SUGESTÕES, Análise e Prospecção de Jogadores

0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.

Cada vez mais Cuellar. Um monstro.
Ainda lhe falta muita papa para chegar sequer a um Brahimi. E não estou a falar do tamanho.  :mrgreen:
Estava a falar em termos de perfil, não em termos de qualidade. Curiosamente, entretanto pesquisei o nome dele e reparei que o Benfica também andou a cheirar.




19 aninhos, ainda em Israel. O perfil de jogador que adoro (estilo Hazard, ou num contexto do campeonato português, Brahimi).



Como dizia o outro: "Quem joga assim não é gago"
.l.




19 aninhos, ainda em Israel. O perfil de jogador que adoro (estilo Hazard, ou num contexto do campeonato português, Brahimi).
Vai ser top, ainda e um miudo ,mas já e muito caro e perseguido pelos clubes grandes europeus
Digam aí se são caros/impossíveis ou não, que não tenho grande ideia:









































@Ehrmantraut aposto que o Manuel Fernandes não conheço metade desses jogadores. E muitos olheiros do Sporting igual.
Isto scounting activo era antes hoje em dia 80% das contratações/sondagens/descobertas são feitas por ofertas de agentes.
Ainda estás cá Frederico?

Aqui até que se esfume o último Croquette, Varandette ou Fivelette.
@Ehrmantraut aposto que o Manuel Fernandes não conheço metade desses jogadores. E muitos olheiros do Sporting igual.

Devo dizer que estão aqui vários jogadores que não contrataria porque defendo que o Sporting deve concentrar atenções nas lacunas mais urgentes -- defesa-esquerdo e ponta-de-lança prioritárias, guarda-redes se até ao final da época o Viviano não der sinais de que ainda é o guardião que já foi e substituto do Mathieu que com o que ganha e algumas lesões que já começam a aparecer não arriscava renovar com 35 anos.

Devemos contratar jogadores para posições que não conseguimos preencher com o que temos de activos internos e de formação, pronto para entrar. E mesmo nos sub-23 e formação a minha política é igual, gastar dinheiro só com bons jogadores mas acima de tudo que venham para lugares carenciados, onde o talento não seja tão grande. Contratar jogadores a ver se dá (tipo ir buscar o Túlio e o de Wit quando havia cá Paulinho, Tomás Silva, Jovane, Elves, Nuno Moreira, Diogo Brás...) não.

Para estas 4 posições acho que há outros jogadores de grandes clubes que podem ser bons reforços, na senda do que foi o Coates por exemplo que não tinha espaço no Liverpool. Casos do Rojo (jogador que no nosso campeonato a central rende, pelas capacidades atléticas e técnicas a sair a jogar), do Dalbert se quiser sair do Inter, do Zinchenko se quiser sair do City, do Murillo se o Valência se arrepender de o ter contratado, do Slimani pela ligação afectiva também, etc.

Para essas posições dos que ali estão gosto muito do Domenech (mas também do Kiko Casilla, que acaba contrato na época a seguir a esta e pode querer sair do Real, e do Sergio Rico, que não se está a impor no Fulham), do Konstantinos Laifis (central canhoto), do Deiver Machado (lateral-esquerdo) e do Besedin (ponta-de-lança). O que não faço ideia é que alvos são viáveis por valores até 12/13 milhões. @Ravanelli, anda cá ajudar. Também não sei que impacto é que não jogar na Champions terá para alguns dos clubes destes jogadores, e para a própria vontade dos jogadores em querer sair de onde estão.

A atractividade do nosso clube também depende do factor Champions, mas quando ele se confirmar podemos ter ambição de contratar jogadores de elevada craveira. O Coates estava no Liverpool, o Bas Dost tinha créditos na Alemanha, não foi por isso que deixaram de vir e que não gostam muito de Portugal. Lisboa é uma cidade óptima para se viver e nunca esteve tão na moda, luta-se por títulos, joga-se nas competições europeias...

PS - Claro que estou a contar que o Matheus Pereira vá ser aposta para o ano juntamente com o Raphinha, caso contrário precisamos de um ala canhoto (Emre Mor, Munir, Dennis Man, Pitty... ver qual poderá estar com vontade de vir e investir neles o dinheiro da venda do Acuña). Que fiquem Battaglia, Gudelj, Sturaro e Wendel (um grande quarteto para mim, quando estiverem todos em forma e adaptados), caso contrário podemos ter de ir buscar um médio-defensivo (há o Koopmeiners, pode ser que o McTominay se farte de não jogar no United, o Lucas Silva já assumiu que quer voltar à Europa...) ou um médio-centro (tentaria sempre o João Mário por todas as razões, mas pode ser que o Harry Winks também queira ser titular em algum lado, que o City desista de tentar impor o Douglas Luiz nas inscrições da Premier League, que o Ferri queira sair do Lyon para ser titular num clube europeu). Alas destros e jogadores para actuar a 10/segundo avançado penso que até temos alguns (Bruno Fernandes, Nani, Jovane, Elves, vamos ver o que dão o Mané e o Diaby, há também o Geraldes que pode jogar a 10 e o Iuri Medeiros a segundo avançado). Para suplente de Bas Dost, se não houver dinheiro para o Slimani, pode ser que o Raúl de Tomás queira vir para cá depois de um ano a jogar no Rayo Vallecano, que o Bonatini sinta saudades do calor de Lisboa, que o Dínamo Kiev não estando novamente na Champions aceite negociar o Besedin.
« Última modificação: Setembro 14, 2018, 01:23 am por Ehrmantraut »
O Everton estreou-se na terça pela seleção, já não é para o nosso bico.
O Everton estreou-se na terça pela seleção, já não é para o nosso bico.

Não estive atento. Obrigado @João Leão  :great:
Vários bons jogadores a emergir na Ucrânia: Lunin, Shaparenko, Tsygankov, Buletsa, o já muito "martelado" por mim Supriaha. Vi parte do ultimo jogo do Dynamo por causa deste ultimo e foi outro jogador que saltou à vista: Maryan Shved, extremo direito do Karpaty. Não conhecia e fiquei impressionado. Marcou os 2 golos da vitória da sua equipa, o segundo num movimento de grande qualidade.

Jogador de 1997, com um percurso interessante, dado que foi contratado com 17 anos pelo Sevilla por 1M€, isto quando ainda tinham Monchi e o critério no scouting que todos conhecemos. Esteve por lá 2 anos entre juniores e equipa B, tendo este ano regressado à base (Karpaty) e sido um dos principais destaques na Ucrânia. Avançado móvel que parte da direita, procura movimentos interiores para procurar a baliza com o seu pé esquerdo, um bocado à Hulk. Não tem o físico de panzer do antigo jogador do Porto, mas tem uma mudança de velocidade incrível, e é muito descarado, parte para cima do defesa para o driblar. É virtuoso mas é um jogador muito directo e objectivo nas suas ações, procura sempre a maneira mais rápida de chegar à baliza contrária em vez de andar em rodriguinhos à volta dos defesas.

Jogador interessante, dada a sua qualidade, o facto de não formarmos jogadores com este perfil (Mané talvez seja o mais próximo, mas Shved tem o virtuosismo que falta ao português para ser extremo), e de representar um investimento residual por jogar numa equipa fraca. Não deve tardar o salto para o Dynamo Kyiv dada a política deste clube nos últimos anos (captar os grandes talentos locais enquanto são novos e formar uma base duradoura, ao invés de ir buscar brasileiros como o Shakhtar)

E agora algo um pouco diferente

Aleksandr Sapovalov. Avançado Estoniano da equipa B do Flora Talinn. So what, certo?, campeonato de treta.

Mas faltam uns pormenores: nomeadamente contar com 19 golos em 16 jogos na segunda liga da Estónia; e o facto de Sapovalov ter... 15 anos (geração 2003) e competir contra seniores.

Como é lógico ver jogos pela net deste rapaz é virtualmente impossível sem uma plataforma tipo wyscout ou algo do género, até porque pelo que sei estes jogos nem têm transmissão televisiva, portanto tenho de me fiar na informação disponível e nos poucos vídeos que andam por aí. Mesmo tendo em conta a amostra mínima, vê-se logo que este puto é uma fera. Anda em campo a brincar literalmente com homens que fazem dois dele. Muito veloz, bola cola ao pé, frio a finalizar, com pormenores de ponta experiente (manter a calma quando o guarda redes faz a mancha, contornando-o em vez de tentar o chapéu), facilidade em rodar sobre si próprio para finalizar com o pé que tem mais à mão... E depois tem cara de tipo pouco impressionado com o que faz, sem reação, porque isto de triturar jogadores seniores deve ser o pão nosso de cada dia.

Era captar,  se for preciso dar uns €€ ao pai / empresário por baixo da mesa e siga. Fight fire with fire. Especialmente porque após o 6-4 do Estónia sub16 vs seleção de Berlim sub16 onde ele marcou os 6 golos da sua equipa, não deve faltar muito até ser captado por uma equipa Alemã.

Deixo aqui uns vídeos com golos. Há outros, caso tenham interesse é pesquisar por "eesti u16" no youtube e encontram, ele marca em todos





Excelente sugestão. É este tipo de jogadores que gostava que atacassemos, tanto no mercado nacional como internacional. Pequenas pérolas que podem ou não dar, mas em que se vê bastante talento.
Identificar, estar atento e atacar se possível.
@Ehrmantraut  mais um belo post.

Eu diria que DE é absolutamente prioritário, depois, é importante um extremo e um PL. O Acuña não é extremo de equipa grande e Raphinha/Jovane têm muitos jogos para ter minutos. Neste país é preciso ter poder de fogo.

No entanto, neste momento, não sei se o Sporting poderia dar 12 ou 13 milhões por um jogador, como falas. Longe disso. Dentro de um mercado ou dois quem sabe. No entanto referiste vários jogadores que poderiam ser úteis e nem tão caros assim são. De qualquer modo, como já referi neste fórum, o plantel deste ano está muito fraco e as contratações do Sporting têm sido todas falhadas ou subaproveitadas. Às acho que certos foristas devem saber mais de futebol que alguns responsáveis do clube  :lol: .
Vários bons jogadores a emergir na Ucrânia: Lunin, Shaparenko, Tsygankov, Buletsa, o já muito "martelado" por mim Supriaha. Vi parte do ultimo jogo do Dynamo por causa deste ultimo e foi outro jogador que saltou à vista: Maryan Shved, extremo direito do Karpaty. Não conhecia e fiquei impressionado. Marcou os 2 golos da vitória da sua equipa, o segundo num movimento de grande qualidade.

Jogador de 1997, com um percurso interessante, dado que foi contratado com 17 anos pelo Sevilla por 1M€, isto quando ainda tinham Monchi e o critério no scouting que todos conhecemos. Esteve por lá 2 anos entre juniores e equipa B, tendo este ano regressado à base (Karpaty) e sido um dos principais destaques na Ucrânia. Avançado móvel que parte da direita, procura movimentos interiores para procurar a baliza com o seu pé esquerdo, um bocado à Hulk. Não tem o físico de panzer do antigo jogador do Porto, mas tem uma mudança de velocidade incrível, e é muito descarado, parte para cima do defesa para o driblar. É virtuoso mas é um jogador muito directo e objectivo nas suas ações, procura sempre a maneira mais rápida de chegar à baliza contrária em vez de andar em rodriguinhos à volta dos defesas.

Jogador interessante, dada a sua qualidade, o facto de não formarmos jogadores com este perfil (Mané talvez seja o mais próximo, mas Shved tem o virtuosismo que falta ao português para ser extremo), e de representar um investimento residual por jogar numa equipa fraca. Não deve tardar o salto para o Dynamo Kyiv dada a política deste clube nos últimos anos (captar os grandes talentos locais enquanto são novos e formar uma base duradoura, ao invés de ir buscar brasileiros como o Shakhtar)



Pela ucrânia quem me impressionou aqui há uns tempos era este:


Entretanto não pegou no Partizan e voltou à ucrânia para jogar no Arsenal de Kiev. Parece ter facilidade em desiquilibrar através do passe.
E por falar em Partizan e desiquilibrar pelo passe, este é um talento:
Se o Baba Rahman quiser vir relançar a carreira a Portugal aceitava de bom grado.
Find what you love and let it kill you.
Se o Baba Rahman quiser vir relançar a carreira a Portugal aceitava de bom grado.
Também, também.
E por falar em Partizan e desiquilibrar pelo passe, este é um talento:

Gostei bastante. Usa os dois pés com facilidade, é preciso no passe, e foge aos adversários com facilidade. Estranho não ter pegado na Bélgica
O Kosovic precisa do contexto. Quanto melhores forem as ideias, melhor ele joga, melhor jogam os colegas em seu redor  e melhor joga a equipa. Não é aqui que o vai encontrar, though.
"If God had meant football to be played in the air, he would have put grass in the sky" - Brian Clough

“Quando treinava o Saragoça, um jogador veio ter comigo no início da época e disse-me, todo contente: ‘Mister, estou melhor do que nunca fisicamente.’ Olhei para ele e respondi-lhe: ‘Isso é a pior notícia que me podias dar. Agora vais estar em mais sítios errados mais vezes, c*****.’” - Juan Manuel Lillo
O Kosovic precisa do contexto. Quanto melhores forem as ideias, melhor ele joga, melhor jogam os colegas em seu redor  e melhor joga a equipa. Não é aqui que o vai encontrar, though.
Tenho a mesma opinião em relação ao Gauld. Foi pena como as coisas correram... Muita incompetência da parte do Sporting na sua gestão, e alguma culpa dele também, em ser demasiado 'boa onda' e aceitar tudo.

Welcome back btw  :great:
Tenho a mesma opinião em relação ao Gauld. Foi pena como as coisas correram...

Welcome back btw  :great:
E em relação a muitos outros também.

Foi completamente aleatório, só tenho lido, e pouco. Vou tentar vir mais a este tipo de tópicos :great:
"If God had meant football to be played in the air, he would have put grass in the sky" - Brian Clough

“Quando treinava o Saragoça, um jogador veio ter comigo no início da época e disse-me, todo contente: ‘Mister, estou melhor do que nunca fisicamente.’ Olhei para ele e respondi-lhe: ‘Isso é a pior notícia que me podias dar. Agora vais estar em mais sítios errados mais vezes, c*****.’” - Juan Manuel Lillo