Votação

Concordas com a venda da SAD a um investidor estrangeiro?

Sim
Não
Depende (explicar a razão)

SAD do Sporting pode vir a ser comprada por investidores do Kuwait

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Eu não quero investimento estrangeiro nem com esta nem com outra direcção, caso esse investimento implique a perda de capital da SAD por parte do Sporting Clube de Portugal ou da Sporting SGPS. E nem falo em maioria, eu nisto sou mais fundamentalista do que a maioria. Não me oponho ao investimento por parte de um milionário qualquer só no caso de este ficar com a maioria da SAD, oponho-me mesmo que o Sporting mantenha 51% do capital da sociedade.

Mesmo mantendo nós a maioria, isto iria levar necessariamente a uma descaracterização a médio longo prazo, porque nenhum investidor chega cá e aceita ficar só com 20 ou 30% da SAD, deixando outros gerir a seu bel-prazer. Mesmo que o Sporting mantenha a maioria, as ingerências por parte desse investidor na vida do Clube seriam frequentes e inevitáveis, e seria uma questão de tempo até que passássemos a ser considerados como o clube do árabe, do russo ou do chinês e não mais como o clube dos seus sócios, a tal "unidade indivisível constituída pela totalidade dos seus associados".

Investimento estrangeiro não, nem com esta nem com outra direcção. Acredito que mais tarde ou mais cedo se torne inevitável, ainda para mais com a gestão vergonhosa que tem caracterizado o Sporting dos últimos anos, mas até lá farei dessa causa o principal motivo da minha luta leonina. O Sporting é nosso, tem uma identidade própria e associativista e é esse o meu maior motivo de orgulho Sportinguista. Não podemos deixar que acabem com a nossa paixão.
Querem acabar de vez com a nossa paixão!
Não vamos deixar... porque nunca desistimos de ti!
Será importante manter essa paixão e é isso que é preciso transmitir!
Acredito que haja outra solução, mas é pena que até hoje ainda não tenha sido aplicada. O caminho escolhido pelo Godinho Lopes precisa que se afaste, de vez, os vícios e os comportamentos que nos trouxeram até esta situação. Mas, não creio minimamente nisso! Há coragem para umas coisas, para outras nem tanto. Enquanto houver interesses pessoais, enquanto a instituição não estiver acima de qualquer dirigente, as coisas não vão ficar diferentes. Simplesmente não vão!
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Será importante manter essa paixão e é isso que é preciso transmitir!
Acredito que haja outra solução, mas é pena que até hoje ainda não tenha sido aplicada. O caminho escolhido pelo Godinho Lopes precisa que se afaste, de vez, os vícios e os comportamentos que nos trouxeram até esta situação. Mas, não creio minimamente nisso! Há coragem para umas coisas, para outras nem tanto. Enquanto houver interesses pessoais, enquanto a instituição não estiver acima de qualquer dirigente, as coisas não vão ficar diferentes. Simplesmente não vão!


O GL estar lá é sinal que "os vícios e os comportamentos que nos trouxeram até esta situação" continuam .
Total de utilizadores ignorados: 44
Penso que os sócios que votaram em GL e no seu projecto, pensam de forma diferente! Espero tenham razão!

(eu apoiava outro candidato)
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Penso que os sócios que votaram em GL e no seu projecto, pensam de forma diferente! Espero tenham razão!

(eu apoiava outro candidato)

 :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl:

Diz lá qual é o projecto, que o pessoal aqui do fórum bem tentou perceber ,mas nunca conseguimos  :inde:
Total de utilizadores ignorados: 44
Rejeitar o dos outros candidatos!
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Ponto perfeitamente acente.

Investimento estrangeiro: :great:

Investimento estrangeiro com a actual direcção:  :naughty:

Pois, mas isso não está de momento em discussão. O investimento estrangeiro é trazido por esta Direcção e já foi avisado que o mandato até teria de ser reforçado (no seu período) pois sem ela ele não existe.

Outros cenários são sempre pura especulação. Eu também posso dizer ali no "Concordas com a venda da SAD a um investidor estrangeiro?" colocar um "Depende" e explicar que depende de quem for, se for eu, por mim tudo bem, aprovo a venda da SAD. É que não teria a mínima dúvida das minhas intenções e do meu objectivo final.

Mas não é disso que estamos a falar.
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
Já referi há uns tempos...

Não sou contra investidores; fundos; obrigações; acções...investidores iranianos; colombianos; russos;chineses ou da guatemala..não sou contra nada...

SÓ SOU CONTRA A PERDA DOS 51% QUE O SCP DETEM NA SAD...

Sempre Sporting!

Pois, mas isso não está de momento em discussão. O investimento estrangeiro é trazido por esta Direcção e já foi avisado que o mandato até teria de ser reforçado (no seu período) pois sem ela ele não existe.

Outros cenários são sempre pura especulação. Eu também posso dizer ali no "Concordas com a venda da SAD a um investidor estrangeiro?" colocar um "Depende" e explicar que depende de quem for, se for eu, por mim tudo bem, aprovo a venda da SAD. É que não teria a mínima dúvida das minhas intenções e do meu objectivo final.

Mas não é disso que estamos a falar.

[/quote]

Então respondendo somente à estatística: Não.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Então respondendo somente à estatística: Não.

Não é a estatística, é responder verdadeiramente ao que está na mesa. O que está na mesa é um investidor, trazido pela actual Direcção e que trabalhará com ela.

E acho que há a necessidade de esclarecer bem isto. Não é possível achar que a Direcção não faz um bom trabalho e apoiar um investidor que trabalha directamente com ela, por apoiar o seu projecto para a SAD e para o futebol (que como o @Alvalade diz acima, ainda estou para descobrir qual é - sou um dos tais).

E até gostava que mo explicassem bem explicado, para que eu pudesse ver o farol! E não, não estou a ser irónico. Estou mesmo disposto a ver o farol!
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
Agora jura-se que o investimento externo é a solução para o clube...

Em 1999 jurava-se que a construção do estádio não requeria nenhum endividamento:



Rejeitar o dos outros candidatos!
Nem isso!

Por exemplo: ele não queria fundos. Os outros disseram que tinham fundos. Ele arranjou fundos.


Citar
Há coisas na vida que nunca mudam, a nobreza de carácter é uma delas, ou se tem, ou não. Por mais “riqueza” que ostentem, os pobres de espírito sempre o serão. O complexo de inferioridade demonstrado por todas estas atitudes é totalmente incompatível com um clube que para além de títulos quer ser grande, pois a grandeza é muito mais do que o vencer. A grandeza é vencer, é saber vencer, é saber perder, é saber estar, algo que não está ao alcance de todos.

O Sporting Clube de Portugal,
Lisboa, 28 de Outubro de 2013
Além disso. O que quis sublinhar é que prefiro ter o verdadeiro Sporting, com ou sem titulos do que um sporting sem orgulho e valores, mesmo com muitos titulos!

Continuo a dizer que um Sporting sem títulos deixa de existir. Não está no seu ADN. Eu não sei o futuro, mas posso ler e ouvir sobre o passado. A existência do Sporting, a sua formação estão imbuídas de um espírito. Sporting e títulos não são separados por coisa alguma.

Compreendo o que estás a dizer. Mas repara entre 1980 e 2000 ganhamos 2 campeonatos nacionais, 2 taças de Portugal, 4 supertaças, por outro lado entre 2000 e 2010 ganhamos 1 capeonato nacional, 3 taças de Portugal, 3 supertaças. Em qual dos dois periodos ves uma maior perda de identidade e do espírito Sportinguista?

Por exemplo: ele não queria fundos. Os outros disseram que tinham fundos. Ele arranjou fundos.
[/quote]

 Exactamente, rejeitou ideias de outros projectos para depois recuar e criar os fundos. Eu compreendo que a venda de percentagens dos passes de jogadores a um fundo, ou fundos, é exactamente para aliviar a tesouraria e haver capital financeiro para cumprir as suas obrigações. Compreendo mas não aceito porque estamos a hipotecar futuras vendas, com o alianamento dos passes ao preço de compra, não já valorizamos em pequena percentagem esses mesmos passes? Claro que sim! Mas são as condições que colocam para comprar esses mesmos passes.
 É importante termos a noção que em futuras vendas, temos direito a pequenas percentagens e isto vai contra o que o GL disse ser a estratégia para combater o excessivo défice financeiro. Podemos sempre reaver as percentagens que foram adquiridas mas não consigo ver como!

E até gostava que mo explicassem bem explicado, para que eu pudesse ver o farol! E não, não estou a ser irónico. Estou mesmo disposto a ver o farol!
[/quote]

Eu também quero mesmo ver essa luz, mas não estou a ver como! Esperemos por mais desenvolvimentos..
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp

Compreendo o que estás a dizer. Mas repara entre 1980 e 2000 ganhamos 2 campeonatos nacionais, 2 taças de Portugal, 4 supertaças, por outro lado entre 2000 e 2010 ganhamos 1 capeonato nacional, 3 taças de Portugal, 3 supertaças. Em qual dos dois periodos ves uma maior perda de identidade e do espírito Sportinguista?


Em ambos. O problema é mesmo esse, a perda desse espírito vem-se agravando com o passar dos anos. Derrota após derrota, a coisa dá-se. Junto outro dado: as modalidades. Agora já nem o atletismo, nessa década de 80 as nossas modalidades ainda não sofriam tanto com a incompetência, vivendo do período áureo (no que lhes diz respeito) do final dos anos 70 e inícios dos 80. Chegaste à década de 90 com o Sporting intocável no seu estatuto de sério candidato a campeão na larga maioria das modalidades, hoje isso acontece em quantas?

Falando apenas o futebol (e não me preocupa apenas o futebol, mas ele é a força motriz para a maioria dos adeptos dos clubes portugueses), como já disse anteriormente noutros tópicos, a sequência de afastamentos do título de campeão, juntando a algumas confusões no Clube é devastador.

E sendo pragmático e honesto, não foi após Roquette que este descalabro iniciou. Aliás, ele foi votado como forma de terminar com o descalabro, que o Sporting já comprava mal, já contratava mal, já gastava mal e já ganhava pouco. E foi isso que abriu a porta. Piorou? Pois... mas isso não quer dizer que basta voltar ao que se passava após 1982 e até 5 de Dezembro de 1996. É que o Sporting morre à mesma!
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly

Compreendo o que estás a dizer. Mas repara entre 1980 e 2000 ganhamos 2 campeonatos nacionais, 2 taças de Portugal, 4 supertaças, por outro lado entre 2000 e 2010 ganhamos 1 capeonato nacional, 3 taças de Portugal, 3 supertaças. Em qual dos dois periodos ves uma maior perda de identidade e do espírito Sportinguista?


Em ambos. O problema é mesmo esse, a perda desse espírito vem-se agravando com o passar dos anos. Derrota após derrota, a coisa dá-se. Junto outro dado: as modalidades. Agora já nem o atletismo, nessa década de 80 as nossas modalidades ainda não sofriam tanto com a incompetência, vivendo do período áureo (no que lhes diz respeito) do final dos anos 70 e inícios dos 80. Chegaste à década de 90 com o Sporting intocável no seu estatuto de sério candidato a campeão na larga maioria das modalidades, hoje isso acontece em quantas?


É um facto que temos vindo a perder terreno nas modalidades, inlusivé no atletismo, onde eramos reis e senhores.
Fomos incompetentes na gestão de atletas, levando à saida de uns quantos e não acompanhando o reforço que o rivais foram fazendo nas suas modalidades.

Hoje até os lampiões vêm falar de atletismo...há uns anos, nem piavam... :menos: :menos: :menos:

Deixamos de ter pista de atletismo, deixamos de ter pavilhão...cortaram-se algumas condições que nunca deviam ter sido postas em causa!

Honestamente, é algo que gostava de ver corrigido. O que se está a passar no hoquei (e que em nada tem a ver com a actal direcção ou antigas direcções mas sim com um ex-candidato à presidencia e mais uns quantos sonhadores que muito lutaram para termos novamente esta modalidade) deveria ser acompanho por outras modalidades!


E sendo pragmático e honesto, não foi após Roquette que este descalabro iniciou. Aliás, ele foi votado como forma de terminar com o descalabro, que o Sporting já comprava mal, já contratava mal, já gastava mal e já ganhava pouco. E foi isso que abriu a porta. Piorou? Pois... mas isso não quer dizer que basta voltar ao que se passava após 1982 e até 5 de Dezembro de 1996. É que o Sporting morre à mesma!

Não acredito que a morte do Sporting (o Sporting que tu me pareces defender) seja tão anunciada quanto isso enquanto tivermos quem defenda em campo a nossa camisola e os interesses do clube e Sportinguistas no gabinete. Para mim, o Sporting terá uma morte anunciada no dia em que deixar de ter sócios e passar a ter clientes. Não será de todo o mesmo clube!

Poderá ganhar mais titulos? Sim, é possivel, bem como também poderá ganhar ainda menos! Mas uma coisa será irreversivel, o sentimento e orgulho de ser Sportinguista! Surgirá uma nova mentalidade, incutida nos titulos e/ou lucros a todo e qualquer custo! Esta não me parece que seja a mentalidade base do Sporting Clube de Portugal! Pelo menos do Sporting que eu conheço e defendo!

Claro que quero ganhar titulos! Claro que quero ser campeão! Mas não a todo e qualquer custo. Seria vendar a minha alma de Sportinguista e tormar-me naquilo que mais detesto! A vitoria a todo e qualquer custo, para mim não tem lugar!

O que tem que realmente de mudar é a atitude de quem nos dirige! Tem de ser novamente incutido o espirito Sportinguista, um espirito de elevação, de abgnação, de esforço, de dedicação e de honestidade! Esse, para mim, será o caminho! Os titulos, serão consequencia do caminho que seguirmos!

Vendermos a SAD não passará de um atalho por caminhos bem sinuosos na tentativa e ilusão de termos titulos. Não passa, nem passará disso!
É o que tenho dito: atitude, querer e respeito! Três aspectos que não vejo e já não vejo há imenso tempo.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Agora jura-se que o investimento externo é a solução para o clube...

Em 1999 jurava-se que a construção do estádio não requeria nenhum endividamento:


E ainda em 1999 jurava-se que o passivo era de 30 milhões e iria diluir-se ao longo dos anos seguintes.

E em 2006 jurava-se que a venda do património não desportivo iria abrir portas ao "Sporting Europeu" e ainda sobrava para construir um pavilhão.

E em 2008 jurava-se que com os VMOCs o endividamento caía para 150 milhões e com a poupança de juros ia haver investimento forte no futebol.

Citação de: Joseph Gobbels
“If you tell a lie big enough and keep repeating it, people will eventually come to believe it. The lie can be maintained only for such time as the State can shield the people from the political, economic and/or military consequences of the lie. It thus becomes vitally important for the State to use all of its powers to repress dissent, for the truth is the mortal enemy of the lie, and thus by extension, the truth is the greatest enemy of the State.”
Não acredito que a morte do Sporting (o Sporting que tu me pareces defender) seja tão anunciada quanto isso enquanto tivermos quem defenda em campo a nossa camisola e os interesses do clube e Sportinguistas no gabinete. Para mim, o Sporting terá uma morte anunciada no dia em que deixar de ter sócios e passar a ter clientes. Não será de todo o mesmo clube!

O Sporting que eu defendo é o Sporting que foi projetado na sua fundação. O Sporting que existiu até determinado período. Defendo ainda a ideia de Um Sporting que se deveria ter reformulado, quando eu acho que em tempo se sentou à sombra da bananeira. Defendo o Sporting verde e grande como os maiores da Europa. E acredito que é possível.

Mas deixe-mo-nos de lirismos como o de cima e sejamos práticos.

Dizes que existirá enquanto tiver quem o defenda em campo. Sim, mas defender o Sporting é ganhar, foi para isso que foi criado. Foi criado para ser grande, não para entrar em campo e lutar para não descer. Sou muito agarrado a essa ideia original que me transmitiram e que, penso eu, era a mesma dos fundadores.

Dizes que enquanto tivermos sócios... pois, mas temos cada vez menos. Poderás dizer "enquanto tivermos adeptos", mas aí também andamos a sofrer. E acho que é por aí que o Sporting está a morrer.

E é por isso que acho que as coisas não são indissociáveis.


Poderá ganhar mais titulos? Sim, é possivel, bem como também poderá ganhar ainda menos! Mas uma coisa será irreversivel, o sentimento e orgulho de ser Sportinguista! Surgirá uma nova mentalidade, incutida nos titulos e/ou lucros a todo e qualquer custo! Esta não me parece que seja a mentalidade base do Sporting Clube de Portugal! Pelo menos do Sporting que eu conheço e defendo!

