Votação

Como avalia a prestação da Selecção Nacional?

Muito boa
3 (1.6%)
Boa
2 (1%)
Razoável
56 (29.2%)
93 (48.4%)
Péssima
38 (19.8%)

Votos totais: 176

[Mundial 2010] A Selecção Nacional

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Nesta selecção o Ronaldo é um peixe fora de agua. Na Argentina, quando o Messi recebe a bola e acelera o resto da equipa acompanha-o, cria linhas de passe e confunde o adversário, no nosso caso, quando o Cristiano recebe a bola e acelera o resto da equipa fica parada e na espectativa de que ele contra o mundo tire um coelho da cartola. Assim fica difícil ... ::)
[/71%: VOCÊS SÃO PIORES QUE LAMPIÕESb]


Será que... :shifty:

Paulo Bento e 14º do Ranking...combina. :P
Ontem nem dei por estas declarações do Fei Ge:

Citar
«Como capitão, actuei umas vezes em benefício do grupo e em prejuízo do meu. O capitão deve defender o grupo, defender os companheiros», afirmou Figo, que já tinha abordado o assunto esta manhã: «Não me interessa o que o Cristiano Ronaldo faz, interessa-me sim a imagem da Selecção Nacional. Para mim, um capitão, independentemente do insucesso ou sucesso, deve sempre defender o grupo, independentemente de sair prejudicado em termos de imagem, e, acima de tudo, deve nos momentos difíceis dar a cara pelo grupo.»

Hoje, o Prata, e bem, recorda um dos momentos de ouro do Fei Ge

Citar
Figo falou esquecendo-se da forma como, no Euro 2004, fugiu da equipa de quem era um dos capitães quando Scolari o substituiu no jogo com Inglaterra. No final, Scolari veio dizer que ele descera o túnel porque queria ir rezar por Portugal no balneário. Mas toda a gente percebeu que se houve alguma coisa a funcionar como súplica divina foram as mãos sem luvas de Ricardo.

Como se costuma dizer: pela boca morre o... Fei Ge!


O Fei Ge até tem razão no que diz mas, como o Prata diz e bem, não tem moral nenhuma para falar. A diferença é que na altura a equipa teve a sorte de ganhar nos penaltis e como tal foi o jogador que teve de se vergar ao treinador para continuar com o seu estatuto e agora foi o contrário... Lembro-me bem que na altura o Figo fez exibições simplesmente miseráveis e a mim o que me fazia mesmo confusão era como o tipo nunca era substituído. Depois deu-se esse episódio da Inglaterra e como ganhámos...tudo mudou. Até a sua exibição contra a Holanda foi outra.

Quanto ao Ronaldo é a tal história: por um lado é criticado de uma forma parva e sem justificação em coisas em que ele não merece, exigindo-se a ele o possível e o impossível. Mas por outro, ele com o estatuto que tem de se aguentar à bronca e saber responder às críticas como se elas não existissem e o que se constata deste mundial é que ele ligou demasiado a elas. Só lhe faltou querer marcar pontapés de baliza para dar nas vistas...
Quando se compara o curriculo de um com o do outro, sim a culpa é do Queiróz.

O "eterno adjunto" como treinador principal de uma equipa sénior soma insucessos e tem uma mentalidade pequenina e de derrotado, já o Ronaldo como jogador de futebol colecciona vitórias, premios, títulos individuais e colectivos e quer sempre mais, quer ganhar, quer ganhar tudo e quando não ganha fica lixado. É que ao contrário de outros, ele nasceu para ganhar.

Nos clubes ele joga bem e é a estrela maior das equipas por onde passa ("só" Manchester United e Real Madrid...), se na selecção o rendimento é inferior de certeza que a culpa não é exclusivamente dele.

Na época passada bem que muita gente torcia e rezava para que o tão esperado falhanço "Real" se consumasse, mas infelizmente para toda essa gente, o gajo deu uma resposta cabal das suas capacidades e do seu nível como futebolista. O Real pode não ter ganho nada mas o Ronaldo fez uma época fabulosa e muita gente teve que meter a viola no saco, por isso agora resta continuar a atacá-lo pelo que faz na selecção. Num clube conhecido por enterrar vários craques, o Ronaldo no seu primeiro ano por lá, tornou-se a figura maior da equipa, por muito que custe admitir.

