André Cruz

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.


Defesa central internacional brasileiro de grande classe e exímio marcador de livres, ficou na história do Sporting como um dos melhores centrais que passou pelo Clube.

Oriundo do Ponte Preta onde muito cedo deu nas vistas, chegando às selecções brasileiras, ao serviço das quais esteve no Mundial de Juniores de 1987 disputado no Chile e nos Jogos Olímpicos de 1988 em Seul, onde conquistou uma medalha de Prata, já depois de se ter estreado na Selecção principal onde conta com 31 presenças e um golo marcado, e na Copa da América de 1989, onde foi Campeão. Esteve também na fase final do Mundial de 1998 realizada em França onde o Brasil foi vice-campeão.
Festejando o golo decisivo


Em 1990 teve uma curta passagem pelo Flamengo antes de iniciar a sua aventura europeia, primeiro no Standard Liège, passando depois pelo Nápoles, Milan, onde foi Campeão e Torino, até chegar ao Sporting em Janeiro de 2000, contratado na janela do mercado de inverno, juntamente com César Prates e Mpenza, assumindo imediatamente a liderança da defesa leonina e tornando-se decisivo para a conquista desse histórico campeonato, em que o Sporting quebrou um longo jejum de 18 anos. Para a história ficam os seus golos de livre, principalmente aquele que marcou no Estádio José Alvalade ao FC Porto e que abriu o caminho para a vitória do Sporting por 2-0, colocando a equipa no 1º lugar.

Nas duas temporadas seguintes ganhou mais um Campeonato Nacional, uma Taça de Portugal e uma Supertaça, mas concluído o seu contrato já à beira dos 34 anos, não chegou a acordo com o Clube para renovação do mesmo e regressou ao Brasil para encerrar a sua brilhante carreira no Internacional, onde voltou a ser Campeão e no Goiás.


Fonte: Wiki Sporting



Web - http://www.andrecruz.com.br
Facebook - https://www.facebook.com/andre.cruz.75873

Palmarés

1 - Copa América
    1989

2 - Campeonatos Nacionais Portugueses
    1999/00, 2001/02

1 - Taça de Portugal
   2001/02

1- Supertaça Cândido Oliveira
  2000/01

1 - Taça da Bélgica
    1992/93

1 - Copa do Brasil
    1990

1 - Campeonato Italiano
    1998/99

1 - Campeoanto Gaúcho
    2003

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=ms6WRHsLfqE[/youtube]
Our culture is not for sale..! Sporting Sempre
Simpatizo com o André mas de modo algum o considero um orgulho.
"Doubt is only removed by action. If you're not working then that's where doubt comes in"
Um dos jogadores que mais prazer me dava a ver jogar.
Craque.
Maravilhoso ver André Cruz de verde-e-branco. Tive orgulho de o ver de Leão ao peito a ganhar o CN, mas não o vejo como um Orgulho Leonino.  :great:

Compreendo quem não o vê como Orgulho Leonino, mas falar do André Cruz, para mim, é falar de um Homem que defendeu a camisola do meu clube, com brio, dedicação e gratidão. Tenho a certeza que o fez, como se o SPORTING fosse o seu clube de coração!

A sua técnica, experiência e profissionalismo ajudaram a que conseguíssemos voltar a ser campeões. A sua atitude e firme presença no campo, foi "voz" de comando de defesas quase intransponíveis. Os seus golos valeram vitórias... essas vitórias valeram campeonatos(no plural)... esses campeonatos valeram-me dias felizes, muito felizes!

Por isso, e falando daqueles que vi jogar, André Cruz estará sempre no topo das minhas referências Leoninas(confesso que ainda são muitos, a grandiosidade do SPORTING assim o permite) , quando conjugadas as qualidades futebolísticas, humanas e a profissionais, ao serviço dos superiores interesses do SPORTING!

No que a mim diz respeito, digo-o convictamente, que o vejo como um Orgulho Leonino!
Respeitou e enriqueceu a história do nosso clube!

Forever? só o meu amor por ti, SPORTING!!!
Citar
...ficou na história do Sporting como um dos melhores centrais que passou pelo Clube.

Fonte: Wiki Sporting conforme post inicial.

Citar
Stunner:

Simpatizo com o André mas de modo algum o considero um orgulho.

Um dos melhores centrais que vi jogar no clube ( está no meu top 3, à vontade ) e presente nos 2 últimos e únicos títulos do Sporting nos últimos 30 anos onde foi peça fundamental, em ambos. Central de excelência.
Citar
...ficou na história do Sporting como um dos melhores centrais que passou pelo Clube.

Fonte: Wiki Sporting conforme post inicial.

Citar
Stunner:

Simpatizo com o André mas de modo algum o considero um orgulho.

Um dos melhores centrais que vi jogar no clube ( está no meu top 3, à vontade ) e presente nos 2 últimos e únicos títulos do Sporting nos últimos 30 anos onde foi peça fundamental, em ambos. Central de excelência.
Não é por acaso que é o meu avatar!  :victory:
Mauro Silva
O meu blog: http://svpn.blogspot.com/

Citar
...ficou na história do Sporting como um dos melhores centrais que passou pelo Clube.

Fonte: Wiki Sporting conforme post inicial.

Citar
Stunner:

Simpatizo com o André mas de modo algum o considero um orgulho.

Um dos melhores centrais que vi jogar no clube ( está no meu top 3, à vontade ) e presente nos 2 últimos e únicos títulos do Sporting nos últimos 30 anos onde foi peça fundamental, em ambos. Central de excelência.

Não percebi a citação :shifty: Concordo contigo, 100%, um grande central, mas vou dizer o mesmo que disse noutro sitio, para mim não é suficiente, não basta que um grande jogador nos dê títulos que interessam (campeonatos) em apenas 2/3 épocas e devido a isso seja motivo de Orgulho Leonino. Onde está a paixão, o amor, o sofrimento de um verdadeiro Leão? No máximo um profissional exemplar.
Citar
Stunner:

(...)  Onde está a paixão, o amor, o sofrimento de um verdadeiro Leão? No máximo um profissional exemplar.

A questão para mim está mesmo aí. Facilmente encontro verdadeiros Leões, até neste fórum... :mrgreen:

André Cruz teve um rendimento soberbo, contribuindo de forma decisiva para as principais conquistas do clube nas últimas 3 décadas. Sendo também e cm dizes um profissional exemplar. Para mim, cai que nem uma luva neste quadro ( embora perceba o que queres dizer, claro ).
Que saudades de um central deste calibre...

Vendia classe e o seu pé esquerdo era qualquer coisa de fabuloso!

Para mim, merece estar no Orgulho Leonino porque foi um dos melhores jogadores que vi no nosso clube. É daqueles que deixa saudade!  :great:
Oh não era preciso criarem um tópico para mim... :-[ :-[ :-[

Obrigado Silvia :lol:
Oh não era preciso criarem um tópico para mim... :-[ :-[ :-[

Obrigado Silvia :lol:

 :beer:

 :mrgreen:
Eximio a marcar livres.
Aquele ao Porto!!!
QUERO    UM   SPORTING
CREDÍVEL  -  LIMPO  -  AMBICIOSO
Grande central dos melhores que vi jogar no nosso Sporting Clube de Portugal.
23-03-2013 O dia mais feliz da minha vida como sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem-haja Presidente!
23-06-2018 O pior dia da minha vida como sportinguista. Após campanha orquestrada entre lampiões, croquetes e comunicação social, cai o melhor Presidente da história do clube. Obrigado do fundo do coração Presidente por ter trazido um orgulho e alegria que estavam esmagados no meu coração para mim será eterno.
Citar
'Acredito na vitória'
“André Cruz Cruz Cruz, André Cruz, Cruz, Cruz, larga a bomba!”. O cântico ecoava desde a Superior Sul do Estádio José Alvalade, ao minuto 16 desse decisivo Sporting-FC Porto do dia 18 de Março de 2000. O central brasileiro aproximou-se da bola, concentrou-se e atirou ao ângulo superior direito da baliza defendida por Vítor Baía, sem hipóteses para o internacional português.

Era o 1-0 para o Sporting! Ainda na primeira parte, Beto Acosta fez o 2-0 após mau passe de Carlos Secretário e a nossa equipa passou à frente dos «azuis e brancos» na classificação, dando um passo decisivo para a conquista do título, que acabou por chegar, 17 anos depois.

André Cruz, hoje em dia com 44 anos, nunca mais se esqueceu desse Sporting-FC Porto. “Claro que me lembro! Foi um golo muito importante para o Sporting e para mim próprio, pois deu-nos a liderança e abriu as portas para uma conquista marcante, tantos anos depois”, começa por referir, sublinhando o “ambiente de loucura que se viveu num estádio completamente cheio”.

“Foi um momento muito marcante na minha carreira. Aliás, posso dizer que tenho muitas saudades do Sporting, cujos adeptos iam a todos os jogos, enchendo o estádio e apoiando de uma forma muito entusiástica, mesmo estando há tanto tempo sem ganharem um título importante”, diz.

André Cruz foi um verdadeiro talismã para o nosso Clube: esteve dois anos e meio em Alvalade e foi campeão nacional duas vezes, algo de que muitos poucos se podem orgulhar. Sem falsas modéstias, reconhece que teve um contributo importante.

“Antes de chegar ao Clube, em Dezembro de 1999, eu estudei a equipa e percebi que havia boas possibilidades de subirmos na tabela e acabarmos campeões. A minha chegada, juntamente com a do César Prates e do Mbo Mpenza, foi importante, a equipa completou-se de uma maneira fantástica e partiu para uma série impressionante de vitórias”, lembra, realçando ainda o título nacional de 2001/02, “com uma excelente equipa que tinha o grande Mário Jardel e que beneficiou de uma óptima preparação atlética na pré-temporada”.

No Brasil, André Cruz dificilmente poderá assistir ao Sporting-FC Porto do próximo sábado, mas vai naturalmente torcer por uma vitória da nossa equipa. “Sei que será muito difícil, pois o Sporting passa por um momento conturbado, mas mesmo assim acredito na vitória. É muito importante que um Clube com a tradição do Sporting regresse às grandes vitórias”, defende.

O antigo internacional brasileiro não esconde o desejo de voltar a trabalhar com o Sporting. “Há pouco tempo houve essa possibilidade, mas infelizmente as coisas não se concretizaram. Sempre me coloquei à disposição do Clube, em todos os momentos, para fazer um trabalho aqui desde o Brasil. Trabalho com jovens jogadores numa escola de futebol e por exemplo o Óscar, que hoje brilha no Chelsea, começou comigo, antes de se transferir para o São Paulo”, conta.

A terminar a entrevista, André Cruz deixou uma mensagem especial para os adeptos sportinguistas. “Mesmo longe, continuo a torcer pelo Sporting, um Clube que me marcou para sempre. Peço que eles continuem a acreditar sempre, mesmo num momento em que as coisas estão difíceis. É nestas alturas que os jogadores necessitam de maior apoio. O Sporting vai voltar a ser o campeão, podem ter a certeza disso!”, afiança.

www.sporting.pt
Que Saudades! Marcava livres como se fossem penaltys!
Desde então nunca tivemos um marcador de Bolas Paradas como ele nem um defesa central como ele!
Citar
'Acredito na vitória'
“André Cruz Cruz Cruz, André Cruz, Cruz, Cruz, larga a bomba!”. O cântico ecoava desde a Superior Sul do Estádio José Alvalade, ao minuto 16 desse decisivo Sporting-FC Porto do dia 18 de Março de 2000. O central brasileiro aproximou-se da bola, concentrou-se e atirou ao ângulo superior direito esquerdo  ;) da baliza defendida por Vítor Baía, sem hipóteses para o internacional português.

Era o 1-0 para o Sporting! Ainda na primeira parte, Beto Acosta fez o 2-0 após mau passe de Carlos Secretário e a nossa equipa passou à frente dos «azuis e brancos» na classificação, dando um passo decisivo para a conquista do título, que acabou por chegar, 17 anos depois.

André Cruz, hoje em dia com 44 anos, nunca mais se esqueceu desse Sporting-FC Porto. “Claro que me lembro! Foi um golo muito importante para o Sporting e para mim próprio, pois deu-nos a liderança e abriu as portas para uma conquista marcante, tantos anos depois”, começa por referir, sublinhando o “ambiente de loucura que se viveu num estádio completamente cheio”.

“Foi um momento muito marcante na minha carreira. Aliás, posso dizer que tenho muitas saudades do Sporting, cujos adeptos iam a todos os jogos, enchendo o estádio e apoiando de uma forma muito entusiástica, mesmo estando há tanto tempo sem ganharem um título importante”, diz.

André Cruz foi um verdadeiro talismã para o nosso Clube: esteve dois anos e meio em Alvalade e foi campeão nacional duas vezes, algo de que muitos poucos se podem orgulhar. Sem falsas modéstias, reconhece que teve um contributo importante.

“Antes de chegar ao Clube, em Dezembro de 1999, eu estudei a equipa e percebi que havia boas possibilidades de subirmos na tabela e acabarmos campeões. A minha chegada, juntamente com a do César Prates e do Mbo Mpenza, foi importante, a equipa completou-se de uma maneira fantástica e partiu para uma série impressionante de vitórias”, lembra, realçando ainda o título nacional de 2001/02, “com uma excelente equipa que tinha o grande Mário Jardel e que beneficiou de uma óptima preparação atlética na pré-temporada”.

No Brasil, André Cruz dificilmente poderá assistir ao Sporting-FC Porto do próximo sábado, mas vai naturalmente torcer por uma vitória da nossa equipa. “Sei que será muito difícil, pois o Sporting passa por um momento conturbado, mas mesmo assim acredito na vitória. É muito importante que um Clube com a tradição do Sporting regresse às grandes vitórias”, defende.

O antigo internacional brasileiro não esconde o desejo de voltar a trabalhar com o Sporting. “Há pouco tempo houve essa possibilidade, mas infelizmente as coisas não se concretizaram. Sempre me coloquei à disposição do Clube, em todos os momentos, para fazer um trabalho aqui desde o Brasil. Trabalho com jovens jogadores numa escola de futebol e por exemplo o Óscar, que hoje brilha no Chelsea, começou comigo, antes de se transferir para o São Paulo”, conta.

A terminar a entrevista, André Cruz deixou uma mensagem especial para os adeptos sportinguistas. “Mesmo longe, continuo a torcer pelo Sporting, um Clube que me marcou para sempre. Peço que eles continuem a acreditar sempre, mesmo num momento em que as coisas estão difíceis. É nestas alturas que os jogadores necessitam de maior apoio. O Sporting vai voltar a ser o campeão, podem ter a certeza disso!”, afiança.

www.sporting.pt
Sei que é "feio" um homem chorar, mas ontem chorei, de orgulho e de alegria por trazer no coração o amor ao Sporting Clube de Portugal! - AJG - 01JUN2015