Vinhos preferidos

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Eu uso um programa mas é em francês, chama-se A vos Vins ( http://www.avosvins.ca ), que permite ter sempre estatísticas, indicações sobre todos os vinhos, etc.

Em português não sei se isto existe, acho que deve haver alguns.

Encontrei agora esta página : http://foruns.terravista.pt/SForums/$M=readmessage$TH=2824447$F=45118$ME=7771764
Para uso corrente: Adega de Pegões

Para ocasiões especiais: Quinta de Cabriz (Reserva)

Para quando o Sporting for campeão europeu: Baron de B.
Citação de: "Ao Leo"
Para quando o Sporting for campeão europeu: Baron de B.
Qto a mim, já tá previsto : tenho uma garrafa de Sauternes - Château des Grandes Vignes - 2001, que é para abrir entre 2013 e 2016. O Sporting será campeão europeu por essa altura.  :)
Douro - Cabeça de Burro

Dão - Casa de Santar

Oeste - Quinta de Pancas

Alentejo -
Herdade Esporão - Alandra, Monte Velho, Vinha da Defesa e Esporão
Foral de Évora
Fundação Eugénio de Andrade (Cartuxa)
Cartuxa
Marquês de Borba (tenho 3 garrafitas de 1982 - mas têm de ser decantadas com umas 2/3 horas de antecedência)
Mouchão
Faz + ou menos 2 anos que me mudei da Encarnação (Lisboa) , para uma Serra que fica entre Arruda dos Vinhos e Alenquer. Desde então quase não compro tintol nos supermercados, vou directamente encher os garrafões aos produtores da região. (estilo lamp...com a mala do carro com 6 garrafões para atestar. lolol) É agora vivo no campo rodeado de vinhas e arvores de fruto por todos os lados  :D

À uns anos atrás o que comprava no super era:

Porca de Murça tinto

Romeira tinto

Alta Rio tinto  - vinho Espanhol da zona de La Rioja, muito bom

J.P. branco

Porta da Ravessa branco

e os classicos Gatão - verde e Mateus rosé
Tinto e muito!

Now playing: Adega Cooperativa do Cartaxo -  Coudel Mor Reserva e Bridão Reserva.

A.A.
Meus caros,

Estão convidados a vir fazer provas do maravilhoso nectar à Expovinis Portugal, de 1 a 4 de Junho de 2006, na Exponor (passando publicidade).

Ainda falta algum tempo mas, mais vale marcarem na agenda.

Oportunamente comunicarei painel de provas e vinhos em prova (que são muitos)

requisitos necessários para o convite:
- ser Sportinguista
- ser apreciador de vinho
Ola a todos os oenofilos,

Tenho me apaixonado pelo mundo do vinho e tenho agora a oportunidade de poder organizar em Paris uma prova de vinhos portugueses.

Disponibilizam-me um orçamento de 200/300 euros para escolher 7 vinhos.
Gostava de ter suggestoes quanto aos vinhos a escolher.
Pessoalmente gostava de seleccionar vinhos que caracterizam os principais "terroirs" portugueses, vinhos que sao constituidos por castas autoctonas e que refletem o que de melhor se faz em cada regiao.

Estou a pensar apresentar vinhos principalemente das regioes seguintes:
- Douro
- Alentejo
- Dao
- Bairrada
- Vinho verde

Ainda nao sei se so apresento vinho seco ou se tb vinho do Porto (tipo um vintage ou um colheita velho), Moscatel e da Madeira.

Relativamente as castas e vinhos ja tenho algumas ideias, apesar de nao ter provado a maioria deles.
Vou tentar aproveitar o orçamento para provar vinhos que dificilmente poderia provar noutras circunstancias:
- No Douro: um Pintas, um Quinta de Vale Meao, um Poeira ou um vinhas velhas da Qta do Crasto...
- No Dao: um Qta da Pellada Touriga Nacional e talvez um Qta dos Roques Encruzado para mostrar que tb se fazem bons brancos em Portugal
- No Alentejo: talvez um Alicante Bouschet do Paulo Laureano ou um vinho do Luis Duarte
- Na Bairrada: gostava de provar um vinhas velhas de Baga do Luis Pato
- Na regiao dos vinhos verdes: um alavarinho Dorado ou Soalheiro

Se ja tiverem provado um destes vinhos ou se tiver suggestoes de vinhos de qualidade caracteristicos de cada regiao agradeço o seu contributo.
Socio do SCP desde 1993!
Não sendo também entendido em vinhos, aconselho o tinto Marquês de Borba.

O verde, Muralhas em dias de festa, ou Quinta da Aveleda para saborear melhor...

Quanto a branco, bebo pouco, mas João Pires parece-me bem.

Não há melhor que o João Pires. Então com marisco.... :drool: Para mim é o melhor vinho que já bebi ate agora

Outros bons são o Muralhas e o Alvarinho.
Save your breath. You'll need it to blow up your date.
Não sou de discriminar, vinho tinto bebe-se de tudo  :beer:
Para as refeições não há melhor que o tinto (salvo para marisco onde o verde/branco fresquinho cai melhor). Quanto a marcas não faço a minima ideia mas prefiro os Alentejanos.
SPORTING SEMPRE
Ola a todos os oenofilos,

Tenho me apaixonado pelo mundo do vinho e tenho agora a oportunidade de poder organizar em Paris uma prova de vinhos portugueses.

Disponibilizam-me um orçamento de 200/300 euros para escolher 7 vinhos.
Gostava de ter suggestoes quanto aos vinhos a escolher.
Pessoalmente gostava de seleccionar vinhos que caracterizam os principais "terroirs" portugueses, vinhos que sao constituidos por castas autoctonas e que refletem o que de melhor se faz em cada regiao.

Estou a pensar apresentar vinhos principalemente das regioes seguintes:
- Douro
- Alentejo
- Dao
- Bairrada
- Vinho verde

Ainda nao sei se so apresento vinho seco ou se tb vinho do Porto (tipo um vintage ou um colheita velho), Moscatel e da Madeira.

Relativamente as castas e vinhos ja tenho algumas ideias, apesar de nao ter provado a maioria deles.
Vou tentar aproveitar o orçamento para provar vinhos que dificilmente poderia provar noutras circunstancias:
- No Douro: um Pintas, um Quinta de Vale Meao, um Poeira ou um vinhas velhas da Qta do Crasto...
- No Dao: um Qta da Pellada Touriga Nacional e talvez um Qta dos Roques Encruzado para mostrar que tb se fazem bons brancos em Portugal
- No Alentejo: talvez um Alicante Bouschet do Paulo Laureano ou um vinho do Luis Duarte
- Na Bairrada: gostava de provar um vinhas velhas de Baga do Luis Pato
- Na regiao dos vinhos verdes: um alavarinho Dorado ou Soalheiro

Se ja tiverem provado um destes vinhos ou se tiver suggestoes de vinhos de qualidade caracteristicos de cada regiao agradeço o seu contributo.

Onde eu antigamente trabalhava (Cork Supply Portugal), esses eram nossos clientes.
Normalmente, Esteva ou Conventual, tintos, ao jantar. Às vezes, vinho branco, Vila dos Gamas.

Não dispenso vinho do Porto, geralmente Dona Antónia, e moscatel de Setúbal, Alambre ou (sobretudo) Trilogia. Também tenho quase sempre vinho de Carcavelos (uma delícia).

No verão, encanta-me uma tarde com sol e vinho verde (Muralhas de Monção; algum verde tinto, também, quando calha).

Não colecciono nem leio sobre vinhos. Sou absolutamente leigo. E incomoda-me como tique novo da classe média. Um tipo se janta com cinco pessoas, é certo que três serão escanções ad hoc.
« Última modificação: Abril 03, 2008, 06:59 am por Stromp1906 »
Vinho branco, Quinta de Camarate no topo da lista...

Tinto, gosto de vários, o problema é sempre lembrar-me dos nomes... ^-^
Dos últimos que bebi, gostei muito do Adega de Pegões Reserva 2003 e do Dona Ermelinda, tanto o 'normal' como a Reserva de 2004.

Também aprecio verde tinto fresquinho, especialmente no Verão com leitão... nada de marcas, desde que venha da zona de Ponte de Lima está bom.  :)
The future is now... and now... and now... and now... and now... and now... and now...
Só tinto. Branco é abichanado. :twisted:

Cá por casa, sujeito-mo ao despotismo do meu pai que é normalmente quem escolhe e compra os vinhos. Entre os vinhos mais consumidos cá por casa: Anta da Serra, Monzaraz, Alandra, Monte Velho e Conventual. Todos alentejanos, acessíveis, e com boa relação qualidade/preço.

Para ocasiões especiais vinhos mais caros, normalmente reservas, sendo que não há nenhum fixo, vai-se experimentando sempre um novo. Sendo que de vez em quando, opta-se ainda pela mais luxuosa das opções: adega particular do meu avô, onde existem umas garrafas (nenhuma de vinho com menos de 20 anos) de vinhos que o meu avô fez em produção própria e caseira. Todos os vinhos eram altamente seleccionados, pelo que as garrafas que ele guardou eram o top dos tops das vinhas dele. A velhice ajudou a apurar as melhores partículas daqueles vinhos. Apesar desta zona não ser boa (em qualidade) para vinho, a qualidade daquelas garrafas é absolutamente extraordinária. Por ser de produção caseira e familiar, o seu valor torna-se inestimável para mim. Podem-me deserdar do resto, mas aquela colecção...


Para quem é apreciador do mundo dos vinhos aconselho vivamente a ver o documentário fabuloso chamado "Mondovino" (nomeado para a Palma de Ouro em Cannes) realizado por um belga, Jonathan Nossiter, que além de realizador é um "sommelier", e também já editou um livro sobre vinhos.
Moscatel de Setúbal sempre!! (mas eu sou parcial :twisted:)
A minha preferência vai para os tintos alentejanos e por questões de saudosismo, o Curral Atlantis e o Basalto.
Só tinto. Branco é abichanado. :twisted:

Abichanado!? grrrr

Ainda me lembro de quase só se beber branco no Alentejo (onde tenho as minhas raízes, ainda por cima na região de Vidigueira). Os consumos mudaram radicalmente nos últimos anos. Se quiseres, pode até dizer-se que se "descaracterizaram". A própria vinha mudou, há menos quem queira produzir branco, mesmo em regiões onde tradicionalmente predominava. Mas ainda se vêem homens, em tascas, a petiscar o produto da caça com vinho branco.

Pelo menos, quando se bebe branco não se está a pensar na saúde, em anti-oxidantes e essas tretas. É de homem, afrontar a morte!  ;D
« Última modificação: Abril 03, 2008, 10:03 am por Stromp1906 »
Só tinto. Branco é abichanado. :twisted:

Abichanado!? grrrr

Ainda me lembro de quase só se beber branco no Alentejo (onde tenho as minhas raízes, ainda por cima na região de Vidigueira). Os consumos mudaram radicalmente nos últimos anos. Se quiseres, pode até dizer-se que se "descaracterizaram". A própria vinha mudou, há menos quem queira produzir branco, de gosto menos globalizado. Mas ainda se vêem homens, em tascas, a petiscar com vinho branco.

Pelo menos, quando se bebe branco não se está a pensar na saúde, em anti-oxidantes e essas tretas. É de homem, afrontar a morte!  ;D

Sabe sempre bem uma provocaçãozinha. :twisted:

Eu só disse isso porque é um gosto pessoal. Não gosto de vinho branco de uma maneira geral. Quanto ao "abichanado", disse isso porque as mulheres normalmente gostam mais de vinho branco do que tinto. Mas eu até nem tenho nada contra as mulheres. :twisted: :twisted: :twisted: Ok, já chega de provocações. Mas muitos especialistas dos vinhos quando instados a escolher os melhores dos melhores, normalmente até escolhem mais brancos do que tintos.

Quanto ao Alentejo, para mim é de longe a melhor região de vinhos em Portugal. Tanto em quantidade como em qualidade. Em parte, o problema dos vinhos alentejanos foi ter havido a reforma agrária e a praga das Adegas Cooperativas, que estragaram muitos vinhos. Mas a pouco e pouco com a falência de algumas e a privatização (ou semi) de outras cooperativas, as coisas estão a melhorar nesse sentido, começando a acabar um pouco o vinho de garrafão e de pacote, o que é inteiramente justo para o Alentejo.

O Douro também é muito bom, mas há que descontar que a maior parte do que é produzido lá é para vinho do Porto, que é um vinho fortificado com aguardente e como tal é um licoroso, não é um vinho de mesa.
Só tinto. Branco é abichanado. :twisted:

Abichanado!? grrrr

Ainda me lembro de quase só se beber branco no Alentejo (onde tenho as minhas raízes, ainda por cima na região de Vidigueira). Os consumos mudaram radicalmente nos últimos anos. Se quiseres, pode até dizer-se que se "descaracterizaram". A própria vinha mudou, há menos quem queira produzir branco, de gosto menos globalizado. Mas ainda se vêem homens, em tascas, a petiscar com vinho branco.

Pelo menos, quando se bebe branco não se está a pensar na saúde, em anti-oxidantes e essas tretas. É de homem, afrontar a morte!  ;D

Sabe sempre bem uma provocaçãozinha. :twisted:

Eu só disse isso porque é um gosto pessoal. Não gosto de vinho branco de uma maneira geral. Quanto ao "abichanado", disse isso porque as mulheres normalmente gostam mais de vinho branco do que tinto. Mas eu até nem tenho nada contra as mulheres. :twisted: :twisted: :twisted: Ok, já chega de provocações. Mas muitos especialistas dos vinhos quando instados a escolher os melhores dos melhores, normalmente até escolhem mais brancos do que tintos.

Quanto ao Alentejo, para mim é de longe a melhor região de vinhos em Portugal. Tanto em quantidade como em qualidade. Em parte, o problema dos vinhos alentejanos foi ter havido a reforma agrária e a praga das Adegas Cooperativas, que estragaram muitos vinhos. Mas a pouco e pouco com a falência de algumas e a privatização (ou semi) de outras cooperativas, as coisas estão a melhorar nesse sentido, começando a acabar um pouco o vinho de garrafão e de pacote, o que é inteiramente justo para o Alentejo.

O Douro também é muito bom, mas há que descontar que a maior parte do que é produzido lá é para vinho do Porto, que é um vinho fortificado com aguardente e como tal é um licoroso, não é um vinho de mesa.

Isso de acabar o vinho de garrafão e de pacote não é bem assim. Sou de Estremoz e acompanho de perto algumas adegas, pois tenho amigos que trabalham lá, e o que vai acontecer cada vez mais, é desaparecer o vinho ruim de garrafão e pacote, e aparecerem vinhos correntes, mas de boa qualidade a serem comercializados dessa forma, tal como por exemplo já faz a Quinta da Esperança, com as Encosta de Estremoz (penso que é assim o nome), que é comercializado em pacotes de 3 litros.

Já agora deixo aqui alguns dos meus gostos pessoais. Abomino o Alandra de que falas.. Fraquissimo, só te dá é secura. Os meus preferidos serão talvez o MarquÊs de Borba e Quinta do Carmo em tintos, sendo que tinto, apesar de gostar de provar outras zonas, a minha preferência vai toda para o Alentejo, e em branco, aconselho talvez Ervideira.
Ah, Tapada de Chaves tinto tb!  :great: Muito bom!