R&C 3º trimestre 2015/2016 Sporting SAD

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

http://web3.cmvm.pt/sdi/emitentes/docs/fsd163238.pdf

Citar
Os resultados e posição financeira dos primeiros nove meses de 2015/2016 são negativamente
influenciados pelo resultado da decisão do Tribunal Arbitral Suíço que obrigou à constituição
de uma provisão, com o registo de um gasto não recorrente de 14.391 milhares de euros

Resultado dos 9 meses:  -17.1M€
Resultado dos trimestre: 1M€

Sem o Caso Doyen estaríamos a falar na ordem de um balanço de -2,7M€.

(Sugiro que se passe o tópico para uma zona menos visível, se a moderação assim o entender)
« Última modificação: Junho 01, 2016, 09:03 am por Batasuna »
Barcos a custo 0.

Alan Ruiz, Federico Ruiz e Spalvis confirmados.
Tirando a provisão da doyen não chegava a 3M negativos.

Era o que se esperava.

Pode ser que o tribunal de razão ao SCP.
"Tirando a provisão" . essas frases não devem ser escritas. Ela Aconteceu, portanto é admitir o óbvio: resultado negativissimo fruto de um acordo feito pela direcção anterior. Tentámos mas não deu. Portanto esta é a nossa realidade actual. Ainda estamos muito longe da saúde financeira, ao contrario do que muitos dizem, em que por termos tido 3 anos em que nos tornamos mais compeitivos, acham que o buraco do roquettismo são aguas passadas. Este é o caminho: Sporting acima de tudo. Devagar lá chegaremos
Não percebo bem o quadro das vendas de jogadores: vendemos 20% do Montero por 5M, ou vendemos o Montero por 5M e só ficámos com 20% disso?
"Tirando a provisão" . essas frases não devem ser escritas. Ela Aconteceu, portanto é admitir o óbvio: resultado negativissimo fruto de um acordo feito pela direcção anterior. Tentámos mas não deu. Portanto esta é a nossa realidade actual. Ainda estamos muito longe da saúde financeira, ao contrario do que muitos dizem, em que por termos tido 3 anos em que nos tornamos mais compeitivos, acham que o buraco do roquettismo são aguas passadas. Este é o caminho: Sporting acima de tudo. Devagar lá chegaremos

A frase escreve-se porque não é 100% garantido que é dinheiro a fundo perdido.
Citação de: Presidente
A questão para mim nunca foi essa.
Citação de: Presidente
Pode ser difícil de acreditar mas o mundo não gira em volta de BdC.
Não percebo bem o quadro das vendas de jogadores: vendemos 20% do Montero por 5M, ou vendemos o Montero por 5M e só ficámos com 20% disso?
Mais provável ser a segunda opção .


Edit: É a segunda, porque quando saiu o Salomão a informação oficial indicava que ficávamos com 10%.
« Última modificação: Junho 01, 2016, 09:21 am por Alvalade »
Total de utilizadores ignorados: 44
Não percebo bem o quadro das vendas de jogadores: vendemos 20% do Montero por 5M, ou vendemos o Montero por 5M e só ficámos com 20% disso?

Refere a percentagem do passe que continuamos a ter.
"Tirando a provisão" . essas frases não devem ser escritas. Ela Aconteceu, portanto é admitir o óbvio: resultado negativissimo fruto de um acordo feito pela direcção anterior. Tentámos mas não deu. Portanto esta é a nossa realidade actual. Ainda estamos muito longe da saúde financeira, ao contrario do que muitos dizem, em que por termos tido 3 anos em que nos tornamos mais compeitivos, acham que o buraco do roquettismo são aguas passadas. Este é o caminho: Sporting acima de tudo. Devagar lá chegaremos

A frase escreve-se porque não é 100% garantido que é dinheiro a fundo perdido.

Obviamente. Não mencionar este facto num R&C seria mais grave do que o valor em si porque, estaríamos a admitir que a Doyen tem razão e isto enfraquece a nossa posição.

Vamos esperar. Pode ser que ainda haja alguma esperança.

Pedro Sousa e Irene Palma, até amanhã! Os tribunais absolveram o SCP.
Bojinov, não está fácil.
Destaco os 10,4M obtidos em receitas de bilheteiras,gamebox, camarotes etc.. Mais 1,6M do que ha um ano atrás.
"Tirando a provisão" . essas frases não devem ser escritas. Ela Aconteceu, portanto é admitir o óbvio: resultado negativissimo fruto de um acordo feito pela direcção anterior. Tentámos mas não deu. Portanto esta é a nossa realidade actual. Ainda estamos muito longe da saúde financeira, ao contrario do que muitos dizem, em que por termos tido 3 anos em que nos tornamos mais compeitivos, acham que o buraco do roquettismo são aguas passadas. Este é o caminho: Sporting acima de tudo. Devagar lá chegaremos

De facto, não se pode ignorar a provisão. É mais do que óbvio que sempre soubemos que iamos perder o caso Doyen. Foi apenas uma manobra para termos dinheiro em caixa no imediato. Uma espécie de empréstimo com spread 0.
Onde se vê a receita as quotas de sócio?
O que herdamos fui muito pesado, a defesa do clube está a ser feita, agora é normal que tudo demore o seu tempo, mas este é o caminho.
23-03-2013 O dia mais feliz da minha vida como sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem-haja Presidente!
23-06-2018 O pior dia da minha vida como sportinguista. Após campanha orquestrada entre lampiões, croquetes e comunicação social, cai o melhor Presidente da história do clube. Obrigado do fundo do coração Presidente por ter trazido um orgulho e alegria que estavam esmagados no meu coração para mim será eterno.
"Tirando a provisão" . essas frases não devem ser escritas. Ela Aconteceu, portanto é admitir o óbvio: resultado negativissimo fruto de um acordo feito pela direcção anterior. Tentámos mas não deu. Portanto esta é a nossa realidade actual. Ainda estamos muito longe da saúde financeira, ao contrario do que muitos dizem, em que por termos tido 3 anos em que nos tornamos mais compeitivos, acham que o buraco do roquettismo são aguas passadas. Este é o caminho: Sporting acima de tudo. Devagar lá chegaremos

De facto, não se pode ignorar a provisão. É mais do que óbvio que sempre soubemos que iamos perder o caso Doyen. Foi apenas uma manobra para termos dinheiro em caixa no imediato. Uma espécie de empréstimo com spread 0.

Também é essa a minha convicção, que isto foi apenas uma forma de empurrar o pagamento mais para a frente (o argumento de fazermos bandeira desta luta cai por terra caso a batalha seja perdida). Quanto ao preço deste "empréstimo" é que não estou tão certo mas depreendo que seja mais barato que as formas de financiamento tradicional.
Há uma notícia no sapo que refere que a SAD não entregou o relatório em devido tempo. Tem fundamento?
Transcrevo a notícia:
O Sporting tinha até ao final do dia de ontem para apresentar as contas da SAD leonina relativas ao terceiro trimestre de 2015/2016 à Comissão de Mercados e Valores Mobiliários, mas tal não se verificou escreve esta quarta-feira o diário A Bola.
A falha da SAD do Sporting em apresentar as contas relativas ao terceiro trimestre de 2015/2016 dentro de prazo é considerada grave e a Comissão de Mercados e Valores Mobiliários (CMVM) tem sanções previstas em relação a estes casos.

SL
#NasciLeaoNaoLampiao
Onde se vê a receita as quotas de sócio?

Nos relatórios de contas do clube. A quotização vai toda para o clube não aparece na demonstração de resultados da SAD.
De facto, não se pode ignorar a provisão. É mais do que óbvio que sempre soubemos que iamos perder o caso Doyen. Foi apenas uma manobra para termos dinheiro em caixa no imediato. Uma espécie de empréstimo com spread 0.

Eles irão exigir juros pelo atraso no pagamento.
Claro que falar da provisão é importante:
- primeiro para mostrar que ainda não é uma causa perdida definitivamente
- para informar que tirando aqueles 14M o resultado é negativo mas em cerca de 3M
- não esquecendo que se tivéssemos logo pago na altura em que o Rojo saiu, não lutando por aquilo que acreditamos, era o mesmo valor à exceção dos juros. Portanto o valor tinha que ser pago de qualquer maneira.
- ganhando tempo também se ganhou juros para nós, lutou-se conta a doyen e acima de tudo contornou-se o fair play da UEFA de uma maneira legal.
"Tirando a provisão" . essas frases não devem ser escritas. Ela Aconteceu, portanto é admitir o óbvio: resultado negativissimo fruto de um acordo feito pela direcção anterior. Tentámos mas não deu. Portanto esta é a nossa realidade actual. Ainda estamos muito longe da saúde financeira, ao contrario do que muitos dizem, em que por termos tido 3 anos em que nos tornamos mais compeitivos, acham que o buraco do roquettismo são aguas passadas. Este é o caminho: Sporting acima de tudo. Devagar lá chegaremos


Os resultados são obviamente muito negativos.  Mas não traduzem falta de saúde financeira, por si. O problema do Sporting, neste momento, é o valor do passivo e as VMOCs.

E não mostram falta de saúde ou por outra, desvios estruturais significativos e preocupantes, que o caso Doyen e os seus 14M referem-se a uma decisão de gestão do exercício anterior. Caso a decisão fosse outra (  entrega imediata dos valores à Doyen ou constituição de provisões) ,  o Sporting  apresentaria ainda assim lucro no ano passado e este ano valores negativos que nesta ordem de grandeza, são algo irrelevantes.

E isto num ano sem Champions, sem vendas de jogadores nucleares e com um aumento significativo da massa salarial e do suposto all in irresponsável do Sporting.

Operacionalmente, os indicadores são positivos. Ou melhor, não preocupam.
Resultado esperado. Enquanto não resolvermos esta situaçao, vai sempre pairar nos R&C.. :inde:

Mas tirando isso, o resultado e- 3M.. Normal, dado o investimento feito esta época..