[Mundial 2014] Informações Gerais

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.




INTRODUÇÃO

O Mundial 2014 vai ser realizado no Brasil, de 12 de Junho a 13 de Julho.
A competição vai decorrer em 12 cidades e 12 estádios.
A abertura será em São Paulo com a grande final a acontecer no mítico Maracanã, no Rio de Janeiro.

Uma vez mais Portugal está presente entre as 32 seleções. A Europa leva 13 seleções, América do Sul 6, América do Norte 4, África 5, Ásia 4. Desta vez a Oceania não participa.

O Sorteio realizado em Dezembro de 2013 ditou os seguintes grupos:
:


GRUPOS

Grupo A (clique para o tópico)
Brasil
Croácia
México
Camarões

Os torcedores que forem a São Paulo, Fortaleza e Brasília para acompanhar a Seleção Brasileira na fase de grupos da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 verão os comandados de Luiz Felipe Scolari encararem rivais diante dos quais, historicamente, o país leva uma boa vantagem. Mas quase sempre com um quê de dificuldade.

Todos confrontos serão, para o Brasil, reedições de duelos de Copas passadas. A estreia em 2014, inclusive, será contra a Croácia, mesma adversária do jogo de abertura da campanha canarinho em 2006, na Alemanha. Na ocasião, Kaká deu a vitória à Seleção. As lembranças de Camarões também são boas. Nos Estados Unidos, em 1994, com gols de Romário, Bebeto e Márcio Santos, o Brasil aplicou 3 a 0 e conquistou a vaga na segunda rodada do torneio que veria o capitão Dunga erguer a taça. Contra o México, será o quarto confronto em uma Copa. Até agora, são três vitórias brasileiras, com 11 gols marcados e nenhum sofrido. Na última delas, em 1962, a Seleção também terminou com o troféu nas mãos.

Acontece que, no caso dos mexicanos, é inevitável mencionar, lado a lado com esse retrospecto positivo, uma série recente de derrotas frustrantes, em momentos decisivos. Apenas finais perdidas pela Seleção foram quatro: a da Copa das Confederações da FIFA 1999, a do Torneio Olímpico de Futebol de Londres 2012 e as de duas edições da Copa Ouro, em 1996 e 2003. Isso para não falar das categorias inferiores, em que os brasileiros caíram para o México, por exemplo, na decisão da Copa do Mundo Sub-17 da FIFA Peru 2005 e, recentemente, nas quartas de final do Sub-17 dos Emirados Árabes 2013, em outubro.

As seleções
Os quatro grupos vivem momentos bastante distintos. Enquanto o Brasil vem cheio de confiança após o título da Copa das Confederações da FIFA 2013, o México passou recentemente por momento turbulento. Os astecas trocaram de técnico duas vezes em um período de três meses, até que Miguel Herrera assumiu, e a vaga, que quase escapou durante as eliminatórias da CONCACAF, foi conquistada na repescagem. A Croácia também precisou do Play-Off para carimbar seu passaporte rumo ao Brasil e, assim como o México, promoveu um novo técnico antes da repescagem. Com Niko Kovac no comando, a seleção croata empatou em 0 a 0 na Islândia e derrotou a seleção nórdica no jogo de volta, em Zagreb. Camarões, por sua vez, carimbou seu passaporte em casa. Depois de um jogo sem gols na Tunísia, aplicou uma goleada por 4 a 1 diante de sua torcida e classificou-se.

Fique de olho
Neymar (BRA), Fred (BRA), Thiago Silva (BRA), Oribe Peralta (MEX), Raúl Jimenez (MEX), Samuel Eto'o (CMR), Alexandre Song (CMR), Mario Mandzukic (CRO) e Luka Modric (CRO).

O jogo
México x Croácia: com a Seleção Brasileira como favorita no Grupo A, astecas e croatas devem lutar com tudo na última rodada, marcada para 23 de junho, em Recife. O duelo reúne duas seleções que passaram por momentos turbulentos nas eliminatórias, com trocas de técnicos, mas que, em condições normais, jogam um futebol ofensivo e de bom toque de bola.

No passado
Brasil 1 x 0 Croácia, 13 de junho de 2006, Berlim
Detentora do título mundial na ocasião, a Seleção Brasileira entrou no Olympiastadion com o objetivo manter o troféu em sua posse. Em um jogo equilibrado, o talento de Kaká fez a diferença. O meia-atacante acertou um belo chute colocado aos 44 minutos do primeiro tempo e fez o gol da vitória brasileira. Atual técnico da seleção croata, Niko Kovac não tem boas lembranças daquele dia, já que saiu de campo lesionado ainda na primeira etapa.

Você sabia?
Desde a Copa do Mundo de 1982, na Espanha, o Brasil sempre garantiu vaga nos fases finais após duas partidas. A última vez que a Seleção precisou de três jogos para se classificar foi em 1978, na Argentina, quando derrotou a Áustria graças a um gol de Roberto Dinamite e, enfim, avançou.



Grupo B (clique para o tópico)
Espanha
Holanda
Austrália
Chile

As lembranças da última edição da Copa do Mundo da FIFA estarão bem vivas no Grupo B do Brasil 2014, que terá nada mais, nada menos que os dois finalistas da África do Sul 2010. Tudo indica que Espanha, última campeã, e Holanda, atual vice, lutarão pela liderança de uma chave em que o Chile, adversário de grupo da seleção de Vicente del Bosque há quatro anos, deverá correr por fora na briga pelas duas vagas para as oitavas de final. A Austrália, por fim, tentará fazer o papel de azarão.

As seleções
A Espanha iniciará a defesa do título conquistado na África do Sul diante de dois países que enfrentou justamente em 2010 e confiando no mesmo grupo de jogadores que tantas vitórias somaram desde 2008. A Holanda chega ao Brasil após uma campanha impecável nas eliminatórias, em que Robin Van Persie, com 11 gols, despontou como a grande referência da renovada seleção de Louis Van Gaal. Já o Chile, terceiro colocado no torneio classificatório sul-americano, conta com uma talentosa geração liderada por Alexis Sánchez e Arturo Vidal e aposta na proposta de futebol ofensivo de Jorge Sampaoli, técnico que substituiu Claudio Borghi no final de 2012 e deu sequência ao legado de Marcelo Bielsa. A Austrália, por sua vez, encara sua quarta participação na Copa do Mundo, a terceira consecutiva, em meio às dúvidas suscitadas por uma classificação repleta de altos e baixos e em plena reformulação após a chegada do novo treinador, Ange Postecoglou.

Fique de olho
Xavi (ESP), Andrés Iniesta (ESP), Xabi Alonso (ESP), Arjen Robben (NED), Robin Van Persie (NED), Rafael Van Der Vaart (NED), Arturo Vidal (CHI), Alexis Sánchez (CHI), Claudio Bravo (CHI), Tim Cahill (AUS) e Lucas Neill (AUS).

O jogo
Espanha x Chile
As duas Rojas frente a frente. Esse duelo da segunda rodada do Grupo B pode definir o destino de ambas as seleções no torneio. Será a quarta vez que elas medirão forças em apenas quatro anos. Depois da partida válida pela primeira fase na África do Sul, houve três amistosos, com o último deles terminando empatado em 2 a 2. Será uma oportunidade de ouro para os chilenos conquistarem uma vitória inédita sobre os espanhóis.

No passado
Holanda 0 x 1 Espanha, 11 de julho de 2010, Johanesburgo
O destino decidiu promover o reencontro de holandeses e espanhóis quatro anos depois da final sul-africana. Naquela ocasião, o gol de Andrés Iniesta aos 11 minutos do segundo tempo da prorrogação deu à Roja sua primeira vitória sobre a Laranja Mecânica, que morreu na praia como vice-campeã pela terceira vez na história.

Você sabia?
Com o título na África do Sul 2010, a Espanha se tornou o oitavo país a conquistar a Copa do Mundo da FIFA e o primeiro a erguer a taça após ter largado com uma derrota, já que a seleção de Vicente del Bosque perdeu para a Suíça por 1 a 0 na estreia



Grupo C (clique para o tópico)
Colômbia
Grécia
Costa do Marfim
Japão

Possivelmente a mais aberta e imprevisível das oito chaves, o Grupo C conta com quatro seleções que nunca se encontraram em Copas do Mundo da FIFA™. Garantido, porém, está um interessante embate entre escolas de diferentes continentes, já que a Colômbia exibirá o talento sul-americano diante de seleções (Japão, Costa do Marfim e Grécia) que ilustram as potências tradicionais de suas próprias regiões.

As seleções
A Colômbia é a cabeça de chave e favorita para passar para as oitavas de final, enquanto o Japão chega ao torneio como atual campeão asiático. Mas, dada a natureza deste grupo, não seria nenhuma surpresa se a Costa do Marfim ou a Grécia (ou ambas) acabassem conseguindo se classificar.

Fique de olho
Radamel Falcao (COL), James Rodríguez (COL), Georgios Samaras (GRE), Konstantinos Mitroglou (GRE), Yaya Touré (CIV), Didier Drogba (CIV), Keisuke Honda (JPN) e Shinji Kagawa (JPN).

O jogo
Japão x Costa do Marfim
No encontro entre Ásia e África, a complexidade japonesa estará diante da velocidade e da força dos marfinenses. Parece prato cheio para uma festa do futebol em Recife, onde ambos se enfrentarão em suas estreias. Uma vitória para qualquer uma das equipes também representará um enorme passo rumo às oitavas.

No passado
Japão 0 x 1 Colômbia, 22 de junho de 2003, Saint-Étienne
Enquanto a França, anfitriã da Copa das Confederações da FIFA 2003 já havia se classificado com tranquilidade para a fase seguinte, Colômbia e Japão ainda lutavam pela vaga restante da chave e sabiam que apenas o vencedor dessa partida, a última de ambos, passaria para as quartas de final. O campeão asiático teve algumas chances, principalmente na cabeçada de Naohiro Takahara, que acertou a trave. Mas os sul-americanos selaram uma merecida vitória também de cabeça, com Giovanni Hernández aos 23 do segundo tempo. "O Japão foi um adversário de primeira, o que torna esta vitória ainda mais saborosa", afirmou o técnico colombiano, Francisco Maturana, cuja equipe foi eliminada por Camarões na fase seguinte, na trágica partida em que Marc-Vivien Foé faleceu em campo.

