Liberta o poeta que há em ti

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Quando te conheci
sorri
senti

eras aquela por quem procurava
sem saber onde encontrar
eras tudo o que me faltava
para me completar

no primeiro beijo tocámos o céu
na primeira noite dançamos com as estrelas
cada momento, um porto de abrigo
cada troca de olhares era sentido

como ondas gigantes de grandes marés
todo o universo a teus pés
podia ser cego, podia ser mudo
ao teu lado eu tinha tudo

não precisava de poder
não precisava de dinheiro
bastou-me te conhecer
pra dominar o mundo inteiro

como as sombras do vento, voou
mas porque é que tudo mudou

quando te perdi
caí
sofri

de joelhos partidos, deitado no chão
sem forças para me levantar
sem chama, sem alma, sem coração
apenas memórias para recordar

preciso dos teus lábios de volta
de te sentir novamente
que esta tão grande revolta
acabe, finalmente

de olhos vermelhos
de tanto chorar
nem me olho nos espelhos
para não desmaiar

quero deixar de sofrer
com esta tão grande perda
quero deixar de viver
nesta vida de mer da

dói-me por dentro, dói-me por fora
mas porque é que te foste embora




Para todos um enorme  :clap: :clap: :clap: :clap: :clap:
Temos poetas  :D
Já me vieram lágrimas aos olhos nos dois últimos  :-[
Porra que esse foi profundo.  :o
Hoje tenho um baile nas Trevas
Mas não sei que vestido usar...
O verde seria ousadia
Esperança lá não existe
Estamos todos condenados
Os acessórios que nos tentam embelezar
Não passam de cadeados
Há muito por nós esculpidos
Há muito por nós adornados
O verde seria ousadia ...
O preto também não
Negra já é a minha alma e coração
E é um baile quero me fazer notar
Não posso simplesmente lá chegar
Como se nua fosse pois de luto já estou
Não ...o preto também não ...
E o branco ? Sim o branco é perfeito
Aliás sempre foi o meu eleito
Foi ao que mais me dediquei
Pois é feito de ligaduras , as minhas ligaduras ...
Neste vestido que que há muito bordei
Apliquei os meus fantasmas e medos
As minhas loucuras e segredos
As minhas fantasias e pecados
Os meus pensamentos puros e os ousados
Até pequenas manchas de lágrimas contem
Sim o branco é perfeito
Serei a mais bela por uma noite ....


Ontem falei com as pedras
Aconteceu do nada , sem qualquer explicação
Estava nevoeiro e sentei-me no jardim ...
Procurava almas penadas
Que como eu vivem num mundo diferente
Onde respiramos partículas a que os loucos chamam solidão
Mas não vi nenhuma e chorei ...
E é então que oiço :
" Sim chora , limpa a alma
 eu nem isso posso fazer "
Com a sua vozinha doce e calma
Aquela pedra falou comigo
E tinha tanto para dizer ...
Falou-me do seu amor perdido
Num dia trágico e ventoso
Em que nada pode fazer para impedir a sua partida
Falou-me de como é triste e doloroso
Nascer para ser pisada
Arrastada
Pontapeada
Sem nunca receber um sorriso ou um gesto afectuoso...
Nesse momento tive vontade de chorar
Mas não consegui ...
Tive vontade de a pedra abraçar
Mas não me movi ...
E é então que com a sua voz doce e calma me diz :
" Bem vinda , sempre soube que eras uma de nós "
Poemas muito bons aqui, parabéns a todos os poetas.  :clap:

Eu se pusesse aqui os poemas que escrevi há uns dois anos, quando estava no 9º, 10º ano ( sou repetente no 12º, infelizmente), era banido. Coisas muito perversas e obscuras... :mrgreen:
Hoje tenho um baile nas Trevas
Mas não sei que vestido usar...
O verde seria ousadia
Esperança lá não existe
Estamos todos condenados
Os acessórios que nos tentam embelezar
Não passam de cadeados
Há muito por nós esculpidos
Há muito por nós adornados
O verde seria ousadia ...
O preto também não
Negra já é a minha alma e coração
E é um baile quero me fazer notar
Não posso simplesmente lá chegar
Como se nua fosse pois de luto já estou
Não ...o preto também não ...
E o branco ? Sim o branco é perfeito
Aliás sempre foi o meu eleito
Foi ao que mais me dediquei
Pois é feito de ligaduras , as minhas ligaduras ...
Neste vestido que que há muito bordei
Apliquei os meus fantasmas e medos
As minhas loucuras e segredos
As minhas fantasias e pecados
Os meus pensamentos puros e os ousados
Até pequenas manchas de lágrimas contem
Sim o branco é perfeito
Serei a mais bela por uma noite ....


Ontem falei com as pedras
Aconteceu do nada , sem qualquer explicação
Estava nevoeiro e sentei-me no jardim ...
Procurava almas penadas
Que como eu vivem num mundo diferente
Onde respiramos partículas a que os loucos chamam solidão
Mas não vi nenhuma e chorei ...
E é então que oiço :
" Sim chora , limpa a alma
 eu nem isso posso fazer "
Com a sua vozinha doce e calma
Aquela pedra falou comigo
E tinha tanto para dizer ...
Falou-me do seu amor perdido
Num dia trágico e ventoso
Em que nada pode fazer para impedir a sua partida
Falou-me de como é triste e doloroso
Nascer para ser pisada
Arrastada
Pontapeada
Sem nunca receber um sorriso ou um gesto afectuoso...
Nesse momento tive vontade de chorar
Mas não consegui ...
Tive vontade de a pedra abraçar
Mas não me movi ...
E é então que com a sua voz doce e calma me diz :
" Bem vinda , sempre soube que eras uma de nós "

Muito bom, foste tu que o escreveste? Está lindo  ;)
Poemas muito bons aqui, parabéns a todos os poetas.  :clap:

Eu se pusesse aqui os poemas que escrevi há uns dois anos, quando estava no 9º, 10º ano ( sou repetente no 12º, infelizmente), era banido. Coisas muito perversas e obscuras... :mrgreen:
Podes meter, mete é um aviso para maiores de 16 ou 18 ou algo só para ficarem avisados.
Poemas muito bons aqui, parabéns a todos os poetas.  :clap:

Eu se pusesse aqui os poemas que escrevi há uns dois anos, quando estava no 9º, 10º ano ( sou repetente no 12º, infelizmente), era banido. Coisas muito perversas e obscuras... :mrgreen:
Podes meter, mete é um aviso para maiores de 16 ou 18 ou algo só para ficarem avisados.

É melhor não, esses "poemas" ( chamar àquilo poemas é uma ofensa para os verdadeiros poetas) que escrevi nem para maiores de 18 são, são para maiores de 35.  :twisted:  Só digo que envolvia pombos.
Há aqui poemas muito bons!  :clap:
Sim hjms , fui eu que escrevi , aliás tudo o que tenho postado é meu , menos o Ser Poeta obviamente  ;)
Eu também tenho poemas para maiores de 18 , mas obviamente que não coloco aqui , além de ser inapropriado seria embaraçoso  :lol:
Gostei muito desse poema  :great:
Muito obrigado  :D
Já agora qual dos dois por curiosidade ?  :great:
Hoje tenho um baile nas Trevas
Mas não sei que vestido usar...
O verde seria ousadia
Esperança lá não existe
Estamos todos condenados
Os acessórios que nos tentam embelezar
Não passam de cadeados
Há muito por nós esculpidos
Há muito por nós adornados
O verde seria ousadia ...
O preto também não
Negra já é a minha alma e coração
E é um baile quero me fazer notar
Não posso simplesmente lá chegar
Como se nua fosse pois de luto já estou
Não ...o preto também não ...
E o branco ? Sim o branco é perfeito
Aliás sempre foi o meu eleito
Foi ao que mais me dediquei
Pois é feito de ligaduras , as minhas ligaduras ...
Neste vestido que que há muito bordei
Apliquei os meus fantasmas e medos
As minhas loucuras e segredos
As minhas fantasias e pecados
Os meus pensamentos puros e os ousados
Até pequenas manchas de lágrimas contem
Sim o branco é perfeito
Serei a mais bela por uma noite ....


Ontem falei com as pedras
Aconteceu do nada , sem qualquer explicação
Estava nevoeiro e sentei-me no jardim ...
Procurava almas penadas
Que como eu vivem num mundo diferente
Onde respiramos partículas a que os loucos chamam solidão
Mas não vi nenhuma e chorei ...
E é então que oiço :
" Sim chora , limpa a alma
 eu nem isso posso fazer "
Com a sua vozinha doce e calma
Aquela pedra falou comigo
E tinha tanto para dizer ...
Falou-me do seu amor perdido
Num dia trágico e ventoso
Em que nada pode fazer para impedir a sua partida
Falou-me de como é triste e doloroso
Nascer para ser pisada
Arrastada
Pontapeada
Sem nunca receber um sorriso ou um gesto afectuoso...
Nesse momento tive vontade de chorar
Mas não consegui ...
Tive vontade de a pedra abraçar
Mas não me movi ...
E é então que com a sua voz doce e calma me diz :
" Bem vinda , sempre soube que eras uma de nós "

Este :)
Sim eu percebi , mas são dois poemas daí ter perguntado  ;)
Sim, peço desculpa gosto muito do primeiro :-[
Não faz mal , não peças desculpa então  ;)  :beer:
Obrigado pelo elogio , é bom ouvir isso , até porque sou uma simples amadora , escrevo porque gosto e mesmo a minha escrita não sendo perfeita , não me importo ...poesia é gritar bem alto o que nos consome , o que temos medo de dizer e confessar , logo escrevo o que sinto de acordo com o meu estado de espírito  ;)
Cada vez que penso em ti
Perco uma das minhas sete vidas
Morro uma vez sempre que me lembro da tua boca
Isto é insano estou a ficar louca
Mas louca já estou desde o dia em que te vi
As tuas palavras redopiam como danças
E mais uma vez morro
Mas não me importo de morrer
Pois gosto de te ouvir falar
Fazes o meu coração bater
Fazes a minha pele arrepiar
Quando sonho que me tocas
Lá se vai mais uma vida
Acordo suada , acordo perdida
Lembrando-me do sabor da tua pele
Quando oiço a tua musica
Morro asfixiada
São mil mãos que me apertam
Até ficar inanimada
Quando dizes uma gracinha
Morro e renasço menina
Criança inocente
Criança crente
Que admira as estrelas no céu
Lá morro de novo
Quando imagino o teu sorriso
Cheio de luz e vida
Nem me lembro de quem sou
De onde venho , para onde vou
Ainda me resta uma vida
É hora de me despedir
Vou morrer tão nova ...

Obrigado pelo poema Sandy. Eu não merecia tanto.  :great:
Num destes dias
Pus-me a cismar com a vida
Porque cá estou e naquilo que faço
Se alguém me traçou o destino ou sou eu que o traço
Se alguma missão me foi destinada
Se sim ainda não vi nada ...
Eu bem que procuro , procuro
Olhando se socapa , escondendo-me no escuro
Mas nada ...nada ...
M**** para isto
Sinto-me tão zangada
Qual o propósito disto ? Onde está a piada ?
É que sorriu um dia e passo dois a chorar
Tenho de ter uma missão , sei que tenho
Mas ela teima em não aparecer ...
Missão maldita que brinca comigo
Com um plano malévolo para me fazer sofrer
Mas um dia apanho-a e vai-se tramar
Olha só com quem se foi meter
Logo comigo que sou meio louca
Até ao Inferno já fui e de lá voltei
E saí em grande pela porta da frente
Fiz cheque mate ao Belzebu
E dizem que por lá ele é Rei ...
Por isso sei que uma dia a vou encontar
É a única maneira de saber o que por cá faço
Se me traçaram o destino ou sou eu que o traço
Não posso estar cá só para em cinzas e pó me tornar
Existem dias sombrios
Hoje deu-me para com a vida cismar ...
Amor? Paixão?
Desejo? Sedução?
Quatro estágios
Tantos sentimentos
Momentos mágicos
Inúmeros tormentos
Amar é sentir
Encarar, permitir,
É partilhar, amparar e…
Agir.
O Desejo é momentâneo
Consegue ser bom
É natural, espontâneo
Contém a sedução.
A Paixão é diferente
É sublime, inconstante
Tal como surgiu
Desvanece-se num instante.
O Amor é o rei
É o que prevalece
(serei realista e direi,
que apesar de forte, estremece.)
É também belo e intenso
E não se esvai, pois é imenso.
É o sentimento mais puro,
Jamais por alguém experimentado
E é mais precioso do que o ouro
Quando sabiamente partilhado.