebol profissional e também todas as modalidades), médicos e até fisioterapeutas ou preparadores físicos. No caso dos jovens, falamos em todos os escalões de formação, com Luís Horta a dividir a sua atenção entre o Seixal – ali está ‘sediado’ o futebol – e o Estádio da Luz, onde são trabalhadas as restantes modalidades.

http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/novo-departamento-para-antidopagem.html

A coisa é simples , estão a tentar dobrar a autoridade anti-dopagem nacional.

Com uma secção própria de anti-dopagem estão a dizer à propria autoridade , vocês não precisam de nos controlar , já nos controlamos a nós proprios.

E tambem o objectivo deve ser não serem surpreendidos por qualquer controlo surpresa e continuar a saber dos controlos por antecipação , para quem até sabe de antremão dos controlos da UEFA , os nacionais serão "peanuts".

É aqui que entra o Luís Horta terá grandes conhecimentos na ADOP , aliás foi lá o presidente , mais uma vez o trafico de influências em acção , para saber algo antecipadamente e tambem para haver logo controlo de danos de algo que possa saír cá para fora.

10 Anos à frente!

Para quando o parlamento dentro do enfique? Tipo uma ramificação da governação enfiquista! Até os primeiros ministros se confundem!

Carris Online
Carreira para carnide: 71
Citar
«O dr. Nuno Salpico, além de um juiz de mão cheia, tem sido particularmente atencioso com os advogados do Benfica»

No meio de tantos pedidos, Nuno Salpico, juiz de direito, que tinha julgado um processo cível dos encarnados, surge a pedir um patrocínio para um filme sobre D. Nuno Alvares Pereira, o Santo Condestável…

Não só nas bilheteiras do Estádio da Luz há uma corrida aos bilhetes sempre que o Benfica joga em casa. Nas caixas de correio de alguns responsáveis também se assiste a um corropio de pedidos e ofertas: um lugar para Júlio Loureiro, funcionário judicial, bilhetes para o Serviço de Finanças de Lisboa (5) e até Rita Abreu Lima, chefe de gabinete do ex-ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, avançou com a clássica “cunha” para uns lugares. No meio de tantos pedidos, Nuno Salpico, juiz de direito, que tinha julgado um processo cível dos encarnados, surge a pedir um patrocínio para um filme sobre D. Nuno Alvares Pereira, o Santo Condestável.

Os emails já tornados públicos no blog “mercadodebenficapolvo.wordpress.com” revelam que, em setembro de 2010, Pedro Garcia Correia, advogado da sociedade “Correia, Seara, Caldas, Associados” (CSCA), envia um primeiro mail ao juiz, afirmando que a falta de comunicação até à data “não significa esquecimento da sua solicitação”. Nesse ano, recorde-se, Nuno Salpico era o juiz titular de um processo cível que opunha o Benfica à Britalar, empresa do presidente do Sp. Braga, António Salvador, caso que acabou com um acordo extra-judicial. No mesmo mail, o advogado do escritório que tem representado o SLB em alguns processos referiu ao juiz que pretenderia abordar “pessoalmente” Luis Filipe Vieira sobre as “questões” colocadas pelo juiz.

E que “questões” eram essas? Tudo se tratava, como se percebe de uma comunicação de 13 de Setembro de 2010 do juiz para o advogado, de um patrocínio do Benfica a um filme do “Condestável Nuno Álvares Pereira”. ” O argumento conta no seu elenco de 131 cenas com uma cena dedicada a uma singela partida de futebol no Verão de 1385, escassas horas antes da Batalha de Aljubarrota, onde estará, quem sabe, a génese de um Benfica grande (sonhando na noite dos tempos), jogado pelas gentes do povo de Lisboa (paralelismo que sairá reforçado, acaso seja possível a participação dos craques do Benfica no jogo filmado)”, argumentou o juiz.

Os emails foram reencaminhados para um dos sócios da CSCA, José Luís Seixas, que há pouco tempo representou Luís Filipe Vieira nas buscas realizadas à sua casa no âmbito da Operação Lex. A 14 de Setembro de 2010, o advogado fez chegar o pedido a Paulo Gonçalves, assessor jurídico da SAD do Benfica, com o seguinte comentário: “O dr. Nuno Salpico, além de um juiz de mão cheia, tem sido particularmente atencioso com os advogados do Benfica. Além disso, o Santo Condestável merece tudo”.

No meio de tantos pedidos, Nuno Salpico, juiz de direito, que tinha julgado um processo cível dos encarnados, surge a pedir um patrocínio para um filme sobre D. Nuno Alvares Pereira, o Santo Condestável…

Não só nas bilheteiras do Estádio da Luz há uma corrida aos bilhetes sempre que o Benfica joga em casa. Nas caixas de correio de alguns responsáveis também se assiste a um corropio de pedidos e ofertas: um lugar para Júlio Loureiro, funcionário judicial, bilhetes para o Serviço de Finanças de Lisboa (5) e até Rita Abreu Lima, chefe de gabinete do ex-ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, avançou com a clássica “cunha” para uns lugares. No meio de tantos pedidos, Nuno Salpico, juiz de direito, que tinha julgado um processo cível dos encarnados, surge a pedir um patrocínio para um filme sobre D. Nuno Alvares Pereira, o Santo Condestável.

Os emails já tornados públicos no blog “mercadodebenficapolvo.wordpress.com” revelam que, em setembro de 2010, Pedro Garcia Correia, advogado da sociedade “Correia, Seara, Caldas, Associados” (CSCA), envia um primeiro mail ao juiz, afirmando que a falta de comunicação até à data “não significa esquecimento da sua solicitação”. Nesse ano, recorde-se, Nuno Salpico era o juiz titular de um processo cível que opunha o Benfica à Britalar, empresa do presidente do Sp. Braga, António Salvador, caso que acabou com um acordo extra-judicial. No mesmo mail, o advogado do escritório que tem representado o SLB em alguns processos referiu ao juiz que pretenderia abordar “pessoalmente” Luis Filipe Vieira sobre as “questões” colocadas pelo juiz.

E que “questões” eram essas? Tudo se tratava, como se percebe de uma comunicação de 13 de Setembro de 2010 do juiz para o advogado, de um patrocínio do Benfica a um filme do “Condestável Nuno Álvares Pereira”. ” O argumento conta no seu elenco de 131 cenas com uma cena dedicada a uma singela partida de futebol no Verão de 1385, escassas horas antes da Batalha de Aljubarrota, onde estará, quem sabe, a génese de um Benfica grande (sonhando na noite dos tempos), jogado pelas gentes do povo de Lisboa (paralelismo que sairá reforçado, acaso seja possível a participação dos craques do Benfica no jogo filmado)”, argumentou o juiz.

Os emails foram reencaminhados para um dos sócios da CSCA, José Luís Seixas, que há pouco tempo representou Luís Filipe Vieira nas buscas realizadas à sua casa no âmbito da Operação Lex. A 14 de Setembro de 2010, o advogado fez chegar o pedido a Paulo Gonçalves, assessor jurídico da SAD do Benfica, com o seguinte comentário: “O dr. Nuno Salpico, além de um juiz de mão cheia, tem sido particularmente atencioso com os advogados do Benfica. Além disso, o Santo Condestável merece tudo”.


A Tasca do Cherba
 :rotfl: :rotfl: isto não existe! ...  :inde:

Citar
O Benfica tem desde o início deste ano uma nova ramificação dentro do departamento clínico. Esta é exclusivamente dedicada à antidopagem e tem na coordenação Luís Horta, que foi, entre outros, presidente do ADoP (Autoridade Antidopagem de Portugal) entre 2009 e 2014. Ao que Record apurou, não é um simples trabalho de consultoria, assumindo-se a antidopagem como um braço bem definido no universo clínico do emblema da Luz, liderado pelo espanhol Lluís Til.

