Bruno de Carvalho - Presidente do Sporting Clube de Portugal

CaldoVerde e 11 Visitantes estão a ver este tópico.

O Daniel Oliveira fez uma interpretação demasiado política e demasiado democrática daquilo que é "mato" no futebol, que passa por apelar a boicotes de imprensa hostil.

Não me parece que haja aqui qualquer castração de liberdades neste apelo de BdC, mas também acho que o apelo, em si, é daquelas coisas típicas da política - demagogia que já ninguém leva a sério, apesar das razões de queixa serem reais.

O DO levou isto muito a sério e isto no futebol tem um contexto próprio.

É demagogia e exactamente ninguém leva a sério, porque se levásem seria verdadeiramente perigoso.

Durante muitos anos pensei, o pessoal quer abanar a estrutura política e social? Dêm baixa da tv cabo, desliguem a tv, mas todos, todos os Portugueses. Um acto tão simples com implicações tão profundas. Muito simplesmente mostrar quem manda e que se não mudam a forma de comandar o país, vão ter uma amostra real. As implicações de tal acto seriam muito interessantes se sentir a todos os níveis incluindo as ações das multinacionais que fazem publicidade na telly.

A comunicação social Portuguesa quase sempre foi muito má. Lembro me de outros tempos onde a RTP2 era fixe! Não sei talvez fosse demasiado miúdo. Mas depois da SIC e TVI aparecerem, bem, indescritívelmente baixa qualidade imo.
« Última modificação: Fevereiro 21, 2018, 00:21 am por thankyouuniverse »


Processo para cima! Enquanto não levarem com uns processos valentes e com pedidos de indemnização de vários milhões não baixam a crista e vão continuar a ofender e a desrespeitar..
Sporting Clube de Pyongyang
DAVID DINIS

Bruno de Carvalho quer transformar o Sporting Clube de Portugal no clube dele. Podia ser um problema dos sócios, mas um líder obscuro é um problema de toda a gente.
20 de Fevereiro de 2018


Imagine um mundo assim: onde só falava com quem concorda consigo, onde só ouvia quem pensa como você pensa. Imagine um mundo destes: onde havia três grupos de pessoas, que não se falavam, nunca se cruzavam, nunca debatiam, nunca discutiam. Nesse mundo assim, tudo era absolutamente estático — a única coisa que mudava era a realidade, nunca o que nós queríamos ver nela.

Este é o mundo de Bruno de Carvalho, o homem que quer transformar o Sporting Clube de Portugal no Sporting Clube de Pyongyang. O presidente de um clube que pôs 90% dos associados numa assembleia geral a aceitar dar-lhe plenos poderes de julgamento, sem que algum deles saiba sob que critérios serão julgados. O presidente de um clube que deu uma ordem aos “comentadores sportinguistas” para que deixem de representar o seu clube. O presidente que deu ordem aos jogadores para não fazerem declarações. O presidente que deu o incentivo a um grupo de sócios para que perseguissem, insultassem, intimidassem quem está contra ele. O presidente de um clube que acha que os sportinguistas devem deixar de comprar jornais, de ouvir rádio ou de ver televisão — tirando aquele projecto televisivo que ele pode controlar.

Há muito que sabemos que o futebol é um mundo perigoso. Mas é preciso dizer que não é perigoso por causa da bola, é por causa de dirigentes como ele, Bruno de Carvalho.

Ontem, depois de tudo o que se ouviu, depois dos tiros que se dispararam antes de um derby minhoto, só houve uma personalidade que se atreveu a dizer umas palavrinhas sobre o que está a acontecer ao futebol português. Foi Marcelo, o Presidente, que apelou a “um ambiente de ‘descrispação’, de entendimento, de diálogo, de tolerância e compreensão recíproca”. Do Governo não se ouviu palavra, da Federação e da Liga nem uma palavrinha de atenção, da Entidade Reguladora para a Comunicação Social nem uma linha num comunicado.

Imagine agora que, em vez de Bruno de Carvalho, tinha sido António Costa a dizer aquilo aos militantes do PS e aos membros da maioria: que tudo o que eles dissessem contra o Governo podia ser sancionado; que eles tinham de deixar de ir à televisão, rádios ou jornais, que só podiam escrever no Acção Socialista, no esquerda.net ou no Avante!; que deixassem de ouvir os argumentos dos outros, porque só ele era o dono da verdade, do partido, do país. A estimular o ódio, a fazer subir os muros.

Imagine, pois, um mundo assim, que não era um só. Imagine que ele nasceu — e que ninguém se atreve a dizer nada, a fazer nada, a lutar contra. O seu mundo é mesmo assim?

P.S. —  Para facilitar a vida, o meu número de sócio é o 8840. Podem pôr-me na lista, s.f.f.

https://www.publico.pt/2018/02/20/desporto/editorial/um-lider-obscuro-e-um-perigo-para-todos-1803675
Confesso que, desde o apelo, vi mais televisão desportiva - propaganda pura e dura - do que nos anos todos desde que o maldito Garoto deu um pontapé épico nos tomates dos vaidosos vermelhos quando foi buscar o nosso actual treinador.
E ontem deparei-me com uma situação surreal, perfeitamente ilustrativa do opróbrio de jornalismo que visa o nosso Sporting e o nosso presidente.
Isto sucedeu na CMTV (doh!).
O moderador estava a falar com um comentador chamado Carlos Anjos. Este é do Sporting (eu desconhecia).
Notem isto: o moderador esteve aí uns 20 segundos a tentar, com palavrinhas de m**** (tipo, e preparem-se, o seguinte: "nós conhecemo-nos há muito tempo, eu sei que você é sério, que posso confiar na sua seriedade e palavra e que você não tem quaisquer problemas em dizer o que pensa [...]") induzir o comentador a admitir que BdC tem, e cito outra vez as palavras do moderador, " dificuldade com a liberdade, tem, aahh, tiquezinhos de ditador".
Confesso que, desde o apelo, vi mais televisão desportiva - propaganda pura e dura - do que nos anos todos desde que o maldito Garoto deu um pontapé épico nos tomates dos vaidosos vermelhos quando foi buscar o nosso actual treinador.
E ontem deparei-me com uma situação surreal, perfeitamente ilustrativa do opróbrio de jornalismo que visa o nosso Sporting e o nosso presidente.
Isto sucedeu na CMTV (doh!).
O moderador estava a falar com um comentador chamado Carlos Anjos. Este é do Sporting (eu desconhecia).
Notem isto: o moderador esteve aí uns 20 segundos a tentar, com palavrinhas de m**** (tipo, e preparem-se, o seguinte: "nós conhecemo-nos há muito tempo, eu sei que você é sério, que posso confiar na sua seriedade e palavra e que você não tem quaisquer problemas em dizer o que pensa [...]") induzir o comentador a admitir que BdC tem, e cito outra vez as palavras do moderador, " dificuldade com a liberdade, tem, aahh, tiquezinhos de ditador".
Aconteceu-me o mesmo... :lol:
Sporting Clube de Pyongyang
DAVID DINIS

Bruno de Carvalho quer transformar o Sporting Clube de Portugal no clube dele. Podia ser um problema dos sócios, mas um líder obscuro é um problema de toda a gente.
20 de Fevereiro de 2018


Imagine um mundo assim: onde só falava com quem concorda consigo, onde só ouvia quem pensa como você pensa. Imagine um mundo destes: onde havia três grupos de pessoas, que não se falavam, nunca se cruzavam, nunca debatiam, nunca discutiam. Nesse mundo assim, tudo era absolutamente estático — a única coisa que mudava era a realidade, nunca o que nós queríamos ver nela.

Este é o mundo de Bruno de Carvalho, o homem que quer transformar o Sporting Clube de Portugal no Sporting Clube de Pyongyang. O presidente de um clube que pôs 90% dos associados numa assembleia geral a aceitar dar-lhe plenos poderes de julgamento, sem que algum deles saiba sob que critérios serão julgados. O presidente de um clube que deu uma ordem aos “comentadores sportinguistas” para que deixem de representar o seu clube. O presidente que deu ordem aos jogadores para não fazerem declarações. O presidente que deu o incentivo a um grupo de sócios para que perseguissem, insultassem, intimidassem quem está contra ele. O presidente de um clube que acha que os sportinguistas devem deixar de comprar jornais, de ouvir rádio ou de ver televisão — tirando aquele projecto televisivo que ele pode controlar.

Há muito que sabemos que o futebol é um mundo perigoso. Mas é preciso dizer que não é perigoso por causa da bola, é por causa de dirigentes como ele, Bruno de Carvalho.

Ontem, depois de tudo o que se ouviu, depois dos tiros que se dispararam antes de um derby minhoto, só houve uma personalidade que se atreveu a dizer umas palavrinhas sobre o que está a acontecer ao futebol português. Foi Marcelo, o Presidente, que apelou a “um ambiente de ‘descrispação’, de entendimento, de diálogo, de tolerância e compreensão recíproca”. Do Governo não se ouviu palavra, da Federação e da Liga nem uma palavrinha de atenção, da Entidade Reguladora para a Comunicação Social nem uma linha num comunicado.

Imagine agora que, em vez de Bruno de Carvalho, tinha sido António Costa a dizer aquilo aos militantes do PS e aos membros da maioria: que tudo o que eles dissessem contra o Governo podia ser sancionado; que eles tinham de deixar de ir à televisão, rádios ou jornais, que só podiam escrever no Acção Socialista, no esquerda.net ou no Avante!; que deixassem de ouvir os argumentos dos outros, porque só ele era o dono da verdade, do partido, do país. A estimular o ódio, a fazer subir os muros.

Imagine, pois, um mundo assim, que não era um só. Imagine que ele nasceu — e que ninguém se atreve a dizer nada, a fazer nada, a lutar contra. O seu mundo é mesmo assim?

P.S. —  Para facilitar a vida, o meu número de sócio é o 8840. Podem pôr-me na lista, s.f.f.

https://www.publico.pt/2018/02/20/desporto/editorial/um-lider-obscuro-e-um-perigo-para-todos-1803675

Política a mais no cerebro dá nisto com patrocínio lampião.

Porque esta historia da Coreia do Norte começou com os lampiões , ou com algum croquete.

Lembro-me daquele do blog Fonte Segura andar com esta treta e o Bruno de Carvalho ainda estava no início do clube.
Vender a Academia de Alcochete , formação e Lei Bosman impossíveis de conciliar , chega de formar mercenários.
Fazer regressar os treinos da equipa principal para perto de Alvalade para voltarem a sentir o clube.
A bolha afastada da realidade criada pela academia só prejudicou o Sporting.
COMUNICADO SPORTING CLUBE DE PORTUGAL

COMUNICADOS
O Presidente Bruno de Carvalho e os comentadores concordam que é fundamental defender o Clube

Tendo em conta as condições colocadas pelo Presidente do Sporting Clube de Portugal na Assembleia Geral do passado dia 17, os comentadores Sportinguistas reconhecem que o sentimento da generalidade dos Sócios e Adeptos do Clube exigia esta tomada de posição.

O Presidente Bruno de Carvalho e os comentadores concordam que é fundamental defender o Clube, perante uma Comunicação Social que, genericamente, tem desrespeitado de forma sistemática a Instituição e o bom nome dos seus dirigentes, concluindo ser do interesse do Sporting CP que o Presidente mantenha, tal como até aqui, a defesa intransigente dos superiores interesses do Sporting CP pelos meios que entenda convenientes.

Os comentadores esperam que nos seus espaços de intervenção mediática, e na generalidade da Comunicação Social, não voltem a ser ultrapassados limites que ponham em causa o bom nome do Sporting clube de Portugal, bem como do seu Presidente e restantes Órgãos Sociais.

A Direcção do Sporting Clube de Portugal
André Dias Ferreira
Augusto Inácio
Carlos Anjos
Eduardo Garcia
Fernando Mendes
Hélder Amaral
Jaime Mourão Ferreira
José de Pina
Litos
Luís Marques
Manuel Fernandes
Paulo Andrade
Rui Regueiro

http://www.sporting.pt/pt/noticias/clube/comunicados/2018-02-20/comunicado-sporting-clube-de-portugal
23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente! 23-06-2018 o dia em que os sócios deitaram abaixo o melhor Presidente da história do Sporting Clube de Portugal. Muito Obrigado Presidente por ter trazido um orgulho e alegria que estavam esmagados no meu coração, obrigado do fundo do coração o senhor para mim será eterno.
23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente! 23-06-2018 o dia em que os sócios deitaram abaixo o melhor Presidente da história do Sporting Clube de Portugal. Muito Obrigado Presidente por ter trazido um orgulho e alegria que estavam esmagados no meu coração, obrigado do fundo do coração o senhor para mim será eterno.
Pois Daniel...



Descobriu a pólvora. :mrgreen:

O Daniel Oliveira, goste-se ou não da sua ideologia (e eu não gosto), tem sido um sportinguista decente. Está no direito dele de gostar ou não da postura do presidente. E tem sido um dos que mais aponta o dedo à comunicação social.


Óbvio, não gosto da sua ideologia mas enquanto Sportinguista tem sido decente, sempre apontou as desigualdades, inclusive fez a defesa do Presidente em vários momentos. A questão aqui extremou-se, quem não concorda com o Bruno de Carvalho, mesmo que de forma parcial, é visto como inimigo do Sporting...não é um acto muito inteligente e terá as suas consequências. Mas a massa do Sporting adora isto, a intriga. Já o escrevi na altura, quando temos uma AG naqueles moldes, no meio da época desportiva e em vez de se discutir porque raio é que não era passada para o fim da época desportiva 90% andava com amplo entusiasmo a debater os moldes da AG, a chamar lampião\salgados variados\traidor a outros sócios e adeptos, mostra bem a realidade da massa adepta do Sporting, que não tem o foco no essencial, não somos campeões há 15 anos, vão agora fazer 16 se não o formos esta época...e um clube nestas circunstâncias, que ser quer grande, anda com AG's a meio da época que podem levar ao abandono da Direcção e com preocupações com os media, pior do que isso, estas questões conseguem entusiasmar muitos, levar ao bater no peito...o essencial, esse, já se perdeu há muito.



Um por todos, todos por um. SEGUIMOS JUNTOS PRESIDENTE!

" a esmagadora maioria dos Sócios do Clube manifestou a vontade e o desejo de que eu me expusesse menos no espaço público. Pedi-lhes, para que isso pudesse acontecer, três condições: que deixassem de comprar jornais desportivos e também o Correio da Manhã, que não vissem programas televisivos portugueses de debate desportivo e que vissem apenas a Sporting TV, e que os comentadores saíssem dos canais em que estão. Que fique claro que esta é uma recomendação e nunca uma imposição, porque se há valor que eu prezo é o da liberdade."

"A medida da minha intervenção e exposição será inversamente proporcional à resposta dos Sportinguistas ao meu apelo e à defesa efectuada pelos comentadores nos respectivos programas."

Sempre foi isto que entendi desde a AG, ele nunca exigiu nada a ninguém, simplesmente pôs uma condiçao: eu falo menos no Facebook, vocês não consomem m****!
Gostei e espero que cumpra com o que prometeu, ou seja, nada de entrevistas exclusivas ao record, nada de cartas abertas enviadas por Nuno Saraiva para a bola e record, nada de entrevistas exclusiva de jogadores, nada de "montero já tem o jogo da malha do Sporting" e "Rúben Ribeiro já tem o jogo de xadrez do Sporting".

Cá estaremos para ver quanto tempo dura o "boicote"
O Bruno não faz mais que usar a táctica que muitos movimentos civis usarem no passado usam.
Propôr o (que parece ser) absurdo para normalizar o diferente e aos poucos moldar as mentalidades. (Propôr adopção por casais homosexuais, para normalizar o casamento gay.)
As pessoas mais facilmente aceitam um cenário se a comparação for algo pior.
Propôs o "boicote" á CS, não pelo boicote em si, mas passar a mensagem que os adeptos irão estar atentos e a CS têm de arrepiar caminho.
Os comentadores tinham de sair, não saindo "comprometem-se" a **insert condições do Presidente**.
"O bom ambiente é sempre necessário, mas só acredito em bons grupos quando existem vitórias. No dia em que existir no Sporting um bom grupo e não existirem vitórias é porque são todos uns bons rapazes e andam aqui a enganar o Clube. Quando não se ganha, as pessoas têm de estar chateadas.

João Benedito
Pedimos o boicote aos pasquins e tv's e andamos a responder às perguntas dos mesmos nas flashs e conferências de imprensa?

Pois...
http://www.fpf.pt/Portals/0/regulamentodascompeticoes20162017.pdf?ver=2016-12-29-153529-277

Se houver vontade, basta procurar um pouco sobre os direitos e deveres dos vários intervenientes no jogo e não se dizem bacoradas da boca para fora.

Não temos necessariamente de não estar presentes ou será que não podes mandá-los à m**** com respostas "parvas"?

Tanta coisa que se pode fazer, tal como responder como o Cristiano fez quando um jornalista da CM lhe fez uma pergunta ou dar repostas de 1 ou 2 palavras.

Dito isto, convém perceber o que se quis dizer em vez de respondermos aos posts com tesão de mijo. Usa essa atitude lá para fora.

Pedimos o boicote aos pasquins e tv's e andamos a responder às perguntas dos mesmos nas flashs e conferências de imprensa?

Pois...

Não digas asneiras que é o que acabas de fazer, não o faças sem teres conhecimento dos regulamentos.

Garganta funda, és tu que os tens?
Lê o que escrevi acima.




Um por todos, todos por um. SEGUIMOS JUNTOS PRESIDENTE!

" a esmagadora maioria dos Sócios do Clube manifestou a vontade e o desejo de que eu me expusesse menos no espaço público. Pedi-lhes, para que isso pudesse acontecer, três condições: que deixassem de comprar jornais desportivos e também o Correio da Manhã, que não vissem programas televisivos portugueses de debate desportivo e que vissem apenas a Sporting TV, e que os comentadores saíssem dos canais em que estão. Que fique claro que esta é uma recomendação e nunca uma imposição, porque se há valor que eu prezo é o da liberdade."

"A medida da minha intervenção e exposição será inversamente proporcional à resposta dos Sportinguistas ao meu apelo e à defesa efectuada pelos comentadores nos respectivos programas."

Sempre foi isto que entendi desde a AG, ele nunca exigiu nada a ninguém, simplesmente pôs uma condiçao: eu falo menos no Facebook, vocês não consomem m****!

Claro que foi isso, não estive na AG, mas ouvi bem o que foi dito, agora, a CARTILHA sabe que ao distorcer o que foi dito existe sempre quem coma, por isso colocaram a MENTIRA nos jornais que estão ao seu serviço e como facilmente podes ver muitos comeram e de colher e tudo.
23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente! 23-06-2018 o dia em que os sócios deitaram abaixo o melhor Presidente da história do Sporting Clube de Portugal. Muito Obrigado Presidente por ter trazido um orgulho e alegria que estavam esmagados no meu coração, obrigado do fundo do coração o senhor para mim será eterno.
Pedimos o boicote aos pasquins e tv's e andamos a responder às perguntas dos mesmos nas flashs e conferências de imprensa?

Pois...
http://www.fpf.pt/Portals/0/regulamentodascompeticoes20162017.pdf?ver=2016-12-29-153529-277

Se houver vontade, basta procurar um pouco sobre os direitos e deveres dos vários intervenientes no jogo e não se dizem bacoradas da boca para fora.

Não temos necessariamente de não estar presentes ou será que não podes mandá-los à m**** com respostas "parvas"?

Tanta coisa que se pode fazer, tal como responder como o Cristiano fez quando um jornalista da CM lhe fez uma pergunta ou dar repostas de 1 ou 2 palavras.

Dito isto, convém perceber o que se quis dizer em vez de respondermos aos posts com tesão de mijo. Usa essa atitude lá para fora.

