NBA |2018 - 2019

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Okay, o Rick Carlisle é oficialmente um imbecil.
Okay, o Rick Carlisle é oficialmente um imbecil.

Será? Mais uma vitória hoje...
Okay, o Rick Carlisle é oficialmente um imbecil.

Será? Mais uma vitória hoje...
O objectivo é perder para ter uma top5 pick e manter assim a escolha para o próximo draft. (34% de odd neste momento) Ganhar é que é perder. Doncic, Porzingis e RJ ou Reddish, p. ex., para o ano e está aqui um excelente núcleo de futuro
« Última modificação: Março 11, 2019, 10:56 am por i0tech »
Shout out ao Sweet Lou que se tornou ontem o melhor bench scorer na história da NBA, ultrapassando o pai Curry.  :mais:

Os meus Clippers nem tankar sabem  :mrgreen:


Vem aí a segunda parte. BdC
Shout out ao Sweet Lou que se tornou ontem o melhor bench scorer na história da NBA, ultrapassando o pai Curry.  :mais:

Os meus Clippers nem tankar sabem  :mrgreen:

S/O a mim, por acreditar nos teus Clippers :twisted:

Os Clippers até podem falhar os playoffs, mas nunca será por muito, e aposto que acabarão acima de .500. Têm muitos bons jogadores, apesar de não terem nenhum muito bom. Têm um pouco de tudo, plantel profundo, boa mentalidade e bom treinador, apenas falta o star power. Os Grizzlies e os Kings sim, não creio que seja sustentável andarem muito tempo em lugares de playoff, por razões várias.

Apostaria em:

Warriors
Blazers
Nuggets
Rockets
Thunder
Lakers
Spurs

e uma vaga para Clippers, Jazz e Pelicans. Acho que as últimas duas equipas mexem no plantel até ao deadline num late-push para chegar aos playoffs. Os Pelicans, sobretudo, não se podem dar ao luxo de não dotar a equipa de mais qualidade, com os rumores que já começam a sair sobre a continuidade do AD.

É como se uma boa gestão fosse meio caminho andado para o sucesso, né? Os Clippers, actualmente, são um franchise tão convicto e seguro de si e do seu futuro, que mesmo que se movimentem no sentido de perder (trocaram o melhor jogador), simplesmente não conseguem fazê-lo.

PS: o Lou Will e o Trezz deveriam ser co-vencedores do 6th man. Provavelmente seria inédito, mas mais do que merecido.
Isto é a morte do artista. É uma versão melhorada do Torsiglieri, mas para um Sporting campeão não chega.

"All the people that was rooting on me to fail, at the end of the day they have to wake up tomorrow and have the same life that they had before they woke up today," James said. | "Lebron is not as good as Michael Jordan ? C´mon! Lebron is in a class by himself!" O.Robertson said.
Shout out ao Sweet Lou que se tornou ontem o melhor bench scorer na história da NBA, ultrapassando o pai Curry.  :mais:

Os meus Clippers nem tankar sabem  :mrgreen:

S/O a mim, por acreditar nos teus Clippers :twisted:

Os Clippers até podem falhar os playoffs, mas nunca será por muito, e aposto que acabarão acima de .500. Têm muitos bons jogadores, apesar de não terem nenhum muito bom. Têm um pouco de tudo, plantel profundo, boa mentalidade e bom treinador, apenas falta o star power. Os Grizzlies e os Kings sim, não creio que seja sustentável andarem muito tempo em lugares de playoff, por razões várias.

Apostaria em:

Warriors
Blazers
Nuggets
Rockets
Thunder
Lakers
Spurs

e uma vaga para Clippers, Jazz e Pelicans. Acho que as últimas duas equipas mexem no plantel até ao deadline num late-push para chegar aos playoffs. Os Pelicans, sobretudo, não se podem dar ao luxo de não dotar a equipa de mais qualidade, com os rumores que já começam a sair sobre a continuidade do AD.

É como se uma boa gestão fosse meio caminho andado para o sucesso, né? Os Clippers, actualmente, são um franchise tão convicto e seguro de si e do seu futuro, que mesmo que se movimentem no sentido de perder (trocaram o melhor jogador), simplesmente não conseguem fazê-lo.

PS: o Lou Will e o Trezz deveriam ser co-vencedores do 6th man. Provavelmente seria inédito, mas mais do que merecido.


Ficaria muito surpreendido se os Clippers não assinassem 2 top FA. Estão realmente numa posição muito boa.
Shout out ao Sweet Lou que se tornou ontem o melhor bench scorer na história da NBA, ultrapassando o pai Curry.  :mais:

Os meus Clippers nem tankar sabem  :mrgreen:

S/O a mim, por acreditar nos teus Clippers :twisted:

Os Clippers até podem falhar os playoffs, mas nunca será por muito, e aposto que acabarão acima de .500. Têm muitos bons jogadores, apesar de não terem nenhum muito bom. Têm um pouco de tudo, plantel profundo, boa mentalidade e bom treinador, apenas falta o star power. Os Grizzlies e os Kings sim, não creio que seja sustentável andarem muito tempo em lugares de playoff, por razões várias.

Apostaria em:

Warriors
Blazers
Nuggets
Rockets
Thunder
Lakers
Spurs

e uma vaga para Clippers, Jazz e Pelicans. Acho que as últimas duas equipas mexem no plantel até ao deadline num late-push para chegar aos playoffs. Os Pelicans, sobretudo, não se podem dar ao luxo de não dotar a equipa de mais qualidade, com os rumores que já começam a sair sobre a continuidade do AD.

É como se uma boa gestão fosse meio caminho andado para o sucesso, né? Os Clippers, actualmente, são um franchise tão convicto e seguro de si e do seu futuro, que mesmo que se movimentem no sentido de perder (trocaram o melhor jogador), simplesmente não conseguem fazê-lo.

PS: o Lou Will e o Trezz deveriam ser co-vencedores do 6th man. Provavelmente seria inédito, mas mais do que merecido.
 :lol: Shout out, @KingJames :mais: Fizeste melhores previsões que a maior parte dos pundits  :clap:

Agora digo-te, houve um grande passo atrás (Adeus Big Three [DJ, CP3, Blake]) nos Clippers para agora estarem na posição de dar 2 (Giro, porque 2 Max no Verão  8) ) em frente, e toda a estratégia foi altamente bem planeada pela Direcção, penso que nem todos os franchising teriam coragem de fazer as trades a que se dispuseram.

(Vendo as coisas com umas palas bem grandes, os Clippers acabam por receber Ivica Zubac, Landry Shamet, JaMychal Green, Garrett Temple, Wilson Chandler, três 1st Round e três 2nd Round picks no total da troca do Blake Griffin  :lol: Cap space à farta, picks, titulares (Zubac e Shamet com contratos baixíssimos) e role players com vontade na 2a unidade.)

Logo be playin some 3d chess.

Para mim, uma das decisões mais importantes foi o Doc deixar de ser GM e voltar a ser "apenas" treinador, puxando o Lawrence Frank para Director do Basketball. Claro que o Logo tem muita influência nas decisões do office, mas acho que o Doc estava demasiado "amarrado", tinha muita responsabilidade e, assim, conseguiu voltar ao que mais gosta de fazer.

Sendo sincero, não me importava de trocar a 8th seed com Sacramento e lixar 2 draft picks aos Celtics, mas estou a gostar deste push competitivo, como o Steve Ballmer lhe chama.  :clap:

Provavelmente iremos trocar o Galo (22M) e atacar o Kawhi e outro top FA, esperando eu que dê para passar a 1st round dos Playoffs em 2020 (CP3 Curse) :lol:

Neste momento, e dada a orientação que a equipa tem, toda a estrutura e espírito, dá gosto ser dos Clippers  :great:
« Última modificação: Março 12, 2019, 16:04 pm por Tom. »


Vem aí a segunda parte. BdC
Shout out ao Sweet Lou que se tornou ontem o melhor bench scorer na história da NBA, ultrapassando o pai Curry.  :mais:

Os meus Clippers nem tankar sabem  :mrgreen:

S/O a mim, por acreditar nos teus Clippers :twisted:

Os Clippers até podem falhar os playoffs, mas nunca será por muito, e aposto que acabarão acima de .500. Têm muitos bons jogadores, apesar de não terem nenhum muito bom. Têm um pouco de tudo, plantel profundo, boa mentalidade e bom treinador, apenas falta o star power. Os Grizzlies e os Kings sim, não creio que seja sustentável andarem muito tempo em lugares de playoff, por razões várias.

Apostaria em:

Warriors
Blazers
Nuggets
Rockets
Thunder
Lakers
Spurs

e uma vaga para Clippers, Jazz e Pelicans. Acho que as últimas duas equipas mexem no plantel até ao deadline num late-push para chegar aos playoffs. Os Pelicans, sobretudo, não se podem dar ao luxo de não dotar a equipa de mais qualidade, com os rumores que já começam a sair sobre a continuidade do AD.

É como se uma boa gestão fosse meio caminho andado para o sucesso, né? Os Clippers, actualmente, são um franchise tão convicto e seguro de si e do seu futuro, que mesmo que se movimentem no sentido de perder (trocaram o melhor jogador), simplesmente não conseguem fazê-lo.

PS: o Lou Will e o Trezz deveriam ser co-vencedores do 6th man. Provavelmente seria inédito, mas mais do que merecido.
 :lol: Shout out, @KingJames :mais: Fizeste melhores previsões que a maior parte dos pundits  :clap:

Agora digo-te, houve um grande passo atrás (Adeus Big Three [DJ, CP3, Blake]) nos Clippers para agora estarem na posição de dar 2 (Giro, porque 2 Max no Verão  8) ) em frente, e toda a estratégia foi altamente bem planeada pela Direcção, penso que nem todos os franchising teriam coragem de fazer as trades a que se dispuseram.

(Vendo as coisas com umas palas bem grandes, os Clippers acabam por receber Ivica Zubac, Landry Shamet, JaMychal Green, Garrett Temple, Wilson Chandler, três 1st Round e três 2nd Round picks no total da troca do Blake Griffin  :lol: Cap space à farta, picks, titulares (Zubac e Shamet com contratos baixíssimos) e role players com vontade na 2a unidade.)

Logo be playin some 3d chess.

Para mim, uma das decisões mais importantes foi o Doc deixar de ser GM e voltar a ser "apenas" treinador, puxando o Lawrence Frank para Director do Basketball. Claro que o Logo tem muita influência nas decisões do office, mas acho que o Doc estava demasiado "amarrado", tinha muita responsabilidade e, assim, conseguiu voltar ao que mais gosta de fazer.

Sendo sincero, não me importava de trocar a 8th seed com Sacramento e lixar 2 draft picks aos Celtics, mas estou a gostar deste push competitivo, como o Steve Ballmer lhe chama.  :clap:

Provavelmente iremos trocar o Galo (22M) e atacar o Kawhi e outro top FA, esperando eu que dê para passar a 1st round dos Playoffs em 2020 (CP3 Curse) :lol:

Neste momento, e dada a orientação que a equipa tem, toda a estrutura e espírito, dá gosto ser dos Clippers  :great:

Ao pessoal que conhece melhor os Clippers. Da equipa que eles têm este ano, que jogadores têm condições para serem titulares na próxima época (considerando que vão chegar dois craques FA e que podem querer atacar já o titúlo)? Quão bom é o rookie Shai Gilgeous-alexander? Porque trocariam Galinari?
Shout out ao Sweet Lou que se tornou ontem o melhor bench scorer na história da NBA, ultrapassando o pai Curry.  :mais:

Os meus Clippers nem tankar sabem  :mrgreen:

S/O a mim, por acreditar nos teus Clippers :twisted:

Os Clippers até podem falhar os playoffs, mas nunca será por muito, e aposto que acabarão acima de .500. Têm muitos bons jogadores, apesar de não terem nenhum muito bom. Têm um pouco de tudo, plantel profundo, boa mentalidade e bom treinador, apenas falta o star power. Os Grizzlies e os Kings sim, não creio que seja sustentável andarem muito tempo em lugares de playoff, por razões várias.

Apostaria em:

Warriors
Blazers
Nuggets
Rockets
Thunder
Lakers
Spurs

e uma vaga para Clippers, Jazz e Pelicans. Acho que as últimas duas equipas mexem no plantel até ao deadline num late-push para chegar aos playoffs. Os Pelicans, sobretudo, não se podem dar ao luxo de não dotar a equipa de mais qualidade, com os rumores que já começam a sair sobre a continuidade do AD.

É como se uma boa gestão fosse meio caminho andado para o sucesso, né? Os Clippers, actualmente, são um franchise tão convicto e seguro de si e do seu futuro, que mesmo que se movimentem no sentido de perder (trocaram o melhor jogador), simplesmente não conseguem fazê-lo.

PS: o Lou Will e o Trezz deveriam ser co-vencedores do 6th man. Provavelmente seria inédito, mas mais do que merecido.
 :lol: Shout out, @KingJames :mais: Fizeste melhores previsões que a maior parte dos pundits  :clap:

Agora digo-te, houve um grande passo atrás (Adeus Big Three [DJ, CP3, Blake]) nos Clippers para agora estarem na posição de dar 2 (Giro, porque 2 Max no Verão  8) ) em frente, e toda a estratégia foi altamente bem planeada pela Direcção, penso que nem todos os franchising teriam coragem de fazer as trades a que se dispuseram.

(Vendo as coisas com umas palas bem grandes, os Clippers acabam por receber Ivica Zubac, Landry Shamet, JaMychal Green, Garrett Temple, Wilson Chandler, três 1st Round e três 2nd Round picks no total da troca do Blake Griffin  :lol: Cap space à farta, picks, titulares (Zubac e Shamet com contratos baixíssimos) e role players com vontade na 2a unidade.)

Logo be playin some 3d chess.

Para mim, uma das decisões mais importantes foi o Doc deixar de ser GM e voltar a ser "apenas" treinador, puxando o Lawrence Frank para Director do Basketball. Claro que o Logo tem muita influência nas decisões do office, mas acho que o Doc estava demasiado "amarrado", tinha muita responsabilidade e, assim, conseguiu voltar ao que mais gosta de fazer.

Sendo sincero, não me importava de trocar a 8th seed com Sacramento e lixar 2 draft picks aos Celtics, mas estou a gostar deste push competitivo, como o Steve Ballmer lhe chama.  :clap:

Provavelmente iremos trocar o Galo (22M) e atacar o Kawhi e outro top FA, esperando eu que dê para passar a 1st round dos Playoffs em 2020 (CP3 Curse) :lol:

Neste momento, e dada a orientação que a equipa tem, toda a estrutura e espírito, dá gosto ser dos Clippers  :great:

Ao pessoal que conhece melhor os Clippers. Da equipa que eles têm este ano, que jogadores têm condições para serem titulares na próxima época (considerando que vão chegar dois craques FA e que podem querer atacar já o titúlo)? Quão bom é o rookie Shai Gilgeous-alexander? Porque trocariam Galinari?

Depende disso mesmo: se chega alguém e, chegando, quem são ele (ou eles). Acho que há dois que se destacam: o Beverley e o Gallo. O Beverley seria sempre um excelente titular (apesar de todos os anos meter baixa por lesão por períodos algo extensos), e o Gallo é outro que encaixa na NBA actual como uma luva.

Ambos bons atiradores, capazes de defender múltiplas posições (o Bev é o que é, o Gallo é um defensor mediano mas é um corpo grande e garante os mínimos contra SF’s e alguns undersized PF’s tipo Jeremy Grant, Aminu, Millsap - este último deve ser o matchup dos playoff) e, sobretudo (e esta até será a condição ideal para sobreviver numa equipa com 1/2 estrelas), conseguirem criar riqueza ofensiva sem necessitarem de monopolizar muito jogo. É fundamental que estes jogadores perceberam que, a partir do momento que partilham o court com 1/2 all-star, o seu papel vai ficar limitado e no máximo serão role players. Ainda assim, não me acredito que o Gallo permaneça, já que vai ser expiring para o ano e não há bolsos sem fundo. A este ponto, eu acredito piamente que o Jerry West convencer alguma equipa a trocar o Gallo por uma pick de primeira ronda -o que seria excelente (e talvez sonhar alto)- mas livrar-se destes 22 milhões restantes do contrato, colocaria os Clippers com o payroll mais baixo da liga, inclusive inferior aos Knicks. Há todo um mar de opções que se agita e um vento que corre a seu favor. É incrível como, em um ano, o panorama de uma equipa pode mudar tanto e para melhor.

Eu manteria, claramente, o SGA, Bev, Shamet (vou ficar surpreendido se não for titular para o ano), Lou Will (que pechincha de contrato), Zubac e Harrell (último ano com um contrato tão baixo para o que ele vale). O Bev e o Zubac são FA, e não sei até que ponto dará para os segurar os dois (pelo menos um seria bom, mas depende sempre da posição do jogador que eventualmente ingressar em LA).

No pior dos cenários, que é o de não garantirem nenhum dos nomes mais sonantes, podem sempre oferecer contratos curtos, e desenvolveram o talento jovem que têm, dando-lhes espaço e tempo de jogo num ambiente de competitividade similar ao que demonstraram este ano. Basicamente, estão numa posição onde têm tudo a ganhar e nada a perder. Já se percebeu, até pelas ideias do Ballmer de comprar um pavilhão e sair da sombra dos Lakers, que o objectivo é fomentar uma identidade e uma cultura própria, e isso é algo que se constrói pouco a pouco, e eu acho que esse ciclo evolutivo de retransformação da marca foi iniciado precisamente com Jerry West e, sobretudo, como o @Tom. referiu, o esvazia de poderes do Doc Rivers.



Isto é a morte do artista. É uma versão melhorada do Torsiglieri, mas para um Sporting campeão não chega.

"All the people that was rooting on me to fail, at the end of the day they have to wake up tomorrow and have the same life that they had before they woke up today," James said. | "Lebron is not as good as Michael Jordan ? C´mon! Lebron is in a class by himself!" O.Robertson said.
Mais um exemplo perfeito do que são os Lakers... jogam calados, caladinhos. Ninguém comunica com ninguém. O exemplo perfeito do impacto da falta de comunicação num desporto em campo curto.



 :mrgreen:

É seguramente das vitórias mais bizarras que já testemunhei desde que sigo NBA.*

7.7 segundos, a perder por 3, bola dos Pelicans e o pavilhão testemunha uma masterclass exhibition of tanking.*

Spoiler: mostrar
*


1. Devin Booker [40 pontos, 5 ressaltos, 13 assistências] a incorporar o papel de James Harden por alguns momentos ao longo da partida: algumas das assistências são básicas, mas diria que cerca de metade 6|7 resultaram de excelentes leituras|interpretações|reconhecimentos da defesa adversária, sobretudo no que toca às rotações mal executadas dos Pelicans, completamente expostas e rasgadas pelos seus elbow cross court passes, como aqui, ou aqui. É uma execução em tudo idêntica à de Harden. Eu não sou adepto do seu papel enquanto playmaker e a amostra actualmente já é suficientemente esclarecedora para a sua ausência de fiabilidade na posição 1 mas a polivalência do seu jogo é um plus e a facilidade com que produz este género de linhas é incrível para quem só tem 22 anos. Fez gato sapato do Frank Jackson.

