Zakaria Labyad

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Naa, acho que ainda não há nada oficial...
"Doubt is only removed by action. If you're not working then that's where doubt comes in"
O que me parece pertinente neste imbroglio juridico é a de que Labyad e seus advogados consideram o + 2 anos de contrato como sendo uma clausula imposta no anterior contrato, o que segundo as leis já mencionadas, é nula.
O PSV alega que esses mais 2 anos, é um contrato novo, e que foi automaticamente celebrado aquando da extinção do primeiro e sem qualquer declaração de vontade por parte de Labyad, o que me parece totalmente descabido.
Isto é uma clausula e não um contrato o que segundo a lei da fifa já mencionada é inválida/nula.
A unica hipotese que daria razão ao PSV, seria se Labyad DE FACTO tivesse celebrado e aceite um novo contrato.
O que me parece pertinente neste imbroglio juridico é a de que Labyad e seus advogados consideram o + 2 anos de contrato como sendo uma clausula imposta no anterior contrato, o que segundo as leis já mencionadas, é nula.
O PSV alega que esses mais 2 anos, é um contrato novo, e que foi automaticamente celebrado aquando da extinção do primeiro e sem qualquer declaração de vontade por parte de Labyad, o que me parece totalmente descabido.
Isto é uma clausula e não um contrato o que segundo a lei da fifa já mencionada é inválida/nula.
A unica hipotese que daria razão ao PSV, seria se Labyad DE FACTO tivesse celebrado e aceite um novo contrato.


Esse novo contracto apenas teria validade perante a lei laboral holandesa.
A FIFA recusa explicitamente quaisquer regras que não as suas.

O Labyad pode estar em falta perante a lei holandesa, mas não vejo qualquer infracção às regras da FIFA.
Creio que estamos a perder dinheiro em apresentar os jogadores sem o número já escolhido. Uma montra da loja verde com as camisolas com nome e número dos reforços ia aumentar as vendas destas.

Acho que há por aqui muitos foristas que têm interesse em adquirir camisolas com o nome do Labyad e entretanto não o fazem porque não sabem o número.
É nosso e acabou.

Bem-vindo Labyad, desejo que brilhes com o manto verde e branco vestido.
Não sou Sportinguista de coração, pois um dia ele pára. Sou Sportinguista de alma, porque ela é eterna.
Os gajos que mandem logo isto para a FIFA para acabar logo com esta conversa toda
Total de utilizadores ignorados: 44
O que me parece pertinente neste imbroglio juridico é a de que Labyad e seus advogados consideram o + 2 anos de contrato como sendo uma clausula imposta no anterior contrato, o que segundo as leis já mencionadas, é nula.
O PSV alega que esses mais 2 anos, é um contrato novo, e que foi automaticamente celebrado aquando da extinção do primeiro e sem qualquer declaração de vontade por parte de Labyad, o que me parece totalmente descabido.
Isto é uma clausula e não um contrato o que segundo a lei da fifa já mencionada é inválida/nula.
A unica hipotese que daria razão ao PSV, seria se Labyad DE FACTO tivesse celebrado e aceite um novo contrato.


Esse novo contracto apenas teria validade perante a lei laboral holandesa.
A FIFA recusa explicitamente quaisquer regras que não as suas.

O Labyad pode estar em falta perante a lei holandesa, mas não vejo qualquer infracção às regras da FIFA.


O problema que poderá eventualmente haver aqui, é que as regras da FIFA só têm validade até ao dia em que um tribunal civil ou do desporto, etc, achar que não têm. E aí a FIFA pode-se mexer à vontade que não vai longe e tem de se sujeitar ao que for decidido.

Se as coisas chegarem a esse ponto serão sempre questões muito complexas. As regras da FIFA também não previam questões como as da Lei Bosman (e nem é caso único), até ao dia em que tiveram de passar a prever e toda a forma como se via o mercado de transferências mudou. Esta questão do Labyad será sempre um caso menos complexo e com muito menor dimensão que esse, mas ainda assim, poderá não ser tão simples.

Já a respeito apenas das regras da FIFA sim, concordo, não me parece que haja muito por onde pegar por aí, e penso que podemos estar tranquilos. Mas ainda assim, acho que já deveríamos ter pedido (se é que não pedimos), um parecer à FIFA, para termos as coisas bem claras.
O que me parece pertinente neste imbroglio juridico é a de que Labyad e seus advogados consideram o + 2 anos de contrato como sendo uma clausula imposta no anterior contrato, o que segundo as leis já mencionadas, é nula.
O PSV alega que esses mais 2 anos, é um contrato novo, e que foi automaticamente celebrado aquando da extinção do primeiro e sem qualquer declaração de vontade por parte de Labyad, o que me parece totalmente descabido.
Isto é uma clausula e não um contrato o que segundo a lei da fifa já mencionada é inválida/nula.
A unica hipotese que daria razão ao PSV, seria se Labyad DE FACTO tivesse celebrado e aceite um novo contrato.


Esse novo contracto apenas teria validade perante a lei laboral holandesa.
A FIFA recusa explicitamente quaisquer regras que não as suas.

O Labyad pode estar em falta perante a lei holandesa, mas não vejo qualquer infracção às regras da FIFA.


O problema que poderá eventualmente haver aqui, é que as regras da FIFA só têm validade até ao dia em que um tribunal civil ou do desporto, etc, achar que não têm.

Se as coisas chegarem a esse ponto serão sempre questões muito complexas. As regras da FIFA também não previam questões como as da Lei Bosman (e nem é caso único), até ao dia em que tiveram de passar a prever e toda a forma como se via o mercado de transferências mudou. Esta questão do Labyad será sempre um caso menos complexo e com menor dimensão que esse, mas ainda assim, poderá não ser tão simples.

Já a respeito apenas das regras da FIFA sim, concordo, não me parece que haja muito por onde pegar por aí, e penso que podemos estar tranquilos. Mas ainda assim, acho que já deveríamos ter pedido (se é que não pedimos), um parecer à FIFA, para termos as coisas bem claras.

Isso não dá despromoção ?
Total de utilizadores ignorados: 44
O que me parece pertinente neste imbroglio juridico é a de que Labyad e seus advogados consideram o + 2 anos de contrato como sendo uma clausula imposta no anterior contrato, o que segundo as leis já mencionadas, é nula.
O PSV alega que esses mais 2 anos, é um contrato novo, e que foi automaticamente celebrado aquando da extinção do primeiro e sem qualquer declaração de vontade por parte de Labyad, o que me parece totalmente descabido.
Isto é uma clausula e não um contrato o que segundo a lei da fifa já mencionada é inválida/nula.
A unica hipotese que daria razão ao PSV, seria se Labyad DE FACTO tivesse celebrado e aceite um novo contrato.


Esse novo contracto apenas teria validade perante a lei laboral holandesa.
A FIFA recusa explicitamente quaisquer regras que não as suas.

O Labyad pode estar em falta perante a lei holandesa, mas não vejo qualquer infracção às regras da FIFA.


O problema que poderá eventualmente haver aqui, é que as regras da FIFA só têm validade até ao dia em que um tribunal civil ou do desporto, etc, achar que não têm.

Se as coisas chegarem a esse ponto serão sempre questões muito complexas. As regras da FIFA também não previam questões como as da Lei Bosman (e nem é caso único), até ao dia em que tiveram de passar a prever e toda a forma como se via o mercado de transferências mudou. Esta questão do Labyad será sempre um caso menos complexo e com menor dimensão que esse, mas ainda assim, poderá não ser tão simples.

Já a respeito apenas das regras da FIFA sim, concordo, não me parece que haja muito por onde pegar por aí, e penso que podemos estar tranquilos. Mas ainda assim, acho que já deveríamos ter pedido (se é que não pedimos), um parecer à FIFA, para termos as coisas bem claras.

Isso não dá despromoção ?

Sim, em princípio dará, cá em Portugal deu com o Gil Vicente, mas isso só serve como uma ameaça ao PSV, não é um impedimento efectivo. Se avançassem para algo desse género, não sei depois como é que seria.

Também não sei até que ponto não se poderá contornar isso, não sendo exactamente o PSV a recorrer, mas alguém a título individual. Bem, mas isto já sou eu a divagar sobre assuntos que não domino.  :mrgreen:


PS. Ainda a respeito da possibilidade de descida de divisão, ainda há bocado li isto:

http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=2636289&tag=Futebol

Esta notícia tem 5 dias, por isso dá para ver que estas questões têm sempre muita coisa que se lhe diga. Ainda há pouco tempo, embora numa envolvente totalmente diferente, também vimos o Boavista a contestar e a pedir uma indemnização pela despromoção de que foi alvo.
« Última modificação: Julho 03, 2012, 17:05 pm por SCP Fan »
O que me parece pertinente neste imbroglio juridico é a de que Labyad e seus advogados consideram o + 2 anos de contrato como sendo uma clausula imposta no anterior contrato, o que segundo as leis já mencionadas, é nula.
O PSV alega que esses mais 2 anos, é um contrato novo, e que foi automaticamente celebrado aquando da extinção do primeiro e sem qualquer declaração de vontade por parte de Labyad, o que me parece totalmente descabido.
Isto é uma clausula e não um contrato o que segundo a lei da fifa já mencionada é inválida/nula.
A unica hipotese que daria razão ao PSV, seria se Labyad DE FACTO tivesse celebrado e aceite um novo contrato.


Esse novo contracto apenas teria validade perante a lei laboral holandesa.
A FIFA recusa explicitamente quaisquer regras que não as suas.

O Labyad pode estar em falta perante a lei holandesa, mas não vejo qualquer infracção às regras da FIFA.


O problema que poderá eventualmente haver aqui, é que as regras da FIFA só têm validade até ao dia em que um tribunal civil ou do desporto, etc, achar que não têm. E aí a FIFA pode-se mexer à vontade que não vai longe e tem de se sujeitar ao que for decidido.

Se as coisas chegarem a esse ponto serão sempre questões muito complexas. As regras da FIFA também não previam questões como as da Lei Bosman (e nem é caso único), até ao dia em que tiveram de passar a prever e toda a forma como se via o mercado de transferências mudou. Esta questão do Labyad será sempre um caso menos complexo e com muito menor dimensão que esse, mas ainda assim, poderá não ser tão simples.

Já a respeito apenas das regras da FIFA sim, concordo, não me parece que haja muito por onde pegar por aí, e penso que podemos estar tranquilos. Mas ainda assim, acho que já deveríamos ter pedido (se é que não pedimos), um parecer à FIFA, para termos as coisas bem claras.

Totalmente de acordo, mas é preciso lembrar que o caso Bosman desrespeitava o acordo de livre circulação de trabalhadores europeus pela união europeia, e a sua conclusão teve efeitos apenas na união europeia.

Neste caso a legislação contraditória com as regras da FIFA é apenas holandesa (nos outros países europeus não há esta obrigação de notificar o clube antes do termo do contracto), e os seus efeitos dificilmente se podem estabelecer fora da Holanda.


Bem-vindo  :great:

Espero que seja tudo aquilo que esperamos dele  :mrgreen:
A azia dos holandeses tornam tudo ainda mais engraçado.
Bem-vindo Labyad! Craque.
Sempre se confirma a nº7?
« Última modificação: Julho 03, 2012, 18:58 pm por DBelchior »
AMOTE SPORTING | SPORTING SEMPRE
Que o Sporting pague ao PSV os direitos de formação e deixemo-nos de histórias. O jogador terminou contrato e assinou com o Sporting enquanto jogador livre. É um caso bastante simples. Eventuais problemas serão entre o clube holandês e o jogador, não com o Sporting.

PS: As preocupações que tenho com Labyad são mais com o futuro do que com este episódio do passado recente...
Campo Grande paga a traidores.
Já o disse de manhã gajos de outros clubes não são bem vindos aqui. Pelo simples motivo de que mais cedo ou mais tarde vão acabar por ofender a instituição pela qual sentem 0, ao contrário do pessoal.

E digo mais, o gajo quer falar connosco aprende a falar português, ou que vá ao tradutor.

Abstive-me de participar, quando vi muitos users a virem para "cima" de mim "porque ele vinha com boas intenções" e etc, porém já começou a pisar a linha e daí a ultrapassá-la por completo é só continuarem a não dar-lhe razão.

Que cumpram o primeiro ponto das regras que todos concordaram ao registarem-se, um forum de Sportinguistas para Sportinguiistas.

 :arrow:
Comentário do Super-Moderador Como é óbvio, este não é o local indicado para discutir este tipo de assuntos relacionados com o funcionamento do Fórum, portanto, ou usam os meios e quadros apropriados, ou correm o risco de ver os posts apagados por off-topic.
 
Citar
DBelchior:

Que cumpram o primeiro ponto das regras que todos concordaram ao registarem-se, um forum de Sportinguistas para Sportinguiistas.


Apenas uma observação quanto a alguns foristas estrangeiros que, ou pelo Matias, os holandeses ou outros, se registaram no fórum e que pelos jogadores se identificaram com o clube, não sendo, obviamente, Sportinguistas... na minha opinião enriquecem o fórum. Tenho, aliás, pena que o @Filter tenha deixado de postar, tinha comentários de excelente qualidade.
Tenho grandes esperanças neste miudo.
Só não gostei daquilo que ele disse no Twitter....

Só espero que ele não se venha a revelar um ingrato...como alguns que o Sporting já cá teve.

Quero apenas que ele jogue a bola....longe de polémicas.
Só não gostei daquilo que ele disse no Twitter....

Só espero que ele não se venha a revelar um ingrato...como alguns que o Sporting já cá teve.

Quero apenas que ele jogue a bola....longe de polémicas.

O que é que ele disse?

A maneira como saiu do PSV não deixa antever grandes gratidões, mas prefiro viver o presente a preocupar-me com essas questões para já.