As nossas viagens

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Até agora só posso dizer bem da minha estadia no bahia príncipe da Riviera.
Um complexo gigantesco. Tem um perímetro que são mais de 8 kms.
Não tenho qualquer razão de queixa do quarto, comida, piscina, praia (onde fizeram uma baía artificial até para impedir o sargaço).
Aponto so o facto de as bebidas serem um pouco para o fraco excepto no bar principal.
Tudo o que é daiquiri, mojito, margarita, etc é meio à papo seco (a não ser que já se tenha o empregado fidelizado com gorjetas)

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

Sempre Sporting!
Obrigado @polik e @Papagaio :great:
Provavelmente se não o fizeste, já não vais a tempo... que é se pensares visitar os palácios de Alhambra, comprar os bilhetes antecipadamente.
https://tickets.alhambra-patronato.es/

As visitas são limitadas e há muita procura nesta altura do ano. Ou compras os bilhetes com muita antecedência, ou vais ter de largar (mesmo) muita massa. De qualquer forma toda a zona antiga de Granada é fantástica e vale sempre a pena visitar.
Claro que comprei :great:
"Good judgment comes from experience, and experience comes from bad judgment." - Barry LePatner
Eu quando la estive andei num alugado da Riviera Maya a Cancun sem problemas.  8) :mrgreen:

Não é bem a mesma cena (ok, é México, mas é tipo abelha Maia...), mas mesmo assim correste riscos.  :mrgreen:

Passei por cada cordão de segurança que até metia medo ao susto!!!  :lol:
Notei que eles privilegiam muito a segurança naquela zona (turística).

Quem me alertou para isto foi mesmo a policia. Por acaso nessa mesma zona, aluguei carro para bater algumas praias e alguns locais turísticos. A ideia era depois ir México dentro, talvez até ao pacífico (não estava nada muito programado). Alguns agentes, simpaticamente, disseram-me que estava a meter-me a jeito para conhecer muitos polícias ou juízes pelo caminho. Que basicamente teria de pagar muita "portagem" pelo caminho. Há sempre problemas com a carta, documentos de aluguer que de repente desaparecem (são necessários dólares para o chamar de volta), faróis partidos que nos impedem de prosseguir viagem (a menos que se pague algo entre os 200 e os 400 dólares). E que caso isso me acontecesse, era melhor pagar logo, porque se a um agente sai caro, ir à esquadra ou ao juiz sai mais caro (mais bolsos a encher).

Curiosamente, uns meses depois, numa viagem de avião, um tipo sentado a meu lado contou-me (sem eu começar a conversa) que lhe tinha acontecido isso. Que a brincadeira lhe custou 400 dólares, porque ainda armou confusão, disse que queria fazer queixa ao chefe e esse cobrou para o agente e para ele.   :lol:

A um amigo meu aconteceu-lhe num aeroporto africano. Não me lembro do país, mas após um problema de vôos teve de fazer escala e quando estava a fazer ligação para Portugal, lembrou-se de no tempo de espera sair por uma porta aberta, directamente para as pistas e fumar um cigarrito. O cigarro custou-lhe trezentos euros (o que tinha na carteira) para uns militares que patrulhavam a zona. Primeiro agarraram-no e disseram que tinha que ir com eles, porque era proibido e estava tramado. Conversa puxa conversa e lá se ofereceram para o ajudar a apanhar a ligação. Sacaram-lhe o dinheiro da carteira, sacaram-lhe o tabaco, mandaram-no ir e quando lhe viraram costas começaram a distribuir cigarros que acenderam logo ali. Já dentro do aeroporto, para saber até que ponto tinha sido enganado, perguntou onde poderia fumar e disseram "outside", apontando para as portas onde tudo se tinha passado.  :mrgreen:

Mas pronto, histórias dessas já eu vi muitas. O gajo é que era maçarico nestas andanças e pensou que ia mesmo preso. :lol: Na Tunísia fartei-me de rir com um daqueles tipos que verificam documentação e bagagens antes de passar à zona de embarque a exigir aos turistas ver quantos dinares levavam, porque era proibido levar dinheiro tunisino para fora do país. Quando punham em cima do balcão, o gajo metia tudo ao bolso, rindo, agradecendo e dizendo "é para o casamento da minha filha". Fiz questão de passar pela porta dele, o gajo pergunta-me se tenho dinares e para os mostrar. Mostrei umas moedas na mão, o tipo disse que não podia levar para fora do país e eu disse-lhe "não vou levar, vou gastá-las todas ali antes de embarcar", apontando para o café ao pé da porta de embarque. Meti ao bolso, segui em frente e os camaradas dele desataram-se a rir. Podia ter corrido mal, mas naquele tempo e em zona turística, as coisas eram mais suaves. Eu gosto muito da Tunísia, mas passei lá cada uma...  :lol:

Tenho para a troca. Primeira viagem a Moçambique. No regresso, vinha sozinho. Um amigo foi deixar-me no aeroporto e disse-me que podiam chamar-me por causa do camarão na mala, portanto, para ter o documento do porto à mão. Perguntou-me se queria meticais para beber um café e eu respondi, já conhecedor de estórias, que ficava com 50 meticais (qualquer coisa com Um euro e picos).

E eu lá fui. Distraído, passo pelo detector de metais com um blusão vestido. Aquela m**** começou toda a apitar. O gajo até estava a dormir e tudo, acordou com o chinfrim. Pensei logo para mim "tou f*****". O gajo levanta-se e pergunta-me o que levo na bagagem de mão. Eu lá lhe disse que eram caixas de chá. O gajo diz-me "Ah! é artesanato. Tem o documento do Ministério da Cultura?" e respondo eu "não é da cultura é da agricultura e não é preciso nada para este tipo de artigo". O gajo responde "é preciso, sim". "Ok" respondi "tenho que deixar as coisas aí ou dá para levar?". Responde o tipo "vamos conversar para resolver o problema. Era uma pena deixar umas caixas tão bonitas aqui". Digo eu ao tipo "só tenho 50 meticais. Parti o cartão quando cheguei - e era verdade, tinha o MB partido ao meio mas funcional, que mostrei ao tipo - portanto, é só o que há". O tipo, quase indignado, diz-me "isso é muito pouco!!!". "Pois é, mas é o que há", disse eu. O sujeito chamou outro colega e relatou-lhe o filme, que tinha ocorrido até aí, e o outro dá um pulo e diz "isso é muito pouco!!!". Eu só não me ri porque não calhou. Os gajos falam um com o outro e diz-me um deles "patrão, nós vamos aceitar os 50 meticais". Ainda mais vontade de me rir. E como já estava enturmado com o filme e já tinha o coiro safo, digo eu ao gajo "pá, mas isto está cheio de câmeras! Queres que te dẽ o dinheiro, assim, à vista? Vamos todos presos!" e responde um deles "então, patrão, o que sugere?" e eu, que nem sei como é já continha o riso, viro-me para ele digo-lhe assim "olha, eu vou dobrar a nota que tenho no bolso e, como vocês foram uns gajos simpáticos e porreiros, vou dar-vos um aperto de mão e tu ficas com a nota que te vou dar". Diz o gajo com os olhos a brilhar "boa ideia, patrão!". E lá dobrei a nota, dentro do bolso, dei o bacalhau e a nota. Quando já tinha virado costas, diz-me um deles "patrão, é a sua primeira vez em Moçambique?" ao que respondi que sim e continuou o tipo "então, da próxima vez que voltar, não se esqueça dos seus amigos da alfândega".

E pronto, foi assim e lá trouxe eu as caixas de chá, em madeira, que ainda hoje estão em casa dos meus pais.



Este fim de semana fui passá-lo ao Curia Palace. Já tinha ouvido falar mas não conhecia, nem sequer vi as fotos do sítio, quando reservei.

Quando lá cheguei com a mulher e os putos, deparo-me com um edifício gigantesco e imponente mas muito antigo. Um grande jardim em frente e um caminho de terra batida até à entrada. A primeira cena que me veio à cabeça foi o Jack Nicholson no "Shining"! Ainda por cima, já era de noite, o que tornava tudo mais fantasmagórico.

Quando entro no lobby, foi a loucura. O edifício é antigo por fora mas, por dentro, mantém o traço quase original de 1934 (!!!). O Shining começava a pulular a minha mente. Escadas em madeira, elevador em madeira e ferro (desactivado, no entanto), ainda têm a antiga sala de comunicações, com aqueles cabos todos que eram ligados e desligados pelas "meninas" operadoras.

No fim de tudo, o hotel revelou um imenso charme e uma curiosidade histórica sobre as suas origens. Têm fotos de antigamente espalhadas pelo hotel. A piscina, que está desactivada, foi a segunda piscina olímpica do país e foi construída de uma maneira que parecia, literalmente, a piscina de um transantlantico.

Recomendo vivamente, apesar do cariz fantasmagórico.

Agora, tenho o problema das férias grandes. Nem sei como resolver.
« Última modificação: Junho 11, 2019, 23:28 pm por sotnas »
"Players lose you games, not tactics. There's so much crap talked about tactics by people who barely know how to win at dominoes." - Brian Clough

"He is a perfect illustration of my constant theme about assembling a team of imperfect players who compliment each other perfectly. Unless he is surrounded by team mates who recognise his strenghts and cover for his weaknesses, his special goal scoring ability will go largely untapped. He needs to to be in the right place at the right time!" - Bob Paisley on John Wark
Obrigado @polik e @Papagaio :great:

Já agora, se tiveres oportunidade experimenta o Hammam Banhos Árabes, se gostares desse tipo de coisas claro e se tiveres para aí virado. Vale a pena para descontrair com uns banhos ao final do dia e a decoração no interior é fantástica.
Obrigado @polik e @Papagaio :great:

Já agora, se tiveres oportunidade experimenta o Hammam Banhos Árabes, se gostares desse tipo de coisas claro e se tiveres para aí virado. Vale a pena para descontrair com uns banhos ao final do dia e a decoração no interior é fantástica.
Obrigado! :great:
"Good judgment comes from experience, and experience comes from bad judgment." - Barry LePatner
Eu quando la estive andei num alugado da Riviera Maya a Cancun sem problemas.  8) :mrgreen:

Não é bem a mesma cena (ok, é México, mas é tipo abelha Maia...), mas mesmo assim correste riscos.  :mrgreen:

Passei por cada cordão de segurança que até metia medo ao susto!!!  :lol:
Notei que eles privilegiam muito a segurança naquela zona (turística).

Quem me alertou para isto foi mesmo a policia. Por acaso nessa mesma zona, aluguei carro para bater algumas praias e alguns locais turísticos. A ideia era depois ir México dentro, talvez até ao pacífico (não estava nada muito programado). Alguns agentes, simpaticamente, disseram-me que estava a meter-me a jeito para conhecer muitos polícias ou juízes pelo caminho. Que basicamente teria de pagar muita "portagem" pelo caminho. Há sempre problemas com a carta, documentos de aluguer que de repente desaparecem (são necessários dólares para o chamar de volta), faróis partidos que nos impedem de prosseguir viagem (a menos que se pague algo entre os 200 e os 400 dólares). E que caso isso me acontecesse, era melhor pagar logo, porque se a um agente sai caro, ir à esquadra ou ao juiz sai mais caro (mais bolsos a encher).

Curiosamente, uns meses depois, numa viagem de avião, um tipo sentado a meu lado contou-me (sem eu começar a conversa) que lhe tinha acontecido isso. Que a brincadeira lhe custou 400 dólares, porque ainda armou confusão, disse que queria fazer queixa ao chefe e esse cobrou para o agente e para ele.   :lol:

A um amigo meu aconteceu-lhe num aeroporto africano. Não me lembro do país, mas após um problema de vôos teve de fazer escala e quando estava a fazer ligação para Portugal, lembrou-se de no tempo de espera sair por uma porta aberta, directamente para as pistas e fumar um cigarrito. O cigarro custou-lhe trezentos euros (o que tinha na carteira) para uns militares que patrulhavam a zona. Primeiro agarraram-no e disseram que tinha que ir com eles, porque era proibido e estava tramado. Conversa puxa conversa e lá se ofereceram para o ajudar a apanhar a ligação. Sacaram-lhe o dinheiro da carteira, sacaram-lhe o tabaco, mandaram-no ir e quando lhe viraram costas começaram a distribuir cigarros que acenderam logo ali. Já dentro do aeroporto, para saber até que ponto tinha sido enganado, perguntou onde poderia fumar e disseram "outside", apontando para as portas onde tudo se tinha passado.  :mrgreen:

Mas pronto, histórias dessas já eu vi muitas. O gajo é que era maçarico nestas andanças e pensou que ia mesmo preso. :lol: Na Tunísia fartei-me de rir com um daqueles tipos que verificam documentação e bagagens antes de passar à zona de embarque a exigir aos turistas ver quantos dinares levavam, porque era proibido levar dinheiro tunisino para fora do país. Quando punham em cima do balcão, o gajo metia tudo ao bolso, rindo, agradecendo e dizendo "é para o casamento da minha filha". Fiz questão de passar pela porta dele, o gajo pergunta-me se tenho dinares e para os mostrar. Mostrei umas moedas na mão, o tipo disse que não podia levar para fora do país e eu disse-lhe "não vou levar, vou gastá-las todas ali antes de embarcar", apontando para o café ao pé da porta de embarque. Meti ao bolso, segui em frente e os camaradas dele desataram-se a rir. Podia ter corrido mal, mas naquele tempo e em zona turística, as coisas eram mais suaves. Eu gosto muito da Tunísia, mas passei lá cada uma...  :lol:

Tenho para a troca. Primeira viagem a Moçambique. No regresso, vinha sozinho. Um amigo foi deixar-me no aeroporto e disse-me que podiam chamar-me por causa do camarão na mala, portanto, para ter o documento do porto à mão. Perguntou-me se queria meticais para beber um café e eu respondi, já conhecedor de estórias, que ficava com 50 meticais (qualquer coisa com Um euro e picos).

E eu lá fui. Distraído, passo pelo detector de metais com um blusão vestido. Aquela m**** começou toda a apitar. O gajo até estava a dormir e tudo, acordou com o chinfrim. Pensei logo para mim "tou f*****". O gajo levanta-se e pergunta-me o que levo na bagagem de mão. Eu lá lhe disse que eram caixas de chá. O gajo diz-me "Ah! é artesanato. Tem o documento do Ministério da Cultura?" e respondo eu "não é da cultura é da agricultura e não é preciso nada para este tipo de artigo". O gajo responde "é preciso, sim". "Ok" respondi "tenho que deixar as coisas aí ou dá para levar?". Responde o tipo "vamos conversar para resolver o problema. Era uma pena deixar umas caixas tão bonitas aqui". Digo eu ao tipo "só tenho 50 meticais. Parti o cartão quando cheguei - e era verdade, tinha o MB partido ao meio mas funcional, que mostrei ao tipo - portanto, é só o que há". O tipo, quase indignado, diz-me "isso é muito pouco!!!". "Pois é, mas é o que há", disse eu. O sujeito chamou outro colega e relatou-lhe o filme, que tinha ocorrido até aí, e o outro dá um pulo e diz "isso é muito pouco!!!". Eu só não me ri porque não calhou. Os gajos falam um com o outro e diz-me um deles "patrão, nós vamos aceitar os 50 meticais". Ainda mais vontade de me rir. E como já estava enturmado com o filme e já tinha o coiro safo, digo eu ao gajo "pá, mas isto está cheio de câmeras! Queres que te dẽ o dinheiro, assim, à vista? Vamos todos presos!" e responde um deles "então, patrão, o que sugere?" e eu, que nem sei como é já continha o riso, viro-me para ele digo-lhe assim "olha, eu vou dobrar a nota que tenho no bolso e, como vocês foram uns gajos simpáticos e porreiros, vou dar-vos um aperto de mão e tu ficas com a nota que te vou dar". Diz o gajo com os olhos a brilhar "boa ideia, patrão!". E lá dobrei a nota, dentro do bolso, dei o bacalhau e a nota. Quando já tinha virado costas, diz-me um deles "patrão, é a sua primeira vez em Moçambique?" ao que respondi que sim e continuou o tipo "então, da próxima vez que voltar, não se esqueça dos seus amigos da alfândega".

E pronto, foi assim e lá trouxe eu as caixas de chá, em madeira, que ainda hoje estão em casa dos meus pais.



Este fim de semana fui passá-lo ao Curia Palace. Já tinha ouvido falar mas não conhecia, nem sequer vi as fotos do sítio, quando reservei.

Quando lá cheguei com a mulher e os putos, deparo-me com um edifício gigantesco e imponente mas muito antigo. Um grande jardim em frente e um caminho de terra batida até à entrada. A primeira cena que me veio à cabeça foi o Jack Nicholson no "Shining"! Ainda por cima, já era de noite, o que tornava tudo mais fantasmagórico.

Quando entro no lobby, foi a loucura. O edifício é antigo por fora mas, por dentro, mantém o traço quase original de 1934 (!!!). O Shining começava a pulular a minha mente. Escadas em madeira, elevador em madeira e ferro (desactivado, no entanto), ainda têm a antiga sala de comunicações, com aqueles cabos todos que eram ligados e desligados pelas "meninas" operadoras.

No fim de tudo, o hotel revelou um imenso charme e uma curiosidade histórica sobre as suas origens. Têm fotos de antigamente espalhadas pelo hotel. A piscina, que está desactivada, foi a segunda piscina olímpica do país e foi construída de uma maneira que parecia, literalmente, a piscina de um transantlantico.

Recomendo vivamente, apesar do cariz fantasmagórico.

Agora, tenho o problema das férias grandes. Nem sei como resolver.
Iberostar Lagos
"Good judgment comes from experience, and experience comes from bad judgment." - Barry LePatner
Boa tarde malta,

Estou a pensar, juntamente com alguns amigos, fazer uma "road trip" pela costa do sul de Espanha e possivelmente dar um saltinho a França. O problema é que não sabemos bem onde devemos ir. Alguém que conheça bem a região tem alguma sugestão?
Boa tarde malta,

Estou a pensar, juntamente com alguns amigos, fazer uma "road trip" pela costa do sul de Espanha e possivelmente dar um saltinho a França. O problema é que não sabemos bem onde devemos ir. Alguém que conheça bem a região tem alguma sugestão?
Do sul de Espanha até França tens de atravessar o país inteiro. :mrgreen:
Acabei de regressar da minha incursão por terras espanholas. Para quem gosta de historia aconselho vivamente Mérida e se puderem levem alguém com vocês perceba da coisa senão passam imensos detalhes ao lado.


Estou a pensar ir a Salamanca em Julho alguém tem alguma dica e ja foi?
Futebol & Cerveja
Bem... A aproveitar as minhas últimas horas na Riviera.
5 estrelas... Que clima do *** estes gajos têm

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

Sempre Sporting!
Acabei de regressar da minha incursão por terras espanholas. Para quem gosta de historia aconselho vivamente Mérida e se puderem levem alguém com vocês perceba da coisa senão passam imensos detalhes ao lado.


Estou a pensar ir a Salamanca em Julho alguém tem alguma dica e ja foi?

Sempre que fui a Salamanca foi de passagem, mas adoro a cidade.
Acho uma cidade lindíssima.

Em Julho deve-se beber umas canecas valentes naquelas plazas.  :mrgreen:
Boa tarde malta,

Estou a pensar, juntamente com alguns amigos, fazer uma "road trip" pela costa do sul de Espanha e possivelmente dar um saltinho a França. O problema é que não sabemos bem onde devemos ir. Alguém que conheça bem a região tem alguma sugestão?

Sevilha-Granada-Málaga-Marbella-Tarifa

Foi o que eu fiz.  8)
Bem... A aproveitar as minhas últimas horas na Riviera.
5 estrelas... Que clima do *** estes gajos têm

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

Foste a X-Caret  :question:
Bem... A aproveitar as minhas últimas horas na Riviera.
5 estrelas... Que clima do *** estes gajos têm

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

Foste a X-Caret  :question:
Claro. Gostei imenso :)
Mas precisava de mais 1 dia lá

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

Sempre Sporting!
Bem... A aproveitar as minhas últimas horas na Riviera.
5 estrelas... Que clima do *** estes gajos têm

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

Foste a X-Caret  :question:
Claro. Gostei imenso :)
Mas precisava de mais 1 dia lá

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

O mal do Mexico é esse, tem muita oferta e o tempo fica curto.  :mrgreen:
Boa tarde malta,

Estou a pensar, juntamente com alguns amigos, fazer uma "road trip" pela costa do sul de Espanha e possivelmente dar um saltinho a França. O problema é que não sabemos bem onde devemos ir. Alguém que conheça bem a região tem alguma sugestão?

Sevilha-Granada-Málaga-Marbella-Tarifa

Foi o que eu fiz.  8)

Fiz exatamente o mesmo, mas em vez de Málaga fui a Cádiz, e ainda dei um salto a Gibraltar, para ver os macacos :lol:
Boa tarde malta,

Estou a pensar, juntamente com alguns amigos, fazer uma "road trip" pela costa do sul de Espanha e possivelmente dar um saltinho a França. O problema é que não sabemos bem onde devemos ir. Alguém que conheça bem a região tem alguma sugestão?

Sevilha-Granada-Málaga-Marbella-Tarifa

Foi o que eu fiz.  8)

Fiz exatamente o mesmo, mas em vez de Málaga fui a Cádiz, e ainda dei um salto a Gibraltar, para ver os macacos :lol:

Obrigado pelas sugestões   :great:
Boa tarde malta,

Estou a pensar, juntamente com alguns amigos, fazer uma "road trip" pela costa do sul de Espanha e possivelmente dar um saltinho a França. O problema é que não sabemos bem onde devemos ir. Alguém que conheça bem a região tem alguma sugestão?

Sevilha-Granada-Málaga-Marbella-Tarifa

Foi o que eu fiz.  8)

Fiz exatamente o mesmo, mas em vez de Málaga fui a Cádiz, e ainda dei um salto a Gibraltar, para ver os macacos :lol:

Eu só não fui a Gibraltar porque íamos com o tempo contado...e sei que para se entrar/sair por vezes não é "fácil".

Edit: Também passei por Cadiz, mas achei malaga mais interessante.  :great:
Acabei de regressar da minha incursão por terras espanholas. Para quem gosta de historia aconselho vivamente Mérida e se puderem levem alguém com vocês perceba da coisa senão passam imensos detalhes ao lado.


Estou a pensar ir a Salamanca em Julho alguém tem alguma dica e ja foi?

Sempre que fui a Salamanca foi de passagem, mas adoro a cidade.
Acho uma cidade lindíssima.

Em Julho deve-se beber umas canecas valentes naquelas plazas.  :mrgreen:

Tenho Casa em Castelo branco, estava a pensar sair cedinho, estar em salamanca ate a hora de jantar e vir para baixo.

Achas 1 dia curto?
Futebol & Cerveja
Acabei de regressar da minha incursão por terras espanholas. Para quem gosta de historia aconselho vivamente Mérida e se puderem levem alguém com vocês perceba da coisa senão passam imensos detalhes ao lado.


Estou a pensar ir a Salamanca em Julho alguém tem alguma dica e ja foi?

Sempre que fui a Salamanca foi de passagem, mas adoro a cidade.
Acho uma cidade lindíssima.

Em Julho deve-se beber umas canecas valentes naquelas plazas.  :mrgreen:

Tenho Casa em Castelo branco, estava a pensar sair cedinho, estar em salamanca ate a hora de jantar e vir para baixo.

Achas 1 dia curto?

Depende do que se queira fazer...mas não acho curto.
Depende sempre do ritmo a que vejas as coisas.