Até o afastamento dele da selecção já se pediu, só mesmo em Portugal é que se podia ver uma coisa destas. Mandem-no para qualquer outro país, de certeza que não há um único que o recuse. Talvez alguns alguns mereçam isso, merecem vocês, mas não mereço eu, por isso que fique lá por muitos e bons anos, e já agora que haja alguém quer dentro do campo quer fora dele que consiga estar ao nível das capacidades dele, talvez assim possamos passar a ver o Ronaldo dos clubes.

Força Portugal !! Força Ronaldo !!
 :arrow: Completamente de acordo!!!
Em relação à parte de sublinhei, devo acrescentar que ele não tem resultado na selecção de Queiróz. Na selecção de Scolari, apesar de ainda estar na altura em crescimento e não ser o jogador que é hoje, já o sargentão tirava grande partido do CR. A diferença de golos marcados nos 2 consulados é gritante: 18 (Scolari), 2 (Prof. Pardal)

Força Ronaldo!!!! Estaremos sempre contigo... :clap: :clap:
O Fei Ge até tem razão no que diz mas, como o Prata diz e bem, não tem moral nenhuma para falar. A diferença é que na altura a equipa teve a sorte de ganhar nos penaltis e como tal foi o jogador que teve de se vergar ao treinador para continuar com o seu estatuto e agora foi o contrário... Lembro-me bem que na altura o Figo fez exibições simplesmente miseráveis e a mim o que me fazia mesmo confusão era como o tipo nunca era substituído. Depois deu-se esse episódio da Inglaterra e como ganhámos...tudo mudou. Até a sua exibição contra a Holanda foi outra.

Quanto ao Ronaldo é a tal história: por um lado é criticado de uma forma parva e sem justificação em coisas em que ele não merece, exigindo-se a ele o possível e o impossível. Mas por outro, ele com o estatuto que tem de se aguentar à bronca e saber responder às críticas como se elas não existissem e o que se constata deste mundial é que ele ligou demasiado a elas. Só lhe faltou querer marcar pontapés de baliza para dar nas vistas...

Se não estou em erro, o Fei Ge foi, nesse jogo, substituído pelo... Postiga, que, ainda mais estranho, marcou o golo do empate  :lol:

Quanto ao CR, não estou de acordo com o bold.
Neste jogo, ele não reagiu mal. Ele não estudou nos melhores colégios suíços e, como estava com uma enorme cabeça, saíram coisas, que nem foram tão graves quanto isso.

Eu não tenho o estatuto dele, nem, como é óbvio, falhei em nada nesse jogo.
Mas eu disse coisas bem piores que ele na direcção da tv no final do jogo. Não tinha era câmaras por perto.
Por isso não o critico.

E o que ele disse aos jornalistas (falem com o CQ) foi perfeitamente natural, para um gajo pouco polido.
Reacção epidérmica de quem tinha perdido.
Estava lixado, porque o resultado foi mau, porque o mundial acabara, porque terá achado que o CQ mexeu mal, porque os lances lhe correram todos mal.
Qual é o problema?
A alternativa é o tradicional levantar a cabeça ou outras afirmações redondas e para encher chouriços.
Ele não as sabe dar e eu não o critico por isso.

Quanto ao dar nas vistas, acho que é muito mais o que disse o Chico_SCP: ele é um autêntico peixe fora de água na selecção, ainda para mais com aquele tipo de jogo, com 10 a defender e ele na frente.
A minha mulher, que não gosta de futebol, nem conhece os jogadores, só suportou uns minutitos do jogo e disse-me: o Ronaldo corre mais que todos os outros portugueses, mas só tanto como os espanhóis.
« Última modificação: Julho 01, 2010, 15:50 pm por farinha amparo »
O Fei Ge até tem razão no que diz mas, como o Prata diz e bem, não tem moral nenhuma para falar. A diferença é que na altura a equipa teve a sorte de ganhar nos penaltis e como tal foi o jogador que teve de se vergar ao treinador para continuar com o seu estatuto e agora foi o contrário... Lembro-me bem que na altura o Figo fez exibições simplesmente miseráveis e a mim o que me fazia mesmo confusão era como o tipo nunca era substituído. Depois deu-se esse episódio da Inglaterra e como ganhámos...tudo mudou. Até a sua exibição contra a Holanda foi outra.

Quanto ao Ronaldo é a tal história: por um lado é criticado de uma forma parva e sem justificação em coisas em que ele não merece, exigindo-se a ele o possível e o impossível. Mas por outro, ele com o estatuto que tem de se aguentar à bronca e saber responder às críticas como se elas não existissem e o que se constata deste mundial é que ele ligou demasiado a elas. Só lhe faltou querer marcar pontapés de baliza para dar nas vistas...

Se não estou em erro, o Fei Ge foi, nesse jogo, substituído pelo... Postiga, que, ainda mais estranho, marcou o golo do empate  :lol:

Quanto ao CR, não estou de acordo com o bold.
Neste jogo, ele não reagiu mal. Ele não estudou nos melhores colégios suíços e, como estava com uma enorme cabeça, saíram coisas, que nem foram tão graves quanto isso.

Eu não tenho o estatuto dele, nem, como é óbvio, falhei em nada nesse jogo.
Mas eu disse coisas bem piores que ele na direcção da tv no final do jogo. Não tinha era câmaras por perto.
Por isso não o critico.

E o que ele disse aos jornalistas (falem com o CQ) foi perfeitamente natural, para um gajo pouco polido.
Reacção epidérmica de quem tinha perdido.
Estava lixado, porque o resultado foi mau, porque o mundial acabara, porque terá achado que o CQ mexeu mal, porque os lances lhe correram todos mal.
Qual é o problema?
A alternativa é o tradicional levantar a cabeça ou outras afirmações redondas e para encher chouriços.
Ele não as sabe dar e eu não o critico por isso.

Quanto ao dar nas vistas, acho que é muito mais o que disse o Chico_SCP: ele é um autêntico peixe fora de água na selecção, ainda para mais com aquele tipo de jogo, com 10 a defender e ele na frente.
A minha mulher, que não gosta de futebol, nem conhece os jogadores, só suportou uns minutitos do jogo e disse-me: o Ronaldo corre mais que todos os outros portugueses, mas só tanto como os espanhóis.

Bom, se a reacção dele é normal então que largue de uma vez por toda a braçadeira porque para capitão ele definitivamente não serve. É normal que ele estivesse triste, é normal que estivesse f*dido mas ele tem de ter arcaboiço para aguentar com estas situações. Isto de ter grandes responsabilidades traz grandes vantagens mas também acarreta grandes desvantagens... Se não queria falar à comunicação social, simplesmente não falava. Ou se queria falar e levantar estrilho, então que o fizesse mas depois que o assumisse. Primeiro foi o Nani, agora foi ele... A Gestifute pelos vistos já deve ter um encarregado qualquer sempre à espreita com uma pá e uma vassoura para limpar a m*rda que estes meninos possam fazer...

Quanto à táctica sempre defendi o 4-4-2 losango com ele e o Liedson na frente. Mas devo admitir que para mim o problema nem foi propriamente o posicionamento defensivo da equipa. O erro foi a inclusão do tipo que teve uma estatística de desarmes impressionante. A Espanha controlou a posse de bola mas fê-lo sempre sem qualquer perigo, excepto quando a bola ia parar àquele lado. Eu cheguei ao intervalo com a convicção que o jogo estava controlado, que era só tirar aquele manco para meter lá o Miguel e que Portugal mais tarde ou mais cedo iria acabar por ganhar o jogo. Para mim, um Miguel texugo defenderia melhor o Villa e provavelmente iria causar calafrios ofensivos aos espanhóis que em termos de laterais é muito permeável.
Acho graça aqueles que dizem que se ataca Ronaldo por tudo e por nada e porque se acha que ele devia carregar a equipa às costas e depois defendem tudo e mais alguma coisa ao menino. Reacção normal para um capitão? Porra, qualquer dia o Ronaldo peida-se numa entrevista e dizem que fez bem porque não se deve conter os gases.
Citação de: Leão de Ouro em Julho 01, 2010, 16:12 pm
Acho graça aqueles que dizem que se ataca Ronaldo por tudo e por nada e porque se acha que ele devia carregar a equipa às costas e depois defendem tudo e mais alguma coisa ao menino. Reacção normal para um capitão? Porra, qualquer dia o Ronaldo peida-se numa entrevista e dizem que fez bem porque não se deve conter os gases.

Ele apenas exteriorizou aquilo que a grande maioria pensa. Talvez não seja a reacção ideal para um capitão, então tirem-lhe a braçadeira e deixem o homem reagir à vontade, aí talvez já possa dizer o que pensa. Ele só quer o melhor para a selecção e por isso pensa (ainda que não o diga) que o melhor para a selecção é ver-se livre do Carlos Queiróz. Eu também penso assim, outros pensarão como eu, porque enquanto ele lá estiver nunca iremos a lado nenhum, por isso não me peçam o politicamente correcto porque o homem vale zero como treinador principal.

Viste o video que aí puserem ? O Ronaldo dentro de campo na altura da substituição do Hugo Almeida a gritar para o Queiroz que assim não iamos ganhar (!!). Quase toda a gente viu que aquela substuíção era mal feita, eu vi, tu talvez também tenhas visto e muitos outros o viram (o Ronaldo também...).

O problema é que único que realmente interessava ter visto era o Adjunto, e esse não viu !! O Ronaldo queria ganhar, eu queria ganhar, já o Adjunto queria levar o jogo a penaltis, aliás ele falou nisso quando se falou no golo em fora de jogo da Espanha...

A questão é só esta: o Ronaldo queria ganhar. Por isso ficou lixado porque o palerma que estava no banco, com a sua mentalidade pequenina, achou que bastava ter aquilo empatado até final e depois a sorte que decidisse. Reacção incorrecta ou não, eu não me consigo revoltar com alguém que pensa assim, porque é precisamente com os que pensam como ele que nós podemos sonhar em chegar a algum lado... já com os "Queirozes" desta vida o destino é não passar disto...
« Última modificação: Julho 01, 2010, 16:35 pm por SCP Fan »
Bom, se a reacção dele é normal então que largue de uma vez por toda a braçadeira porque para capitão ele definitivamente não serve.

Por mim, na boa.
Quero lá saber se ele é o capitão ou se é outro qualquer.
Por mim, o capitão até pode estar no banco.
Achas que se o capitão fosse, por exemplo, o Ricardo Costa (que até deve ter sido capitão dele nos sub-21), tínhamos ganho o jogo? Ou se fosse o Simão, o Carvalho, o Amorim ou o Daniel Fernandes...
A braçadeira e o ataque ao CR é só uma cortina de fumo para o CQ sacudir a água do capote e ter um bode expiatório.

Se não queria falar à comunicação social, simplesmente não falava.

Foi o que ele fez.
Ele não falou.
Como não cresceu num berço de ouro, mandou as moscas rondar com o Carlos Queirós.
Se cuidasse da imagem como o Fei Ge, ninguém o tinha visto, como ninguém o viu no jogo com a Inglaterra em 2004.

Primeiro foi o Nani, agora foi ele... A Gestifute pelos vistos já deve ter um encarregado qualquer sempre à espreita com uma pá e uma vassoura para limpar a m*rda que estes meninos possam fazer...

Nisso tens razão.

Quanto à táctica sempre defendi o 4-4-2 losango com ele e o Liedson na frente. Mas devo admitir que para mim o problema nem foi propriamente o posicionamento defensivo da equipa. O erro foi a inclusão do tipo que teve uma estatística de desarmes impressionante. A Espanha controlou a posse de bola mas fê-lo sempre sem qualquer perigo, excepto quando a bola ia parar àquele lado. Eu cheguei ao intervalo com a convicção que o jogo estava controlado, que era só tirar aquele manco para meter lá o Miguel e que Portugal mais tarde ou mais cedo iria acabar por ganhar o jogo. Para mim, um Miguel texugo defenderia melhor o Villa e provavelmente iria causar calafrios ofensivos aos espanhóis que em termos de laterais é muito permeável.

Relativo.
Também me parecia preferível o 4-4-2, mas não achei nada mal a inclusão do HA. O Ricardo Costa foi só ridículo, porque é inofensivo.
O jogo mudou com a entrada com o Llorente e do inoperante Danny (juntando ao igualmente inoperante Simão, que ainda antes do intervalo não tinha tido pernas para o Casillas, para além dos gajos presos por arames como Meireles e Pepe) saindo o HA.
Pior, eles melhoraram com um gajo fixo.
Um minuto depois das substituições, há um cruzamento de Ramos na direita em que o homem cabeceia livre à figura de Eduardo.
Foi a melhor oportunidade.
No minuto seguinte foi o golo.
O jogo acabou.
Acho graça aqueles que dizem que se ataca Ronaldo por tudo e por nada e porque se acha que ele devia carregar a equipa às costas e depois defendem tudo e mais alguma coisa ao menino. Reacção normal para um capitão? Porra, qualquer dia o Ronaldo peida-se numa entrevista e dizem que fez bem porque não se deve conter os gases.

Primeiro
Não sei quem é que diz que ele deve carregar a equipa às costas.
Ou melhor: tirando o Hugo Almeida, mantendo o simulão, que só por acaso fez merd* no lance do golo, quem diz que ele deve carregar a equipa é... o CQ (suponho que esse não ande por aqui).

Depois.
Um capitão não pode dizer "f***-**, caral*o"?
Só pode dizer: "chiça, penico!" ou "gaita, que grande contratempo!"

