R&C 3º trimestre 2015/2016 Sporting SAD

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Resultado dentro do esperado, não vejo nada de muito surpreendente. No último trimestre já teremos mais custos extraordinários, com as aquisições de Ruiz e Spalvis, que não sabemos ainda quanto custaram e qual a verba paga neste último trimestre.

De forma resumida, e como se esperava, necessitaremos da venda de um jogador importante até final do mês para termos as contas no verde. Dependendo dos valores pagos por Spalvis e Ruiz e numa ou outra eventual aquisição até final de junho, poderemos necessitar de mais uma ou duas vendas menos importantes (Jefferson, Aquilani e/ou Teo, por exemplo).

Veremos qual o caminho. A saída de Slimani, que parece provável, será uma das chaves, talvez a mais lógica.
Campo Grande paga a traidores.
-A verdade é que sem Doyen (e convem dzer isto porque nao acontecera todos os anos e ainda é possivel ficar com esse dinheiro)
-Sem grandes vendas
-Mais dinheiro em compras do que em vendas (assim de cabeça uns 10M a mais em compras)
-Sem Champions
-Sem meio ano de patrocinio nas camisolas.

Apresentamos 2.7M de prejuizo.

So o meio ano de patrocionio que vamo ter ja compensa esse prejuizo, fora uns bons 10M a mais que conseguimos com a Champions facilmente.

Ou seja algo de normal, estariamos com uns 10M de lucro, sem grandes vendas e até a gastar mais em compras do que o que se vende em cerca de 10M.


O futuro financeiro, por este caminho so pode ser risonho. A continuar assim, as dividas estao todas pagas antes do final da NOS e depois é sempre a crescer.
(Sobre as medidas do varandas para o sucesso nas modalidades)
Citação de: Presidente em Hoje às 14:36

Os resultados falam por si. A política do "eu fiz isto, eu ganhei aquilo" já acabou. Agora temos um presidente que sabe ser e sabe estar, respeitador dos seus funcionários e que consegue motivá-los sem ser à base de ameaças e insultos.
Sporting apresentou 1M de lucro neste trimestre, logo o trabalho efectuado é positivo. Acredito que vamos apresentar um lucro de 10M já no próximo trimestre.
"Sporting! Minha vida é o Sporting, minha paixão é o Sporting, meu amor é o Sporting, é o Sporting é o Sporting é o Sporting! Meu vício é o Sporting, minha família é o Sporting, Sporting, Sporting, Sporting, é o meu Sporting!"
Sporting apresentou 1M de lucro neste trimestre, logo o trabalho efectuado é positivo. Acredito que vamos apresentar um lucro de 10M já no próximo trimestre.

Sem vendas não vamos não, como é óbvio. Muito desse lucro, senão todo, tem a ver com a acção no mercado.
Melhor jogador português da actualidade a seguir a CR7 com todo o respeito pelo percurso do Benny Silva.
Como já li por aqui ter BF8 em Portugal é como ter Messi ou CR7 na equipa face ao contexto do nosso Futebol, muito acima da média.
Craque di bola.
Sporting apresentou 1M de lucro neste trimestre, logo o trabalho efectuado é positivo. Acredito que vamos apresentar um lucro de 10M já no próximo trimestre.

Sem vendas não vamos não, como é óbvio. Muito desse lucro, senão todo, tem a ver com a acção no mercado.

Obviamente que temos de realizar vendas e parece-me óbvio que vai acontecer. Convém também lembrar que existiu muitas renovações ao logo deste ano onde se pesou prémios de assinatura.
"Sporting! Minha vida é o Sporting, minha paixão é o Sporting, meu amor é o Sporting, é o Sporting é o Sporting é o Sporting! Meu vício é o Sporting, minha família é o Sporting, Sporting, Sporting, Sporting, é o meu Sporting!"
@ricardo88costa (ou outro entendido no assunto) diz-me uma coisa, eu se assinar um contrato com o Coates (um exemplo) por 2M€/ano durante 5 anos, no R&C o meu passivo corrente aumenta 2M€ e o não-corrente 8M€?  :think:

sempre tive esta dúvida... :beer:
« Última modificação: Junho 04, 2016, 21:19 pm por chuck_Norris »
"Brace Yourselves, Winter is Coming. "
@ricardo88costa (ou outro entendido no assunto) diz-me uma coisa, eu se assinar um contrato com o Coates (um exemplo) por 2M€/ano durante 5 anos, no R&C o meu passivo corrente aumenta 2M€ e o não-corrente 8M€ certo?  :think:

 :beer:

nop.

O Coates é um funcionário e como todos os funcionários, quando se pagam vencimentos, os valores vão para Gastos com Pessoal. Entra no Resultado do Período, onde tu fazes [numa forma simplista] Recebimentos-Gastos.
Os outros 8M só aparecerão no momento do pagamento.
Portanto os vencimentos só entram no Passivo se tu devias ter pago e não o fizeste.

 
Citação de: Smokin'Joe em Junho 04, 2016, 21:23 pm
@ricardo88costa (ou outro entendido no assunto) diz-me uma coisa, eu se assinar um contrato com o Coates (um exemplo) por 2M€/ano durante 5 anos, no R&C o meu passivo corrente aumenta 2M€ e o não-corrente 8M€ certo?  :think:

 :beer:

nop.

O Coates é um funcionário e como todos os funcionários, quando se pagam vencimentos, os valores vão para Gastos com Pessoal. Entra no Resultado do Período, onde tu fazes [numa forma simplista] Recebimentos-Gastos.
Os outros 8M só aparecerão no momento do pagamento.
Portanto os vencimentos só entram no Passivo se tu devias ter pago e não o fizeste.

 

Hmm faz sentido...  :think:

Pensava que o resto dos contratos que não fossem para pagar no espaço de 12 meses, entravam no passivo não-corrente... Obrigado  :great:
"Brace Yourselves, Winter is Coming. "
Os lamps facturaram à volta de 15M€ de bilheteira. Nós facturámos pouco menos de 11M€. A diferença não é absimal. Mantendo-se a tendência, com UCL, vamos chegar ao valor deles.

A grande diferença de receitas tem a ver com o facto de eles terem as quotizações na SAD (nós no Clube) e com a diferença abismal de prémios UEFA. Para o ano essa diferença vai-se atenuar. Podemos até igualá-los ou fazer melhor. Depende da performance de cada equipa. Logo aí a balança equilibraria, ficaríamos atrás, mas pouco...diria que uns 10M€ no total. Pouco mais que isso.

Em termos do binómio receitas fixas/custos fixos e do necessário equilibrio , há uma clara evolução do Sporting ( apesar da subida exponencial dos gastos com o pessoal ) e aproximação aos vermelhos e ultrapassagem a toda a velocidade aos azuis, que se espetaram por completo.

É este o caminho. Pode haver uma maior racionalização dos gastos com o pessoal ( menos jogadores nos quadros profissionais, maior qualidade, parece-me um objectivo perfeitamente exequível ), de resto todas ou quase todas as rúbricas mostram-nos indicadores positivos.

No próximo ano teremos o patrocinio das camisolas anualizado, temos a Champions, temos uma massa adepta "sedenta" pela nova época.

Não há como não ter fortes expectativas relativamente ao nosso futuro. O caminho é longo e duro. Mas é este.

Há "gorduras" por onde cortar nos custos com pessoal. Elementos inúteis como Labyad ou Viola, pesaram e muito.

Eu diria que por aquilo que se vê, o números de gajos com contrato vai diminuir esta época. Aliás, espero mais decisões como a do Luís Ribeiro e Mica Pinto.

De resto, sim. Indicadores muitíssimo positivos em tudo que é rubrica. Gosto do facto de não termos um número "descontrolado" em financiamentos correntes e de termos as nossas receitas constantemente a crescer.

Próximo passo para maximizar receitas:

-> Vender naming da Academia
-> Vender naming das 2 bancadas em falta que temos no Estádio
-> Renovação com melhoria substancial do contrato com a Unicer que termina esta época (ou quem pegar naquele "espaço")
-> Renovação com melhoria substancial do contrato com a Macron que termina na próxima época (idem)


Ora nem mais, as receitas fixas ainda não estão ao nível de um clube como o nosso, especialmente aquelas que dizem respeito à "sponsorização" e à publicidade. É um campo que teremos de trabalhar muito mais, tal como a zona corporate onde os nossos rivais têm modelos de negócio muito mais completos que o nosso e isso reflecte-se nas contas finais.
Pessoal uma duvida. Nós não pudemos ter prejuizo este ano sem a uefa nos lixar? Ou temos obrigatoriamente que apresentar lucro?

Hmm faz sentido...  :think:

Pensava que o resto dos contratos que não fossem para pagar no espaço de 12 meses, entravam no passivo não-corrente... Obrigado  :great:

Os passivos são algo que tu sabes que vais ter de pagar. Dívidas
Contrais um empréstimo, sabes que vais ter de pagá-lo com juros.

Contratas alguém, tu comprometes-te a fazer várias coisas (entre elas pagar um salário) em troca dos serviços da pessoa que contratas.
Ou seja, eu percebo que penses "ah eu comprometi-me a pagar 8M ao Coates nos próximos 4 anos portanto é um passivo corrente", mas na realidade tu comprometes a pagar os 8M em troca de ele jogar por ti [mais uma vez, isto é uma forma redutora] e como ainda não recebeste os serviços do Coates não lhe estás a dever nada. Não tens um passivo (seja corrente ou não corrente). Porque aliás, não sabes se chega alguém e compra o Coates e depois não vai jogar por ti e já não tens de lhe pagar nada.

Se reparares, contratos sem cláusula de rescisão, como é o caso do Jesus, é um consenso entre Sporting e JJ de que os serviços de ele treinar valem 15M. Se o Sporting não quiser mais o Jesus e se quer ver livre do contrato, paga os salários. É a mesma coisa se o Jesus quiser sair, como ele compromete-se a dar 3 épocas de treino no Sporting e depois já não as vais cumprir, e como não consegue entregar 3 épocas de treino "num pacote", vai ter de entregar o valor monetário dessas mesmas épocas.

Agora, e voltando ao Coates, se cumpre a época, ele vai cumprir uma parte do contrato que foi valorizada em 2M de euros, mas se o Sporting não pagar, aí sim, tem um passivo, porque recebe algo sem efetuar o pagamento devido.
Temos um passivo ao pessoal.

Desculpa lá o tamanho e o "divaganço"  :mrgreen:
@chuck_Norris
Pessoal uma duvida. Nós não pudemos ter prejuizo este ano sem a uefa nos lixar? Ou temos obrigatoriamente que apresentar lucro?

Não, nós já cumprimeos o fair play financeiro, portanto a nossa participação na Uefa neste ano está segura. Mas convém não abusar, apresentamos 17M de prejuizo no ano desportivo e irmos a grande contratar já neste mês não passa uma boa imagem.
"Sporting! Minha vida é o Sporting, minha paixão é o Sporting, meu amor é o Sporting, é o Sporting é o Sporting é o Sporting! Meu vício é o Sporting, minha família é o Sporting, Sporting, Sporting, Sporting, é o meu Sporting!"
Resultado dentro do esperado, não vejo nada de muito surpreendente. No último trimestre já teremos mais custos extraordinários, com as aquisições de Ruiz e Spalvis, que não sabemos ainda quanto custaram e qual a verba paga neste último trimestre.

Da mesma forma como entram o valor do investimento ( - ), também entra o valor do activo ( + ) em igual quantia, logo anulam-se e não terás prejuízo adicional por causa disso, nem interessa quando vais pagar (prestações ou a pronto). Além disso, como o contrato só entra em vigor no próximo ano, também não tens que contar com a amortização (valor de investimento/ anos de contrato).
Mandam as boas práticas que apenas entre como "prejuízo" o valor pago em comissões, prémios de assinatura e outros custos relacionados com a entrada do jogador que não estejam relacionados com o valor que o outro clube recebeu.
Boas práticas essas que temos seguido na quantificação do nosso activo ao contrário dos lampiões, p.ex, que camuflam muito as contas, basta ver a diferença do valor do plantel do SCP e o deles nos R&C.
« Última modificação: Junho 04, 2016, 23:14 pm por i0tech »
Citação de: Smokin'Joe em Junho 04, 2016, 21:23 pm
@ricardo88costa (ou outro entendido no assunto) diz-me uma coisa, eu se assinar um contrato com o Coates (um exemplo) por 2M€/ano durante 5 anos, no R&C o meu passivo corrente aumenta 2M€ e o não-corrente 8M€ certo?  :think:

 :beer:

nop.

O Coates é um funcionário e como todos os funcionários, quando se pagam vencimentos, os valores vão para Gastos com Pessoal. Entra no Resultado do Período, onde tu fazes [numa forma simplista] Recebimentos-Gastos.
Os outros 8M só aparecerão no momento do pagamento.
Portanto os vencimentos só entram no Passivo se tu devias ter pago e não o fizeste.

 

É isto, @chuck_Norris
São gastos correntes, que acontecem no período em questão. ;)
23-06-2018. O dia onde tudo acabou.
Tens de somar os nosso.lugares de leão, mais business Seats mais camarotes para teres o valor de comparação

Está aqui.

O nosso:



O deles:



Total: 15.352.000€

Diferença: 4.985.000€

Valor perfeitamente alcançável se acrescentarmos a UCL.


É quase 50% a mais do que nós em bilheteira... Mas há algum sentido nisto??  :inde:

Ainda por cima com a rebaldaria que é a distribuir bilhetes por empresas em Lisboa naquele clube, e com ainda uns milhares de bilhetes igual ao nº de descontos...

Para mim só há uma explicação, anda-se a lavar dinheiro à discarada nos Lampiões pela bilheteira...

e se calhar, é este o esquema da porta-18, venda de "serviços" sem direito a Inventário, que mimo...  :whistle: :whistle: :whistle:

@Nuno.N Eu bem me parecia que não andava a ficar maluco...



 :whistle:
« Última modificação: Junho 08, 2016, 05:24 am por chuck_Norris »
"Brace Yourselves, Winter is Coming. "
A diferença de receita de bilheteira entre Sporting e Benfica é apenas na vertente "corporate" onde eles vendem a empresas mais 3 milhões que nos.
ACÇÕES LEONINAS SOBEM 22% APÓS FECHO DO MERCADO
Por Jornal Sporting
02 Set, 2016
NOTÍCIAS
Último dia com chegadas de Elias e Markovic tiveram boas repercussões junto dos investidores


O fecho do mercado foi especialmente mexido para a equipa verde e branca, com Elias e Markovic a chegarem ao plantel de Jorge Jesus no último dia possível, já depois de o Sporting anunciar na última semana as chegadas de Bas Dost, Castaignos, André e Douglas.

Segundo o Jornal de Negócios, as acções verdes e brancas subiram no dia 1 de Setembro cerca de 19% até às 12h30, tendo continuado a subir ao longo do dia, chegando mesmo a atingir os 22% às 15h30. O valor, agora situado nos 0,77 euros, foi dos três grandes o que mais valorizou, mostrando a boa reacção dos investidores às movimentações do Clube no mercado de transferências.

http://www.sporting.pt/pt/noticias/clube/noticias/2016-09-02/accoes-leoninas-sobem-22-apos-fecho-do-mercado