Clínico no Hospital Curry Cabral, Luís Horta, 60 anos, tem agora no Benfica como principal objetivo a área da formação no âmbito da antidopagem, sendo que o seu raio de ação abrange todos os departamentos: atletas (do futebol de formação, futebol profissional e também todas as modalidades), médicos e até fisioterapeutas ou preparadores físicos. No caso dos jovens, falamos em todos os escalões de formação, com Luís Horta a dividir a sua atenção entre o Seixal – ali está ‘sediado’ o futebol – e o Estádio da Luz, onde são trabalhadas as restantes modalidades.

http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/novo-departamento-para-antidopagem.html

A coisa é simples , estão a tentar dobrar a autoridade anti-dopagem nacional.

Com uma secção própria de anti-dopagem estão a dizer à propria autoridade , vocês não precisam de nos controlar , já nos controlamos a nós proprios.

E tambem o objectivo deve ser não serem surpreendidos por qualquer controlo surpresa e continuar a saber dos controlos por antecipação , para quem até sabe de antremão dos controlos da UEFA , os nacionais serão "peanuts".

É aqui que entra o Luís Horta terá grandes conhecimentos na ADOP , aliás foi lá o presidente , mais uma vez o trafico de influências em acção , para saber algo antecipadamente e tambem para haver logo controlo de danos de algo que possa saír cá para fora.

Estão nada a tentar dobrar a ADOP, (aos anos que já estão dobrados, de 4 diria). Existem indícios é que colaboram com a ADOP há anos, é só mais um braço do polvo, que açambarcou polícia, tribunais, media, políticos e a FPF.
Essa notícia do record, é uma resposta aos crescentes indícios que ligam o benfica ao uso de doping, com conivência da ADOP e da FPF, que inclusive passa informações sigilosas ao benfica, relativas aos controlos praticados pela uefa. O que o record fez, foi apenas servir mais um gelado aos adeptos de um clube que não deve ter ganho nada na última década e meia, sem recurso ao crime, seja ele civil, ou desportivo.

Basta recordar o que aconteceu há umas épocas atrás, com controlos na academia horas antes de um derbie, e até chegaram a fazer o mesmo no olival. Ou recordar os recentes emails com os valores das análises aos jogadores do benfica.

https://www.dn.pt/desporto/sporting/interior/leoes-revoltados-com-controlo-antidoping-5550938.html
« Última modificação: Fevereiro 13, 2018, 14:19 pm por Bit06 »
Não estás errado. Mas é uma forma de dobrarem a adop no caso de existirem movimentos internos para reagirem às notícias que têm vindo a público relativas a doping. Difícil agora que alguém lá dentro tente algo. Daí que, mais não é do que um típico modus operandi, que se encaixa perfeitamente por ex. no "recrutamento" de Rangel por parte de Vieira.
Disclaimer: todas as imagens de emails são fictícias, inúteis, e de fonte secundária.

"If you can survive disappointment, nothing can beat you."

(...) But my dreams have been stolen away.
Salamão e Mortadela



O caso do Dr. Salpicão
Sobre isso, deixo uma notícia que já tinha postado por aí.
Se quiserem podem pesquisar, mas a razão da suspensão tem a ver com a gestão de Luís Horta, que saíu da presidência da Adop no final de Maio de 2014.

Actualmente continua a não existir nenhum laboratório no território nacional que seja reconhecido pela WADA (World Anti-Doping Agency), ou AMA (Agência Mundial de Anti-Dopagem).

Luís Horta vai concorrer com a Adop, powered by benfica.
Não metam mão nisto que não é preciso.


"Portugal proibido de realizar análises anti-doping
DESPORTO 15.04.2016 às 20h33
Google+
Linkedin
Pinterest

http://visao.sapo.pt/actualidade/desporto/2016-04-15-Portugal-proibido-de-realizar-analises-anti-doping-1
A suspensão do Laboratório de Análises de Dopagem ocorre menos de três dias depois de ser conhecida a demissão do secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Wengorovius Meneses
Rui Tavares Guedes
RUI TAVARES GUEDES
Diretor Executivo

A Agência Mundial Anti-Dopagem (WADA) suspendeu hoje, 15, a acreditação do Laboratório de Análises de Dopagem (LAD), em Lisboa, o único organismo nacional responsável pela deteção de substâncias proibidas no desporto.

Em comunicado, a agência mundial afirma que a suspensão é imediata, proibindo o laboratório português de “realizar quaisquer atividades relacionadas com a WADA, incluindo todas as análises a amostras de urina e de sangue”.

De acordo com o Código Mundial Anti-Dopagem, citado no mesmo comunicado, o laboratório português tem agora 21 dias para poder apelar da decisão, junto do Tribunal Arbitral do Desporto.

Com esta suspensão, as amostras de sangue e urina recolhidas a atletas em Portugal terão que ser analisadas, necessariamente, noutro país, onde exista um laboratório credenciado pela WADA.

O comunicado não especifica as razões porque decidiu suspender a acreditação do LAD. No entanto, a possibilidade de suspensão do laboratório já tinha sido avançada pelo presidente da Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP), Rogério Jóia, numa audição parlamentar, em 24 de março, reivindicando maior autonomia e independência para o organismo que dirige.

A 15 de março, o jornal "A Bola" também tinha noticiado a possibilidade da suspensão ocorrer, devido à “falta de independência do laboratório por força do funcionamento dentro de uma autoridade nacional”. Fonte da Secretaria de Estado da Juventude e Desporto citada, no mesmo jornal, culpou o anterior executivo desse problema e anunciou a contratação, para breve, de seis novos técnicos especialistas para o laboratório.

A suspensão do Laboratório de Análises de Dopagem ocorre menos de três dias depois de ser conhecida a demissão do secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Wengorovius Meneses, que tinha a tutela direta do Instituto Português da Juventude e Desporto, junto de quem funciona a Autoridade Antidopagem de Portugal."

http://visao.sapo.pt/actualidade/desporto/2016-04-15-Portugal-proibido-de-realizar-analises-anti-doping-1


 
Isto é tanta m**** que uma pessoa nem sabe para onde se virar.
Isto é tanta m**** que uma pessoa nem sabe para onde se virar.

"O Benfica  é uma organização criminosa que tem um clube."
Disclaimer: todas as imagens de emails são fictícias, inúteis, e de fonte secundária.

"If you can survive disappointment, nothing can beat you."

(...) But my dreams have been stolen away.
Isto é tanta m**** que uma pessoa nem sabe para onde se virar.

"O Benfica  é uma organização criminosa que tem um clube."

Gosto mais de: O Benfica é a p*** de uma organização mafiosa.
Nesta altura da novela, o tráfico de influências é descarado. Por isso estão a apostar tudo em provar que os favores foram unilaterais, ou seja, que não receberam nada em troca. E como a maioria das comunicações foi em código, vai se der facto difícil provar o que toda a gente sabe.
«Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»
Mais um tesourinho deprimente do benfica...


Bruno Costa Carvalho(ex-candidato benfica) :

Bruno Costa Carvalho(ex-candidato benfica) :



xiiii

Os programas de tv desta noite devem falar disso o tempo todo, até deve haver especiais.
Petit novo treinador do Moreirense.

Boa tarde e bom carnaval.
Nesta altura da novela, o tráfico de influências é descarado. Por isso estão a apostar tudo em provar que os favores foram unilaterais, ou seja, que não receberam nada em troca. E como a maioria das comunicações foi em código, vai se der facto difícil provar o que toda a gente sabe.


yup, estao a banalizar tudo.
fala-se tanto e nada acontece que as pessoas vao se fartar de ouvir.
"O bom ambiente é sempre necessário, mas só acredito em bons grupos quando existem vitórias. No dia em que existir no Sporting um bom grupo e não existirem vitórias é porque são todos uns bons rapazes e andam aqui a enganar o Clube. Quando não se ganha, as pessoas têm de estar chateadas.

João Benedito
Petit novo treinador do Moreirense.

Boa tarde e bom carnaval.

O circo continua, mais três pontos assegurados.

Em dia de Carnaval solta o rabolho que está dentro de ti...  :venia: