Equipa B 2013/2014

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.


Acham que será fácil para alguns destes miúdos terem uma força mental suficiente para ignorar o facto de que andam há anos e anos a lutar pelo sonho de chegar à equipa principal, anos e anos a exibir-se num nível elevado, a chegarem ao patamar imediatamente inferior do seu sonho, apresentarem-se num nível mais do que suficiente para serem considerados e...... nada ? Será assim tão anormal que os casos sejam sempre, precisamente, com as maiores promessas ? Não acham coincidências a mais ?

Eles não são de ferro. E acho que isto tudo tem sido muito, muito mal gerido... e não é pelo facto de o Mané estar a resultar que a minha opinião muda. Aliás, só sai reforçada, porque é mais um exemplo que deita por terra essa coisa idiota de que um talento como muitos que nós temos precisa de 985475695486 minutos pela B e 3 empréstimos para estar apto para jogar pela equipa principal do Sporting.

Para grande parte deles, é apenas o seu segundo ano como senior. Não discordando do teu post na globalidade, não posso concordar com esse sentido de urgência e a criação de cenários catastróficos ( neste caso, não por ti ) para a equipa B e para esta geração. Não neste momento, não a meio da época e não sabendo com que bases se trabalhará a próxima.

William teve uma oportunidade com 21 anos na primeira equipa, depois de um empréstimo a um clube belga e nesse periodo foi "ultrapassado" também por muitos. Se calhar chegou à equipa A, no momento certo. Como ele, haverá outros. A não ser que com 19, 20 anos já estejam fartos de esperar por oportunidades que não chegaram. Ainda.

Trabalho há cerca de ano e meio numa empresa que, conhecendo-a por dentro, vi coisas que em nada premiavam a meritocracia e vi um sistema que não permitia evolução na carreira profissional, independentemente da qualidade do trabalho que se faz.

Resultado? Continuei diariamente a ser profissional e a fazer o que melhor podia e sabia. E continuei diariamente a procurar alternativas que me permitissem seguir para outro desafio profissional. Recentemente apareceu uma proposta, a primeira desde que comecei, e demorei 30 segundos a aceitar. Actualmente estou em processo de mudança.

O que quero dizer? Que, numa realidade futebolística, com 19 ou 20 anos, se não vês oportunidade de promoção ou se não te explicam que ela existe ou pode existir, mediante o teu trabalho, não me parece descabido que, continuando diariamente a fazer o seu trabalho, queiram sair à primeira oportunidade que apareça. Desdenhar ou menosprezar a motivação inerente ao veres uma possível recompensa pelo teu trabalho por longe que esteja, é um erro estratégico básico e que pode ter consequências que a entidade empregadora não deseja.

O Sporting, com excepção do período 2011/2013, é um dos clubes onde o espaço para os jovens mais talentosos é mais evidente e tudo aponta para que isso se mantenha e aprofunde.

Se neste clube e ao primeiro, segundo ano de senior e quando a aposta nos jovens valores se mantém e é vista como estratégica, há quem já esteja cansado de esperar e trabalhar pela sua oportunidade, algo está mal. Em primeiro lugar, com os jogadores e com os prepara e motiva para o futuro.
De qualquer forma a maneira como os dois casos foram "resolvidos", acabou ser bastante diferente.
JME é titular no Setúbal e se calhar era o melhor que lhe podia acontecer.
O Tobias foi para a 2ªB espanhola e nem se sabe se joga (eu pelo menos).

Nem o Tobias nem o Alexandre Guedes tiveram quaisquer minutos de jogo.
( fonte: zerozero )

Porquê que não seguem o tópico sobre os emprestados, onde o Leão de Eiras faz constantemente um excelente trabalho? -> http://www.forumscp.com/index.php?topic=54706.0



 :great: 
Eu até costumo acompanhar. Um excelente trabalho do Leão das Eiras, já agora!  :clap:
Mas como meti na cabeça que o Tobias desapareceu até ao fim da época, nem me lembrei de procurar lá.
I Would Never Want to Belong to Any Club
That Would Have Someone Like Me For a Member  
                                                
                                                 - Groucho Marx -