Pedro Baltazar ... Novo Administrador não executivo da Sad

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

compreendo o que dizes mas sabes o que te digo...aquilo no fundo é tudo a mesma coisa....o resultado final que sao as vitorias concretas...estao (not) á vista de toda a gente. eu apoio um clube pelo seu todo nao por sad´s ou departamentos ou o catano. o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL é um só.
 
Querer ajudar. Alguem me explica pq é que o simples facto de comprar accoes em que é que isso ajuda o Sporting? Se eu amanha conseguir comprar 85% das accoes do Sporting, o Sporting fica melhor em quê?
Ninguem diz que o Dr. Baltazar nao seja sportinguista e tal como ha pessoas que ganham o totoloto, tambem pode acontecer a possibilidade de o 1º interesse dele seja defender o Sporting e nao o de ganhar dinheiro. Empresários que nao entram em empresas para ganhar dinheiro para si mesmo sao abaixo de 1%
Qto a mim que sou um bocado ignorante as vezes, a diferenca que vejo entre o modelo de clube pertencente a todos, ou o modelo de empresa pertencente a uma ou duas pessoas é que no caso de quem manda ser competente nao faz qq diferenca ser o dono ou o presidente eleito, mas no caso de ser incompetente é corrido de lá em eleicoes no 1º caso, e eterniza-te numa gestao danosa sem que ninguem possa fazer nada para o tirar de lá. Alguem que me corrija se estou enganado?


Directamente nada. Indirectamente tudo.
É a mesma coisa que tu comprares acções de uma outra empresa qualquer. Esperas que a empresa tenha uma boa gestão, tenha lucros, haja distribuição de dividendos, certo?
Achas que o facto de ele andar a investir o caroço dele é porque quer que o Sporting perca, não seja rentabilizado, e que não tenha retorno, do que anda a investir. É isso que vai ajudar, ele sendo administrador não executivo, poderá não decidir absolutamente nada mas anda em cima do acontecimento de certeza e servirá sempre de guia. Se ele vender ac~ções, isso sim é mau sinal.
Fundador mas desde quando é que ter lucro é = a ganhar jogos? Vendes os jogadores da formacao, compras Tiuis e tens lucro, mas nao ganhas campeonato algum.
O exemplo vem de cima.. ou devia vir
Fundador mas desde quando é que ter lucro é = a ganhar jogos? Vendes os jogadores da formacao, compras Tiuis e tens lucro, mas nao ganhas campeonato algum.

Essa não é a questão fulcral.
É apenas consequência de um investimento. Ter lucros aqui, é sinonimo de vitórias, o core business do Sporting, é futebol, e as vitórias que daí advêem.
Porque se o Sporting, ganhar, vai entrar mais dinheiro de certeza absoluta, que por via de mais patrocinadores, quer por maiores assistências
Fundador mas desde quando é que ter lucro é = a ganhar jogos? Vendes os jogadores da formacao, compras Tiuis e tens lucro, mas nao ganhas campeonato algum.

Essa não é a questão fulcral.
É apenas consequência de um investimento. Ter lucros aqui, é sinonimo de vitórias, o core business do Sporting, é futebol, e as vitórias que daí advêem.
Porque se o Sporting, ganhar, vai entrar mais dinheiro de certeza absoluta, que por via de mais patrocinadores, quer por maiores assistências

Qual que... ganhar? isso e ma gestao.  :naughty:

Boa gestao e querer segundos lugares, isso implica menos premios a pagar e ainda assim qualificacao para a champions. Maximizacao dos lucros.   :arrow:
No meu mundo imaginário o Sporting contracta o ... blah, nao contracta ninguem porque de certeza um dos juniores da academia e melhor.
Lucros = vitorias? O ano que o Sporting apresentou maior prejuizo foi qdo foi campeao em 99. E os anos de maior lucro foi por ex este, com um dos piores campeonatos de sempre tiveram 17M€ lucro, as contas desmentem-te.
O exemplo vem de cima.. ou devia vir
Lucros = vitorias? O ano que o Sporting apresentou maior prejuizo foi qdo foi campeao em 99. E os anos de maior lucro foi por ex este, com um dos piores campeonatos de sempre tiveram 17M€ lucro, as contas desmentem-te.


Vitórias Europeias = Lucros!


Chegar à Europa é preciso e agora cada vez mais ter grandes prestações internas!!!!
Jamais te deixarei, a 20, 200 ou 2000 km, o meu amor por ti é será sempre das maiores certezas da minha vida!
Sporting Clube de Portugal, para sempre a torcer por ti!
Começo por alguns esclarecimentos:
1) Quem nomeia os administradores? E porque é que o Pedro Baltazar é administrador?

Quem nomeia são os donos da empresa (SAD), neste caso o Sporting (Clube), que nomeia pelo menos uns 3, incluindo o presdente do Sporting (Clube) que é automaticamente presidente da empresa (SAD), pelo estatutos da SAD. Outros grandes accionistas também podem ter administradores, é o que sucede com este Pedro Baltazar. Por isso nada de anormal até aqui.

2) o que é um administrador não executivo e porque é que "está lá se não toma decisões"?
Uma administração é composta normalmente por um número impar de administradores, normalmente 5, ou 7. O Sporting acho que tem 5. Destes 5, há alguns que têm a gestão efectiva da empresa, e outros que, por diversos motivos, não participam no dia a a dia da empresa e apenas estão presente nas reuniões do Conselho de Administração (CA), para tomada de decisões estratégicas.
Um dos administradores é o Administrador Delegado (em inglês chamam-lhe CEO), é o que tem a responsabilidade máxima, e outros administradores, normalmente mais 2, ajudam-no da gestão da empresa. Por exemplo o CEO fica com a parte administrativa/finaanceira, outro administrador fica com a parte operacional e marketing/comercial, outro fica com a parte de recursos humanos...depende da formação de cada um dos administradores. Estes são os administradores executivos, e são eleitos pelos donos da empresa ou votam-se entre si.
Neste caso específico, sendo o Pedro Baltazar administrador da sua Nova Expressão, certamente não terá tempo para ser administrador executivo da SAD, participando apenas nas reuniões do CA, que deverão ser semanais ou quinzenais, enquanto que os outros administradores fazem o trabalho do dia a dia.

3) "investir o dinheiro dele"
Ele investiu o dinheiro dele para comprar as acções, e isso comprou-lhe também um lugar no CA. Mas não está a "meter dinheiro no clube", ele comprou as acções a outro accionista, não entrou 1 cêntimo no clube





Vitórias Europeias = Lucros!

Se algum investidor quiser comprar accoes para ter vitorias na europa nao compra accoes do Sporting, compra de clubes de Inglaterra ou Espanha. O interessante para investidores no Sporting sao os valores de venda dos jovens da academia.

3) "investir o dinheiro dele"
Ele investiu o dinheiro dele para comprar as acções, e isso comprou-lhe também um lugar no CA. Mas não está a "meter dinheiro no clube", ele comprou as acções a outro accionista, não entrou 1 cêntimo no clube

Como é óbvio
O exemplo vem de cima.. ou devia vir
Ficava mais contente se visse entrar gente que percebesse de futebol...
Lucros = vitorias? O ano que o Sporting apresentou maior prejuizo foi qdo foi campeao em 99.
E tu achas que isso é sustentável? Ter vitórias num ano à custa de prejuizos vai prejudicar os anos seguintes, como se vê . . .

Sejam quais forem as intenções do P.Baltazar, o facto de ele meter dinheiro quer dizer que acredita que o pode rentabilizar.

Qual que... ganhar? isso e ma gestao.  :naughty:

Boa gestao e querer segundos lugares, isso implica menos premios a pagar e ainda assim qualificacao para a champions. Maximizacao dos lucros.   :arrow:

Mesmo de uma perspectiva de maximização de lucros a partir da venda de jogadores, quanto melhores forem os resultados desportivos, maior o valor do passe dos jogadores.
É muito provável que Pedro Baltazar seja testa de ferro de um outro investidor. Não está em causa o seu sportinguismo, nem as suas intenções, a questão é que tal como fsf em relação ao bes, também baltazar não terá, vontade pp.
bigfoot se essa politica de vitorias e que vitorias dao mais dinheiro é verdade, pq é que estes gestores desde o ano 2001 nao o fazem? Agora o Dr. Baltazar é o salvador da patria, o iluminado, o mecenas salvador? Acorda
« Última modificação: Abril 28, 2008, 13:52 pm por jccgold »
O exemplo vem de cima.. ou devia vir
Gostava de saber como é que concluis que eu acho que o Pedro Baltazar é o salvador da pátria ou o mecenas . . . eu não o conheço de lugar nenhum.

O que eu louvo no homem é que ele, ao contrário da generalidade dos 'notáveis spotinguistas' que conhecemos, meteu o dinheiro dele na SAD.

Mas ele não é nenhum mecenas. Um mecenas teria doado o dinheiro, ele investiu. E o sporting não ganhou nada, em termos financeiros, com esta transacção, já que, aparentemente,  não foi o vendedor das acções.

bigfoot se essa politica de vitorias e que vitorias dao mais dinheiro é verdade, pq é que estes gestores desde o ano 2001 nao o fazem?
As razões porque o Sporting não tem mais vitórias desde 2001 estão amplamente discutidas nos vários tópicos deste forum:
 - má situação financeira que vem de trás, e que aparentemente tem sido agravada;
 - inabilidade para gerir o futebol;
 - apitos dourados e afins;
 - algumas bolas ao poste . . . .
Mas para mim a grande razão que o fez tomar esta posição na estrutura accionista da SAD tem a ver com a eventual passagem do estádio e da academia para a SAD.

Os actuais accionistas vão ter, de certeza, condições preferenciais. E o Pedro Baltazar está a antecipar essa passagem.


Citar
17. Quem pode comprar Vmoc's?

Tratando-se de uma subscrição pública, qualquer pessoa singular ou colectiva poderá adquirir os VMOC’s. Nos termos legais, os accionistas da Sporting SAD terão direito de preferência na compra das VMOC’s.
Informação do Conselho Directivo, em 21/5

Está então explicada a movimentação recente no quadro accionista da SAD.

Citar
18. E se não se venderem todos os Vmoc’s no final do período de subscrição?

A emissão será tomada firme pelo Bancos, pelo que neste caso os VMOC’s não subscritas pelo público serão subscritos pelos Bancos.

Vamos ver se vão sobrar VMOCs . . .

Citar
18. E se não se venderem todos os Vmoc’s no final do período de subscrição?

A emissão será tomada firme pelo Bancos, pelo que neste caso os VMOC’s não subscritas pelo público serão subscritos pelos Bancos.

Vamos ver se vão sobrar VMOCs . . .

São 30 milhões de acções a 2 euros cada o que dá 60 milhões de euros.

As familias portuguesas estão endividadas e estão mais preocupadas no dinheiro que têm para pôr comida na mesa do que em comprar acções.

O capital social da SAD é de 42 milhões de euros e o Sporting tem 78%, e os pequenos accionistas (os sócios/adeptos) 1,3%.

Faz as contas a 60 milhões e se calhar vai sobrar muitos VMOC's para os bancos
Os mandatos não são para cumprir, os mandatos são para ser honrados. E quando não se honra aquilo para que se foi mandatado, não devem ser nada cumpridos. Devem ser interrompidos, como é lógico

São 30 milhões de acções a 2 euros cada o que dá 60 milhões de euros.

As familias portuguesas estão endividadas e estão mais preocupadas no dinheiro que têm para pôr comida na mesa do que em comprar acções.

O capital social da SAD é de 42 milhões de euros e o Sporting tem 78%, e os pequenos accionistas (os sócios/adeptos) 1,3%.

Faz as contas a 60 milhões e se calhar vai sobrar muitos VMOC's para os bancos

E tu achas que vão ser as famílias portuguesas a comprar as obrigações?

São 30 milhões de acções a 2 euros cada o que dá 60 milhões de euros.

As familias portuguesas estão endividadas e estão mais preocupadas no dinheiro que têm para pôr comida na mesa do que em comprar acções.

O capital social da SAD é de 42 milhões de euros e o Sporting tem 78%, e os pequenos accionistas (os sócios/adeptos) 1,3%.

Faz as contas a 60 milhões e se calhar vai sobrar muitos VMOC's para os bancos

E tu achas que vão ser as famílias portuguesas a comprar as obrigações?

O Sporting não pq se quer baixar a divida não comprará, será então quem? O Baltazar? 60 milhões de €? Quem? E estarão os interesses do Sporting salvaguardados?

O que eu vejo é que neste momento o Sporting tem 78% das acções da SAD, ou seja, uma grande fatia.

Se o Sporting não entrará nos VMOC's (se o Sporting quer chegar aos 140 milhões não pode comprar acções) exceptuando as de categoria A, pq serão obrigatórias, quem comprará?

Para mim os bancos ficarão com 85% a 95% dos VMOC's.
Os mandatos não são para cumprir, os mandatos são para ser honrados. E quando não se honra aquilo para que se foi mandatado, não devem ser nada cumpridos. Devem ser interrompidos, como é lógico

Para quem gosta muito do que foi aprovado dia 28, e que o Sporting vai passar a ter donos a mandar no futebol, o Celta Vigo detido até há 2 anos por 1 dono e vendido a outro esta em pre-falencia e em risco de fechar. Um clube q deu 7 a 0 ao Benfica nao merecia. E viva as SADs.
O exemplo vem de cima.. ou devia vir
Citar
A reconfiguração do Conselho de Administração da SAD é o reflexo das mudanças que José Eduardo Bettencourt pretende implantar no modelo de gestão da empresa que tutela o futebol profissional, mas deixa também no ar algumas interrogações. A saída de Pedro Baltazar, principal investidor individual na sociedade, representa uma divisão entre um accionista de referência e o caminho trilhado pelo presidente. Baltazar vira as costas mesmo quando as suas acções lhe garantem o direito de se sentar à mesa na qualidade de administrador, e muitos são já os que especulam sobre a sua posição num cenário eleitoral. Bettencourt terminou o primeiro ano do seu mandato, mas há quem já esteja empenhado em contar espingardas para uma eventual corrida às urnas. Nesse cenário, Pedro Baltazar e os seus 11,7 por cento do capital social podem ser um trunfo de peso para os potenciais candidatos ao "trono" verde e branco...sp

http://www.ojogo.pt/26-253/artigo884416.asp


Citar
Pedro Baltazar, um dos principais accionistas da SAD por força da participação de 11,667% que a empresa Nova Expressão detém do capital da sociedade, vai abandonar o Conselho de Administração da mesma, devido a divergências com o modelo organizativo e de gestão preconizado por José Eduardo Bettencourt. Fundador da agência de meios Nova Expressão, em 1992, Pedro Baltazar adquiriu, em 2002, 7 mil acções da Sporting, SAD. Cinco anos depois, a participação de 883 mil acções subiu para 1,286 milhões de acções. A 10 de Abril de 2008, chega a uma participação de 10,245%, facto que lhe valeu, 13 dias depois, a entrada para o Conselho de Administração, por força da representatividade que passou a ter na estrutura empresarial. Enquanto accionista - também foi membro do Conselho Leonino - tem mantido a política aquisitiva de reforço de uma posição entre os accionistas da SAD, prova disso é que, actualmente, a Nova Expressão detém 2,450 milhões de acções, algo que se traduz na percentagem referida de 11,667% da participação social. Agora, as divergências com Bettencourt levam à saída do Conselho de Administração da SAD.


http://www.ojogo.pt/26-253/artigo884406.asp