E ainda.
Um capitão não pode dizer para irem sarnar o treinador, porque não está com pachorra para aturar abutres?
Eu sei que, quem se mete com os jornaleiros, leva, mas "chiça, penico!", remeter para o treinador ainda não é crime, penso eu de que..
« Última modificação: Julho 01, 2010, 16:53 pm por farinha amparo »
Acho graça aqueles que dizem que se ataca Ronaldo por tudo e por nada e porque se acha que ele devia carregar a equipa às costas e depois defendem tudo e mais alguma coisa ao menino. Reacção normal para um capitão? Porra, qualquer dia o Ronaldo peida-se numa entrevista e dizem que fez bem porque não se deve conter os gases.

Primeiro
Não sei quem é que diz que ele deve carregar a equipa às costas.
Ou melhor: tirando o Hugo Almeida, mantendo o simulão, que só por acaso fez merd* no lance do golo, quem diz que ele deve carregar a equipa é... o CQ (suponho que esse não ande por aqui).

Depois.
Um capitão não pode dizer "f***-**, caral*o"?
Só pode dizer: "chiça, penico!" ou "gaita, que grande contratempo!"

E ainda.
Um capitão não pode dizer para irem sarnar o treinador, porque não está com pachorra para aturar abutres?
Eu sei que, quem se mete com os jornaleiros, leva, mas "chiça, penico!", remeter para o treinador ainda não é crime, penso eu de que..

Achas que eu me importo que ele diga c****** ou o que lhe apetecer no terreno? Agora não pode evitar dar justificações quando ele é o representante máximo da equipa em cmapo.
Acho graça aqueles que dizem que se ataca Ronaldo por tudo e por nada e porque se acha que ele devia carregar a equipa às costas e depois defendem tudo e mais alguma coisa ao menino. Reacção normal para um capitão? Porra, qualquer dia o Ronaldo peida-se numa entrevista e dizem que fez bem porque não se deve conter os gases.

Primeiro
Não sei quem é que diz que ele deve carregar a equipa às costas.
Ou melhor: tirando o Hugo Almeida, mantendo o simulão, que só por acaso fez merd* no lance do golo, quem diz que ele deve carregar a equipa é... o CQ (suponho que esse não ande por aqui).

Depois.
Um capitão não pode dizer "f***-**, caral*o"?
Só pode dizer: "chiça, penico!" ou "gaita, que grande contratempo!"

E ainda.
Um capitão não pode dizer para irem sarnar o treinador, porque não está com pachorra para aturar abutres?
Eu sei que, quem se mete com os jornaleiros, leva, mas "chiça, penico!", remeter para o treinador ainda não é crime, penso eu de que..

Achas que eu me importo que ele diga c****** ou o que lhe apetecer no terreno? Agora não pode evitar dar justificações quando ele é o representante máximo da equipa em cmapo.

Desculpa que te diga, mas ele não é obrigado a dar justificações.
Nem sequer é obrigado a falar, muito menos na zona mista, quanto mais dar justificações.
Nem sei se, nestes jogos, um jogador é obrigado a ir ao flash interview (se é que há).
Criticam-no porque invejam-no. Eu nem contesto a sua capacidade de liderança, embora tenha preferência pelo Ricardo Carvalho, mas um jovem como o Ronaldo nunca poderá ser um capitão eficaz porque é demasiado novo, demasiado rico, demasiado invejado, demasiado falado, demasiado etc,...
Todos querem ser estrelas, todos querem ser alvo das maiores das atenções, mas o Ronaldo tem o pódio todo para ele, e justamente, porque deu um salto enorme, como jogador e como pessoa.

O gajo queria vencer, e a famosa dica do "perguntem ao CQ" representa isso mesmo. A cuspidela era de evitar, mas contra os Espanhóis tudo é válido, porque lições de nojice estão eles fartos de dar, principalmente a Portugal.
[...]
Quanto a quem teme pelo futuro do Sporting, não temam, pois haverá Sporting enquanto houver gente cobarde, ingrata e dúplice (os três eixos do Sportinguismo contemporâneo).
[...]
Criticam-no porque invejam-no. Eu nem contesto a sua capacidade de liderança, embora tenha preferência pelo Ricardo Carvalho, mas um jovem como o Ronaldo nunca poderá ser um capitão eficaz porque é demasiado novo, demasiado rico, demasiado invejado, demasiado falado, demasiado etc,...
Todos querem ser estrelas, todos querem ser alvo das maiores das atenções, mas o Ronaldo tem o pódio todo para ele, e justamente, porque deu um salto enorme, como jogador e como pessoa.

O gajo queria vencer, e a famosa dica do "perguntem ao CQ" representa isso mesmo. A cuspidela era de evitar, mas contra os Espanhóis tudo é válido, porque lições de nojice estão eles fartos de dar, principalmente a Portugal.

Porque invejam-no? Eu invejo a ele e a qualquer um dos outros que têm seguramente uma vida melhor que a minha. Isso não tem nada a ver com as críticas que lhe são apontadas.
Bom, se a reacção dele é normal então que largue de uma vez por toda a braçadeira porque para capitão ele definitivamente não serve.

Por mim, na boa.
Quero lá saber se ele é o capitão ou se é outro qualquer.
Por mim, o capitão até pode estar no banco.
Achas que se o capitão fosse, por exemplo, o Ricardo Costa (que até deve ter sido capitão dele nos sub-21), tínhamos ganho o jogo? Ou se fosse o Simão, o Carvalho, o Amorim ou o Daniel Fernandes...
A braçadeira e o ataque ao CR é só uma cortina de fumo para o CQ sacudir a água do capote e ter um bode expiatório.

Não é verdade. As críticas ao Ronaldo já eram anteriores a este jogo, assim como as opções tomadas pelo Queiroz também já eram criticadas. Uma coisa não invalida minimamente a outra. São campeonatos diferentes.

Se não queria falar à comunicação social, simplesmente não falava.

Foi o que ele fez.
Ele não falou.
Como não cresceu num berço de ouro, mandou as moscas rondar com o Carlos Queirós.
Se cuidasse da imagem como o Fei Ge, ninguém o tinha visto, como ninguém o viu no jogo com a Inglaterra em 2004.

Então mas o facto de ele ter ou não nascido em berço de ouro é que justifica ou não aquele comportamento? Estou com sorte, o meu pai nunca foi rico portanto estou mais livre para criar estrilho...



Quanto à táctica sempre defendi o 4-4-2 losango com ele e o Liedson na frente. Mas devo admitir que para mim o problema nem foi propriamente o posicionamento defensivo da equipa. O erro foi a inclusão do tipo que teve uma estatística de desarmes impressionante. A Espanha controlou a posse de bola mas fê-lo sempre sem qualquer perigo, excepto quando a bola ia parar àquele lado. Eu cheguei ao intervalo com a convicção que o jogo estava controlado, que era só tirar aquele manco para meter lá o Miguel e que Portugal mais tarde ou mais cedo iria acabar por ganhar o jogo. Para mim, um Miguel texugo defenderia melhor o Villa e provavelmente iria causar calafrios ofensivos aos espanhóis que em termos de laterais é muito permeável.

Relativo.
Também me parecia preferível o 4-4-2, mas não achei nada mal a inclusão do HA. O Ricardo Costa foi só ridículo, porque é inofensivo.
O jogo mudou com a entrada com o Llorente e do inoperante Danny (juntando ao igualmente inoperante Simão, que ainda antes do intervalo não tinha tido pernas para o Casillas, para além dos gajos presos por arames como Meireles e Pepe) saindo o HA.
Pior, eles melhoraram com um gajo fixo.
Um minuto depois das substituições, há um cruzamento de Ramos na direita em que o homem cabeceia livre à figura de Eduardo.
Foi a melhor oportunidade.
No minuto seguinte foi o golo.
O jogo acabou.
[/quote]

O Ricardo Costa foi ridículo porque foi inofensivo tanto a defender, como a atacar. E isso condicionou e de que maneira a estratégia da equipa que não raras vezes teve de compensar o cepo e matou todas as chances da equipa poder atacar por aquele lado. Com a estrada do Lorente, a nossa defesa abanou um pouco. Se a coisa já estava tremida do lado direito, então o pior que pôde acontecer à equipa foi ver aqueles que o andaram "n" vezes a compensar a ter também trabalho pela frente. Mamámos golo e acabou o jogo. Provavelmente teria acontecido o mesmo caso nós tivessemos sido nós a marcar. O problema é que jogámos condicionados por uma aberração táctica e pagámos por ela...
Claro é do Ronaldo :great: Alias ate foi o Ronaldo que meteu 10 a defender, que meteu o poderoso Ricardo Costa a defesa direito para marcar o Villa, que meteu o super Pepe cheio de ritmo competitivo a jogar, e por ai fora. :great:

Claro,como não é do Queiroz é do CR 0.Até porque a selecção só é composta por esses 2 inúteis  :great:

