Rui Jordão

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Muito porreiro o vídeo e muito louca a imagem final da invasão de campo, já a devo ter revisto uma milhentas vezes  :great: :great:

The past is now part of my future,the present is well out of hand Ian Curtis, Heart and Soul
Um dos melhores golos que vi...

"Por cada leão que cair outro se levantará..."
Um dos dois melhores avançados que vi jogar com a camisola do SCP( o outro foi o Jardel).
Não conhecia esse golo, fantástico.
Grande Rui Manuel Trindade Jordão, um dos meus jogadores favoritos de sempre e o meu favorito daquela grande equipa 81/82.  :venia:
SPORTING - O MELHOR DO MUNDO
Este sim merece o Orgulho Leonino um grandissimo jogador que pintou os relvados Portugueses e internacinoais com grandes exibicoes e muitos golos. Obrigado por tudo grande Rui Jordao.
Para ver e recordar o grande Jordao

- "Basta que os homens de bem nada façam, para que o mal prevaleça"
- "Prefiro morrer de pé a viver ajoelhado"
- "Pior do que perder é não dar tudo para vencer"
Um dos meus idolos de infância.   :dance:
Um dos melhores golos que vi...




Uma Delicia assistir ao vivo este golo, com o escudo de campeão !
Citar
Lendas do Universo Sportinguista: Rui Jordão

Por Jorge Faria Sousa - 30/07/2018

Rui Jordão foi um dos maiores goleadores do futebol português, quer na seleção, quer no Sporting Clube de Portugal. Esteve ao serviço dos leões durante nove épocas, período em que constituiu com Manuel Fernandes uma dupla temível para os adversários.

Jordão nasceu em Angola e rumou a Portugal, para jogar futebol no Benfica onde permaneceu durante seis épocas. Na temporada seguinte, 1976/1977, viveu a sua primeira aventura no estrangeiro, fez ao serviço do Saragoça, 33 jogos e marcou catorze golos. Vestiu de verde e branco entre os anos 1979 e 1987, sendo uma figura determinante no futebol leonino. Pelo meio, esteve ainda por empréstimo ao serviço do Jacksonville Tea Men, equipa dos EUA. Viria a terminar a sua carreira no Vitória de Setúbal, em duas épocas disputou 61 jogos e marcou doze golos, retirando-se aos 36 anos.

Jordão, conhecido por “Gazela de Benguela”, entrou pela primeira vez pela “Porta 10A” na época 77/78. Em Alvalade, Jordão fez sorrir os sportinguistas, durante nove anos de leão ao peito, onde realizou 282 partidas e marcou 184 golos. Neste longo período, ficou na história do futebol leonino e conquistou dois campeonatos nacionais, duas Taças de Portugal e uma Supertaça. O goleador leonino venceu ainda, em termos individuais, o título de melhor marcador do campeonato português, com 31 golos, na época 1979/1980, sendo campeão nacional sob a liderança de Fernando Mendes. Na temporada 1981/1982, viria a conquistar mais um título nacional, com uma tripla de ataque letal, com António Oliveira e Manuel Fernandes, orientados pelo inglês Malcolm Allison.

A “Gazela de Benguela” notabilizou-se ainda ao serviço da seleção portuguesa, tendo sido internacional por 43 ocasiões e marcando quinze golos. Com a camisola das quinas, viveu o Euro’84, onde Portugal chegou à meia-final caindo aos pés da seleção anfitriã e vencedora, a França. Nesse jogo disputado em Marselha, Jordão foi determinante marcando os dois golos de Portugal, caindo com golo de ouro no prolongamento.

Para sempre na memória dos sportinguistas e dos adeptos portugueses, ficarão sempre os golos, os dribles, a qualidade técnica, o faro de golo, o oportunismo dentro das áreas adversárias. Além das suas qualidades perdurará sempre a memória dos títulos para os quais, deu um contributo determinante para essas conquistas. Um craque, uma lenda com 546 jogos oficiais e 304 golos!


Bola na Rede
O meu ídolo de infância como se constata pelo meu nick e avatar.

Que saudades. Muitos parabéns e que conte muitos mais.
Parabéns, tu sim além de classe dentro do campo também soubeste estar depois de retirar. Ao contrário do outro palerma que jogava ao teu lado que nem menciono o nome para não ferir susceptibilidades. Dos poucos grandes jogadores do futebol português e que passou pelo Sporting que sabe o que é ser discreto dentro e fora do campo, é ver o seu comportamento e o palerma do Leão. Pelo menos não andas a viver à conta de meter 4 ou 5 golos ao SLB e a cobrar favores.
O meu ídolo de infância...aquele cujo festejo eu imitava nas peladinhas do bairro!!!
Citar


Rui Jordão – Ou a “Gazela de Benguela”, como ficou conhecido no mundo do futebol. Jordão fazia dupla com Manuel Fernandes na linha avançada dos Leões nos anos 80. Este internacional português foi responsável por uma marca que o deixa ainda na lista dos cinco melhores marcadores do Sporting Clube de Portugal: na temporada 79/80, marcou trinta e cinco golos em 39 jogos e, na temporada seguinte, época em que os Leões se sagraram campeões nacionais, teve igual marca: trinta e quatro golos em trinta e sete jogos disputados. Esta gazela marcava que se fartava!


BnR

Um jogador mítico, daqueles que os velhotes da minha idade e que tiveram o prazer de o ver jogar ao vivo no velhinho José Alvalade, nunca vão esquecer.

Desligou-se do futebol completamente. Isto é sintomático do seu carácter.
Um jogador mítico, daqueles que os velhotes da minha idade e que tiveram o prazer de o ver jogar ao vivo no velhinho José Alvalade, nunca vão esquecer.

Desligou-se do futebol completamente. Isto é sintomático do seu carácter.


Ao contrário do  mamão manel!
Um jogador mítico, daqueles que os velhotes da minha idade e que tiveram o prazer de o ver jogar ao vivo no velhinho José Alvalade, nunca vão esquecer.

Desligou-se do futebol completamente. Isto é sintomático do seu carácter.


Ao contrário do  mamão manel!

 :shhh: