Política Nacional

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Claro que o governo não gosta.

Citar
“As perceções de corrupção têm sido alimentadas com casos de alto relevo que surgiram na passada década, incluindo um escândalo envolvendo um antigo primeiro-ministro e diversos gestores de poderosas empresas privadas“, lê-se no relatório.

Esta é uma das partes do relatório que o Governo de António Costa mais contesta. Não só porque é uma referência quase explícita à Operação Marquês, ao ex-primeiro-ministro José Sócrates e aos gestores Ricardo Salgado, Zeinal Bava e Henrique Granadeiro (todos acusados de corrupção naquele processo pelo Ministério Público no final do respetivo inquérito), como também porque é feita uma comparação negativa para Portugal. As tais “ideias feitas, perceções, estereótipos” que o ministro Augusto Santos Silva referiu ao Expresso.

Mais à frente, os autores são ainda mais explícitos. “À medida que se prolonga o esforço de reformas passadas, o sistema judicial enfrenta outros desafios maiores, nomeadamente o combate contra a corrupção. Vários indicadores, como o índice de perceção da Transparência Internacional e o indicador mundial de governance do Banco Mundial, apontam para níveis relativamente elevados de perceção de corrupção comparados com outros países da OCDE“, lê-se no relatório. O Corruptions Percepcions Index da organização Transparency Internacional (a última edição é de 2017) coloca Portugal no 29º lugar numa lista de 180 países com uma classificação que se tem mantido estável nos últimos cinco anos.

Realçando que a corrupção distorce a atividade económica, reduzindo a eficiência e aumentando a desigualdade, ao favorecer os que estão mais bem posicionados, o esboço de relatório da OCDE assinala três consequências:

O custo de fazer negócios sobe e há desperdício de recursos públicos e os pobres são prejudicados;

Cita dados do Eurobarómetro para afirmar que a “corrupção é uma preocupação para as empresas portuguesas, na medida em que muitos acreditam que as ligações políticas são essenciais para fazer negócios”;

A corrupção, acrescenta, também afeta negativamente os fluxos de investimento direto estrangeiro.

O relatório da OCDE, contudo, não deixa de referir que “para melhorar a confiança em instituições nucleares do Estado, as autoridades estão empenhadas em investigar e punir más condutas”. Contudo, o elogio explícito que é feito à PGR tem uma crítica implícita ao Governo. “Por exemplo, a Procuradoria-Geral viu fortalecida a recolha e análise de provas para melhorar a eficácia das investigações anti-corrupção (…). Projetos associados a esses objetivos foram financiados parcialmente por fundos europeus numa altura em que o orçamento do Ministério Público foi cortado”, afirmavam os técnicos da OCDE.

https://observador.pt/especiais/corrupcao-as-medidas-que-o-governo-quis-apagar-do-relatorio-da-ocde/
Toma lá @Hayek

https://www.jn.pt/nacional/interior/miguel-morgado-junta-se-a-corrida-para-disputar-lideranca-do-psd-10422618.html

 :great: já tinha visto. Alias foi depois de ver isso que vim aqui comentar.

Edit: mas o MM não tem o aparelho do PSD como o montenegro e o rio. É a melhor solução mas a menos provavel
« Última modificação: Janeiro 12, 2019, 00:30 am por Hayek »
Sinto um pouco de nojo com o que estão a fazer ao Dr.Rui Rio. Como portuense, este senhor endireitou uma câmara que estava financeiramente inquinada. Existia uma crise de valores institucionais, quer pelos lobbys que tentaram tomar a cidade de assalto, quer pelo poder de influência de instâncias desportivas que tentavam fazer da cidade sua.

Blindou a cidade, voltou a recuperar a dinâmica desta com vários eventos de renome e resolveu a questão da casa da música de forma eficaz (o maior comedouro da cidade, nem uma sala de ópera tem).


Vergonha.
« Última modificação: Janeiro 12, 2019, 01:46 am por reaction »
Sinto um pouco de nojo com o que estão a fazer ao Dr.Rui Rio. Como portuense, este senhor endireitou uma câmara que estava financeiramente inquinada. Existia uma crise de valores institucionais, quer pelos lobbys que tentaram tomar a cidade de assalto, quer pelo poder de influência de instâncias desportivas que tentavam fazer da cidade sua.

Blindou a cidade, voltou a recuperar a dinâmica desta com vários eventos de renome e resolveu a questão da casa da música de forma eficaz (o maior comedouro da cidade, nem uma sala de ópera tem).


Vergonha.
E depois juntou-se ao pacheco e virou um banana. Fim de historia
 O papel de oposição a este Governo é complicado, há um certo domínio mediático que o PS sempre fez de uma forma eficaz e explora-se muito pouco o que de mau tem sido feito. O CDS, para mim, tem sido o melhor partido na oposição, atitude construtiva, um discurso positivo e tentam ir desmascarando este clima positivo e enviesado que vivemos em Portugal. Já o PSD do Rui Rio está amorfo, é pouco combativo e está mais preocupado em esclarecer que é um partido de centro-esquerda, que faz propriamente oposição. Desconheço, por completo, o que quer o Rui Rio e o PSD para Portugal, tenho dificuldades em vê-los como alternativa, falta-lhes dinâmica, falta-lhes arrojo, falta-lhes espírito de combate e capacidade de agregar as pessoas em torno de um projecto de futuro, um projecto que tenha mais respostas que perguntas e traga uma lufada de ar fresco. Quando na oposição, a ideia é mostrar um caminho alternativo, é mostrar que podemos fazer quase tudo de outra forma e o PSD mostra muito pouco ou mesmo nada disso. Reconheço algum carisma ao Rui Rio, mas é preciso bem mais que isso e, parece-me, um líder pouco reformista, pouco inovador e longe de novos paradigmas que Portugal tem necessariamente que pensar e construir.

 O Montenegro é, somente, a rampa de lançamento para posteriormente termos (quiçá) o regresso de Passos Coelho à liderança do PSD. Com tudo o que isso de bom e de mau acarreta, Passos Coelho foi dos líderes que melhor lidou com as capelinhas existentes dentro do partido e mostrou capacidade de governar Portugal num período muito difícil. Continuo achá-lo um bom líder, agora espero que haja outras pessoas, outras alternativas, para bem do PSD.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Sinto um pouco de nojo com o que estão a fazer ao Dr.Rui Rio. Como portuense, este senhor endireitou uma câmara que estava financeiramente inquinada. Existia uma crise de valores institucionais, quer pelos lobbys que tentaram tomar a cidade de assalto, quer pelo poder de influência de instâncias desportivas que tentavam fazer da cidade sua.

Blindou a cidade, voltou a recuperar a dinâmica desta com vários eventos de renome e resolveu a questão da casa da música de forma eficaz (o maior comedouro da cidade, nem uma sala de ópera tem).


Vergonha.
E depois juntou-se ao pacheco e virou um banana. Fim de historia

Não concordo, caro Leão.


Ainda concordo menos com o Grão-Mestre Montenegro.
Secretario-Geral do PCP envia carta ao nicolas maduro a felicita lo em nome do partido, pela "tomada de posse" na venezuela... :lol:

p*** de vergonha.. Mas é comunas, que se pode fazer.. :lol:
Em 1º sempre o grande Sporting!!
Tem que se inventar uma nova palavra para definir sexo com o telemovel que é o que está na moda.



Vieira 04/04/2017

" Lentamente temos estado a colaborar em unir o Sporting. Vamos ignora lo " em relação a Bruno de Carvalho.

"Brunismo" expressão usada 1º por Pedro Guerra no Prolongamento.
Vieira 04/04/2017

" Lentamente temos estado a colaborar em unir o Sporting. Vamos ignora lo " em relação a Bruno de Carvalho.

"Brunismo" expressão usada 1º por Pedro Guerra no Prolongamento.
Parece que ainda antes do aquecimento global começar a fazer os seus principais efeitos , a 5G já fez uma razia neste planeta.  :lol:
Vieira 04/04/2017

" Lentamente temos estado a colaborar em unir o Sporting. Vamos ignora lo " em relação a Bruno de Carvalho.

"Brunismo" expressão usada 1º por Pedro Guerra no Prolongamento.
Vieira 04/04/2017

" Lentamente temos estado a colaborar em unir o Sporting. Vamos ignora lo " em relação a Bruno de Carvalho.

"Brunismo" expressão usada 1º por Pedro Guerra no Prolongamento.
Sinto um pouco de nojo com o que estão a fazer ao Dr.Rui Rio. Como portuense, este senhor endireitou uma câmara que estava financeiramente inquinada. Existia uma crise de valores institucionais, quer pelos lobbys que tentaram tomar a cidade de assalto, quer pelo poder de influência de instâncias desportivas que tentavam fazer da cidade sua.

Blindou a cidade, voltou a recuperar a dinâmica desta com vários eventos de renome e resolveu a questão da casa da música de forma eficaz (o maior comedouro da cidade, nem uma sala de ópera tem).


Vergonha.

Porque simplesmente está feito com o Costa e ambiciona o bloco central. Tens uma solução governativa com uma Frente Esquerda, em que BE e PCP aprovam OE contra as suas ideologias pelo poder e 'tirar a direita do poder'.
E o que faz Rio? Nunca critica o seu amigo Costa diretamente. Nunca o confrontou.

Um líder da oposição tem que mostrar que tem uma ideia para o país. Tem de marcar a agenda mediática e criticar e apresentar mudanças e soluções. Rio só reage, e até reage mal e tarde.

Diz me neste ano uma questão governativa que o Rio marcou a agenda política e se impôs? Que marcou a diferença?

A ideologia como a Ferreira Leite e Alberto João Jardim é não ser 'conotado de direita' e estão dispostos a ter maus resultados e fazer o bloco central.

Uma pessoa que não se revê nesta Frente Esquerda de Governo e seja de Centro Direita como eu, tem de votar CDS, Aliança ou nos partidos mais pequenos.

"Infelizmente, o Sporting é o Clube mais divisionista, intriguista e falso-puritano que conheço. Por muito que doa aos sportinguistas, não há sentido de Corpo neste Clube. Somos todos sportinguistas, sim senhor, mas desde que o Sporting seja à medida de cada um e não à medida de todo o mundo leonino. Há quem exulte com as derrotas do clube, se isso significar estar um passo mais perto do lugar, do cargo, da posição ou, como se diz na gíria leonina, do "croquete" "
sobre o 5G não vou tomar partidos, mas acho estranho agora que a China se está a sobrepor aos EUA o 5G já faz mal xD

acredito q seja efetivamente mau para saúde mas qq tlm com rede também o é, e até agora não vi tanto alarido! Como agora não é o ocidente que vai na frente já da jeito que se fale nos maleficios que sempre existiram e não é só no 5G.
https://www.publico.pt/2019/01/13/sociedade/noticia/poema-fernando-pessoa-censurado-manual-portugues-12-ano-1857743

Citar
Poema de Álvaro de Campos censurado em manual de Português da Porto Editora
Os alunos do 12.º ano identificaram a omissão dos versos quando ouviram uma versão áudio da obra do poeta português.
Sebastião Almeida
13 de Janeiro de 2019, 21:53

Alguns excertos do poema Ode Triunfal de Álvaro de Campos, um dos heterónimos de Fernando Pessoa, foram retirados e substituídos por linhas a tracejado num dos manuais escolares de Português do 12.º ano, da Porto Editora. A notícia é avançada pelo jornal Expresso, que indica o manual censurado como sendo um dos livros aprovados pelo Ministério da Educação.

De acordo com o mesmo jornal, os versos “Ó automóveis apinhados de pândegos e de p-utas” e “E cujas filhas aos oito anos – e eu acho isto belo e amo-o! / Masturbam homens de aspecto decente nos vãos de escada” foram retirados da versão original do poema do heterónimo de Fernando Pessoa, que consta nesse manual escolar.

Segundo descreve o Expresso, alunos de uma das 90 escolas que adoptaram o manual “Encontros” no presente ano lectivo, aperceberam-se do sucedido ao escutarem uma gravação áudio do poema. Foi assim que constataram que os versos que ouviam na gravação não figuravam nas páginas 99 e 100 do manual, e que esses versos haviam sido substituídos por linhas a tracejado.

A leitura de obras de Fernando Pessoa e seus heterónimos faz parte das “Aprendizagens Essenciais” decretadas pelo Ministério da Educação, que definem que o aluno deverá ter “um conhecimento e uma fruição plena dos textos literários do património português e de literaturas de língua portuguesa”.

Com base nas informações recolhidas pelo Expresso, não aparecerá nenhuma indicação no livro a dar conta das alterações efectuadas ao texto original de Álvaro de Campos. Nem na ficha técnica ou tão pouco nas páginas do poema.

O PÚBLICO entrou em contacto com a Porto Editora e com o Ministério da Educação, mas até à data da publicação da notícia não foi possível obter qualquer informação adicional, remetendo esclarecimentos para segunda-feira.


Então e isto é para ser considerado Marxismo Cultural ou Fascismo Encapotado?

(já agora convido todos a irem aos seus velhinhos manuais e verificarem que versão é que aprenderam na escola ;D)
sobre o 5G não vou tomar partidos, mas acho estranho agora que a China se está a sobrepor aos EUA o 5G já faz mal xD

acredito q seja efetivamente mau para saúde mas qq tlm com rede também o é, e até agora não vi tanto alarido! Como agora não é o ocidente que vai na frente já da jeito que se fale nos maleficios que sempre existiram e não é só no 5G.

Acho que os malefícios da 5G são iguais às anteriores , o problema aqui é que querem multiplicar os aparelhos com acesso à internet wireless e a capacidade dos mesmos , ou seja para esta 5G vão ter que multiplicar as torres e a potência do sinal ou seja a exposição vai multiplicar-se em relação ao que existe.

Se actualmente já temos a população de abelhas a cair , com isto não sei não.



Se as abelhas se extinguirem 4 anos depois , o Homem se seguirá.
Vieira 04/04/2017

" Lentamente temos estado a colaborar em unir o Sporting. Vamos ignora lo " em relação a Bruno de Carvalho.

"Brunismo" expressão usada 1º por Pedro Guerra no Prolongamento.


O Montenegro simboliza o político português no seu melhor: à falta de qualidades profissionais que lhe sejam reconhecidas, não tendo sequer o apreço do povo na terra onde nasceu, lá se fez alguém por Lisboa, sem ninguém saber muito bem como ou à custa de quê.
- You're a real stone player, aren't you, Ma? You threatened to smother his children.
- What does that mean?
- You know, everyone thought Dad was the ruthless one. But I gotta hand it to you. If you'd been born after those feminists, you woulda been the real gangster.
- I don't know what you're talking about!


O Montenegro simboliza o político português no seu melhor: à falta de qualidades profissionais que lhe sejam reconhecidas, não tendo sequer o apreço do povo na terra onde nasceu, lá se fez alguém por Lisboa, sem ninguém saber muito bem como ou à custa de quê.

É grão mestre na loja Mozart.


O Montenegro simboliza o político português no seu melhor: à falta de qualidades profissionais que lhe sejam reconhecidas, não tendo sequer o apreço do povo na terra onde nasceu, lá se fez alguém por Lisboa, sem ninguém saber muito bem como ou à custa de quê.

É grão mestre na loja Mozart.

Ahahahahah esse vídeo.

PSD, what else ?  :rotfl: