Futebol Inglês - Parte II

0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.

Jimenez - Jota. Great love story.


Todos os treinadores têm a sua pancada inexplicável, a do Solskjaer é usar o Dalot a médio direito / interior direito (visto que o United tem jogado em losango desde a onda de lesões). O plano vai ser o mesmo de sempre nos jogos grandes, tentar nao sofrer lá atrás e marcar em transições com a velocidade do Pogba-Rashford-Lukaku.


@barbosa ele vai com tudo. Back 3 sem Mustafi. #tygod

Não teve problemas em abdicar dos 2 gajos mais em forma, Mikhi e Iwobi.
Que show do Jon Moss. mvp.
@Kaiser hoje não há choradinho sobre o De Gea espero. :lol: Parecia que estava a fazer o goalkeeping while drunk challenge no remate do Xhaka.

Pena o Lukaku ter falhado as duas oportunidades que teve, esperava melhor na primeira parte da equipa, demasiados erros com bola.
@Kaiser hoje não há choradinho sobre o De Gea espero.

Já é o 2º esta época que ele nos oferece.  :mrgreen:
Jimenez - Jota. Great love story.

O Jota já merecia uma chamada à Seleção A. Mas o Santos não tem andado para aí virado...  :wall:
este penalty para o arsenal  :lol:
Que show do Jon Moss. mvp.

Se já choraste na primeira parte, imagino se ele tem dado um penalty destes a favor do United. :lol:
Depois leio que o Tottenham é que é favorecido.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Depois leio que o Tottenham é que é favorecido.

Todos os anos este tópico é a mesma coisa, todos a acusarem os outros de serem favorecidos. :lol:

Quanto ao jogo em si não tenho muito a dizer. Não acho que no total dos 90 minutos o United tenha sido inferior, mas nestes jogos é preciso ser eficaz e não foram. O top4 continua a 3 pontos portanto é ganhar os jogos que faltam.
Se já choraste na primeira parte, imagino se ele tem dado um penalty destes a favor do United.

:mrgreen:

Vá uma coisa que os árbitros da Premier não falham, é em fazer merdum para os dois lados.



Exibição qb, quase meh. Entrámos bem, mas a orgazização do United acabou por ir abafando a equipa. Durante os 90min fomos tendo aqui e ali bons envolvimentos, mas faltou sempre uma mlehor definição. O pior foi mesmo passar uns 20min na 2ª parte à espera que o United marcasse, até aparecer o Laca.

O Leno esteve, mais uma vez, impecável, mas o Laca foi o meu mvp. Conseguia abrir espaços com ou sem bola, era quase sempre o 1º a pressionar, assumiu a construção quando a bola queimava nos pés dos outros. Só faltou mesmo o golo. Ainda teve alto momento bro quando deu logo o penalty ao Auba para marcar. Top bloke.

Props para todos anyway, conseguiram uma vitória essencial. Depois do shitshow em Rennes, o fim de semana acabou por ser muito bom.



Depois leio que o Tottenham é que é favorecido.

E são. 😂😂
O Leno esteve, mais uma vez, impecável, mas o Laca foi o meu mvp. (...)

@Kaiser propz para o AMN, está-se a fazer. :mrgreen:

Tinha|tenho algumas reticências na parametrização|cálculo do seu upside mas hoje deu a melhor resposta às (rasgadas) criticas de há um mês*. Hoje apresentou-se sharp, preciso, somou um festival de recuperações de bola em antecipações e|ou leituras adequadas dos movimentos adversários, não deu margem de manobra ao(s) adversário(s) e não exagerou nos dribles, ou precipitações com bola. Foi bastante seguro quando se pedia e de certa forma beneficiou de não ter à sua volta alguém que dê pelo nome de Mustafi. A exibição do back-five foi toda ela agradável.

De enaltecer - e isto é raro - a óptima exibição do Xhaka numa constituição táctica que me arrepiou sobremaneira por Emery não ter apresentado um único atleta de tração atrás naquele miolo. :menos: Houve espaço aos molhos, como seria de esperar, quando Solsjkaer reestruturou a zona central mas ao menos o Suíço|Albanês empenhou-se nas transições defensivas. 3 pontos, mais uma vitória no Emirates e a infeliz constatação de que esta equipa apesar da vitória ainda não tem propriamente nenhum ADN. Eles tentam construir from-the-back mas dados dois toques estão a aliviar, à bruta, para a frente. Eles gostam de domínio com bola mas não demonstram segurança na troca de bola por longos períodos. Eles babam-se por quick transitions mas só apresentam principio-meio-fim a espaços.

1 ponto do 3.º, though.

Spoiler: mostrar
*
 O Manchester City a seguir em frente na FA Cup com um penalti oferecido, um golo em fora-de-jogo, assim é fácil. Ainda há dias ganharam com um golo em fora-de-jogo. De facto, o VAR para este tipo de equipas é mau. Acabam-se muitas decisões de claro favorecimento das equipas mais fortes.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Manchester City levado ao colo na taça (2-3), arbitragem absolutamente vergonhosa.
 O Manchester City a seguir em frente na FA Cup com um penalti oferecido, um golo em fora-de-jogo, assim é fácil. Ainda há dias ganharam com um golo em fora-de-jogo. De facto, o VAR para este tipo de equipas é mau. Acabam-se muitas decisões de claro favorecimento das equipas mais fortes.

O que é ridículo é que o VAR vai ser usado nos quartos de final da FA Cup, mas só o Wolves - United e o Watford - Crystal Palace é que têm VAR, os outros dois jogos não.
Quando se faz um jogo tão merdoso a todos os níveis como este, não se podem queixar do resultado. De longe o pior jogo do United com o Solskjaer a treinador.
Vitoria mais que merecida do Wolves do Nuno Espirito Santo. Belo jogo dos Portugueses Ruben Neves Diogo Jota e Maca Podre
 O Sergio Romero sofre dois remates quase idênticos e a reacção é igualmente idêntica. Parece que cai em câmara-lenta, com o braço encolhido e sem grande intenção de defender os dois remates. Com o De Gea tinha sido diferente.

 Foi um Wolves à NES. Organizam-se bem atrás, jogam bem em transições e exploram bem os corredores laterais. São muito rápidos com bola, poucos passes e estão na frente, um futebol que tende a explorar bem a verticalidade, muito explosivo e vertiginoso. Assim se explica os bons resultados com os clubes no top6, equipas que assumem mais o jogo.

 O United teve dificuldades em arranjar espaço, muito lentos a variar o jogo, faltou criatividade, velocidade e mais arrojo.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp