Política Nacional

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

INEM obrigado a identificar condutores multados em emergência médica

Citar
Até há pouco tempo, quando uma ambulância era multada por excesso de velocidade bastava informar a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária de que o condutor ia em emergência médica e pedir o arquivamento do processo

O INEM vai ter de passar a identificar os condutores das ambulâncias multadas. A exigência é da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, que dá, ainda, apenas 15 dias úteis aos infratores para pagarem a multa ou apresentarem a defesa por escrito.

Até há pouco tempo, quando uma ambulância do INEM era multada por excesso de velocidade bastava informar a ANSR de que o condutor ia em emergência médica e pedir o arquivamento do processo.

Mas as regras mudaram.

Para o sindicato do setor isto pode colocar em risco o socorro às vítimas caso os técnicos de emergência decidam cumprir sempre os limites de velocidade.

    Em Lisboa ou no Porto, onde há muitos radares, estão sujeitos, por exemplo, num turno de trabalho, pela inerência da sua profissão, da emergência de salvar vidas, passarem em excesso de velocidade nesses locais e chegarem ao fim do turno com dez multas. É toda uma situação que condiciona o técnico na rua e de querer acorrer a uma situação de salvar uma vida sem estar condicionado nessa função", disse à TVI Pedro Moreira, presidente do Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-hospitalar.

O INEM, por sua vez, diz estar a trabalhar com a Autoridade de Segurança Rodoviária no sentido de ultrapassar a questão, assumindo que continua a pedir aos operacionais que cheguem o mais rápido possível às vítimas.

A TVI pediu um esclarecimento à ANSR mas, até ao momento, ainda não obteve reposta.

WTF!  :wall:
Vitor Matos é o novo editor de politica do expresso. Descobri agora ao meter o expresso da meia noite de ontem.
Tem havido nos últimos anos uma clara melhoria dos jornalistas portugueses. É verdade que o avençado do socrates - ferreira fernandes - foi para director do DN, mas do grupo global media não se pode esperar nada de bom.

Estou aqui a ver partes do programa e os 4 convidados parecem todos pessoas bastante competentes. Este bruno faria lopes já tinha reparado nele há uns 2 anos e também parece ser sério.

Bons sinais para o jornalismo português.

Vitor Matos é o novo editor de politica do expresso.

 Que chega depois de passar pelo o Observador. Que, para mim, é o melhor jornal que cá temos. Nem é pela sua declarada e honesta posição ideológica, é mesmo pela coerência, qualidade e eloquente dos artigos que apresentam. O seu formato digital, claro está, encaixa melhor numa geração que se sente mais confortável com o digital, que propriamente com o papel. Por acaso, no que toca a livros, ainda vou dando primazia ao papel, mas já tenho dois em formato digital para consumir (a oferta é ainda bastante parca).

 O Ferreira Fernandes, avençado do José Pinto de Sousa, está bem tramado com o João Miguel Tavares. Ele bem que tentou que a sua nomeação para director do Diário de Notícias fosse um acto silencioso e que ninguém desse por isso, mas o João Miguel Tavares que tem um ódio visceral (devíamos ter todos!) ao Pinto de Sousa, apanhou-o bem e já lhe provocou. O homem respondeu, acusando de obsessão por.. Pinto de Sousa. Quando o ponto era outro e continua a ser, a nomeação de um avançado de Pinto de Sousa para director de um jornal diário, algo que já tinha tentado no passado e que só chega agora. Interessante acompanhar o trabalho de um tipo que está de modo umbilical ligado ao ex primeiro-ministro português.
« Última modificação: Abril 22, 2018, 13:24 pm por Chown »
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Citar
João Miguel Tavares escreveu ontem mais uma crónica sobre mim, no Público. Ao seu estilo, não escreveu sobre mim, tentou fazer de mim um degrau. Não me queixo, sou maior. Se ele me quiser levar com ele, para umas migalhas de fama sua, a um gabinete de primeiro-ministro, não deixo. Felizmente, posso, sou maior. E é prudente sê-lo quando se convive com JMT, que tenta fazer dos outros, quem quer que seja, um degrau.

JMT tem um fundo de comércio, José Sócrates, e explora-o até ao tutano. Ontem, fez-me dano colateral. Em escutas feitas a Sócrates, em 2014, em conversa onde não estou, nem falo, nem ouço, e que não soube ter acontecido senão dois anos depois, o ex-primeiro-ministro fala de mim para diretor do DN. Em 2016, alguém publicou essas escutas, deixando pairar a ideia de que eu combinei um cargo com um político. Escrevi, então: "Se calhar são costume essas combinações (com político, com irmão maçon, com correligionário), não sei... Mas não para mim. Nunca quis na minha carreira profissional esta dúvida: sou o que sou graças a mim ou não?" (DN, 22-02-2016).

Nesse texto, eu escrevi também que não queria, nem sabia ser diretor do DN. Assim era em 2014 e 2016, quando ninguém me pôs a questão. Ontem, JMT lembrou o que então escrevi e perguntou: "Há pouco mais de dois anos, Ferreira Fernandes não sabia, nem queria, ser diretor do DN. O que mudou, entretanto, para passar a saber e a querer?" Respondo: "Porque agora os donos do DN me convidaram e porque agora quero." Quanto a saber ser diretor do DN, continuo sem saber se sei.

Contradições e mudanças de vontade, JMT não as entende porque o seu fundo de comércio é uma certezinha que lhe basta e o sustenta. Então, se hoje sou diretor do DN, isso só pode estar relacionado com a sugestão de Sócrates de há quatro anos. E essa certeza é alimentada pela análise que ele faz da minha atuação nos 15 dias e picos desde que sou diretor do DN: sobre o assunto, nada, nem um editorial. Não escrevi sobre Sócrates! Estranho... Aliás, um suspeito comportamento que eu já há muito evidenciava: "Ferreira Fernandes continuou a defender Sócrates já depois da prisão - até que um certo dia se calou, e não mais se lhe ouviu um pio sobre o tema", escreveu ontem JMT, deste pau-mandado que sou.

Sócrates foi preso em 22 de novembro de 2014. Dois dias depois, escrevi: "É a data em que um ex-primeiro-ministro foi detido, suspeito de não ter sido honesto com os bens que os portugueses lhe confiaram. Desta vez, a suspeita não foi destilada só em manchetes de pombos-correio, não. Daí a data ser fundamental: tem a marca da Justiça. Se a Justiça o prova, maldito seja o líder que abusou o seu país, os compatriotas e os seus correligionários. Se a Justiça foi irresponsável, pobre diaba que tem de ser refeita de cima a baixo" (DN, 24-11-14).

Três dias depois, escrevi: "[Até à prisão] Calúnias e não processos - contra Sócrates foi o que houve, e só. Agora, temos uma situação nova. Magistrados acusaram e um juiz considerou haver indícios para prosseguir um processo contra Sócrates. A situação nova espevitou a canalhada, por um lado, e, por outro, os cidadãos pró e os cidadãos contra Sócrates. Para com os primeiros, repito o meu desprezo. Dos segundos, pró ou contra, espero o reconhecimento trivialmente democrático: cabe aos juízes julgar" (DN, 27-11-14).

Seis meses passados, escrevi: "De novo, sabemos porque o próprio Sócrates o disse, ele pediu dinheiro a um amigo. Muito dinheiro. Como esse amigo teve vários negócios com o Estado quando Sócrates era governante, é legítimo que a Justiça investigue. (...) Com este caso Sócrates, temos até agora, patenteadas, duas situações graves: a lentidão da Justiça e Sócrates ter mentido. Nada de novo, já conhecemos o mesmo noutras circunstâncias e com outros protagonistas. Mas pode vir a acontecer uma de duas situações bem mais graves: ou a Justiça não conseguir produzir prova, depois do estardalhaço que fez com a detenção, ou um ex-primeiro-ministro ser condenado por corrupção. E, sobretudo, acontece já uma situação iníqua: a Justiça fornece informações inquinadas aos jornais. Também não é novo" (DN, 17-06-15).

No fim do primeiro ano de prisão, escrevi: "Dizia-se que este era o ano em que ou se provava alguma coisa contra o ex-primeiro-ministro ou se provava que certos magistrados foram irresponsáveis. Errado. Essa alternativa, "ou, ou", foi derrotada. Nesta matéria, 2015 não foi adversativo, foi o ano da copulativa "e"! Sócrates suicidou-se como político "e" magistrados desonraram-se como defensores da lei. Cada entrevista de José Sócrates desautorizou-o como político, por causa do tipo de relação, revelado pelas suas próprias palavras, que ele tinha com o dinheiro de um amigo com negócios com o Estado; "e" cada capa dos jornais com fugas de informação desautorizou a investigação. Essa copulativa que os acasalou, Justiça/Sócrates, pariu um manto turvo sobre a sociedade. Note-se, ainda, que não se fala aqui do processo, porque desconhecemos, todos, tudo. Falo das palavras públicas de Sócrates e dos métodos manhosos da investigação. Ambos exemplificando factos lamentáveis, qualquer que seja o desfecho judicial" (DN, 19-12-2015).

Ferreira Fernandes - 20 de Abril de 2018

Ferreira Fernandes é muita coisa mas avençado do Sócrates não é de certeza. O JMT não tem um pingo de honestidade intelectual, típico de adepto do beneficia, só tem m**** na cabeça e por alguma razão escreve para o Público em vez de escrever para o Observador.

Ferreira Fernandes é muita coisa mas avençado do Sócrates não é de certeza. O JMT não tem um pingo de honestidade intelectual, típico de adepto do beneficia, só tem m**** na cabeça e por alguma razão escreve para o Público em vez de escrever para o Observador.

Não escreve mas edita  :lol:

https://observador.pt/2017/05/17/nova-revista-do-observador-para-celebrar-o-seu-terceiro-aniversario/

E não tenho duvidas que se o publico corresse com ele como o DN correu com o Alberto Gonçalves o Observador o punha a cronista.

Quanto ao ferreira fernandes, não passa de um idiota útil. Tralha socrática. E nesse texto dele não vejo uma grande defesa. O DN nem para fazer de cone para castanhas serve.

Ferreira Fernandes é muita coisa mas avençado do Sócrates não é de certeza. O JMT não tem um pingo de honestidade intelectual, típico de adepto do beneficia, só tem m**** na cabeça e por alguma razão escreve para o Público em vez de escrever para o Observador.

Não escreve mas edita  :lol:

https://observador.pt/2017/05/17/nova-revista-do-observador-para-celebrar-o-seu-terceiro-aniversario/

E não tenho duvidas que se o publico corresse com ele como o DN correu com o Alberto Gonçalves o Observador o punha a cronista.

Quanto ao ferreira fernandes, não passa de um idiota útil. Tralha socrática. E nesse texto dele não vejo uma grande defesa. O DN nem para fazer de cone para castanhas serve.

O JMT mais os outros paineleiros do benefia do governo sombra metem-me nojo, pior só mesmo o c***** do presidente da câmara de Lisboa que aparece como comentadeiro na TVI após perdoar dívidas fiscais.

Quanto ao texto do Ferreira (outro abcesso do benefia) é simples o outro anormal disse que este anormal andava calado com a prisão do sócrates... Ora entre estes dois anormais um tem a documentação do que escreveu o JMT tem é que meter a viola no saco.

Por norma são todos uma m****, mas quando tenho dúvidas olho para o clube da sua criação, e quando os vejo a cantar de galo sei que são m****.

Ferreira Fernandes é muita coisa mas avençado do Sócrates não é de certeza. O JMT não tem um pingo de honestidade intelectual, típico de adepto do beneficia, só tem m**** na cabeça e por alguma razão escreve para o Público em vez de escrever para o Observador.

Não escreve mas edita  :lol:

https://observador.pt/2017/05/17/nova-revista-do-observador-para-celebrar-o-seu-terceiro-aniversario/

E não tenho duvidas que se o publico corresse com ele como o DN correu com o Alberto Gonçalves o Observador o punha a cronista.

Quanto ao ferreira fernandes, não passa de um idiota útil. Tralha socrática. E nesse texto dele não vejo uma grande defesa. O DN nem para fazer de cone para castanhas serve.

O JMT mais os outros paineleiros do benefia do governo sombra metem-me nojo, pior só mesmo o c***** do presidente da câmara de Lisboa que aparece como comentadeiro na TVI após perdoar dívidas fiscais.

Quanto ao texto do Ferreira (outro abcesso do benefia) é simples o outro anormal disse que este anormal andava calado com a prisão do sócrates... Ora entre estes dois anormais um tem a documentação do que escreveu o JMT tem é que meter a viola no saco.

Por norma são todos uma m****, mas quando tenho dúvidas olho para o clube da sua criação, e quando os vejo a cantar de galo sei que são m****.
Mas desde quando é que ser do benfica é o único requisito para ser "m****" ? Ainda se fosse "todos os apoiantes do lvf são escumalha" podia concordar, mas dos gajos do governo sombra nenhum apoia o lvf. E eles estão todos à minha esquerda - quer em costumes quer em economia - mas parecem-me pessoas coerentes e minimamente inteligentes.

Edit: Ao contrario do maluquinho do daniel oliveira que é dos nossos e esse sim só diz m**** (extra futebol). Para elem de ser um triste não consegue ser coerente com nada. Mil vezes o lampião ricardo araujo pereira ao daniel oliveira.
« Última modificação: Abril 21, 2018, 22:24 pm por Hayek »
Mas desde quando é que ser do benfica é o único requisito para ser "m****" ? Ainda se fosse "todos os apoiantes do lvf são escumalha" podia concordar, mas dos gajos do governo sombra nenhum apoia o lvf. E eles estão todos à minha esquerda - quer em costumes quer em economia - mas parecem-me pessoas coerentes e minimamente inteligentes.

Edit: Ao contrario do maluquinho do daniel oliveira que é dos nossos e esse sim só diz m**** (extra futebol). Para elem de ser um triste não consegue ser coerente com nada. Mil vezes o lampião ricardo araujo pereira ao daniel oliveira.

O RAP  só tem de bom é ser humorista, mas não esqueço os bitaites que mandou contra o Sporting, ele que se dedique aos gato fedorento, porque para falar de politica é um m***** que só diz m**** foi apoiar o independente porque era amigo, ideias não tem sobre nada, é só conversa fiada, mais valia estar calado, daquela gente do governo sombra o melhorzito só o Pedro Mexia que faz parte do grupo de trabalho do CDS com o coordenador Adolfo Mesquita.

Já o cromo que apresenta e o JMT podem ir pró c******!

Daniel de oliveira que melro, esse c****** só monopoliza a conversa para o seu lado, nem deixa os outros falar, da última vez que faltou ao sem moderação consegui ouvir finalmente o José Eduardo Martins. f***-** é que até o panhonha do joão galamba consegue parecer um tipo moderado e normal ao pé dele.
Quer dizer que Maio está logo ali e meios aéreos está escasso.

Não há palavras para exprimir a incapacidade do Governo relativamente a esta questão. Infelizmente a população sofre de memória curta e não reivindica.
A incapacidade tem a ver com o facto da Força Aerea não deter esse tipo de meios e haver necessidade de alugar a privados. Privados esses que obviamente fazem pela vida, se noutros países recebem muito mais porque raio hão-de aceitar receber menos pelos alugueres aqui?
Depois claro, não há orçamento que chegue para os meios necessários.
Mas a culpa é tanto deste governo como do anterior e dos outros todos antes desse.
Enquanto vão cantarolando vão continuando a deixar o país no lodo. Usurpam os dinheiros públicos, deixam o país sem liberdade economica para evoluir, não desburocratizam nada, deixam a justiça lenta e incapaz de fazer um trabalho digno desse nome (justiça). Não há ideias, não há rumo. Nada de novo neste Portugal em que 90% dos deputados são umas criaturas mediocres pusilânimes invertebradas.

 
 O país chamado Portugal precisa de um verdadeiro 25 de Abril. Mas registo este com agrado, é um feriado e significa um dia menos de trabalho com direito a remuneração. Maravilha. Para semana, outro feriado e dedicado ao trabalhador, que ironicamente se celebra com direito a descanso extra.

 A burguesia política exploradora dos fundos públicos adora estas cerimónias simbólicas, de exaltação de valores que são na prática contrários ao que de forma maquilhada proferem de pulmões cheios de nada. O povo gosta, é sereno e facilmente manipulado por esta burguesia política ou um proletariado encapotado de interesses sindicais que bloqueiam o País na sua prospecção económica. 
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Dia da hipocrisia. Muitos dos que clamam por liberdade estavam e estão-se completamente a cagar para esse conceito.
Felizmente houve 25/11.

Está aqui um exemplo da liberdade:
Da mesma câmara que anda a falar em falta de casas para arrendar e habitação acessível e o diabo a 4:
https://www.publico.pt/2017/03/28/local/noticia/mesquita-da-mouraria-para-a-camara-so-falta-a-publicacao-em-diario-da-republica-1766805
Citar
Mesquita da Mouraria vai avançar. Só falta a publicação em Diário da República
O proprietário de dois dos prédios expropriados pela câmara de Lisboa, António Barroso, acusa a autarquia de mentir e não apresentar propostas alternativas.

Deve ser para preparar a zona para a nova política do António Costa:
https://www.dn.pt/portugal/interior/costa-diz-que-pais-precisa-da-imigracao-para-resolver-problema-demografico-9277394.html
Citar
"Por mais contas que se façam, não basta o aumento da natalidade" para resolver o problema demográfico do país

O secretário-geral do PS, António Costa, disse este sábado, em Torres Novas, que o país "precisa de imigração" e de "atrair talento" para resolver o seu problema demográfico.

Liberdade é expropriar.
Democracia é fazê-lo por "interesse público" (sem sequer consultar o público) :rotfl:
A liberdade que esses deputados sempre quiseram é liberdade de chular. Somos todos livres, uns mais que outros.
« Última modificação: Abril 25, 2018, 13:52 pm por Airstrike »
Chat shit get banged.
...

25 de Abril dia da hipocrisia? Epá NÃO!  :hand:

Houve o 11 de Março e o 25 de Novembro e outros dias em que se derrotaram contra revoluções anti-democráticas... E? Em Portugal felizmente não celebramos as derrotas de imbecis que tentaram subverter a democracia...

Neste país celebramos o derrube de uma ditadura e como disse e bem a deputada do CDS, o 25 de Abril pertence a todos, por muito que a esquerda tente usurpar os princípios de liberdade e democracia, como sendo um dado só deles. O 25 de Abril pertence aos democratas, aos cidadãos livres... E quem aceitar que pertence única e exclusivamente à esquerdalha está a jogar o jogo deles e a prescindir da sua legitimidade política.

Portanto não prescindas das conquistas de Abril, como sendo uma coisa de esquerda... Ainda há um longo caminho a percorrer para atingirmos uma democracia liberal e algumas revisões constitucionais para extirpar definitivamente o imbecilismo comunista instituído.

Acredito que ainda à muitas reformas a fazer, mas também acredito nos portugueses, por alguma razão têm votado mais à direita do que à esquerda, apesar destas últimas legislativas em que se aproveitaram das necessidades do país... Mas podes ter a certeza que a inépcia da esquerda vem sempre ao de cima.
...

25 de Abril dia da hipocrisia? Epá NÃO!  :hand:

Houve o 11 de Março e o 25 de Novembro e outros dias em que se derrotaram contra revoluções anti-democráticas... E? Em Portugal felizmente não celebramos as derrotas de imbecis que tentaram subverter a democracia...

Neste país celebramos o derrube de uma ditadura e como disse e bem a deputada do CDS, o 25 de Abril pertence a todos, por muito que a esquerda tente usurpar os princípios de liberdade e democracia, como sendo um dado só deles. O 25 de Abril pertence aos democratas, aos cidadãos livres... E quem aceitar que pertence única e exclusivamente à esquerdalha está a jogar o jogo deles e a prescindir da sua legitimidade política.

Portanto não prescindas das conquistas de Abril, como sendo uma coisa de esquerda... Ainda há um longo caminho a percorrer para atingirmos uma democracia liberal e algumas revisões constitucionais para extirpar definitivamente o imbecilismo comunista instituído.

Acredito que ainda à muitas reformas a fazer, mas também acredito nos portugueses, por alguma razão têm votado mais à direita do que à esquerda, apesar destas últimas legislativas em que se aproveitaram das necessidades do país... Mas podes ter a certeza que a inépcia da esquerda vem sempre ao de cima.
Sim sim, vais ver quem andava com a panca das revoluções na altura e vês que era malta admiradora do Che, do Fidel (nem estou a falar do PCP e dos outros malucos do MRPP) etc. Depois é ver essa gente a chamar dia da Liberdade ao 25/4.
Chat shit get banged.
Sim sim, vais ver quem andava com a panca das revoluções na altura e vês que era malta admiradora do Che, do Fidel (nem estou a falar do PCP e dos outros malucos do MRPP) etc. Depois é ver essa gente a chamar dia da Liberdade ao 25/4.

Ainda andavam esses tipos de bola para bola, já liberais de direita andavam a tentar reformar o sistema politico para a democracia através da ala liberal, com o projecto de revisão constitucional de 1970.

Hoje essa camarilha representa uma esquerda caviar dos temas fraturantes... Nunca irão longe, porque não têm nada de útil para oferecer. É os animais de estimação nos restaurantes, a mudança de sexo aos 16 anos, o cartão de cidadona e outras parvoices... Sinceramente só me preocupo com eles quando começam a querer impor as suas tretas pela nossa goela abaixo... Pequenos ditadores de m****! Só se lembram da democracia quando lhes dá jeito.
Sim sim, vais ver quem andava com a panca das revoluções na altura e vês que era malta admiradora do Che, do Fidel (nem estou a falar do PCP e dos outros malucos do MRPP) etc. Depois é ver essa gente a chamar dia da Liberdade ao 25/4.


Hoje essa camarilha representa uma esquerda caviar dos temas fraturantes... Nunca irão longe, porque não têm nada de útil para oferecer. É os animais de estimação nos restaurantes, a mudança de sexo aos 16 anos, o cartão de cidadona e outras parvoices... Sinceramente só me preocupo com eles quando começam a querer impor as suas tretas pela nossa goela abaixo... Pequenos ditadores de m****! Só se lembram da democracia quando lhes dá jeito.

Iras ficar surpreso com o quao longe conseguem chegar, o que se assiste ai agora com o patetico BE a fazer parte do governo e apenas uma pequena amostra, um dia destes aparece-te um "Jihad Trudeau" ai em Portugal e a certa altura pensas que estas a viver numa realidade alternativa, nao os menosprezes porque e a nova tendencia, especialmente dos chamados Millenials...
I'M NEVER IN AND I CAN'T REMEMBER...
Ninguém escreve nada sobre o Manel Pinho??? :think:
Pelos visto durante os governos Socrates o pais esteve literalmente a saque. :wall:
O mais preocupante disto tudo além da urgente necessidadede de se ir até ao fundinho de todas estas suspeitas até se saber toda a verdade, é saber que o numero dois do último governo Socrates é agora numero um do actual governo. :whistle:

Ninguém escreve nada sobre o Manel Pinho??? :think:
Pelos visto durante os governos Socrates o pais esteve literalmente a saque. :wall:
O mais preocupante disto tudo além da urgente necessidadede de se ir até ao fundinho de todas estas suspeitas até se saber toda a verdade, é saber que o numero dois do último governo Socrates é agora numero um do actual governo. :whistle:

Ninguem diz nada , porque isto já não espanta ninguem , em tratando-se de Socrates e companhia , já toda a gente sabe do que se trata , já não é novidade.





G71 a escória do Sporting.

A 5ª coluna que só sabe destruir o Sporting , agora e sempre.

Piores que lampiões.
Bons questões para o banana do galamba.