Pedimos o boicote aos pasquins e tv's e andamos a responder às perguntas dos mesmos nas flashs e conferências de imprensa?

Pois...

Não digas asneiras que é o que acabas de fazer, não o faças sem teres conhecimento dos regulamentos.

Garganta funda, és tu que os tens?
Lê o que escrevi acima.

Que pretendes dizer com isso, é algum termo usado na tua terra?

Sobre os regulamentos sim tenho, qualquer pessoa tem é só querer.

Tudo bem, na próxima se puderes escreve algo que consiga perceber.


23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente! 23-06-2018 o dia em que os sócios deitaram abaixo o melhor Presidente da história do Sporting Clube de Portugal. Muito Obrigado Presidente por ter trazido um orgulho e alegria que estavam esmagados no meu coração, obrigado do fundo do coração o senhor para mim será eterno.
O capelinha levou amarelo. Espero que o Sporting questione todas as outras notas de árbitros que deram minutos a mais.
Por ti contra tudo e todos!

Sporting Clube de Portugal
22 min ·
Tendo em conta as condições colocadas pelo Presidente do Sporting Clube de Portugal na Assembleia Geral do passado dia 17, os comentadores Sportinguistas reconhecem que o sentimento da generalidade dos Sócios e Adeptos do Clube exigia esta tomada de posição.

O Presidente Bruno de Carvalho e os comentadores concordam que é fundamental defender o Clube, perante uma Comunicação Social que, genericamente, tem desrespeitado de forma sistemática a Instituição e o bom nome dos seus dirigentes, concluindo ser do interesse do Sporting CP que o Presidente mantenha, tal como até aqui, a defesa intransigente dos superiores interesses do Sporting CP pelos meios que entenda convenientes.

Os comentadores esperam que nos seus espaços de intervenção mediática, e na generalidade da Comunicação Social, não voltem a ser ultrapassados limites que ponham em causa o bom nome do Sporting clube de Portugal, bem como do seu Presidente e restantes Órgãos Sociais.

A Direcção do Sporting Clube de Portugal
André Dias Ferreira
Augusto Inácio
Carlos Anjos
Eduardo Garcia
Fernando Mendes
Hélder Amaral
Jaime Mourão Ferreira
José de Pina
Litos
Luís Marques
Manuel Fernandes
Paulo Andrade
Rui Regueiro

Quem são ?

O Rui Regueiro participa na SportingTV, nunca o vi noutros canais de TV.
O Luís Marques é ex-diretor geral ou ex-diretor de conteúdos da SIC. É convidado na Sporttv.
Our culture is not for sale..! Sporting Sempre

Sporting Clube de Portugal
22 min ·
Tendo em conta as condições colocadas pelo Presidente do Sporting Clube de Portugal na Assembleia Geral do passado dia 17, os comentadores Sportinguistas reconhecem que o sentimento da generalidade dos Sócios e Adeptos do Clube exigia esta tomada de posição.

O Presidente Bruno de Carvalho e os comentadores concordam que é fundamental defender o Clube, perante uma Comunicação Social que, genericamente, tem desrespeitado de forma sistemática a Instituição e o bom nome dos seus dirigentes, concluindo ser do interesse do Sporting CP que o Presidente mantenha, tal como até aqui, a defesa intransigente dos superiores interesses do Sporting CP pelos meios que entenda convenientes.

Os comentadores esperam que nos seus espaços de intervenção mediática, e na generalidade da Comunicação Social, não voltem a ser ultrapassados limites que ponham em causa o bom nome do Sporting clube de Portugal, bem como do seu Presidente e restantes Órgãos Sociais.

A Direcção do Sporting Clube de Portugal
André Dias Ferreira
Augusto Inácio
Carlos Anjos
Eduardo Garcia
Fernando Mendes
Hélder Amaral
Jaime Mourão Ferreira
José de Pina
Litos
Luís Marques
Manuel Fernandes
Paulo Andrade
Rui Regueiro

Quem são ?

O Rui Regueiro participa na SportingTV, nunca o vi noutros canais de TV.

Luís Marques,  jornalista do Expresso e da SIC e posterior administrador, participa na Sporttv.