Duque candidato à presidência

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Citar
O ex-presidente da SAD há muito que acompanha - como observador, e com desagrado - as directrizes que o clube segue, nomeadamente na gestão do futebol, estando nesta altura a ultimar a sua candidatura para suceder a Dias da Cunha
Luís Duque, ex-presidente da SAD leonina, vai apresentar nos próximos dias a sua candidatura à presidência do Sporting, para suceder a Dias da Cunha, cujo mandato termina no próximo ano. O notável sportinguista exerce actualmente funções na Câmara Municipal de Sintra, mas encontra-se a ultimar pormenores da sua campanha... às eleições do Sporting.

Refira-se que já manifestaram intenção de se candidatar Dias Ferreira e Guilherme de Sousa Lemos, e aguarda-se a candidatura de, em princípio, Ernesto Ferreira da Silva (presidente do Conselho Fiscal) como aposta de Dias da Cunha na continuidade.

« Última modificação: Novembro 07, 2007, 08:54 am por Paracelsus »
Citar
Luís Duque tem acompanhado de perto as estratégias seguidas pelo clube, com especial incidência na área do futebol, e já demonstrou, há pouco tempo, o seu desagrado com a actual estrutura da SAD, que acusou de "incompetência e falta de liderança".

Duque foi, por quase dois anos, dirigente em Alvalade (de 29 de Novembro de 1999 a 8 de Fevereiro de 2001), sendo um dos principais responsáveis pelo fim do jejum de 18 anos sem um título de campeão nacional, feito obtido em 1999/2000.

A sua entrada no clube teve o cunho de José Roquette, mantendo-se posteriormente em funções na liderança da SAD, já com Dias da Cunha como presidente do clube. A sua passagem, no entanto, não foi pacífica - foi até bastante atribulada. Desentendimentos com os dois presidente leoninos citados, com o presidente do Benfica (na altura, Manuel Vilarinho), o despedimento de Augusto Inácio e a tentativa frustrada de colocar José Mourinho no banco dos leões - todos estes foram episódios marcantes na sua passagem por Alvalade.

Citar
O ex-gestor do futebol leonino saiu ao quarto pedido de demissão, invocando razões pessoais e após uma reunião de quatro horas com Dias da Cunha. Duque entendia que o trabalho estava a ser minado de fora para dentro, por notáveis e analistas, e foi substituído no cargo por Miguel Ribeiro Telles - que, entretanto também já deixou o clube, tal como Carlos Freitas, que chegara pela mão do ex-presidente da AF Lisboa.


P.S.: tambem eu sou daqueles que nao consegue fazer posts grandes !

Abraços
Depois de tantos anos sem opções para escolher o líder, nestas eleições teremos o oposto, demasiados candidatos.
Citação de: "alemid"
Depois de tantos anos sem opções para escolher o líder, nestas eleições teremos o oposto, demasiados candidatos.

Depende... do que cada um defender. Eu gosto, quer dizer que quem se candidata tem de marcar muito bem a sua posição, tornando tudo mto mais claro.
Duque teve participação directa na quebra do jejum e disso não me esqueço. Só que também a teve na planificação da época 2000/01, com as contratações disparatadas que se fizeram na altura. Além disso, tem outro problema. Fala demais.

Não o quero como presidente do SCP.

PS - Para cúmulo, trouxe o Carlos Freitas para o SCP. Não, obrigado.
Vítor Damas (1947-2003)

2 Campeonatos Nacionais (69/70 e 73/74)
3 Taças de Portugal (70/71, 72/73 e 73/74)
A meu ver, Duque a par do Carlos Freitas era um comissionista. Enquanto não derrubou o verdadeiro obreiro do título, não descansou. E esse obreriro chama-se José Roquette.
Em relação a Duque, basta atentar que a sua ultima acção no Sporting foi a compra do Tello.
Sporting Sempre!
Deixem-me só avançar um pequeno comentário.

Para mim nenhum candidato parte á frente, nem o que estiver de caras contra os actuais dirigentes. Todos eles vão ter que dar muito ao chinelo para clarificarem as suas posições.

No entanto, a confirmar-se esta candidatura, prevejo uma resposta da parte dos actuais dirigentes, tentando MRT para avançar na candidatura, acabando a escolha por ser LD - MRT, cada um deles "polindo" uma posição mais radical, seja de corte com a actualidade (LD) seja de continuidade com a actualidade (MRT).

Vai ser curioso e sai o Sporting a ganhar se for assim.

PS. Continuo a defender a antecipação das eleições, para não por em causa o planeamento da próxima época.
Rui, noutro post também já coloquei essa situação. E penso que será uma vantagem dos "continuadores" as eleições serem em Setembro. Neste momento, o meu voto estará mais inclinado para o Dias Ferreira. Mas até lá muita coisa vai mudar. E dependerá, essencialmente, da estratégia que cada um apresentar.
Obviamente que não quero utopias, nem "dream team", nem coisas parecidas. Apenas e só, politicas realistas tendo em conta a actual situação do Sporting.
Sporting Sempre!
Citação de: "alemid"
Depois de tantos anos sem opções para escolher o líder, nestas eleições teremos o oposto, demasiados candidatos.

Para mim nunca há candidatos a mais, prefiro ter uma escolha alargada do que escolher entre um e o voto em branco! :roll:
Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
Concordo com o Sampas. Além disso, quanto mais candidatos existirem mais terão eles que se esforçar em clarificar junto dos sócios o que pretendem para o clube.
Vítor Damas (1947-2003)

2 Campeonatos Nacionais (69/70 e 73/74)
3 Taças de Portugal (70/71, 72/73 e 73/74)
É uma candidatura benvinda, mas que está longe de ser a minha preferida.
Mais importante que clarificarem o que querem pro clube- suponho que querem o que nós queremos, o que em grandes linhas é ganhar titulos, ter as finanças controladas- quero que clarifiquem COMO o vâo fazer.
Not everything that can be counted counts, and not everything that counts can be counted.
Albert Einstein (1879-1955)

Confront your enemies, avoid them if you can
A gentlemen will walk but never run. Sting(1951- )
O Duque não me cheira muito.........Sou mais a favor do MRT.
Mas se o Duque garantir o Scolari para treinador tem logo a minha poia :)
Acho muito bem que apareçam várias candidaturas. Assim poderemos escolher a que acharmos melhor. Apesar de achar que só chegarão a eleições apenas 2 ou 3 candidatos.

Será a 1ª vez( que eu me lembre ) que enquanto existe Forum que iremos ter eleições com vários candidatos. Vai ser engraçado :mrgreen:
Concordo com o Rui, tambem defendo a antecipação das eleições, de preferencia para o fim da temporada. Eleições em Setembro, podem prejudicar o inicio da temporada do clube.

O Luis Duque há que anda em campanha, e tem o importante apoio da Juve Leo, por isso não me surpreende.

Dias Ferreira poderá desistir em favor de MRT se este avançar. Sem querer fazer futurologia, poderemos ter 4 candidatos a ir a votos :

Duque, MRT, Ernesto Silva Ferreira ( Representando a continuidade ), e talvez alguem do eterno contra ( Subtil de Sousa ou Aguiar de Matos ).
Citação de: "Nuno Lapa"
Concordo com o Rui, tambem defendo a antecipação das eleições, de preferencia para o fim da temporada. Eleições em Setembro, podem prejudicar o inicio da temporada do clube.

O Luis Duque há que anda em campanha, e tem o importante apoio da Juve Leo, por isso não me surpreende.

Dias Ferreira poderá desistir em favor de MRT se este avançar. Sem querer fazer futurologia, poderemos ter 4 candidatos a ir a votos :

Duque, MRT, Ernesto Silva Ferreira ( Representando a continuidade ), e talvez alguem do eterno contra ( Subtil de Sousa ou Aguiar de Matos ).

Apesar de tudo não creio que MRT se candidate contra a actual direcção... ou que estes se candidatem contra MRT.

Da mesma forma que tenho sérias duvidas que LD se candidate contra DF e vice versa.
Finalmente os "tenebrosos" sócios vão ter uma palavra a dizer (cuidado com essa malandragem :D ).


Será que é o fim da Monarquia???  :twisted:

Espero que todas as sensibilidades Sportinguistas fiquem representadas na corrida eleitoral, sem dúvida que ganhe quem ganhar, será sempre o Sporting o grande vencedor.

Saudações Leoninas
Saudações Leoninas
Haverá que aguardar pelos programas de cada candidato, mas à partida o Duque é o que prefiro.

Entre ele, Dias Ferreira e Ribeiro Telles a escolha é deveras complicada. Todos à sua maneira têm qualidades de que o Clube precisa, mas nenhum as reúne todas. Isto já para não falar na apreciação dos defeitos de cada um, que vão desde o que é público ao que circula pelos bas fonds.

Gostaria de ver o Duque na SAD exclusivamente dedicado ao futebol, tendo como contraponto um presidente de Clube mais institucional, o que não quer dizer "banana". Neste sentido, a minha dupla ideal seria Duque na SAD e Ribeiro Telles no Clube. Suponho tratar-se de uma solução impossível. Não sei em que pé estão as relações entre os dois (não houve nenhum episódio público que as degradasse), mas presumo que LD não quereria tornar-se subalterno de alguém que já foi seu vice-presidente.

Não sendo possível esta solução, e como entendo que aquilo que faz mais falta ao Sporting é competência, bom senso e ambição na área do futebol, prefiro o Duque.

Conheço todo o rol das suas "misérias" no Sporting: a entrada do Mãos de Gelatina, a campanha de aquisições de 2000, o ter "provocado" a saída de Roquette. São situações cuja leitura não comporta verdades absolutas. Já foram discutidas no fórum e não vou repetir o que penso sobre elas.

Já quanto aos méritos do Duque à frente de um projecto de futebol, penso que são em grande número e ultrapassam os deméritos. Foi ele o responsável principal pelo título de 2000. O estilo de liderança que impôs, o discurso que adoptou, o apoio que deu ao treinador, o fecho do balneário, os reforços que escolheu, foram estes os factores decisivos. Sinceramente não consigo perceber qual a responsabilidade directa de Roquette, para além do ter provocado eleições em Setembro de 99, chamando Duque e correndo com Paulo Abreu, Carlos Janela e... Dias Ferreira. :)

Pôs em sentido todo o tipo de Pintos da Costa, Vale e Azevedos e Vilarinhos, às vezes com declarações roçando o insulto mas que eram as necessárias à defesa do Sporting. E terminou queimando o seu último cartucho no Sporting, ao tentar contratar o actual melhor treinador do mundo.

Não é um homem que use punhos de renda. Anda no futebol há muitos anos, presidiu à AFL e conhece os meandros mais sujos do meio. Tenho a certeza que com ele (com qualquer dos outros também, justiça seja feita) não haveria manifestos nem outras manobras em que o Sporting faz figura de "idiota útil".

Citação de: "zeze"
Acho muito bem que apareçam várias candidaturas. Assim poderemos escolher a que acharmos melhor. Apesar de achar que só chegarão a eleições apenas 2 ou 3 candidatos.
Eu também acho bem que "apareçam", de modo a reflectirem várias sensibilidades e a tomarem o pulso ao universo de eleitores. O que desejo é que, tal como referes, não cheguem às urnas mais do que 2 ou 3, para não criar divisionismo excessivo e não ferir a legitimidade de quem vier a ser eleito.

Seria muito mau que o futuro presidente do Sporting alcançasse esse lugar escudado numa maioria relativa de 20 e tal por cento dos votos. Haveria défice de representação e a esmagadora maioria dos sócios sentir-se-ia na oposição.

Não é por acaso que as eleições presidenciais da República se disputam a duas voltas, se necessário, e até gostaria que o Sporting enveredasse por uma solução deste tipo.

Citação de: "zeze"
Será a 1ª vez( que eu me lembre ) que enquanto existe Forum que iremos ter eleições com vários candidatos. Vai ser engraçado :mrgreen:
Mais do que isso, será a primeira vez que teremos eleições com vários candidatos desde a massificação dos computadores pessoais. As últimas aconteceram na primeira eleição do Cintra... :?
Citação de: "FLL"
Conheço todo o rol das suas "misérias" no Sporting: a entrada do Mãos de Gelatina, a campanha de aquisições de 2000, o ter "provocado" a saída de Roquette. São situações cuja leitura não comporta verdades absolutas. Já foram discutidas no fórum e não vou repetir o que penso sobre elas.


A meu ver, são "misérias" que ainda hoje se reflectem no Sporting.
Sporting Sempre!