2. DeAndre Ayton estava naquele mood de 6ª à tarde após a hora de almoço. :menos: Tinha praticamente tudo na cabeça menos o jogo de basket, deixou-se influenciar pelo mini despique entre si e o Jahlil Okafor e terminou expulso da partida com a atribuição de duas técnicas, o que para si foi uma estreia, e para os adeptos, uma novidade dada a sua postura relativamente simpática|amena dentro do court. Eu até aprecio que ele exteriorize as suas emoções - em muito tem contribuído o Kelly Oubre - mas é este género de postura que tende a assoberbar os atletas que se vêm inseridos em colectivos que a partir de Janeiro já só cumprem calendário. Um tema ainda há dias abordado pelo D'Angelo Russell: https://uproxx.com/dimemag/dangelo-russell-brooklyn-nets-playoffs-los-angeles-lakers-quote/.

3. Kelly Oubre [32 pontos, 12-25 FG] career high bandana style e que se livre Phoenix de o deixar voar. De resto: bons anotamentos do Dragan Bender - merece uma equipa com um player development project diferente do que se faz sentir em Phoenix! - e a singela verificação de que mais de metade do plantel oscila entre o banal e o miserável [Melton, Spalding, Daniels]. E numa off note, o Bridges que arranje um lançamento de 3PT e vai ser concorrido por tudo o que é equipa, a sua defesa é para lá de inacreditável:



Lebron James: 4-15 FG nos últimos 12 minutos.

Rebobinar aqueles últimos 2 minutos é assistir ao resumo perfeito da época dos Lakers.* :mrgreen:

Spoiler: mostrar
*


É um fiasco de uma época para si, para a organização e para os adeptos que depositaram toda a sua expectativa no auto-proclamado melhor da história. :menos: E assim se consegue perceber, de que numa conferência exigente, onde a 15ª equipa estaria seguramente a lutar por um lugar no Playoff do Este, não chega um Kyle Kuzma, Lonzo Ball, Tyson Chandler, Kentavious-Caldwell Pope, Rajon Rondo, Ivica Zubac, Josh Hart, Lance Stephenson, Brandon Ingram, JaVale McGee. 20 jogos (?) foi o que bastou para a sua equipa alhear-se por completo da corrida sem que tivesse conseguido reerguê-los após o regresso: 11 derrotas em 16 jogos. #TheReturn

A equipa tem 31 vitórias em 70 jogos e embora tenha recebido aquele que é (ainda) para alguns o melhor atleta da NBA irá melhorar o seu registo da época anterior em 3|4 jogos. A tarefa de (re)transformar o franchise dos Lakers não seria fácil, mas no Oeste não há espaço para férias e tal como sempre referi, esta "juventude de ouro" da Califórnia é tão fabulosa quanto inúmeros produtos do Seixal que num curto espaço de tempo são comparados a lendas e preenchem capas de jornais. Há 0 franchise players e|ou até All Star's naquele leque, um leque que era visto pela maioria dos pundits, como um dos mais promissores da NBA. 'Tá.
Esta época só está a servir para expor o Lebron.

Ainda hoje com o Hezonja... já deixou de ter piada, agora só dá pena.
A perder por 19 no 2º período chegam ao intervalo a ganhar por 5. Estes Clippers...  :lol: :mais:


Vem aí a segunda parte. BdC
SWEET LOUUUUUUUUU!!!  :venia: :venia: :venia: :venia: :venia:


Vem aí a segunda parte. BdC
A perder por 19 no 2º período chegam ao intervalo a ganhar por 5. Estes Clippers...  :mais:
E a ganhar por 10 a 50 segundos do fim deixam-se empatar. Isto de apostar nos Clippers é muito...impróprio para cardíacos. :mrgreen:

Enviado do meu SM-G950F através do Tapatalk



"In Northeast Ohio, nothing is given. Everything is earned. You work for what you have.

I’m ready to accept the challenge. I’m coming home." - LeBron James
A perder por 19 no 2º período chegam ao intervalo a ganhar por 5. Estes Clippers...  :mais:
E a ganhar por 10 a 50 segundos do fim deixam-se empatar. Isto de apostar nos Clippers é muito...impróprio para cardíacos. :mrgreen:

Enviado do meu SM-G950F através do Tapatalk
Fizeram o mesmo que os conterrâneos, só que o nosso nº23 meteu a redondinha lá dentro  :mrgreen:

Apostaste live quando estavam a perder?


Vem aí a segunda parte. BdC