Frederico Varandas - Director Clinico Sporting CP

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Há pouco a ler o nome do irmão noutro tópico lembrei me do Dr. Varandas e questionei até que ponto será bom continuar no clube?

Não tenho nada a apontar ao Sportinguismo dele, nem acho que tenha feito um mau trabalho (é sempre difícil avaliar), no entanto não sei se não estará numa posição frágil dadas as ligações próximas com a anterior direcção.

Se continuar não estranho, assim como não estranho se for encontrada outra pessoa para director clínico.

Por mim é simples: Se o seu trabalho for avaliado de forma independente e se se concluir que tem sido positivo, fica. Se se achar o contrário, sai. (e se o seu vencimento for compatível com a política salarial a implementar).
Se este senhor é sportinguista mas ganha que se farta.

Se for realmente um leão aceita baixar o salário em mais de 50%...
Caro @Emperor quem aprovou nos testes médicos Jeffren, Boulahroz, Bojinov, Rodriguez ?

Quem apressou o regresso ao activo de Rinaudo após uma lesão grave e depois ainda se agravou mais?

Foi despedido um Director Clínico com provas dadas (Gomes Pereira) porque pura e simplesmente não iria compactuar com algumas negociatas que estragariam o seu prestígio enquanto Médico e iriam encher os bolsos a alguns com comissões.
Desde que tenha competência, não me faz qualquer diferença a ligação à anterior direcção.

Tudo se pauta por uma questão de rigor e, a médio prazo, de educar mentalidades  >:D
Sem dúvida dorian, mas então em que nos vamos basear para avaliar o bom trabalho do rapaz? Na recuperação do Izmailov? É esse o único dado? Um jogador que nos últimos tempos tem estado lesionado mas já jogou épocas completas no Sporting (47 jogos na 1º época e 35 na 2º)?

E um médico bom não tem que ser capaz de resolver casos difíceis? Sim, é verdade que o Rodriguez está permanentemente lesionado, mas sendo o Varandas tão competente não deveria ser capaz de encontrar soluções?

A mim o que me parece é que, por o rapaz andar a saltar no banco sempre que marcámos um golo, há já muita gente que se esqueceu das razões que estão na base da sua entrada no Sporting.

Da lista que falaste todos os jogadores têm problemas crónicos que a medicina infelizmente não trata... A medicina não cria milagres, muito menos quando os jogadores em questão também têm falta de vontade. Foi o Varandas que disse que o Izmailov estava clinicamente apto; se se queixava de dores não era ele que o ia obrigar a jogar.
Não falo da forma como ele entrou no clube porque isso desconheço, agora virem com conversas que ele é incompetente porque há jogadores lesionados não faz sentido absolutamente nenhum.
Acredito que o ismailov tivesse apto e invetasse dores para não jogar e ir para o porto.
Mas acho muito estranho tanto o Jéffren como Boulahrouz se lesionarem constantemente e terem passado nos testes médicos  :think:
A não ser que tenham sido identificados alguns problemas mas foram ignorados só para fazer contratações que agradassem os adeptos (como foi o Jéffren).
Realmente houve uns quantos mancos nestes tempos, não deixa de ser estranho.
Confesso que nunca gostei muito da figura, o que obviamente não quer dizer nada.
Parece um médico de congressos e não de futebol, também parece um amigo do
secundário que afinal não era amigo de ninguém... Aquele cachecol fica-lhe mal  :twisted:
I Would Never Want to Belong to Any Club
That Would Have Someone Like Me For a Member  
                                                
                                                 - Groucho Marx -
Citar
Departamento clínico para 2013/14

Na temporada 2013/14, o director clínico do futebol profissional do Sporting continua a ser o dr. Frederico Varandas, que é igualmente o primeiro médico da equipa A. O segundo médico da formação principal é o dr. Virgílio Abreu, o enfermeiro Carlos Mota e o fisioterapeuta Gonçalo Álvaro. Os massagistas são Sérgio Candeias e Hugo Fontes.
Quanto à equipa B, o primeiro médico é o dr. Francisco Moreira e o segundo o dr. Virgílio Abreu, sendo auxiliados pelos enfermeiros/massagistas Ludovico Marques e Alexandre Rodrigues.

Ontem deu me gosto ver este homem no fim a saltar e agarrar se aos jogadores com uma alegria contagiante.

Nem sabia se era Sportinguista mas depois do que vi ontem tenho a certeza que é um LEÃO.

Foi dos que puxou pelos jogadores para irem agradecer aos adeptos que estavam do outro lado do campo.

 :clap: :clap:
Ele tem sempre esse comportamento no banco.
És um verdadeiro Leão na Internet... mas ainda não és sócio? Muda isso num só minuto, faz-te sócio e sê uma voz activa/participativa no nosso clube! Precisamos da ajuda de todos os Sportinguistas! -> https://socionumminuto.pt

RESULTADOS E CONCLUSÕES DA AUDITORIA DE GESTÃO 1995-2013
Vinha colocar isso aqui. Pus no tópico do jogo. ;)

Ontem deu me gosto ver este homem no fim a saltar e agarrar se aos jogadores com uma alegria contagiante.

Nem sabia se era Sportinguista mas depois do que vi ontem tenho a certeza que é um LEÃO.

Foi dos que puxou pelos jogadores para irem agradecer aos adeptos que estavam do outro lado do campo.

 :clap: :clap:

É Sportinguista e dos ferrenhos.
Estranho é que as lesões não existem ou são de poucas semanas... o que uma direção muda.
"Sporting! Minha vida é o Sporting, minha paixão é o Sporting, meu amor é o Sporting, é o Sporting é o Sporting é o Sporting! Meu vício é o Sporting, minha família é o Sporting, Sporting, Sporting, Sporting, é o meu Sporting!"
Citação de: Matías Fernández em Dezembro 11, 2013, 16:51 pm
Estranho é que as lesões não existem ou são de poucas semanas... o que uma direção muda.

Os crónicos foram todos postos a correr e os que não foram postos a correr daqui para fora ninguém ouve falar deles...
Citação de: Matías Fernández em Dezembro 11, 2013, 16:51 pm
Estranho é que as lesões não existem ou são de poucas semanas... o que uma direção muda.

 A mudança que efectivamente faz a diferença é a equipa técnica. Os preparadores físicos têm competência e sabem, perfeitamente, o que fazem. Há por aqui no fórum uma entrevista, com o Prof. Nélson Caldeira, que explica algumas questões técnicas do treino, as quais estou plenamente de acordo.

 
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Estranho é que as lesões não existem ou são de poucas semanas... o que uma direção muda.

 A mudança que efectivamente faz a diferença é a equipa técnica. Os preparadores físicos têm competência e sabem, perfeitamente, o que fazem. Há por aqui no fórum uma entrevista, com o Prof. Nélson Caldeira, que explica algumas questões técnicas do treino, as quais estou plenamente de acordo.

 

Atençao que tambem conta muito termos 1 semana para recuperar jogadores.
Sporting Clube de Portugal
Estranho é que as lesões não existem ou são de poucas semanas... o que uma direção muda.

 A mudança que efectivamente faz a diferença é a equipa técnica. Os preparadores físicos têm competência e sabem, perfeitamente, o que fazem. Há por aqui no fórum uma entrevista, com o Prof. Nélson Caldeira, que explica algumas questões técnicas do treino, as quais estou plenamente de acordo.

 

Atençao que tambem conta muito termos 1 semana para recuperar jogadores.

Verdade.

Mas também conta a forma como a equipa joga. Já não há corridas sem nexo, desgastes idiotas, duelos sempre em esforço e muitas vezes em inferioridade numérica.

Ah! E já não temos uma carrada de lesionados cronicos.