Você sabia?
Nenhuma destas quatro seleções jamais passou das oitavas de final de uma Copa do Mundo, e apenas Colômbia e Japão conseguiram sair da fase de grupos ao menos uma vez. Por outro lado, as marcas foram feitas para serem quebradas, e todos deste quarteto entrarão em campo para provar que têm o que é preciso para ir longe no Brasil.



Grupo D (clique para o tópico)
Uruguai
Costa Rica
Inglaterra
Itália

O clima do Grupo D já ficou tenso logo após o sorteio das duas primeiras bolas, que revelaram a presença de dois países que foram campeão e vice nos respectivos torneios continentais. Uruguai e Itália acompanhavam ansiosamente quando foi sorteado mais um campeão mundial, a Inglaterra, seguida pela Costa Rica, formando uma chave totalmente imprevisível. No total, essas seleções já levantaram o troféu da Copa do Mundo sete vezes e pelo menos um dos campeões chegará aos mata-matas com o moral de ter superado um teste muito difícil.

As seleções
Considerando que o Uruguai se sagrou campeão da Copa América 2011 e a Itália foi vice-campeã da Euro 2012, ambos poderiam ser considerados favoritos, mas a Inglaterra chegou ao Brasil sem nenhuma derrota nas eliminatórias e não pode ser descartada. Embora a Costa Rica seja a equipe com menos chances no papel, os seus adversários no torneio classificatório da CONCACAF com certeza não descreveriam um duelo contra os costa-riquenhos como uma tarefa fácil.

Fique de olho
Luis Suárez (Uruguai), Edinson Cavani (Uruguai), Diego Forlán (Uruguai), Joel Campbell (Costa Rica), Bryan Ruiz (Costa Rica), Wayne Rooney (Inglaterra), Daniel Sturridge (Inglaterra) Jack Wilshere (Inglaterra), Andrea Pirlo (Itália), Guiseppe Rossi (Itália), Mario Balotelli (Itália).

O jogo
Itália x Uruguai
Os dois países se enfrentaram recentemente na disputa do bronze da Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013, vencida pelos italianos nos pênaltis depois de um emocionante empate em 2 a 2. Cerca de um ano depois, eles voltarão a se encontrar em Natal. Como o duelo acontecerá na última rodada do Grupo D, há boas chances de que a partida seja decisiva para definir quem permanecerá na competição. Se italianos e uruguaios proporcionarem um jogo tão bom quanto o de Salvador em 2013, os espectadores terão muitas emoções pela frente.

No passado
Uruguai 4 x 2 Inglaterra, 26 de junho de 1954, Estádio St. Jakob
Poucos dias antes do aniversário de 60 anos do primeiro duelo em torneios oficiais entre as duas seleções, elas voltarão a se enfrentar em São Paulo, evocando muitas memórias do confronto cheio de gols na Suíça 1954. Os sul-americanos eram os então campeões mundiais e se encaminhavam às semifinais pela terceira vez em três participações em Mundiais, mas a Inglaterra foi páreo duro. Até então, os uruguaios não haviam sofrido nenhum gol, mas os dois gols ingleses de Nat Lofthouse e Tom Finney não foram suficientes para parar a Celeste Olímpica.

Você sabia?
A Costa Rica protagonizou uma fantástica virada para 2 a 1 contra a Suécia no seu jogo final da fase de grupos na primeira Copa do Mundo que disputou, na Itália 1990, classificando-se para as oitavas de final atrás do Brasil. Roger Flores e Hernán Medford, que também estavam presentes na Coreia do Sul/Japão 2002, marcaram os gols da vitória.



Grupo E (clique para o tópico)
Suíça
Equador
França
Honduras

Mais uma vez, o destino colocou suíços e hondurenhos juntos na mesma chave da Copa do Mundo da FIFA. Assim como na África do Sul 2010, as duas seleções se enfrentarão na fase de grupos do Brasil 2014. A Suíça, para muitos analistas, deu sorte ao pegar uma das chaves tidas como mais fáceis. Ela é a favorita ao lado da França, campeã mundial de 1998. O Equador, seleção que enfrentou dificuldades para confirmar classificação direta à Copa do Mundo pela zonal sul-americana, possui um futebol rápido e de vigor físico, mesmo estilo de Honduras, que conquistou uma histórica vitória sobre o México no Estádio Azteca na sua caminhada rumo ao Brasil.

As seleções
Depois de dominar o seu grupo das eliminatórias europeias e ficar sete pontos à frente da vice-líder Islândia, a Suíça volta a entrar em uma chave bem acessível. Por sua vez, a França teve de enfrentar a campeã mundial e europeia Espanha na fase inicial das eliminatórias, antes de fazer dois jogos dramáticos contra a Ucrânia na repescagem. Apesar dos problemas, o selecionado do técnico Didier Deschamps tem alguns dos melhores jogadores do mundo e deverá meter medo em Honduras e também no Equador, seleção que por pouco não perdeu a vaga direta para o Uruguai nas eliminatórias sul-americanas.

Fique de olho
Granit Xhaka (SUI), Xherdan Shaqiri (SUI), Valon Behrami (SUI), Hugo Lloris (FRA), Patrice Evra (FRA), Franck Ribéry (FRA), Karim Benzema (FRA), Walter Ayoví (ECU), Antonio Valencia (ECU), Wilson Palacios (HON), Roger Espinoza (HON).

O jogo
Suíça x França: Embora a Suíça de Ottmar Hitzfeld seja a cabeça de chave e tenha vencido o seu grupo das eliminatórias, muitos apontarão a França como o time a ser batido no Grupo E. Se os franceses conseguirem evitar os problemas internos que atrapalharam os seus planos em 2010, e se os suíços aliarem eficiência ofensiva à conhecida solidez defensiva (sofreram só seis gols nas eliminatórias), o confronto terá tudo para decidir o primeiro lugar da chave.

No passado
Suíça 0 x 0 Honduras, 25 de junho de 2010, Mangaung/Bloemfontein
A única vez em que suíços e hondurenhos se encontraram em uma Copa do Mundo da FIFA foi na África do Sul 2010, e aquele foi um jogo para esquecer. Depois de começar muito bem o torneio, a Suíça perdeu o fôlego e os gols. O empate em 0 a 0 com Honduras, que já estava eliminada, foi uma grande frustração. Ambas as seleções têm agora outra chance para passar uma borracha no passado e escrever uma nova história.

Você sabia?
A Suíça foi a responsável pela única derrota da Espanha nas três últimas competições vencidas pela Fúria — duas Eurocopas seguidas e uma Copa do Mundo da FIFA. Campeã europeia invicta em 2008 e 2012, a seleção espanhola tomou uma lição de disciplina tática dos suíços no seu jogo de estreia na Copa do Mundo da FIFA 2010. Mesmo com pouquíssima posse de bola em Durban, os suíços souberam jogar no contra-ataque e venceram por 1 a 0 graças a um gol de Gelson Fernandes. "Foi a maior noite da história do futebol suíço", descreveu o atacante Blaise Nkufo. Porém, no fim, a Espanha conquistou o título da Copa do Mundo, enquanto a Suíça caiu logo na fase de grupos.

O número
 


Grupo F (clique para o tópico)
Argentina
Bósnia e Herzegovina
Irão
Nigéria

O Grupo F vai ter uma partida que se tornou uma partida clássica e 5 que nunca pisaram os grandes palcos antes, parte da razão é devida à primeira participação da Bosnia e Herzegovina no FIFA World Cup™, enquanto o  Irão aprenas defrontou os seus rivais do grupo em amigáveis.

Em relação a Argentina e Nigéria, os outros dois lutadores no grupo, não há muito que desconheçam acerca do outro. O seu encontro no próximo Junho será o último evento numa rivalidade acesa entre os dois lados, liderada por Leonel Messi e John Obi Mikel, que se defrontaram três vezes em grandes competições, em estágios diferentes: a final do Campeonato do Mundo U-20 Holanda 2005, a partida doa medalha de ouro nos Jogos Olímpicos em Pequim 2008, e afase de grupos em Africa do Sul 2010. Nas três ocasiões a Argentina venceu.  

As selecções
Não há muito que já não se tenha dito acerca dos bicampeões Argentina ou de Messi, que renovou a sua aposta de levantar a taça. Os comandados de Alejandro Sabella são os favoritos a vencer um grupo em que os actuais campeões africanos Nigéria pretendem aproveitar a experiência acumulada das ultimas quatro participações. Entretanto, a Bósnia vai tentar repetir o tipo de futebol excitante que os tornou a quarta melhor equipa com melhor ataque da fase de qualificação europeia e o Irão, liderado por Carlos Queiroz tem a esperança na solidez defensiva combinada com os atributos técnicos  há muito tempo reconhecidos.

Fique de olho
Lionel Messi, (ARG), Sergio Aguero (ARG), Gonzalo Higuain (ARG), John Obi Mikel (NGA), Victor Moses (NGA), Victor Obinna (NGA), Edin Dzeko (BIH), Vedad Ibisevic (BIH), Miralem Pjanic (BIH), Reza Ghoochannejhad (IRN), Javad Nekounam (IRN), Karim Ansari (IRN).

O jogo
Bosnia X Nigeria: Numa secção em que a maioria espera que a Argentina vença, jogos como este vão ser cruciais em decidirem quem segue em frente. O conjunto europeu terá o desafio em actuar em circunstancias nunca conhecidas, enquanto os nigerianos estarão à espera de uma chance de chegar a fase a eleminar pela primeira vez desde França 1998.     

