Voleibol

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Citar
SPORTING INICIA FORA A DEFESA DO TÍTULO
Leão começa campeonato com deslocação difícil ao reduto do Sp. Espinho, recordista de troféus


O Sporting inicia, no dia 7 de outubro, a defesa do título de campeão nacional com uma deslocação difícil, ao reduto do Sp. Espinho, recordista de títulos nacionais (18). Assim ditou o sorteio, realizado ontem, na sede da Federação Portuguesa (FPV), no Porto.

Na prova da próxima época estarão envolvidas 14 equipas, mais uma do que na temporada passada, por força da ‘reentrada’ do Vit. Guimarães que, depois de despromovido à 2ª Divisão, candidatou-se à entrada direta ao escalão principal, como havia acontecido, de resto, com o Sporting.

Para além da formação da cidade Berço, que se estreia no campeonato na Luz, diante do Benfica, a outra novidade é o Famalicense, equipa que subiu à 1ª Divisão.

Já o primeiro dérbi lisboeta do campeonato será à 4ª jornada, no dia 20 de outubro, quando o Benfica se deslocar ao Pavilhão João Rocha. Na última jornada da primeira fase, a 9 de março, os encarnados recebem a Fonte do Bastardo, enquanto o Sporting visita o Esmoriz.

Mas antes do confronto entre leões e águias para o campeonato, haverá um outro, no dia 5 do mesmo mês, para a disputa da Supertaça. Que coloca frente-a-frente o campeão nacional, Sporting, e o vencedor da Taça de Portugal, o Benfica. Será o primeiro tira-teimas da próxima época.

Record
Citar
PORTUGAL DERROTADO NA ÁUSTRIA (3-1), MAS AINDA LÍDER DA POULE D
Por Jornal Sporting
25 Ago, 2018
VOLEIBOL
João Simões, Lourenço Martins, José Pedro Monteiro e João Fidalgo estiveram em acção

João Simões, Lourenço Martins, José Pedro Monteiro e João Fidalgo, do Sporting CP, actuaram pela Selecção Nacional na derrota frente à Áustria, por 3-1 (24-24; 21-25; 25-23; 26;24). Apesar do resultado em Zwettl, a equipa das quinas mantém a liderança da Poule D de qualificação para o Campeonato da Europa de 2019.

Os dois jogos que faltam disputar a Portugal realizam-se em casa com a Croácia e fora frente à Albânia, estando agendados para as duas primeiras semanas de Janeiro.



https://www.sporting.pt/pt/noticias/modalidades/voleibol/2018-08-25/portugal-derrotado-na-austria-3-1-mas-ainda-lider-da-poule
Citar

CONTINUIDADE DE HUGO SILVA NA SELEÇÃO POR DEFINIR
VOLEIBOL 07:42
Por
Célia Lourenço
Hugo Silva estará de saída do cargo de selecionador nacional masculino, quando Portugal só termina a ansiada qualificação para o Europeu de 2019, na primeira quinzena de janeiro.  A BOLA sabe que técnico vai reunir, em breve, com a Federação Portuguesa de Voleibol (FPV) para definir qual o futuro.


Uma situação precipitada com o prolongamento do vínculo de Hugo Silva ao Sporting, noticiada por A BOLA a 22 de junho, só ontem formalizado pelo clube de Alvalade no seu site. Recorde-se que o treinador de Gaia foi o mentor do sucesso dos leões neste regresso do voleibol ao clube, após um intervalo de 24 anos.

A Bola
Atualmente:
Caldas 1 lamps 1

2°set 25-20 😂😂😂
Como é que não se falou do Mundial de Clubes de Voleibol?  :cartao:
Sócio 29.473-0 do Sporting Clube de Portugal.

Viver o Sporting como nunca, e tê-lo no coração para sempre!

"Queremos que o Sporting seja um grande Clube, tão grande quanto os maiores da Europa" - José de Alvalade, 8 de Maio de 1906.
Como é que não se falou do Mundial de Clubes de Voleibol?  :cartao:

A informação desportiva na comunicação social portuguesa é miserável... Os programas ditos "desportivos" apenas papagueiam as mesmas coisas sobre futebol cada vez com menos interesse e mais tempo disponível... Quem, sobre qualquer tema, começa a dizer coisas relevantes tem rapidamente a palavra cortada por "necessidades de programação". Só os "enciclopedistas" do futebol é que falam e falam sem controlo mesmo quando todos constatamos que nada adiantam e se repetem uns aos outros, mas sempre com ar sério e profundo.  >:(
"É fraqueza entre ovelhas ser Leão." (Lusíadas, I-68)
Citar

Portugal vence Croácia e carimba apuramento para o Campeonato da Europa 2019

No pior dos cenários, a seleção das quinas estará qualificada como um dos cinco melhores segundos classificados.

A seleção portuguesa de voleibol masculino venceu este domingo a Croácia por 3-1, em jogo do Grupo D da fase de apuramento para o Campeonato da Europa de 2019, para o qual já garantiu a qualificação.

Portugal entrou de forma agressiva na partida e conquistou o primeiro parcial por categórico 25-15, o que faria prever um jogo tranquilo e dominador, mas o serviço dos portugueses, até aí muito bom, traiu-os no segundo set, que acabou com vantagem para os croatas, por 25-19.

Nos restantes parciais (26-24 e 25-16) a equipa lusa redimiu-se e conseguiu concretizar uma vitória que não garante a liderança do grupo - essa fica adiada para quarta-feira, no duelo fora de portas com a Albânia -, mas sedimentou a garantia que a seleção já tinha à entrada para este jogo: no pior cenário tem presença no Europeu, como um dos cinco melhores segundos colocados.

A equipa orientada por Carlos Prata, que voltou a contar com os irmãos Alex e Marco Ferreira - até aqui em dúvida devido a lesão -, entrou forte e no primeiro tempo técnico já vencia por uma diferença de seis pontos (8-2), terminando o primeiro set com uma diferença de dez (25-15).

Para o bom arranque português muito contribuiu o serviço forte, exatamente aquilo que faltava à Croácia, que pecou ao longo de toda a partida nesse domínio, mas chegou a assustar no segundo parcial, em que esteve sempre na frente do marcador e chegou a ter uma diferença de oito pontos aos 21-13, terminando com uma diferença de seis (25-19).

No terceiro parcial, Portugal, perante uma claque bastante composta e interventiva, recuperou depois de um arranque tremido, em que esteve a perder, virou a seu favor aos 7-6, graças a um belo serviço de Alex Ferreira, que foi o melhor pontuador, com 18 pontos.

Naquele set ainda se registou uma igualdade (21-21), que preocupou a equipa portuguesa, mas o grupo recuperou a força no ataque e melhorou a receção, lançando-se para um quarto set decidido, que terminou com 25-16, ou seja, uma diferença clara de nove pontos.

Portugal volta a jogar na quarta-feira, para discutir a liderança do grupo e quem passa em primeiro lugar à fase final do Campeonato da Europa, a realizar entre 12 e 29 de setembro.

A prova decorre em quatro países em simultâneo - França, Eslovénia, Bélgica e Holanda - e Portugal regressa após oito anos de afastamento.

Jogo realizado no Pavilhão Multiúsos de Gondomar.

Portugal - Croácia, 3-1.

Parciais: 25-15 (23 minutos), 19-25 (25), 26-24 (31), 25-16 (29).

Equipas:

Portugal: Filip Cveticanin, Marco Ferreira, Alexandre Ferreira, Phelipe Martins, Lourenço Martins e Miguel Tavares. Jogaram ainda: João Fidalgo (líbero), José Monteiro, João Simões, Bruno Cunha.

Selecionador: Carlos Prata.

Croácia: Tsimafei Zhukouski, Ivan Raic, Sandro Dukic, Filip Sestan, Fran Peterlin e Hrvoje Pervan (líbero). Jogaram ainda Stipe Peric, Tino Hanzic, Marino Marelic e Leo Andric.

Selecionador: Ivan Rancic.

Árbitros: Maria Rodrigues Machin (Espanha) e Milan Nikolic (Bósnia Herzegovina).

Assistência: cerca de 1.500 espectadores.


O Jogo
Citar


Portugal com França, Itália, Bulgária, Grécia e Roménia no Europeu de voleibol

Portugal vai disputar o grupo A do campeonato da Europa de voleibol, defrontando a anfitriã França, Itália, Bulgária, Grécia e Roménia na prova que decorre de 13 a 29 de setembro, também na Bélgica, Holanda e Eslovénia.

Os pupilos de Carlos Prata integram um grupo complicado, no qual se destaca a Itália, com seis títulos europeus -- apenas a Rússia tem mais, nove --, quatro pratas e três bronzes, num total de 13 pódios em 30 edições.

A França, que tem o fator casa a favor, foi campeã em 2015, foi `vice` por quatro vezes e conquistou ainda um bronze, surgindo em sexto lugar no medalheiro.

A Bulgária foi prata em 1951 e conquistou ainda quatro bronzes, o último dos quais em 2009, enquanto a Grécia foi terceira em 1987.

Assim sendo, Portugal e Roménia são as únicas formações da `poule` sem qualquer pódio no Europeu.

Passam à fase seguinte os quatro primeiros de cada grupo, sendo que Portugal cruza com o C, no qual figuram Eslovénia, Rússia, Finlândia, Turquia, Macedónia e Bielorrússia.

A Rússia é a atual campeã, enquanto a Alemanha é `vice` e a Sérvia ostenta o bronze.

As seleções de Montenegro e Macedónia são estreantes.

Composição dos grupos:

- Grupo A (Montpellier, França).

França, Itália, Bulgária, Portugal, Grécia e Roménia.

- Grupo B (Bruxelas e Antuérpia, Bélgica).

Bélgica, Sérvia, Alemanha, Eslováquia, Espanha e Áustria.

- Grupo C (Liubliana, Eslovénia).

Eslovénia, Rússia, Finlândia, Turquia, Macedónia e Bielorrússia.

- Gupo D (Roterdão e Amesterdão, Holanda).

Holanda, Polónia, República Checa, Estónia, Ucrânia e Montenegro.


RTP