China investe no Sporting (190 M€)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Objectivamente falando, o que deve pesar a uma empresa/investidor na hora de decidir fazer alteracões tão drásticas na matriz do clube é apenas se com a nova identidade o número de adeptos/sócios/fãs/clientes angariados vai ser superior à base actual.

Se a empresa/investidor avaliar o potencial de geração de massa adepta com a nova imagem/identidade como superior ao do momento actual (e que leve inclusivamente a ultrapassar em número absoluto a curto prazo) então trata-se de uma decisão, a meu ver, acertada.


No caso do Sporting tenho mais dúvidas, porque a implantação dos três grandes é tão transversal e saturante na população portuguesa que dificilmente uma refundação da imagem/identidade traria uma maior base de apoio em tempo útil. O único público-alvo que estou a ver que poderia eventualmente beneficiar de uma situação destas seria o mais jovem, onde a identidade clubística (em relação aos 3 grandes) ainda está algo indefinida e o público internacional (mas nesse caso o campeonato português precisava de ter uma projecção muito maior lá fora).

Mas para estes 2 alvos, jovens e internacionais, penso que seria muito mais eficaz e menos arriscado um "relifting" muito específico e direccionado da imagem e matriz actual do que andar a mudar tudo.
Objectivamente falando, o que deve pesar a uma empresa/investidor na hora de decidir fazer alteracões tão drásticas na matriz do clube é apenas se com a nova identidade o número de adeptos/sócios/fãs/clientes angariados vai ser superior à base actual.

Se a empresa/investidor avaliar o potencial de geração de massa adepta com a nova imagem/identidade como superior ao do momento actual (e que leve inclusivamente a ultrapassar em número absoluto a curto prazo) então trata-se de uma decisão, a meu ver, acertada.


No caso do Sporting tenho mais dúvidas, porque a implantação dos três grandes é tão transversal e saturante na população portuguesa que dificilmente uma refundação da imagem/identidade traria uma maior base de apoio em tempo útil. O único público-alvo que estou a ver que poderia eventualmente beneficiar de uma situação destas seria o mais jovem, onde a identidade clubística (em relação aos 3 grandes) ainda está algo indefinida e o público internacional (mas nesse caso o campeonato português precisava de ter uma projecção muito maior lá fora).

Mas para estes 2 alvos, jovens e internacionais, penso que seria muito mais eficaz e menos arriscado um "relifting" muito específico e direccionado da imagem e matriz actual do que andar a mudar tudo.

Mas no caso do Cardiff a ideia passou exactamente por atrair público no país de origem....dos investidores.

Para mim é inconcebível mudar a tradição de um clube para efeitos de marketing, aquilo que está na essência de um clube, as suas cores, os seus símbolos (vivos ou inanimados), a sua história, única e exclusivamente para embolsar uns cobres. Será que os efeitos de mexer na identidade de um clube, para atrair mais público terá um impacto tão directo nas receitas? Por muito grande que seja o associativismo nestes clubes, no futebol moderno as receitas tradicionais dos clubes não chegam para comportar, nem de perto nem de longe, os custos de manutenção e investimento nas equipas. Então é para quê, obter mais patrocinadores provenientes de outras regiões? Ou simplesmente agradar a caprichos típicos do novo riquismo?

um texto extraordinário, e vejam só, sem um único insulto.  :clap:

Um rebranding destes nunca acontecerá entre nós.
Espero que não, porque o SCP que eu conheço sempre teve uma História e mentalidades muito especificas. No dia em que as mudarem, possivelmente sentirei o mesmo que esse adepto do Cardiff e deixarei de sentir o clube como meu.
Até por aqui se leu que eles nem pareciam estar muito importados com a situação... nota-se. Grande, grande texto.

Pois leu-se. Foi eu que escrevi. Mas para o escrever, baseie-me num fórum de internet do clube, que tem a representatividade que tem... e eu deixei isso bem claro.  :great:
Mas no caso do Cardiff a ideia passou exactamente por atrair público no país de origem....dos investidores.

Para mim é inconcebível mudar a tradição de um clube para efeitos de marketing, aquilo que está na essência de um clube, as suas cores, os seus símbolos (vivos ou inanimados), a sua história, única e exclusivamente para embolsar uns cobres. Será que os efeitos de mexer na identidade de um clube, para atrair mais público terá um impacto tão directo nas receitas? Por muito grande que seja o associativismo nestes clubes, no futebol moderno as receitas tradicionais dos clubes não chegam para comportar, nem de perto nem de longe, os custos de manutenção e investimento nas equipas. Então é para quê, obter mais patrocinadores provenientes de outras regiões? Ou simplesmente agradar a caprichos típicos do novo riquismo?

Sim, pode ter um impacto directo nas receitas muito grande. O rebranding em clubes pequenos/médios que tenham pouca notoriedade pode atrair muita gente nova e muito patrocínio novo, do próprio país ou não. Por vezes é um feito meramente psicológico... um clube que nunca ganha nada nem luta pra ganhar seja o que for recebe nova imagem e novas cores associados a objectivos ganhadores e uma lógica de gestão diferente mais dinâmica e contemporânea. Neste caso a mudança de imagem tem um efeito positivo, as pessoas passam a associá-la à vontade de mudança pra melhor, o clube torna-se mais atraente em diversos sentidos e ganha "nova vida".

Fazendo uma analogia muito rudimentar, às vezes as pessoas decidem mudar de vida e chegam até a renovar o apartamento ou casa em que vivem como forma de simbolizar esse acontecimento e deixar pra trás uma fase mais negativa da sua história, sem que isso signifique que abdicam dos seus valores e princípios. Isto não tem nada de esquisito, é assim mesmo, faz parte do ser humano.
Eu sobre cores e camisolas já não digo nada ...

Quando se vê a volta que a vaca sagrada que era camisola do farcelona vai levar na próxima época!

 :o
No dia 23 de junho de 2018 o Sporting abdicou de ser grande. No dia 08 de setembro de 2018 o Sporting abdicou de qualquer esperança, obrigado aos que votaram varandas, não podiam ter escolhido pior!
Já se viu por aqui que há gente que não se importaria muito se acontecesse por cá, ou talvez ficassem um "bocadinho" chateados, mas depois no fundo, pensando um bocado melhor, até passava. Não haveria de ser nada de mal, certamente haveria quem esquecesse isso rapidamente e começasse a pensar no dinheiro e nos títulos.

Há certas opiniões que realmente já não surpreendem ninguém, nem mesmo quando se trata de temas como estes, onde seria de esperar que estivéssemos todos do mesmo lado. A tentativa de justificar toda a m**** que acontece no Sporting, já está tão formatada em algumas cabeças que até já dá para desvalorizar questões gravíssimas como estas. E se dá para isto, como é que não há-de dar para outras coisas, que até são irrelevantes ao pé do que seria uma barbaridade como mudar as cores ou o símbolo do Sporting ? Fica fácil.

É pena ver que o Sporting e alguns sportinguistas chegaram a isto...
Até por aqui se leu que eles nem pareciam estar muito importados com a situação... nota-se. Grande, grande texto.

Pois leu-se. Foi eu que escrevi. Mas para o escrever, baseie-me num fórum de internet do clube, que tem a representatividade que tem... e eu deixei isso bem claro.  :great:
Reli o teu post (confesso que não sabia sequer quem o havia escrito nem muito bem em que moldes, faço o mea culpa nesse sentido) e tens razão.  :great:

Mas pronto, a ideia que quis transmitir é a de que, de facto, em todo o lado há quem sinta o clube que apoia de uma forma muito especial, que é aquela como nós aqui no fórum, pelo menos a maioria, sentimos o nosso. E tenho muito orgulho nisso e muito respeito por esse adepto do Cardiff e todos os que como ele pensam.
Querem acabar de vez com a nossa paixão!
Não vamos deixar... porque nunca desistimos de ti!
Sim, pode ter um impacto directo nas receitas muito grande. O rebranding em clubes pequenos/médios que tenham pouca notoriedade pode atrair muita gente nova e muito patrocínio novo, do próprio país ou não. Por vezes é um feito meramente psicológico... um clube que nunca ganha nada nem luta pra ganhar seja o que for recebe nova imagem e novas cores associados a objectivos ganhadores e uma lógica de gestão diferente mais dinâmica e contemporânea. Neste caso a mudança de imagem tem um efeito positivo, as pessoas passam a associá-la à vontade de mudança pra melhor, o clube torna-se mais atraente em diversos sentidos e ganha "nova vida".

Fazendo uma analogia muito rudimentar, às vezes as pessoas decidem mudar de vida e chegam até a renovar o apartamento ou casa em que vivem como forma de simbolizar esse acontecimento e deixar pra trás uma fase mais negativa da sua história, sem que isso signifique que abdicam dos seus valores e princípios. Isto não tem nada de esquisito, é assim mesmo, faz parte do ser humano.

Compreendo e acredito que sim. Mas confesso que aqui já estava mais a falar com o coração e pensar na realidade do nosso Sporting.

De qualquer maneira, não acredito que a vontade de mudança tenha de ser expressa de uma forma "visível", um makeover deste tipo para mim é fútil se não houver mudanças na gestão e estrutura dos clubes, confesso desconhecer a realidade do CCFC. Não sei como chegaram ao ponto em que estão nem se não teriam outra solução. Acima de tudo, e tal como noutros casos, passa  por tentar, à força de €, "forçar" os clubes para patamares que não são os seus, tentando obter dividendos disso...

Voltando ao nosso caso, a nossa história e identidade nunca poderá ser mudada, nem o bom nem o mau. Fazer um rebranding para fazer esquecer os 18 anos de jejum, a final europeia perdida em casa, ou qualquer outro desaire passado? Apoiar, e gerir, o clube não pode ser feito só em virtude das vitórias.

Mas pronto, a ideia que quis transmitir é a de que, de facto, em todo o lado há quem sinta o clube que apoia de uma forma muito especial, que é aquela como nós aqui no fórum, pelo menos a maioria, sentimos o nosso. E tenho muito orgulho nisso e muito respeito por esse adepto do Cardiff e todos os que como ele pensam.

Talvez seja o que continua a faltar no clube, porque por muito que alguns digam que quando olham para o céu só vêem o Sporting, não me conseguem convencer...
Até por aqui se leu que eles nem pareciam estar muito importados com a situação... nota-se. Grande, grande texto.

Pois leu-se. Foi eu que escrevi. Mas para o escrever, baseie-me num fórum de internet do clube, que tem a representatividade que tem... e eu deixei isso bem claro.  :great:
Reli o teu post (confesso que não sabia sequer quem o havia escrito nem muito bem em que moldes, faço o mea culpa nesse sentido) e tens razão.  :great:

Mas pronto, a ideia que quis transmitir é a de que, de facto, em todo o lado há quem sinta o clube que apoia de uma forma muito especial, que é aquela como nós aqui no fórum, pelo menos a maioria, sentimos o nosso. E tenho muito orgulho nisso e muito respeito por esse adepto do Cardiff e todos os que como ele pensam.

 :great:

Tenho a mesma opinião. Felizmente ainda há adeptos que se preocupam com a preservação da história, dos princípios e dos valores do clube que apoia. É esse tipo de adeptos que faz com que o futebol mantenha alguma da sua mística.
Pessoalmente, se o Sporting alterasse radicalmente o seu símbolo ou as suas cores principais, acho que uma boa parte do sentimento que me liga a este clube desaparecia. Espero que nunca tenha de passar por isso, mas admito que tenho algum receio de que isso possa acontecer, tendo em conta o que leio de alguns adeptos no facebook e afins.
Ler esse texto do adepto do Cardiff fez-me sentir muita pena, mas acima de tudo sinto-me revoltado com a situação e eu nem sequer conheço muito bem esse clube, apenas tinha ouvido falar dele.

É nojento o que estão a fazer a esse clube e ainda mais nojento é os filhos da put* que aceitam isso a troco das promessas de dinheiro e glória.


Obviamente que pegando nesse exemplo, considero que todos os pseudo-sportinguistas que aceitariam uma coisa dessas são igualmente nojentos, indignos de pertencer à família Sportinguista.

A minha intenção não é ofender ninguém e por isso espero que ninguém aqui no fórum aceitasse uma coisa dessas, mas se existir alguém capaz de aceitar isso, então ficando ofendida ou não, essa pessoa é indigna de ser adepta do Sporting.
És um verdadeiro Leão na Internet... mas ainda não és sócio? Muda isso num só minuto, faz-te sócio e sê uma voz activa/participativa no nosso clube! Precisamos da ajuda de todos os Sportinguistas! -> https://socionumminuto.pt

RESULTADOS E CONCLUSÕES DA AUDITORIA DE GESTÃO 1995-2013
Bom texto que reflecte exactamente o que penso sobre esta coisa de ter donos e de mudar a história do Clube. Para mim é muito simples, quem é a favor de uma coisas destas no Sporting, é meu inimigo, muito pior que um lampião.
a diferença BRUTAL entre este galês e o pessoal daqui do fórum é que ele consegue passar a mensagem de uma forma ultra-eficaz, que fica toda a gente a perceber a razão dele, sem insultar ninguém nunca! Aprendam, se forem capazas.
a diferença BRUTAL entre este galês e o pessoal daqui do fórum é que ele consegue passar a mensagem de uma forma ultra-eficaz, que fica toda a gente a perceber a razão dele, sem insultar ninguém nunca! Aprendam, se forem capazas.

   Isso não será um insulto velado ao "pessoal aqui do Fórum"? Essas generalizações são sempre tão infelizes... mas quem as faz, nunca aprende, mesmo sendo capaz!

   Mais a mais, se formos a falar de insultos, não sei se não serão aqueles que tu acusas de forma generalizada os primeiros a sentir-se insultados por certas atitudes, comportamentos, palavras e acções de quem dirige o Sporting e dos seus apaniguados, como as promessas de "cem milhões", a demagogia, a gestão muito duvidosa do Clube e por aí fora...
« Última modificação: Junho 07, 2012, 17:19 pm por HULK VERDE »
Palavras leves ou desculpabilizadoras/consentâneas em assuntos graves, para mim são piores que insultos, muito piores.
« Última modificação: Junho 07, 2012, 17:26 pm por Green_Heart »
És um verdadeiro Leão na Internet... mas ainda não és sócio? Muda isso num só minuto, faz-te sócio e sê uma voz activa/participativa no nosso clube! Precisamos da ajuda de todos os Sportinguistas! -> https://socionumminuto.pt

RESULTADOS E CONCLUSÕES DA AUDITORIA DE GESTÃO 1995-2013
Palavras leves ou desculpabilizadoras/consentâneas em assuntos graves, para mim são piores que insultos, muito piores.

pois o galês não profere uma única palavra leve ou desculpabilizadora... e também não profere um único insulto.
Já terá faltado mais, pelo menos na mente de certos indivíduos! E ainda haveria quem não se importasse: os mesmos que defendem este ataque final e devastador ao associativismo leonino. Para mim não contam.

 :naughty:

Quando se tratasse da sobrevivencia do Sporting, aceitaria apesar de ser um tremendo atentado á nossa centenaria historia.

Digam o que quiserem, mas preferia ver o Sporting mudar de cor (cenario praticamente impossivel), do que vê-lo morrer.

Já para mim é totalmente o oposto! Se o SPORTING CP mudasse de cores era o mesmo que o Clube morrer porque só faz sentido haver SPORTING CP com a camisola verde e branca, seja bipartida ou listada. Aliás, sou Sportinguista pela cor e não por influências de familiares ou amigos ou escolas ou publicidades. Quando vim viver para Portugal e aos 9 anos me perguntaram
"- És do benfica ou do SPORTING?" pedi para me explicarem o que era isso e mostraram-me uma caderneta com cromos (que eram livrinhos com os nome dos jogadores a negrito). Quando vi a camisola listada a verde e branco disse: "- Sou do SPORTING CP!" Foi amor à primeira vista.
Só a publicidade que entretanto iria surgir, alguns verdes esquistos e alguns designs macabros ou patéticos é que estragaram pontualmente aquela que considero a mais bela camisola do Mundo inteiro!
E como símbolo só quero mesmo o Leão, Rei desta Selva em que vivemos!
« Última modificação: Junho 07, 2012, 19:01 pm por cesarium »
SPORTING, O CLUBE DE PORTUGAL !!!
Palavras leves ou desculpabilizadoras/consentâneas em assuntos graves, para mim são piores que insultos, muito piores.

pois o galês não profere uma única palavra leve ou desculpabilizadora... e também não profere um único insulto.


Eu não estava a falar em especifico do galês, mas até acho que ele foi leve.

E nunoni, são contextos diferentes.... Eu se fosse fazer um texto grande com o intuito de explicar toda essa situação e para despertar consciências também não me metia com insultos lá pelo meio, isso é óbvio.
Se eu for para Alvalade tentar informar alguns sócios mais velhos, também não me vou meter com insultos, podes ter a certeza.
Porque aos olhos de muita gente, quem começa com insultos ou com asneiras perde logo a razão... apesar de eu achar isso uma estupidez visto que se uma pessoa tem razão, não a perde só por dizer umas caralhad*s e mandar alguém ir dar uma volta... apenas é deselegante.

Mas aqui não estamos a fazer isso, estamos simplesmente a comentar assuntos num fórum e algumas vezes até como desabafo.
« Última modificação: Junho 07, 2012, 18:10 pm por Green_Heart »
És um verdadeiro Leão na Internet... mas ainda não és sócio? Muda isso num só minuto, faz-te sócio e sê uma voz activa/participativa no nosso clube! Precisamos da ajuda de todos os Sportinguistas! -> https://socionumminuto.pt

RESULTADOS E CONCLUSÕES DA AUDITORIA DE GESTÃO 1995-2013

os chinocas tão a vir para cá com vontade de comprar o país todo, já entraram na REN forte e feio e lá dentro já têm bastante poder, portanto tudo isso é possível no nosso sporting... e se calhar é mesmo a única solução para não se fechar as portas, mais tarde ou mais cedo
a diferença BRUTAL entre este galês e o pessoal daqui do fórum é que ele consegue passar a mensagem de uma forma ultra-eficaz, que fica toda a gente a perceber a razão dele, sem insultar ninguém nunca! Aprendam, se forem capazas.

Não me parece que a mensagem esteja a passar de forma assim tão eficaz. Tanto que o que estou a ver é ser dado destaque à falta de insultos, em vez de se destacar o que realmente interessa, que é a tal mensagem e o sentimento que ela transmite. Mas lá está, cada um dá maior destaque ao que lhe interessa.

Para além disso, sendo que ele sente verdadeiramente o que escreve no título: "The day my football club died...", os eventuais insultos que tivesse escrito seriam mais do que justificados, e até seriam pouco. Eu seguramente estaria na mesma do lado dele, e percebo na mesma a mensagem e o que ela transmite, com ou sem eles, que são o que menos importa aqui.

Estou ao lado dele e percebo-o perfeitamente como percebo o que sentem adeptos de outros clubes a quem já aconteceu o mesmo, ou pior ainda, como o Austria Salzburgo.
Se estes 17 anos nos ensinaram alguma coisa, é que o Sportinguista dará sempre mais importância à forma que ao conteúdo


H.T.R.