E ler o post todo hun?Se calhar não fazia mal.Principalmente a parte do "A CULPA NÃO É SÓ DO QUEIROZ" (aqui para nós que ninguém nos ouve isto quer dizer que a culpa também é dele mas nunca poderá ser o único culpado)

Respondendo ao teu post em concreto:Aliás,foi o Queiroz que lhe disse para chutar à baliza nem que estivesse a mais de 30 metros,para não correr,para não pressionar,para ficar no chão sempre que lhe tocassem,e por ai fora  :great:

Eu ainda leio os posts todos, não sou de ler na diagonal... exacto a selecção não é so esses 2, curioso que tu focas as tuas criticas apenas neles e em especial no Ronaldo. Algumas delas criticas sem grande ponta por on de se lhe pegue, é giro querer que o Ronaldo faça o que tem feito no clubes, o problema é que para isso acontecer não é so ele que tem coisas a fazer, os restantes jogadores tambem terão de fazer algo mais e neste caso principalmente o treinador tera de fazer muito mais, não é meter uma equipa com 10 atras da linha da bola e o Ronaldo na frente para fazer milagres... assim claro é facil pedir a cabeça dele.

Para não correr? Para não pressionar? o Ronaldo sempre foi assim, sempre... so alguem muito distraido é que nunca reparou que o Ronaldo nunca teve essa mentalidade de quando a equipa não tem bola ir pressionar. Por isso é que nas equipas onde ele tem ido tão la outros jogadores que têm essas mentaldiades e caracteristicas.  Se se fosse bater por isso bem que podiamos pedir a cabeça a muito dos melhores jogadores do mundo... O Queiroz bronco como é ate é capaz de lhe ter dito, "olha jogas como fazes no Real e tasse bem"... e ele remata de longe e tem decisões erradas porque? Se pensares um bocadinho ate chegas la...
Coitado do Ronaldo, desesperado a pedir que os outros cepos subissem mas claro, interessava era perder pelo menor número de golos possível. ^-^
Por mim, na boa.
Quero lá saber se ele é o capitão ou se é outro qualquer.
Por mim, o capitão até pode estar no banco.
Achas que se o capitão fosse, por exemplo, o Ricardo Costa (que até deve ter sido capitão dele nos sub-21), tínhamos ganho o jogo? Ou se fosse o Simão, o Carvalho, o Amorim ou o Daniel Fernandes...
A braçadeira e o ataque ao CR é só uma cortina de fumo para o CQ sacudir a água do capote e ter um bode expiatório.

Não é verdade. As críticas ao Ronaldo já eram anteriores a este jogo, assim como as opções tomadas pelo Queiroz também já eram criticadas. Uma coisa não invalida minimamente a outra. São campeonatos diferentes.

Devemos estar a falar de coisas diferentes.
Depois do jogo, o CQ veio falar do tamanho das camisolas da selecção. Isso, para mim, foi uma directa ao CR.
Vários pasquineiros estão escandalizados pelo facto do CR ter dito para irem falar com o CQ. E puxaram (novamente) a conversa da braçadeira e da indignidade que é ter estar a braçadeira da selecção num arruaceiro que diz: "vão falar com o Carlos Queirós"

Para mim, CQ+pasquineiros amigos estão a desenvolver a teoria de que o CR não rendeu (é verdade, mas há atenuantes), foi malcriado com eles (admito, mas compreendo-o) e esse foi o grande problema da selecção.
Esta conclusão é inaceitável, mesmo que as premissas estejam correctas.

O Ricardo Costa foi ridículo porque foi inofensivo tanto a defender, como a atacar. E isso condicionou e de que maneira a estratégia da equipa que não raras vezes teve de compensar o cepo e matou todas as chances da equipa poder atacar por aquele lado. Com a estrada do Lorente, a nossa defesa abanou um pouco. Se a coisa já estava tremida do lado direito, então o pior que pôde acontecer à equipa foi ver aqueles que o andaram "n" vezes a compensar a ter também trabalho pela frente. Mamámos golo e acabou o jogo. Provavelmente teria acontecido o mesmo caso nós tivessemos sido nós a marcar. O problema é que jogámos condicionados por uma aberração táctica e pagámos por ela...

Aqui está uma das principais atenuantes para o baixo rendimento da equipa, incluindo o CR.

Então mas o facto de ele ter ou não nascido em berço de ouro é que justifica ou não aquele comportamento? Estou com sorte, o meu pai nunca foi rico portanto estou mais livre para criar estrilho...

