A Formação do Sporting - Tópico Geral

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Ontem os meus miúdos estiveram a efectuar um treino de observação na academia de Alcochete. Alguém sabe o que vem a seguir? Os pais têm algum feedback por parte do Sporting ou o clube onde eles estão é que tem feedback? Estou um bocado a leste deste tipos de processos.
Ninguém falou com os miúdos depois do treino?

Que eu visse não. Entretanto os pais sairam e os miúdos ficaram com o staff do Sporting que lá estava.

Estas actividades não são propriamente treinos de captação. Os miúdos não recebem feedback de uma possível decisão por parte dos observadores.
Quantos aos pais, tenho ideia que a receberem alguma espécie de feedback será apenas no caso de o Sporting depois querer tomar alguma acção em relação ao atleta. É a ideia que tenho.
Encontro-me profundamente preocupado em relação ao estado da nossa academia. Mesmo neste fórum é frequente ver users a pedir que a academia seja destruída... ignorância. Outros pedem talentos brutos (Ronaldos como já cheguei a ouvir) sem saber a gestão danosa que os nossos espaços de formação estão a sofrer, principalmente quando a academia do Dubai ali ao lado está a bombar.
As mentalidades parece que se inverteram e o Sporting parece estar mais interessado em juntar títulos na formação e ao rendimento imediato, do que em dar os estímulos certos aos seus jogadores. Os jogadores do SLB jogam um escalão/divisão acima relativamente ás restantes equipas das respetivas gerações. Sim é lixado (Luis Nascimento, treinador dos lamps perdeu 2 títulos de iniciados assim) mas em escalões mais á frente depois rebentam connosco como foi o caso dos juniores A (nossa geração de 2000) que foi perder 5-2 com os juniores B do SLB... e alguns de 2002. Depois o pessoal fica todo feliz a adicionar os títulos aos quadros de honra da formação e a gabar-se dos títulos e queixa-se que os outros têm mais jogadores que nós (os campeões) nas seleções jovens!
E isso vai de encontro á parte 2: o nosso recrutamento mudou. Parece-me uma vez mais que olhamos mais para o físico e para o rendimento. Só a título de exemplo: fala-se que vamos contratar um Koné de 2001 (não me lembro do clube).  Um gajo super maturado. E depois?  E também na utilização de jogadores. Dou um exemplo: Bavikson Biai. Jogador dos nossos juniores. Muitos o conhecem como sendo o nosso 6 mas nunca na vida o miúdo é 6! Apenas têm vantagem em metê-lo lá porque ele rebenta com os outros.
E depois vem a parte 3. Os melhores jogadores ao perceberem que não têm os estímulos mais corretos e a ver a carruagem a passar (o Sr Bruno de Carvalho ainda tem de explicar porque acabou com a equipa B) acham que vão querer ficar? Claro que não e assim vamos continuar a perder os nossos melhores jogadores. O Sporting continua a pensar que por ter o nome e a história que tem os miúdos vão querer lá ficar, ficando parados no tempo nesta evolução do futebol de formação português. E digo mais, com o investimento que Braga, Guimarães e Belenenses fizeram nestes últimos tempos não me escandalizava que começassem a lutar taco a taco com Sporting e Porto... Mas o Porto é um caso à parte e uma discussão para outra altura.
O Sporting desde a geração do Bruma só tem metido água na formação, não percebendo a incompetência de quem lá está não dando aos nossos jogadores os melhores estímulo. Nós continuamos a ganhar títulos e os outros a formarem jogadores... Esperemos que com o Varandas esta situação se resvolva... de vez.
To you from failing hands we throw the torch. Be yours to hold it high.

Privilege. Not a right.
Encontro-me profundamente preocupado em relação ao estado da nossa academia. Mesmo neste fórum é frequente ver users a pedir que a academia seja destruída... ignorância. Outros pedem talentos brutos (Ronaldos como já cheguei a ouvir) sem saber a gestão danosa que os nossos espaços de formação estão a sofrer, principalmente quando a academia do Dubai ali ao lado está a bombar.
As mentalidades parece que se inverteram e o Sporting parece estar mais interessado em juntar títulos na formação e ao rendimento imediato, do que em dar os estímulos certos aos seus jogadores. Os jogadores do SLB jogam um escalão/divisão acima relativamente ás restantes equipas das respetivas gerações. Sim é lixado (Luis Nascimento, treinador dos lamps perdeu 2 títulos de iniciados assim) mas em escalões mais á frente depois rebentam connosco como foi o caso dos juniores A (nossa geração de 2000) que foi perder 5-2 com os juniores B do SLB... e alguns de 2002. Depois o pessoal fica todo feliz a adicionar os títulos aos quadros de honra da formação e a gabar-se dos títulos e queixa-se que os outros têm mais jogadores que nós (os campeões) nas seleções jovens!
E isso vai de encontro á parte 2: o nosso recrutamento mudou. Parece-me uma vez mais que olhamos mais para o físico e para o rendimento. Só a título de exemplo: fala-se que vamos contratar um Koné de 2001 (não me lembro do clube).  Um gajo super maturado. E depois?  E também na utilização de jogadores. Dou um exemplo: Bavikson Biai. Jogador dos nossos juniores. Muitos o conhecem como sendo o nosso 6 mas nunca na vida o miúdo é 6! Apenas têm vantagem em metê-lo lá porque ele rebenta com os outros.
E depois vem a parte 3. Os melhores jogadores ao perceberem que não têm os estímulos mais corretos e a ver a carruagem a passar (o Sr Bruno de Carvalho ainda tem de explicar porque acabou com a equipa B) acham que vão querer ficar? Claro que não e assim vamos continuar a perder os nossos melhores jogadores. O Sporting continua a pensar que por ter o nome e a história que tem os miúdos vão querer lá ficar, ficando parados no tempo nesta evolução do futebol de formação português. E digo mais, com o investimento que Braga, Guimarães e Belenenses fizeram nestes últimos tempos não me escandalizava que começassem a lutar taco a taco com Sporting e Porto... Mas o Porto é um caso à parte e uma discussão para outra altura.
O Sporting desde a geração do Bruma só tem metido água na formação, não percebendo a incompetência de quem lá está não dando aos nossos jogadores os melhores estímulo. Nós continuamos a ganhar títulos e os outros a formarem jogadores... Esperemos que com o Varandas esta situação se resvolva... de vez.
Achas que as nossas gerações de 2002, 2003, 2004 e 2005 são inferiores às dos lamps? Na minha opinião, bem pelo contrário, portanto acho que não é um caso de mau recrutamento...agora em relação aos estimulos de competição concordo em completo!

O Koné que estás a falar é o Mamadou Koné que foi dos lamps? Se for esse de maturado não tem muito, tem 1,67 e pesa 68 kg...
« Última modificação: Janeiro 26, 2019, 12:40 pm por LeãoBB »
"Infelizmente tenho pena que partilhem o amor pelo mesmo clube que eu"
Encontro-me profundamente preocupado em relação ao estado da nossa academia. Mesmo neste fórum é frequente ver users a pedir que a academia seja destruída... ignorância. Outros pedem talentos brutos (Ronaldos como já cheguei a ouvir) sem saber a gestão danosa que os nossos espaços de formação estão a sofrer, principalmente quando a academia do Dubai ali ao lado está a bombar.
As mentalidades parece que se inverteram e o Sporting parece estar mais interessado em juntar títulos na formação e ao rendimento imediato, do que em dar os estímulos certos aos seus jogadores. Os jogadores do SLB jogam um escalão/divisão acima relativamente ás restantes equipas das respetivas gerações. Sim é lixado (Luis Nascimento, treinador dos lamps perdeu 2 títulos de iniciados assim) mas em escalões mais á frente depois rebentam connosco como foi o caso dos juniores A (nossa geração de 2000) que foi perder 5-2 com os juniores B do SLB... e alguns de 2002. Depois o pessoal fica todo feliz a adicionar os títulos aos quadros de honra da formação e a gabar-se dos títulos e queixa-se que os outros têm mais jogadores que nós (os campeões) nas seleções jovens!
E isso vai de encontro á parte 2: o nosso recrutamento mudou. Parece-me uma vez mais que olhamos mais para o físico e para o rendimento. Só a título de exemplo: fala-se que vamos contratar um Koné de 2001 (não me lembro do clube).  Um gajo super maturado. E depois?  E também na utilização de jogadores. Dou um exemplo: Bavikson Biai. Jogador dos nossos juniores. Muitos o conhecem como sendo o nosso 6 mas nunca na vida o miúdo é 6! Apenas têm vantagem em metê-lo lá porque ele rebenta com os outros.
E depois vem a parte 3. Os melhores jogadores ao perceberem que não têm os estímulos mais corretos e a ver a carruagem a passar (o Sr Bruno de Carvalho ainda tem de explicar porque acabou com a equipa B) acham que vão querer ficar? Claro que não e assim vamos continuar a perder os nossos melhores jogadores. O Sporting continua a pensar que por ter o nome e a história que tem os miúdos vão querer lá ficar, ficando parados no tempo nesta evolução do futebol de formação português. E digo mais, com o investimento que Braga, Guimarães e Belenenses fizeram nestes últimos tempos não me escandalizava que começassem a lutar taco a taco com Sporting e Porto... Mas o Porto é um caso à parte e uma discussão para outra altura.
O Sporting desde a geração do Bruma só tem metido água na formação, não percebendo a incompetência de quem lá está não dando aos nossos jogadores os melhores estímulo. Nós continuamos a ganhar títulos e os outros a formarem jogadores... Esperemos que com o Varandas esta situação se resvolva... de vez.
Achas que as nossas gerações de 2002, 2003, 2004 e 2005 são inferiores às dos lamps? Na minha opinião, bem pelo contrário, portanto acho que não é um caso de mau recrutamento...agora em relação aos estimulos de competição concordo em completo!

O Koné que estás a falar é o Mamadou Koné que foi dos lamps? Se for esse de maturado não tem muito, tem 1,67 e pesa 68 kg...
Acho que devido ao patamar competitivo em que as dos lamps estão acabam por estar mais preparadas e uns furos acima. Agora em termos de talento geracional as de 2002 e 2003 acho que estão equilibradas com 2002 a tender para nós e 2003 para eles. 2004 DE LONGE nós. 2005 sou tendencioso pois nunca joguei contra/vi jogos da geração deles. Eu digo que o recrutamento é mau na medida em que olham mais para o rendimento imediato: 2005 é caso disso.

Penso que sim, se for DD então quase de certeza que é o mesmo. Não é por aí. Ele não deixa de ser maturado por ser baixo. Se ele tiver 1,70m, já for mais alto que os pais, apresentar os sinais da puberdade e o seu nível de crescimento for pequeno, conclui-se que esta maturado para a sua idade e que não vai crescer muito mais.
To you from failing hands we throw the torch. Be yours to hold it high.

Privilege. Not a right.
Continuem a comer gelados com a testa e a dizer que somos uma das melhores escolas de formação do mundo.

Para além de termos cada vez menos capacidade para produzir atletas com talento, nem homens sabemos formar.

Mal encontram uma oportunidade para fugir não hesitam.

A nossa formação tem de ser repensada a fundo.
Petizes Sub-7: Sporting CP 11-0 Beira-Mar Almada
Petizes Sub-7: Sporting CP 19-1 Sesimbra
Traquinas B Sub-8: Sporting CP 7-3 E. Afonsoeirense
Traquinas A Sub-9: F. Salesianos 2-10 Sporting CP
Traquinas A Sub-9: Sporting CP 22-0 Alenquer e Benfica
Benjamins B Sub-10: Sporting CP 7-1 FC Alverca B
Benjamins B Sub-10: SL Benfica 2-2 Sporting CP
Benjamins A Sub-11: Sporting CP 12-0 Col. S. J. Brito
Benjamins A Sub-11: GS Loures 1-4 Sporting CP
Benjamins A Sub-11: Sporting CP 17-2 Santa Maria
Infantis B Sub-12: SG Sacavenense B 1-10 Sporting CP
Infantis B Sub-12: Linda-a-Velha B 1-3 Sporting CP
Infantis B Sub-12: Sporting CP 2-4 Linda-a-Velha A
Infantis A Sub-13: O. Moscavide 1-5 Sporting CP
Infantis A Sub-13: Sporting CP 8-0 Col. S. J. Brito B
Iniciados Sub-14 A: CAC 1-1 Sporting CP
Iniciados: SL Benfica 1-1 Sporting CP
Juvenis Sub-16: Sporting CP 3-2 1.º Dezembro
Juvenis: Sporting CP 3-2 Sacavenense
Juniores: Sporting CP 1-0 Estoril-Praia
Citar
Varandas e a formação: «Estamos a pagar um 'gap' visível entre os sub-17 e os sub-23»
Presidente comenta facto de o Sporting ter iniciado encontro em Setúbal sem qualquer elemento da Academia

Exatamente 568 jogos depois, o Sporting começou um jogo sem qualquer jogador formado no clube - aconteceu diante do V. Setúbal, na quarta-feira. Questionado sobre se a formação bateu no fundo no Bonfim, Frederico Varandas não quis ser "tão drástico" mas assumiu um cenário preocupante.

"Não serei tão drástico, mas obviamente estamos a pagar um 'gap' visível entre os sub-17 e os sub-23 que não é habitual. Esse 'gap' deve-se a uma política da qual discordei completamente nos últimos cinco anos, mas hoje estamos a investir forte pois a base do Sporting está aqui", começou por dizer numa entrevista à RTP3, apontado responsabilidades à anterior direção pelo rumo tomado.

O presidente leonino explica como tenta agora inverter esta situação: "Nós não olhamos só para o jogador tecnicamente, e posso adiantar em primeira mão que vai começar a trabalhar o departamento de liderança e formação interna liderado pelo Tomáz Morais. Este departamento será transversal a todos os jogadores, a miúdos, treinadores, funcionários que lidam com os atletas, modalidades. Tem de ser incutido o orgulho de vestir esta camisola, e os valores do Sporting e da cultura do Desporto. Não gosto de ver jogadores a atirarem-se para o chão ou a queimarem tempo, não gosto de ver jogadores a falar com os árbitros, e esta educação para mim é fundamental, não só para os capitães como todos os atletas e treinadores. Temos de ter todos a mesma linguagem e a mesma cultura. Este departamento vai começar a funcionar este mês, eu partilho as mesmas ideias e valores do Tomáz Morais que já conhecia, e vai ser mais uma mais-valia."


Record

Se Leão não tem rescindido será que jogava no Sporting? Obviamente que não é mais que certo. Os miúdos sabem que não vão ter oportunidades daí fugirem todos
Se Leão não tem rescindido será que jogava no Sporting? Obviamente que não é mais que certo. Os miúdos sabem que não vão ter oportunidades daí fugirem todos

Titular.
«Honra, sua, luta, acredita. Somos o Sporting. O Clube de Portugal!»
A aposta na formação nos últimos anos é uma vergonha... fico profundamente triste com o rumo que a nossa academia está a levar... de que adianta apostar em comprar jogadores aos lotes, apostem nestes jovens que o futuro do Sporting será de certeza mais promissor...
Se Leão não tem rescindido será que jogava no Sporting? Obviamente que não é mais que certo. Os miúdos sabem que não vão ter oportunidades daí fugirem todos

Titular.

Mas no Sporting não. Aqui jogam sempre as 3 vacas sagradas e o Leão dividia a bancada com o Jovane e o Miguel Luis
Se Leão não tem rescindido será que jogava no Sporting? Obviamente que não é mais que certo. Os miúdos sabem que não vão ter oportunidades daí fugirem todos

Titular.

Mas no Sporting não. Aqui jogam sempre as 3 vacas sagradas e o Leão dividia a bancada com o Jovane e o Miguel Luis
infelizmente tenho de concordar, nem o leao, nem o felix ou o gedson, se fossem nossos
O Sporting tem sido um degredo estes ultimos tempos. Temos sido peritos em arruinar carreiras a jogadores.

É incrivel como um clube como o nosso tradicionalmente formador agora tem desaproveitado tanto jogador bom. Quanto já custou esta estratégia bacoca ao clube entre ordenados e contratações de entulho para posições onde tinhamos melhor em casa?
Não é só dizer que se aposta na formação e também não é lançar de qualquer maneira jogadores na equipa A. Há jogadores que aos 18 anos pelo sua qualidade podem ser opção para A, mas há outros que só vão estar prontos aos 20,21, 22, tem que sempre ser analisado caso a caso. Para alguns jogadores esta passagem é complicada há jogadores que prometem muito enquanto jovens e chegam a idade adulta e não se conseguem impor, e isso acontece muito em todos os clubes. Para recuperarmos nesta área temos que apostar tudo no recrutamento nas idades mais jovens e depois dar os melhores instrumentos a estes jovens para evoluírem não só como jogadores mas como pessoas também.
Encontro-me profundamente preocupado em relação ao estado da nossa academia. Mesmo neste fórum é frequente ver users a pedir que a academia seja destruída... ignorância. Outros pedem talentos brutos (Ronaldos como já cheguei a ouvir) sem saber a gestão danosa que os nossos espaços de formação estão a sofrer, principalmente quando a academia do Dubai ali ao lado está a bombar.
As mentalidades parece que se inverteram e o Sporting parece estar mais interessado em juntar títulos na formação e ao rendimento imediato, do que em dar os estímulos certos aos seus jogadores. Os jogadores do SLB jogam um escalão/divisão acima relativamente ás restantes equipas das respetivas gerações. Sim é lixado (Luis Nascimento, treinador dos lamps perdeu 2 títulos de iniciados assim) mas em escalões mais á frente depois rebentam connosco como foi o caso dos juniores A (nossa geração de 2000) que foi perder 5-2 com os juniores B do SLB... e alguns de 2002. Depois o pessoal fica todo feliz a adicionar os títulos aos quadros de honra da formação e a gabar-se dos títulos e queixa-se que os outros têm mais jogadores que nós (os campeões) nas seleções jovens!
E isso vai de encontro á parte 2: o nosso recrutamento mudou. Parece-me uma vez mais que olhamos mais para o físico e para o rendimento. Só a título de exemplo: fala-se que vamos contratar um Koné de 2001 (não me lembro do clube).  Um gajo super maturado. E depois?  E também na utilização de jogadores. Dou um exemplo: Bavikson Biai. Jogador dos nossos juniores. Muitos o conhecem como sendo o nosso 6 mas nunca na vida o miúdo é 6! Apenas têm vantagem em metê-lo lá porque ele rebenta com os outros.
E depois vem a parte 3. Os melhores jogadores ao perceberem que não têm os estímulos mais corretos e a ver a carruagem a passar (o Sr Bruno de Carvalho ainda tem de explicar porque acabou com a equipa B) acham que vão querer ficar? Claro que não e assim vamos continuar a perder os nossos melhores jogadores. O Sporting continua a pensar que por ter o nome e a história que tem os miúdos vão querer lá ficar, ficando parados no tempo nesta evolução do futebol de formação português. E digo mais, com o investimento que Braga, Guimarães e Belenenses fizeram nestes últimos tempos não me escandalizava que começassem a lutar taco a taco com Sporting e Porto... Mas o Porto é um caso à parte e uma discussão para outra altura.
O Sporting desde a geração do Bruma só tem metido água na formação, não percebendo a incompetência de quem lá está não dando aos nossos jogadores os melhores estímulo. Nós continuamos a ganhar títulos e os outros a formarem jogadores... Esperemos que com o Varandas esta situação se resvolva... de vez.

In youth football, results aren't that important for the club, for the players it can be important because good results give more moral, give more pleasure, give more confirmation.   I know that in Genk (Belgium) they want the players to do the things that  they have learned in training and that results.  Youth football is developing the skills of the player and put them to play in function of the system.   At Genk the elite players are evaluated 3 a 4 times per season and if they don't develop at the end of the season it's bye bye and another gets his chance.   Parents only get feedback at the moments that the players are evaluated, players that get tactical indications during the game from family are sent away or get punished.   

In Belgium in Youth football there is elite, inter-province, province and regional football.   If you watch a game of the elite  the fans - mostly family - are quiet or only encouraging the football players, if you go to watch a game that isn't elite then the fans are giving tactical guidelines but if you do that at elite level, the player can go.

A player at tactical level has to be ready at 16 - 17 years and most of them can play in more then 3 positions. Off course  that at the best position they will perform better.    If I read here that A squad players have to be "trabalhado by the coach" that is something you don't see there.

Most of the youth players are tactical ready at 16-17 years what they lack is fysical strength and body. But those players learn to play out of the battles, that is by good positionement, fast ball circulation and passing the ball into places where there is space.   

About CR7 Ferguson said he was a diamant that but when he arrived he needed to be polished. Wenger says that a player has to be ready tactically at the age of 16-17.  The head coach of PSG said for youth you only need half a pitch and a video recorder.  Sturaro came to watch Sporting games and study what football Sporting wanted to play.


And only CR7 is that good that he can say I don't do much when the other team has the ball but at Sporting there are a lot of players that don't work when the team hasn't the ball. In Belgium they call it "vuile meters" players don't like those but they are of a vital importance for the defensive stability of the club. 


If I would make a suggestion to Varandas, try to get Michel Ribeiro - a tecnical trainer at Kansas City - to the youth formation.  I know that when he was at Genk he was asked by Porto but he declined the offer. Some years ago he left  Genk and got a job in the youth formation of Kansas City. 








Encontro-me profundamente preocupado em relação ao estado da nossa academia. Mesmo neste fórum é frequente ver users a pedir que a academia seja destruída... ignorância. Outros pedem talentos brutos (Ronaldos como já cheguei a ouvir) sem saber a gestão danosa que os nossos espaços de formação estão a sofrer, principalmente quando a academia do Dubai ali ao lado está a bombar.
As mentalidades parece que se inverteram e o Sporting parece estar mais interessado em juntar títulos na formação e ao rendimento imediato, do que em dar os estímulos certos aos seus jogadores. Os jogadores do SLB jogam um escalão/divisão acima relativamente ás restantes equipas das respetivas gerações. Sim é lixado (Luis Nascimento, treinador dos lamps perdeu 2 títulos de iniciados assim) mas em escalões mais á frente depois rebentam connosco como foi o caso dos juniores A (nossa geração de 2000) que foi perder 5-2 com os juniores B do SLB... e alguns de 2002. Depois o pessoal fica todo feliz a adicionar os títulos aos quadros de honra da formação e a gabar-se dos títulos e queixa-se que os outros têm mais jogadores que nós (os campeões) nas seleções jovens!
E isso vai de encontro á parte 2: o nosso recrutamento mudou. Parece-me uma vez mais que olhamos mais para o físico e para o rendimento. Só a título de exemplo: fala-se que vamos contratar um Koné de 2001 (não me lembro do clube).  Um gajo super maturado. E depois?  E também na utilização de jogadores. Dou um exemplo: Bavikson Biai. Jogador dos nossos juniores. Muitos o conhecem como sendo o nosso 6 mas nunca na vida o miúdo é 6! Apenas têm vantagem em metê-lo lá porque ele rebenta com os outros.
E depois vem a parte 3. Os melhores jogadores ao perceberem que não têm os estímulos mais corretos e a ver a carruagem a passar (o Sr Bruno de Carvalho ainda tem de explicar porque acabou com a equipa B) acham que vão querer ficar? Claro que não e assim vamos continuar a perder os nossos melhores jogadores. O Sporting continua a pensar que por ter o nome e a história que tem os miúdos vão querer lá ficar, ficando parados no tempo nesta evolução do futebol de formação português. E digo mais, com o investimento que Braga, Guimarães e Belenenses fizeram nestes últimos tempos não me escandalizava que começassem a lutar taco a taco com Sporting e Porto... Mas o Porto é um caso à parte e uma discussão para outra altura.
O Sporting desde a geração do Bruma só tem metido água na formação, não percebendo a incompetência de quem lá está não dando aos nossos jogadores os melhores estímulo. Nós continuamos a ganhar títulos e os outros a formarem jogadores... Esperemos que com o Varandas esta situação se resvolva... de vez.

In youth football, results aren't that important for the club, for the players it can be important because good results give more moral, give more pleasure, give more confirmation.   I know that in Genk (Belgium) they want the players to do the things that  they have learned in training and that results.  Youth football is developing the skills of the player and put them to play in function of the system.   At Genk the elite players are evaluated 3 a 4 times per season and if they don't develop at the end of the season it's bye bye and another gets his chance.   Parents only get feedback at the moments that the players are evaluated, players that get tactical indications during the game from family are sent away or get punished.   

In Belgium in Youth football there is elite, inter-province, province and regional football.   If you watch a game of the elite  the fans - mostly family - are quiet or only encouraging the football players, if you go to watch a game that isn't elite then the fans are giving tactical guidelines but if you do that at elite level, the player can go.

A player at tactical level has to be ready at 16 - 17 years and most of them can play in more then 3 positions. Off course  that at the best position they will perform better.    If I read here that A squad players have to be "trabalhado by the coach" that is something you don't see there.

Most of the youth players are tactical ready at 16-17 years what they lack is fysical strength and body. But those players learn to play out of the battles, that is by good positionement, fast ball circulation and passing the ball into places where there is space.   

About CR7 Ferguson said he was a diamant that but when he arrived he needed to be polished. Wenger says that a player has to be ready tactically at the age of 16-17.  The head coach of PSG said for youth you only need half a pitch and a video recorder.  Sturaro came to watch Sporting games and study what football Sporting wanted to play.


And only CR7 is that good that he can say I don't do much when the other team has the ball but at Sporting there are a lot of players that don't work when the team hasn't the ball. In Belgium they call it "vuile meters" players don't like those but they are of a vital importance for the defensive stability of the club. 


If I would make a suggestion to Varandas, try to get Michel Ribeiro - a tecnical trainer at Kansas City - to the youth formation.  I know that when he was at Genk he was asked by Porto but he declined the offer. Some years ago he left  Genk and got a job in the youth formation of Kansas City.

Não concordo com a primeira frase. Isso é como dizer a um pai que não faz mal que o filho dele chumbe na escola todos os anos, porque o importante é participar.

Mas é curioso como primeiro dizes que os resultados não importam e depois dás o exemplo do Genk onde os miúdos levam um chuto no rabo caso não mostrem resultados ao fim de 1 ano.  8)
Os putos da Academia deveria ser obrigados a ver esta entrevista, e já agora os séniores tb.
Sempre aprendiam mais qualquer coisa.


apartir dos 48 mins basta.

O nosso problema não é o formar do Benjamim ao Juvenil. O problema é do Juvenil do segundo ano para o Sénior. O problema do Sporting nos ultimos anos tem vindo a ser esse mesmo. Quando users deste forum dizem que a nossa formação é pior que a do Benfica é errado. O que é e isto é um facto preocupante é ser menos aproveitada. Eles tiram um rendimento muito maior do junior do que nós por exemplo ao colocá-lo em situações de jogar com homens de 10 e 15 anos mais velhos que eles, bem como apostar no momento certo para a equipa titular. Nós vendemos os nossos maiores talentos por truta e meia porque eles próprios sabem que secalhar não vao ser aposta na equipa principal porque não vao ter a oportunidade... Se tivessem com 18 anos preferiam poder jogar numa liga de Honra ou num campeonato de sub 23 por exemplo..? Fica a questao