VMOC's - Uma perspectiva de Futuro

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.


Psilva e Crazyhead,


Obrigado pelas respostas :great:.

Isso deve significar que receitas como o Naming do estadio, publicidade no estadio, e outros direitos gerados pelo estadio, passam para a SAD? A posse da Infraestrutura está fora desse contexto. Será a interpretação correcta?

Não sei se a infraestrutura está fora desse contexto. Aliás, os artigos falam em obras e benfeitorias. Portanto, parece-me que tudo fica do lado da SAD. Só a propriedade do terreno é que fica no clube. Mas há por aí juristas, eles que se pronunciem...

Segundo esse artigo da cortina verde o terreno também será integrado na SAD
Segundo a ficha técnica da Fusão da SPM, apenas são englobados os direitos de Superfície do Estádio de Alvalade e do Multi-desportivo. A infraestrutura e os terrenos, estão na posse do Sporting Clube de Portugal.


http://www.sporting.pt/incscp/pdf/investor_relations/ir_projectofusao_230312.pdf
Segundo a ficha técnica da Fusão da SPM, apenas são englobados os direitos de Superfície do Estádio de Alvalade e do Multi-desportivo. A infraestrutura e os terrenos, estão na posse do Sporting Clube de Portugal.


http://www.sporting.pt/incscp/pdf/investor_relations/ir_projectofusao_230312.pdf

É o que faz sentido!
Eu sou responsável pelo que escrevo, não pelo que os outros entendem!

Nunca discutas com um idiota. Ele arrasta-te até ao nível dele, e depois vence-te em experiência.
Pois, não existe menção ao terreno em si.

Alguém tem a confirmação de que o terreno está mesmo na posse do Clube?
«Sporting tem de se preparar para perder controlo da SAD»
José Maria Ricciardi, vice-presidente do BES, diz que os bancos não querem ter o controlo da SAD, mas que o Sporting tem de ser preparar para o perder
José Maria Ricciardi, presidente do BES Investimento e vice-presidente do Conselho Fiscal do Sporting, garantiu esta noite, em conversa com os jornalistas durante o Jantar Anual dos Prémios Stromp, que os adeptos leoninos devem preparar-se para a entrada de um investidor maioritário.

A pergunta começou pelas VMOCS, valores que o BES e o BCP adquiriram ao Sporting e que orbigam o clube a pagar aos bancos 12,5 milhões de euros até 19 de janeiro, sob pena de essas mesmas VMOCS se converterem em ações que darão aos dois bancos posição maioritária na SAD.

Ora o Sporting parece não ter capacidade para saldar a dívida e havia quem temesse a perda do controlo da SAD leonina. Nada mais falso, diz Ricciardi. «Os bancos não querem ter uma equipa de futebol. Mas o Sporting tem de se preparar para que um investidor um dia tenha a maioria da SAD.»

O vice-presidente do BES diz aliás que faz todo o sentido que assim seja. «Acho estranho ouvir algumas pessoas dizer que vai aparecer um investidor que vai comprar 49 por cento», referiu. «Acho que nenhum investidor vai gastar muito dinheiro para depois outros ficarem a mandar.»

«O Sporting tem de se preparar para que um investidor um dia tenha a maioria da SAD do Sporting, salvaguardando através de algum acordo os interesses e os direitos do clube. Não me parece aliás que os sócios do Chelsea ou do Man. United estejam preocupados com a presença de investidores.»

José Maria Ricciardi recusou-se a dizer de resto que o BES só empresta dinheiro a Godinho Lopes, mas na qualidade de sócio leonino há 27 anos garantiu que o Sporting tem tudo a ganhar com a permanência do presidente. Pelo meio disse ser urgente uma gestão financeira mais cuidada.

«Tomara um que o Sporting não devesse um euro ao Banco Espírito Santo e ao Banco Comercial Português. Era a minha grande alegria. Espero que apareçam responsáveis que possam resolver a situação. Com a certeza que o Sporting tem de gastar aquilo que pode e não aquilo que recebe.»

Ora não gastar aquilo que recebe por ano implica vender vários ativos em janeiro. «O Sporting está em situação muito difícil para entrar nos lugares de acesso à Liga dos Campeões», garantiu José Maria Ricciardi. Há jogadores que pelo dinheiro que ganham, não estão a fazer nada no Sporting.»

Godinho Lopes foi sempre um nome defendido. Garantindo defenderia qualquer presidente, porque defende a estabilidade, o vice do Conselho Fiscal lembrou que «Luís Filipe Vieira está no Benfica há doze anos e não tem mais títulos de campeão nacional do que o Sporting nestes doze anos».

«Só que Luís Filipe Vieira está no Benfica há doze anos e nestes 12 anos quantas vezes o Sporting mudou de presidente? Eu já perdi a conta e pergunto se é uma solução estarmos a mudar de presidentes e de treinadores a esta velocidade. Eu acho que mudar constantemente não é solução.»

«O Sporting é uma das melhores escolas e terá sempre capacidade para atrair investidores, mas precisa para isso de ter estabilidade. O Sporting, e os outros que não estão numa situação tão grave mas que para lá caminham, têm definitivamente de adequar as despesas às receitas que geram.»
http://www.maisfutebol.iol.pt/sporting/sporting-sad-ricciardi-jose-maria-ricciardi-vmocs-bancos/1403822-1457.html
Its a feeling we cant explain but we spend our lives explaining it, Its our religion.. we do not apologise for it we do not deny it, their our team our family OUR LIFE!!
Lá está um dos incompetentes a ficar satisfeito com a desgraça alheia.

É por andarem sempre a nivelar por baixo que chegá-mos a este estado.

 :wall: :wall: :wall:
GARRA
A questão das VMOC's é uma questão complicada.

Na minha opinião, o importante é saber com qtas acções Categoria A o Sporting Clube Portugal ficará (minimo 15%, máximo 40%), pq serão estas acções q vão decidir qq Assembleia Geral da SAD.

Na altura do lançamento das Vmoc's, Filipe Soares Franco assumiu q o objectivo era ficar com o minimo possivel, ou seja 15%..não concordo, obviamente

O FC Porto detém 40% da SAD, o resto está diluido pelos restantes investidores, como Olivedesportos, António Oliveira etc...

Não me choca ficarmos com apenas 40% da SAD, desde q sejam acções Categoria A, chegam e sobram para ganhar qq Assembleia Geral da SAD e ser o SCP a comandar os destinos da SAD.

Na questão dos bancos ficarem a deter 60% da SAD, e falando o mais seriamente possivel, isso nunca vai acontecer.

Sejamos francos, e parafreseando Paulo Teixeira Pinto (ex-BCP) e adepto do Porto em declarações à abolaTV, as Vmoc's são um presente envenenado para os bancos, os bancos não querem, nem desejam ficar com qq controlo sobre qq SAD portuguesa
Os mandatos não são para cumprir, os mandatos são para ser honrados. E quando não se honra aquilo para que se foi mandatado, não devem ser nada cumpridos. Devem ser interrompidos, como é lógico

Sejamos francos, e parafreseando Paulo Teixeira Pinto (ex-BCP) e adepto do Porto em declarações à abolaTV, as Vmoc's são um presente envenenado para os bancos, os bancos não querem, nem desejam ficar com qq controlo sobre qq SAD portuguesa

Precisamente NSantos,

Há sempre esse "risco", mas muito dificilmente BES e BCP converterão os seus VMOC's, e "queimariam" os 48 Milhões € que investiram nos VMOC's.

O BES através de Ricciardi já mostrou a sua posição, e o BCP tomará concerteza a mesma posição. Os VMOC's em 2016, retornarão ao sitio de que nunca deveriam ter saído, ao Passivo Financeiro.

Até lá, o Sporting continuará a pagar mais de 1 Milhão €/ Juros ano, a BES, BCP e aos restantes subscritores pela emissão dos VMOC's.


Quanto ás acções Categoria A, o Sporting detêm 15% dos seus 89% da SAD, em acções de categoria A.

É o garante actual do Sporting Clube de Portugal. Por mais maioria que os investidores venham a ter dentro do Capital da SAD, estes 15% de acções de categoria A, garantem ao Sporting Clube de Portugal o poder de decisão em todas as questões estratégicas da SAD, desde dissoluções, aumentos de Capital ou alienações de património.

Sejamos francos, e parafreseando Paulo Teixeira Pinto (ex-BCP) e adepto do Porto em declarações à abolaTV, as Vmoc's são um presente envenenado para os bancos, os bancos não querem, nem desejam ficar com qq controlo sobre qq SAD portuguesa

Precisamente NSantos,

Há sempre esse "risco", mas muito dificilmente BES e BCP converterão os seus VMOC's, e "queimariam" os 48 Milhões € que investiram nos VMOC's.

O BES através de Ricciardi já mostrou a sua posição, e o BCP tomará concerteza a mesma posição. Os VMOC's em 2016, retornarão ao sitio de que nunca deveriam ter saído, ao Passivo Financeiro.

Até lá, o Sporting continuará a pagar mais de 1 Milhão €/ Juros ano, a BES, BCP e aos restantes subscritores pela emissão dos VMOC's.


Quanto ás acções Categoria A, o Sporting detêm 15% dos seus 89% da SAD, em acções de categoria A.

É o garante actual do Sporting Clube de Portugal. Por mais maioria que os investidores venham a ter dentro do Capital da SAD, estes 15% de acções de categoria A, garantem ao Sporting Clube de Portugal o poder de decisão em todas as questões estratégicas da SAD, desde dissoluções, aumentos de Capital ou alienações de património.


Certo.

Mas questão mais estratégica que a gestão desportiva, ou seja, a própria actividade da empresa, não há. E essa o Sporting pode perder. Ou melhor, perder o controlo do seu futebol.
Hoje foi comunicada esta pérola à CMVM, o que retiro daqui é que o clube ficará sem a maioria do capital da SAD. Estou enganado?

Nos termos do n.º 2 do art. 249 do Código dos Valores Mobiliários e do Regulamento nº 5/2008 da CMVM, informamos os senhores titulares de Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis representativos da emissão designada “Valores Sporting 2010” (“Valores”) emitidos pela Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD (“Sporting SAD”) que, durante o período compreendido entre os próximos dias 3 e 17 de Janeiro de 2013, poderão, querendo, e sem prejuízo de exercício posterior nas demais datas referidas no prospecto de emissão, exercer o direito de opção de vencimento antecipado quanto a todos ou parte dos Valores detidos, nos seguintes termos:
- O exercício do direito de opção de vencimento antecipado determinará a entrega ao respectivo titular de acções ordinárias da Sporting SAD correspondentes ao valor nominal dos Valores;
- O número de acções da Sporting SAD a atribuir a cada titular dos Valores resultará do quociente entre o valor nominal total dos Valores detidos e o preço de conversão estabelecido para esta emissão, que é de 1 euro;
- O exercício do direito de opção de vencimento antecipado poderá ser efectuado, durante o período indicado através de pedido efectuado junto do intermediário financeiro onde se encontrem registados os Valores do respectivo titular;
- Os titulares que exercerem no período indicado o direito de opção de vencimento antecipado terão direito ao juro que será pago no dia 17 de Janeiro de 2013;
- A conversão efectuar-se-á mediante a entrega ao titular de novas acções ordinárias da Sporting SAD emitidas e integralmente realizadas, sem prejuízo da possibilidade de, em lugar dela e no todo ou em parte, a Sporting SAD poder satisfazer a conversão obrigatória através da transmissão de acções ordinárias já existentes efectuada por terceiro designado pela Sporting SAD, entendendo-se que há, em tal caso, sem necessidade de declaração expressa, sucessão e sub-rogação do terceiro na posição jurídica e direitos do titular dos Valores, designadamente à atribuição de novas acções;
- A conversão considera-se efectuada, em caso de vencimento antecipado por opção do titular, na data de pagamento de juros, que neste caso será o dia 17 de Janeiro de 2013, para os titulares que tenham formalizado tal pedido junto do intermediário financeiro em que os Valores estão registados;
- As acções ordinárias emitidas ou transmitidas em conversão terão direitos iguais, em todos os aspectos, às demais acções ordinárias emitidas pela Sporting SAD e integralmente realizadas, conferindo, designadamente a partir da data da respectiva emissão, o mesmo direito a dividendo das demais acções ordinárias da Sporting SAD.
Lisboa, 31 de Dezembro de 2012


http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/OUDI42921.pdf
Hoje foi comunicada esta pérola à CMVM, o que retiro daqui é que o clube ficará sem a maioria do capital da SAD. Estou enganado?

Nos termos do n.º 2 do art. 249 do Código dos Valores Mobiliários e do Regulamento nº 5/2008 da CMVM, informamos os senhores titulares de Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis representativos da emissão designada “Valores Sporting 2010” (“Valores”) emitidos pela Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD (“Sporting SAD”) que, durante o período compreendido entre os próximos dias 3 e 17 de Janeiro de 2013, poderão, querendo, e sem prejuízo de exercício posterior nas demais datas referidas no prospecto de emissão, exercer o direito de opção de vencimento antecipado quanto a todos ou parte dos Valores detidos, nos seguintes termos:
- O exercício do direito de opção de vencimento antecipado determinará a entrega ao respectivo titular de acções ordinárias da Sporting SAD correspondentes ao valor nominal dos Valores;
- O número de acções da Sporting SAD a atribuir a cada titular dos Valores resultará do quociente entre o valor nominal total dos Valores detidos e o preço de conversão estabelecido para esta emissão, que é de 1 euro;
- O exercício do direito de opção de vencimento antecipado poderá ser efectuado, durante o período indicado através de pedido efectuado junto do intermediário financeiro onde se encontrem registados os Valores do respectivo titular;
- Os titulares que exercerem no período indicado o direito de opção de vencimento antecipado terão direito ao juro que será pago no dia 17 de Janeiro de 2013;
- A conversão efectuar-se-á mediante a entrega ao titular de novas acções ordinárias da Sporting SAD emitidas e integralmente realizadas, sem prejuízo da possibilidade de, em lugar dela e no todo ou em parte, a Sporting SAD poder satisfazer a conversão obrigatória através da transmissão de acções ordinárias já existentes efectuada por terceiro designado pela Sporting SAD, entendendo-se que há, em tal caso, sem necessidade de declaração expressa, sucessão e sub-rogação do terceiro na posição jurídica e direitos do titular dos Valores, designadamente à atribuição de novas acções;
- A conversão considera-se efectuada, em caso de vencimento antecipado por opção do titular, na data de pagamento de juros, que neste caso será o dia 17 de Janeiro de 2013, para os titulares que tenham formalizado tal pedido junto do intermediário financeiro em que os Valores estão registados;
- As acções ordinárias emitidas ou transmitidas em conversão terão direitos iguais, em todos os aspectos, às demais acções ordinárias emitidas pela Sporting SAD e integralmente realizadas, conferindo, designadamente a partir da data da respectiva emissão, o mesmo direito a dividendo das demais acções ordinárias da Sporting SAD.
Lisboa, 31 de Dezembro de 2012


http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/OUDI42921.pdf

pergunto, se este não foi sempre o principal objectivo deste mandato...  :inde:
"Brace Yourselves, Winter is Coming. "
Calma people ;),

Isto é um procedimento normal. O Sporting está a cumprir o seu dever e está a comunicar ao mercado, de que nas próximas 2 semanas, os detentores de VMOC's podem dar ordem para converter os seus VMOC's em capital da SAD. Têem 2 semanas para o fazer.
Calma people ;),

Isto é um procedimento normal. O Sporting está a cumprir o seu dever e está a comunicar ao mercado, de que nas próximas 2 semanas, os detentores de VMOC's podem dar ordem para converter os seus VMOC's em capital da SAD. Têem 2 semanas para o fazer.


Nao o vao fazer

SL
Calma people ;),

Isto é um procedimento normal. O Sporting está a cumprir o seu dever e está a comunicar ao mercado, de que nas próximas 2 semanas, os detentores de VMOC's podem dar ordem para converter os seus VMOC's em capital da SAD. Têem 2 semanas para o fazer.


Nao o vao fazer

SL

uma vez que esta direcção está a pau mandado dos bancos, pergunto qual será o interesse do Sporting de converter as Vmoc's??  :inde:
"Brace Yourselves, Winter is Coming. "
- As acções ordinárias emitidas ou transmitidas em conversão terão direitos iguais, em todos os aspectos, às demais acções ordinárias emitidas pela Sporting SAD e integralmente realizadas, conferindo, designadamente a partir da data da respectiva emissão, o mesmo direito a dividendo das demais acções ordinárias da Sporting SAD.

http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/OUDI42921.pdf

Para não haver confusões.
Acho que quando vocês dizem que os bancos não vão converter os VMOCs, só estão a ver parte do filme.
As motivações para a conversão das VMOCs podem não ser só financeiras.

Nos tempos que correm, a SAD do Sporting corre o risco de cair nas mãos de um qualquer Bruno de Carvalho. Alguém pode ganhar as eleições e achar que se justifica uma auditoria financeira. Alguém que pode ganhar as eleições e achar que se justifica uma investigação criminal.

Eu também só estou a ver parte do filme, a mesma parte que vocês vêem, no entanto exactamente por ter consciência de que não estou a ver o filme todo, não me atrevo a dizer o que os bancos vão fazer ou deixar de fazer.
chuck_Norris,

- Como disse o DF e bem, pela parte das black business, e para controlarem a mariotena e evitar um BdC

- Podem também querer vender, e terem um lucro de 75-80% por acção, visto terem a deles por 1€ e poderão vender por 0,20€ (ou mais, mas estão elas ~0,15).
Na entrevista do nosso PMAG da SAD, ao record no dia 1:

És um verdadeiro Leão na Internet... mas ainda não és sócio? Muda isso num só minuto, faz-te sócio e sê uma voz activa/participativa no nosso clube! Precisamos da ajuda de todos os Sportinguistas! -> https://socionumminuto.pt

RESULTADOS E CONCLUSÕES DA AUDITORIA DE GESTÃO 1995-2013

as vmocs são uma coisa muito engraçada ... muitos socios antigos e claros apoiantes desta direcção mas com um deficite informativo ( costumo chama-los de socios das gordas dos jornais pois nada mais leem ) foram e são apoiantes da medida

Mas se lhes perguntarem se sabem que, se os bancos fizerem de "maus" e converterem as vmocs , eles , como socios , deixam de ter voto na materia na escolha de quem manda e da venda do patrimonio , muitos ficam feito "parvos" a olhar para nós ... já me aconteceu

Muitos não percebem as consequncias daquilo que votam ... votam  por solidariedade institucional

as vmocs são uma coisa muito engraçada ... muitos socios antigos e claros apoiantes desta direcção mas com um deficite informativo ( costumo chama-los de socios das gordas dos jornais pois nada mais leem ) foram e são apoiantes da medida

Mas se lhes perguntarem se sabem que, se os bancos fizerem de "maus" e converterem as vmocs , eles , como socios , deixam de ter voto na materia na escolha de quem manda e da venda do patrimonio , muitos ficam feito "parvos" a olhar para nós ... já me aconteceu

Muitos não percebem as consequncias daquilo que votam ... votam  por solidariedade institucional

Ahhh pois... E só dá vontade de dizer: "É bem feita!".

Isto nesta altura, os sócios que continuam a apoiar isto, já devem ter algum atraso mental, não vejo outra explicação, ou então querem mesmo destruir o clube.
És um verdadeiro Leão na Internet... mas ainda não és sócio? Muda isso num só minuto, faz-te sócio e sê uma voz activa/participativa no nosso clube! Precisamos da ajuda de todos os Sportinguistas! -> https://socionumminuto.pt

RESULTADOS E CONCLUSÕES DA AUDITORIA DE GESTÃO 1995-2013