Animais de estimação

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Boas!

Tenho um gato de 5anos e aconteceu-me algo que nunca tinha acontecido até agora.

Uso as pipetas frontline para não ter problemas, sendo que a ultima aplicação aconteceu no dia 22 de Agosto à noite sendo que na parte da manhã lhe tinha dado banho com shampoo desparasitante.

Hoje, chega-me com pelo menos umas 5 pulgas no zona do queixo e atrás de cabeça. Passaram apenas 15 dias e devia durar o mês todo.

Voltei a aplicar-lhe a pipeta e deixei-o sair.


Algum conselho?


A VET da minha cadelita diz que Frontline se for o tri-act que está ok.
Isto porque a versão " normal" do Frontline já muita bicharada desenvolveu resistência.
A minha cadela tem levado com o Frontline tri-act e até agora sempre limpinha.
Mas ela não pode levar coleiras.
Meti uma vez e fez uma reação levada do diabo.
Ficou com o pescoço em ferida coitadinha.
para mim, o bravecto é o melhor do mercado actualmente

Enviado do meu Redmi Note 3 através do Tapatalk

Sempre Sporting!
Ao longo da minha vida sempre tive animais de estimação, há 11 anos que tenho duas cadelas que desde há 2 anos foram viver com a minha mãe (estou a viver sozinho) e agora tenho um gato. Para aproveitar a folga levei as cadelas de volta para casa, acham normal o gato andar atrás delas a brincar e a persegui-las e elas comerem a ração dele? Acho que vivo numa casa de doidos..

Enviado do meu HUAWEI VNS-L31 através do Tapatalk

Ao longo da minha vida sempre tive animais de estimação, há 11 anos que tenho duas cadelas que desde há 2 anos foram viver com a minha mãe (estou a viver sozinho) e agora tenho um gato. Para aproveitar a folga levei as cadelas de volta para casa, acham normal o gato andar atrás delas a brincar e a persegui-las e elas comerem a ração dele? Acho que vivo numa casa de doidos..

Enviado do meu HUAWEI VNS-L31 através do Tapatalk
Os machos (cães e gatos) podem ser muito territoriais...
Já quanto à comida, tens que intervir, as cadelas perceberão que não é a delas.
«Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»
Eu tenho um labrador. Até a minha comida ele come se eu me distrair, quanto mais a do gato!  :lol:
E eis que infelizmente chega o dia em que perco a vontade de entrar neste tópico.. ao longo do tempo habituei-me a vir aqui e a ler as vossas bonitas histórias, as vossas tristezas e as vossas memórias.. muitas vezes li as vossas despedidas e dei por mim a pensar como seria quando fosse eu a estar na vossa situação, pois bem.. agora talvez vos consiga entender..

Uma das minhas companheiras de 12 anos não despertou esta madrugada, depois de 10 anos a viver diariamente comigo num apartamento, decidi que seria mais “justo” dar-lhe alguma liberdade a ela e à “irmã” ao irem viver para uma pequena aldeia onde estariam mais à vontade.. e eis que hoje, quase 1 ano após ser operada ao útero, tenho a notícia que nunca quis ouvir.. não vos sei dizer ao certo como me sinto, estou a trabalhar neste momento mas a verdade é que só cá está o corpo, o meu consciente ainda não se mentalizou do que aconteceu, apesar de no fundo já ter recebido o choque a 100%.. eu bem sei que era só um cão, como muitos dizem, mas eu todos os meus momentos de solidão e ao longo destes 6 anos em que vivi sozinho, acreditem que ela e a outra eram os meus suportes, eram quem me “aturava”. Eu sou sempre muito extrovertido e é raro o dia em que não ando bem disposto, mas sinto que uma parte de mim morreu verdadeiramente (e não o digo de forma leviana, há coisas que acredito que o tempo não cura), sinto que é uma ferida que não vai sarar nunca, porque para mim não era só minha cadela.. um abraço a todos e muitas alegrias dos vossos bichos


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk
E eis que infelizmente chega o dia em que perco a vontade de entrar neste tópico.. ao longo do tempo habituei-me a vir aqui e a ler as vossas bonitas histórias, as vossas tristezas e as vossas memórias.. muitas vezes li as vossas despedidas e dei por mim a pensar como seria quando fosse eu a estar na vossa situação, pois bem.. agora talvez vos consiga entender..

Uma das minhas companheiras de 12 anos não despertou esta madrugada, depois de 10 anos a viver diariamente comigo num apartamento, decidi que seria mais “justo” dar-lhe alguma liberdade a ela e à “irmã” ao irem viver para uma pequena aldeia onde estariam mais à vontade.. e eis que hoje, quase 1 ano após ser operada ao útero, tenho a notícia que nunca quis ouvir.. não vos sei dizer ao certo como me sinto, estou a trabalhar neste momento mas a verdade é que só cá está o corpo, o meu consciente ainda não se mentalizou do que aconteceu, apesar de no fundo já ter recebido o choque a 100%.. eu bem sei que era só um cão, como muitos dizem, mas eu todos os meus momentos de solidão e ao longo destes 6 anos em que vivi sozinho, acreditem que ela e a outra eram os meus suportes, eram quem me “aturava”. Eu sou sempre muito extrovertido e é raro o dia em que não ando bem disposto, mas sinto que uma parte de mim morreu verdadeiramente (e não o digo de forma leviana, há coisas que acredito que o tempo não cura), sinto que é uma ferida que não vai sarar nunca, porque para mim não era só minha cadela.. um abraço a todos e muitas alegrias dos vossos bichos


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk

Força amigo....sei o que é isso quando em 2012 perdi o meu companheiro de 11/12 anos e que me viu crescer e formar como homem.
A ferida não sara, mas a dor acalma e transforma-se em saudade. Demora algum tempo, mas a vida não pára e para sempre ficarão as memórias e os momentos vividos.
Abraço
Eu tenho um labrador. Até a minha comida ele come se eu me distrair, quanto mais a do gato!  :lol:

Li algures que o labrador é um cão especialmente sensível à alimentação no sentido em que engorda facilmente e depois é difícil voltar à forma ideal...
"É fraqueza entre ovelhas ser Leão." (Lusíadas, I-68)
Eu tenho um labrador. Até a minha comida ele come se eu me distrair, quanto mais a do gato! 

Li algures que o labrador é um cão especialmente sensível à alimentação no sentido em que engorda facilmente e depois é difícil voltar à forma ideal...
Confirmo

Exigência máxima rumo ao 7° lugar!

Miúdo, não me verás a descer a teu nivel, pois é essa a vossa característica.

Sou uma pessoa respeitada na sociedade, com cargos de responsabilidade, sou filiado na Juventude Popular, ala do nosso partido CDS-PP da Dr. Assunção Cristas e não vivo da internet nem recebo subsidios, para andar aqui como alguns. Portanto miudo, volta la para o teu canto pois não falo com qualquer um.
Eu tenho um labrador. Até a minha comida ele come se eu me distrair, quanto mais a do gato!  :lol:

Li algures que o labrador é um cão especialmente sensível à alimentação no sentido em que engorda facilmente e depois é difícil voltar à forma ideal...

Por acaso não tenho problemas, ele controla aquilo que come em termos de ração. Nem preciso de me preoucpar em pesar, encho a taça e volto a meter mais quando ele comeu tudo. Ele não é grande apreciador de ração, mas de tudo o que é comida da nossa... chama-lhe um figo :D