No passado
Argentina 2 x 1 Nigéria, 25 Junho 1994, Boston
Este jogo, que ficara sempre na memória como ultima partida de Diego Armado Maradona pelo seu país, dentro de uma Argentina recheada de estrelas como El Diez, Claudio Caniggia, Fernando Redondo e Gabriel Batistuta contra a equipa da Nigéria em grande forma e apresentando Rashidi Yekini, Finidi George e Emmanuel Amunike. Os africanos começam uma surpreendente liderança cedo no jogo, por Samson Siasia, apenas para Caniggia virar o jogo com o típico bis predatório. O grito do atacante louro de “Diego, Diego”, implorando a Maradona para lhe dar o passe que daria origem ao segundo golo, é um momento icónico para os fans argentinos.

Você sabia?
Bosnia e Herzegovina, que realizaram o seu primeiro jogo oficial como seleção nacional independente em Novembro 1995, estiveram perto da estreia no Africa do Sul 2010 mas perderam o play-off para Portugal. 24 dos seus 26 jogadores mais utilizados jogam fora do país.



Grupo G (clique para o tópico)
Alemanha
Portugal
Gana
Estados Unidos

A Alemanha é, sem dúvidas, a grande favorita do Grupo G. A tricampeã mundial também está entre as mais cotadas para levantar a taça e conta com um ótimo retrospecto nas quatro últimas participações em grandes torneios (Mundiais de 2006 e 2010 e Eurocopas de 2008 e 2012), nas quais terminou sempre entre os quatro melhores. Já Portugal quer a desforra da derrota com os germânicos, por 1 a 0, na estreia do Campeonato da Europa de 2012, onde também chegou às semifinais.

As seleções
Nenhuma equipe pode ser subestimado. Na Euro 2012, Portugal perdeu por 1 a 0 com a Alemanha, mas provou que, se estiver em um bom dia, pode jogar de igual para igual com qualquer adversário. No Brasil, os lusos também terão pela frente a seleção de Gana, naquele que será o primeiro encontro na história das duas seleções. Já os ganeses tentarão repetir a boa campanha do último Mundial, no qual, mesmo com uma derrota por 1 a 0 para os alemães, acabaram se classificando com um melhor saldo de gols na disputa com a Austrália pela segunda vaga.

Fique de olho
Mesut Özil (GER), Thomas Müller (GER), Cristiano Ronaldo (POR), João Moutinho (POR), Kevin-Prince Boateng (GHA), André Ayew (GHA), Landon Donovan (USA), Jozy Altidore (USA)

O jogo
EUA x Alemanha, 26 de junho
Essa será uma partida especial não só devido às atuais colocações das duas seleções no Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola, mas também por causa de toda a história por trás do confronto. Coincidentemente, quem está no comando dos Estados Unidos é o alemão Jürgen Klinsmann, que esteve à frente dos germânicos entre 2004 e 2006 e contribuiu em grande parte para a boa campanha da seleção na Copa do Mundo da FIFA 2006, disputada em casa. Após deixar o cargo, Klinsmann acabou substituído pelo então auxiliar-técnico Joachim Löw. Desde então, a Alemanha vem jogando cada vez melhor.  

No passado
EUA 1 x 2 Gana, 26 de junho de 2010 (oitavas de final da Copa do Mundo)
As duas seleções protagonizaram um duelo eletrizante no Estádio Royal Bafokeng, em Rustenberg. Logo aos cinco minutos da etapa inicial, Kevin-Prince Boateng colocou os africanos à frente no placar. O empate viria aos 17 do segundo tempo, em um pênalti convertido por Landon Donovan. Na prorrogação, Asamoah Gyan marcou aquele que seria o gol da classificação dos ganeses. Com a vitória, Gana foi às quartas como último sobrevivente do continente africano naquele Mundial.

Você sabia?
Portugal e Alemanha se enfrentaram em três das últimas quatro grandes competições, sempre com derrotas lusitanas. No Mundial de 2006, a Alemanha levou a disputa de terceiro lugar com uma vitória por 3 a 1. Dois anos depois, os portugueses se despediram da Eurocopa com uma derrota para os alemães na semifinal. Em 2012, na mesma competição, os germânicos levaram a melhor sobre os ibéricos com um 1 a 0 na fase de grupos. Assim, não é nenhuma surpresa que Cristiano Ronaldo tenha declarado, antes do sorteio que "não seria bom enfrenta-los logo de cara". Infelizmente, o desejo não foi atendido.



Grupo H (clique para o tópico)
Bélgica
Argélia
Rússia
Coreia do Sul

O Grupo H promete ser um dos mais equilibrados da primeira fase, com dois selecionados europeus sólidos, a Bélgica e a Rússia, que partirão como favoritos diante de duas formações em plena renovação, a Argélia e a Coreia do Sul.

As seleções
As quatro equipes da chave totalizam nada menos que 28 participações em Mundiais anteriores. Só os belgas estiveram em 11 edições do torneio, a última delas em 2002, enquanto a Coreia do Sul já disputou nove, a Rússia cinco e a Argélia quatro. Portanto, ninguém estará em terreno desconhecido e é difícil fazer prognósticos indiscutíveis, mas a Bélgica conta com uma geração dourada e um treinador que sabe tirar o melhor dos seus talentos, embora eles ainda precisem demonstrar que não se intimidarão com o status de favoritos. Por sua vez, os russos desembarcarão no Brasil com grandes ambições, inclusive a de fazer boa campanha antes de sediarem a Copa de 2018.

Vale notar ainda que, na atual configuração, a Coreia do Sul e a Bélgica são os únicos representantes do grupo que já chegaram às semifinais da competição, os europeus em 1986 e os asiáticos como anfitriões, em 2002 – a Rússia, então como a União Soviética, foi semifinalista em 1966. Já para a seleção argelina, a primeira meta será encontrar o caminho das redes, depois de ter passado em branco nas três partidas que disputou em 2010 — aliás, uma delas contra a Inglaterra (0 a 0) então treinada por Fabio Capello, hoje no banco da Rússia.

Fique de olho
Eden Hazard (Bélgica), Romelu Lukaku (Bélgica), Marouane Fellaini (Bélgica), Sofiane Feghouli (Argélia), Saphir Taider (Argélia), Kim Bo-Kyung (Coreia do Sul), Koo Ja-Cheol (Coreia do Sul), Park Chu-Young (Coreia do Sul), Igor Akinfeev (Rússia) e Aleksandr Kokorin (Rússia)

O jogo
Bélgica x Rússia
No dia 22 de junho de 2014 no Estádio do Maracanã, as duas equipes provavelmente disputarão a liderança da chave. Em oito confrontos entre belgas e russos, computando inclusive os jogos da antiga URSS, a Rússia leva ligeira vantagem, com quatro vitórias e um empate. Considerando apenas as quatro partidas válidas pela Copa do Mundo, porém, cada lado se impôs duas vezes. Enfim, a Bélgica não perde da Rússia desde 1982.

No passado
União Soviética x Bélgica, 15 de junho de 1986, Estádio León
A partida entre belgas e soviéticos pelas oitavas de final do México 1986 continua sendo lembrada como uma das mais acirradas da história da Copa do Mundo da FIFA. Numa prorrogação de tirar o fôlego, a Bélgica marcou três gols e venceu por 4 a 3 graças a Enzo Scifo, Jan Ceulemans, Stephane Demol e Roger Claessen. Na sequência, o país caiu diante da Argentina de Diego Maradona, que levantaria a taça em solo mexicano.

Você sabia?
O técnico da seleção russa, Fabio Capello, disputou 32 partidas com a camisa da Itália nos tempos de jogador, entre 1972 e 1976. Ele já comandou grandes clubes do futebol europeu, como Milan, Real Madrid, Roma e Juventus, e classificou dois países para a Copa do Mundo, Inglaterra e Rússia. Curiosamente, porém, Capello nunca treinou o selecionado italiano.



ESTÁDIOS DO MUNDIAL


Arena Corinthians, São Paulo
Capacidade: 61,606
Jogos a realizar: 4 fase de grupos (incluindo o jogo inaugural), 2 dos oitavos, 1 das meias-finais.


Arena Amazónia, Manaus
Capacidade: 39,118
Jogos a realizar: 4 da fase de grupos (um de Portugal)


Arena da Baixada, Curitiba
Capacidade: 38,533
Jogos a realizar: 4 da fase de grupos


Arena Fonte Nova, Salvador
Capacidade: 51,708
Jogos a realizar: 4 da fase de grupos (um de Portugal), 1 dos oitavos, 1 dos quartos


Arena Pantanal, Cuiabá
Capacidade: 39,859
Jogos a realizar: 4 da fase de grupos


Arena Pernambuco, Recife
Capacidade: 42,853
Jogos a realizar: 4 da fase de grupos, 1 dos oitavos


Estádio Beira-Rio, Porto Alegre
Capacidade: 42,991
Jogos a realizar: 4 da fase de grupos, 1 dos oitavos


Estádio Castelão, Fortaleza
Capacidade: 60,348
Jogos a realizar: 4 da fase de grupos, 1 dos oitavos, 1 dos quartos


Estádio das Dunas, Natal
Capacidade: 38,958
Jogos a realizar: 4 da fase de grupos


Estádio Mineirão, Belo Horizonte
Capacidade: 58,259
Jogos a realizar: 4 da fase de grupos, 1 dos oitavos, 1 da meia-final


Estádio Nacional, Brasília
Capacidade: 69,432
Jogos a realizar: 4 da fase de grupos (um de Portugal), 1 dos oitavos, 1 dos quartos, jogo do 3º lugar


Estádio do Maracana, Rio de Janeiro
Capacidade: 74,689
Jogos a realizar: 4 da fase de grupos, 1 dos oitavos, 1 dos quartos, Final

OS ÁRBITROS DO MUNDIAL

Ásia
Alireza FAGHANI (Irão)   
Ravshan IRMATOV (Uzbequistão)   
Yuichi NISHIMURA (Japão)    
Nawaf SHUKRALLA (Bahrein)    
Benjamin WILLIAMS (Austrália)

África
ALIOUM (Camarões)    
Daniel BENNETT (África do Sul)     
Noumandiez DOUE (Costa do Marfim)     
Bakary GASSAMA (Gâmbia)       
Djamel HAIMOUDI (Argélia)    

América do Norte, Central e Caraíbas
Joel AGUILAR (El Salvador)     
Mark GEIGER (EUA)        
Walter LOPEZ (Guatemala)       
Roberto MORENO (Panamá)       
Marco RODRIGUEZ (México)    

América do Sul
Victor CARRILLO (Peru)    
Enrique OSSES (Chile)   
Nestor PITANA (Argentina)       
Sandro RICCI (Brasil)        
Wilmar ROLDAN (Colômbia)    
Carlos VERA (Equador)

Oceania
Norbert HAUATA (Taiti)   
Peter O LEARY (Nova Zelândia)    

Europa
Felix BRYCH (Alemanha)   
Cuneyt CAKIR (Turquia)       
Jonas ERIKSSON (Suécia)    
Bjorn KUIPERS (Holanda)        
Milorad MAZIC (Sérvia)       
Svein Oddvar MOEN (Noruega)    
Pedro PROENCA (Portugal)    
Nicola RIZZOLI (Itália)       
Carlos VELASCO CARBALLO (Espanha)    
Howard WEBB (Inglaterra)

CALENDÁRIO
Em hora local
TRANSMISSÕES TELEVISIVAS.

Na RTP1:

12-06-2014A
BRASIL
CROÁCIA
21:00
13-06-2014B
ESPANHA
HOLANDA
20:00
13-06-2014B
CHILE
AUSTRÁLIA
23:00
14-06-2014D
URUGUAI
COSTA RICA
20:00
14-06-2014D
INGLATERRA
ITÁLIA
23:00
15-06-2014E
SUÍÇA
EQUADOR
17:00
15-06-2014F
ARGENTINA
BÓSNIA-HER.
23:00
16-06-2014G
ALEMANHA
PORTUGAL
17:00
17-06-2014A
BRASIL
MÉXICO
20:00
18-06-2014B
ESPANHA
CHILE
20:00
19-06-2014C
COLÔMBIA
C. DO MARFIM
17:00
19-06-2014C
JAPÃO
GRÉCIA
23:00
20-06-2014D
ITÁLIA
COSTA RICA
17:00
20-06-2014E
HONDURAS
EQUADOR
23:00
21-06-2014G
ALEMANHA
GANA
20:00
22-06-2014G
EUA
PORTUGAL
23:00
22-06-2014H
REP. COREIA
ARGÉLIA
20:00
26-06-2014G
PORTUGAL
GANA
17:00
Todos os jogos dos quartos
Todos os jogos das meias
3º e 4º lugar
Final
Restantes na Sporttv
« Última modificação: Junho 25, 2014, 19:39 pm por Neo-Fox »
Mas verdadeiramente engraçado seria ver o Sporting ser presidido pelo teu compadre que hoje treina o Estoril, teria sido fantástico tê-lo visto assinar de cruz a reestruturação que o Ricciardi lhe ia colocar à frente, o mesmo Ricciardi que contribuiu para a falência do maior banco nacional. Nuno Lapa
Citação de: Cifusico
Há muita gente aqui quer que o Sporting volte a ser o clube dos "Mansos".
Grande tópico :xock:
Quando se junta tanta infomação dá nisto.
Mas é topico de consulta.
Só uma correcção, a Austrália pertence a Oceania, logo ela também participa. O erro está aqui:

Citar
Uma vez mais Portugal está presente entre as 32 seleções. A Europa leva 13 seleções, América do Sul 6, América do Norte 4, África 5, Ásia 4. Desta vez a Oceania não participa.
"Sporting! Minha vida é o Sporting, minha paixão é o Sporting, meu amor é o Sporting, é o Sporting é o Sporting é o Sporting! Meu vício é o Sporting, minha família é o Sporting, Sporting, Sporting, Sporting, é o meu Sporting!"
Só uma correcção, a Austrália pertence a Oceania, logo ela também participa. O erro está aqui:

Citar
Uma vez mais Portugal está presente entre as 32 seleções. A Europa leva 13 seleções, América do Sul 6, América do Norte 4, África 5, Ásia 4. Desta vez a Oceania não participa.


A Austrália é da Oceânia mas faz a qualificação pela Ásia.
Citar
"Fique de olho: Landon Donovan (USA)"

Não foi convocado o Donovan. :great:

Ainda assim, espetacular este tópico.

(* Já agora @Neo-Fox, falta ainda a abertura do tópico do grupo F e G. Continua o excelente trabalho.*)
:clap: :mais:
Só uma correcção, a Austrália pertence a Oceania, logo ela também participa. O erro está aqui:

Citar
Uma vez mais Portugal está presente entre as 32 seleções. A Europa leva 13 seleções, América do Sul 6, América do Norte 4, África 5, Ásia 4. Desta vez a Oceania não participa.


A Austrália integra a federação asiática, logo a oceania não tem representantes.
Penso que já tinha mudado antes do mundial em 2010.
Citar
"Fique de olho: Landon Donovan (USA)"

Não foi convocado o Donovan. :great:

Ainda assim, espetacular este tópico.

(* Já agora @Neo-Fox, falta ainda a abertura do tópico do grupo F e G. Continua o excelente trabalho.*)
:clap: :mais:
Ok. Mas a analise não é minha e da FIFA.
O G já está aberto, o F deve estar quase a aparecer.
Só uma correcção, a Austrália pertence a Oceania, logo ela também participa. O erro está aqui:

Citar
Uma vez mais Portugal está presente entre as 32 seleções. A Europa leva 13 seleções, América do Sul 6, América do Norte 4, África 5, Ásia 4. Desta vez a Oceania não participa.


A Austrália integra a federação asiática, logo a oceania não tem representantes.
Penso que já tinha mudado antes do mundial em 2010.

Sim, mudou para aí em 2007 ou coisa assim.
Só uma correcção, a Austrália pertence a Oceania, logo ela também participa. O erro está aqui:

Citar
Uma vez mais Portugal está presente entre as 32 seleções. A Europa leva 13 seleções, América do Sul 6, América do Norte 4, África 5, Ásia 4. Desta vez a Oceania não participa.


A Austrália integra a federação asiática, logo a oceania não tem representantes.
Penso que já tinha mudado antes do mundial em 2010.

Já, até porque a Nova Zelândia esteve nesse Mundial em representação da Oceania.
Citar
"Fique de olho: Landon Donovan (USA)"

Não foi convocado o Donovan. :great:

Ainda assim, espetacular este tópico.

(* Já agora @Neo-Fox, falta ainda a abertura do tópico do grupo F e G. Continua o excelente trabalho.*)
:clap: :mais:
Ok. Mas a analise não é minha e da FIFA.
O G já está aberto, o F deve estar quase a aparecer.

Porque deve ter sido feita antes das convocatórias finais.

Enganei-me, queria dizer H. :great:
Só uma correcção, a Austrália pertence a Oceania, logo ela também participa. O erro está aqui:

Citar
Uma vez mais Portugal está presente entre as 32 seleções. A Europa leva 13 seleções, América do Sul 6, América do Norte 4, África 5, Ásia 4. Desta vez a Oceania não participa.


A Austrália integra a federação asiática, logo a oceania não tem representantes.
Penso que já tinha mudado antes do mundial em 2010.

Sim, mudou para aí em 2007 ou coisa assim.

Não fazia a mínima ideia mas obrigado por essa informação  :great:
"Sporting! Minha vida é o Sporting, minha paixão é o Sporting, meu amor é o Sporting, é o Sporting é o Sporting é o Sporting! Meu vício é o Sporting, minha família é o Sporting, Sporting, Sporting, Sporting, é o meu Sporting!"
Citar
A norte-americana Jennifer Lopez renunciou à cerimónia de abertura do Mundial 2014.

Em comunicado que a Lusa cita, a FIFA informou que a cantora invocou «razões de produção», as quais não foram especificadas, para não estar na Arena Cortinhians na quinta-feira.

Lopez é intérprete do hino ofocial do Mundial 2014, «We Are One», o qual gravou com Pitbul, Clúdia Leitte e o grupo de percussão Olodum.

 :shifty: :shifty:
"Where are one (world order)" ...
Mas verdadeiramente engraçado seria ver o Sporting ser presidido pelo teu compadre que hoje treina o Estoril, teria sido fantástico tê-lo visto assinar de cruz a reestruturação que o Ricciardi lhe ia colocar à frente, o mesmo Ricciardi que contribuiu para a falência do maior banco nacional. Nuno Lapa
Citação de: Cifusico
Há muita gente aqui quer que o Sporting volte a ser o clube dos "Mansos".
Citar
A norte-americana Jennifer Lopez renunciou à cerimónia de abertura do Mundial 2014.

Em comunicado que a Lusa cita, a FIFA informou que a cantora invocou «razões de produção», as quais não foram especificadas, para não estar na Arena Cortinhians na quinta-feira.

Lopez é intérprete do hino ofocial do Mundial 2014, «We Are One», o qual gravou com Pitbul, Clúdia Leitte e o grupo de percussão Olodum.

 :shifty: :shifty:
Fica descansado, ela vai estar no Brasil :mrgreen:
FORÇA GRANDE BRUNO CARVALHO...
Brasília fica com um estádio com uma lotação absurda, para uma cidade que apesar de ser a capital, não tem qualquer clube de relevo actualmente no panorama futebol brasileiro. Natal a mesma situação, Cuiabá igual...

Tal como Leiria, Aveiro... Isto faz algum tipo de sentido? Não seria melhor concentrar mais jogos em menos estádios, por forma a evitar construções apenas para Mundiais de estádios que acabam por apenas ver 4 jogos de fase de grupos?
Este forista recusa aplicar nos seus posts o novo Acordo Ortográfico
Brasília fica com um estádio com uma lotação absurda, para uma cidade que apesar de ser a capital, não tem qualquer clube de relevo actualmente no panorama futebol brasileiro. Natal a mesma situação, Cuiabá igual...

Tal como Leiria, Aveiro... Isto faz algum tipo de sentido? Não seria melhor concentrar mais jogos em menos estádios, por forma a evitar construções apenas para Mundiais de estádios que acabam por apenas ver 4 jogos de fase de grupos?
E o Algarve...

Deve ser condicionantes da fifa, lotação acima de x e o numero de estádios.
Agora foi um investimento exagerado, foi.