Eu não defendo a venda. Muito menos a venda e a manutenção do estado de coisas.

O Sporting cai porque deixou de ter um plano há décadas. Deixou de ter uma ideia futura há décadas. Confesso, quando apareceu o plano Roquette, achei que era o tal plano. E digo-o teoricamente, comprei o plano. Falhou. Serei burro em ter acreditado. Eu e todos os outros, menos os que ainda acreditam. Para esses é uma questão de fé ou então continua a ser o futuro.

As opções para explicar o seu fracasso são muitas. E nem necessitamos de entrar em teorias da conspiração (como muitos apontam) para explicar o seu insucesso. Aliás, o seu fracasso nem se mede pelo passivo, basta pelos sucessivos desaires no campeonato, pelo sucessivo desinvestimento em qualquer modalidade (excepto o futsal). O plano Roquette pode até ter falhado única e exclusivamente pelos motivos que os seus guardiões apontam: a falta de visão, estratégia e competência. O plano original deveria ter sido revisto todos os anos, porque esses mesmos apontam para que a falha do plano se tenha devido a incompetência em observar o contexto financeiro em que estava envolvido. E todos os outros contextos.

Nós ganhámos um campeonato após 18 anos e que fizemos em seguida? Demos cabo de tudo o que tinha sido pensado para o futebol, indo comprar mal, tendo uma visão errada do futuro imediato do Clube. No ano seguinte vitória e fizemos o quê?  A mesma asneira. Nem necessito de uma auditoria para isto. Após isto, com o descalabro financeiro (de quem não soube ver o que se estava a passar), faz-se o quê? Diz-se que o objectivo sempre foi a Academia e é com ela que o Sporting vencerá, desinvestindo no plantel... podia-se gastar menos, mas nem isso aconteceu. Compraram foi malta que não interessava ao distrital. Porra! Estão estúpidos?

Ainda hoje, não temos um plano, um modelo. E a malta acha isto normal. Assim morremos. Independentemente de sermos vendidos ou não.

Claro que quero ganhar titulos! Claro que quero ser campeão! Mas não a todo e qualquer custo. Seria vendar a minha alma de Sportinguista e tormar-me naquilo que mais detesto! A vitoria a todo e qualquer custo, para mim não tem lugar!

O que tem que realmente de mudar é a atitude de quem nos dirige! Tem de ser novamente incutido o espirito Sportinguista, um espirito de elevação, de abgnação, de esforço, de dedicação e de honestidade! Esse, para mim, será o caminho! Os titulos, serão consequencia do caminho que seguirmos!

Vendermos a SAD não passará de um atalho por caminhos bem sinuosos na tentativa e ilusão de termos titulos. Não passa, nem passará disso!

O que tem de mudar é a competência. O espírito Sportinguista tem nomes, e não se chamam elevação, abnegação, esforço ou dedicação. Tem nomes, tem História. Siga-se o seu exemplo. E não necessitarão de vender a SAD. E o Sporting vence, como venceu. E vive.

O problema do Sporting é bem mais do que o treinador ou o investidor. Aliás, ele vem investir em quê? Falamos de nos transformarmos num Man City, num Chelsea, num PSG e que poderemos depois ser um Portsmouth, um Leeds, etc. Já repararam que esse foram clubes que enriqueceram, compraram e pensaram exclusivamente no momento. Este investidor vem investir no quê, se o Sporting não tem um plano? Se o futebol é o treinador a treinar e o director a comprar? E espera-se que dê tudo certo.

O caminho dos títulos não são o esforço, dedicação, devoção. A glória atinge-se com uma visão, uma ideia, um caminho a ser seguido, sempre revisto e modificado segundo as necessidades, segundo os erros que se observam e se colmatam. Em cima disso é que se mete o esforço, a dedicação e a devoção. E voltamos a vitórias e consequentemente ter sócios e adeptos.

Agora nem nas modalidades!
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
Mas o Real Madrid é controlado por quem? Pelo Florentino e a empresas que ali metem dinheiro, ou pelos "sócios"? E o Barça, é o Rosell ou os Qatar Foundations e afins?

Mas já percebi que o pessoal aqui está-se nas tintas para os títulos. Se é assim, então não se queixem dos resultados!
What do you wanna hear first: bad news, or the worst?