Desportos de Combate

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Os combates pelo cinturão de hoje foram bárbaros, do melhor que vi desde sempre, fabuloso evento esta noite.Menção para o combate entre Rountree e Anders, pensavam que tinham os bónus no bolso mas os combates que finalizaram o card foram absurdamente épicos.
Como ja se previa um card com grandes malhas  :boohoo:

No Nikita Krylov vs OSP o haitiano continua a desiludir e teve um cardio rídiculo. Não conhecia o Nikita mas com 25 finalizações em 25 vitórias e apenas 26 anos parece-me mais um gajo a ter em conta numa divisão onde há o Johny Walker (hypetrain) e sobretudo o meu puto Dominick Reyes a despontar.
Na senda dos LWH o Khalil Rountre voltou as vitórias, depois do KO sofrido contra o Walker, numa luta que tinha muitas expetativas que fosse um slugfest, já que o Eryk Anders também é um brawler. Desiludiu bastante. O Anders parece andar a cagar-se mesmo para isto. Ainda bem que não apostei porque ia meter moeda neste combate nao ir a decision.

A luta do Jouban, meh. Acho que foi uma decisão roubada mas o gajo dá sempre a entender que tem mais para dar.

As 2 lutas principais:
A do Gastellum contra o Hypebender deixou me f*****, porque sempre fui fã do mexicano. Uma luta que vai para o top 10 das melhores lutas de sempre, seguramente. Muita acção, queixo e reviravoltas.
Penso que a estratégia do Kelvin foi mal preparada. Apesar de ele ser um boxer puro devia ter usado mais Wrestling já que o Adesanya é um monstro do K1. De qualquer das maneiras fiquei com a sensação que ganhou o 3º e 4º round declaradamente e que o 1º também tinha sido dele (mas renhido).
No 5º o árbitro podia ter parado para o Israel e foi um round 10-8 fácil.
Agora transformar isso numa decisão unanime de 48-46 só pode ser de alguém que coma m****. Aceito a vitória do Israel, se bem que acabou a luta a pensar num draw. O hype é f*****...

O Poirer vs Holloway = dinheiro mais fácil de sempre.
O Conor um dia disse que o dificil nos 145 era bater o peso. Viu se perfeitamente o downgrade das suas capacidades quando subiu de peso. Por isso estava estupefacto como em todo o lado e casas de apostas o Max era favorito. Um gajo que o reach advantage e o peso no dia de luta fazia sempre muita diferença contra os minions dos 145, agora não se poderia ressentir igualmente ? Foi o que aconteceu. A diferença esteve no poder, com o Poirer em 2 rounds a deixar lhe a parecer um saco de batatas autentico. O Max acertava alguns (a guarda do Poirier esteve imperial), mas não tinha o mesmo poder em relação ao que vemos nos FW. A própria estratégia defensiva dele (quase nula) está preparada para gajos que não façam muito estrago como os minions dos 145.

Para ver se ganha um bocadinho de humildade, que já metia nojo.

Um dos melhores cards que me lembro de ver, seguramente.
Amir Khan vs Terence Crawford pode ser dos melhores combates de boxe dos últimos tempos.

Terence Crawford parte como claro favorito, e para mim é o melhor pound to pound no activo mas Amir Khan pode surpreender o mundo. Esperar para ver  :beer:

Muito expectante também pelo Canelo-Jacobs. Tem tudo para ser um combate de topo
« Última modificação: Abril 14, 2019, 20:53 pm por Rocky »
A diferença ontem entre o Holloway e o Poirier esteve claramente no poder de ambos. O Holloway como sempre com grande volume de golpes (tirando o 1º round), principalmente quando começa a carregar, mas o Poirier sempre muito mais potente e mais perto de com um daqueles golpes poder finalizar o combate.

Fisicamente a vantagem estava logo do lado do Poirier, muito maior que o Holloway ontem, a chave estava em saber se tinha gás para os 5 rounds e ali a meio do 3º pareceu que a coisa lhe estava a fugir (ele próprio o disse no final do combate), mas aguentou o ritmo nos dois seguintes. Achei impressionante ver o Holloway numa divisão acima continuar com aquele físico igual ao que apresenta nos featherweight, e isso para ali não chega.
Tremendas lutas pelos títulos ontem  :o :clap: Feliz pelo Poirier, o homem teve que lutar muito para finalmente ter a sua oportunidade e ser campeão. Tenho é sérias dúvidas que não seja brutalizado pelo Khabib quando unificarem os títulos.