Lamento, mas estás é com azar pelo facto do teu pai nunca ter sido rico (eu tb. tenho esse azar).
Mais a sério.
Justifica que, ainda para mais em brasa, tenha dito "Vão falar com o CQ" e não se tenha calado.
O pasquineiro-médio ou paineleiro-médio da nossa praça, ainda para mais nestas ocasiões com a selecção toda a gente bota faladura, incluindo os que não fazem ideia do que é o futebol, acha que ele foi muito mal-criado e não deve voltar a usar a braçadeira por ter dito uma bujarda daquelas (ou o "joder, carajo")


E,cima de tudo,nós não ganhámos quando o suposto melhor do Mundo marca 2 golos em 2 anos pela selecção sendo que 1 deles foi de penalty.

Como podem ver a culpa não é só do Queiroz

Não??

Quantos golos é que ele marcou com Scolari?

18

Pois não, desaprendeu de marcar com Queirós.

Quantos de nós criticamos o P. Bento por a bola nunca chegar a Liedson, querem ver que Liedson também desaprendeu de marcar.

As grandes equipas jogam ao ataque, seja contra quem for.
“no small number of these whaling seamen belong to the Azores, where the outward bound Nantucket whalers frequently touch to augment their crews from the hardy peasants of those rocky shores.”
Herman Melville - Moby Dick
Por mim, na boa.
Quero lá saber se ele é o capitão ou se é outro qualquer.
Por mim, o capitão até pode estar no banco.
Achas que se o capitão fosse, por exemplo, o Ricardo Costa (que até deve ter sido capitão dele nos sub-21), tínhamos ganho o jogo? Ou se fosse o Simão, o Carvalho, o Amorim ou o Daniel Fernandes...
A braçadeira e o ataque ao CR é só uma cortina de fumo para o CQ sacudir a água do capote e ter um bode expiatório.

Não é verdade. As críticas ao Ronaldo já eram anteriores a este jogo, assim como as opções tomadas pelo Queiroz também já eram criticadas. Uma coisa não invalida minimamente a outra. São campeonatos diferentes.

Devemos estar a falar de coisas diferentes.
Depois do jogo, o CQ veio falar do tamanho das camisolas da selecção. Isso, para mim, foi uma directa ao CR.
Vários pasquineiros estão escandalizados pelo facto do CR ter dito para irem falar com o CQ. E puxaram (novamente) a conversa da braçadeira e da indignidade que é ter estar a braçadeira da selecção num arruaceiro que diz: "vão falar com o Carlos Queirós"

Para mim, CQ+pasquineiros amigos estão a desenvolver a teoria de que o CR não rendeu (é verdade, mas há atenuantes), foi malcriado com eles (admito, mas compreendo-o) e esse foi o grande problema da selecção.
Esta conclusão é inaceitável, mesmo que as premissas estejam correctas.

O Ricardo Costa foi ridículo porque foi inofensivo tanto a defender, como a atacar. E isso condicionou e de que maneira a estratégia da equipa que não raras vezes teve de compensar o cepo e matou todas as chances da equipa poder atacar por aquele lado. Com a estrada do Lorente, a nossa defesa abanou um pouco. Se a coisa já estava tremida do lado direito, então o pior que pôde acontecer à equipa foi ver aqueles que o andaram "n" vezes a compensar a ter também trabalho pela frente. Mamámos golo e acabou o jogo. Provavelmente teria acontecido o mesmo caso nós tivessemos sido nós a marcar. O problema é que jogámos condicionados por uma aberração táctica e pagámos por ela...

Aqui está uma das principais atenuantes para o baixo rendimento da equipa, incluindo o CR.

Então mas o facto de ele ter ou não nascido em berço de ouro é que justifica ou não aquele comportamento? Estou com sorte, o meu pai nunca foi rico portanto estou mais livre para criar estrilho...

Lamento, mas estás é com azar pelo facto do teu pai nunca ter sido rico (eu tb. tenho esse azar).
Mais a sério.
Justifica que, ainda para mais em brasa, tenha dito "Vão falar com o CQ" e não se tenha calado.
O pasquineiro-médio ou paineleiro-médio da nossa praça, ainda para mais nestas ocasiões com a selecção toda a gente bota faladura, incluindo os que não fazem ideia do que é o futebol, acha que ele foi muito mal-criado e não deve voltar a usar a braçadeira por ter dito uma bujarda daquelas (ou o "joder, carajo")

Falando em paineleiros da nossa praça, o que é feito do amigalhaço Jorge Baptista?