A Formação do Sporting - Tópico Geral

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

1 Realmente houve desinvestimento

Sim. E mais que desinvestimento financeiro, houve desinvestimento em todo a estrutura. Não só "A rede de observação piorou", não só "antes chegávamos primeiro que todos e hoje em dia muitas vezes chegamos em ultimo", não só temos
"Processos de decisão muito lentos", como perdemos influência junto dos clubes, temos estruturas técnicas abaixo do desejável em termos de qualidade, como ainda nos metemos em bicos de pés e achamos que está tudo bem.

Esse desinvestimento não começou com Godinho e continuou com Bruno de Carvalho, como é apontado. Já vem de antes. Já antes a estrutura e os métodos estavam parados no tempo e isso é desinvestimento.


4 Realmente não estamos a apostar nos miúdos, no passado não se olhava para o BI se tivessem qualidade eram aposta aos 18/19 Ronaldo, Figo, Quaresma, Viana, Moutinho, Simão Patrício, Veloso, Nani, Dier, Bruma etc etc Hoje em dia passam 2 anos na B e mais 2/e emprestados a clubes da 1 liga

Eh, não era bem assim. Verdadeiramente apostámos nos miúdos quando estivemos à rasca. Antes que isso, essa aposta não era assim tão forte como isso.

5 As convocatórias das selecções jovens não são indicadores de nada: Brás e Bragança pouco ou nada lá vão, depois imensos jovens que não vão à selecção e dão jogadores já outros levam 14 a um escalão e depois 0.
Os exemplos das recentes chamadas de jovens á seleção A são ridículas quando se viu o tratamento aos nossos (Gelson, Semedo)

As convocatórias são tremendamente importantes para a valorização dos activos e para atrais novos valores à formação. A incapacidade de o Sporting lidar com eventuais favorecimentos não abona nada em favor dos dirigentes.

 
Vamos a números desde 2000 e nos escalões de iniciados, juvenis e juniores o Sporting tem 20 titulos, o benfica 14 e o Porto 14
Se for desde 2010 o Sporting tem 7 o Benfica 10 e o Porto 5
Se for desde 2012 o Sporting tem 7 o Benfica 10 e o Porto 1
Realmente uma diferença abismal

Jornaleiros a fazer jornalixo

OS títulos não são um indicador muito fiável da qualidade individual que sai das equipas. O Sporting já disse que não privilegia o colectivo em favor do desenvolvimento individual e que prepara para seniores, não para troféus nas camadas jovens. Os outros podem alegar o mesmo.

“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
1 Realmente houve desinvestimento

Sim. E mais que desinvestimento financeiro, houve desinvestimento em todo a estrutura. Não só "A rede de observação piorou", não só "antes chegávamos primeiro que todos e hoje em dia muitas vezes chegamos em ultimo", não só temos
"Processos de decisão muito lentos", como perdemos influência junto dos clubes, temos estruturas técnicas abaixo do desejável em termos de qualidade, como ainda nos metemos em bicos de pés e achamos que está tudo bem.

Esse desinvestimento não começou com Godinho e continuou com Bruno de Carvalho, como é apontado. Já vem de antes. Já antes a estrutura e os métodos estavam parados no tempo e isso é desinvestimento.


4 Realmente não estamos a apostar nos miúdos, no passado não se olhava para o BI se tivessem qualidade eram aposta aos 18/19 Ronaldo, Figo, Quaresma, Viana, Moutinho, Simão Patrício, Veloso, Nani, Dier, Bruma etc etc Hoje em dia passam 2 anos na B e mais 2/e emprestados a clubes da 1 liga

Eh, não era bem assim. Verdadeiramente apostámos nos miúdos quando estivemos à rasca. Antes que isso, essa aposta não era assim tão forte como isso.

5 As convocatórias das selecções jovens não são indicadores de nada: Brás e Bragança pouco ou nada lá vão, depois imensos jovens que não vão à selecção e dão jogadores já outros levam 14 a um escalão e depois 0.
Os exemplos das recentes chamadas de jovens á seleção A são ridículas quando se viu o tratamento aos nossos (Gelson, Semedo)

As convocatórias são tremendamente importantes para a valorização dos activos e para atrais novos valores à formação. A incapacidade de o Sporting lidar com eventuais favorecimentos não abona nada em favor dos dirigentes.

 
Vamos a números desde 2000 e nos escalões de iniciados, juvenis e juniores o Sporting tem 20 titulos, o benfica 14 e o Porto 14
Se for desde 2010 o Sporting tem 7 o Benfica 10 e o Porto 5
Se for desde 2012 o Sporting tem 7 o Benfica 10 e o Porto 1
Realmente uma diferença abismal

Jornaleiros a fazer jornalixo

OS títulos não são um indicador muito fiável da qualidade individual que sai das equipas. O Sporting já disse que não privilegia o colectivo em favor do desenvolvimento individual e que prepara para seniores, não para troféus nas camadas jovens. Os outros podem alegar o mesmo.



E neste momento não estamos à rasca? Consigo ver um monte de jogadores na equipa A sem qualidade.
Quaresma e Viana não estávamos mal. Vê o monte de jogadores promissores sem terem tido grandes oportunidades de mostrarem se tinham ou não qualidade para a A.

Eu despedia já o treinador dos juniores e do sub 23
Temos bons valores em todos os escalões só precisam de ser valorizados e de terem oportunidades
E neste momento não estamos à rasca?
Depende do ponto de vista. Se estamos a falar das gerações de 2002,2003 e 2004 acho que bem trabalhado o futuro é promissor. Quanto aos que estão nos sub 23 ou Juniores menos.
Consigo ver um monte de jogadores na equipa A sem qualidade.
E?
Quaresma e Viana não estávamos mal. Vê o monte de jogadores promissores sem terem tido grandes oportunidades de mostrarem se tinham ou não qualidade para a A.
Tais como? Eram ou são assim tantos? Se sim onde jogam agora?
Eu despedia já o treinador dos juniores e do sub 23
Bem vindo à luta. Somos 2. Um verdadeiro atentado à evolução dos jogadores.
Temos bons valores em todos os escalões só precisam de ser valorizados e de terem oportunidades
Temos bons, mas excepcionais talvez só a partir dos Juvenis ou Iniciados. Difícil ficar deslumbrado com o resto. O maior problema é que as pessoas estão a levar isto para o número de títulos e isso não é o mais importante.

Vencemos títulos de Juniores com o Empis, Bubacar Djaló e Ronaldo Tavares na geração de 97 e por aqui gozavam com os Lamps porque ficavam mal classificados. Pudera aos 17 e 18 os melhores deles andavam na B e com 21 ou estão na principal ou em boas ligas. O Empis nem para os sub 23, o Ronaldo Tavares nem para o Cova e o Bubacar aonde joga?

As pessoas têm de meter na cabeça que para melhorar vamos ter de investir mais em infraestruturas, equipas técnicas, recrutamento e gastar mais dinheiro. Caso contrário vai ser mais díficil. E mudar a mentalidade de que jogadores têm de andar emprestados até aos 23.
O objectivo da formação não é ganhar títulos mas é sim formar jogadores de excelência que serão apostas certas na equipa A e que poderão gerar receitas de milhões.


Que o Benfica melhorou não há dúvidas. Que 50% dessa melhoria é propagandista também não.

O Sporting continua a ter matéria prima de muita qualidade. É preciso é cabeça e ir apostando como sempre fizemos. Não há melhor escola para o desenvolvimento de um jogador que a equipa principal e é aí que deve estar o foco.

Em condições normais e de alguma inteligência, jogadores como o Elves ou o Daniel Bragança já teriam tido alguns minutos na equipa A. Se não os têm, nada tem a ver com a formação mas com a decisão do treinador.


Que o Benfica melhorou não há dúvidas. Que 50% dessa melhoria é propagandista também não.

O Sporting continua a ter matéria prima de muita qualidade. É preciso é cabeça e ir apostando como sempre fizemos. Não há melhor escola para o desenvolvimento de um jogador que a equipa principal e é aí que deve estar o foco.

Em condições normais e de alguma inteligência, jogadores como o Elves ou o Daniel Bragança já teriam tido alguns minutos na equipa A. Se não os têm, nada tem a ver com a formação mas com a decisão do treinador.
Isto também é verdade.
SPORTING SEMPRE !!!...20.721-0
Não vem muito no assunto do tópico mas estava a ver o Felgueiras com o Braga e acabar de entrar no Felgueiras o Edilino Ié, um jovem que era da nossa formação, irmão do Edgar Ié.

Não sabia que ele estava no Felgueiras mas também acho que nunca teve o potencial do irmão.
Citar

de pequenino ruge o menino!*: «O regresso depois da pausa»

Regresso à competição para os escalões jovens do Sporting, depois de uma semana em que a formação foi o tema mais discutido e badalado entre sportinguistas e um pouco por toda a imprensa especializada.

Os Juniores voltaram a desiludir frente ao Belenenses, numa partida com muito desperdício da parte dos nossos jovens leões e a mostrar um Belém muito muito perigoso no contra-ataque e na saída rápida. Os sub-19 estiveram a perder até aos 70’ minutos, igualaram por intermédio de Tiago Rodrigues mas não conseguiram sacudir a pressão dos maus resultados das últimas semanas e voltaram a ceder pontos. Tempos de preocupação para uma equipa que, apesar de não contar com os talentos de outros tempos, continua a ser muito superior à larga maioria dos adversários que encontra.

Os Juvenis venceram o União de Leiria por 5-0 num jogo que poderia definir o primeiro lugar da série. Gonçalo Batalha terá de ser o grande destaque, com um hat-trick em apenas 17 minutos, com Tiago Tomás a confirmar o excelente momento com mais um golo e Francisco Tilli a fechar as contas. Os sub17 somam agora 7 vitórias em 7 jogos, já marcaram 41 golos e sofreram apenas 3. Mais um fantástico inicio de temporada de João Couto, que promete lutar pelo título até final.

Por fim, os Iniciados golearam o SC Estrela por 10-0 e o complicado será encontrar alguém na ficha de jogo que não tenha marcado um golo. Chermiti, ponta de lança que está no seu terceiro ano de formação leonina, assinou um hat-trick e Isnaba Mané, que já soma 6 golos em 7 jogos, bisou na partida. Os pequenos continuam no segundo posto, a três pontos do rival Benfica e na luta pelo apuramento no primeiro posto da sua série.

Para terminar as notícias semanais, Miguel Luís estreou-se finalmente pela equipa principal na Taça de Portugal, frente ao Loures. Miguel chegou ao Sporting com apenas 9 anos, vindo das escolinhas da Académica, foi campeão nacional de Juvenis e de Juniores, representou a equipa B ainda enquanto junior e cumpriu agora um dos seus sonhos. O percurso começa agora e nada lhe será oferecido. Esperemos que trabalhe, que lute pela presença mais regular nas opções do seu treinador e que se possa estabelecer finalmente na equipa A.


*às terças, a Maria Ribeiro revela os seus apontamentos sobre as novas gerações que evoluem na melhor Academia do mundo (à excepção do Dubai)

Citar

Sporting tem sexta formação mais produtiva da Europa
Mais abaixo estão FC Porto e Benfica ao lado de Lyon e PSV Eindhoven

 Sporting conta com 58 atletas formados na sua academia nas 31 ligas primodivisionárias da UEFA, o sexto melhor registo no continente europeu, aponta um estudo divulgado esta segunda-feira pelo Observatório do Futebol.
Em relação a 2017, os leões contam com mais quatro atletas formados no clube, o que a UEFA define como tendo passado pelo menos três épocas no mesmo emblema entre os 15 e os 21 anos.
Apesar de ter ultrapassado o Real Madrid no último ano, o clube português caiu na tabela perante as subidas do Partizan Belgrado, que 'ganhou' 10 jogadores, e do Dínamo Kiev, que é segundo com 69, os mesmos dos sérvios, refletindo a formação de mais 15 jogadores.
No topo da tabela, que tem como referência o dia 1 de outubro, continua o Ajax, com 77 atletas (mais sete em relação a 2017), com o Dínamo Zagreb, quarto com 66, e o Estrela Vermelha, quinto com 61, à frente dos verdes e brancos.
Mais abaixo estão FC Porto e Benfica, ambos com 45 jogadores, o que lhes confere a 14.ª posição, ao lado de Lyon e PSV Eindhoven, e a dois atletas do Barcelona.
Os dragões mantiveram o mesmo número em relação ao mesmo período de análise em 2017, enquanto as águias viram o valor reduzido em sete futebolistas.
Se contabilizados apenas os representantes de clubes das principais cinco ligas europeias (Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália e França), o Sporting é 10.º, com 21 jogadores, ao lado de Atlético de Madrid, Bordéus, Mónaco e Inter Milão.
No topo está o Real Madrid, com 36 jogadores, seguido do Lyon (35) e do Barcelona (34), numa lista sem mais emblemas portugueses mas com a entrada dos argentinos do River Plate, com 11 futebolistas.

Record
Citar
de pequenino ruge o menino!*: «Quase perfeita»

Os Iniciados viram o seu esforço finalmente recompensado depois de muitas semanas a vencer e a convencer sem conseguir sair do segundo posto. O Benfica perdeu frente ao Real SC e o resultado surpreendente permitiu que os sub-15 empatassem com o rival eterno no topo da tabela da sua série.

O jogo contra o Oeiras foi muito mais complicado do que aquilo que o resultado espelha, uma vez que parecia difícil quebrar o enguiço e acertar finalmente na baliza adversária. Lucas Anjos e Luís Gomes acabaram por marcar e estabelecer o resultado final de 2-0. Cabe agora à pequenada continuar a fazer aquilo que tem feito: marcar muitos golos, sofrer muito poucos e prepararem-se da melhor forma para um campeonato que se espera longo e equilibrado mas que queremos vencer.

Os Juvenis deslocaram-se até à Marinha Grande e venceram a equipa local por 3-0. Gonçalo Batalha (está de pé quente), Joelson e André Gonçalves foram os marcadores que mantêm o Sporting no primeiro posto, com mais quatro pontos que o segundo classificado. A notícia maior acabou por ser a lesão de Diogo Almeida, que sofreu o traumatismo cervical e teve de ir até ao hospital. O nosso guarda-redes e está bem e até recebeu a visita de Salin em casa, pelo que esperamos por ele em breve a defender a nossa baliza.

Bernardo Sousa, com um bis, e Babacar Fati marcaram e garantiram a vitória dos Juniores frente ao Alcanenense. Os sub19 continuam no caminho da recuperação depois de algumas semanas de muito desacerto e poucas vitórias.

Por fim, os sub23 venceram o Marítimo com um golaço de Pedro Mendes à Ibra, mas acabaram por voltar a ceder pontos frente ao Aves depois de mais um festival de desperdício por parte da nossa equipa. Depois da cedência de pontos do Benfica, voltamos a atrasar-nos na luta pelo primeiro posto numa inconsistência sem fim à vista.

*às terças, a Maria Ribeiro revela os seus apontamentos sobre as novas gerações que evoluem na melhor Academia do mundo (à excepção do Dubai)


A Tasca do Cherba

 :offtopic:
Alguém que tenha a oportunidade de assistir ao jogo da Youth League entre o Benfica contra o Ajax e veja sobretudo na segunda parte o Ajax a jogar. E depois ler por aqui no outro dia que nada temos a aprender com eles e que formamos mais talento.  :lol:

P.S. Depois de escrever isto nos últimos 25 minutos o Benfica apertou bem com eles, aquilo terminou 3:3 mas podia ter ficado 5:5. Realçar que precisamos de melhorar nos treinadores e recrutamento para jogar neste nível.
« Última modificação: Novembro 07, 2018, 16:56 pm por Lion1979 »
 :offtopic:
Alguém que tenha a oportunidade de assistir ao jogo da Youth League entre o Benfica contra o Ajax e veja sobretudo na segunda parte o Ajax a jogar. E depois ler por aqui no outro dia que nada temos a aprender com eles e que formamos mais talento.  :lol:

P.S. Depois de escrever isto nos últimos 25 minutos o Benfica apertou bem com eles, aquilo terminou 3:3 mas podia ter ficado 5:5. Realçar que precisamos de melhorar nos treinadores e recrutamento para jogar neste nível.

Se de facto estão para chegar Patrick Greveraars e principalmente Piet Hamberg, espero uma melhoria substancial na formação. Haja depois vontade superior em alterar estruturas, filosofias, práticas e até incremento de tecnologia. E até de os manter mesmo se o Keizer falhar. Espero que não falhe, mas nesse caso, espero que a mudança continue.
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly

 :offtopic:
Alguém que tenha a oportunidade de assistir ao jogo da Youth League entre o Benfica contra o Ajax e veja sobretudo na segunda parte o Ajax a jogar. E depois ler por aqui no outro dia que nada temos a aprender com eles e que formamos mais talento.  :lol:

P.S. Depois de escrever isto nos últimos 25 minutos o Benfica apertou bem com eles, aquilo terminou 3:3 mas podia ter ficado 5:5. Realçar que precisamos de melhorar nos treinadores e recrutamento para jogar neste nível.

Se de facto estão para chegar Patrick Greveraars e principalmente Piet Hamberg, espero uma melhoria substancial na formação. Haja depois vontade superior em alterar estruturas, filosofias, práticas e até incremento de tecnologia. E até de os manter mesmo se o Keizer falhar. Espero que não falhe, mas nesse caso, espero que a mudança continue.
Não me parece que venha isso tudo.

Já temos o Tiago e um preparador fisico, fala-se naquele tal Rodolfo por isso no máximo dos máximos virá 1 adjunto com ele, e e...
« Última modificação: Novembro 08, 2018, 00:17 am por Zé Rodrigues »
 :offtopic:
Alguém que tenha a oportunidade de assistir ao jogo da Youth League entre o Benfica contra o Ajax e veja sobretudo na segunda parte o Ajax a jogar. E depois ler por aqui no outro dia que nada temos a aprender com eles e que formamos mais talento.  :lol:

P.S. Depois de escrever isto nos últimos 25 minutos o Benfica apertou bem com eles, aquilo terminou 3:3 mas podia ter ficado 5:5. Realçar que precisamos de melhorar nos treinadores e recrutamento para jogar neste nível.

Se de facto estão para chegar Patrick Greveraars e principalmente Piet Hamberg, espero uma melhoria substancial na formação. Haja depois vontade superior em alterar estruturas, filosofias, práticas e até incremento de tecnologia. E até de os manter mesmo se o Keizer falhar. Espero que não falhe, mas nesse caso, espero que a mudança continue.
Se é como dizes espero que esses 2 que citaste por lá permaneçam depois da inevitável saída que irá acontecer do Keizer. E que todos os resistentes à mudança que andaram a dormir à sombra da bananeira nos últimos anos não venham com o choradinho do costume do "não temos nada a aprender com os outros".