Atletismo

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

 Dominamos por completo os campeonatos nacionais de crosse longo. Foi pena não termos revalidado o título nacional de Juniores Femininos. Em todo o caso, foi um fim-de-semana bem produtivo para as nossas cores  :mrgreen:
SL
Atenção ao que o ex- excomungado diz:

Fernando Tavares
Iniciado
Hoje às 19:26
Caros amigos,

Não pretendo entrar em debate e muito menos contrariar as distintas opiniões que muito respeito. Quando voltei ao Benfica em Outubro de 2016, após o verão quente no atletismo com a saída de vários atletas, foi necessário requalificar o projeto do atletismo. Optámos por segurar a equipa masculina de pista (custou muito dinheiro segurar a equipa face ao ataque do Sporting) e descontinuar o feminino e o corta mato. No corta mato investimos em jovens atletas (hoje falhámos no quarto atleta e o atleta Queniano não pode competir). Assegurámos o futuro com qualidade e não com quantidade. Os regulamentos das provas nacionais premeiam a quantidade mas os Benfica não irá por esse caminho.

Por outro lado, há aqui uma questão prática. O esforço que foi necessário fazer nas modalidades de pavilhão não permite financeiramente cometer loucuras e ir atrás de todos os objetivos. Nesse sentido, a estratégia é clara: masculino pista.

O Benfica não vai colocar a SAD, como outros, a financiar o clube. Não podemos gastar mais do que temos e isso será oportunamente explicado em AG. Impossível acompanhar as loucuras do Sporting no atletismo. Repito qualidade vs quantidade visando o projeto masculino de pista.

Abraço

Voltou a abrir a boca:



Caros amigos,

Bom dia. Apenas esclarecer alguns pontos. Não pretendo que concordem comigo apenas esclarecer. O Benfica não gasta 1 milhão com o projeto olímpico. O Benfica gasta cerca de 1 milhão com o atletismo. Embora alguns atletas do atletismo sejam olímpicos.

Todos os atletas olímpicos participam nas provas nacionais de clubes para além das provas internacionais individuais ao abrigo das respetivas federações.

O Benfica não desiste das provas. O Benfica fez opções. No corta mato a opção foi investir nas equipas juniores e sub23 onde está o futuro do fundo português. O Benfica não investe em quantidade e mediocridade para ganhar um campeonato nacional de corta mato. Não se trata de desculpas mas sim de opções que protegem o clube de loucuras financeiras.

No caso concreto do atletismo estamos a investir tudo na pista masculino para tentar ganhar o campeonato europeu de clubes. Todos os atletas juniores, sub23, assim como Rui Pinto e Barata podem fazer pista. O Benfica deixou de investir em atletas que só fazem corta mato. O Benfica investe em atletas de pista que podem fazer corta mato e estrada. Tecnicamente um atleta de pista faz corta mato e estrada. Ao contrário nem sempre é verdade e trata-se de um péssimo investimento.   

Nesta matéria não vamos acompanhar o Sporting porque seria uma estratégia errada. Basta verificar a idade dos atletas de fundo do Sporting para entender o rumo que o Benfica pretende para o fundo.

Quanto ao feminino não há atletas suficientes com qualidade para investir com critério. Seria preciso um investimento anormal para ganhar ao Sporting. O Benfica não pode entrar por esse caminho. Neste momento, o Clube gasta cerca de 18 milhões com a sua agenda desportiva. Tal não é sustentável face ao nível de quotização e à necessidade do clube recuperar os seus capitais próprios. Seria um erro tremendo colocar a SAD a financiar os potenciais défices do clube.   

Sobre o futebol feminino o investimento foi feito já a pensar na próxima época. Teria sido muito mais caro investir apenas para subir e depois reforçar com a entrada na liga. Teria custado cerca de 40% mais fazer dessa forma. Para além disso, fixámos desde o início a conquista da Taça de Portugal como objetivo. Algumas das jogadoras como Gyese, Ana Vitória, Tayla, Darlene e Yasmin teriam ido para outros clubes caso não tivessem sido contratadas esta época. Dessa forma, todo o trabalho de scouting feito antecipadamente seria desperdiçado. Não desinvestimos no atletismo por causa do futebol feminino. O futebol feminino é patrocinado e será dentro de 1 ano totalmente financiado pelos patrocinadores que estão a apostar neste mercado.

Espero ter esclarecido.

Abraço para todos