Ryan Gauld

0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.

Os jogadores nunca têm culpa, é sempre do clube/treinadores.  :mrgreen:


O Gauld mostrou alguns bons pormenores na B e no tempo que teve na A. Nos empréstimos nunca esteve muito bem, também nunca esteve muito mal....e tem sido isto, um pãozinho sem sal no que toca ao futebol. Depois as expectativas não ajudam, novo Messi, depois dizia-se que era o novo Modric .

 :inde:
o problema do Gauld acabou por ser qualidade insuficiente para jogar no Sporting. O mesmo problema que o Geraldes.

Cada um depois tapa esta realidade com as peneiras que entender
Simplesmente não tem qualidade, não teve a evolução esperada....
A nossa força é BRUTAL!!!
O problema foram as expectativas demasiado altas(é ler os primeiros posts do tópico) e uma qualidade que não correspondia à mesmas.

Podia-se ter pago menos pelo seu passe(estava claramente inflacionado), mas era um prospecto com alguma fama na altura e o clube achou que merecia a aposta.

Não é certamente o negócio que mais críticas merece, havia alguma lógica que sustentava o investimento.Já casos como o Alan Ruiz onde disparam sinais de perigo por todo o lado, esses sim são mais difíceis de compreender.

Em retrospectiva mantenho a mesma opinião de sempre, quando lhe foram detectadas insuficiências no seu jogo devia-se ter feito esforços para tentar a sua colocação no Championship.Com alguma sorte renderia o suficiente para algum clube pelo menos cobrir o investimento que o Sporting fez.
Sempre gostei do que vi quando o jogador jogou e penso que numa aposta mais fixa beneficiaria ambas as partes.

A gestão da sua carreira por nossa parte é uma aberração, desde cancelamento de empréstimos a jogar em posições que nunca foram as dele.

É mais um.
"Para mim , o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres , mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre!" - Ivone De Franceschi
O problema foram as expectativas demasiado altas(é ler os primeiros posts do tópico) e uma qualidade que não correspondia à mesmas.

Podia-se ter pago menos pelo seu passe(estava claramente inflacionado), mas era um prospecto com alguma fama na altura e o clube achou que merecia a aposta.

Não é certamente o negócio que mais críticas merece, havia alguma lógica que sustentava o investimento.Já casos como o Alan Ruiz onde disparam sinais de perigo por todo o lado, esses sim são mais difíceis de compreender.

Em retrospectiva mantenho a mesma opinião de sempre, quando lhe foram detectadas insuficiências no seu jogo devia-se ter feito esforços para tentar a sua colocação no Championship.Com alguma sorte renderia o suficiente para algum clube pelo menos cobrir o investimento que o Sporting fez.

Não concordo e não acho que as expectativas tenham sido demasiado altas. Lembro-me que quando se falou na contratação do Gauld para o Sporting CP, se discutiu a valia de dois outros jogadores do Dundee UTD: um destes era o John Souttar que está a fazer uma carreira regular na SPL e o outro é o Andrew Robertson que dispensa apresentações.

A contratação do Gauld (tal como a do Slavchev) foi completamente justificada. Era um jovem com um potencial grande e que já vinha com experiência de primeira liga / futebol sénior. Para mim o erro foi pegar no miúdo e mandá-lo para a B. Um jogador que vem com experiência de primeira liga tem mais é que ser integrado no plantel principal para ir crescendo junto dos outros. Pode ir acumulando minutos na B, mas tinha qualidade suficiente para ir integrando o plantel principal. Tal como tinha, por exemplo, o Wallyson (naquela data). O Sporting CP limitou-se a deixá-lo ali a fazer não se sabe muito bem porquê e depois espeta-o em dois ou três empréstimos completamente desprovidos de sentido. 
Sempre gostei do que vi quando o jogador jogou e penso que numa aposta mais fixa beneficiaria ambas as partes.

A gestão da sua carreira por nossa parte é uma aberração, desde cancelamento de empréstimos a jogar em posições que nunca foram as dele.

É mais um.

 :arrow: :arrow: :arrow:

Gestão de carreira completamente disparatada.
O problema foram as expectativas demasiado altas(é ler os primeiros posts do tópico) e uma qualidade que não correspondia à mesmas.

Podia-se ter pago menos pelo seu passe(estava claramente inflacionado), mas era um prospecto com alguma fama na altura e o clube achou que merecia a aposta.

Não é certamente o negócio que mais críticas merece, havia alguma lógica que sustentava o investimento.Já casos como o Alan Ruiz onde disparam sinais de perigo por todo o lado, esses sim são mais difíceis de compreender.

Em retrospectiva mantenho a mesma opinião de sempre, quando lhe foram detectadas insuficiências no seu jogo devia-se ter feito esforços para tentar a sua colocação no Championship.Com alguma sorte renderia o suficiente para algum clube pelo menos cobrir o investimento que o Sporting fez.

Não concordo e não acho que as expectativas tenham sido demasiado altas. Lembro-me que quando se falou na contratação do Gauld para o Sporting CP, se discutiu a valia de dois outros jogadores do Dundee UTD: um destes era o John Souttar que está a fazer uma carreira regular na SPL e o outro é o Andrew Robertson que dispensa apresentações.

A contratação do Gauld (tal como a do Slavchev) foi completamente justificada. Era um jovem com um potencial grande e que já vinha com experiência de primeira liga / futebol sénior. Para mim o erro foi pegar no miúdo e mandá-lo para a B. Um jogador que vem com experiência de primeira liga tem mais é que ser integrado no plantel principal para ir crescendo junto dos outros. Pode ir acumulando minutos na B, mas tinha qualidade suficiente para ir integrando o plantel principal. Tal como tinha, por exemplo, o Wallyson (naquela data). O Sporting CP limitou-se a deixá-lo ali a fazer não se sabe muito bem porquê e depois espeta-o em dois ou três empréstimos completamente desprovidos de sentido.

Ainda para mais na época em que chegou tinha espaço para ser aposta (se a qualidade do 11 era bastante aceitável, o banco era um terror).
Podia e devia ter sido aposta. Não foi e perdeu o comboio.
Isto também aliado a uma má gestão da carreira
Mesma coisa para Geraldes e Iuri.
Já deixei de acreditar em jogadores que vão explodir passados não sei quantos anos e ganhar um lugar na equipa.
Podia e devia ter sido aposta. Não foi e perdeu o comboio.
Isto também aliado a uma má gestão da carreira
Mesma coisa para Geraldes e Iuri.
Já deixei de acreditar em jogadores que vão explodir passados não sei quantos anos e ganhar um lugar na equipa.

A questão é mesmo essa. Os jogadores não explodem passados não sei quantos anos. Os jogadores explodem se forem aposta de maneira regular e constante. O Gelson Martins andava a fazer boas exibições na equipa B. Foi parar à equipa principal do Sporting CP e foi aposta com continuidade. Continuou a fazer boas exibições e foi crescendo enquanto crescer foi possível.

O João Mário idem. O Adrien idem. O Cedric idem. Os jogadores explodem quando têm qualidade e continuidade na aposta que se faz neles. O pessoa está à espera que o Iuri, o Gauld ou o Geraldes expludam onde? O Gauld já explodiu no Dundee Utd. O Iuri já explodiu em três empréstimos em Portugal. O Geraldes já explodiu noutros dois.

Ou se criam condições para que estes jogadores sejam aposta e o Sporting CP assume-se, uma vez mais, como um clube que tem condições para que os jogadores que vêm da formação tenham espaço para ser aposta ou então não se criam condições e o Sporting CP assume, de uma vez por todas, que já deixou de ser há muito tempo um clube que se preocupa com a aposta em jogadores da formação.

É que criar condições para que os jogadores da formação tenham espaço não tem que ver com a compra e de colchões e renovação de relvados na academia. Tem que ver, acima de tudo, com a redução do número de aquisições disparatadas que se fazem. Por exemplo, o Diaby foi uma contratação disparatada quando já cá estava o Matheus Pereira. Emprestar o Matheus Pereira para ficar com o Diaby foi um disparate.
O jogador explodiu no Dundee, mas entre explodir no campeonato escocês e no português vai uma diferença de pólvora que nunca mais acaba. O próprio jogador reconheceu isso.

O que deveria ter acontecido... bem, várias coisas. O jogador não deveria ter sido condicionado a médio centro, a equipa B deveria ter tido melhor ligação com a A (ou melhor, deveria ter tido ligação...), promovendo alguns jovens a rodar mais vezes, ter sido sacado do Setúbal quando se afirmava foi prejudicial, o 2º empréstimo deveria ter sido para uma  Championship ou Premiership.

Assim talvez tivesse evoluído para ter lugar. 
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
Jogador mediano cujos os dotes foram extremamente inflacionados por alguns foristas. Que tenha uma boa carreira fora do clube se o conseguirmos vender.
Este jogador na equipa principal, vi com os meus olhos, marcou 2 golos no restelo pela equipa principal...e cagaram nele.
Em vez de terem acreditado e apostado nele, cagaram nele. Uma vergonha o que lhe fizeram.
Este jogador na equipa principal, vi com os meus olhos, marcou 2 golos no restelo pela equipa principal...e cagaram nele.
Em vez de terem acreditado e apostado nele, cagaram nele. Uma vergonha o que lhe fizeram.

A fase em que eu vi o Gauld a jogar melhor futebol nem foi essa. Foi naquela altura em que esteve emprestado ao Setúbal e depois - devido a um “incidente diplomático” - foi retirado de lá a meio da época e posto na nossa equipa B. Nos jogos que fez nessa altura na B, fez mais do que suficiente para ter tido uma oportunidade na equipa principal. Depois disso tem sido sempre a descer...
A informação que me chegou é que esta é a minha assinatura. Vale o que vale...
O gauld não foi aposta do jesus porque não foi ele que escolheu. Simples.
Ah e o cancelamento do empréstimo ao vitoria de Setúbal ‘matou-o’ por completo.
Vinha a ser o melhor jogador deles e depois foi o que se viu.

Gerimos muito mal a carreira dele.
Fico com pena, acho que tinha um excelente potencial.
O gauld não foi aposta do jesus porque não foi ele que escolheu. Simples.
Ah e o cancelamento do empréstimo ao vitoria de Setúbal ‘matou-o’ por completo.
Vinha a ser o melhor jogador deles e depois foi o que se viu.

Gerimos muito mal a carreira dele.
Fico com pena, acho que tinha um excelente potencial.

Este jogador foi morto por duas birras...a do JJ que nunca apostou nele por não ser escolha dele e não ter "físico", e do BdC que o retirou do Setúbal quando o rapaz se estava a impor, só por causa daquela confusão da nossa eliminação no Bonfim...típico no Sporting, sempre fomos o clube onde as vontades próprias são lei, depois perguntam se porque não somos campeões há 18 anos e não temos uma estrutura profissional...
Este jogador na equipa principal, vi com os meus olhos, marcou 2 golos no restelo pela equipa principal...e cagaram nele.
Em vez de terem acreditado e apostado nele, cagaram nele. Uma vergonha o que lhe fizeram.

A fase em que eu vi o Gauld a jogar melhor futebol nem foi essa. Foi naquela altura em que esteve emprestado ao Setúbal e depois - devido a um “incidente diplomático” - foi retirado de lá a meio da época e posto na nossa equipa B. Nos jogos que fez nessa altura na B, fez mais do que suficiente para ter tido uma oportunidade na equipa principal. Depois disso tem sido sempre a descer...

Não acho que tenha sido a melhor fase. O Gauld destacou-se pela regularidade. Não me lembro de um único jogo que tenha sido mau. No empréstimo ao Setúbal demorou a entrar na equipa. É tirado de lá quando consolidou o lugar como titular. Foi uma estupidez.
A caminho do Moreirense diz o Rascord
A caminho do Moreirense diz o Rascord
Olhaaaaa

Querem ver que ainda vai a tempo de fazer carreira na primeira liga?
A caminho do Moreirense diz o Rascord
Olhaaaaa

Querem ver que ainda vai a tempo de fazer carreira na primeira liga?
As tts ainda o dão.